Você está na página 1de 4

PORQUE PRECISO CONHECER A JESUS?

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” João 3:16

“Porque o que faço não o aprovo; pois o que quero isso não faço, mas o que aborreço isso faço. E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa. De maneira que agora já não sou eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim. Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem. Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço. Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim. Acho então esta lei em mim, que, quando quero fazer o bem, o mal está comigo. Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus; Mas vejo nos meus membros outra lei, que batalha contra a lei do meu entendimento, e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros. Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte? Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado.” Romanos 7:15-

25

“Não há justo, nem um sequer.” Romanos 3:10

“Pois todos pecaram e carecem da Glória de Deus.” Romanos 3:23

“porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.” Romanos 6:23

Que é pecado?

“porque o pecado é a transgressão da lei.” 1 João 3:4

A expressão transgressão da lei tem um sentido muito amplo: é ferir a lei de Deus, é o abandono

dos padrões de Deus (Is. 1:4), é tudo aquilo que fazemos e que desagrada a Deus (Sl 51:4; 1Jo 1:8- 10), é a rebelião contra Deus (Jd 1:14-16), é também a omissão de fazer a coisa justa (Tg 4:17).

A Biblia diz que pecado é: a tendência natural para o erro (Rm 7:15-17); a ação errada e relação ao próximo (Tg 2:9; 1Jo 5:17); a descrença em Jesus (Jo 16:8-9).

“Porquanto deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.” João 3:17

“Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus.” Romanos 8:1

“Se, com tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.” Romanos 10:9

“Fiel é a palavra e digna de toda aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal.” 1 Timóteo 1:15

“Porque pela graça sois salvos, mediante a fé, e isto não vem de vós, é dom gratuito de Deus, não de obras, para que ninguém se glorie.” Efésios 2:8-9

Quem é Jesus?

“E, chegando Jesus às partes de Cesaréia de Filipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens ser o Filho do homem? E eles disseram: Uns, João o Batista; outros, Elias; e outros, Jeremias, ou um dos profetas. Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou? E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem- aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus.” Mateus 16:13-17

Quando Jesus começou a existir?

“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens. E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam.” João 1:1-5

No Princípio, antes de o tempo existir, Cristo já existia com Deus.

Verbo, significa “palavra, pensamento, conceito” e suas expressões. Aqui ela é aplicada a Jesus, que é tudo aquilo que Deus é e sua plena expressão entre os homens. O Verbo aparece com Deus, em comunhão porém distinto, e era Deus, idêntico em essência.

Vida significa salvação e libertação baseadas na expiação realizada por Cristo. Luz significa a revelação que manifesta a vida que está em Cristo e traz juízo aos que rejeitam (Jo 3:19).

Porque Jesus veio ao mundo?

“vemos, porém, coroado de glória e de honra aquele Jesus que fora feito um pouco menor do que os anjos, por causa da paixão da morte, para que, pela graça de Deus, provasse a morte por todos. Porque convinha que aquele, para quem são todas as coisas, e mediante quem tudo existe, trazendo muitos filhos à glória, consagrasse pelas aflições o príncipe da salvação deles. Porque, assim o que

santifica, como os que são santificados, são todos de um; por cuja causa não se envergonha de lhes chamar irmãos, Dizendo: Anunciarei o teu nome a meus irmãos, Cantar-te-ei louvores no meio da

congregação. E outra vez: Porei nele a minha confiança. E outra vez: Eis-me aqui a mim, e aos filhos que Deus me deu. E, visto como os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que pela morte aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo;

E livrasse todos os que, com medo da morte, estavam por toda a vida sujeitos à servidão. Porque,

na verdade, ele não tomou os anjos, mas tomou a descendência de Abraão. Por isso convinha que em tudo fosse semelhante aos irmãos, para ser misericordioso e fiel sumo sacerdote naquilo que é de Deus, para expiar os pecados do povo. Porque naquilo que ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados.” Hebreus 2:9-18

Jesus quis vir ao mundo?

“De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando

a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.” Filipenses 2:5-8

“E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.” João 1:14

E o Verbo se fez carne. Jesus Cristo foi singular, pois era Deus desde a eternidade e, apesar disso, associou-se à humanidade pecaminosa pela encarnação. O Deus-homem possuía todos os atributos da divindade e todos os atributos como uns a humanidade (exceto o pecado), e existirá para sempre como Deus-homem em seu corpo ressurreto (At 1:11; Ap 5:6). Somente o Deus-homem poderia ser

o Salvador adequado, pois precisava ser humano para sofrer e morrer, e precisava ser Deus para que tal morte fosse eficaz como pagamento pelos pecados.

Quanto vale o sangue de Jesus?

“E, se invocais por Pai aquele que, sem acepção de pessoas, julga segundo a obra de cada um, andai em temor, durante o tempo da vossa peregrinação, Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, Mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado, O qual, na verdade, em outro tempo foi conhecido, ainda antes da fundação do mundo, mas manifestado nestes últimos tempos por amor de vós; E por ele credes em Deus, que o

ressuscitou dentre os mortos, e lhe deu glória, para que a vossa fé e esperança estivessem em Deus;” 1 Pedro 1:17-21

Quanto custou a salvação para você?

“Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos), E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus; Para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus. Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie; Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.” Efésios 2:4-10

Paulo apresenta três motivos pelos quais Deus deseja salvar as pessoas:

1-

Para mostrar o seu amor;

2-

Para mostrar sua graça;

3-

Para mostrar sua operosidade através das boas obras que nós realizamos.

Você precisa da Fé?

“Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo; Pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da glória de Deus. E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência, E a paciência a experiência, e a experiência a esperança. E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado. Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios. Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém ouse morrer. Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. Logo muito mais agora, tendo sido justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira. Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela sua vida. E não somente isto, mas também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, pelo qual agora alcançamos a reconciliação.” Romanos 5:1-11

Para Paulo, a justificação não é uma doutrina estéril, mas uma fonte de benção presente na vida do indivíduo.