Você está na página 1de 2

ESCOLA SECUNDÁRIA DA CIDADELA

GRELHA DE OBSERVAÇÃO DE AULA

Avaliador: _______________________________ Grupo de Recrutamento: _______________________


Avaliado: ________________________________ Grupo de Recrutamento: _______________________
Aula da disciciplina/Área curricular não disciplinar:_______________________________Ano/Turma:_______
Unidade didáctica leccionada: ___________________________________________________________
Data/Hora marcada para observação: ____/____/______; ____:____ Duração: _______ min.

Adequação das estratégias de ensino e aprendizagem aos conteúdos Auto- Avalia


A.2 Aval. ção
programáticos, ao nível etário e às aprendizagens anteriores dos alunos.
Não utliza estratégias adequadas aos conteúdos programáticos nem ao nível etário ou às aprendizagens
A21 3
anteriores dos alunos.
Utiliza estratégias adequadas aos conteúdos programáticos mas não adequadas ao nível etário ou às
A22 6
aprendizagens dos alunos.
Utiliza estratégias adequadas aos conteúdos programáticos e ao nível etário e às aprendizagens dos
A23 7
alunos.
Utiliza estratégias adequadas aos conteúdos programáticos, ao nível etário e às aprendizagens dos
A24 10
alunos e ao PCT ou PTT, conseguindo promover um ensino diferenciado.

Adaptação da planificação e das estratégias de ensino e aprendizagem ao Auto- Avalia


A.3 Aval. ção
desenvolvimento das actividades lectivas. (1)
A31 Não adapta a planificação e as estratégias quando a aula o exige. 3
A32 Adapta com dificuldade a planificação e as estratégias quando a aula o exige. 6
A33 Apresenta capacidade de ateração da planificação e das estratégias quando a aula o exige. 7
A34 Apresenta competência de alteração imediata da planificação e das estratégias quando a aula o exige. 10
Diversidade, adequação e correcção científico-pedagógica das metodologias e Auto- Avalia
A.4 Aval. ção
recursos utilizados. (2)
A41 Não utiliza metodologias nem recursos adequados ou correctos. 3
A42 Utiliza metodologias adequadas mas recursos pouco correctos do ponto de vista científico-pedagógico. 6
A43 Utiliza metodologias e recursos adequados e correctos. 7
A44 Utiliza metodologias e recursos adequados, correctos e diversificados. 10
Cumprimento dos objectivos, orientações e programas das disciplinas ou áreas Auto- Avalia
B.1 curriculares leccionadas. Aval. ção

B11 Não cumpre nenhum dos objectivos definidos nem segue as orientações e programa. 3
Cumpre apenas parcialmente os objectivos por factores que lhe são imputáveis. Manifesta dificuldades
B12 6
na gestão do tempo.
Cumpre os objectivos ou cumpre apenas parcialmente por factores que não lhe são imputáveis.
B13 7
Manifesta algumas dificuldades na gestão do tempo.
Cumpre os objectivos ou cumpre apenas parcialmente por factores que não lhe são imputáveis.
B14 10
Efectuou uma gestão adequada do tempo.

Capacidade de comunicação e estímulo do interesse dos alunos pela Auto- Avalia


B.2 Aval. ção
aprendizagem.
Manifesta grandes dificuldades na comunicação. É pouco claro nas instruções que fornece aos alunos.
B21 3
Não procura estimular o interesse dos alunos.
Manifesta dificuldades na comunicação. É pouco claro nas instruções que fornece aos alunos. Procura,
B22 6
por vezes, estimular o interesse dos alunos mas só o consegue com alguns alunos (<25%).
Demonstra capacidade de comunicação, é claro nas instruções que fornece aos alunos, mas não
B23 7
consegue estimular o interesse da maioria dos alunos.
Demonstra grande capacidade de comunicação, é claro nas instruções que fornece aos alunos,
B24 10
conseguindo estimular o interesse da maioria dos alunos.
Utilização de recursos inovadores incluindo as tecnologias de informação e Auto- Avalia
B.3 Aval. ção
comunicação.
B31 Não utiliza recursos inovadores nem as TIC. 3
B32 Utiliza recursos inovadores ou as TIC mas de forma pouco adequada aos objectivos e pouco correcta. 6
B33 Utiliza recursos inovadores correctos e adequados aos objectivos planeados. 7
Utiliza recursos inovadores nomeadamente as TIC de forma correcta e adequada aos objectivos
B34 10
planeados.
Promoção do trabalho autónomo dos alunos e da aquisição de métodos de Auto- Avalia
B.4 Aval. ção
estudo.
Não estimula os alunos a avaliarem os seus próprios desempenhos (por ex.: utilizando a pedagogia do
B41 “erro”, promovendo a capacidade de argumentação, ...). Não sistematiza os conteúdos abordados nem 3
faz uso de outras estratégias promotoras do trabalho autónomo.
Não estimula os alunos a avaliarem os seus próprios desempenhos mas sistematiza os conteúdos
B42 6
abordados. Não faz uso de outras estratégias promotoras do trabalho autónomo.
Estimula os alunos a avaliarem os seus próprios desempenhos e sistematiza os conteúdos abordados.
B43 7
Não utiliza outras estratégias promotoras do trabalho autónomo.
Estimula os alunos a avaliarem os seus próprios desempenhos e sistematiza os conteúdos abordados.
B44 10
Utiliza ainda outras estratégias promotoras do trabalho autónomo.

Promoção de um clima favorável à aprendizagem, ao bem-estar e ao Auto- Avalia


C.1 Aval. ção
desenvolvimento afectivo, emocional e social dos alunos.
Não atende às solicitações dos alunos e à sua diversidade. Não estabelece uma relação pedagógica
C11 3
favorável à participação dos alunos e ao respeito pelos outros.
Evidencia alguma atenção às solicitações dos alunos. Não consegue criar um ambiente favorável à
C12 6
participação e ao respeito pelos outros.
Atende às solicitações dos alunos e às suas diferenças, embora nem sempre lhes dê resposta adequada.
C13 Estabelece relações interpessoais assertivas com os alunos, criando de um modo geral um clima 7
favorável à aprendizagem, à participação e ao respeito pelos outros.
Atende às solicitações dos alunos e às suas diferenças dando-lhes respostas adequadas. Estabelece um
C14 10
bom clima de trabalho, favorável à aprendizagem, à participação e ao respeito pelos outros.

Concessão de iguais oportunidades de participação, promoção da integração Auto- Avalia


C.2 Aval. ção
dos alunos e da adopção de regras de convivência, colaboração e respeito.
Não solicita a intervenção dos alunos nem estimula a adopção de regras de convivência, colaboração e
C21 3
respeito.
Solicita sempre os mesmos alunos revelando incapacidade de dialogar com a turma não promovendo
C22 6
uma participação ordenada no respeito pelos outros.
Dialoga com a turma e por vezes diversifica a participação dos alunos verificando-se a existência de
C23 7
regras de convivência, colaboração e respeito.
Proporciona aos alunos iguais oportunidades de participação, estimulando-os a participar e
C24 10
promovendo, sempre que necessário, regras de colaboração e respeito
Equilíbrio no exercício da autoridade e adequação das acções desenvolvidas Auto- Avalia
C.4 Aval. ção
para a manutenção da disciplina na sala de aula.
C41 Não mantém a disciplina na aula e não revela autoridade. 3
C42 Revela dificuldades em manter a disciplina na aula. 6
Desenvolve acções adequadas com vista à manutenção da disciplina na sala de aula embora não
C43 7
consiga manter um bom clima de trabalho.
Desenvolve acções adequadas com vista à manutenção da disciplina na sala de aula conseguindo
C44 manter um bom clima de trabalho ou a aula decorre num ambiente de tranquilidade não sendo 10
necessário a intervenção activa do docente no tratamento de situações de indisciplina.
(1) No caso de não ser possível observar em nenhuma aula, o peso deverá reverter para o item A.2
(2) É atribuida a pontuação final de 10, neste item, ao docente que, na globalidade das aulas assistidas, tiver obtido a pontuação minima de 7 em cada aula
observada, sem detrimento da possibilidade de obter a pontuação 10 em cada aula assistida.

Data: _______/_______/______

Assinatura do Avaliado: _________________ Assinatura do Avaliador:_______________________