Você está na página 1de 9

Agrupamento de Escolas das Taipas

TABELA DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE
D. Gestão da BE
D2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços

Instrumentos de recolha de Evidências Evidências extraídas dos Instrumentos, a


Indicadores Factores críticos de Sucesso
sugeridos integrar o Relatório de Auto-Avaliação
D.2.1 Liderança do • O professor bibliotecário exerce Integração da BE no Projecto Educativo de A BE participou na equipa que elaborou o
professor uma liderança forte e eficaz, Agrupamento (síntese dos objectivos da BE e sua PEA, incluindo a BE nas prioridades
bibliotecário na promovendo: integração nas Prioridades Educativas A. Cidadania educativas da escola (síntese dos objectivos
escola/agrupamento. - O trabalho sistemático e a comunicação e segurança; C. Qualidade das Aprendizagens, e, D. da BE e sua integração nas Prioridades
com a com os órgãos de direcção, Relação com a Comunidade); Educativas A. Cidadania e segurança; C.
administração e gestão Inclusão do Regulamento e Objectivos da BE no Qualidade das Aprendizagens, e, D. Relação
(director, conselho pedagógico), Regulamento Interno; com a Comunidade);
departamentos curriculares e demais A BE reuniu com o grupo que redigiu as
estruturas de coordenação educativa e alterações ao RI, colocando os seus
supervisão pedagógica. Actas de reuniões de: objectivos e Regulamento específico neste
- Uma participação efectiva no conselho - Conselho Pedagógico; documento;
pedagógico e demais estruturas de - Departamentos; A equipa da BE elaborou o seu Projecto de
coordenação educativa e supervisão - Conselho de Directores de Turma; acordo com os objectivos e prioridades
pedagógica, garantindo a integração e -Conselhos de Turma. educativas do PEA, currículo dos alunos e
adequação dos objectivos e actividades da Projecto da BE “Mais Saber, Melhor Crescer” articulação com os Departamentos;
BE aos objectivos educativos e curriculares A BE reuniu com os órgãos de estrutura
da escola. Registos de trabalho articulado com pedagógica intermédia a fim de articular
- Uma gestão integrada que rentabilize departamentos e docentes actividades de promoção da aprendizagem e
recursos e possibilidades de trabalho na do conhecimento.
escola.
- Uma boa gestão dos recursos humanos, A BE desenvolveu actividades com alunos
criando boas relações interpessoais com a de… ano(s) das turmas…, para superação de
equipa. Grelhas de registo de observação de competências dificuldades de aprendizagem e registou
manifestadas.
observações de competências em grelhas
próprias a fornecer aos professores

Teresa Castelo Branco Página 1


Agrupamento de Escolas das Taipas

TABELA DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE
D. Gestão da BE
D2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços

Instrumentos de recolha de Evidências Evidências extraídas dos Instrumentos, a


Indicadores Factores críticos de Sucesso
sugeridos integrar o Relatório de Auto-Avaliação
envolvidos.

Mediante os registos efectuados verificou-se


que …% dos alunos envolvidos superaram
dificuldades a …/ não superaram dificuldades
a…

O coordenador da BE lidera um grupo para


monitorização da auto-avaliação da BE, cujos
elementos foram escolhidos em colaboração
Registo de reuniões do grupo de monitorização da com a Direcção da escola e/ou cooptados do
auto- avaliação da BE. Conselho Pedagógico
- A mobilização contínua das comunidades
educativa e escolar para o valor e para o
trabalho da/com a BE.
Em reuniões regulares (duas ordinárias por
trimestre, início e final, conforme estipulado
no Regulamento das BEs do AVET) definiram-
se actividades conjuntas de promoção da
Actas de reuniões periódicas com os elementos literacia ( concursos de leitura e vindas de
-O trabalho articulado com os docentes. responsáveis pelas 3 BEs das restantes escolas do escritores às escolas) e deram-se sugestões
Agrupamento e responsáveis PNL eleitos nas
para apoio ao currículo ( conforme pedidos
-O apoio e o trabalho com as BE/escolas do outras escolas, com a equipa da BE da escola sede.
efectuados em reuniões de ano e dos

Teresa Castelo Branco Página 2


Agrupamento de Escolas das Taipas

TABELA DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE
D. Gestão da BE
D2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços

Instrumentos de recolha de Evidências Evidências extraídas dos Instrumentos, a


Indicadores Factores críticos de Sucesso
sugeridos integrar o Relatório de Auto-Avaliação
agrupamento, garantindo igualdade de Jardins), sendo também apoiado o acesso aos
condições no acesso aos recursos de recursos de informação ( baús itinerantes,
informação e a actividades que facultem o materiais da BE da escola sede colocados à
apoio ao currículo e a formação para as disposição das outras escolas/JIs do
diferentes literacias.
Agrupamento, deslocação da equipa pelas
escolas/JIs para dinamização de actividades)

A BE planificou e participou/dinamizou
actividades no âmbito dos projectos…. e com
os alunos… (nome, nº e turma)de NEE no
âmbito da comemoração do Dia
Internacional da Pessoa com Deficiência e
nas horas de conto …. Conforme registo em
documentos da BE ( planificações conjuntas,
registos de reuniões, fotografias das
Planificação conjunta de actividades entre a BE e
actividades e registos de avaliação das
projectos relevantes da escola, nomeadamente
mesmas, blog da BE)
PNL e os Projectos/clubes da escola: Eco-escolas,
Educação para a saúde, Clube de Protecção Civil,
- O apoio a projectos e a articulação com bem como colaboração com a Educação Especial e
outros actores com intervenção pedagógica os Serviços de Psicologia e Orientação
na escola ( PTE, PNEP;PNL,outros).

A BE reúne periodicamente com

Teresa Castelo Branco Página 3


Agrupamento de Escolas das Taipas

TABELA DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE
D. Gestão da BE
D2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços

Instrumentos de recolha de Evidências Evidências extraídas dos Instrumentos, a


Indicadores Factores críticos de Sucesso
sugeridos integrar o Relatório de Auto-Avaliação
Departamentos, Coordenadores de DTs,
Coordenadores de ciclo, grupo de
monitorização da auto-avaliação da BE, para
a melhoria de resultados escolares e
qualidade da aprendizagem de acordo com a
filosofia educativa da escola, o currículo e os
Registo/actas de reuniões com os órgãos de interesses dos alunos.
estrutura pedagógica intermédia e com o grupo de
-A planificação estratégica e operacional monitorização da auto-avaliação da BE Da auto-avaliação do PB verifica-se que o seu
relacionada com os resultados da avaliação, nível de formação é… acções de, que exerce
com os objectivos prioritários e o uma gestão…, gere a equipa de uma forma…
planeamento da escola.
…% dos docentes consideram que a gestão
da BE é eficaz/ pouco eficaz no
- A operacionalização de programas de
desenvolvimento de trabalho com alunos e
formação para as literacias e actividades
culturais que contribuam para as articulação com o currículo (…)
aprendizagens dos alunos e para o sucesso Auto-avaliação do PB (CK3) Análise de resultados obtidos com vista à
escolar.
elaboração de planos de melhoria.
Questionário aos docentes (QD3) na Plataforma
-A implementação da auto-avaliação dos Moodle do Agrupamento
serviços, introduzindo um processo de
melhoria contínua com impacto no Grelhas de avaliação das actividades dinamizadas
processo de planeamento e em acções de pela/com a BE

Teresa Castelo Branco Página 4


Agrupamento de Escolas das Taipas

TABELA DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE
D. Gestão da BE
D2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços

Instrumentos de recolha de Evidências Evidências extraídas dos Instrumentos, a


Indicadores Factores críticos de Sucesso
sugeridos integrar o Relatório de Auto-Avaliação
promoção e marketing
D.2.2 Adequação dos • O professor bibliotecário afecto
recursos humanos às possui formação e competências
necessidades de adequadas ao seu conteúdo
funcionamento da BE funcional, nos termos da legislação
vigente.
na
escola/agrupamento. Currículos profissionais dos membros da equipa De acordo com os currículos dos membros da
• A equipa é pluridisciplinar,
equipa verifica-se que esta é/não é
adequada em número e possui
multidisciplinar; …% têm/não têm formação
formação e competências
específica
adequadas ao seu conteúdo
funcional.
O horário da equipa cobre/não cobre as
• O professor bibliotecário e a necessidades da escola/utilizadores
equipa, que deve integrar pessoal Horário da equipa
não docente, asseguram uma
gestão integrada e serviços
eficazes à escola/agrupamento.

• O professor bibliotecário e a Questionário aos docentes (QD3) …% dos docentes consideram


equipa têm uma atitude proactiva ( pontuando de 1 a 4) que a equipa da BE
que induz comportamentos de produz/não produz instrumentos de apoio
acesso e uso dos recursos; aos utilizadores; define/não define
garante uma mediação eficaz entre programas em articulação com os
as necessidades dos utilizadores e Departamentos e docentes; (…)

Teresa Castelo Branco Página 5


Agrupamento de Escolas das Taipas

TABELA DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE
D. Gestão da BE
D2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços

Instrumentos de recolha de Evidências Evidências extraídas dos Instrumentos, a


Indicadores Factores críticos de Sucesso
sugeridos integrar o Relatório de Auto-Avaliação
as fontes de informação; promove
as possibilidades de trabalho
facultadas pela BE.
…% de alunos da turma…, do ano…,
• O professor bibliotecário e a Grelhas de utilização da BE superaram dificuldades manifestadas à
equipa formam os alunos para o disciplina…, no conteúdo…, tendo realizado o
uso da BE, para as diferentes Registos de trabalho efectuado na BE trabalho sugerido pelo docente da disciplina,
literacias e acompanham-nos em na BE.
trabalho orientado na BE.
Internet – Lista de partilha RBE
• O professor bibliotecário e a
equipa trabalham articuladamente Blog da BE A equipa da BE utiliza e partilha
com outras BE/escolas e com o recursos/actividades com outras BE/escolas e
exterior. com o exterior.

Teresa Castelo Branco Página 6


Agrupamento de Escolas das Taipas

TABELA DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE
D. Gestão da BE
D2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços

Instrumentos de recolha de Evidências Evidências extraídas dos Instrumentos, a


Indicadores Factores críticos de Sucesso
sugeridos integrar o Relatório de Auto-Avaliação
D.2.3 Adequação da • A BE reflecte e integra os Documentos caracterizadores da BE (planta,
BE em termos de normativos definidos pelo ME/RBE. equipamentos, outros).
espaço às
necessidades da • A BE disponibiliza condições de
escola/agrupamento. espaço capazes de responder, no
seu funcionamento, às solicitações
da comunidade escolar e a uma Registos de observação de funcionamento
utilização diversificada.
…% dos alunos da escola utilizam os
serviços da BE;
• A organização do espaço e dos Grelha de utilização de recursos Os serviços da BE são mais solicitados
recursos permite uma utilização entre as 12h e as 13.30h;
integrada e flexível e o trabalho Questionário aos docentes (QD3) A maior percentagem de alunos que utiliza os
individual e em grupo. serviços da BE, são do sexo
masculino/feminino ( indicação da
• O mobiliário é adequado em percentagem) e do 3º/2º ciclo
termos de ergonomia, quantidade, Questionário aos alunos ( QA4)
cor, faixa etária e necessidades dos A utilização prioritária dos recursos da BE é o
alunos, proporcionando boas Caixa de sugestões da BE equipamento tecnológico (computadores),
condições de acomodação e o (indicar percentagem), …% para pesquisa e
acesso livre dos utilizadores à elaboração de trabalhos, e …% para jogos.
documentação.

D.2.4 Adequação dos • Os equipamentos são suficientes Inventário do equipamento existente


computadores e para as necessidades locais e para

Teresa Castelo Branco Página 7


Agrupamento de Escolas das Taipas

TABELA DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE
D. Gestão da BE
D2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços

Instrumentos de recolha de Evidências Evidências extraídas dos Instrumentos, a


Indicadores Factores críticos de Sucesso
sugeridos integrar o Relatório de Auto-Avaliação
equipamentos responder aos serviços de
tecnológicos ao biblioteca que a BE realiza no Questionário aos docentes (QD3) …% dos docentes considera que os recursos e
trabalho da BE e dos agrupamento. ferramentas Web, para acesso, produção e
utilizadores na difusão da informação são Muito Bons/Bons/
• Os equipamentos respondem em Suficientes/Insuficientes
escola/agrupamento.
actualidade, adequação e
funcionalidade aos desafios que o
paradigma actual coloca e ao Questionário aos alunos (QA4) …% dos alunos considera que os
trabalho e uso da documentação computadores correspondem às suas
em diferentes suportes. necessidades, permitindo-lhes realizar
trabalhos
• Os equipamentos de leitura
áudio/Mp3 e vídeo/DVD são
adequados em número e
condições de funcionamento às Registos de observação de ocupação de
necessidades dos utilizadores. equipamento electrónico

• O número de computadores
responde à procura e às
solicitações da
escola/agrupamento.

• O hardware está actualizado e o


software responde às exigências
das solicitações.

Teresa Castelo Branco Página 8


Agrupamento de Escolas das Taipas

TABELA DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE
D. Gestão da BE
D2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços

Instrumentos de recolha de Evidências Evidências extraídas dos Instrumentos, a


Indicadores Factores críticos de Sucesso
sugeridos integrar o Relatório de Auto-Avaliação

• O professor bibliotecário
rentabiliza possibilidades de
afectação de recursos e de
trabalho no contexto do No início do ano lectivo, o professor
desenvolvimento do PTE ou de bibliotecário reuniu com a equipa PTE, para
outros projectos na área das TIC. planificação de trabalho colaborativo no que
respeita a:
• A BE funciona em rede (Intranet e Reuniões com a equipa PTE
Internet) e explora as Afectação de um membro da equipa PTE à equipa • Dinamização de actividades on-line
potencialidades que as redes da BE
facultam. • Utilização na BE da Web2

• A BE recorre a diferentes tipos de • Enriquecimento das potencialidades


ferramentas: WEB, plataformas
da equipa da BE (afectação de um
(LMS) ou outros dispositivos da
WEB2, para incentivar o diálogo e membro PTE)
desenvolver processos formativos
ou criativos com os utilizadores e
com o agrupamento.

Teresa Castelo Branco Página 9