Você está na página 1de 3

Agrupamento de Escolas da Trafaria

Escola Básica 2,3 da Trafaria

Sessão 4- O modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de operacionalização (parte 1)

Na gestão da biblioteca escolar devemos ter em conta a cultura da escola e a comunidade em que esta se insere. Deste modo, escolhi o subdomínio A.2-
Promoção das Literacias da Informação, Tecnológica e Digital, uma vez que pretendo iniciar o processo de Auto -avaliação da B.E pelo domínio A. Apoio ao
Desenvolvimento Curricular. No que se refere aos indicadores, optei por considerar os seguintes pontos:

A.2.2 - Promoção do ensino em contexto de competências de informação da escola/agrupamento, como indicador de processo;

A.2.1 - Organização de actividades de formação de utilizadores na escola/agrupamento, como indicador de impacto.

Plano de Avaliação

Indicadores Factores críticos de sucesso Evidências Acções para a melhoria/ exemplos

 O plano de trabalho da BE inclui  Plano de actividades da BE.  Actualizar alguns documentos


actividades de formação de que regulam as actividades da BE.
utilizadores com turmas/grupos/  Registo de reuniões com os
alunos e com docentes no docentes das áreas disciplinares  Criar instrumentos de apoio às
sentido de promover o valor da não curriculares. actividades de sala de aula.
A.2.1. Organização de actividades de BE, motivar para a sua utilização,
formação de utilizadores na esclarecer sobre as formas como  Registos de projectos/  Reformular guiões de pesquisa.
escola/agrupamento está organizada e ensinar a actividades realizadas na BE.
utilizar os diferentes serviços.  Elaborar com o professor das TIC,
 Observação de utilização da BE um plano para o
 Alunos e docentes desenvolvem (O2). desenvolvimento de
competências para o uso da BE competências em Literacia da
revelando um maior nível de  Materiais de apoio produzidos e Informação.
Indicadores Factores críticos de sucesso Evidências Acções para a melhoria/ exemplos

autonomia na sua utilização após editados.


as sessões de formação de  Promover actividades de
utilizadores.  Questionários aos alunos QA1. formação de utilizadores, no que
se refere à apropriação dos
 A BE produz materiais  Questionários aos professores recursos da BE.
informativos e /ou lúdicos de QD1.
apoio à formação dos
utilizadores.

 A BE procede, em ligação com as  Plano de actividades da BE.  Promover reuniões/encontros


estruturas de coordenação com os Coordenadores de
educativa e de supervisão  Referências à BE: Departamento.
pedagógica, ao levantamento nos - no projecto educativo e
currículos, das competências de curricular;  Planear com os docentes o
informação inerentes a cada - nos projectos curriculares das trabalho de pesquisa a realizar.
departamento curricular/área turmas.
disciplinar com vista à definição  Propor a constituição de grupos
de um currículo de competências  Registo de reuniões/contactos de trabalho, com vista à
transversais adequado a cada produção de guiões de apoio à
A.2.2. Promoção do ensino em ano/ciclo de escolaridade.  Registo de pesquisa e utilização da
contexto de competências de projectos/actividades. informação pelos alunos.
informação da escola/agrupamento.
 A BE promove a integração, com  Os professores serão convidados
as estruturas de coordenação  Materiais de apoio produzidos e a publicar on-line as suas
educativa e supervisão editados. actividades/recursos construídos
pedagógica e dos docentes, de em suporte digital.
um plano para a literacia da
informação no projecto  Estabelecer um plano articulado
educativo e curricular e nos e progressivo para o
projectos curriculares das turmas desenvolvimento das
(decorrente do ponto anterior). competências de informação.

 A BE propõe um modelo de
pesquisa de informação a ser
usado por toda a
escola/agrupamento.
Indicadores Factores críticos de sucesso Evidências Acções para a melhoria/ exemplos

 A BE estimula a inserção nas


áreas curriculares áreas de
projecto, estudo acompanhado/
apoio ao estudo e outras
actividades, do ensino e treino
contextualizado de competências
de informação.

 A BE produz e divulga, em
A.2.2. Promoção do ensino em colaboração com os docentes,
contexto de competências de guiões de pesquisa e outros
informação da escola/agrupamento. materiais de apoio ao trabalho de
exploração dos recursos de
informação pelos alunos.

 A equipa da BE participa, em
cooperação com os docentes, nas
actividades de ensino de
competências de informação com
turmas/grupos/alunos.

Bibliografia:

- O modelo de Auto-Avaliação da Biblioteca Escolar (RBE 2009);

- Texto do Guia da Sessão.

Maria Elisabete Pires

Novembro 2009