Você está na página 1de 66

PLANO ESTRATÉGICO DA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL - SECOM

2008 – 2010

Do pensamento a ação, da ação ao sucesso

Brasília – DF maio de 2008

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

Colegas que integram e compõem a Comunicação Social da Câmara:

Chegamos ao fim de uma importantíssima etapa na história da Secretaria de Comunicação Social. Concluímos a primeira etapa do nosso Planejamento Estratégico: a geração do Mapa Estratégico e de seus indicadores, que hoje estão sendo apresentados ao conjunto dos servidores da Secom.

Em muitas oportunidades, a Secom discutiu seus anseios, suas necessidades, suas pretensões e seus

princípios. Só que, apesar de todos os esforços, nada parecia resultar num processo objetivo. Agora, com

o Planejamento Estratégico concluído, vocês poderão constatar que esse instrumento traz expressas todas aquelas discussões e tudo aquilo que desejávamos, de uma forma sistemática e objetiva.

Há na Secom, assim como em toda a Casa, uma demanda real por um processo de planejamento estratégico que seja acompanhado de uma gestão estratégica eficaz e que desemboque numa prestação de contas periódica. Para isso, o BSC foi escolhido como ferramenta de comprovada eficiência, cuja especialidade é associar ao planejamento um processo efetivo de gestão estratégica. Essa metodologia foi adotada pela Câmara dos Deputados desde 2004 e vem sendo aplicada na Secom há quase um ano.

O Balanced Scorecard faz exatamente o que estamos querendo: integra pensamento estratégico e

a busca por resultados. Isto é: o BSC “traduz a missão e a visão num conjunto integrado de objetivos e medidas de desempenho, que podem ser quantificados e avaliados”.

Agora, cabe a nós darmos curso a essas expectativas, metas, indicadores e projetos. E quanto a isso, conhecendo a equipe que somos, não tenho dúvidas: faremos o melhor!

Abraços,

William França

Secretário de Comunicação Social

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

I – INTRODUÇÃO

9

II

– BSC NA SECOM

10

1.MAPA ESTRATÉGICO

10

2.OBJETIVOS ESTRATÉGICOS

10

3.INDICADORES, METAS E PROJETOS

11

4.OS PRÓXIMOS PASSOS

11

III – MAPA ESTRATÉGICO

12

IV – QUADRO SINTÉTICO DOS OBJETIVOS E INDICADORES

14

V

– OBJETIVOS ESTRATÉGICOS E SEUS INDICADORES

22

5.1 PERSPECTIVA PAPEL INSTITUCIONAL

22/23

 

5.1.1 Ser referência em Comunicação Pública

22/23

5.1.2 Contribuir para o desenvolvimento da cidadania

24/25

5.1.3 Contribuir para o fortalecimento institucional da Câmara dos Deputados

26/27

5.2 PERSPECTIVA PÚBLICO-ALVO

28/29

 

5.2.1 Massificar a comunicação com o cidadão

28/29

5.2.2 Ampliar a visibilidade do trabalho dos Deputados

30/31

5.2.3 Aperfeiçoar a interação com os servidores e o atendimento às áreas da Câmara

32/33

5.2.4 Aperfeiçoar a comunicação com a sociedade civil organizada e com a imprensa

34/35

5.3 PERSPECTIVA PROCESSOS INTERNOS

36/37

 

5.3.1 Gerar informações em linguagem adequada, de forma isenta, apartidária e confiável

36/37

5.3.2 Intensificar a comunicação dos trabalhos e resultados positivos da Câmara sem

prejuízo à cobertura jornalística

38/39

 

5.3.3 Ampliar e aperfeiçoar canais de distribuição e de interatividade

40/41

5.3.4 Desenvolver mecanismos formais de funcionamento e processos de

planejamento e gestão

42/43

 

5.3.5 Identificar as necessidades atuais e futuras do público-alvo

44/45

5.3.6 Fortalecer a comunicação e o relacionamento entre as áreas da Secom e desta

com as demais áreas da Câmara

46/47

 

5.3.7 Aperfeiçoar a interação e o relacionamento institucional da Secom com o Deputado

48/49

5.3.8 Prospectar tendências tecnológicas e implantar práticas inovadoras

50/51

5.4 PERSPECTIVA PESSOAS E TECNOLOGIA

52/53

 

5.4.1 Promover e estimular o desenvolvimento das competências internas

52/53

5.4.2 Promover o reconhecimento e a valorização dos servidores com base em

critérios técnicos

 

54/55

 

5.4.3 Desenvolver ambiente de trabalho favorável à cooperação e à atuação integrada

56/57

5.4.4 Obter a atualização dos sistemas de informação e comunicação, com ênfase

em

soluções tecnológicas integradas

58/59

VI – PROJETOS ESTRATÉGICOS

60

 

6.1 Gestão de pessoal

60

6.2 Promoção das competências

60

6.3 Convergência de mídias

60

6.4 Normatização e sistematização dos processos de trabalho da Secom

60

6.5 Adequação do espaço físico

60

6.6 Atualização dos recursos de TI

60

6.7 Implantação do Datacâmara

60

6.8 Visibilidade parlamentar

60

6.9 Modernização da Agência Câmara

61

6.10 Agência de Comunicação Institucional

61

6.11 Cooperativa de Comunicação Pública

61

6.12 Novo Jornal da Câmara

61

6.13 Rádio

Digital

61

6.14 Expansão da TV Câmara Digital em todas as capitais

61

6.15 Plenarinho – Novos caminhos

62

VII – GLOSSÁRIO

 

63

VIII

– CRÉDITOS

64

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

A Secom: criação e iniciativas de planejamento estratégico

A Secretaria de Comunicação Social (Secom) foi

criada em 1998 (Ato da Mesa 96, de 19/06/1998) em substituição à Assessoria de Divulgação e Relações Públicas (Adirp). À época, a justificativa para a criação da Secom foi a necessidade de adequação da nomenclatura adotada na década de 70, julgada inadequada e “de difícil compreensão pelos públicos interno e externo e por todos aqueles que trabalham com a comunicação social no país”.

Desde então, os trabalhos desenvolvidos pela Secom vêm crescendo de forma exponencial. Em 1998 foram criadas a TV Câmara e a Rádio Câmara e, em 2000, a Agência Câmara. Estes veículos somaram-se ao Jornal da Câmara e às demais coordenações responsáveis pelo trabalho de comunicação institucional. Os atos de criação dos diversos órgãos que compõem a Secom, no entanto, restringem-se aos aspectos administrativos, não contemplando, portanto, as diretrizes a serem implementadas.

A partir de 2003, a Secom deu início a um processo

de reflexão interna envolvendo o conjunto dos

seus servidores. Foram realizados três seminários que resultaram na edição, em 2004, do Manual de Redação da Secom, onde estão definidos critérios editoriais para os seus veículos de comunicação (TV, Rádio, Jornal e Agência Câmara).

Em 2006, após um processo de reflexão estratégica desenvolvido pelos servidores da Secom, foi aprovado um novo documento em que se afirmavam sua missão, negócio e diretrizes de gestão.

Dentro de uma visão mais ampla, incluíam-se aí, além das normas e procedimentos voltados para

a área de jornalismo, os aspectos da comunicação

institucional que envolvem setores como assessoria de imprensa institucional, publicidade e propaganda.

O documento, cujo texto se encontra na Comunidade Virtual da Secom, refletiu o processo de amadurecimento da Secretaria de Comunicação

Social na compreensão de seu papel social, missão

e negócio.

Câmara dos Deputados |Secom

BSC na Secom

No ano de 2007, teve início na Câmara dos Deputados o processo de planejamento estratégico

da instituição. A Secom foi o segundo órgão da Casa

a iniciar seu planejamento, dentro da metodologia

do BSC - Balanced Scorecard, adotada como padrão pela Casa.

A etapa inicial foi uma ampla consulta a líderes

e formadores de opinião da Secom e de outros

setores da Câmara, além de alguns parlamentares. Cerca de 60 entrevistas foram realizadas e tabuladas. Elas revelaram como nós da Secom nos vemos e como somos vistos pelas demais áreas da Casa; como estamos hoje e como gostaríamos de estar no futuro.

Do trabalho participou ativamente uma equipe

de desenvolvedores, com representantes de todas as áreas da Secom. Os diretores foram freqüentemente chamados a expressar os pontos

de vistas de suas áreas e a validar os resultados compilados pela equipe de desenvolvimento. Todo

o trabalho foi apoiado pela Assessoria de Projetos Especiais (Aproj) da Diretoria-Geral e por um consultor externo.

A montagem do mapa com os objetivos

estratégicos concluiu-se em final de outubro; em dezembro foram validados os indicadores. No início de março, foram definidos os projetos estratégicos da Comunicação Social e associadas algumas metas aos indicadores, para os próximos anos. Em seguida, foi construída a matriz de impacto dos projetos em relação aos objetivos.

Uma rodada de entrevistas com os colegas indicados como especialistas para cada um dos indicadores acaba de ser fechada. Eles serão

os responsáveis por coordenar a aferição do comportamento dos indicadores no período definido

para a medição de cada um deles, e farão a análise desse comportamento, propondo diagnósticos

e soluções quando isso se fizer necessário. Os

líderes (o Secretário de Comunicação Social, os

Coordenadores e os Diretores) tomarão as medidas apropriadas para que as metas sejam cumpridas e

os objetivos sejam atingidos.

1

– MAPA ESTRATÉGICO

O

mapa estratégico da Secom apresenta os

grandes desafios para o horizonte 2008-2010, contendo a representação, em uma única folha

de papel, dos objetivos estratégicos da Secretaria.

Sendo assim, funciona como um instrumento de

comunicação de sua estratégia. Cada objetivo listado

no Mapa mostrado a seguir apresenta-se como uma

frase curta e de fácil entendimento. Cada objetivo estratégico possui um descritor mais elaborado,

o qual pode ser consultado a seguir, no quadro

Síntese dos Objetivos e Indicadores. Sob a forma

de diagrama, o mapa apresenta ainda a relação de

causa e efeito entre os objetivos estratégicos.

2 – OBJETIVOS ESTRATÉGICOS

Ao todo, foram formulados dezenove objetivos

estratégicos, distribuídos entre as quatro perspectivas do BSC.

Como grandes objetivos finalísticos (perspectiva

Papel Institucional), a Secom almeja ser reconhecida como referência em comunicação pública, e contribuir para o exercício da cidadania e para

o fortalecimento institucional da Câmara dos

Deputados. Para tanto, foram definidos objetivos para o nosso público-alvo; objetivos relacionados aos

nossos processos internos e – na base de toda essa pirâmide – objetivos relacionados à tecnologia e às pessoas da Secom, suas necessidades e aspirações.

A lógica de causa e efeito subjacente a essa arquitetura é lida de baixo para cima no mapa:

com pessoas qualificadas e satisfeitas, ambiente de trabalho e tecnologia adequados, poderemos ter processos internos mais integrados e eficientes e sermos mais capazes de conhecer e atender às necessidades do nosso público-alvo. E dessa forma cumpriremos melhor nossa missão institucional.

3 – INDICADORES, METAS e PROJETOS

Objetivos não passam de boas intenções se não houver esforços sistemáticos e integrados para atingi-los, e um permanente monitoramento dos avanços realizados. Para isso, o planejamento estratégico explicita indicadores, metas e iniciativas estratégicas (projetos e programas):

OBJETIVOS - Definem o que a organização quer atingir em cada uma das perspectivas da sua estratégia

INDICADORES - Sinalizam o desempenho da organização em cada um dos objetivos

METAS - Determinam o nível de perfomance esperado em cada indicador

PROJETOS ESTRATÉGICOS - Ações ou intervenções necessárias para o alcance do desempenho esperado, ou metas.

4 – OS PRÓXIMOS PASSOS

Os próximos passos da Secom são:

• “rodar” os projetos estratégicos (elaborar, definir responsáveis e equipes, iniciar a execução)

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

• iniciar a aferição dos indicadores e refinar as metas associadas a cada um deles

• estruturar

as Reuniões de Análise

e

iniciar

Estratégica (RAE)

Embora muitas idéias novas e sugestões de aperfeiçoamento certamente surjam ao iniciar-se a

aplicação da estratégia, a boa metodologia aconselha

a “congelá-la” durante o primeiro ano. Focar na

execução, não ficar refinando o planejamento. Buscar o alinhamento, priorizando o que for estratégico e deixando em segundo plano o que não contribui para o atingimento das metas.

Pé na estrada!

O mapa estratégico nos mostra o caminho, os projetos descrevem os nossos esforços, os indicadores nos dirão o quanto avançamos. Mas os

viajantes somos nós, e um belo mapa na parede, por

si só, não nos levará a lugar nenhum.

Tudo isso só acontecerá de fato, com os resultados que almejamos, se toda a Secom, no dia-a-dia, estiver comprometida com a missão, os valores e os objetivos que o planejamento estratégico procurou sistematizar.

Câmara dos Deputados |Secom

Câmara dos Deputados |Secom 12

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010 13

Câmara dos Deputados |Secom

Perspectiva IV - SíNTESE DOS OBJETIVOS E INDICADORES Papel Institucional
Perspectiva
IV - SíNTESE DOS
OBJETIVOS E INDICADORES
Papel Institucional
- SíNTESE DOS OBJETIVOS E INDICADORES Papel Institucional Público-Alvo Objetivo Estratégico Ser referência em

Público-Alvo

Objetivo Estratégico

Ser referência em Comunicação Pública

Contribuir para o desenvolvimento da cidadania

Contribuir para o fortalecimento institucional da Câmara

Massificar a comunicação com o cidadão

Ampliar a visibilidade do trabalho dos Deputados

Aperfeiçoar a interação com os servidores e o atendimento às áreas da Câmara

Aperfeiçoar a comunicação com a sociedade civil organizada e com a imprensa

Descrição do Objetivo

Ser reconhecida entre as entidades congêneres como exemplo de profissionalismo e de credibilidade da informação

Estimular o cidadão a acompanhar o trabalho de seus representantes e manter canais de comunicação que favoreçam a participação popular

Tornar compreensível o papel da CD no sistema político brasileiro aos diversos segmentos da população

Ampliar o número de pessoas atingidas pelas ações de comunicação da Secom

Fazer com que o trabalho dos parlamentares seja mais percebido pela sociedade

Divulgar o trabalho da Secom junto aos servidores da CD e atender às suas necessidades de comunicação; prestar atendimento satisfatório e tempestivo às demandas das áreas da Câmara

Aperfeiçoar a comunicação da Câmara dos Deputados com a sociedade civil organizada e a imprensa

Nome do Indicador

Imagem da Secom

Produção em Comunicação Pública

Promoção da cidadania

Percepção sobre

o Legislativo

Acessos aos canais de comunicação

Visibilidade parlamentar

Índice de satisfação

Produtos e serviços disponibilizados

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

Fórmula de Cálculo

Resultado de Pesquisa de imagem junto aos profissionais e entidades de comunicação

Somatório de artigos científicos, teses, palestras realizadas pelos colaboradores da Secom sobre o tema comunicação pública no ano

nº de pessoas que acompanharam o trabalho dos Parlamentares por meio dos produtos e serviços da Secom

Percentual de entrevistados com conhecimento satisfatório sobre a Câmara, seu funcionamento e sua importância

Somatório do nº de acessos à Central de Comunicação Interativa, à Assessoria de Imprensa, ao Plenarinho e à Agência, ao Fale Conosco dos veículos; nº de participantes nos programas interativos e nível de audiência

Somatório de inserções e campanhas mostrando o trabalho dos Deputados nos meios de comunicação

Resultado médio da pesquisa de satisfação junto ao cliente

Somatório dos acessos ao banco de imagens e ao site da Agência (boletim, feed) por parte de veículos cadastrados; Materiais fornecidos pela Assessoria de Imprensa, Agência Câmara, SEFOT, TV Câmara e pela Rádio Câmara a outros veículos ou a entidades da sociedade civil e imprensa

Responsável pelo Indicador

Rejane

Rejane

Cláudio Lobo

Rejane

Maria Raquel

Cláudio Lobo

Ana Guerra

Patrícia Isabel

Câmara dos Deputados |Secom

Perspectiva

Processos Internos

Processos Internos

Objetivo Estratégico

Gerar informações em linguagem adequada, de forma isenta, apartidária e confiável

Intensificar a comunicação dos trabalhos e resultados positivos da Câmara sem prejuízo à cobertura jornalística

Ampliar e aperfeiçoar canais de distribuição e de interatividade

Desenvolver mecanismos formais de funcionamento e processos de planejamento e gestão

Identificar as necessidades atuais e futuras do público-alvo

Descrição do Objetivo

Oferecer, de forma isenta e apartidária, informações sobre as atividades da Instituição por meio de canais diversificados de comunicação, com linguagem apropriada a cada canal e a cada público

Utilizar os veículos de comunicação e as técnicas de relações públicas e de publicidade para, sem prejuízo da cobertura jornalística, dar visibilidade às atividades realizadas pela Câmara, no intuito de reafirmar seu papel Institucional.

Ampliar e aperfeiçoar os canais existentes de interatividade, criar novos canais que atendam a demandas do público-alvo e ampliem o alcance da comunicação

Buscar a formalização das atribuições e do funcionamento da Secom, bem como a melhoria dos processos de planejamento e gestão por meio da análise e melhoria contínua de processos e da otimização dos fluxos de trabalho

Desenvolver mecanismos de aferição periódicos voltados para os diversos públicos da Secom, de forma a diagnosticar as necessidades e as demandas do parlamentar, das diretorias da Câmara, da sociedade civil organizada, da imprensa e do cidadão.

Nome do Indicador

Produtos e serviços fora do padrão Secom

Materiais jornalísticos fora do padrão Secom

Inserções positivas

Canais de distribuição

Canais de interatividade

Parcerias

Macroprocessos

estruturados

Pesquisas junto ao público-alvo

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

Fórmula de Cálculo

Nº de produtos e serviços que estão fora dos critérios de adequação de linguagem, isenção, apartidarismo e confiabilidade da informação estabelecidos pela Secom

Nº de matérias e programas veiculados e que estão fora dos critérios de adequação da linguagem, isenção, apartidarismo e confiabilidade da informação estabelecidos pela Secom

nº de inserções publicitárias, releases, eventos e campanhas sobre a Instituição

Somatório de canais de distribuição existentes

Somatório de programas e serviços interativos existentes na Secom

nº parceiros da Secom

Somatório de Macroprocessos estruturados

Nº de pesquisas realizadas e analisadas

Responsável pelo Indicador

Flávio Elias

Joseana

Andréa Costa

Débora Achcar

Débora Achcar

Flávio Elias

Cinthia

Rejane

Câmara dos Deputados |Secom

Perspectiva

Processos Internos

Pessoas e Tecnologia

Objetivo Estratégico

Fortalecer a comunicação e o relacionamento entre as áreas da Secom e desta com as demais áreas da Câmara

Aperfeiçoar a interação e o relacionamento institucional da Secom com o Deputado

Prospectar tendências tecnológicas e implantar práticas inovadoras

Promover e estimular o desenvolvimento das competências internas

Promover o reconhecimento e a valorização dos servidores com base em critérios técnicos

Descrição do Objetivo

Promover, vertical e horizontalmente,

o intercâmbio de informações, a troca

de experiências, o compartilhamento de visões e a realização de ações conjuntas dentro da própria Secom

e desta com as demais áreas da

Casa, bem como ter acesso às decisões da alta administração

Aprimorar a interação e o relacionamento institucional com os

Deputados visando apresentar o trabalho

e as atribuições da Secom e formas de atender as demandas do Parlamentar

Identificar tendências tecnológicas

e implantar soluções inovadoras nos diversos setores da Secom

Promover e estimular o desenvolvimento das competências necessárias às atividades dos servidores da Secom

Assegurar que os processos internos de seleção e de lotação de pessoas ocorram considerando o perfil requerido e o melhor aproveitamento das competências dos servidores

Nome do Indicador

Projetos integrados entre as áreas da Secom

Projetos integrados entre a Secom e outras áreas da CD

Gabinetes e Comissões cobertos por ações institucionais da Secom

Atividades de prospecção

Projetos implementados resultantes de prospecção

Servidores treinados por ano

Seleção por competências

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

Fórmula de Cálculo

Nº de projetos integrados e desenvolvidos por mais de uma área da Secom

Nº de Projetos integrados entre a Secom e as áreas da CD

Apresenta o número de

gabinetes

envolvidos por ações

institucionais da Secom

Nº de relatórios resultantes de visitas técnicas e de participações em eventos relacionados a novas tendências na área de comunicação

Nº de projetos propostos implementados com base em atividades prospecção / Nº total de projetos implementados

Número de servidores que receberam um mínimo de 40h/anuais de capacitação nas competências estratégicas/ Nº total de servidores x 100

(Total de vagas preenchidas por meio de processos seletivos internos no exercício/ total de vagas preenchidas) x 100

Responsável pelo Indicador

Francy

Eliane

Francy Eliane Cinthia Fernando Fernando

Cinthia

Francy Eliane Cinthia Fernando Fernando

Fernando

Fernando

Renata Sabbat

Heloísa

Câmara dos Deputados |Secom

Perspectiva

Pessoas e Tecnologia

Objetivo Estratégico

Desenvolver ambiente de trabalho favorável à cooperação e à atuação integrada

Obter a atualização dos sistemas de informação e comunicação, com ênfase em soluções tecnológicas integradas.

Descrição do Objetivo

Aprimorar as relações interpessoais, as condições ambientais, as instalações e equipamentos de modo a promover a cooperação, a integração e a otimização dos resultados

Buscar atualização dos sistemas de informação e comunicação, com ênfase em soluções tecnológicas integradas para atender as necessidades de áreas específicas da Secretaria e dela como um todo

Nome do Indicador

Atendimento às demandas por infraestrutura

Satisfação com o ambiente de trabalho

Atendimento às demandas por sistemas de informação e comunicação

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

Fórmula de Cálculo

Nº de expedientes com solicitação de infra-estrutura atendidos dentro do prazo instruído / Nº total de expedientes com solicitações de infra-estrutura x 100

Nº de servidores satisfeitos com

o ambiente de trabalho/Nº total de servidores da Secom x 100

(Nº de expedientes com solicitação de sistemas de informação e comunicação da Secom atendidos dentro do prazo

instruído / Nº total de expedientes com solicitações de sistemas de informação

e comunicação da Secom) x 100

Responsável pelo Indicador

Cláudio Araújo

Renata Sabbat

Maria Raquel

Câmara dos Deputados |Secom

Câmara dos Deputados |Secom 22

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

.1.1 - Ser referência em Comunicação Pública

Ser reconhecida entre as entidades congêneres como exemplo de profissionalismo e de credibilidade da informação.

Nome dos

Imagem da Secom

Produção em Comunicação Pública

Indicadores

Descrição do

Imagem da Secom junto aos profissionais e entidades de comunicação

Apresenta o total de artigos científicos, teses, palestras realizadas pelos colaboradores da Secom sobre o tema comunicação pública

Indicador

Responsável / Apoio

Rejane

Rejane

Fonte dos Dados

DataCâmara e Assessoria de Imprensa

Servidores da Secom

Periodicidade da Coleta / Acompanhamento

Anual

Anual

Data da

10º dia útil após a conclusão do período

10º dia útil após a conclusão do período

Disponibilização

Fórmula de Cálculo

Resultado de Pesquisa de imagem junto aos profissionais e entidades de comunicação

Somatório de artigos científicos, teses, palestras realizadas pelos colaboradores da Secom sobre o tema comunicação pública no ano

Unidade de Medida

%

 

2008

0%

1

Metas (%)

200

%

20

2010

80%

2

Câmara dos Deputados |Secom

Câmara dos Deputados |Secom 24

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

.1.2 – Contribuir para o desenvolvimento da cidadania

Estimular o cidadão a acompanhar o trabalho de seus representantes e manter canais de comunicação que favoreçam a participação popular.

Nome do Indicador

Promoção da cidadania

Descrição do Indicador

Avaliar o grau de promoção da cidania realizado pela Câmara dos Deputados

Responsável / Apoio

Cláudio Lobo

Fonte dos Dados

Veículos de comunicação

Periodicidade da Coleta / Acompanhamento

Trimestral

Data da Disponibilização

10º dia útil após a conclusão do período

Fórmula de Cálculo

Número de pessoas que acompanharam o trabalho dos Parlamentares por meio dos produtos e serviços da Secom

Unidade de Medida

%

 

2008

%

Metas (%)

200

10%

2010

1%

Câmara dos Deputados |Secom

Câmara dos Deputados |Secom 26

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

.1.3 – Contribuir para o fortalecimento institucional da Câmara dos Deputados

Tornar compreensível o papel da CD no sistema político brasileiro aos diversos segmentos da população.

Nome do Indicador

Percepção sobre o Legislativo

Descrição do Indicador

Avalia o grau de compreensão da sociedade sobre a importância e funcionamento da instituição Câmara dos Deputados

Responsável / Apoio

Rejane

Fonte dos Dados

Veículos de comunicação

Periodicidade da Coleta / Acompanhamento

Bianual

Data da Disponibilização

10º dia útil após a conclusão da pesquisa

Fórmula de Cálculo

Percentual de entrevistados com conhecimento satisfatório sobre a Câmara, seu funcionamento e sua importância

Unidade de Medida

%

 

2008

2%

Metas (%)

200

3%

2010

%

Câmara dos Deputados |Secom

Câmara dos Deputados |Secom 28

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

.2.1 – Massificar a comunicação com o cidadão

Ampliar o número de pessoas atingidas pelas ações de comunicação da Secom.

Nome do Indicador

Acessos aos Canais de Comunicação

Descrição do Indicador

Apresenta o total de acessos nos canais de comunicação mantidos pela Secom

Responsável / Apoio

Maria Raquel

Fonte dos Dados

Canais de Comunicação

Periodicidade da Coleta / Acompanhamento

Semestral

Data da Disponibilização

10º dia útil após o término do período

Fórmula de Cálculo

Somatório do número de acessos à Central de Comunicação Interativa, à Assessoria de Imprensa, ao Plenarinho e à Agência, ao Fale Conosco dos veículos; número de participantes nos programas interativos e nível de audiência

Unidade de Medida

%

 

2008

10%

Metas (%)

200

1%

2010

2%

Câmara dos Deputados |Secom

Câmara dos Deputados |Secom 30

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

.2.2 – Ampliar a visibilidade do trabalho dos Deputados

Apresenta o total de inserções e campanhas mostrando os trabalhos dos Deputados nos meios de comunicação da Secom.

Nome do Indicador

 

Visibilidade Parlamentar

 

Descrição do Indicador

Apresenta

o

total

de

inserções

de

deputados

nos

meios

de

comunicação

 

Responsável / Apoio

Cláudio Lobo

 

Fonte dos Dados

Canais de Comunicação

 

Periodicidade da Coleta / Acompanhamento

Semestral

Data da Disponibilização

10º dia útil após o término do período

 

Fórmula de Cálculo

Somatório de inserções de deputados nos meios de comunicação

 

Unidade de Medida

 

%

 

2008

 

40%

Metas (%)

200

 

4%

2010

 

%

Câmara dos Deputados |Secom

Câmara dos Deputados |Secom 32

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

.2.3 – Aperfeiçoar a interação com os servidores e o atendimento às áreas da Câmara

Divulgar o trabalho da Secom junto aos servidores da CD e atender às suas necessidades de comunicação; prestar atendimento satisfatório e tempestivo às demandas das áreas da Câmara.

Nome do Indicador

Índice de Satisfação

Descrição do Indicador

Satisfação das áreas da Casa em relação a parcerias internas e aos serviços de apoio prestados em eventos e campanhas de divulgação

Responsável / Apoio

Ana Guerra

Fonte dos Dados

E-mail padrão, questionários de avaliação noformulário dos processos

Periodicidade da Coleta / Acompanhamento

Semestral

Data da Disponibilização

10º dia útil após o término do período

Fórmula de Cálculo

Resultado da pesquisa de satisfação junto ao cliente

Unidade de Medida

%

 

2008

0%

Metas (%)

200

%

2010

80%

Câmara dos Deputados |Secom

Câmara dos Deputados |Secom 34

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

.2.4 – Aperfeiçoar a comunicação com a sociedade civil organizada e com a imprensa

Aperfeiçoar a comunicação da Câmara dos Deputados com a sociedade civil organizada e a imprensa.

Nome do Indicador

Produtos e Serviços Disponibilizados

Descrição do Indicador

Apresenta o somatório de produtos e serviços da Secom disponibilizados para entidades da sociedade civil e para a imprensa

Responsável / Apoio

Patrícia Isabel

Fonte dos Dados

Agência, Banco de Imagens, Rádio e TV Câmara

Periodicidade da Coleta / Acompanhamento

Trimestral

Data da Disponibilização

10º dia útil após o término do período

Fórmula de Cálculo

Somatório dos acessos ao banco de imagens e ao site da Agência (boletim, feed) por parte de veículos cadastrados; Materiais fornecidos pela Assessoria de Imprensa, Agência Câmara, TV Câmara e pela Rádio Câmara a outros veículos ou a entidades da sociedade civil e imprensa

Unidade de Medida

%

 

2008

%

Metas (%)

200

12%

2010

1%

Câmara dos Deputados |Secom

Câmara dos Deputados |Secom 36

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

.3.1 – Gerar informações em linguagem adequada, de forma isenta, apartidária e confiável

Oferecer, de forma isenta e apartidária, informações sobre as atividades da Instituição por meio de canais diversificados de comunicação, com linguagem apropriada a cada canal e a cada público.

Nome do Indicador

Produtos e serviços fora do padrão Secom

Descrição do Indicador

Mede o número de produtos e serviços que estão fora dos critérios de adequação de linguagem, isenção, apartidarismo e confiabilidade da informação estabelecidos pela Secom

Responsável / Apoio

Flávio Elias

Fonte dos Dados

Comitê Gestor de Comunicação Institucional

Periodicidade da Coleta / Acompanhamento

Trimestral

Data da Disponibilização

10º dia útil após o término do período

Fórmula de Cálculo

Número de produtos e serviços que estão fora dos critérios de adequação de linguagem, isenção, apartidarismo e confiabilidade da informação estabelecidos pela Secom

Unidade de Medida

%

 

2008

11%

Metas (%)

200

10%

2010

%

Nome do Indicador

Materiais jornalísticos fora do padrão Secom

Descrição do Indicador

Mede o número de matérias e programas veiculados e que estão

fora dos critérios de adequação da linguagem, isenção, apartidarismo e confiabilidade da informação estabelecidos pela Secom

 

Responsável / Apoio

     

Joseana

Fonte dos Dados

Conselho Editorial de cada veículo

Periodicidade da Coleta / Acompanhamento

Trimestral

Data da Disponibilização

10º dia útil após o término do período

Fórmula de Cálculo

Número de matérias e programas veiculados e que estão fora dos critérios de adequação da linguagem, isenção, apartidarismo e confiabilidade da informação estabelecidos pela Secom

Unidade de Medida

%

 

2008

11%

Metas (%)

200

10%

2010

%

Câmara dos Deputados |Secom

Câmara dos Deputados |Secom 38

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

.3.2 – Intensificar a comunicação dos trabalhos e resultados positivos da Câmara sem prejuízo à cobertura jornalística

Utilizar os veículos de comunicação e as técnicas de relações públicas e de publicidade para, sem prejuízo da cobertura jornalística, dar visibilidade às atividades realizadas pela Câmara dos Deputados, no intuito de reafirmar seu papel institucional.

Nome do Indicador

Inserções positivas

 

Descrição do Indicador

Mede o número de inserções publicitárias, releases e campanhas sobre a Instituição

Responsável / Apoio

Andréa Costa

Fonte dos Dados

Publicidade Institucional, Assessoria de Imprensa e Comunicação Institucional

Periodicidade da Coleta / Acompanhamento

Trimestral

Data da Disponibilização

10º dia útil após o término do período

Fórmula de Cálculo

Número de inserções publicitárias, releases e campanhas sobre a Instituição

Unidade de Medida

%

 

2008

11%

Metas (%)

200

10%

2010

%

Câmara dos Deputados |Secom

Câmara dos Deputados |Secom 40

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

.3.3 – Ampliar e aperfeiçoar canais de distribuição e de interatividade

Ampliar e aperfeiçoar os canais existentes de interatividade, criar novos canais que atendam a demandas do público-alvo e ampliem o alcance da comunicação.

Nome do Indicador

Canais de distribuição

Descrição do Indicador

Apresenta o total de canais de distribuição (veículos, convênios) da Secom

   
 

Responsável / Apoio

Déborah Achcar

Fonte dos Dados

Todos os veículos e Gabinete

Periodicidade da Coleta / Acompanhamento

Semestral

Data da Disponibilização

10º dia útil após o término do período

Fórmula de Cálculo

Somatório de canais de distribuição existentes

Unidade de Medida

%

 

2008

6%

Metas (%)

200

8%

2010

10%

Nome do Indicador

Canais de interatividade

Descrição do Indicador

Apresenta o total de programas e serviços interativos existentes na Secom

   
 

Responsável / Apoio

Déborah Achcar

Fonte dos Dados

Veículos e assessores de imprensa

Periodicidade da Coleta / Acompanhamento

Semestral

Data da Disponibilização

10º dia útil após o término do período

Fórmula de Cálculo

Somatório de programas e serviços interativos existentes na Secom

Unidade de Medida

%

 

2008

10%

Metas (%)

200

20%

2010

30%

Nome do Indicador

Parcerias

Descrição do Indicador

Representa o somatório dos parceiros das diversas áreas da Secom

   
 

Responsável / Apoio

Flávio Elias

Fonte dos Dados

Veículos e Comunicação Institucional

Periodicidade da Coleta / Acompanhamento

Semestral

Data da Disponibilização

10º dia útil após o término do período

Fórmula de Cálculo

Número de parceiros da Secom

Unidade de Medida

%

 

2008

1%

Metas (%)

200

20%

2010

2%

Câmara dos Deputados |Secom

Câmara dos Deputados |Secom 42

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

.3.4 – Desenvolver mecanismos formais de funcionamento e processos de planejamento e gestão

Buscar a formalização das atribuições e do funcionamento da Secom, bem com a melhoria dos processos de planejamento e gestão por meio da análise e melhoria contínua de processos e da otimização dos fluxos de trabalho.

Nome do Indicador

Macroprocessos estruturados

 

Descrição do Indicador

Representa o número de macroprocessos da

Secom estruturados,

com fluxograma, atribuições definidas e formalmente validadas

Responsável / Apoio

Cínthia

Fonte dos Dados

GT de normatização

Periodicidade da Coleta / Acompanhamento

Anual

Data da Disponibilização

10º dia útil após o término do período

Fórmula de Cálculo

Somatório de macroprocessos estruturados

Unidade de Medida

%

 

2008

20%

Metas (%)

200

0%

2010

0%

Câmara dos Deputados |Secom

Câmara dos Deputados |Secom 44

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

.3. – Identificar as necessidades atuais e futuras do público-alvo

Desenvolver mecanismos de aferição periódica voltados para os diversos públicos da Secom, de forma a a diagnosticar as necessidades e as demandas do parlamentar, das diretorias da Câmara, da sociedade civil organizada, da imprensa e do cidadão.

Nome do Indicador

Pesquisas junto ao público-alvo

 

Descrição do Indicador

Pesquisas realizadas pela Câmara ou por outras instituições, analisadas pela Secom visando identificar as necessidades do público-alvo

Responsável / Apoio

Rejane

Fonte dos Dados

DataCâmara, áreas da Secom e instituições externas

 

Periodicidade da Coleta / Acompanhamento

Anual

Data da Disponibilização

10º dia útil após o término do período

Fórmula de Cálculo

Número de pesquisas realizadas e analisadas

Unidade de Medida

Número

 

2008

4

Metas (%)

200

6

2010

8

Câmara dos Deputados |Secom

Câmara dos Deputados |Secom 46

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

.3.6 – Fortalecer a comunicação e o relacionamento entre as áreas da Secom e desta com as demais áreas da Câmara

Promover, vertical e horizontalmente, o intercâmbio de informações, a troca de experiências, o compartilhamento de visões e a realização de ações conjuntas dentro da própria Secom e desta com as demais áreas da Casa, bem como ter acesso às decisões da alta administração.

Nome dos

Projetos integrados entre as áreas da Secom

Projetos integrados entre a Secom e outras áreas da Câmara dos Deputados

Indicadores

Descrição do

Número de projetos integrados

Número de projetos

Indicador

e

desenvolvidos por mais de uma área da Secom

integrados entre a Secom

e

demais áreas da CD

Responsável / Apoio

 

Francy

 

Eliane

Fonte dos Dados

Comunicação Institucional, Coordenação de Jornalismo, GT de convergência de mídia

Áreas Administrativas da Secom

Periodicidade da Coleta / Acompanhamento

 

Semestral

 

Semestral

Data da

 

10º dia útil após o término do período

 

10º dia útil após o término do período

Disponibilização

 

Número de projetos integrados

Número de projetos

Fórmula de Cálculo

e

desenvolvidos por mais de uma área da Secom

integrados entre a Secom

e

demais áreas da CD

Unidade de Medida

 

%

 

%

 

2008

 

1%

 

10%

Metas (%)

200

 

2%

 

13%

2010

 

3%

 

16%

Câmara dos Deputados |Secom

Câmara dos Deputados |Secom 48

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

.3. – Aperfeiçoar a interação e o relacionamento institucional da Secom com o Deputado

Aprimorar a interação e o relacionamento institucional com os Deputados visando apresentar o trabalho e as atribuições da Secom e formas de atender as demandas do Parlamentar.

Nome do Indicador

Gabinetes e Comissões cobertos por ações institucionais da Secom

Descrição do Indicador

Apresenta o número de gabinetes envolvidos por ações institucionais da Secom

Responsável / Apoio

Cínthia

Fonte dos Dados

Comunicação Institucional

Periodicidade da Coleta / Acompanhamento

Trimestral

Data da Disponibilização

10º dia útil após o término do período

Fórmula de Cálculo

Apresenta o número de gabinetes envolvidos por ações institucionais da Secom

Unidade de Medida

%

 

2008

0%

Metas (%)

200

80%

2010

0%

Câmara dos Deputados |Secom

Câmara dos Deputados |Secom 0

0

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

.3.8 – Prospectar tendências tecnológicas e implantar práticas inovadoras

Identificar tendências tecnológicas e implantar soluções inovadoras nos diversos setores da Secom.

Nome dos

Atividades de prospecção

Projetos implementados resultantes de prospecção

Indicadores

 

Indica, por meio de relatórios,

Apresenta o número de projetos implementados com base na

Descrição do

o resultado de visitas técnicas

Indicador

e

de participações em eventos

prospecção sobre o número total de projetos implementados

relacionados a novas tendências na área de comunicação

Responsável / Apoio

 

Fernando

Fernando

Fonte dos Dados

 

Gabinete

Gabinete

Periodicidade

 

da Coleta / Acompanhamento

 

Semestral

Semestral

Data da

 

10º dia útil após o término do período

10º dia útil após o término do período

Disponibilização

   

Número de relatórios

(Número de projetos propostos implementados com base

Fórmula de Cálculo

resultantes de visitas técnicas

e

de participações em eventos

em atividades de prospecção / número total de projetos implementados) x 100

relacionados a novas tendências na área de comunicação

Unidade de Medida

 

%

%

 

2008

 

X%

X%

Metas (%)

200

 

10%

13%

2010

 

20%

16%

1

Câmara dos Deputados |Secom

Câmara dos Deputados |Secom 2

2

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

.4.1 – Promover e estimular o desenvolvimento das competências internas

Promover e estimular o desenvolvimento das competências necessárias às atividades dos servidores da Secom.

Nome do Indicador

Servidores treinados por ano

Descrição do Indicador

Número de servidores que receberam um mínimo de 40h/ano de capacitação nas competências estratégicas

Responsável / Apoio

Renata Sabbat

Fonte dos Dados

CEFOR, Serad

Periodicidade da Coleta / Acompanhamento

Semestral

Data da Disponibilização

10º dia útil após o término do período

Fórmula de Cálculo

(Número de servidores que receberam um mínimo de 40h/ano de capacitação nas competências estratégicas /número total de servidores) x 100

Unidade de Medida

%

 

2008

0%

Metas (%)

200

80%

2010

0%

3

Câmara dos Deputados |Secom

Câmara dos Deputados |Secom 4

4

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

.4.2 – Promover o reconhecimento e a valorização dos servidores com base em critérios técnicos

Assegurar que os processos internos de seleção e de lotação de pessoas ocorram considerando o perfil requerido e o melhor aproveitamento das competências dos servidores

Nome do Indicador

Seleção por competências

Descrição do Indicador

Verifica o percentual de funções comissionadas (FC5, 6 e 7) preenchidas por meio de processos seletivos internos, realizados com base no atendimento do perfil requerido e das competências apresentadas pelos servidores, em relação ao total de vagas preenchidas

Responsável / Apoio

Heloísa

Fonte dos Dados

Gabinete

Periodicidade da Coleta / Acompanhamento

Semestral

Data da Disponibilização

10º dia útil após o término do período

Fórmula de Cálculo

(Total de vagas preenchidas por meio de processos seletivos internos no exercício / total de vagas preenchidas) x 100

Unidade de Medida

%

 

2008

30%

Metas (%)

200

3%

2010

40%

Câmara dos Deputados |Secom

Câmara dos Deputados |Secom 6

6

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

.4.3 – Desenvolver ambiente de trabalho favorável à cooperação e à atuação integrada

Aprimorar as relações interpessoasis, as condições ambientais, as instalações e equipamentos de modo a promover a cooperação, a integração e a otimização dos resultados

Nome dos

Atendimento às demandas por infra-esturutra

Satisfação com o ambiente de trabalho

Indicadores

 

Representa o percentual de solicitações por infra-estrutura (mobiliário, instalações, espaço físico, hardware, suprimentos) atendidas pelas áreas da Câmara no prazo acordado

Indica o percentual de servidores

Descrição do

Indicador

da Secom satisfeitos com seu ambiente de trabalho

Responsável / Apoio

Cláudio Araújo

Renata Sabbat

Fonte dos Dados

Áreas da Secom

DataCâmara / DRH

Periodicidade da Coleta / Acompanhamento

Semestral

Anual

Data da

10º dia útil após o término do período

10º dia útil após o término do período

Disponibilização

Fórmula de Cálculo

(Número de expedientes com solicitação de infra-estrutura atendidos dentro do prazo instruído / número total de expedientes com solicitações de infra-estrutura) x 100

(Número de servidores da Secom satisfeitos com o ambiente de trabalho / Número total de servidores da Secom) x 100

Unidade de Medida

%

%

 

2008

30%

60%

Metas (%)

200

3%

0%

2010

40%

%

Câmara dos Deputados |Secom

Câmara dos Deputados |Secom 8

8

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

.4.4 – Obter a atualização dos sistemas de informação e comunicação, com ênfase em soluções tenológicas integradas

Buscar atualização dos sistemas de informação e comunicação, com ênfase em soluções tecnológicas integradas para atender as necessidades de áreas específicas da Secretaria e dela como um todo.

 

Atendimento às demandas por sistemas de informação e comunicação

 

Nome do Indicador

Descrição do Indicador

Apresenta a relação de solicitações atendidas dentro do prazo instruído sobre o total de demandas por sistemas de informação e comunicação no período

Responsável / Apoio

Maria Raquel

Fonte dos Dados

Áreas da Secom

Periodicidade da Coleta / Acompanhamento

Semestral

Data da Disponibilização

10º dia útil após o término do período

Fórmula de Cálculo

(Número de expedientes da Secom solicitando sistemas de informação e comunicação atendidos dentro do prazo instruído / Número total de expedientes da Secom solicitando sistemas de informação e comunicação ) x 100

Unidade de Medida

%

 

2008

X%

Metas (%)

200

3%

2010

40%

Câmara dos Deputados |Secom

6.1 Gestão de Pessoal

Este projeto visa, além de promover o reconhecimento e a valorização dos servidores com base em critérios técnicos, implementar a gestão profissional do pessoal da Secom, com ênfase no mapeamento, avaliação e distribuição dos recursos humanos.

6.2 Promoção das competências

Este projeto tem por objetivo promover junto aos servidores as competências necessárias à Secom, em especial:

Habilidades de relacionamento, negociação e gestão de conflitos; Competências multimídia; Treinamentos e aperfeiçoamentos específicos requeridos pelas áreas.

6.3 Convergência de Mídias

Este projeto tem por objetivos:

Realizar permanentemente o benchmarking e a prospecção de tecnologias atuais e futuras que possam ser utilizadas pela Secom na era digital; Promover a produção integrada; Promover a entrega em múltiplos dispositivos Desenvolver no portal uma página de apresentação do Sistema de Comunicação da CD (com as novas páginas da Secom, atualizadas e integradas).

6.4 Normatização e Sistematização dos

processos de trabalho da Secom

Este projeto tem por objetivos:

o mapeamento, análise e reestruturação dos atuais processos de trabalho, com a respectiva normatização;

a implantação de novos processos considerados

da

gestão pública;

a disponibilização da descrição de todas as funções e dos manuais de todos os processos da Secom.

necessários,

em

alinhamento

aos

princípios

6. Adequação do espaço físico

Este projeto consiste na adequação do espaço físico de forma a proporcionar ambiente de trabalho propício para a atuação integrada e eficiente de todas as áreas da Secom.

6.6 Atualização dos recursos de TI

Este projeto visa obter a atualização de todos os recursos de informática (equipamentos e programas) da Secom, a fim de aumentar a interação com o público-alvo, otimizar recursos e aumentar a integração entre as áreas.

6. Implantação do DataCâmara

Este projeto integra várias áreas da Casa, cujo planejamento estratégico requer a realização de pesquisas internas ou externas. Também atenderá ao objetivo da Secom de identificar as necessidades atuais e futuras dos públicos-alvo de seus diferentes veículos.

6.8 Visibilidade Parlamentar

Este projeto tem por objetivo colaborar para que a percepção do trabalho do parlamentar seja ampliada junto à sociedade.

Além do aperfeiçoamento de um conjunto de ações já iniciadas – Provap, Câmara Faz – novas estratégias e ferramentas serão implantadas, como o Deputado na Mídia ( programa robot que percorre

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

35 jornais e cinco revistas de todo o país, além de toda a mídia interna, identificando as menções a cada deputado, e enviando os resultados).

6. Modernização da Agência Câmara

6.11 Cooperativa de Comunicação Pública

Este projeto visa a articulação de uma rede de parcerias com outros veículos públicos ou corporativos e com entidades da sociedade civil, de modo a ampliar a visibilidade do trabalho de comunicação da Câmara, bem como o compartilhamento de matérias produzidas pelos participantes da rede para uso comum.

6.12 Novo Jornal da Câmara

Este projeto tem por objetivos:

A reformulação do Jornal da Câmara, em especial

no que se refere à responsabilidade ambiental;

A impressão em papel reciclado do jornal distribuído

A criação de um Jornal eletrônico para distribuição

nacional, ampliando o alcance, proporcionando

a inclusão de novos conteúdos e evitando custos ambientais de transporte e distribuição.

Este projeto tem o objetivo de evoluir os aplicativos de inserção de notícias e de configuração da home-page da Agência para adequar o formato das notícias e da home ao atual padrão da internet.

Prevê a ampliação de canais de interatividade, como fóruns e blog, além da inclusão de recursos gráficos e visuais, como infográficos, animações, slide de fotos, áudio, vídeo e hotsites.

O projeto envolve também uma mudança no

processoprodutivodaAgênciaparaincorporarnovos em Brasília;

atores na cadeia produtiva, como webdesigners e editores/planejadores de material complementar,

e o descarte de produtos e serviços atuais para a incorporação de novos.

6.10 Agência de Comunicação Institucional

Este projeto consiste:

Na estruturação de área destinada à formulação

e à implantação de estratégias de comunicação e

marketing, voltada ao desenvolvimento de ações institucionais que promovam uma imagem pública da Câmara dos Deputados livre das distorções derivadas de estereótipos e preconceitos;

Na reestruturação da área de publicidade, por meio da criação de uma “house”, encarregada de produzir material institucional para todas as áreas da Câmara;

Na criação de uma Produtora de VTs e spots de rádio para atender às demandas não-jornalísticas da Casa.

6.13 Rádio Digital

Este projeto consiste:

Na rápida transição para o sinal digital;

Na ampliação dos pontos de recepção do sinal da Rádio Câmara pelo País;

Na ampliação da estrutura da Rádio Agência da

emissora;

No aumento do número de emissoras cadastradas.

6.14 Expansão da TV Câmara

em todas as Capitais

Além de ampliar a audiência da TV Câmara em todo o Brasil, este projeto visa implementar as novidades do sistema de TV Digital Brasileiro:

Câmara dos Deputados |Secom

Multiprogramação ( quatro programas na mesma tela - plenário, comissões, programa da TV, parceria nos estados).

Interatividade ( o telespectador pode acessar, pelo controle remoto, informações de um deputado durante a ordem do dia, programa da TV, etc.)

Mobilidade e Portabilidade ( as sessões do plenário poderão ser assistidas pelo celular de uma pessoa, por exemplo, dentro dos ônibus)

Etapas:

2008 - São Paulo e Brasília.

2009 - Rio de Janeiro, Salvador, Belo Horizonte,

Fortaleza, Curitiba e Porto Alegre. 2010 - Manaus, Recife, Belém, Goiânia, São Luís, Maceió e Teresina.

2011 - Natal, Campo Grande, João Pessoa, Cuiabá,

Aracaju, Florianópolis, Porto Velho, Macapá, Vitória, Rio Branco, Boa Vista e Palmas.

6.1 Plenarinho - Novos Caminhos

O projeto tem como objetivo ampliar o alcance do

Plenarinho junto ao seu público atual (crianças de 7

a 14 anos) e conquistar novos segmentos de público

- adolescentes, universitários e adultos.

Para isso, o Plenarinho será veiculado sobre canais

e sobre mídias alternativas à atualmente adotada (Internet).

Estão previstas neste projeto a implementação dos seguintes produtos ou entregas:

- Material didático-pedagógico: CDs, DVDs, jogos

de tabuleiro, cartilhas, etc.

- TV Plenarinho

- Caravana Plenarinho

BSC: é a sigla de Balanced Scorecard, que pode ser traduzido como “Quadro de Desempenho Balanceado”. Consiste numa metodologia de planejamento e de gestão de estratégia em que se evidenciam os fatores decisivos para o funcionamento da organização, num tipo de painel de controle (mapa estratégico). Além do mapa, que contém os objetivos estratégicos organizados em níveis ou perspectivas, os outros componentes do BSC são: os indicadores, as metas e os projetos estratégicos. O BSC se destaca como instrumento de gestão especialmente por contemplar a dimensão da aprendizagem organizacional como fator que integra o processo estratégico de gerenciamento. Além disso, o BSC permite um enfoque global no desempenho da organização e também enfoques setorizados, adaptáveis às características de trabalho das diversas unidades.

Estratégia: é o caminho adotado para se atingir uma dada visão de futuro. Abriga as decisões, alocações de recursos e iniciativas que, em o conjunto, perfazem de forma integrada como a organização irá se deslocar da situação atual para a desejada.

Gestão Estratégica: é o processo de gerenciamentoquepretendeasseguraràorganização senso de direção e continuidade, a médio e longo prazos, sem prejuízo de sua flexibilidade e agilidade nas ações cotidianas. Tem como base o planejamento (estratégico) e o acompanhamento sistemático da sua implementação.

Indicadores: são parâmetros escolhidos para medir o desempenho da estratégia. É por intermédio deles que a instituição comprova ou verifica se a estratégia definida está alcançando os resultados esperados ou se é preciso fazer ajustes para atingir as metas, os objetivos e a visão de futuro.

Mapa estratégico: é a representação gráfica da estratégica da instituição. Apresenta, de forma resumida, os objetivos estratégicos, devidamente agrupados em suas perspectivas, evidenciando a

Plano Estratégico da Secretaria de Comunicação Social 2008-2010

relação (hipotética) de causa e efeito entre eles.

Metas: representam o valor ideal esperado (normalmente expresso em números) para cada indicador, ou seja, a expectativa de desempenho da organização, ao longo do período, em relação aos objetivos estratégicos.

Objetivos estratégicos: são os grandes desafios

a que a Instituição se propõe para cumprir a sua missão e concretizar a sua visão de futuro.

Planejamento estratégico: constitui uma

ferramenta de gestão, um processo de definições

e consensos, que possibilita aos dirigentes

estabeleceremorumoaserseguidopelaorganização,

visando otimizar sua relação com o ambiente. Normalmente o planejamento estratégico de uma

instituição envolve a criação de uma visão de futuro,

o esclarecimento da sua missão, a identificação de seus valores, a enunciação de objetivos, metas, indicadores e projetos.

Projetos estratégicos: são empreendimentos desenvolvidos pela organização para criar ou

aperfeiçoar serviços, produtos ou resultados, a fim

de atingir os objetivos estratégicos. Caracterizam-

se por apresentar um seqüenciamento claro, lógico

e integrado de ações e por definir o início e o fim, bem como parâmetros de prazo, custos, recursos e padrões de qualidade.

RAE – Reunião de Análise Estratégica:

reunião periódica de acompanhamento da estratégia pelo corpo de dirigentes. Nela, os líderes discutem o desempenho a organização na execução

da estratégia planejada, por meio da análise dos

projetos, dos indicadores e das metas. A RAE é o momento adequado para refletir em conjunto se as hipóteses aceitas como verdadeiras ocorreram ou não e se ajustes devem ser feitos à estratégia.

Escore: resultado obtido nos questionários que aferem desempenho dos indicadores mensurados por pesquisas de efetividade.

Presidente da Câmara dos Deputados Arlindo Chinaglia

Diretor-Geral Sérgio Sampaio de Almeida

Diretora da Aproj - Assessoria de Projetos Especiais Cássia Regina Ossipe Martins Botelho

Diretor da Secom - Secretaria de Comunicação Social William França

Assessoria de Planejamento Estratégico da Secom Rejane Maria de Freitas Xavier Cínthia Nunan Baptista Kriemler

Instrutor do treinamento em BSC Fabiano Peruzzo Schwartz

Consultores da Aproj Luis Cláudio de Lima Nobre Luiz Vicente da Costa Braga

Consultor externo Frederico Lamego

Equipe de desenvolvimento Daniela Guerson André; Frederico Schimidt Campos; Joseana Geaquinto Paganine; Júnia Maria Araújo Malachias; Maria Clarice de Siqueira Cabral Dias; Patricia Isabel Silva; Regina Céli Alves de Assumpção; Regina Lúcia Garrido da Cunha