Você está na página 1de 2

Efeito de Memória (viciação

)

Em 1º lugar é necessário desfazer um mito que persiste na cabeça de muita gente. O efeito de
memória, ou seja o viciar da bateria. No caso das baterias de lítio, esta regra não se aplica,
portanto descarregar completamente e carregar a bateria apenas quando descarregada é
completamente inútil e até prejudicial como se irá verificar abaixo. A bateria de lítio pode ser
carregada qualquer que seja a sua carga, dado que isso não tem qualquer efeito negativo.
Retirar ou não a bateria quando ligado à corrente

Em seguida esclarece-se uma questão que muitos utilizadores dos portáteis têm: \\\"Será que
devo tirar ou não a bateria quando estou ligado a corrente?\\\" A resposta é: SIM e NÃO,
depende dos casos. Não prejudica ter a bateria com 100% de carga e estar ligado à corrente,
pois a bateria assim que chega aos 100% deixa de receber energia e é feito um bypass
directamente para o sistema de alimentação do portátil. Porém existe uma desvantagem em
manter a bateria no portátil quando ligado à corrente, mas apenas, se esta estiver a sofrer
aquecimento gerado pelo hardware do portátil. Portanto: - Num uso normal do portátil sem
aquecer em demasia (Processador e Disco Rígido na ordem dos 30~40ºC) deve manter-se a
bateria no portátil; - Num uso intensivo que leva a um grande aquecimento (Jogos, p.e.) deve
retirar-se a bateria para que esta não sofra aquecimento indesejado; O calor, aliado ao facto
de estar com 100% de carga, é o grande inimigo da bateria e não o cabo do transformador,
como muitos pensam.

Descargas da bateria

Quanto às descargas da bateria, devem evitar-se as descargas completas (até o PC desligar
sozinho) pois isto stressa muito a bateria e pode mesmo danificá-la. É preferível fazer
descarregas parciais, até níveis na ordem dos 20~30%, e frequentes recargas a fazer um
descarregamento e carregamento total. No entanto, as baterias de portátil contêm um
medidor de capacidade que permite saber com exactidão a quantidade de energia alojada.
Porém, devido ao ciclo de cargas e descargas este sensor tende a ficar descalibrado com o
tempo. Alguns portáteis incluem na BIOS ferramentas para recalibrar o sensor da bateria, o
que não é mais do que uma descarga completa seguida de uma carga completa. Portanto para
calibrar o medidor, deve ser feita, em cada cerca de 30 descargas parciais (referidas acima),
uma descarga completa ininterrupta (100% até 0%), seguida de uma carga completa
ininterrupta (0% até 100%). Um medidor descalibrado pode levar a que seja indicado um valor
irreal da capacidade, quando na realidade essa capacidade é inferior. Nesta situação o
computador pode desligar-se subitamente quando por exemplo ainda seja mostrada 10% de
capacidade.

Como fazer uma descarga total?

O método correcto para fazer uma descarga total (100% até 0%) consiste no seguinte
procedimento: 1- Carregar a bateria totalmente até ao máximo da sua capacidade (100%); 2-
Nas opções de energia do Painel de Controlo, desactivar a hibernação automática, caso esteja
activada; 3- No mesmo sítio, configurar a suspensão automática para suspender aos 5%; 4-
Deixar o portátil descarregar, ininterruptamente, até suspender; 5- Após suspender, manter o
portátil a descarregar a bateria, isto permite que a descarga de 5% até 0% não seja
\"violenta\" e a taxa de descarga seja mínima. É importante não colocar a bateria em stress
(exigindo muita energia) no seu estado mais sensível; 6- Esta fase final de descarga pode
demorar algumas horas, dependendo da condição da bateria, pelo que é recomendado que
seja feita durante a noite, de um dia para o outro; 7- Quando o portátil desligar por completo,
fazer um carregamento ininterrupto até ao máximo da sua capacidade (100%); 8- Poderá
verificar-se a alteração no valor do nível de desgaste, agora é apresentado o valor real.
Conservação prolongada

No que toca à conservação por longos períodos da bateria, esta deve ser feita com a carga da
mesma a cerca de 40% e num local o mais fresco e seco possível. Poderá recorrer-se a um
frigorífico (0ºC - 10ºC), apenas se a bateria ficar hermeticamente fechada e isolada de
qualquer humidade. É de frisar mais uma vez que o maior inimigo de uma bateria de lítio é o
calor, por isso deixar o portátil ao sol no carro num dia de Verão com a bateria a 100% de
carga é meio caminho para uma morte anunciada.

Comprar uma bateria suplente

Em relação à compra de uma bateria suplente, é recomendado que se faça apenas quando a
bateria actual estiver a dar as últimas, caso contrário, o não aproveitamento de uma das
baterias leva à sua degradação. Se for comprada uma bateria extra e não se usar durante
muito tempo, deve usar-se o método acima. Além disso, aquando da compra de uma bateria
deve-se ter em atenção a data em que foi fabricada.