Você está na página 1de 42
Disciplina de Introdução à Prática Médica Getulio Amaral Filho Maio/ 2013

Disciplina de Introdução à Prática Médica

Getulio Amaral Filho

Maio/ 2013

Sonda Nasogástrica Aula disponível em www.nefroclinica.com/puc

Sonda Nasogástrica

Aula disponível em www.nefroclinica.com/puc

Sonda Nasogástrica

Definição

Cateter tubular

Passado proximalmente da narina

Com a extremidade distal no estômago

Observações

Quando passado através da boca: oro gástrica

Quando extremidade distal no delgado: nasoentérica

Sonda Nasogástrica

Indicações

Obstrução intestinal / Íleo metabólico

Nutrição e Administração de medicações

Pacientes em coma / sedados / intubados

Disfunção da deglutição

Desordens neurológicas

Lavagem gástrica

Contra-indicações

• Lavagem gástrica • Contra-indicações Indicada sonda oro gástrica • Fratura de base de crânio

Indicada sonda oro gástrica

Fratura de base de crânio

Estenose de esôfago

Varizes de esôfago

Desordens da coagulação

Risco de introdução intracraniana Risco de perfuração Risco de rompimento e hemorragia Risco de hemorragias

Sonda Nasogástrica

Material

PVC (mais rígido, mais irritante para a mucosa)

Poliuretano

Silicone

mais irritante para a mucosa) • Poliuretano • Silicone • Tamanho variável • 16 Fr é

Tamanho variável

16 Fr é o mais comum em adultos

Pacientes pequenos: 14 FR

Lavagem gástrica ou descompressão: 18 FR

Tipos

Levine (1 via)

Salem Sump (2 vias)

Enteral (1 via)

16 18 14
16
18
14
Técnica de Colocação • Material necessário • Luva de procedimento (não precisa ser estéril) •
Técnica de Colocação • Material necessário • Luva de procedimento (não precisa ser estéril) •

Técnica de Colocação

Material necessário

Luva de procedimento (não precisa ser estéril)

Sonda

Gaze

Xilocaína (lubrificante / anestésico) Spray ou Gel

Estetoscópio

Esparadrapo / micropore (fixação da sonda)

Campo (opcional)

Saco coletor ou Equipo específico para dieta

• Esparadrapo / micropore (fixação da sonda) • Campo (opcional) • Saco coletor ou Equipo específico
• Esparadrapo / micropore (fixação da sonda) • Campo (opcional) • Saco coletor ou Equipo específico
• Esparadrapo / micropore (fixação da sonda) • Campo (opcional) • Saco coletor ou Equipo específico

Técnica de Colocação

Oriente o paciente sobre o procedimento

Posicione o paciente

Deitado no leito, com a cabeceira bem elevada

Explique as sensações esperadas durante o procedimento

Coceira no nariz

Vontade de espirrar

Engasgos

Náusea / vômito

Tosse

durante o procedimento • Coceira no nariz • Vontade de espirrar • Engasgos • Náusea /

Técnica de Colocação

Preparo

Lavagem simples das mãos

Colocação da luva

Colocar o campo sobre o peito do paciente

Abrir a sonda

Colocar o campo sobre o peito do paciente • Abrir a sonda • Medir a sonda

Medir a sonda

Ponta: 5cm abaixo do xifoide

Medir até a narina (Passando pela orelha)

Marque a medida com esparadrapo

Abrir um pacote de gaze

Colocar lubrificante na gaze e Lubrificar a sonda

Técnica de Colocação

Inserção

Fletir a cabeça do paciente sobre o tórax (gentilmente)

Lubrificar a narina escolhida com spray

Introduzir lentamente a sonda

Mantendo-a horizontal

Se houver resistência no início

Mais provável: Desvio de septo

Não forçar Retirar a sonda

Lubrificar a outra narina

E tentar novamente

provável: Desvio de septo • Não forçar  Retirar a sonda • Lubrificar a outra narina

Técnica de Colocação

Inserção

Quando a sonda chegar à nasofaringe

Sensação de engasgo

Peça ao paciente para engolir saliva

Ou dê um copo com água com um canudo

engolir saliva • Ou dê um copo com água com um canudo • Após entrar no

Após entrar no esôfago o engasgo tente a diminuir

Continue progredindo

Até chegar à marca feita na sonda com esparadrapo

Técnica de Colocação

Determinação do posicionamento (5 métodos)

Auscultatório

Comprimento

Aspecto do aspirado

pH do aspirado

Radiológico

(5 métodos) • Auscultatório • Comprimento • Aspecto do aspirado • pH do aspirado • Radiológico
(5 métodos) • Auscultatório • Comprimento • Aspecto do aspirado • pH do aspirado • Radiológico

Técnica de Colocação

Técnica de Colocação • Fixação

Fixação

Técnica de Colocação • Fixação
Técnica de Colocação • Fixação

Complicações

Mau posicionamento

Refluxo esofágico

Esofagite

Hemorragia esofágica

Aspiração pulmonar

Gastrite

Hemorragia gástrica

Perfuração de vísceras

Úlcera nasal

Retirada

Explicar ao paciente o procedimento

Injetar 20 ml de ar na sonda para evitar vazamento

Tracionar gentilmente a sonda até o final

Desprezar em lixo contaminante (saco branco)

Complicações

Paciente com SNG colocada há 3 dias

Vinha funcionando normalmente

Hoje com mau funcionamento

Não ocorre infusão de líquidos

Nem drenagem

Qual é o problema???

Complicações

Paciente com SNG colocada há 10 dias

Funcionando normalmente

No momento da retirada

A sonda sai facilmente até certo ponto

Depois “trava”

E o paciente tem engasgos e náuseas

Qual é o problema???

Complicações

Paciente com SNG colocada hoje

Sem intercorrências na colocação

Mas ao infundir dieta

Paciente começa a ter náuseas e vômitos

Com aspecto igual ao da dieta infundida

Além de tosse

Qual é o problema???

Complicações

Paciente com SNG colocada hoje

Apresentou tosse na colocação

Ao infundir dieta

Paciente começa a ter tosse e dispnéia

Qual é o problema???

Complicações

Paciente vítima de trauma crânio encefálico

Intubado, em ventilação mecânica

Colocada sonda nasogástrica

Com piora do padrão neurológico após infusão de dieta

Qual é o problema???

Complicações

Paciente vítima de trauma crânio encefálico

Intubado, em ventilação mecânica

Colocada sonda nasogástrica

Com tetraplegia após infusão de dieta

Qual é o problema???

Atividade Prática para hoje

Treinamento de técnica de sondagem nasogástrica

Nos bonecos

Atividade Prática para hoje • Treinamento de técnica de sondagem nasogástrica • Nos bonecos

Bibliografia

1. Richard A Hodin, MD and Liliana Bordeianou, MD, MPH Nasogastric and

nasoenteric tubes. In UpToDate. Disponível em

<http://www.uptodate.com/contents/nasogastric-and-nasoenteric-tubes> Acesso em 14 mai 2013;

2. Nancy A. Morrissey, RN,C, PhD Gastrointestinal Intubation and Special Nutritional Modalities. In Brunner and Suddarth's Textbook of Medical Surgical Nursing, 12th edition, Wolters Kluwer 2009