Você está na página 1de 6

Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software

http://www.foxitsoftware.com

For evaluation only.

Algoritmo e Programação de Computadores Prof. Naor Garcia Filho 1 2014

Algoritmo e Programação de Computadores

Algoritmo e Programação de Computadores Prof. Naor Garcia Filho 1 2014
Prof. Naor Garcia Filho 1 2014
Prof. Naor Garcia Filho
1
2014
Algoritmo e Programação de Computadores
Algoritmo e
Programação
de Computadores

Aula 5 – Linguagem de Programação C Estrutura Condicional

Livro Texto: “CONSTRUCONSTRUÇÇÃOÃO DEDE ALGORITMOSALGORITMOS EE LOGICALOGICA DEDE PROGRAMAPROGRAMAÇÇÃOÃO

Andre Luiz Villar Forbellone Henri Frederico Ederspächer Pearson Education & Anhanguera Educacional - Janeiro de 2008

Estrutura condicional SE

FaculdadeFaculdade AnhangueraAnhanguera dede SantaSanta BBáárbararbara

20142014 Prof. Naor 2
20142014
Prof. Naor
2

Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software

http://www.foxitsoftware.com

For evaluation only.

Algoritmo e Programação ESTRUTURAESTRUTURA CONDICIONALCONDICIONAL de Computadores
Algoritmo e
Programação
ESTRUTURAESTRUTURA CONDICIONALCONDICIONAL
de Computadores

ESTRUTURAESTRUTURA SEQUENCIALSEQUENCIAL Todo algoritmo segue um fluxo de execução linear top-down

Top-down Sequenciamento de execução linha a linha, do inicio ao fim do algoritmo, sem pular nem voltar nenhuma linha de comando ou instrução.

Algoritmo exemplo

inicio real: N1, N2, N3, N4, Med; escreva (“Digite as notas”); leia (N1, N2, N3, N4); Med = (N1+N2+N3+N4) / 4;

// declaração de variável // entrada de dados

// Processamento

escreva (“ A média é:”, Med); // saída

fim 3 Prof. Prof. Naor Naor
fim
3
Prof. Prof. Naor Naor
Algoritmo e Programação ESTRUTURAESTRUTURA CONDICIONALCONDICIONAL de Computadores É uma estrutura lógica de
Algoritmo e
Programação
ESTRUTURAESTRUTURA CONDICIONALCONDICIONAL
de Computadores
É uma estrutura lógica de programação que permite a
execução de um ou outro bloco de programação. a partir
de um determinado teste condicional .
CondicionalCondicional SimplesSimples SE:SE:
Determina somente um fluxo de execução.
Exemplo:
Sintaxe:
se <condição> então
inicio
execução 1;
execução 2;
fim
escreva (“Digite Nº”);
leia (A);
se (A == 0) então
inicio
escreva (“Você digitou
ZERO”);
fim
Prof. Naor
4

Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software

http://www.foxitsoftware.com

For evaluation only.

Algoritmo e Programação ESTRUTURAESTRUTURA CONDICIONALCONDICIONAL de Computadores
Algoritmo e
Programação
ESTRUTURAESTRUTURA CONDICIONALCONDICIONAL
de Computadores

CondicionalCondicional CompostaComposta

SESE

SENÃO:SENÃO:

Determina duas alternativas de fluxo de um única execução.

Sintaxe:

se <condição> então inicio execução 1; execução 2; fim senão inicio execução 3; execução 4; fim

2; fim senão inicio execução 3; execução 4; fim OBS: Linhas de coman- do onde houver

OBS:

Linhas de coman- do onde houver comparação não pode ter ; no final

execução 3; execução 4; fim OBS: Linhas de coman- do onde houver comparação não pode ter
Prof. Naor 5
Prof. Naor
5
Algoritmo e Programação de Computadores OBS: Linhas de comando onde houver comparação não pode ter
Algoritmo e
Programação
de Computadores
OBS:
Linhas de
comando
onde
houver
comparação
não pode ter ;
no final
Algoritmo exemplo
Inicio
real : N1, N2, N3, N4, Med;
escreva (“Digite as notas”);
leia (N1, N2, N3, N4);
Med = (N1+N2+N3+N4)/4;
escreva (“Media =“, Med);
se (Med >= 4.9) então
inicio
escreva (“Aprovado”);
fim
senão
inicio
escreva (“Reprovado”) ;
fim
Prof. Naor
6
Fim

Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software

http://www.foxitsoftware.com

For evaluation only.

Algoritmo e Programação ESTRUTURAESTRUTURA CONDICIONALCONDICIONAL de Computadores
Algoritmo e
Programação
ESTRUTURAESTRUTURA CONDICIONALCONDICIONAL
de Computadores

CondicionalCondicional EncadeadaEncadeada

SESE

SENÃO

SENÃO

SE:SE:

Determina várias alter- nativas de fluxo de uma única execução. Sintaxe:

se <condição1> então inicio execução 1; fim senão inicio se <condição2> inicio execução 2; fim senão inicio execução 3; fim fim

Prof. Naor 7
Prof. Naor
7
Algoritmo e Programação ESTRUTURAESTRUTURA CONDICIONALCONDICIONAL de Computadores Algoritmo exemplo; senão inicio
Algoritmo e
Programação
ESTRUTURAESTRUTURA CONDICIONALCONDICIONAL
de Computadores
Algoritmo exemplo;
senão
inicio
Inicio
real : N, Mod;
escreva (“Digite número: ”);
leia (N);
se (N == 0 ) então
inicio
escreva (“ZERO”);
fim
Mod= n%2;
se (Mod == 0) então
inicio
escreva (“PAR”)
fim
senão
inicio
escreva (“IMPAR ”);
fim
fim
Fim
Prof. Naor
8

Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software

http://www.foxitsoftware.com

For evaluation only.

Algoritmo e Programação ESTRUTURAESTRUTURA CONDICIONALCONDICIONAL de Computadores
Algoritmo e
Programação
ESTRUTURAESTRUTURA CONDICIONALCONDICIONAL
de Computadores

if

else

Comando de tomada de decisão

permite ao

computador executar ou um ou outro conjunto

de instruções.

Sintaxe:

if (condição)

{ instruções ;

}

else

{ instruções ; } Prof. Naor 9
{ instruções ;
}
Prof. Naor
9
Algoritmo e Programação ESTRUTURAESTRUTURA CONDICIONALCONDICIONAL de Computadores Programa exemplo; main( ) {
Algoritmo e
Programação
ESTRUTURAESTRUTURA CONDICIONALCONDICIONAL
de Computadores
Programa exemplo;
main( )
{ float N1, N2, N3, N4, Med ;
gotoxy (10,5);
printf (“Digite a 1ª nota:”);
scanf (“%f ”,&N1);
gotoxy (10,6);
printf (“Digite a 2ª nota:”);
scanf (“%f ”,&N2);
gotoxy (10,7);
printf (“Digite a 3ª nota:”);
scanf (“%f ”,&N3);
gotoxy (10,8);
printf (“Digite a 4ª nota:”);
scanf (“%f ”,&N4);
Med = (N1+N2+N3+N4)/4;
gotoxy (10,9);
printf (“Media = %.2f“, Med);
if (Med >= 5)
{ gotoxy (25,9);
printf (“APROVADO”);
}
else
{ gotoxy (25,9);
printf (“REPROVADO”);
}
gotoxy(5,11);
system (“PAUSE”);
}
Prof. Naor
10

Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software

http://www.foxitsoftware.com

For evaluation only.

Algoritmo e ESTRUTURAESTRUTURA CONDICIONALCONDICIONAL Programação de Computadores ENCADEADAENCADEADA Programa
Algoritmo e
ESTRUTURAESTRUTURA CONDICIONALCONDICIONAL
Programação
de Computadores
ENCADEADAENCADEADA
Programa exemplo
main( )
{ int N,
Mod ;
gotoxy (10,5);
printf (“Digite número:”);
scanf (“%d ”,&N);
if ( N == 0)
{ gotoxy 10,7);
printf (“ZERO”);
else
{ Mod= N%2;
if (Mod == 0)
{ gotoxy (10,7);
printf (“POSITIVO”);
}
else
{ gotoxy (10,7);
printf (“NEGATIVO”);
}
}
}
gotoxy (10,9);
system(“pause” );
}
Prof. Naor
11
Algoritmo e EQUAEQUAÇÇÃOÃO DEDE 22ºº GRAUGRAU Programação de Computadores # include <math.h> main( )
Algoritmo e
EQUAEQUAÇÇÃOÃO DEDE 22ºº GRAUGRAU
Programação
de Computadores
# include <math.h>
main( )
{ float A, B, C, D, X1, X2;
gotoxy (10,5);
printf (“Digite número:”);
scanf (“%f ”,&A);
gotoxy (10,6);
printf (“Digite número:”);
scanf (“%f”,&B);
gotoxy (10,7);
printf (“Digite número:”);
scanf (“%f ”,&C);
if (A== 0)
{ gotoxy (10,9);
printf (“ERRO”);
else
{ D = B*B –(4 *A*C);
if ( D<0)
{ gotoxy (10,9);
printf (“ERRO”);
}
else
{ X1= (-B + sqrt(D)) / 2*A;
X2= (-B - sqrt(D)) / 2*A;
gotoxy (10,9);
printf (“X1= %.2f ”, X1);
gotoxy (10,10);
printf (“X2= %.2f ”, X2);
}
}
gotoxy (10,12);
system(“pause” );
}
}
Prof. Naor
12