Você está na página 1de 9

Práticas e Modelos de Auto – Avaliação das Bibliotecas Escolares

A Biblioteca Escolar. Desafios e oportunidades no contexto da mudança.


Tabela matriz a utilizar para a realização da 1ª parte da tarefa, conforme indicações do Guia da Sessão

Conhecimento na área Biblioteca escolar

Domínio Aspectos críticos que a Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças Desafios.
Literatura identifica Acções a
implementar
- Boa formação ao
O professor bibliotecário tem nível da classificação - Gestão do tempo. - Formação sobre -Acumulação de - Melhor
que ter as seguintes e catalogação do Bibliotecas. tarefas. distribuição
competências: fundo documental - Articulação com os das tarefas
vários Departamentos - Apoio da - Acumulação de pelos
Saber dirigir uma equipa e -Bom relacionamento Coordenadora documentos para elementos da
desenvolver um bom com a comunidade - Falta de formação Interconcelhia e das catalogar. equipa.
relacionamento com a escolar ( direcção, nas literacias colegas de outras
mesma professores, alunos e bibliotecas. - Apoiar
Competências funcionários)
- A falta de professores /
do professor Gerir , organizar e facilitar estratégias de - Resistência por colaborar para
bibliotecário aos alunos o acesso à - Define e distribui marketing e o pouco parte dos professores levar a BE às
informação ao nível funções pela equipa jeito para isso salas de aula
documental e das novas e o trabalho
tecnologias desenvolvido é para o - Formação em
bom funcionamento informática
Ter uma dupla função: ser da BE
especialista no tratamento,
organização, recuperação e - Participa nas
difusão de informação e reuniões do Conselho - Reuniões com
conhecedor dos recursos da Pedagógico os diversos
informação destinada aos Departamentos
alunos, criar melhores - participa com os para
condições de acesso aos grupos disciplinares colaboração
recursos e facilitar a sua

2
Práticas e Modelos de Auto – Avaliação das Bibliotecas Escolares

utilização entre a
comunidade educativa.
Ter uma visão clara dos
objectivos que pretende
atingir ao longo dos anos

Trabalhar em comum com os


professores da escola para ter
conhecimento do currículo e
apoiá-lo

Definir a avaliação da
actuação da BE e mostrá-la
à comunidade escolar
(através de gráficos) para
poder melhorar os resultados
futuros dos alunos ao nível
das literacias

Reflectir na sua prática para


a poder melhorar

Organizar o espaço de modo - Dinamização do - Falta de uma hora - Possibilidades de - Falta de uma verba - Elaborar uma
a torná-lo convidativo e espaço BE através da comum entre os trabalhar em comum própria para a gestão, lista exaustiva
incentivar a pesquisa e a colaboração dos elementos da equipa com as professoras sempre que é de todas as
aquisição de conhecimentos. colegas de vários para a realização de bibliotecárias do necessário aquisições informações da
grupos disciplinares reuniões. Conselho na tem que se pedir ao BE no início de
Organizar e/ou participar em (música, EV, EVT, elaboração de Director cada mês, a
reuniões para conhecer as Língua Portuguesa, documentos apresentar em
Organização e
necessidades da escola de Expressão - Necessidade de necessários à gestão - Falta de uma visão Conselho
Gestão da BE forma a implementar Dramática…) material : da biblioteca global e objectiva das Pedagógico.
actividades pertinentes. computadores, expectativas, das
- Cooperação com o internet, no 1º ciclo. dificuldades, das - Divulgação
Ter como objectivo a Coordenador das necessidades e dos das actividades
importância da BE na Áreas Curriculares interesses da em vários
construção do conhecimento Não Disciplinares e comunidade escolar locais da Escola

2
Práticas e Modelos de Auto – Avaliação das Bibliotecas Escolares

e no Blogue
e do sucesso do agrupamento com os docentes de em relação à BE. próprio
Área de Projecto,
Estudo -Utilização da
Acompanhado e Biblioteca escolar - Inexperiência na - Realizar
Formação Cívica. como espaço de lazer liderança da inquéritos para
Adquirir novos materiais - Necessidade de e local de trabalho professora identificas as
necessários ao bom uma equipa com por parte dos alunos , bibliotecária necessidades e
funcionamento da BE formação nas funcionários e as expectativas
bibliotecas Escolares professores dos
Participar nas reuniões do utilizadores da
Conselho Pedagógico. - Aproveitar as BE.
sugestões dos
utilizadores da BE. - Realizar
inquéritos para
identificas as
causas da fraca
utilização da
BE por parte
dos
professores e
de alguns
alunos

- A equipa da
BE elaborar
dossiês
temáticos com
a supervisão da
professora
bibliotecária.

2
Práticas e Modelos de Auto – Avaliação das Bibliotecas Escolares

Identificar as necessidades - Necessidade de - Adquirir materias - A falta de uma - Elaborar o


da escola. - Cooperação dos actualização do fundo em suporte política de gestão da documento de
docentes das diversas documental ( livros, multimédia e colecção ( desbaste, Política e
Investir em recursos disciplinas. CD’s, e DVD’s… audiovisuais selecção, gestão da
essenciais para atingir os avaliação…) Colecção
objectivos definidos pela - Apoio do PNL -Conclusão da - Sugestões dos
biblioteca. catalogação no docentes e dos alunos
- Fundo documental computador dos através do - Divulgação da
variado. documentos das preenchimento de colecção
Gestão da escolas do impressos próprio existente com
Colecção Implementar o uso das TIC - Conhecimento dos agrupamento. para o efeito cartazes e
para o ensino – projectos e temas exposições na
aprendizagem . trabalhados no - Falta de verba para - Informatização do BE no placard
agrupamento. actualização do fundo serviço de próprio para o
documental empréstimos efeito

.
Colaborar com a - A não utilização da - Participação nas - Desactualização de
aprendizagem utilizando - Elaboração de um BE pelos professores. reuniões do Conselho recursos e - Formação de
métodos activos de Plano de Actividades Pedagógico. insuficiência da Be utilizadores
ensinamento e a do Agrupamento o
A BE como interdisciplinaridade para a que facilita a - Falta de materiais - Partilha de - Elaborar
espaço de construção do conhecimento cooperação entre as para apoio à sala de documentos com materiais para
escolas, os grupos aula. outros professores as turmas.
conhecimento
Trabalhar com os disciplinares e a BE. bibliotecários. - Necessidade de
e Departamentos e os - Falta de produção criar a maioria das - Divulgar a
aprendizagem docentes, mostrar que a - Acompanhamento de matérias de - Realização de guias actividades. missão da BE
. Trabalho cooperação terá dos alunos que vão pesquisa nas páginas temáticos – selecção
colaborativo e consequências positivas ao fazer trabalhos à BE da internet … de recursos impressos
nível das aprendizagens. por parte da equipa e e virtuais para alunos

2
Práticas e Modelos de Auto – Avaliação das Bibliotecas Escolares

articulado da professora e professores.


com Procurar actividades e bibliotecária
soluções para melhorar a
Departamento taxa de sucesso. - A facultação de
s e docentes. materiais da BE para
as salas de aula

A BE é o local por - Elaboração de - Falta de espaço na -Disponibilização de - A maior utilização - Divulgação da


excelência para construir actividades para biblioteca para livros, revistas, da Internet faz com colecção e a
conhecimento, para fomentar o gosto pela debates e exposições. jornais, audiovisuais , que os alunos não melhor forma
Formação ler por prazer, usar leitura tais como: falta a divulgação de utilizem mais os de utilização
para a leitura informação e aprender a ter Hora do conto, - Falta de formação informação em livros
e para as qualidade na escrita e na encontro com nesta área. suporte digital. -Formação de
literacias oralidade. escritores leitores.
- A não existência de
Visionamento de sites clubes, fóruns… - Dinamizar
informativos nas actividades de
várias áreas leitura e de
Perceber como é que utilização dos
adquirimos conhecimento. vários suportes
da informação.
Dinamizar muitas Rubrica sobre
actividades de leitura. escritores, poesia,
música…
Preparar os alunos para a - consulta de livros,
construção de conhecimento, enciclopédias
através da exploração e
análise de ideias, informação ~Leitura recriativa
e pontos de vista . Apoio à
implementação do
Envolver os alunos no seu PNL
processo de ensino - Apoio aos alunos
aprendizagem. nas requisições dos
livros para requisição
domiciliária

2
Práticas e Modelos de Auto – Avaliação das Bibliotecas Escolares

- Divulgação de
personalidades…

- Utilização das - Falta de - Assistência Técnica - Continuar a


Apoiar e desenvolver o uso novas tecnologias computadores. -Colaboração com o lenta. divulgar as
de novas tecnologias da para a divulgação de Coordenador das actividades
informação e maior todo o trabalho TIC. - Falta de tempo para desenvolvidas
emprego de multimédia. realizado pela equipa. - Falta de meios nas a actualização do na Be através
escolas do 1º Ciclo blogue. do blogue
BE e os novos . do agrupamento.
A BE não funciona - Falta de - Ajudar os
ambientes Utilizar as novas tecnologias em rede com o compreensão e alunos na
digitais. para criar novos suportes de agrupamento reparação por parte utilização dos
informação e desenvolver da Câmara Municipal computadores
competências de para instalação de como meio de
desempenho. novos computadores comunicação-
e Internet
As TIC transformaram-se
em ferramentas ao serviço da
formação através do ensino
aprendizagem.

Dinamizar
actividades com -
objectivos claros e - Recolha de -Falta a criação - Troca de - Deturpação Implementação
recolher evidências dados sobre a de inquéritos ideias e da análise dos de um sistema
junto dos utilização dos e outros experiências dados .. de avaliação
Gestão de professores e equipamentos documentos com outros através da
evidências/ alunos. da BE. para recolha de professores recolha de
dados Bibliotecários. dados

2
Práticas e Modelos de Auto – Avaliação das Bibliotecas Escolares

avaliação. Recolher dados de - Relatórios ( inquéritos…).


forma a demonstrar trimestrais e -Não existe
a importância da BE anuais uma avaliação - Análise e
e da equipa que contínua. tratamento da
nela trabalha para a informação
comunidade escolar. recolhida
( elaborar
A avaliação como gráficos)
componente da
actividade de gestão - Divulgação
da BE, para a da informação
melhorar o seu recolhida
serviço

2
Práticas e Modelos de Auto – Avaliação das Bibliotecas Escolares

Gestão da Factores de sucesso Obstáculos a vencer Acções prioritárias


mudança
SÍNTESE

A BE ao longo dos - A integração da Biblioteca numa rede de - Desenvolver muitas actividades para
anos tem passado por Bibliotecas. - Fazer com que alguns docentes tenham chamar a atenção da comunidade educativa
um conjunto de consciência de que a Biblioteca é um local e formar utilizadores.
mudanças. Cada vez . Reuniões mensais de trabalho com o grupo central na Escola e desempenha uma - Rever o Manual de Procedimentos
mais se tornou um concelhio e o coordenador interconcelhio. função importante na formação dos alunos. - Conclusão do documento Política e gestão
apoio ao processo do da Colecção
ensino – aprendizagem - Utilização da BE por parte dos alunos, -Falta de técnicas de marketing.
para a construção do professores e funcionários - Utilizar todos os meios para divulgar os
conhecimento no novo -Falta de um orçamento próprio para a recursos existentes na BE ( blogue,
contexto educativo. - Trabalhar para a melhoria dos resultados . renovação do fundo documental e dos placards…).
equipamentos.
O professor - Ter a noção clara dos objectivos que queremos - Trabalhar em colaboração com os
bibliotecário deve ter atingir. -Falta de formação dos professores docentes.
conhecimentos de colaboradores na BE.
pedagogia, experiência - Apoiar os alunos e os docentes e
docente para ajudar - A não prática de avaliação devido à fraca responder às solicitações de forma eficaz e
na construção do recolha de dados para essa avaliação. rápida.
conhecimento e para o
sucesso educativo dos - Desenvolver acções concretas para provar - Criar comunidades de leitores
alunos. a importância da BE como centro de
aquisição de conhecimento e de - Avaliar o funcionamento da BE
desenvolvimento de competências.
- Conseguir meios rápidos e eficazes de
recolha de evidências.

2
Práticas e Modelos de Auto – Avaliação das Bibliotecas Escolares

2. Segundo a leitura que fiz sobre os trabalhos de outros colegas, pude verificar que os problemas/dificuldades relacionados com a BE são iguais
em várias bibliotecas.

Sendo assim os problemas que mais me tocaram, por serem iguais aos meus, foram:

• O não reconhecimento do valor da biblioteca e do trabalho do professor bibliotecário para apoio ao processo de ensino – aprendizagem
dos alunos;
• A falta de orçamento próprio para aquisição de equipamentos e fundo documental;
• A falta de formação dos membros da equipa e colaboradores da BE;
• Falta de técnicas de marketing;
• A fraca colaboração com os vários departamentos dos docentes;
• Falta de avaliação do trabalho desenvolvida na BE;
• Pouca divulgação do trabalho realizado na BE.

Para mudar a mentalidade da comunidade escolar é necessário acções de sensibilização, para os elementos da Coordenação do Agrupamento, em
especial os professores de Matemática, Ciências, Educação Física e os do 1º ciclo.