Você está na página 1de 25

MAGIA DOS DRAGÕES: Ritualístico introdutório

Por Thiago Paladino

MAGIA DOS DRAGÕES: Ritualístico introdutório Por Thiago Paladino

INTRODUÇÃO

Este humilde estudo é fruto de canalização, experiência pessoal e leitura das obras de D.j.Conway. e Eddie van Feu.

As receitas apresentadas aqui são oriundas dos trabalhos que venho conduzindo com a egrégora dos dragões nos últimos dois anos, com exceção da receita da baba do dragão que foi um presente do meu amigo Dio Artemio da tradição Athena Pronaia o ritual das espirais ou círculos do dragão que foi traduzido da obra de D.J. Conway Mystical Dragon Magick. Espero poder acrescentar alguma coisa na caminhada dos meus amigos e colegas de bruxaria.

Certamente este é um material incompleto, pois ainda há muito a ser estudado, estejam a vontade para tecer suas criticas e comentários. E quem sabe até me indicar bibliografias interessantes.

Luz e paz a todos

Thiago Nobre Paladino

MAGIA DOS DRAGÕES

CÓDIGO DOS ANEIS DO DRAGÃO

(por D.j.Conway)

Ao redor de todo multiverso o poder encontra-se para abençoar ou amaldiçoar. Pois este é o equilíbrio de luz e escuridão que mantém os fios da teia da criação. Dragões negros do caos e aqueles da luz permanecem em um equilíbrio que reluz. Claro é o código do Dragão. Cada anel i deve ter meio ano de duração. De aprendiz a guerreiro protetor, o caminho para se tornar um mago é longo e cheio de rigor. Todos os níveis explorados e as verdades despidas, as intenções do aprendiz como luz, puramente construídas. Os testes revelados pelo seu coração deverá conquistar, antes do véu do entendimento atravessar. Da confiança dos Dragões deve ser merecedor para que os portais sejam revelados pelo seu professor. Magia dos Dragões é forte e audaz e demanda coragem daquele que a faz. Três vezes três deverá lançar porque este será o poder que irá se manifestar. Nenhuma magia pequena ou fraca será, pois a força dos dragões tudo conquistará.

NATUREZA MÁGICA DOS DRAGÕES

Os Dragões são representantes autênticos da metamagia. Mas o que isso quer dizer? Isso quer dizer que Dragões conseguem dançar com lados diferentes das mesmas energias com habilidade e graça. Dragões controlam os fundamentos das energias com as quais todo bruxo, ou todo individuo, trabalha. Da esfera elemental, mental, espiritual, e outras há dragões correspondentes trabalhando em seus fundamentos. É possível dizer que dragões são os dinossauros no mundo espiritual. Como atuam na raiz e nos fundamentos primitivos das energias que nos cercam e possível afirmar que por isso eles são brutos e suaves ao mesmo tempo. Dragões também são espaçosos, temperamentais e sábios e parecem literalmente tecer a realidade.

Prezam o conhecimento e a sabedoria acima de tudo, pois é unindo estes dois elementos que o individuo consegue a alquimia da alma produzindo mudanças internas e externas.

Eis os benefícios dessa amizade com os Dragões, eles são imensamente sábios, e essa sabedoria leva a abundância e a prosperidade em TODOS os níveis da sua vida. Porém esta é uma egregora que você deve primeiro oferecer antes de ganhar qualquer coisa. Estenda sua mão e ofereça sua amizade garanto que eles vão gostar! Com o contato constante com os dragões essa sabedoria começa a fluir para sua vida em vários níveis e você passa a ter algumas intuições sobre rituais, magias, as pessoas ao teu redor e principalmente sobre o seu próprio caráter, alem é claro que estabelecer um elo que aumentará sua capacidade de manipular/ mover energias. Qual é o preço de tudo isso? Amizade é claro! Dragões são absurdamente leais a seus amigos para eles o mínimo de educação que se espera de alguém que você considera amigo é a lealdade. Eles gostam de pessoas que compartilham esses valores! Magias lançadas por magos draconicos são sempre aditivadas pelos dragões que o acompanham. Magos draconicos costumam ter temperamentos condizentes com os seus Dragões, por formar um equilíbrio alquímico que

proporciona a interação mágica. Desta forma quando você lança uma magia o seu companheiro dragão acrescenta a energia dele no ritual, a energia do dragão flui junto com a sua. É claro, se ele concordar com o que você estiver fazendo, e os resultados são por vezes espetaculares. Dragões controlam as linhas de energia da terra, as chamadas linhas da ley ou linhas do dragão, que alimentam nossa magia. Todas as conexões com as energias universais são controladas por dragões, assim eles podem aumentar o teu acesso a elas ou simplesmente cortar a conexão como quem fecha uma torneira. Dragões costumam dar muito poder mágico para os seus protegidos, mas também o tiram com igual facilidade se estes não agirem de forma ética. Seja sempre verdadeiro quanto aos seus motivos, e se você fechar algum acordo com um dragão trate de cumprir a sua parte. Eles abominam quem não tem palavra.

A HIERARQUIA DOS DRAGÕES.

A Hierarquia draconica consiste em quatro etapas básicas. Primeiro vem a Grande mãe e o grande pai Dragão que são identificados como o Grande Dragão da Luz e o Grande Dragão das Trevas. (caos e ordem) Seus nomes podem variar de tradição para tradição alguns os chama de Tiamat e Marduk ou Lam Vis e Nalm Kor ou simplesmente de pai e mãe dragão. Abaixo desses estão os Grandes Dragões dos elementos (terra, ar, fogo e água). Abaixo deles estão colocados os Dragões planetários ou de aspectos elementares. O passo final é os Dragões Guardiões, cujo domínio são determinadas pessoas ou coisas (casas, jardins, e tudo o que eles são convidados a manter). Desses últimos surgem os dragões com os quais você estabelece o contato mais próximo. Eles serão teus guias, teus professores e se você tiver merecimento saberá nome de alguns deles.

Naturalmente quando maior na hierarquia do Dragão, maior é o poder e mais distante da compreensão do praticante. Os Dragões da Luz e as Trevas são os dois maiores, mas também as duas energias mais complicadas de trabalhar. Pois como seres de natureza primordial suas energias estão muito acima das nossas capacidades de canalização e direcionamento. Um trabalho mágico com eles é possível para magos e bruxos experientes e já bem desenvolvidos na magia dos Dragões. Eles podem destruir estruturas e reconstruir paradigmas inteiros. Estamos falando aqui de magia selvagem, primordial e de difícil controle. Depois, há os Reis Dragões dos quatro elementos e direções, Sayriss, (ar) Fafnir(fogo), Grael(terra), Neioyon(Água). Cujas competências são vastas e cuja sabedoria é grande. Eles estão no caminho quando você traçar o círculo, semelhante às torres ou guardiões dos círculos wicca. Abaixo deles neste padrão estão os dragões celestiais planetários, são estes dragões que você chama para fins específicos de mágica como você chama um elemental específico para ajudar com tarefas específicas (como uma salamandra para infundir paixão em um relacionamento, ou uma energia específica cuja esfera de influência é o resultado desejado). Os Dragões mais baixos na hierarquia estão menos distantes de nos e tem mais contato com os humanos, eles costumam ser mais jovens e brincalhões, enquanto os maiores na hierarquia são mais sábios e maduros. Essas diferenças apontam os métodos para trabalhar com eles. O poder e a sabedoria não é uma constante entre os estágios na hierarquia, de fato são bastante variáveis, a diferença está principalmente na quantidade de coisas que o dragão tem influência. Quanto mais alto, mais aspectos ele influencia. Quanto mais tempo você gasta trabalhando com dragões maior a compreensão da natureza de sua posição. É mais fácil trabalhar com o Dragão guardião, que geralmente se apresenta para te guiar, do que com o tempestuoso Sairyss, Grande rei dragão do ar. Antes de qualquer trabalho magico (além de um convite ocasional) eu recomendo a você meditar e fazer alguns pequenos rituais pessoais para chamar a atenção da egegora do dragão para si mesmo. O primeiro passo é buscar uma representação de um Dragão, consagra-la e oferecer uma vela e

um incenso a seu gosto para o reino deles. Não peça nada em troca nesse

primeiro contato, apenas ofereça aquela luz e quele aroma para o reino deles.

Vale lembrar que dragões adoram tudo que reflete a luz, tudo que brilha e

lembra escamas é do agrado deles. Portanto, pedras bonitas, velas, castiçais

bem trabalhados, incensarios com pedrinhas sintonizam bem com esta

egregora.

incensarios com pedrinhas sintonizam bem com esta egregora. Depois de algumas oferendas desse tipo você deve
incensarios com pedrinhas sintonizam bem com esta egregora. Depois de algumas oferendas desse tipo você deve

Depois de algumas oferendas desse tipo você deve acender seu

caldeirão, deixando suas imagens de dragão perto dele. Faça isso de

preferencia na lua cheia. Atire ervas a seu gosto no fogo dizendo:

Draconis, Draconis, Draconis.

Grande mãe cosmica dos muitos nomes, eu ( diga seu nome magico se tiver) busco conhecer o reino dos dragões e com eles aperfeiçoar a arte da magia. Que eu seja merecedor da tutela do dragão, que ele me guie pelos caminhos do sol e da lua, do equilibrio, da coragem e do poder.

Amigos dragões juntos somos invenciveis.

É a sua experiência e prática que irá determinar o sucesso das

invocações para o Dragão (insistencia tambem entra no pacote). Lembre-se

que qualquer magia ou encantamento pode tornar-se mais poderoso quando

você trabalha com dragões, mas ajuste as coisas para o seu conforto. Comece

a pedir ajuda da egregora draconica para preparar poções, pós, comidas encantadas. Peça que eles abencoem e elevem o poder da sua magia. Gradativamente voce notará a presença deles nos seus rituais e mais tarde na sua vida cotidiana. Ter um dragão por perto é uma experencia forte, e você deve aprender com o processo. Muitas vezes é como estar em um ciclone de acontecimentos e sensações, eles são capazes de desencadear padrões complexos na nossa realidade.

Também vale lembrar que seu primeiro contato real com eles vai ser mais esclarecedor do que você pensa. Pode demorar um pouco, pois os Dragões são muito cuidadosos antes de se revelar. Porém quando você tiver o(s) seu(s) professor(res) ele vai estar com você o tempo todo durante seus rituais e vai te ensinar um montão de coisas, te ajudar com oráculos e te proteger caso você precise de um amigo. Como toda relação de amizade convém ser gentil e honesto quanto a quem você é, e de vez enquando fazer um agrado para seu amigo. Ele vai te dizer de alguma forma o tipo de coisa que ele gosta. Alguns gostam de frutas, outros de velas, alguns gostam de plantas, outros de bebidas alcolicas. Dragões se amarram em oferendas. Lembre-se disso, está é uma egregora onde você precisa doar antes de receber, e pode demorar um tempo até eles terem a confiança necessaria para te aceitar no reino deles, mas depois que eles te aceitarem o céu é o limite, os dragões são otimos professores e ao contrário do que se poderia esperar deles, não são arrogantes e antipaticos. Eles tem um humor afiado e podem ser mais ou menos ranzinzas, mas tudo sempre com um humor zombeteiro e carregado de verdades profundas.

UM EXEMPLO DA INTERAÇÃO COM OS DRAGÕES:

Quando um dragão menor vai formar uma tempestade ele faz o que tem que ser feito para atingir seu objetivo, e nisso eles costumam ser tão sutis quanto uma manada de elefantes, é nessa hora que você chama alguem mais velho para coordear as coisas, assim, por exemplo, Sairyss pode ajustar a temperatura por algum tempo para os padrões climáticos locais provocando

uma tempestade esplêndida.

sábios e estão mais conscientes do nivel da energia necessária.

Os Dragões maiores parecem mais pensativos e

Embora o objetivo seja alcançado de qualquer maneira, os dragões menores optam por se deslocar freneticamente o que pode causar uma inundação ou um incêndio na área da invocação. Sairyss manipularia a energia necessária para causar o menor dano possível e ainda obter o resultado. Note que isso não incomoda os grandes Dragões anciões e sua competência não é questionada, os menores são apenas mais exuberantes e empolgados e ansiosos para agradar do que os dragões mais velhos. Uma regra basica sobre o tamanho dos dragões é observada por clarividentes de varios sistemas, quanto mais velho for maior é o dragão, eles até podem se apresentar menores do que seu tamanho normal, mas nunca podem criar a ilusão que são maiores, esta é uma regra entre eles, um dragão não se mostrará maior do que um irmão mais velho e mais sabio do que ele. Assim um dragão poder ter desde o tamanho de um cachorro pequeno ao de um predio de seis andares. Embora esses muito grandes dificilmente apareçam por aqui.

As forças elementais e os Dragões vão trabalhar melhor com o praticante se ele apresenta um aspecto dessas forças, é preciso haver identificação entre o mago e aquilo que ele está invocando, pelo menos, o potencial para desenvolver a identificação. Isto em nada substitui a amizade e os agradecimentos. Com o passar do tempo o seu desevolvimento como mago fica cada vez mais assentuado e gradativamente dragão professor vai se afastando, pois você será capaz de de lidar com altos níveis de energia sozinho. Eles (em muitos aspectos) tendem a assumir a liderança nos estágios iniciais de interação com o aluno, te pegam pela mão e vão te puxando para um mundo de conhecimentos novos ou da releitura de conhecimentos antigos, então, conforme o praticante ganha em habilidade, a influência direta do seu Dragão vai ficando mais sutil.

Eventualmente, como acontece com todas as coisas que são praticadas, o professor não será tão necessário quando o aluno tem alguma experiência. No entanto, sua presença não irá diminuir na sua vida, mas a quantidade de energia que eles colocaram nos trabalhos mágicos conforme o praticante

progride na sua capacidade de lidar com grandes quantidades de energia. Então o mago acabará por sentir que a influência direta destas forças vai evanescendo, apenas porque não precisa.

É necessário compreender as leis e ter uma mentalidade ética antes de qualquer ritual. Na defesa da vida, de si mesmo ou daqueles que você ama, o poder deve ser usado em seu pleno potencial. Se você é atacado tem o direito e o dever de se defender. Isso inclui o uso do poder dos dragões em sua defesa. Estamos na estrada do aprendizado é natural ser atacado, às vezes covardemente. Mas como podemos garantir a segurança? Por meio das proteções.

Os dragões são grandes protetores e podem ser muito violentos e hostis se convocados a uma guerra justa. Eles ajudam nesses casos, quando somos vitimas de ações covardes, quando somos expostos aos mentirosos, aos ladrões, aos corruptos, aos falsos amigos, aos traidores. Muitas vezes sem que voce precise fazer um ritual, eles estão ali vendo tudo, e vão te alertar. Você tem um amigo que pode literalmente sentar em cima daqueles que querem te prejudicar. Em compensação, eles tambem vão puxar tua orelha caso você esteja entendendo as coisas de forma errada. Vão brigar “por você”, mas tambem vão brigar “com você” para ser mais sabio, mais tolerante e mais magnanimo nos seus motivos. Vão até tirar uma com a sua cara se você estiver aborrecido por causa de alguma tolice. Sim dragões não toleram tolices, ou vão embora e te deixam resmungando sozinho ou fazem piada com a sua cara.

RECEITAS DE DEFESA E PROTEÇÃO COM OS DRAGÕES.

BABA DO DRAGÃO

Álcool

Uma (01) garrafa de vidro

Vinte uma (21) pedrinhas de sal consagrado

Uma (01) folha de babosa

Três (03) pregos enferrujados

Três( 03) pimentas malaguetas

Sete(07) gotas de sangue de dragão, ou sete(07) pitadas de enxofre

Misture os ingredientes dentro de uma garrafa escura e coloque um pouco no caldeirão para acender um fogo de exorcismo e banimento. Cuidado com o excesso. Tampe a garrafa, agite bem enquanto entoa o encantamento:

Draconis, Draconis, Draconis. Fogo sagrado, sopro do dragão. Acorda para a vida traz luz e purificação

Exponha a garrafa a luz da lua cheia por umas três horas e depois guarde em um lugar escuro para ser usada como combustível no caldeirão em rituais de limpeza e exorcismo.

SAL DO DRAGÃO

Sal grosso ou sal refinado (na quantidade que desejar)

Sete (07)Incenso de limpeza ou sete ervas

Uma (01) vela prateada

Cinco (05) velas roxas

Cravo da índia (triturado ou em pó), canela em pó, pimenta do reino

Coloque o sal em um recipiente de vidro ou barro, ou de ser louça, misture com a canela, a pimenta e o cravo, coloque a vela prateada e as cinco velas roxas

sobre o sal. Acenda os incensos próximos ao sal ou sobre ele.Visualize luzes de todas as cores descendo sobre o sal e então com uma imposição de mãos você deve dizer o encantamento quantas vezes desejar:

Dragões do céu claro e do oceano escuro. Tragam sua força para este sal, que ele queime as trevas que ele queime o mal.

Agradeça e espere as velas acabarem e retire os restos de parafina, depois guarde este sal em um pote escuro ou em um saco plástico preto. Use dissolvendo na água e borrifando na casa, em patuás de proteção e nas chamas do seu caldeirão.

POÇÃO DE PROTEÇÃO RÁPIDA

Faça um chá bem suave de anis estrelado e três paus de canela,

coloque corante comestivel azul e algumas pedrinhas de sal, se for sal

consagrado melhor ainda!

Faça isso em uma vasilha de vidro bem bonita, acenda

uma vela azul,

vermelha ou branca e três incensos de rosa branca e dois incensos de canela.

a

pentagrama em sua superficie recitando o encantamento.

Com

o

seu

athame

ou

uma

faca

energize

Draconis, Draconis, Draconis. A roda dos dragões gira sem parar.

poção

fazendo

um

Ar e água agitam o sal, pelo sopro do dragão que se acabem as forças do mal.

Espere as velas e o incenso acabrem e use essa poção em banhos ou nos lugares que você quer limpar e proteger.

CABEÇA DO DRAGÃO

CABEÇA DO DRAGÃO Este simbolo de prosperidade e vitória deve ser gravado em boa hora panetária

Este simbolo de prosperidade e vitória deve ser gravado em boa hora panetária como jupiter e sol. Depois deve ser consagrado na magia dos dragões para atrair prosperidade e fortuna para seu usuário. Recomendo que você use dentro da sua carteira, em caixas irradiadoras, em espelhos de prosperidade e em porta retratos. Esse simbolo vai bem em espelho olho do dragão. Tome cuidado com a fase da lua em que ele é consagrado, sempre crescente ou cheia para garantir efeitos positivos.

PANTÁCULOS

Dragões adoram apadrinhar coisas mágicas e tem um prazer especial em trabalhar com magia gráfica. Perfeição, exatidão, beleza, formas, texturas, caminhos e estruturas. Dragões adoram a magia gráfica por ela conter a essência do reino deles e a das mensagens que eles querem nos passar. Diga- se de passagem, seu reino é absurdamente colorido e elevado. A magia gráfica tem como meta invocar ou banir determinadas energias por meio de traços, sinais e marcas que representem o âmago dessas enegias. Pantáculos por exemplo, são alguns elementos mais poderosos da magia gráfica. Elaborados

por magos e hordens ocultistas, estes instrumentos contém inumeras analogias secretas que os tornam irradiadores constantes e eternos quando bem feitos.

Esse tipo e magia contém tanto poder e por vezes é tão perigosa que tornou-se um conhecimento que praticamente ninguem mais tem. Os Dragões trazem esse conhecimento de volta e garantem um caminho mais seguro para os seus praticantes, desde que atuem com ética e respeito.

PANTÁCULO DA LUA

desde que atuem com ética e respeito. PANTÁCULO DA LUA Usado para acessar os espiritos da

Usado para acessar os espiritos da lua, clarividência, premonição, sonhos proféticos. Esse pántaculo vai bem em caixas de tarô e em espelhos de clarividência. Deve ser consagrado em uma segunda-feira de lua cheia nas horas da lua. Chame os dragões da lua para te auxiliar a despertar esse pantáculo. O chefe dos dragões da lua é Memezah uma fabulosa dragonesa prateada. Seu clã é facilmente acessado pelos bruxos, pois ja temos uma afinidade natural com os caminhos da lua.

Acenda uma vela prateada ou branca e um incenso de rosas para o clã desse dragão. Passe o pantaculo devidamente desenhado nas chamas e no incenso pedindo para que seu poder seja despertado, pase umas gotinhas de agua e o coloque sob um cristal branco e ele estará despertado.

A LÂMPADA DAS CATACUMBAS

A LÂMPADA DAS CATACUMBAS Usada para proteção e defesa contra inimigos visiveis e invisiveis, deve ser

Usada para proteção e defesa contra inimigos visiveis e invisiveis, deve ser consagrada nas horas do sol ou marte. Recomendo chamar Durankayta o senhor dos dragões e marte para ajudar no ritual. Acenda uma vela vermelha para os dragões de marte e incensos de canela e cravo da india. O procedimento de despertar segue o padrão ja apresentado anteriormente.

PANTÁCULO DO SOL

o padrão ja apresentado anteriormente. PANTÁCULO DO SOL Prosperidade, riqueza, brilho e vitória. Este pantáculo

Prosperidade, riqueza, brilho e vitória. Este pantáculo confere notoriedade e reconhecimento. Chame por Salaquet o dragão de ouro acendendo incensos de canela e flor de laranjeira. Consagrado nas horas do sol de uma quinta-feira (jupiter) ou domingo com a lua em fase crescente ou cheia. Já usei seus poderes e posso garantir que esse pantáculo é bem poderoso. Vai bem em caixas de prosperidade e riqueza. Salaquet gosta muito

de velas como todo dragão, mas nesse caso tome o cuidado de passar um pouco de purpurina dourada nas velas.

PANTÁCULO E VÊNUS

um pouco de purpurina dourada nas velas. PANTÁCULO E VÊNUS Esse pantáculo contém as principais virtudes

Esse pantáculo contém as principais virtudes de Vênus, beleza, carisma, autoestima, amor, etc. Deve ser usado para conectar com os espiritos de Vênus, para encontrar o parceiro perfeito e para aumentar o afeto em relações sociais de qualquer espécie. Chame por Shemaleth com uma vela rosa e um incenso de rosas. Shemaleth é o chefe dos dragões de cobre e costuma unir pessoas com afinidades carmicas.

SELO DE SALOMÃO

de rosas. Shemaleth é o chefe dos dragões de cobre e costuma unir pessoas com afinidades

Este símbolo é poderosíssimo e deve ser gravado quando se deseja obter uma vitória total em qualquer assunto. A egrégora do Rei Salomão trabalha muito bem com os dragões, pois ambas prezam a sabedoria como um

dos instrumentos fundamentais para a evolução. Acenda duas velas douradas

e peça permisão para acessar os poderes desse poderoso símbolo. Prometa

que vai usar com sabedoria o que conquistar por meio dele. Só então começe

o ritual de consagração. As horas planetárias e fases lunares vão depender da intenção do ritual. Lembre-se que esse símbolo pode ser usado para diversos objetivos

TRIÂNGULO DIVINO

pode ser usado para diversos objetivos TRIÂNGULO DIVINO Símbolo de extremo poder, o triângulo divino traz

Símbolo de extremo poder, o triângulo divino traz vitória geral e não está

ligado a uma esfera planetária especifica, podendo ser consagrado em conformidade com suas metas. O Triângulo divino realiza desejos, da energia e traz conquistas gerais. É extremamente poderoso quando usado para proteção

e defesa especialmente contra magias negativas. Tem a virtude de amplificar o poder de outros pántaculos sendo um excelente coadjuvante em caixas mágicas e outros instrumentos de magia.

PANTÁCULO MÍSTICO

Este pantáculo protege estudantes de magia e abre caminhos para intuição, canalização e compreensão de

Este pantáculo protege estudantes de magia e abre caminhos para intuição, canalização e compreensão de novos estudos de magia. Recomendo que voce o consagre nas horas da lua de uma Segunda ou Quarta-feira. Com a lua em fase crescente ou cheia.

IN HOC SIGNO VINCES

Com a lua em fase crescente ou cheia. IN HOC SIGNO VINCES Também chamado de monograma

Também chamado de monograma de cristo, este simbolo traz triunfo e vitória sobre os inimigos, reestabelece a saúde e potencializa outros pantaculos se colocado embaixo desses.

O RITUALISTICO BÁSICO

CONSAGRAÇÃO NA MAGIA DOS DRAGÕES

Para instrumentos, amuletos e totens de dragão

Você precisará de uma vela branca ou vermelha, uma taça com água,

incenso, um cristal. Também precisará da imagem de um dragão, pode ser

um totem ou uma gravura. Arrume suas coisas de modo que fique bem bonito

aos seus olhos, pois a beleza é sinônimo de harmonia das energias. Acenda a

vela e o incenso e coloque os objetos a serem consagrados entre os elementos

ou apenas próximo deles.

Cante o mantra dos dragões até sentir uma conexão.

“Sairyyyys fafniiiiir, graeeeel, neoyoooooooooon”

Observe a chama da vela e como ela se comporta. Se tremer, crescer ou apenas ficar vistosa é sinal que os dragões estão presentes. Você vai sentir a energia.

Pegue o objeto e passe no calor da chama dizendo:

Por Fafnir eu te desperto com o fogo

Passe na fumaça do incenso dizendo:

Por sairyss eu te encanto com os ventos

Molhe seus dedos na água e passe no objeto e leve dizendo:

Por neoyon eu te batizo com as águas.

Toque no objeto com a pedra ou cristal dizendo:

Por Grael eu te firmo com as rochas.

Erga o objeto acima da sua cabeça dizendo:

Para que tu sejas um instrumento a serviço da magia. Meu companheiro e meu aliado. Em luz e graça que assim seja que assim se faça

Draconis, Draconis, Draconis.

Repita o processo caso esteja consagrando mais de um objeto. Por fim

agradeça as presenças no seu ritual se despeça dos dragões. Deixe o incenso

acabar de queimar. A vela pode ser usada em outros rituais de consagração semelhantes e você deve abafá-la. Esse é o ritual mais básico com os dragões e você pode acrescentar outras palavras nele em conformidade com sua intuição. Naturalmente uma boa lua deve ser escolhida com antecedência para executar esse ritual. Tudo o que for usado na magia dos dragões deve ser consagrado especificamente para eles.

ESPIRAIS OU CÍRCULOS DO DRAGÃO

Se você descobrir linhas de energia de dragões na sua propriedade, você poderá guiar a energia a um ponto central, como faziam os antigos, montando uma espiral com pedras. Mesmo que você acredite que seu terreno não possui esta corrente de energia, uma espiral de pedras poderá muito bem colher energia e concentrar tal poder em seu centro.

Uma espiral de pedras pode ser simples como uma linha bem espaçada de pedras que se curva internamente até que o centro seja alcançado, no estilo de uma carapaça de caracol. A melhor maneira de conseguir um centro funcional é primeiro estabelecer um espaço circular grande o suficiente para ficar em pé e se movimentar; centralize-o em um ponto de poder se você tiver a sorte de achar um. Circule este centro com uma borda de pedras, deixando uma abertura em um lado. Após, curve sua espiral a parti daí, no mínimo três vezes ao redor do centro. Certifique-se que o caminho é grande o suficiente para percorrê-lo confortavelmente. O trajeto deve ser no sentido horário.

No centro da espiral você pode colocar uma pedra chata. Não precisa ser muito grande. Antes de depositá-la no meio, limpe-a com água e sal. Esta pedra poderá servir duplamente como altar e como um banco onde você poderá sentar-se ou ficar em pé quando trabalhar em seu lugar sagrado. Você poderá utilizar pedras artificiais ou tijolos ou similares. Nunca use plástico. As pedras naturais poderão servir como baterias de poder, atraindo e armazenando poder do dragão da terra ou o poder dos rituais. Um efeito

colateral das espirais de pedra é uma melhora das vibrações atmosféricas que

circulam pela vizinhança imediata e na sua propriedade.

Círculos de pedra possuem as mesmas características das espirais.

Apesar de apenas a construção do círculo ou da espiral ativar e

centralizar a energia do sopro do dragão, você pode ligá-la especificamente à

sua energia. Isto pode ser feito com um simples ritual de boas vindas. Usando

seu cajado, siga a espiral até o centro. Leve consigo uma pequena oferenda de

ervas. Se você escolheu um circulo, escolha uma direção por onde você

sempre entrará. Fique de pé no centro, encarando a direção norte, bata com o

cajado no chão três vezes, dizendo:

Manifeste-se, oh sopro do dragão. Preencha esta terra com bondade. Abençoe a mim e aos meus com suas energias positivas, e afaste todos os que nos desejam o mal em qualquer de suas formas. Eu dou as boas vindas a todos os dragões que venham a este lugar de poder. Que possamos trabalhar em harmonia e amor. Que este local sagrado se transforme em um santuário de equilíbrio, um refúgio revitalizador, uma porta de acesso aos conhecimentos extraterrenos. Que os seus poderes se tornem um com o meu (ajoelhe-se e toque o chão com a palma da sua mão). Que eu, minha família, minha comunidade, meu país e o mundo nos tornemos sadios e completos outra vez.

Toque o chão com o seu cajado três vezes. Disperse a sua oferenda de

ervas sobre o centro. Encaminhe-se para fora da espiral com dignidade e

agradecido, sabendo que você melhorou as vibrações das áreas ao seu redor.

POÇÃO SANGUE DE DRAGÃO

(para abençoar, realizar desejos e conectar com a egregora dos Dragões)

Escolha sete ou onze ervas devidamente secas para fazer um chá. A escolha deve respeitar sua intuição e se for o caso, seu conhecimento das plantas e ervas. No meu caso eu uso uma mistura de Rosas vermelhas, Flor de camomila, Alecrim, Arruda, Manjericão, Pau de Canela, Louro, Cravo da Índia, erva doce, Abre Caminho e Alfazema. Faça um chá bem escuro dessas ervas, a quantidade fica a seu critério, mas unindo uma colher de sopa de cada uma delas da para produzir uns três litros de chá bem. Escolha um domingo ou uma quinta-feira de lua crescente ou cheia para preparar essa poção. Com uma colher de pau vá mexendo e não se esqueça de apagar o fogo antes de colocar as ervas na água. Tape a panela e espere esfriar, coando o chá e o depositando em uma vasilha de vidro. Na mistura você deve colocar essência de sândalo, mirra ou canela ou um mistura das três se for do seu gosto. Deve em seguida pingar corante comestível vermelho e ir misturando com a colher de pau. Fazendo uma lemniscata ou um 8 deitado, símbolo do infinito, da reciclagem das energias e do eterno movimento do cosmo. A cor da poção deve ficar vermelho escuro semelhante ao sangue. Se quiser acrescente elixir de cristal para aditivar a poção. (o elixir de cristal consiste em deixar pedras e cristais de uma ou varias cores dentro da água para imantá-la com suas energias, recomendo deixar a garrafa pegando luz do sol e da lua por alguns dias)

Ritual:

Acenda 4 velas ao redor da vasilha, uma para cada dragão elemental. Amarela para sayriss, vermelha para Fafnir, azul ou branca para neoyon e verde para Grael. Acenda um incenso de rosa branca, sândalo ou madeira do oriente. Cante o mantra dos Dragões, que consiste em cantar os nomes dos reis elementais sairyss fafnir grael e neoyon

Coloque um cristal transparente dentro da poção, se você tiver uma

pedra consagrada aos Dragões tanto melhor. Visualize luz branca sobre você e

a poção e então faça o encantamento enquanto mistura a poção:

DRACONIS! DRACONIS! DRACONIS! Dragões negros do caos e aqueles da luz permanecem em equilíbrio que reluz. Quatro são os portais do dragão que os quatro se abram pelo poder dessa poção, quatro são os portais do dragão quer os quatro se abram pela cor dessa poção, quatro são os portais do dragão que os quatro se abram pelo aroma dessa poção, quatro são os portais do dragão que os quatro se abram pela luz desta poção. Assim eu digo assim se faça. Assim eu digo assim se faça. Assim eu digo assim se faça.

Deixe as velas e o incenso queimarem até o fim, depois engarrafe a poção e a guarde em um lugar escuro por alguns dias antes de começar a usar. A poção sangue de dragão pode ser usada para atrair os Dragões, selar cômodos, imantar objetos antes de consagrá-los, limpar espelhos mágicos, em

banhos ritualísticos para fortalecer o campo áurico e em taças irradiadoras para

a realização de desejos. Também pode ser usada em massagens terapêuticas.

TAÇA IRRADIADORA Para fazer uma taça irradiadora separe uma taça de qualquer tamanho, escreva seu desejo em um pedaço de papel, dobre e o coloque dentro da taça, cubra o papel com a poção sangue de dragão e acenda uma vela ao lado da taça. A cor da vela depende do teor do pedido. Se a taça começar a secar nos dias seguintes, significa que os dragões acharam seu pedido justo e vão te atender. Se não evaporar e der bolor significa que eles não consideram o pedido correto ou aceitável. Para lidar com dragões você tem que ser ético e correto. Não vá ficar pedindo abobrinhas nem tente controlar ninguém com a ajuda deles. O uso do alfabeto dos dragões em magias feitas com eles fortalece o poder do ritual. Este alfabeto foi canalizado pela bruxa norte americana D.J.Conway. e possui grande poder de conexão com a egrégora draconica.

ALFABETO DOS DRAGÕES

ALFABETO DOS DRAGÕES

i O Código dos dragões canalizado por D.J Conway é um sistema iniciatico em cinco níveis onde o praticante estuda cada nível por seis meses. De aprendiz a místico.

CORRESPONDÊNCIA PLANETÁRIA

PLANETADRAGÃOSol SalaquetLua Memezah Mercúrio Talm Vênus Shemaleh Marte Durankayta Júpiter Yanizar SaturnoBulakasz/ KaroéziaUrano Keetan NetunoVunoket PlutãoZeirahnak / karoézia Asteroides Fylufor Quiron Karoézia

DRAGÃO REIELEMENTOSairyssAr FafnirFogo Grael TerraNeoyon Água

/ karoézia Asteroides Fylufor Quiron Karoézia DRAGÃO REIELEMENTO SairyssAr FafnirFogo Grael TerraNeoyon Água