Você está na página 1de 5

TEXTO NARRATIVO

Lê o texto seguinte:

Algo de estranho estava presente naquela sua insónia. Um outro relógio, o


da cozinha, mostrava, exuberantemente, as horas: três e cinquenta.
Porém, a estranheza não vinha de si, do facto de estar acordado, pois tal
repetia-se por diversas vezes. O que o começava a deixar perplexo era o
silêncio impressionante instalado em toda a casa. Algo estava mais calado
do que o normal.
Correu um pouco o cortinado e olhou para a rua completamente deserta e
sem um único som. Até aí, tudo como era habitual, a casa localizava-se a
uns bons quarteirões do centro, onde certamente a essa hora a agitação
não atingira sequer o seu máximo. Porém, o silêncio
excessivo não vinha da rua, mas sim da própria casa, do interior da casa.
Saiu da cozinha e aproximou-se do quarto do seu pai, Theodor Busbeck.
Encostou o ouvido à porta: nada, nenhum ruído. Atreveu-se a abri-la
lentamente. O quarto estava vazio. Theodor tinha saído.
Kaas ficou por instantes parado, como que a reunir forças para aceitar
assustar-se. Mas não ficou nesse estado – de quem recebe uma
informação forte – durante muito tempo. Dirigiu-se ao seu quarto e
começou a vestir-se. Ia procurar o pai pela cidade.
Kaas estava zangado. Como médico e como pai, Theodor não tinha direito
de o deixar sozinho a meio da noite. Uma cobardia, murmurava.

Gonçalo M. Tavares, Jerusalém


1. De acordo com o texto, assinala como verdadeiras (V) ou falsas (F) as
seguintes afirmações:
1.1. Aquela insónia era igual a tantas outras.
1.2. A manhã aproximava-se.
1.3. O facto de estar acordado era absolutamente invulgar.
1.4. Em casa, imperava um silêncio incomum.
1.5. O movimento da rua surpreendeu-o.
1.6. A casa localizava-se numa zona central.
1.7. O silêncio excessivo emergia da própria casa.
1.8. A personagem principal é filho de Theodor Busbeck.
1.9. O título do texto poderia ser “O estranho caso do
desaparecimento nocturno” por lembrar o início de um romance
policial.

2. Resolve o seguinte crucigrama:

1. Sinónimo de “silêncio”.
2. Interjeição que exige silêncio.
3. Segredo sobre um assunto.
4. Silêncio com significado.
5. Estar sem voz.
6. Comprar o silêncio
de alguém.
7. Silêncio de alguém.
8. Acordo silencioso.
9. Momento de silêncio
numa conversa.
10. Sinónimo de não dizer.
3. Preenche o quadro identificando no texto antónimos dos vocábulos
apresentados e indica a linha em que se encontram:

Vocábulos Antónimos
habitual
ausente
escondia
camufladamente
familiaridade
ruído
falador
povoada
calma
mínimo
exterior
entrou
afastou-se
cheio

4. Completa o quadro seguinte, de acordo com o exemplo:

Nome Adjectivo Verbo


silêncio silencioso silenciar
estranheza
repetir
localizada
agitação
atrever
hábito
excessivo

5. Completa o texto seguinte flexionando no pretérito perfeito do


indicativo os verbos abaixo apresentados:

Nesse momento, o António _____________________ um ruído estranho vindo


da janela. E então _____________________ a impressão de ver uma sombra,
por detrás da cortina, recortando-se contra a luz da Lua. Muito
devagarinho, com as pernas bambas, _____________________. O cheiro
estranho mais forte: era como se alguém tivesse riscado
uma caixa de fósforos inteira. O ruído também _____________________ mais
alto. De repente, o António _____________________ e _____________________
com os pés pregados ao chão – no parapeito da janela, atrás da cortina,
que esvoaçava ao vento, estava sentada uma “coisa” tão feia que o
António quase _____________________ de susto. Dois olhinhos vermelhos
brilhavam (…). Uma boca enorme, cor de sangue, _____________________ e
_____________________, deixando ver dentes brancos e pontiagudos como
espinhos que se _____________________ com um ruído assustador. O António
_____________________ com os cabelos em pé e o sangue
_____________________. (…)
– Um vampiro! _____________________ o António.

Angela Sommer-Bodenburg, O Pequeno Vampiro, Ed. Presença (adaptado)

abrir; gritar; fechar; desmaiar; entrechocar; tornar-se (2 vezes);


gelar; aproximar-se; parar; ficar (2 vezes); ouvir; ter

Soluções
1.
V = 1.2., 1.4., 1.7., 1.8., 1.9.;
F = 1.1., 1.3., 1.5., 1.6..

2.
1. Sossego; 2. Chiu; 3. Sigilo; 4. Subentendido; 5. Afónico; 6. Corromper;
7. Mutismo; 8. Tácito; 9. Pausa; 10. Omitir.

3.
estranho, presente; mostrava, exuberantemente; estranheza; silêncio;
calado; deserta; agitação, máximo; interior; saiu, aproximou-se; vazio.

4.
estranho/estranhar; repetição/repetido ou repetitivo; localização/localizar;
agitado/agitar; atrevimento/atrevido; habitual/habituar; excesso/exceder.

5.
ouviu; teve; aproximou-se; tornou-se; se tornou; parou; ficou; desmaiou;
abriu; fechou; entrechocaram; ficou; gelou; gritou.