Você está na página 1de 2

PUC Minas Virtual 1

EXISTENCIALISMOS & EXISTNCIA HUMANA NO MUNDO:



Caro(a) aluno(a), o questionrio abaixo se apresenta como roteiro para uma
pesquisa em fontes presenciais ou virtuais sobre a filosofia existencialista, isto ,
sobre os temas que configuram a existncia humana no mundo e com os outros e
como aquilo que nos define como seres finitos. No se trata de uma atividade
avaliativa, mas de um exerccio para aprofundamento dos seus estudos sobre o
contedo programtico da unidade Histria e Existncia. Pesquise sobre os
pensadores existencialistas e suas idias. Com base em sua pesquisa, responda as
questes abaixo:

1. O que se pode compreender como existencialismo?

2. Qual a matriz comum a todas as correntes existencialistas? O que o seu
significado filosfico?

3. O que pensa(va)m os seguintes filsofos existencialistas:
3.1. Arthur Schopenhauer.
3.2. Jean-Paul Sartre;
3.3. Friedrich Nietzsche;
3.4. Martin Heidegger;
3.5. Soren Kierkegaard;

4. Procure o significado existencialista para as seguintes expresses:
4.1. Existncia;
4.2. Angstia;
4.3. Morte;
4.4. Outro (alteridade);
4.5. Mundo (mundanidade).

5. Qual o sentido da existncia humana no mundo para os filsofos existencialistas?
E para voc, que significados nossa existncia possui ou pode possuir?

Pontifcia Universidade Catlica de Minas Gerais
Diretoria de Ensino a Distncia PUC Minas Virtual

Ttulo: Roteiro para pesquisa sobre o existencialismo

Autor: Marcelo Jos Caetano

PUC Minas Virtual 2
6. Faa um breve comentrio sobre o seguinte fragmento da filosofia existencialista
sartreana
1
:
Fiquei sem respirao. Nunca, antes desses ltimos dias, tinha pressentido o que queria
dizer existir. Era como os outros, como os que passeiam beira-mar com suas roupas de
primavera. Dizia como eles: o mar verde; aquele ponto branco l no alto uma gaivota,
mas eu no sentia que aquilo existisse, que a gaivota fosse uma gaivota-existente;
comumente a existncia se esconde. Est presente, nossa volta, em ns, ela somos ns,
no podemos dizer duas palavras sem mencion-la, e afinal no a tocamos. (SARTRE, Jean-
Paul (A nusea) op cit. MARCONDES, Danilo. Textos bsicos de filosofia (dos pr-socrticos
a Wittgenstein). Rio de Janeiro: Zahar, 2000. p. 160).


1
Para realizar esta questo sugere-se a leitura do tpico O existencialismo do Marcondes, Danilo.
Iniciao histria da filosofia (dos pr-socrticos a Wittgenstein). Rio de Janeiro: Zahar, 2006. P. 259
261.