Você está na página 1de 9

Desafios do Professor Bibliotecário

Conhecimento na área Biblioteca escolar


Aspectos críticos que a Literatura Desafios. Acções
Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças
identifica a implementar
Segundo Ross Todd, deve o pro- Apetrechamento A BE solicita Participação em Resistên- Sistematização
fessor bibliotecário: do acervo de acor- “trabalho” aos reuniões de Depar- cia/desconfi do trabalho
- disponibilizar recursos de infor- do com as necessi- docentes vs. os tamento/ grupo e ança dos colaborativo em
mação em diversos suportes; dades curriculares docentes (não) Conselhos de docentes reuniões perió-
- colaborar com os outros docen- e dos utilizadores, solicitam o docentes quanto à dicas ( Departa-
tes de forma articulada para o após auscultação apoio da BE relevância men-
desenvolvimento de competên- dos Departamentos Explicitação de um do contribu- to/grupo/outras
cias no domínio da construção do e dos alunos; Plano de Activida- to da BE …)
conhecimento ; Participação nas des para a
- colaborar no desenvolvimento reuniões de Depar- melhoria da
de competências sociais no domí- tamento/ grupo qualidade
nio da construção da cidadania. explicitando o das apren-
Competências Os perigos que o professor biblio- papel relevante da dizagens
do professor tecário enfrenta são: BE na formação
bibliotecário - valorizar a quantidade de inter- global dos alunos e Local mais fre- Formação de
venientes no processo de gestão a importância da quentado por utilizadores
da BE em detrimento da qualida- articulação BE/ alunos do que recorrendo a
de do trabalho efectuado; docentes; por professores especialistas
- cumprir tudo o que lhe é solici- Conhecimento dos e/ou equipa da
tado em detrimento dos seus programas curricu- BE quanto à ren-
objectivos específicos; lares; tabilização dos
-limitar-se ajudar os alunos na recursos dispo-
pesquisa em vez de os responsabi- níveis para a
lizar na construção de um saber melhoria da qua-
mais aprofundado que lhes permi- lidade da apren-
ta debater ideias, conduzir inves- dizagem, e da
tigações e apresentar opiniões construção do

Teresa Castelo Branco Página 1


Desafios do Professor Bibliotecário

Conhecimento na área Biblioteca escolar


Aspectos críticos que a Literatura Desafios. Acções
Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças
identifica a implementar
críticas. conhecimento
Mas, muitas questões/entraves se autónomo
apresentam:
- Que visão têm os outros docen-
tes da relevância do papel de um
prof. Bibliotecário?
- Como articular e fazer-se ouvir?
- Como orientar grupos de alunos,
suprindo falhas, sem saber os seus
níveis de desempenho na sala de
aula?
Criação do cargo de professor Participação da BE Necessida- Colocação de
bibliotecário qualificado e equipa na elaboração de inquéritos (RBE)
para gestão, articulação e traba- do Projecto Educa- Criação do Blog da de coesão e a profs e alunos
lho com a escola, professores e tivo de Agrupa- BE para promoção no trabalho na plataforma
alunos, com capacidade de lide- mento da partilha inter desenvolvi- Moodle para
rança; BEs e publicitação do pela monitorização
Integração da BE na escola e no Inclusão da BE no do trabalho efec- equipa do trabalho
Organização e desenvolvimento curricular; Regulamento Necessidade de tuado aos efectuado e cria-
Gestão da BE Desenvolvimento de estratégias Interno do Agru- maior coopera- outros docentes ção de planos de
de gestão apoiadas em evidências pamento ção dos outros da escola melhoria
recolhidas de forma sistemática docentes na
Criação do Regula- efectivação do
mento das BEs do trabalho a Utilização de caixa
Agrupamento desenvolver de sugestões na BE
para alunos de
Assento no Conse- forma a rentabilizar

Teresa Castelo Branco Página 2


Desafios do Professor Bibliotecário

Conhecimento na área Biblioteca escolar


Aspectos críticos que a Literatura Desafios. Acções
Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças
identifica a implementar
lho Pedagógico a utilização deste
espaço
Avaliação sistemá-
tica das actividades
desenvolvidas
pela/com a BE e
tratamento de
dados
Organização e equipamento de Aquisição de recur- Pouca utilização Estreitamento da Falta de Responsabiliza-
acordo com os standards defini- sos com base em de alguns dos relação sala de interesse ção dos grupos
dos, com condições de acesso e indicações forneci- recursos exis- aula/BE, através de dos docen- disciplinares na
de trabalho individual ou em gru- das pelos docentes tentes pelos participação em tes pela BE escolha dos
po; e alunos professores em reuniões dos recursos a
disponibilização de um acervo em contexto de órgãos de gestão adquirir pela BE
Gestão da vários suportes, actualizado e sala de aula intermédia
Colecção adequado às necessidades dos
utilizadores, de forma a contribuir Falta de moti-
para uma aprendizagem com sen- vação dos alu-
tido nos para a sua
utilização, por
parte dos
docentes
A BE como Segundo Ross Todd, para preparar Integração da BE Necessida- Colaboração
espaço de os alunos para enfrentar os desa- nos PCTs ( cedência de dos com os Directo-
conhecimen- fios do séc.XXI, a BE necessita ser do espaço e cola- docentes de res de turma na
to e aprendi- um espaço de conhecimento que boração em activi- cumprirem elaboração do
zagem. Traba- se constrói com base na informa- dades) o programa PCT

Teresa Castelo Branco Página 3


Desafios do Professor Bibliotecário

Conhecimento na área Biblioteca escolar


Aspectos críticos que a Literatura Desafios. Acções
Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças
identifica a implementar
lho colabora- ção disponibilizada em vários Reformulação do consideran-
tivo e articu- suportes, estabelecendo ligações, clube de animação do as activi- Participação nos
lado com desenvolvendo acções e recor- da BE( dinamização dades Conselhos de
Departamen- rendo a evidências de actividades lúdi- extracurri- turma de Avalia-
tos e docen- co-didácticas pelos culares ção ( conheci-
tes. e para os alunos desenvolvi- mento dos perfis
em articulação com das pela BE de desempenho
necessidades curri- como um dos alunos, sina-
culares e de Projec- contratem- lização de neces-
tos da Escola ); po sidades de apoio
Articulação com a da BE)
Educação Especial
na manutenção e
construção de
materiais e partici-
pação dos alunos
com NEE na dina-
mização de activi-
dades;
dinamização de
debates inter- Colaboração na Criação do espa-
turmas sobre dinamização de ço “SOS Dúvi-
temas ligados aos actividades dos das” na BE com
Projectos ou assun- PCTs e de Projec- recurso a um
tos da actualidade; tos/clubes de com- leque de profs a
Colaboração com a plemento curricular diferentes horas
Associação de para esclareci-

Teresa Castelo Branco Página 4


Desafios do Professor Bibliotecário

Conhecimento na área Biblioteca escolar


Aspectos críticos que a Literatura Desafios. Acções
Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças
identifica a implementar
Estudantes na Falta de hábitos Baixo poder mento de dúvi-
implementa- de leitura dos económico das aos alunos
ção/dinamização alunos da comuni-
de um Projecto de dade esco-
Intervenção na lar ( 60% Exposições itine-
escola; dos alunos rantes na BE
Apoio ao estudo, do AVET para divulgação
pesquisa e selecção têm esca- de trabalhos
de informação em lão, dos efectuados pelos
diversos suportes. quais 50% alunos às diver-
escalão A) sas disciplinas

Desmotiva-
ção e cansa-
ço dos
docentes
que reali-
zam cada
vez mais
trabalho
burocrático
e mais tare-
fas para as
quais não
foram pre-
parados (
ex. fazer

Teresa Castelo Branco Página 5


Desafios do Professor Bibliotecário

Conhecimento na área Biblioteca escolar


Aspectos críticos que a Literatura Desafios. Acções
Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças
identifica a implementar
face aos
problemas
sócio afecti-
vos dos alu-
nos)
A BE deve favorecer a criação de Desenvolvimento
um ambiente de informação – de actividades de
conhecimento, propício à apren- PNL
dizagem, que estimule a constru-
ção de um conhecimento com Preenchimento de
sentido e compreensão. grelhas de observa-
Para isso, é necessário dominar a ção de resultados Resistência dos Diálogo com os Estimular os
Língua, entender aquilo que se lê para monitorização alunos à leitura docentes em reu- alunos para a
ou que se ouve, saber escrever e das aprendizagens niões de órgãos de leitura/escrita
Formação falar, ou seja saber comunicar. efectuadas (final de gestão intermédia através de ofici-
para a leitura período) nas de escrita
e para as lite- Esta habilidade deve ser extensí- criativa e leitura
racias vel a todos os recursos disponíveis Tratamento de dramatizada de
na BE (documentos impressos, dados e discussão Falta de incen- textos
áudio, vídeo e informáticos). em reunião dos tivo à leitura
profs bibliotecários por parte de
do Agrupamento alguns docentes

Concursos de leitu-
ra Formação de
utilizadores nas
Vinda de escritores Integração de pro- novas tecnolo-

Teresa Castelo Branco Página 6


Desafios do Professor Bibliotecário

Conhecimento na área Biblioteca escolar


Aspectos críticos que a Literatura Desafios. Acções
Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças
identifica a implementar
fessores de TIC na gias
Apoio aos alunos equipa da BE ( PTE)
na utilização da Net
Motivação para a
aprendizagem com
recurso à Web 2.0
BE e os novos Os professores bibliotecários con- Apoio dos profes- Dificuldade em Dificulda- Formação em
ambientes frontam-se com a implementação sores de TIC (PTE) suprir falhas deorçamen- TIC, nomeada-
digitais. das novas tecnologias na BE como dos computa- tal para mente nas
recursos fundamentais face aos dores (hardwa- aquisição de potencialidades
desafios do séc.XXI, o que repre- re) software, da Web 2.0
senta um esforço acrescido ao Os alunos Rentabilização dos cada vez
papel destes agentes educativos sabem manu- recursos digitais mais sofisti-
sear bem os para estimular a cado e que
computadores aprendizagem dos exige novo
mas não sabem alunos recorrendo hardware
utilizá-los ade- a livros digitais,
quadamente hotpotatoes,…
para aquisição
de conhecimen-
to
Gestão de Para que se concretize esta Realização de ava- Colocação de Falta de Estimular a par-
evidências/ mudança do papel das bibliotecas liação de cada acti- inquéritos na Pla- interesse do ticipação de
avaliação. escolares de locais de informação vidade dinamizada taforma sobre a público alvo todos os ele-
par locais de construção de pela BE, qualidade dos ser- em respon- mentos da
conhecimento e compreensão, é pelo público alvo viços prestados a der comunidade
fundamental a monitorização das Tratamento esta- toda a comunidade escolar nas tare-

Teresa Castelo Branco Página 7


Desafios do Professor Bibliotecário

Conhecimento na área Biblioteca escolar


Aspectos críticos que a Literatura Desafios. Acções
Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças
identifica a implementar
acções aí levadas a cabo para que tístico de dados escolar fas da BE para
não haja desvios na rota e para Publicação de conhecer, suge-
verificação da qualidade dos ser- resultados rir e colaborar
viços prestados para a melhoria Definição de na melhoria da
das aprendizagens melhorias a sua qualidade e
implementar eficácia

Gestão da
mudança Factores de sucesso Obstáculos a vencer Acções prioritárias
SÍNTESE
Biblioteca Participação na programação de conteúdos/actividades Resistência dos professores e dos Divulgação das ofertas da BE
escolar como a desenvolver pelas disciplinas curriculares alunos às ofertas da BE no Blog, placards, disciplina na
centro de Plataforma Moodle do Agru-
aquisição de Colaboração activa nas mesmas pamento, sítio da BE
aprendiza- Desmotivação dos alunos para a lei-
gens e da Oferta de uma colecção que favoreça a aprendizagem e tura e aprendizagem
construção o conhecimento de acordo com a filosofia educativa da Formação de utilizadores nos
do conheci- escola (PE, PCA, PCE, PCTs…) e os interesses manifesta- serviços prestados pela BE
mento, dos pelos alunos
necessita
uma equipa Apoio às aprendizagens dos alunos com dificuldades,
especializada fornecendo feedback ao professor (colaboração estrei-
que integre a ta com conselhos de turma)
BE na escola
e no desen- Utilização do Clube de animação da BE, formado por
volvimento alunos e professores, para estimular aprendizagens de
curricular, forma lúdica

Teresa Castelo Branco Página 8


Desafios do Professor Bibliotecário

recolhendo
evidências Realizar avaliações constantes para melhoria da eficá-
sistemáticas cia deste espaço
da sua gestão

Teresa Castelo Branco Página 9