Você está na página 1de 12

BIBLIOTECA FLORBELA - ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL CARGALEIRO ESPANCA

O MODELO DE AUTOAVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES:

METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (PARTE II)

Domínio D. - Gestão da Biblioteca Escolar

Subdomínio D1. - Articulação da Biblioteca Escolar com a Escola

- Acesso e serviços prestados pela Biblioteca Escolar

Ana Maria da Silva Santos


D. Gestão da BE

D.1. Articulação da BE com a Escola. Acesso e serviços prestados pela BE

Indicadores Factores críticos de sucesso Instrumentos de recolha de Evidências extraídas dos instrumentos a
evidências integrar no Relatório de Auto-Avaliação

 A escola inclui a BE na formulação e  Excertos dos documentos  A equipa da BE reuniu com diferentes estruturas
D.1.1 desenvolvimento da sua missão, institucionais onde se encontram pedagógicas para discutir e definir os objectivos
princípios e objectivos estratégicos e de definidos os objectivos e a missão da BE;
aprendizagem. referentes à BE e à sua relação
com a Escola. (PEE, RI, PCE,  A BE colaborou na construção dos PEE, RI, PCE
Integração /  O professor bibliotecário tem assento no
PAA, PCT…); e PCT’s;
acção da BE na conselho pedagógico.
 Plano de Actividades da BE
 O coordenador da BE sensibilizou o Conselho
Escola  São desencadeadas acções com vista à  Actas de reuniões;
Directivo para a necessidade de uma equipa
partilha, discussão e aprovação da  Registo de contactos;
mais alargada e especializada de colaboradores;
missão e objectivos da BE nos órgãos
 Divulgação das estatísticas
de administração e gestão (conselho  A equipa da BE desenvolveu actividades de
mensais da utilização das várias
geral, director, conselho pedagógico) forma a valorizar o papel da BE junto dos
valências da BE pelos alunos;
departamentos curriculares e demais professores;
 Divulgação das estatísticas
estruturas de coordenação educativa e
mensais da utilização das várias
de supervisão pedagógica.  A BE apresentou um Plano Anual de Actividades
valências da BE pelos
que contempla iniciativas cujos objectivos se
 O regulamento interno da escola professores / utilização da BE
relacionam com o PAA da escola;
contempla os seguintes aspectos: como recurso para o currículo;

 A equipa da BE e alguns professores procuraram


• Missão e objectivos da BE;
trabalhar em conjunto, de modo a contribuir para
• Organização funcional do espaço;
um maior sucesso dos alunos, tanto a nível
• Organização e gestão dos recursos
escolar como de cidadania;
de informação;
• Gestão dos recursos humanos  A BE fez uma revisão dos documentos que
afectos à BE;
D. Gestão da BE

D.1. Articulação da BE com a Escola. Acesso e serviços prestados pela BE

Indicadores Factores críticos de sucesso Instrumentos de recolha de evidências Evidências extraídas dos instrumentos a
integrar no Relatório de Auto-Avaliação

D.1.2  Os órgãos de administração e gestão  Documentos de Gestão da Escola;  A BE contou sempre com o apoio da
(conselho geral, director, conselho  Documentos de Gestão da BE; Gestão da Escola, dentro do que lhe era
pedagógico) apoiam as BE e envolvem-se  Relatórios de Avaliação possível;
na procura de soluções promotoras do seu
Valorização Intermédia e final da BE;
funcionamento;  Todas as propostas de aquisições feitas
 Entrevista ao Director (CK1);
da BE pelos ao Órgão de Gestão foram aprovadas;
 Os órgãos de administração e gestão  Registo de projectos / actividades
órgãos da envolvendo trabalho com a BE;
põem em prática uma política de afectação
 Tem sido dado particular relevo às
direcção, de recursos humanos adequada às  Estatística de utilização da BE;
novas tecnologias (PTE);
administração necessidades de desenvolvimento da BE,  Excertos de actas de apresentação de
projectos / relatórios ao CP e
e gestão da  Os órgãos de administração e gestão  Foram feitas as actas das reuniões
respectivas
Escola (director, conselho pedagógico) e os determinações/recomendações. entre a equipa da BE para programação
departamentos curriculares estabelecem de actividades;
estratégias, visando a articulação entre a
BE e as demais estruturas de coordenação  A BE trabalhou de forma articulada com
educativa e de supervisão pedagógica; os docentes, departamentos e
estruturas pedagógicas;
 A escola contempla a BE e os seus
recursos nos projectos e actividades
 A BE vem várias vezes referenciada nas
educativas e curriculares;
actividades e/ou planificações dos
docentes;
 Os órgãos de administração e gestão
atribuem uma verba anual para a
renovação de equipamentos, para a  A BE envolveu grande parte da

actualização da colecção e para o comunidade escolar nas iniciativas que


D. Gestão da BE

D.1. Articulação da BE com a Escola. Acesso e serviços prestados pela BE

Indicadores Factores críticos de sucesso Instrumentos de recolha de Evidências extraídas dos instrumentos, a
evidências integrar no Relatório de Auto-Avaliação

D.1.3  Os professores afectos à BE, em conjunto com


 A BE funciona num horário contínuo e  Horário da BE;
os funcionários, asseguraram um horário
alargado que possibilita o acesso dos  Distribuição dos professores
Resposta da BE contínuo
utilizadores no horário lectivo e com horário na BE;
às acompanha as necessidades de
 Horário dos funcionários
necessidades ocupação em horário extra lectivo.  Horário da BE cobriu o horário de funcionamento
da BE; da escola
da Escola
 Estatística de utilização da BE;
 As BE na Escola são geridas de forma
 Actas de reuniões;  A área TIC da BE foi sendo actualizada;
integrada, rentabilizando recursos,
 Registo de contactos;
possibilidades de acesso a programas e
projectos.  Registo de projectos /  O PAA da BE e o PAA da Escola registaram
actividades; actividades e projectos comuns e em articulação

 Os recursos e serviços BE  Questionário


da aos docentes com alguns departamentos;

respondem às metas e estratégias (QD3) e a outros utilizadores;

definidas no projecto educativo, projecto  Livro / Caixa de sugestão /  A BE elaborou a estatísticas de utilização dos
curricular e outros projectos. Reclamações; recursos existentes;
 Guia do Utilizador;
 A BE cria condições e é usada como  A equipa BE procedeu às avaliações intermédias
recurso e como local de lazer e de e finais, de modo a poder reformular o seu plano
trabalho. de actuação;

 A BE apoia os utilizadores no acesso à


colecção, aos equipamentos, à leitura, à
 A equipa BE avaliou as actividades realizadas;
pesquisa e ao uso da informação.
D. Gestão da BE

D.1. Articulação da BE com a Escola. Acesso e serviços prestados pela BE

Indicadores Factores críticos de sucesso Instrumentos de recolha de evidências Evidências extraídas dos instrumentos, a
integrar no Relatório de Auto-Avaliação

 A BE implementa um sistema de auto-  Excertos de documentação recolhida  O professor bibliotecário divulgou o


D.1.4 avaliação contínuo. Modelo de Auto-avaliação da BE junto
relativamente ao funcionamento da
dos Órgãos Pedagógicos, de Direcção e
 Os órgãos de direcção, administração e BE;
Gestão;
gestão são envolvidos no processo de auto-
 Registos de observação,
Avaliação da avaliação da BE.  Ao Conselho Pedagógico, foram
questionários, entrevistas ou outras
apresentados os relatórios das
BE  Os instrumentos de recolha de informação informações recolhidas no âmbito da actividades efectuadas na BE e sua
na são aplicados, de forma sistemática, e no avaliação.
avaliação da BE;
decurso do processo de gestão.
Escola
 Questionários aos alunos (QA4)
 A informação recolhida é analisada e os  O professor bibliotecário adoptou e

resultados da análise/avaliação originam, aplicou instrumentos de recolha de

quando necessário, a redefinição de informação, tendo reformulado o plano da

estratégias, sendo integrados no processo BE sempre que necessário.

de planeamento.
 A BE divulgou a toda a comunidade os

 Os resultados da auto-avaliação são resultados da sua auto-avaliação;

divulgados junto dos órgãos de direcção,


 A Auto-avaliação da BE fez parte da
administração e gestão (conselho geral,
Auto-avaliação da escola;
director, conselho pedagógico), estruturas
de coordenação educativa e de supervisão
pedagógica, e da restante comunidade, com
o objectivo de promover e valorizar as mais-
valias da BE e de alertar para os pontos
fracos do seu funcionamento.