Você está na página 1de 3

O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de

operacionalização
Análise e comentário crítico

O documento apresentado é realmente de extrema importância, é


merecedor de uma minuciosa e atenta leitura, pois, é uma excelente base de
trabalho.

Agrupamento de escolas de Arga e Lima: Lanheses

Avaliação da IGE

1. Resultados: Bom
2. Prestação de Serviços Educativos: Bom
3. Organização e Gestão Escolar: Muito Bom
4. Liderança: Muito Bom
5. Capacidade de auto-regulação e melhoria da escola: Bom

Agrupamento de escolas das Antas: Porto

Avaliação da IGE

1. Resultados: Suficiente
2. Prestação de Serviços Educativos: Bom
3. Organização e Gestão Escolar: Bom
4. Liderança: Bom
5. Capacidade de auto-regulação e melhoria da escola: Suficiente

Análise

Campos de análise Agrupamento de Agrupamento de


Escolas de Arga e Escolas das Antas:
Lima: lanheses Porto

O Agrupamento de O Agrupamento de Escolas


Escolas de Arga e Lima situa-se na freguesia de
foi construído no ano Campanhã da cidade do
lectivo de Porto.
2001/2002(…). O agrupamento é,
(…)Por seu turno a particularmente conhecido
Biblioteca da Escola pelo trabalho que
(BE) foi alargada dando desenvolve ao nível da
Caracterização do Agrupamento origem à BE/Centro de integração das crianças
Recursos (CRE). com deficiência auditiva.
(…) Não qualquer referência à
BE.

Agrupamento de Escolas de Valongo do Vouga


Teresa Olaio
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de
operacionalização
Análise e comentário crítico
Conclusão da avaliação por domínio Agrupamento de Agrupamento de
Escolas de Arga e Escolas das Antas:
Lima: Lanheses Porto
Resultados Sucesso Académico Aumentaram os índices Não há referência à BE.
de leitura e valorização
dos livros.
(…), na implementação
de projectos de leitura
(maletas-livros de
volta).
Participação e desenv. Não há referência à BE. Não há referência à BE.
Cívico

Comportamento e Não há referência à BE. Não há referência à BE.


disciplina

Valorização e impacto Não há referência à BE. Não há referência à BE.


das aprendizagens

Prestação de Serviço Articulação e Não há referência à BE. Não há referência à BE.


sequencialidade

Acompanhamento da Não há referência à BE Não há referência à BE.


prática lectiva em sala
de aula

Diferenciação e Apoios Não há referência à BE. Não há referência à BE.

Abrangência do Não há referência à BE. Não há referência à BE.


currículo e valorização
dos saberes e
aprendizagens
Organização e gestão Gestão dos recursos Não há referência à BE.
escolar materiais e financeiros (…) Neste sentido,
realça-se a atribuição de
tarefas de maior
complexidade na gestão
e apoio aos alunos na
sala de estudo, na
BE/CRE e na realização
dos trabalhos de casa.

Agrupamento de Escolas de Valongo do Vouga


Teresa Olaio
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de
operacionalização
Análise e comentário crítico
Liderança Parcerias e protocolos (…) Importa referir o Não há referência à BE.
elevado n.º de
projectos/actividades
desenvolvidas pelo
agrupamento, a saber:
Projecto Theka
(Projecto Gulbenkien de
formação de professores
para o desenvolvimento
de Bibliotecas
Escolares), projecto de
promoção de leitura, da
escrita e da oralidade
(…).

Capacidade de auto- Sustentabilidade do Não há referência à BE. Não há referência à BE.


regulação e melhoria progresso
da escola

Apenas refiro aqui a análise de dois Relatórios de Avaliação Externa,


contudo li os restantes e os resultados são praticamente iguais, isto é, as referências
que estes fazem às BE´s são poucas e superficiais. Pode-se concluir que a BE não é
um item deveras analisado pela IGE, e talvez por isso, as suas mais-valias não
surgem devidamente referenciadas.
Resta-nos esperar que esta nova “geração “ de directores e órgão directivos
tenham outra visão do futuro, e assim passem a ver as BE´s como uma mais-valia
para as escolas.

Bibliografia:
• Guia da Sessão
• Relatórios de Avaliação Externa

Agrupamento de Escolas de Valongo do Vouga


Teresa Olaio