Você está na página 1de 8

2 extra

EDITORIAL
EDITORIAL Novembro de 2009

Cinemas de rua: um marco cultural que está sumindo


Gibran Teske Os estragos
Cine Art Palácio Copacabana
Saúde é direito QUASE de todos
QUASE da chuva
no Rio de Janeiro, Cine São José
em Florianópolis, Cine Ricamar no
Fabiana Pangrácio Samira Pereira
Rio de Janeiro, Cine Copacabana
no Rio de Janeiro, Cine Ritz em
A vida do brasileiro de classe baixa já não é Então, não entendo por que não priorizam de uma As fortes chuvas dos últimos
Florianópolis e Cine Vitória em
tempos vêm causando muitos
Tubarão. Esses foram alguns fácil. Complica mais ainda quando o assunto é vez por todas esse setor esquecido por muitos
prejuízos aos cidadãos. E estas
cinemas de rua que frequentei sem saúde. Depender da boa vontade de funcionários chefes de governos. Talvez eu entenda sim.
perdas não se resumem apenas às
saber que em 2000 se tornaria públicos, muitas vezes mal pagos, é praticamente O plano de saúde com atendimento cinco
roupas que não secam ou goteiras
indiretamente uma grande influên- uma tortura quando o sofrimento é grande. estrelas, pagos em dia pelas pessoas favorecidas
que cismam em molhar casa, mas
cia na minha vida, levando-me a Acordar de madrugada, enfrentar filas de economicamente, não tem motivo para
também às estradas e rodovias
descobrir que o mundo da sétima espera, ser atendido em ambientes não reclamações. Pelo contrário, são só elogios. É
que não suportam a força das
arte era a minha verdadeira adequados, e mais uma infinidade de problemas, claro! Os médicos, enfermeiros e assistentes são águas. A pavimentação, com ou
vocação. Posso um dia dizer para fazem a população parecer mais “reclamona” do muito bem pagos. E cá entre nós, quem trabalha sem a camada asfáltica, não é forte
os meus filhos e netos: “eu tive a que já é rotulada. no que gosta e ainda por cima tem um valor
honra de assistir Uma Escola o bastante para suportar a imensa
É fato que o Sistema de Saúde no Brasil é um polpudo na conta no começo do mês, vive feliz quantidade de chuva que cai
Atrapalhada (último filme do
setor precário. As prefeituras não se empenham da vida. periodicamente. A capacidade das
Zacarias) e Os Trapalhões e a
o bastante, tentando equilibrar o investimento Não estou afirmando que todos tenham as drenagens é posta à prova e
Árvore da Juventude (último dos
em cada área para não ouvir reclamações no final mesmas regalias. Claro que quem investe tem que infelizmente, na maioria das vezes,
Trapalhões) em um cinema de rua”.
do mandato. ter um atendimento bom. Mas e quem não tem não cumpre devidamente seu
Infelizmente nos dias de hoje
esses cinemas que eu citei no Mas se pararmos para pensar, só se pode como pagar, fica como? Todos pagam impostos, papel, jorrando água para as
começo desse artigo não existem usufruir de outros setores, como cultura, esporte, é direito do cidadão e principalmente dever do estradas, complicando ainda mais
mais. Tornaram-se academias de educação, meio ambiente, se a saúde estiver bem. governo mostrar serviço. a situação.
ginástica (Cine Copacabana) ou O tempo não dá trégua, e nem
templos de igrejas evangélicas mesmo os meteorologistas têm
(Cine Vitória, Cine Ritz, Cine São mais certeza do que vai acontecer
nos dias subsequentes. Mas não
José), o que me leva a perguntar
para mim mesmo: por que estou Segurança insegura é por isso que as autoridades
competentes devem deixar tudo “a
escrevendo sobre isso? Nostalgia
repentina. Deus dará” e esperar o sol voltar a
Dói o coração quando eu Denise de Medeiros raiar. A população pede auxílio e
passo na frente do Cine Ritz em conta os prejuízos causados pela
Florianópolis e ainda está aquele Quando algo de ruim acontece você pensa em especial moradores já cansados de conviver com falta de infra-estrutura.
letreiro “Renascer Ritz”. Ou saber pedir ajuda para quem? Familiares, um vizinho talvez tanta violência. Se nem São Pedro é poupado
que assim que a gananciosa Igreja e, em último caso, à polícia? É, os homens da lei que Revistas em mulheres feitas por homens, dos pedidos e mostras de
Universal se mudou para o deveriam proteger a população, estão cada vez mais jovens agredidos por andarem nas ruas depois indignação por parte dos
megatemplo, abandonando o brutos e causam cada vez mais medo. das 22 horas são práticas comuns. Abaixo- moradores, imagine o secretário de
imóvel que há 16 anos ocupou o Essa é a realidade dos bairros mais simples de assinados, caminhadas de protesto, pedidos de obras ou prefeito municipal. A
lugar onde funcionava o Cine São chuva continua caindo, os
Tubarão e de tantas outras cidades. Em lugares justiça, tudo isso foi feito por familiares e amigos,
José, deixando nas mãos das buracos persistem em crescer e os
onde o tráfico é prática comum, sempre acaba sem nenhum resultado aparente.
imobiliárias habitantes seguem exigindo
sobrando para os honestos. Pessoas que por falta Esses moradores viram de perto o abuso de
Por isso nesse humilde artigo, melhorias na estrutura de suas
de condições financeiras se veem obrigadas a poder da polícia chegar ao extremo. Quem vive em
defendo a restauração, moderniza- localidades. Que tal tomar alguma
morar nessas áreas de risco. locais nobres ficou sabendo do caso através da
ção e reativação dos cinemas de providência?
Há dois meses um homem foi brutalmente imprensa. Provavelmente pensaram “devia estar
rua, pois muitos deles são Não são poucas as localidades
espancado até quase a morte – o que viria a envolvido com o tráfico”. que sofrem este drama, nem raros
considerados patrimônio histórico
acontecer dias depois no hospital – por policiais Engano, um homem comum, honesto e os acidentes causados pela falta
da cidade devido a sua
militares. Ele não tinha passagem pela polícia e trabalhador como tantos outros. Um homem que de cuidado e descaso. Sendo
arquitetura. Sem contar que é
muito mais fácil para o povo, que não estava envolvido com o tráfico. Seu único sentiu na pele o preconceito daqueles que deviam assim, engana-se quem pensa que
não têm grana para ir ao um delito, seu único erro foi morar no Beco do protegê-lo. Policiais que são pagos pelo governo somente o nível do rio cresce com
shopping Center, pagar R$12 em Quilinho, conhecida “boca de fumo” do município. e que praticam uma segurança tão insegura. Uma tanta água vinda do céu. Os
um Cinemark e poder assistir a um O acontecimento revoltou a população, em segurança de aparência e preconceito. estragos e prejuízos materiais
filme. continuam a subir, e subir, e subir.

extra Jornal-laboratório do Curso de Comunicação Social – Jornalismo – da Unisul, Campus Tubarão

Textos e fotos: alunos do 6º Semestre/Prof. Cláudio Toldo | Edição: alunos do 7º Semestre/Prof. Ildo Silva | Opinião: alunos do 7º
Fale com a gente! Semestre/Profª. Darlete Cardoso | Diagramação, Planejamento Gráfico e Montagem da Capa: Alexandre Frazão, Chênia Cenci, Jábson
ESPAÇO DO LEITOR Müller, Samira Pereira e Vivian Sipriano, 7ª fase/Jornalismo | Fotos da Capa: Alexandre Frazão, Stephanie Piava, Amanda Tesman,
O Extra precisa da sua opinião Emanuel Machado e Jábson Müller | Contracapa: Danielle Zabotti/Profª. Valéria Braga
agcom@unisul.br Coordenadora do Curso de Comunicação Social: Profª. Darlete Cardoso
(48)3621-3303
Coordenador do Jornal-laboratório: Prof. Cláudio Toldo | Impressão: Gráfica Soller

Reitor: Ailton Nazareno Soares | Vice-Reitor: Sebastião Salésio Herdt | Pró-Reitor Curso de Comunicação
Acadêmico: Mauri Heerdt | Chefe de Gabinete: Willian Máximo | Secretário-Geral da
Reitoria: Albertina Felisbino | Pró-Reitor de Administração: Fabian de Castro
Social
extra DIREITO PÚBLICO
DIREITO 3
Novembro de 2009

Cemitério de Orleans: falta de


iniciativa revolta população Foto: Stephanie Piava
Stephanie Piava sepultamentos, segurança e
editado por Samira Pereira embelezamento do local. Certamente
é a melhor solução", assegura
Os moradores da cidade de Antunes
Orleans tiveram a tranquilidade O prefeito Jacinto Redivo, porém,
interrompida por um forte barulho já anunciou que os engenheiros da
por volta das 19 horas do dia 9 de prefeitura vão elaborar outro projeto
setembro. Ao checarem o que havia para a construção de um muro de
ocorrido perceberam que parte do concreto ao redor do cemitério. "A
cemitério desmoronou destruindo meu ver e dos nossos engenheiros, o
capelas e túmulos. muro é a melhor opção no momento",
O fato revoltou os orleaneses que salienta Redivo. O projeto também
há tempos pediam medidas urgentes. inclui a modificação da fachada do
O muro que estava sendo construído cemitério e a construção de um
pela empresa Fred Serviços Funerá- calçadão ao lado do muro.
rios, contratada pela prefeitura, não O presidente da casa legislativa
apresentava estrutura nem de Orleans, Osvaldo Cruzetta, diz que
fiscalização necessária. os vereadores já sugeriram obras no
Logo após o episódio, a adminis- cemitério há mais de um ano e que
tração do cemitério iniciou a limpeza não podem resolver o problema
da Rua João Aparício Volpato e o porque apenas fiscalizam e sugerem
recolhimento de restos mortais que ações administrativas. Segundo ele,
ficaram expostos. Dois guinchos da os legisladores estão cumprindo seu
prefeitura também foram enviados ao papel e cobram agilidade nessa
local para auxiliar nos trabalhos. questão. "Alguma medida tem que ser Parte do cemitério desmoronou no dia 9 de setembro e o problema ainda não foi solucionado
Autoridades municipais promete- tomada e nós cobramos isso do
ram medidas urgentes para executivo. Desta forma não tem como nenhuma delas. Ronsoni ainda acusa Assuntos que dizem respeito ao situação", protesta Otília Volpato,
solucionar definitivamente o continuar", enfatiza. Antunes de agir como se fosse dono cemitério de Orleans já são discutidos cidadã orleanense e uma das
problema, mas até então nada foi Cogita-se também que o do espaço físico e que o mesmo já há algum tempo. Em 2006 a integrantes do movimento.
decidido. Para piorar a situação, com cemitério seja transferido para um proibiu os fiscais de entrar no local. população que mora nos arredores Moradores também reclamam da
as fortes chuvas desta época do ano, local mais reservado e apropriado "Eu jamais fiz isso, o cemitério é do cemitério iniciou um abaixo hostilidade do administrador do local,
ainda há risco de novos desmoro- para acomodar um número maior de público, é do povo. Entra lá quem assinado pedindo obras de outros protestam por causa dos
namentos. capelas e túmulos. quiser!", rebate Antunes. revitalização e reestruturação do local. entulhos que são despejados na rua
O administrador do cemitério, Apesar dos projetos e sugestões Uma das alternativas levantadas, Centenas de assinaturas foram ao lado do cemitério pela empresa
Fredemar Antunes, defende a das autoridades municipais, o maior em caso de uma situação recolhidas e cópias do documento que presta serviços e há muito tempo
construção de uma galeria de questionamento é se realmente houve insustentável entre o município e a foram entregues ao executivo, ao são feitas reivindicações quanto à
gavetas mortuárias em vez de um fiscalização e por que chegou a esse empresa que administra o cemitério, legislativo e aos meios de necessidade de obras estruturais.
muro de contenção. No dia 22 de ponto. Admir Ronsoni, responsável é a rescisão do contrato. O prefeito e comunicação da cidade. O fato Apesar das inúmeras reclama-
setembro ele entregou um projeto da por esse setor, afirma que os fiscais o presidente da Câmara alegam que gerou pouca mobilização e em menos ções, a empresa tem contrato para
obra ao executivo. "A obra de cumpriram devidamente o seu se for preciso, essa será a atitude de um mês o abaixo assinado foi continuar seus trabalhos até 2010.
construção de uma galeria de trabalho e que inúmeras intimações tomada, porém Ronsoni alerta que esquecido. "Nós tentamos evitar que Quanto às obras, o prefeito Jacinto
gavetas que eu proponho tem foram enviadas ao administrador do com essa ação a prefeitura terá que o pior acontecesse. Não fomos Redivo, em julho deste ano, já havia
capacidade para inúmeros cemitério, que não atendeu a arcar com todas as despesas. ouvidos e hoje estamos nessa revelado a existência de um amplo
Vanessa Valentim Buss

Bairro Santa Ana em ação


Vanessa Valentim Buss comemoração ao dia das crianças, moradora do bairro, Josane Buss,
editado por Guilherme Simon no dia 17 de outubro. de 45 anos, disse que esse é um
A festa das crianças adotou o evento muito bom para as
O bairro Santa Ana, em nome de Santa Ana Fest, e os crianças, pois ao invés de ficarem
Forquilhinha, está se mobilizando realizadores pretendem continuar na frente da TV, ou pensando e
com várias atividades a fim de nos próximos anos. A rua do centro fazendo besteiras por aí, estavam
arrecadar fundos para a comunitário foi fechada para a brincando e se divertindo, como
comunidade. O presidente da segurança das crianças. Brinquedos toda criança deveria fazer.
Associação de moradores do bairro, como cama-elástica, pula-pula Algumas mães do Clube de
João Paulo Mariot, disse que apesar inflável e piscina de bolinhas foram Mães da Santa Ana estavam
de já estar no fim de seu mandato, disponibilizados para a comunidade. presentes para o sorteio de brindes
ele, juntamente com a diretoria, Um palhaço animou o dia. A festa de uma rifa.
ainda tem muitos planos para começou às 10h e foi até as 17h. A comunidade já tem novo
beneficiar os moradores. Com um Ao meio-dia, foi servido cachorro- projeto em vista: fazer um
ano e meio de atuação na quente e suco, tudo por conta da parquinho atrás do centro
localidade, já realizaram dois associação. Foram distribuídos comunitário, com vários tipos de
torneios de canastra, um torneio de também brinquedos, pipoca e brinquedos. O próximo evento que
futebol, um jantar dançante, uma algodão-doce. irão fazer é a Festa do Vizinho, que
festa em comemoração a duas Jéssica Panazzolo, 8 anos, disse se pretende tornar um costume do
vitórias consecutivas do bairro no que gostou muito da festa, e que local, além de integrar os mora-
Atividades desenvolvidas geram recursos para a comunidade Interbairros, e uma festa em adoraria vir outros anos também. A dores.
extra
4 OBRAS Novembro de 2009

Pontos positivos e negativos na


infraestrutura da região Sul Fotos: Amanda Tesman
Amanda Tesman aspectos.
Christian Sousa de Bona "A prefeitura teria que cumprir o
Laís Mari Rabelo seu papel, mas não está fazendo.
editado por Alexandre Frazão
Pelo contrário, está autorizando a
abertura de novos lotes de obra,
Ultimamente os motoristas de antes mesmo de terminar o anterior,
Criciúma precisam de muita o que está causando esses atrasos",
paciência e atenção ao trafegar enfatiza.
pela cidade. Isso porque a cidade Parte da Avenida Centenário
está passando por obras de está cheia de buracos, ocasionando
saneamento básico e, por conta dos prejuízos como pneus furados e
trabalhos, muitas ruas foram problemas no balanceamento dos
interditadas e outras tiveram carros.
sentidos trocados. E uma medida tomada nos
A maior reclamação da últimos dias pode retardar ainda
população é referente à lentidão na mais a finalização dos trabalhos. As
finalização de cada lote de obras na Rua Cel. Pedro Benedet
trabalho, o que deixa o trânsito devem ser paralisadas em
lento, além de diminuir o movimento novembro, e com previsão para
em lojas onde a rua está sendo recomeçar apenas em janeiro do
“quebrada”. ano que vem. A decisão foi tomada
Segundo o engenheiro a pedido da CDL, já que na época
responsável pela fiscalização de de final de ano o fluxo de pessoas e
obras da Casan, Luiz Alexandre da carros é intenso na busca pelos
Rocha, a primeira etapa da obra, presentes de Natal, e as obras estão
que visa reformar o esgoto da região atrapalhando o trânsito.
central do município, deve ser Para o presidente da CDL, Júlio
concluída no início de 2010. Logo César Wesller, a paralisação é
após, a segunda etapa deverá ser necessária. "Estamos atendendo ao
iniciada, desta vez trabalhando o pedido dos lojistas, que
saneamento no bairro Próspera. contabilizaram muitas perdas em
"É um trabalho em conjunto. função das obras", ressalta. Segundo
Nós arrumamos o esgoto e a ele, o momento é propício para as
prefeitura fica responsável por lojas recuperarem as perdas dos
consertar a pavimentação. Em últimos meses.
algumas ruas já fizemos o O pedido de interrupção lista as
fechamento das valas e a prefeitura vias Barão do Rio Branco, Lauro
já revitalizou o asfalto. Mas não é Müller, Santo Antônio, Marechal
possível fazer isso em todas as vias, Deodoro, Marco Rovaris e Getúlio
damos prioridade às principais, Vargas, que terão as obras
onde o tráfego é mais intenso", retomadas apenas em janeiro de
explica Rocha. 2010, quando o movimento
As obras estão sendo feitas com diminui.
objetivo ambiental. De acordo com Muitos lojistas tiveram queda nas
o engenheiro, todos os esgotos da vendas durante o tempo em que a
região central da cidade chegavam obra atrapalhou. A comerciante
ao Rio Criciúma, e isso era um forte Luciani Cavaller teve a entrada de
foco de disseminação de doenças. seu estabelecimento obstruída por
As obras da Casan estão um cavalete durante os dias que a
causando grande transtorno no obra foi feita na rua em frente à loja.
trânsito, principalmente nos horários Os problemas não pararam por aí,
de maior movimento. É difícil além das vendas não acontecerem,
realizar uma obra sem causar algum ainda foi preciso muita paciência
transtorno. por parte dos lojistas e funcionários
É por esse motivo que o técnico para conseguirem manter a loja Lojistas
em informática Ricardo Comin limpa. "Era preciso passar pano pedem
paralisação
procura não se irritar com as obras. umas quatros vezes por dia no chão
da obra,
"Creio que servem para a melhoria e nos móveis. Era muita poeira e devido ao
da cidade, então é valida", quem conseguia entrar ainda estava movimento
comenta. O administrador Cristiano com o calçado sujo", lembra. do Natal.
Zanetta lembra que os transtornos Apesar de as obras terem sido Algumas
gerados hoje não são nada perto interrompidas, alguns empecilhos das ruas de
dos benefícios que a obra irá trazer permanecem “incomodando” a Criciúma
no futuro. população. Muitas calçadas estão estão
O deputado estadual e ex- por fazer, com buracos ou sem praticamente
intrafegáfeis
prefeito de Criciúma, Décio Góes, meio-fio. Além da falta de
diz que essas obras são necessárias sinalização, que causa dificuldades
e já vem sendo reivindicadas há a alguns motoristas, para trafegar
muito tempo. Porém, a prefeitura e até mesmo para estacionar o
está deixando a desejar em alguns carro.
extra 5
Novembro de 2009 OBRAS

Ruas de Sombrio recebem saneamento Foto: Jábson Muller


Jábson Muller cerca de 20 vagas para
editado por Alexandre Frazão trabalhadores locais, informa o
engenheiro civil Márcio Antônio
No momento eles não são as Colares, que mora em Balneário
figuras mais estimadas pela Gaivota. Ele explica que os serviços
população. Isso porque, por onde seguem em três frentes de trabalho,
passam, vão deixando estragos para duas na instalação da rede e uma
trás. Mas tudo o que querem é fazer nos chamados elevatórios, pontos
bem seu trabalho e terminá-lo o mais em que é feito o bombeamento dos
rápido possível. Para alguns, a dejetos para a estação de
jornada é longa. Anderson Damião tratamento.
Preve vem de Nova Veneza trabalhar Colares conta que cortar
na construção da rede de esgoto de calçamentos e calçadas é tarefa difícil
Sombrio. Ele e outros 11colegas para funcionários. E fica pior com
daquela cidade, sede da empreiteira os percalços que surgem. "Às vezes
FCA (terceirizada pela construtora alguém briga conosco por causa das
Setep para implantar o sistema de ruas fechadas. No começo era pior
esgoto), pegam o transporte da ainda, os motoristas não respeitavam
empresa às 5h40min, para estar às nada, passavam por cima das
7 horas esburacando as ruas por placas", explica. Ele acredita que a
onde a tubulação vai passar. A obra estará concluída até o final do
jornada termina às 17 horas, quando ano. Será uma das poucas cidades
o grupo percorre mais de 60 km de do estado oferecendo saneamento
volta para casa. Para outros, o básico a sua população. Com a
retorno é mais rápido. Adair Silvano colaboração do tempo, são
Santos mora em Sombrio e antes de recuperados aproximadamente 300
virar empregado da FCA, há 11 metros de rede por dia, com a
meses, trabalhava na roça. Não se colocação de asfalto utilizando mão-
arrepende da troca: "é melhor do de-obra e máquinas da Secretaria
que plantar fumo", diz. A obra abriu de Obras. Obras do ssistema da
istema de tratamento de esgoto oferece vagas de trabalho para a população d a região

Estrutura preocupa moradores de Braço do Norte


Alexandre Frazão interior, ônibus escolares tiveram cavou um enorme buraco por drenagem. A estrutura não desabafa.
Editado por Jábson Muller que ser baldeados e no perímetro debaixo da pista e o caminhão agüentou a força da água e cedeu. O prefeito Evanísio Uliano
urbano uma rua abriu uma cratera conduzido pelo funcionário público De acordo com o secretário de (PP) informa que a falta de
Há tempos que a população e um caminhão da prefeitura foi Valmor Antunes Santana, 51 anos,
Planejamento André Leandro máquinas atrapalha a agilidade
de Braço do Norte sofre com a engolido. caiu, deixando o motorista e Richter, a empresa que realizou o dos serviços de recuperação
situação das ruas da cidade. As O mês de setembro foi caroneiro com ferimentos leves.serviço tem até o final do ano para quando vêm as chuvas. Mas um
chuvas no final do mês de particularmente assustador para Conforme a Secretaria de Obras,
entregar a obra refeita. "A projeto foi encaminhado à
setembro apontam para uma moradores da Rua 22 de Outubro, a pavimentação da rua, terminada
empreiteira pediu 90 dias de prazo Câmara de Vereadores para
realidade bastante complicada na no bairro São Francisco de Assis. A em fevereiro deste ano, não foi bem
para refazer o serviço. Os financiamentos de equipamentos.
malha viária do município. No chuva que veio forte no dia anterior feita, apresentando problemas de
engenheiros da prefeitura avaliaram Com essa aquisição ele acredita
Foto: Alexandre Frazão o caso em conjunto com os resolver parte dos problemas.
moradores, e foi acordado com os "Queremos atender a todos,
responsáveis pela obra o prazo de porém está difícil com as
entrega para dezembro deste ano", condições atuais. Com a
completa. aquisição de máquinas,
Naquela mesma semana a poderemos contornar em parte
comunidade do bairro Nossa esta situação, pois nossa malha
Senhora de Fátima começou a viária é extensa e aos poucos
sofrer com vários buracos, valos e vamos atender todo mundo",
esgoto a céu aberto na Rua argumenta.
Bernardo Heidemann, que também O secretário de Obras Edésio
vão levar algum tempo para serem Oenning acredita que se o tempo
solucionados. Para o comerciante colaborar até o fim do ano, a
Edinei Blasius, o caso é sério e situação vai estabilizar. "Nossa
requer urgência. "Há crianças no equipe é batalhadora e estamos
bairro que brincam perto do esgoto. resolvendo na medida do possível.
E sabemos que as doenças O objetivo é até dezembro atender
contraídas por esse meio são graves. todos os bairros e interior. Mas,
Precisamos de uma solução para isso o tempo tem que
urgente", enfatiza. colaborar", salienta.
Já a dona de casa Olivia O secretário também informa
Meurer Orben reclama que o esgoto que o problema da Rua 22 de
corre em frente a sua casa, e que a Outubro está sendo resolvido em
situação está cada dia mais difícil. parceria, pois a responsabilidade
"Faz quase um mês que sofremos da obra é da empreiteira.
com esgoto de banheiro passando Segundo ele, o caso do bairro
em nossa porta. O mau cheiro é Nossa Senhora de Fátima é mais
insuportável e quando buscamos complicado, pois estudos terão
solução na Secretaria de Obras, que ser realizados para resolver
Ruas de Braço do Norte estão precisando de reparos; estrutura não aguentou a força d’água dizem que temos que esperar", a situação.
6 GERAL extra
Novembro de 2009

Esperança a poucos metros bonito. Uma mulher da prefeitura


Foto: Anderson Machado
Renam Meinen e Anderson Machado
editado por Laís Mari Rabelo passou por aqui, falou que em
setembro nós iríamos morar em uma
As mãos cansadas do das casas novas. Até agora, nada",
aposentado Antonio da Rosa, de 65 ressalta.
anos, tentam arrumar a velha cerca "Todos irão passar o Natal
de sarrafos da casa dele. O último morando nas novas casas", diz o
vendaval que passou atingiu arquiteto da Prefeitura de Araranguá,
também a favela do aeroporto em Paulo da Silva, que também é
Araranguá. Tanto o cercado, quanto responsável pelo Setor de
algumas telhas do barraco onde Planejamento do município. O novo
Rosa vive, foram prejudicados. Mas conjunto habitacional tem 112 casas.
a esperança do morador ressurge 50 As térreas têm em média 41,25
metros à frente daquele lote, onde metros quadrados e as de dois pisos
são construídas as novas casas do possuem em média 44 metros
conjunto habitacional Flor do quadrados. Uma creche para 120
Campo. crianças também já está pronta e irá
"A promessa é que em breve eu atender os filhos dos moradores do
irei morar, pela primeira vez, em uma residencial.
casa de verdade e de material", "O atraso se deu em função de
conta Antonio, ao apontar com uma alguns serviços que precisaram ser
das mãos para o residencial. O sonho refeitos. Eles estavam previstos
do homem também é o de seus seis inicialmente, mas com um custo
filhos que estão na lista de espera muito abaixo do que é realmente o
para entrar nas casas. Todos preço do mercado", confessa Silva.
nasceram e foram criados dentro da Segundo o arquiteto, um item em
favela, assim como os netos e especial é o culpado pela demora:
Conjunto habitacional tem 112 casas; as térreas com 41,25 m², e as de dois pisos com 44 m²
bisnetos. a instalação da parte elétrica. Devido
Ali perto, outro barraco também a um erro ao consultar as planilhas sete filhos. Três ainda moram com Germi dos Santos Pereira, de 46 oferta da nova habitação, no
chama a atenção. Na frente do de custo, a Administração Municipal ele. A mulher morreu há cinco anos, anos, é outro morador do bairro residencial. A promessa para ele,
local, não existe cercado, apenas pensou que o valor da implantação vítima de câncer de mama. O Mato Alto que vive em condições contudo, era de que essa moradia
gramado. No barraco, mora o da rede elétrica era muito menor do aposentado mora no bairro Mato precárias. A casa na qual mora está seria entregue no mês de agosto,
auxiliar de serviços gerais Fabio que o estipulado pela companhia Alto, em um lote que invade uma prestes a desabar. Basta que por ali mas não aconteceu.
Antonio Rosa, de 31 anos. Ele sofreu vencedora da licitação da obra. futura rua, já parcialmente calçada soprem os mesmos ventos que "A gente vai ficar aqui por
um problema nos pulmões e precisou As famílias que ocuparão o com lajotas. atingiram, no mês de setembro, a enquanto. Estou feliz que vão sair
utilizar o benefício do INSS, há cinco conjunto habitacional, de acordo "Estou com medo. Outro dia um área central da cidade - ou a metade essas casas. Mas acho que está
meses. Mensalmente, Fabio recebe com a secretária do Bem-Estar Social carro se perdeu, bateu no meu daqueles. Para segurar a residência, demorando demais. Teve gente que,
um salário mínimo, que sustenta os e Habitação de Araranguá, Claudete cercado e invadiu meu lote. Eu calçou com pedras as paredes do inclusive, vendeu a casa que tinha,
quatro filhos e a mulher dele. Mazzuco, foram cadastradas dois tenho três crianças dormindo aqui. imóvel. Em algumas áreas da casa, na esperança de já ir pro conjunto
"Nós já estamos cansados de ser anos antes do início das obras do Podia ter acontecido algo bem pior", ele e a esposa, Margarida Bosa, (habitacional) na data que
enganados pelos políticos, que só projeto. A espera pela entrega das explica. O pensionista afirma ser simplesmente não entram mais. prometeram. Hoje tem um casal
aparecem por aqui em tempos de casas tem incomodado os futuros comum que motoristas embriagados De acordo com Pereira, que está morando dentro de um Fusca velho.
eleição. Depois disso, somem. Essas moradores. passarem pelo local em alta aposentado por invalidez, a reforma Não é que queremos incomodar, mas
casas aí, por enquanto, são só para Adelício Corrêa tem 61 anos e velocidade. na casa não foi realizada devido à precisamos logo disso".

Gravatal: a energia das águas Foto: Guia do Litoral


Emanuel Machado substituída pelo turismo. afirma Zappeline.
Mariane Mendes A água termal do município de O operador de bombas, Manoel
editado por Laís Mari Rabelo Gravatal é considerada a segunda Maia, 42 anos, relata que os
melhor do mundo. Só perde para o hóspedes visitam a estância por
Gravatal é uma cidade complexo de Aux-les Therm, na causa dos benefícios da água. A
privilegiada por estar rodeada de França. A água jorra a uma maioria das vezes, os médicos são
paisagens naturais. Seu maior temperatura média de 37ºC, é quem receitam os banhos.
atrativo turístico são as águas captada e aproveitada in-natura "Existem vários tipos de água
hidrominerais. O município está por hotéis e condomínios instalados mineral. A nossa água é radioativa.
localizado no sul de Santa Catarina, no complexo termal. O químico Ela é diurética, dissolve cálculos
a 150 km ao sul de Florianópolis. industrial José Antônio Zappeline diz renais e biliares, além de favorecer
A renda da maioria da população, que as águas hidrominerais de a digestão. Atua como calmante,
que hoje conta com 11 mil Termas do Gravatal são de ótima elimina o ácido úrico, tem ação
habitantes, provém do turismo. qualidade. analgésica nas infecções renais, é
O prefeito Rudinei Carlos do É feito constante acompanha- estimulante glandular e da
Amaral Fernandes conta que o mento com análises para controle sexualidade, além de outros
povoamento da cidade se deve ao de potabilidade, equilíbrio dos benefícios", explica Maia.
deslocamento de moradores da elementos da água e verificação de A fonte está localizada no hotel
colônia de Santo Antônio dos Anjos, infiltrações de lençóis. "Quem Termas. O mesmo abastece os
de Laguna. Porém, Gravatal só se controla é o Departamento de hotéis Cabanas e Internacional, o
tornou município em 1961. Produção Mineral. Ele exige que a condomínio Apart Hotel e os
Antigamente as terras férteis caixa de captação seja mantida em residenciais Acquaville e Millenium,
garantiam a economia da região, local fechado. A mesma exigência o parque aquático Acquativo e o
mas, com o passar do tempo, foi é feita pela Vigilância Sanitária", Camping. Água termal é considerada a segunda melhor do mundo
extra
Novembro de 2009 SAÚDE 7

Sociedade conformada com o


atendimento nas unidades de saúde Foto: Bianca Goulart
Bianca Goulart
Karoline Nazário
editado por Emanuel Machado

Antes de o sol nascer, a frente


do posto de saúde já abriga
algumas pessoas em busca de
atendimento. Com problemas de
saúde e dúvidas, procuram o serviço
público por não ter condições de
pagar pela consulta. A viúva
pensionista Alexandrina Rabelo utiliza
o posto de saúde do bairro
Coloninha. Ela relata que, apesar
da demora, o atendimento é
satisfatório.
O sistema de atendimento
praticado nos 16 postos de saúde
do município de Araranguá é o
mesmo. As filas se formam até às
7h, horário em que as unidades de
saúde abrem. A consulta é feita por
ordem de chegada e as próprias
pessoas se organizam conforme vão
chegando. Os postos distribuem 14
fichas pela manhã, sendo que duas
delas são reservadas para casos de
emergência, como febre alta e dor
Sistema de atendimento praticado nos 16 postos de saúde de Araranguá é o mesmo, e gera filas nas primeiras horas da manhã
aguda. Já o período da tarde é
reservado aos idosos e gestantes resolver os problemas existentes nas reuniões em comunidades para tentar demora da espera pelo atendimento. bairro Urussanguinha, há nove
que, na maioria das vezes, tem as comunidades. solucionar o problema, mas é o Segundo a coordenadora do anos, quando não tinha o PSF, a
consultas agendadas. Porém, "Acredito que o atendimento costume ir de madrugada". PSF, o clínico geral tem como objetivo unidade de saúde possuía apenas
aposentados como Amilton Manoel esteja correto. Nós viemos pela "Aqui está muito bom. Não é tentar resolver o problema do atendimento ambulatorial e os
da Silva, que chegou às 5h20, ainda manhã e somos atendidos por um como em Porto Alegre que, apesar paciente na unidade atendida e evitar especialistas atendiam apenas uma
insistem em pegar fila. bom médico. Quanto à fila, da fila ser maior, o médico não vem", encaminhar aos especialistas sem vez por semana em cada unidade.
A coordenadora do Programa de enfrentamos em qualquer lugar. Seja fala a dona de casa Ester Passos realmente haver necessidade. Todos Algumas pessoas ainda não se
Saúde da Família (PSF), Ataíse no banco, no mercado, enfrentar fila Fernandes, que morava no Rio os especialistas da rede pública estão acostumaram ou até desconhecem
Redivo, diz que as unidades atendem é normal", diz a dona de casa Grande do Sul. "Quem já enfrentou concentrados no Hospital Bom o programa, por isso acham
em média 25 pessoas por dia, Elizabete Alves. filas nos postos das cidades grandes Pastor. estranho ou reclamam pelo fato de
contando com as consultas agen- De acordo com a costureira não tem do que reclamar aqui. Lá a Os especialistas atendem as não haver especialistas nos
dadas. A meta desse programa é Esmeraldina Demétrio, o sistema de gente encontra pessoas dormindo, pessoas do município todo, diferente postinhos.
tratar e prevenir doenças. A equipe agendamento de consultas já foi fazendo lanche na fila", relata a do clínico-geral dos postinhos que "O posto de saúde é prevenção.
dos postos conta com seis agendes utilizado na parte da manhã, mas aposentada Fátima Silva de Souza. atendem apenas as pessoas daquele Então, tem que ir ao posto de saúde
de saúde, tendo profissionais como não foi eficaz. Havia pessoas que O descontentamento das pessoas bairro em que a unidade está para tentar evitar uma doença e não
auxiliar de enfermagem, enfermeiro, marcavam e não compareciam. é a falta de especialistas, pois as localizada. Por isso se dá a demora precisar ir ao hospital", explica
médico e auxiliar de serviços gerais. O método atual faz com que as unidades possuem apenas um clínico maior pelo atendimento especiali- Andreza, relembrando que a equipe
De acordo com a secretária de pessoas cheguem mais cedo do que geral. "Eu preciso de um otorrinola- zado, porque abrange um maior do Programa de Saúde oferece mais
saúde, Evelyn Elias, as equipes não deveriam para pegar a fila. Ataíse ringologista, mas só consegui para número de pessoas. do que consultas médicas, mas
têm o objetivo de focar a quantidade diz que essa é uma questão cultural daqui a cinco meses", diz Elizabete. Segundo Andreza Maciel Nunes, também curativos, vacinas e
de consultas por dia, mas sim difícil de mudar. "A gente já fez Devido a isso, eles reclamam pela enfermeira do posto de saúde do preventivos.

Brasil tem maior número de idosos


Emanuelle Querino multiplicação dos asilos é Repouso Nossa Senhora da comum vermos os idosos se também trabalha. "Já aconteceu
Lorraine Corrêa consequência da inserção da Conceição. Lá, vivem em média queixando de problemas de dar alta para um paciente e a
editado por Vivian Sipriano mulher no mercado de trabalho. 31 idosos, que, apesar de ter a familiares", explica. As doenças família não vir buscar. Às vezes
A terceira idade é uma época Isso fez com que as mulheres companhia uns dos outros, se mais comuns são as infecções tem que ligar, ou às vezes não
da vida em que os problemas de deixassem seus pais e avós sentem sozinhos. respiratórias e as gripes. Além querem levar embora", conta o
saúde e emocionais são mais sozinhos em casa para trabalhar. Dona Adalgiza tem 84 anos e disso, casos de demência são médico.
evidentes. Muitos idosos passam Segundo o IBGE, até 2025 o diz que já está "encomendando freqüentes por falta do ambiente Um asilo pode ser comparado
a depender do aposento e da Brasil será o sexto país do mundo aquele barco". E justifica: quer dar familiar. a um orfanato, onde as crianças
família. Porém, nem sempre o com o maior número de idosos. o seu lugar a outros velhinhos. Ele revela que a assistência crescem esperando que alguém
dinheiro e a assistência familiar Em Imbituba, esse aumento já é De acordo com o cardiologista familiar é maior nas famílias de venha buscá-las. Na entrada da
são suficientes para mantê-los. uma realidade. Mas a demanda Rosenvaldo Junior, é freqüente a alta renda, classe social que Casa de Repouso Nossa Senhora
Aproximadamente 70% dos asilos é maior do que a oferta. depressão em idosos, desenvol- atende em seu consultório. Mas da Conceição, uma frase sintetiza
que existem hoje no Brasil foram Na cidade de Imbituba existe vendo-se geralmente pela fraqueza vê casos de abandono no Hospital o quadro: "Dar amparo a quem
abertos a partir dos anos 80. A apenas um asilo, a Casa de da estrutura familiar. "É muito São Camilo, que é público, onde já amparou".

Interesses relacionados