Você está na página 1de 4

Tenho uma prova quinta e nã consigo responder esas perguntas

Se alguem puder me ajudar em alguma coisa serei grato


Carboidratos
1.Como se diferencia aldoses e cetoses ? Qual a nomenclatura para cada um?
2.O que são centros quirais e qual é a consequência imediata de sua presença na
molécula de carboidrato ?
3.Conceitue :furanose;piranose;hemicetal ;hemiacetal;carbono anomérico.
4.O que são centros quirais ?
5.O que caracteriza a estrutura tridimencional do amido ? Quais os dois principais
componentes que formam este polissacarídeo?
6.Qual a importância da extremidade redutora na ligação glicosídica ?
7.Comente sobre os mais importantes polissacarídeos de reserva : amido e glicogênio .
8.Faça um comentário sobre os mais importantes polissacarídeos estruturais : celulose e
quitina.
9.O que confere aos carboidratos seu poder redutor? Por que a sacarose é um
carboidrato não redutor?
10.O que torna a celulose insolúvel?

1) aldose (CHO)>composto de uma única unidade sacarídica que se


caracteriza pela presença de um conjunto de carbonilo terminal.São
monossacarídeos que têm como base um grupo aldeído e álcool . Ex:
glicose.

cetose(C=O)>é um estágio no metabolismo que ocorre quando o fígado


converte gordura em ácidos graxos e corpos cetônicos, que podem ser
usados pelo corpo para energia.Acontece quando o organismo usa os
depósitos de gordura como fonte energética (quando não há mais
carboidratos).É tóxica para as células, podendo causar diversos
problemas.Costuma ocorrer em dietas sem carboidratos, como a dieta das
proteínas.A pessoa em fase de cetose expele através da respiração um odor
desagradável peculiar.

2)No caso do carbono, o conceito de centro quiral é associado à um átomo


de carbono ligado a quatro substituintes diferentes, dispostos segundo os
vértices de um tetraedro. Ele é comumente representado por C*.

Cada aminoácido possui um grupo carboxila e um amino em comum,


ligados a um carbono central, porém cada um possui uma cadeia lateral (ou
grupo R) único, que é diferente em estrutura, tamanho, polaridade e
solubilidade em água. Esse carbono central é denominado assimétrico como
também centro quiral.

3)Uma furanose é uma açúcar simples que contém uma estrutura em anel
de cinco membros baseado em furano e é um sub-terminal do tipo cetona
que lhe dá seu poder redutor.A forma de B-furanose da frutose é menos
doce.

Pirano: É um hexanelanel de formula molecular C5H6O.Quando


monossacarídeos se ciclizam sob a forma do anel "pirano" são conhecidos
como piranosídicos e o nome do monossacarídeo é acompanhado pelo
sufixo piranose, a fim de designar sua correta conformação espacial. Por
exemplo, a glucose piranosídica é conhecida como glucopiranose.

>A reacção de um grupo carbonilo com um grupo hidroxilo resulta na


formação de compostos conhecidos como hemiacetais (se o grupo carbonilo
é um aldeído) ou hemicetais (se o grupo carbonilo é uma cetona).

>O carbono hemicetálico (normalmente chamado carbono anomérico) que


se forma a partir do carbonilo pode portanto ter o grupo OH em duas
orientações diferentes: se o OH estiver do mesmo lado numa projecção de
Fischer que o OH do último carbono anomérico, diz-se uma forma α ; se
estiver do lado oposto é uma forma β. Para as hexopiranoses de série D,
isto significa que na forma α o OH do carbono anomérico e o CH2OH do
último carbono assimétrico estão em lados opostos do anel.

4) respondida na 2.
5)O grão de amido é uma mistura de dois polissacarídeos, amilose e
amilopectina, polímeros da α-glicose com eliminação de água.

* Amilose:

Macromolécula constituida de 250 a 300 resíduos de D-glicopiranose,


ligadas por pontes glicosídicas α-1,4, que conferem à molécula uma
estrutura helicoidal.

* Amilopectina:

Macromolécula, menos hidrossolúvel que a amilose, constituída de


aproximadamente 1400 resíduos de α-glicose ligadas por pontes
glicosidicas α-1,4, ocorrendo tambem ligações α-1,6, que dão a ela uma
estrutura ramificada. A amilopectina constitui, aproximadamente, 80% dos
polissacarídeos existentes no grão de amido.

6)??
7)# O glicogênio é a forma de armazenamento de açúcares nas células
animais, como o amido o é nas vegetais. É uma molécula ramificada,
constituída por unidades de glicose em ligação glicosídica 1-4, com
ramificação onde a ligação é 1-6. O peso molecular pode chegar a 100
milhões.
# Órgãos que mantêm depósitos de glicogênio: fígado, até 6 % do seu peso
após uma refeição rica em carboidratos; músculo esquelético, até 0,7 %.
# A função do glicogênio hepático é a manutenção da glicemia entre as
refeições, ou seja, é uma reserva de glicose que pode ser exportada para
outros órgãos (como o cérebro, cuja energia é exclusivamente derivada da
glicose,) quando necessário.
# O glicogênio muscular, ao contrário, não pode ser exportado. É usado
pela própria fibra como fonte emergencial de energia quando a necessidade
desta é muito intensa, p. ex. uma corrida veloz.

A glicose, a principal fonte de energia para os seres humanos, é obtida por


meio da digestão de carboidratos de estrutura mais complexa. Destes, o
amido é o mais utilizado.
O amido, formado pela fotossíntese a partir de dióxido de carbono (CO2) e
água, é constituído essencialmente pela mistura de dois polissacarídeos: a
amilose e a amilopectina. A primeira delas é um polímero linear, com cerca
de 200 moléculas de glicose em sua estrutura; a segunda, composta por
mais de mil moléculas de glicose, é um polímero altamente ramificado.As
principais fontes de amido são milho, mandioca, batata, batata-doce, sagu,
trigo, arroz e araruta, sendo que o processo de extração depende do
vegetal empregado. Quando se utiliza o milho como fonte, os grãos são
limpos e colocados em água quente durante quarenta ou cinqüenta horas.
Depois de inchados, são moídos e misturados com água. O amido é
separado da água por sedimentação, filtração ou centrifugação. O amido
extraído da batata é geralmente chamado de fécula.
Parte da produção de amido é utilizada principalmente na alimentação, nas
indústrias de papel e de têxteis. Outra parte é utilizada para a obtenção de
derivados como dextrina, glicose e xaropes.

8)alguns polissacarídeos esruturais participam da manutenção da estrutura


dos seres vivos, como um esqueleto. Os mais importantes são a celulose e a
quitina.

A quitina é um polissacarídeo rígido e resistente, que contém átomos de


nitrogênio na molécula. Constitui o esqueleto externo dos insetos, dos
crustáceos e das aranhas.

A celulose forma a parede celular das células vegetais. Constitui 50% de


toda a matéria orgânica da biosfera. Em muitas partes das plantas, com o
passar do tempo, a parede celular ganha outros polissacarídeos mais
rígidos, como a lignina, que podem torná-la impermeável.

9)Os carboidratos formam compostos pela união de duas ou mais moléculas


de monossacarídeos, sendo classificados como DISSACARÍDEOS,
OLIGOSSACARÍDEOS e POLISSACARÍDEOS. Nesses compostos, quando o
carbono C1 apresenta a hidroxila livre (ou seja, não está formando ligação
entre os monossacarídeos) o carboidrato apresenta poder redutor quando
aquecido. Esta característica é utilizada, freqüentemente, em reações de
identificação.

A sacarose não é um açúcar redutor. Isso significa que os dois grupos


redutores dos monossacarídeos que a formam estão envolvidos na ligação
glicosídica, ou seja, o átomo de carbono C1 da glicose e C2 da frutose
devem participar da ligação.

10) A celulose tem uma estrutura linear ou fibrosa, na qual se estabelecem


múltiplas pontes de hidrogênio entre os grupos hidroxilas das distintas
cadeias juntapostas de glicose, fazendo-as impenetráveis a água e,
portanto, insolúvel, originando fibras compactas que constituem a parede
celular dos vegetais.