Você está na página 1de 7

O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologia de operacionalização (Conclusão)

Eunice Ferreira Neves

Análise e comentário crítico à presença de referências a respeito das BE nos relatórios seleccionados

Relatórios seleccionados:

Para elaborar a 2.ª parte da tarefa desta semana, seleccionei três relatórios, de escolas cuja realidade desconheço, um realizado
em 2007, outro em 2008 e outro em 2009:

▪ Escola Secundária/3 de Alberto Sampaio (Abril de 2007) – Região Norte;

▪ Agrupamento de Escolas de Águeda (Abril de 2008) – Região Centro;

▪ Agrupamento Vertical de Escolas de Sines (Janeiro de 2009) – Região do Alentejo.

Seleccionei-os antes de os ler por entender que é a melhor forma de constituírem uma amostra com carácter minimamente
aleatório.

Análise dos relatórios:


Conforme se pode observar nas grelhas descritivas que se seguem, a importância dada às BE no relatório da IGE é diminuta. Este
facto pode dever-se ao fraco impacto da actividade das BE na vida destas escolas/agrupamentos, é certo, mas também à diminuta
valorização que lhes é atribuída nos documentos que regem a vida das escolas/agrupamentos ou pelos respectivos órgãos
directivos.
Além disso, pelo que aparenta a estrutura do relatório, também a visão e análise da própria IGE não atribui a devida importância às
BE, uma vez que, apesar de pouquíssimo referida, a BE nunca aparece mencionada nos pontos fortes nem nos fracos, nas
oportunidades nem nos constrangimentos. Tal facto evidencia, do meu ponto de vista, a pouca importância que a IGE tem dado às
BE. Acho que a aplicação do MAABE poderá introduzir alterações profundas nesta análise e dar às BE a importância que lhes é
devida como agentes de incrementação da qualidade das aprendizagens e da formação de cidadãos de pleno direito nas nossas
escolas.
-1-
IGE Escola Secundária/3 de Alberto Sampaio
Avaliação Externa das Escolas
Pontos do Tópicos descritores dos Alusão à
Referências
Relatório campos de análise BE
I.
Introdução
II.
Caracterização É referido o horário da BE/CRE, que é excelente (8h30-24h) e que a mesma possui um “vasto
X acervo documental em diferentes suportes” e que está “equipada com vários computadores ligados
da unidade de à Internet”.
gestão
III.
1. Resultados
Conclusão da
avaliação É referida a BE como um dos vários dispositivos de que a escola dispõe para o “desenvolvimento de
2. Prestação do serviço educativo X
oportunidades de aprendizagem e valorização das actividades de enriquecimento curricular”.

3. Organização e gestão escolar

4. Liderança

5. Capacidade de auto-regulação e
melhoria da escola
IV. 1 Resultados:
Avaliação por 1.1.Sucesso académico
domínio-chave 1.2. Participação e A BE não é referida mas, possivelmente, algumas das actividades assinaladas serão da sua
1.1
desenvolvimento cívico responsabilidade/dinamização.
1.2
1.3
1.3. Comportamento e disciplina
1.4. Valorização do impacto das
aprendizagens
2. Prestação do serviço
educativo:
2.1. Articulação e
sequencialidade
2.2. Acompanhamento da
prática lectiva em sala de aula
2.3. Diferenciação e apoios
2.4. Abrangência do currículo e
É referida a BE como um dos vários dispositivos de que a escola dispõe para o “desenvolvimento de
valorização dos saberes e da X
oportunidades de aprendizagem e valorização das actividades de enriquecimento curricular”.
aprendizagem
-2-
3. Organização e gestão escolar:
3.1. Concepção, planeamento e
desenvolvimento da actividade
3.2. Gestão dos recursos
humanos
3.3. Gestão dos recursos
materiais e financeiros
3.4. Participação dos pais e
outros elementos da
comunidade educativa

3.5. Equidade e justiça

4. Liderança:

4.1. Visão e estratégia

4.2. Motivação e empenho

4.3. Abertura à inovação


4.4. Parcerias, protocolos e A BE não é referida mas, possivelmente, algumas das parcerias assinaladas estarão relacionadas
projectos com a sua dinamização.
5. Capacidade de auto-regulação
e melhoria da escola:
5.1. Auto-avaliação
5.2. Sustentabilidade do
progresso

-3-
IGE Agrupamento de Escolas de Águeda
Avaliação Externa das Escolas
Pontos do Tópicos descritores dos Alusão à
Referências
Relatório campos de análise BE
I.
Introdução
II.
Caracterização É referido que “a Biblioteca ocupa um espaço do 1.º andar, não reunindo as devidas condições de
X
da unidade de acessibilidade”.
gestão
III.
1. Resultados
Conclusão da
avaliação
2. Prestação do serviço educativo

3. Organização e gestão escolar

A BE não é referida mas, possivelmente, alguns dos projectos e actividades assinalados serão da
4. Liderança
sua responsabilidade/dinamização.

5. Capacidade de auto-regulação e
melhoria da escola
IV. 1. Resultados:
Avaliação por 1.1.Sucesso académico
domínio-chave 1.2. Participação e
1.4
desenvolvimento cívico
1.5
1.6
1.3. Comportamento e disciplina
1.4. Valorização do impacto das É referida a “Semana da Leitura” como uma forma de incentivar e valorizar “as aprendizagens e os
aprendizagens saberes”.
2. Prestação do serviço
educativo:
2.1. Articulação e
sequencialidade
2.2. Acompanhamento da
prática lectiva em sala de aula
2.3. Diferenciação e apoios
2.4. Abrangência do currículo e
É referido que “são promovidas também iniciativas de reforço educativo e de complemento
valorização dos saberes e da
curricular”, das quais se dá como exemplo o PNL.
aprendizagem
-4-
3. Organização e gestão escolar:
3.1. Concepção, planeamento e
desenvolvimento da actividade
3.2. Gestão dos recursos
humanos
É referido que “a Biblioteca (em processo de candidatura com vista a integrar a RBE) apresenta
3.3. Gestão dos recursos
X algumas carências de equipamentos (livros e computadores), não estando garantido o acesso a
materiais e financeiros
utentes com mobilidade condicionada”.
3.4. Participação dos pais e
outros elementos da
comunidade educativa

3.5. Equidade e justiça

4. Liderança:

4.1. Visão e estratégia

4.2. Motivação e empenho

4.3. Abertura à inovação


4.4. Parcerias, protocolos e A BE não é referida mas, possivelmente, alguns dos projectos e actividades assinalados serão da
projectos sua responsabilidade/dinamização.
5. Capacidade de auto-regulação
e melhoria da escola:
5.1. Auto-avaliação
5.2. Sustentabilidade do
progresso

-5-
IGE Agrupamento Vertical de Escolas de Sines
Avaliação Externa das Escolas
Pontos do Tópicos descritores dos Alusão à
Referências
Relatório campos de análise BE
I.
Introdução
II.
Caracterização
X É referido a Escola Sede, EB 2/3 Vasco da Gama, tem uma Biblioteca.
da unidade de
gestão
III.
1. Resultados
Conclusão da
avaliação É referido que “as dimensões artística, cultural e prática constam do ensino articulado da Música,
2. Prestação do serviço educativo X
das iniciativas da Biblioteca, (…)”.

3. Organização e gestão escolar

4. Liderança

5. Capacidade de auto-regulação e
melhoria da escola
IV. 1. Resultados:
Avaliação por 1.1.Sucesso académico
domínio-chave 1.2. Participação e A BE não é referida mas, possivelmente, algumas das actividades assinaladas serão da sua
1.7
desenvolvimento cívico responsabilidade/dinamização.
1.8
1.9
1.3. Comportamento e disciplina
1.4. Valorização do impacto das
aprendizagens
2. Prestação do serviço
educativo:
2.1. Articulação e
sequencialidade
2.2. Acompanhamento da
prática lectiva em sala de aula
2.3. Diferenciação e apoios
2.4. Abrangência do currículo e É referido que “as actividades na Biblioteca, de partilha de leituras e de declamação de poesia, a
valorização dos saberes e da X exposição de trabalhos dos alunos, as parcerias com o Centro de Artes, a Biblioteca Municipal e o
aprendizagem Museu de Sines representam oportunidades de afirmação e de valorização cultural dos saberes”.
-6-
3. Organização e gestão escolar:
3.1. Concepção, planeamento e
desenvolvimento da actividade
3.2. Gestão dos recursos
humanos
3.3. Gestão dos recursos
materiais e financeiros
3.4. Participação dos pais e
outros elementos da
comunidade educativa

3.5. Equidade e justiça

4. Liderança:

4.1. Visão e estratégia

4.2. Motivação e empenho

4.3. Abertura à inovação


4.4. Parcerias, protocolos e
projectos
5. Capacidade de auto-regulação
e melhoria da escola:
5.1. Auto-avaliação
5.2. Sustentabilidade do
progresso

-7-