Você está na página 1de 52

www.embalagemmarca.com.

br

2010
eDIÇÃO eSPeCIAL

TeNDÊNCIAS e
PeRSPeCTIVAS

O ano q u e c o m e ç a
pro m e t e se r m e lh o r
e aca b a r c o m a c rise
EDItorIaL }}} uMa conVersa coM o leitor

Sem profecias ou adivinhações


rever o futuro é sempre uma fazer, na etapa final do ano, para o próximo

P
temeridade – da qual as exercício. Se valer o exemplo, pelo menos
empresas, cada vez menos, para nós essa visão com foco no futuro mais
têm como escapar. É claro ou menos imediato, tem servido muito bem.
que não se está falando de Nos últimos anos ela nos ajudou expres-
fazer profecias ou adivinhações. Trata-se, sivamente na decisão de ampliarmos para
aqui, de tentar expor e interpretar um pano- além do campo meramente editorial o raio
rama formado por fatos, movimentos reais de atuação da empresa.
e tendências detectadas de maneira mais Foi com base na análise da situação do
ou menos unânime, no país e no exterior. mercado e de uma projeção do andamento
É esse o objetivo da reportagem de capa dos negócios que nos sentimos seguros
desta edição de EmbalagEmmarca, que para, em 2007, instituir o PrÊmIO Embala-
sob o título Tendências e Perspectivas se gEmmarca – graNDES caSES DE EmbalagEm
repete, como sempre, no mês de dezembro, e, no ano seguinte, inaugurar o cIclO DE
pela 11a vez desde o lançamento da revista, cONHEcImENTO.
em 1999. O êxito de ambas as iniciativas, solida-
Não existe por parte da equipe responsá- mente consolidadas, indica a utilidade de
vel pela elaboração do trabalho, coordenado
pelo editor executivo Guilherme Kamio, a
operar com base em conhecimento e em
informações, se não absolutamente seguras,
“O êxito de
pretensão de abrir aos leitores um panorama ao menos não erráticas. iniciativas
em que seja apontado em minúcias, com Neste momento em que coincidem nossa
datas, nomes e números, “o que vai acon- própria dedicação ao planejamento de ações consolidadas
tecer” na cadeia de valor de embalagem ao para o ano que vem com a elaboração de indica a utilidade
longo de 2010. No entanto, a experiência Tendências e Perspectivas 2010, as incli-
obtida na rotina de executar tal serviço por nações altamente positivas para o setor nos de se operar
esse razoável número de anos, bem como estimulam a aprofundar as iniciativas já com base em
a convivência diária com as questões do consolidadas e, ao mesmo tempo, a ampliar
setor, mostram que mais temos acertado do um pouco mais nosso campo de ação no conhecimento e em
que errado e nos dão alguma segurança para
fazer prognósticos.
universo da embalagem. Cada passo será
anunciado na ocasião em que estiver pronto
informações, se
Temos tido a resposta genérica de que para ser dado. Aguardem. não absolutamente
o serviço Tendências e Perspectivas cons-
titui uma útil ferramenta coadjuvante no
Feliz Ano Novo.
seguras, ao menos
planejamento que as empresas costumam Wilson Palhares não erráticas”
Diretor de redação: Wilson Palhares | palhares@embalagemmarca.com.br
EMBALAGEMMARCA é Público-Alvo
uma publicação mensal da Editor executivo: Guilherme Kamio | guma@embalagemmarca.com.br
EMBALAGEMMARCA é dirigida a profissionais que
Hot-stamping da capa – aplicação feita pela Hotgraf (11) 3837-0750

Bloco de Comunicação Ltda.


Rua Arcílio Martins, 53
Redação: redacao@embalagemmarca.com.br ocupam cargos de direção, gerência e super-
Andréa Espírito Santo | andrea@embalagemmarca.com.br
CEP 04718-040 Marcella Freitas | marcella@embalagemmarca.com.br visão em empresas integrantes da cadeia de
São Paulo, SP embalagem. São profissionais envolvidos com
com fita fornecida pela croWn do brasil (11) 2409-2173

Conteúdo eletrônico:
Tel.: (11) 5181-6533 Editor: Flávio Palhares | flavio@embalagemmarca.com.br
o desenvolvimento de embalagens e com poder
Fax: (11) 5182-9463 de decisão colocados principalmente nas indús-
www.embalagemmarca.com.br Departamento de arte: arte@embalagemmarca.com.br trias de bens de consumo, tais como alimentos,
Diretor de arte: Carlos Gustavo Curado | carlos@embalagemmarca.com.br
Assistente de arte: Nathássia R. Tavares | nathassia@embalagemmarca.com.br bebidas, cosméticos e medicamentos.
Filiada ao
Administração:
Eunice Fruet | eunice@embalagemmarca.com.br O conteúdo editorial de EMBALAGEMMARCA é
Marcos Palhares | marcos@embalagemmarca.com.br resguardado por direitos autorais. Não é
Departamento Comercial: comercial@embalagemmarca.com.br
permitida a reprodução de matérias editoriais
Juliana Lenz | juliana@embalagemmarca.com.br publicadas nesta revista sem autorização
Karin Trojan | comercial@embalagemmarca.com.br da Bloco de Comunicação Ltda. Opiniões
PRÊMIO EMBALAGEMMARCA Wagner Ferreira | wagner@embalagemmarca.com.br
2009

2009

TECNOLOGIAPRODUTIVIDADEGIROCONVENIÊNCIAINOVAÇÃOREDUÇÃODECUSTOSIMPACTOAMBIENTAL
VIDADEPRATELEIRAAGREGAÇÃODEVALORLOGÍSTICAMATERIAISDESIGNCOMUNICAÇÃOSEGURANÇA
expressas em matérias assinadas não refletem
Grandes cases de embalagem Circulação e Assinaturas (Assinatura anual: R$ 99,00): necessariamente a opinião da revista.
Marlyan Dulz | assinaturas@embalagemmarca.com.br
sumário }}} Nº 124 }}} DEZEMBRO 2009

10 Águas
um projeto vencedor:
água mineral em copo
14 Higiene e beleza
sob medida para atletas redesign dá novo fôlego a
linha infantil da l’acqua di fiori

Reportagem de capa:
Tendências e Perspectivas 16
Os fatores que deverão influenciar o
desenvolvimento de produtos e embalagens
em 2010, um ano bastante promissor
Cosméticos 30
tampa massageadora viabiliza
tratamento doméstico anticelulite

34 Protetores solares 32 Datas


fps faz sucesso como natura completa quarenta anos
principal elemento gráfico de colecionando inovações em embalagens
fotoprotetores regionais
Seções
eventos 36 editorial 4
o calendário de eventos de 2010 uma conversa com o leitor
relacionados à indústria de embalagem

Celulósicas 37 Só na web 8
o que a seção de notícias de www.embalagemmarca.com.br
e a e-newsletter semanal levam aos internautas
crescem as opções de cartões com
origem na reciclagem
espaço aberto 9
Alimentos 38 críticas, opiniões e sugestões dos nossos leitores

embalagem diferenciada dá destaque a


requeijão da Kraft com a marca sadia
Panorama 28
movimentação do mundo das embalagens e das marcas

38
42 Internacional
Painel Gráfico
produtos e processos da área gráfica para produção de
rótulos e embalagens
rótulo eletroluminescente anima
garrafa de ballantine’s
Display 46
Internacional 44 lançamentos e novidades – e seus sistemas de embalagens

coca-cola lança plantbottle, garrafa de pet


parcialmente feita com cana-de-açúcar
Almanaque 50
fatos e curiosidades sobre marcas e embalagens

6 EmbalagemMarca dezembro 2009


sÓ Na WEb Edição: FLÁVIO PALHARES  flavio@embalagemmarca.com.br

amostra da seção diária de notícias de www.embalagemmarca.com.br e da e-newsletter semanal da revista

Tecnologia

Revista digital reformulada Internacional


a revista EMBALAGEMMARCA digital está mais Coca-Cola: nova identidade para linha global de sucos
moderna. o sistema de busca foi aperfeiçoado
e a navegação ficou mais rápida e funcional. a coca-cola anunciou nos
confira em http://bit.ly/novembro09 estados unidos a nova
identidade visual para as marcas
de seus sucos de frutas, entre
elas Minute Maid, del Valle,
andina e cappy. as embalagens
uniformes passam a estampar
o logotipo e o esquema de
cores do Minute Maid, que é a
principal marca global de sucos
da empresa. no Brasil, onde as
marcas de suco da coca-cola
foram unificadas sob o guarda-
chuvas del Valle, não haverá
mudanças nas embalagens,
segundo a empresa.

Prêmio EmbalagemMarca
confira reportagem na tv giro news
http://bit.ly/premioem Sustentabilidade

Tetra Pak lança portal de educação ambiental


a tetra pak lançou um portal de educação ambiental na internet destinado
a professores e estudantes (www.culturaambientalnasescolas.com.br). o
objetivo é tratar de questões como benefícios para a sociedade da coleta
seletiva e da reciclagem, materiais mais adequados para reciclagem e
características e curiosidades de cada matéria-prima.

Display

De sandália a perfume
a Melissa, tradicional marca de sandálias da
grendene, coloca no mercado um perfume com
seu nome. o frasco de vidro em tom de violeta,
criado pelo designer Wilhelm liden, pretende
lembrar um coração. a tampa tem formato de laço.

8 EmbalagemMarca dezembro 2009 www.embalagemmarca.com.br


Espaço Aberto }}} opiniões, críticas e sugestões de nossos leitores

“Litrões” publicada para ilustrar o menor caminho Ferramentas de trabalho

Trabalho na agência de comunicação da G


percorrido pela bobina nessa impressora é,
na verdade, do sistema de vídeo-inspeção ostaria de parabenizar a equipe de
Associação Brasileira de Bebidas (Abra- da BST Promark Powerscope. A foto abai- EmbalagemMarca pela revista e pelo site,
be) e gostaria de corrigir uma informação xo mostra o contrapressão refrigerado, duas ferramentas muito importante para
publicada na matéria “Vieram as répli- que possibilita a instalação do cassete UV pesquisa de nosso dia-a-dia.
cas” (EmbalagemMarca 123, página 22). diretamente sobre ele. Isso diminui a dis- Alexandre Oliveira
A Garrafa Livre de 1 litro, lançada pela tância percorrida pelo substrato entre uma Gerente de marketing
Abrabe, pode ser utilizada por qualquer unidade de impressão e outra. Girocamp
empresa – e não somente pelas sócias da Miguel Troccoli Indaiatuba, SP
entidade, como informado no texto. A pro- Gerente-geral
pósito, a Abrabe já disponibiliza em seu PTC Graphic Systems
site um guia com as especificações da gar- São Paulo, SP
Mensagens para EmbalagemMarca
rafa, a fim de orientar os interessados. Redação: Rua Arcílio Martins, 53
Livia Borges CEP 04718-040 • São Paulo, SP
Tel (11) 5181-6533 • Fax (11) 5182-9463
Relações-públicas
Andreoli MS&L redacao@embalagemmarca.com.br
São Paulo, SP As men­sa­gens re­ce­bi­das por carta, e-mail
ou fax po­de­rão ter tre­chos não es­sen­ciais
A foto certa eli­mi­na­dos, em função do espaço disponível,

Obrigado pela nota a respeito de nova


de modo a dar o maior número possível de
oportunidades aos leitores. As mensagens

divulgação
poderão também ser in­se­ri­das no site da
máquina P7, da Mark Andy, empresa que revista – www.embalagemmarca.com.br
representamos no Brasil. Entretanto, a foto

www.embalagemmarca.com.br dezembro 2009 EmbalagemMarca 9


}}} águas

Na mão
dos atletas
Água mineral conquista
esportistas ao adotar copo Construção do copo,
que facilita o manuseio com base menor, parte
superior saliente e
durante atividades físicas desenhos com texturas
na área de pega, ajuda
na hidratação em

P
atrocinadora costumeira de even- movimento
tos esportivos, a Petrópolis Pau-
lista vem obtendo bons resultados
com uma água mineral acondicio-
nada em um copo especialmente
projetado para atletas. Em apenas três meses,
a embalagem, lançada em junho último, elevou
em 15% as vendas da linha de águas em copo da
engarrafadora. O motivo do sucesso é o design
do copo, que facilita a hidratação durante a
prática de corridas, ciclismo e outras atividades
físicas.
O mais novo recipiente “esportivo” da Petró- pesquisa realizada junto a atletas pela
polis Paulista apresenta um formato cônico Petrópolis Paulista. Uma das conclu-
mais acentuado que o dos demais copos de água sões dos testes com esportistas foi a de
mineral, proporcionando um melhor encaixe na que o volume ideal de água acondicionado
mão do consumidor em movimento. Detalhes no copo teria de ser 240 mililitros, e não os
com texturas, distribuídos ao longo da parede 200 e 300 mililitros até então trabalhados pela
da embalagem, impedem que ela escorregue e empresa.
caia quando manipulada por mãos suadas. Além de agradar aos atletas, o formato gerou
Uma parte superior protuberante, que dá vantagens logísticas à engarrafadora. O diâme-
ao copo um formato parecido ao de uma caixa tro menor possibilitou melhor aproveitamento
d’água, garante maior rigidez, evitando defor- do espaço interno das caixas de embarque,
mações e colapsos da embalagem durante o passando de 48 para 56 copos armazenados por
manuseio. “É um aspecto importante, porque os unidade. “Reduzimos o uso de papelão ondu-
atletas costumam ficar tensos e segurar os copos
fo
to
:c

com força exagerada”, diz Paulo Bernardes,


ar
lo
s

gerente regional de vendas da Fibrasa, a fabri-


cu
rad

cante dos copos. A decoração é feita exclusiva-


o
–b
lo

mente nessa saliência superior, em dry offset.


co
co
m
un
i ca

Conquistas logísticas
çã
o

O design do copo foi desenvolvido pela Acqua “Copo esportivo” (ao


centro) tem formato
Incorp, consultoria especializada no setor de cônico mais acentuado
águas minerais (veja o quadro na pág. 12), a que o dos demais
copos de água
partir de opiniões e observações captadas numa

10 EmbalagemMarca dezembro 2009 www.embalagemmarca.com.br


lado para a embalagem secundária e passamos um masterbatch de coloração azul fornecido
a transportar produtos de forma mais eficiente, pela Milliken para pigmentá-los, distinguindo-
devido à cubagem otimizada dos baús dos cami- os dos demais da categoria, que são incolores”,
nhões”, conta o diretor-presidente da Petrópolis diz Lopes Júnior.
Paulista, Amilcar Lopes Júnior. O executivo revela que a Petrópolis Paulista
Para dar destaque ao lançamento, a empresa se prepara para lançar outras bebidas, como
costurou parcerias com outros patrocinadores águas saborizadas e isotônicos, com a mesma
de eventos esportivos para disponibilizar, em embalagem. “Será uma ação inédita para esses
locais procurados para a prática de atividades produtos, que em geral são comercializados em
físicas, cestos de coleta para os copos descar- garrafas.” (AES)
tados, encaminhando-os para a reciclagem. O
Parque do Ibirapuera e o campus da Universi-
dade de São Paulo, ambos na capital paulista,
Acqua Incorp Fibrasa Milliken Coloração azul do copo
são locais onde a ação já está em curso. “Para (11) 8111-5486 (11) 5051-2984 (11) 3043-9796 ajuda na coleta para
facilitar a identificação dos copos, escolhemos www.acquaincorp.com.br www.fibrasa.com.br www.milliken.com reciclagem
fotos: carlos curado – bloco comunicação

Manancial de idéias para águas minerais


Além da Petrópolis Paulista, da qual é diretor-presidente, Amilcar como incubadora de inovações, licenciando soluções em embalagem
Lopes Júnior comanda há quatro anos uma consultoria especializada próprias ou patenteadas por terceiros. Veja alguns dos projetos já
no negócio de águas minerais, a Acqua Incorp. A empresa assessora realizados:
engarrafadoras em projetos fabris ou comerciais e opera também

GARRAFA COM COPO


Idéia adotada em 2008 pela Mineração
Joana Leite na água mineral Serra do
Japi. Consiste numa garrafa de PET de
400 mililitros com um copo acoplado,
moldado em polipropileno.

TORNEIRA NO GARRAFÃO
Já utilizado pela Petrópolis Paulista e pela
Lindoya Verão, o sistema Eterna baseia-se
numa tampa dotada de torneira, importada
da Itália, que facilita o consumo de água
em garrafões de 5 litros.

ÁGUA A TIRACOLO RÓTULO-REVISTA


O Water Clip facilita o transporte de águas A Mineração Joana Leite utilizou rótulos
acondicionadas em garrafas de PET. Um auto-adesivos com miniaturas da revista
gancho de polipropileno segura as garrafas Trip incorporadas para ações promocionais
por baixo dos anéis de sujeição dos gargalos. da Trip Editora. Os rótulos foram afixados a
Uma tira de poliéster funciona como alça. garrafas de PET de 600 mililitros.

12 EmbalagemMarca dezembro 2009 www.embalagemmarca.com.br


}}} higiene pessoal e beleza

De submersa a navegante
L’acqua di Fiori adota novas embalagens e troca animais marinhos
por Arca de Noé para reaquecer as vendas de cosméticos infantis

icação
fotos: carlos curado – bloco comun
R
enovar as embalagens de um projeto perfumes da linha. Eles são agora acondiciona- Animais criados por designers
da própria fabricante são
consagrado é uma tarefa delicada, dos em um frasco de polipropileno cujo formato estrelas dos frascos e
porém inevitável com o passar do replica aquele do frasco utilizado por diversos cartuchos dos produtos
tempo e o avanço da concorrência. A produtos da L’acqua di Fiori para o público adul-
L’acqua di Fiori sentiu isso na pele. to – desenvolvidas em 1996 pelo ateliê alemão
Uma de suas meninas dos olhos, a linha de cosmé- Veit Mahlmann und Partner Design (hoje Justblue
ticos para crianças, vinha enfrentando estagnação Design). “A semelhança poderá ajudar no fortale-
de vendas e falta de renovação do público. A cimento do vínculo afetivo entre pais e filhos, pelo
apresentação da linha não era modernizada desde fato de as crianças almejarem ter o que seus entes
2002, quando adotou como tema a vida marinha, queridos têm”, argumenta a gerente de produtos
destacada, entre outros meios, por cartuchos de da L’acqua di Fiori, Célia Anrelink.
papel cartão dotados de janela com formato de
cavalo marinho (veja EmbalagemMarca nº 36, Iguais aos pais
agosto de 2002). Já era hora de mudar. Enquanto o frasco utilizado na linha infantil
A fabricante mineira de cosméticos decidiu tem capacidade volumétrica de 140 mililitros, o
aposentar a vida aquática e acaba de rebatizar sua frasco para os adultos é de 250 mililitros. Apesar
linha infantil como Arca da L’acqua, em referên- dessa diferença, a Mega Plast sopra o novo fras- divulgação/arquivo

cia à Arca de Noé, mote para a nova identidade co, menor, a partir de um molde com o mesmo
visual. Agora, ilustrações estilizadas de filhotes desenho de gargalo da embalagem maior. “Essa
de animais, desenvolvidas por Abner Brito e foi a solução encontrada para aproveitar o molde
Isabela Santos, designers da L’acqua di Fiori, são das mesmas tampas flip top do frasco já existen-
as estrelas das embalagens e dos rótulos da linha, te, evitando-se custos adicionais”, explica Fábio
composta por sete itens. Soares, da área de desenvolvimento de produtos
A substituição dos mascotes, contudo, não da fornecedora. Outro diferencial do novo frasco
foi a única alteração. Houve também mudanças em relação ao antigo é o acabamento externo com
nas embalagens. A mais significativa delas ocor- textura acetinada (soft touch), que proporciona
reu com os xampus, condicionadores, sabonetes toque macio e evita que a embalagem escorregue O condicionador da linha
na embalagem antiga
líquidos, géis de limpeza, cremes hidratantes e quando molhada.

14 EmbalagemMarca dezembro 2009 www.embalagemmarca.com.br


O uso dos produtos em ambiente úmido tam- APP
www.appbrasil.com.br
bém inspirou a empresa a decorar os frascos com
rótulos confeccionados pela Grif Etiquetas com o Avery Dennison
Global Coex – um material auto-adesivo especial (19) 3876-7600
www.fasson.com.br
da Avery Dennison baseado num filme plástico
transparente que suporta compressões da embala- Gráfica Rona
gem e cujo adesivo acrílico apresenta resistência (31) 3303-9999
www.ronaeditora.com.br
superior à água. Além do rótulo, os frascos tra-
zem, em seus versos, contra-rótulos que contam Grif
pequenas histórias infantis. Estes são impressos (11) 2146-1150
www.grifetiquetas.com.br
diretamente nos recipientes, por serigrafia, na
unidade de decoração da própria L’acqua di Fiori, Justblue Design
+49 (040) 386-0330
em Belo Horizonte. www.justblue.de
Como toque final, os frascos são acondicio-
nados em cartuchos da Gráfica Rona, produzidos Mega Plast
(11) 3623-2323
com papel cartão de alta gramatura da APP, que www.megaplast.com.br
trazem na face interna jogos para a criançada
se divertir. “Acreditamos que essas brincadei-
ras, assim como os outros elementos do univer- Cartuchos (acima) trazem brincadeiras
so infantil presentes nas embalagens, poderão na face interna. Frascos, por sua vez,
são decorados com rótulo auto-adesivo
aumentar nossas vendas em até 25% no prazo de e contra-rótulo serigráfico
um ano”, aposta Célia Anrelink. (AES)

www.embalagemmarca.com.br dezembro 2009 EmbalagemMarca 15


}}} tendências e perspectivas 2010

Sem ameaça de crise, o

Hora
consumo promete crescer
de forma robusta em 2010.
Está pronto o cenário para
que o Brasil utilize mais e

da melhores embalagens

retomada
N
ada mal. O ano passou longe da “Quem depende do mercado interno pode
hecatombe econômica que os mais ficar tranqüilo”, explica Juan Jensen, economis-
pessimistas previam no fim de ta e sócio-diretor da Tendências Consultoria.
2008. Com desacelerações aqui e “O cenário para o próximo ano é extremamente
ali, mas sem a recessão de outros positivo”. Já nos meses finais de 2009, sobretu-
países, todas as categorias de bens não duráveis do no momento em que a equipe de Embalagem-
tiveram bom desempenho no Brasil em 2009. Marca finalizava mais este serviço Tendências
Agora, o consenso é de que 2010 será um ano de e Perspectivas, o 11º na história da revista, esses
retomada dos níveis de consumo pré-crise – e, prenúncios pareciam estar se consolidando.
conseqüentemente, de maior movimentação em As páginas a seguir apresentam alguns fato-
projetos de embalagem. res – transformações sociais, movimentos de
Segundo dados do instituto de pesquisa mercado, hábitos de consumo e eventos – que
Euromonitor, a soma das vendas de dez catego- poderão auxiliar empresas usuárias e fornecedo-
rias-chave do varejo brasileiro, que apresentam ras a desenvolver embalagens no próximo ano.
uso intensivo de embalagens – alimentos indus- Não é uma coleção de profecias nem um pano-
trializados, refrigerantes, bebidas alcoólicas, rama infalível “do que vai acontecer”. Trata-se
limpeza do lar, cosméticos e cuidados pessoais, de uma análise, com pés no chão, de drivers
chás e bebidas quentes, pet food e cigarros – com grande probabilidade de influenciar a ativi-
atingirá um valor aproximado de 360 bilhões dade do packaging. Do que não se duvida como
de reais no ano que vem. As vendas de diversos perspectiva – e acima de tudo como anseio – é o
segmentos, em volume, deverá crescer na casa aprimoramento da qualidade do produto nacio-
dos dois dígitos. nal e suas embalagens. Sigamos em frente.

16 EmbalagemMarca dezembro 2009 www.embalagemmarca.com.br


}}} tendências e perspectivas 2010

OS
Uma seleção
de fatores que

DRIVERS
a indústria não
poderá deixar de
levar em conta no

2010
desenvolvimento
de embalagens
DE para bens não
duráveis no
próximo ano
EM BUSCA DE e melhorar a qualidade de sua cesta de compras,
o consumidor popular também recorre cada vez
VALOR PERCEBIDO mais ao balanço entre custo e benefício para
compô-la. Segundo um estudo divulgado meses

C
riar modelos de negócios sob medida para atrás pela LatinPanel, isso explica o crescimento
as classes C, D e E tornou-se uma obses- das vendas de produtos de marcas intermediárias
são para os mais diferentes setores da em diversas categorias.
economia nos últimos anos. O motivo Desse quadro é possível retirar a
é óbvio. Beneficiada pela economia, a seguinte conclusão: embora naturalmen-
base da pirâmide social brasileira, que O cenário é desafiador para as te aspirem ao consumo de marcas fortes,
aglutina 90% da população, já responde marcas líderes. Elas precisam os consumidores das classes C, D e
por 76% do consumo interno, fazendo E abraçam marcas intermediárias, de
girar 760 bilhões de reais por ano no
provar ao consumidor, sobretudo preço mais em conta, caso os produtos
País, informa o instituto de pesquisas ao de renda mais apertada, que os convençam. O cenário é desafiador
Data Popular. Dar atenção a essa massa valem a pena. Por que não fazê- para as marcas líderes. Elas precisam
de consumidores permanece como dica provar ao público, sobretudo ao de orça-
valiosa para 2010. “No ano que vem lo através de embalagens? mento mais apertado, que valem a pena.
haverá reajustes e um crescimento real “A relação entre preço e valor de produ-
da ordem de 5% no salário mínimo, ao qual a tos está mais aguda e isso vai ficar. O consumidor
renda de grande parte desse público é atrelada”, está mais consciente e mais sensível”, declarou o
aponta Juan Jensen, economista e sócio-diretor presidente mundial da Nestlé, Paul Bulcke, numa
da Tendências Consultoria. reportagem publicada no fim de setembro pelo
No caso dos bens de largo consumo, é jornal Valor Econômico. “Não adianta só dizer
importante que os fabricantes de olho na baixa que o nosso produto é bom e por isso custa 50% a
renda considerem uma atitude intensificada em mais. O produto tem de ser efetivamente percebi-
2009. Ao mesmo tempo em que deseja ampliar do como tendo mais valor para o cliente”.

18 EmbalagemMarca dezembro 2009 www.embalagemmarca.com.br


}}} tendências e perspectivas 2010

Essa sensação tem


RECARGAS EM ALTA

reprodução
se espalhado entre as
grandes empresas e já

O
provoca reações. Unile- ano de 2009 foi marcado por iniciativas
ver e Reckitt Benckiser, de peso baseadas em embalagens capazes
por exemplo, investiram de serem reabastecidas. Uma iniciativa
recentemente em cam- marcante foi a de O Boticário, que lançou uma
panhas publicitárias para abrangente linha de cuidados diários para o
comunicar ao público, corpo, a Cuide-se Bem, alicerçada em loções e
respectivamente, vanta- cremes acondicionados em frascos e potes plás-
gens de performance do ticos com opções de recarga (veja Embalagem-
Omo: campanha para
sabão em pó Omo e do tira-manchas Vanish em M arca nº 122, outubro de 2009). Outras indús-
convencer o consumidor
relação às “marcas baratas”. O crescente empa- de que é produto superior trias do setor de beleza já confirmaram projetos
relhamento tecnológico, porém, impede similares para 2010, tentando seguir a
que muitas marcas líderes se distanciem trilha de sucesso da Natura, pioneira no
da concorrência em termos de produto. O desafio de vender diante uso de refis para cosméticos no Brasil
Para estas, a embalagem pode ser o da postura mais racional dos (hoje a empresa trabalha 167 produtos
elemento de alavancagem de vendas e com opção de reabastecimento).
percepção de valor. consumidores, sobretudo Mas não é só no setor de personal
O recado é especialmente importan- daqueles menos abonados, care que as oportunidades se concen-
te para produtos líderes cujas embala- tram. O desafio de vender diante da
gens não são claramente as mais per-
continuará mantendo em 2010 postura mais racional dos consumido-
suasivas. No setor de materiais de lim- um cenário propício para o uso de res, sobretudo daqueles menos abona-
peza, por exemplo, a ascensão da Ypê, refis e embalagens retornáveis dos, continuará mantendo em 2010, de
da Química Amparo, não ocorre à toa. forma geral, um cenário propício para
Diversos frascos plásticos utilizados o uso de embalagens recarregáveis. A
por essa marca emergente são decorados com seara das bebidas, por exemplo, vive situação
in-mold, uma tecnologia de rotulagem indelével parecida. Para avançar ainda mais no mercado,
e de alta qualidade que, comparada à da concor- fabricantes regionais de refrigerantes lançaram,
rência, lhes garante exposição diferenciada no em 2009, garrafas de vidro retornáveis de uso
ponto-de-venda (veja a edição anterior de Emba- coletivo. Trinta e cinco marcas já as adotaram
lagemMarca). Há rumores de que marcas inco- e, em 2010, outras quarenta deverão fazer o
modadas com o avanço da Ypê preparam novas
embalagens para reagir em 2010. A conferir. Embalagens
recarregáveis, como
as lançadas em
fotos: andré godoy

Ypê: marca emergente com 2009 por O Boticário,


visual de primeira linha continuarão em
evidência em 2010

20 EmbalagemMarca dezembro 2009 www.embalagemmarca.com.br


mesmo. Em contrapartida, a
Coca-Cola, líder desse mer-
cado, lançou recentemente
um comercial televisivo e
até ações de venda direta
no Nordeste para refor-
çar a comunicação das
vantagens de preço de
suas garrafas retorná-
veis, reativadas há cerca
de cinco anos. Paralela-
mente, algumas engar-
rafadoras dos refrigeran-
tes da marca prometem
aumentar o uso de garra-
fas plásticas retornáveis
(a chamada Ref PET)
no Distrito Federal e no “Litrão” e retornável de
PET estão em alta no
interior paulista. mercado de bebidas
Garrafas retornáveis prome-
tem fazer barulho também no campo das cer-
vejas. Em 2009, Schincariol e Cervejaria Petró-
polis lançaram cervejas acondicionadas numa
mesma garrafa de vidro de 1 litro, para con-
correr com os “litrões” da AmBev. Criada pela
Associação Brasileira de Bebidas (Abrabe), a
garrafa é de uso livre e poderá ser adotada por
outras cervejarias. O principal apelo desse tipo
de embalagem é proporcionar melhor custo/
benefício. É, também, uma opção interessante
para o compartilhamento no consumo doméstico
(veja o tópico Encasulamento).

ReCePTIVIDADe A INOVAÇÕeS

A
té bem pouco tempo atrás era freqüente.
Diminuiu, mas ainda é possível ouvir
profissionais de marketing, consultores
e palpiteiros de plantão dizer que o brasileiro,
“por cultura”, tende a rejeitar mudanças em apre-
sentações clássicas de produtos, mantidas por
décadas. Bobagem. Episódios recentes mostram
que o consumidor nunca esteve tão receptivo a
inovações em embalagem – e esse detalhe deve
ser levado em conta por empresas que se prepa-
ram para ingressar no mercado ou que decidem
renovar linhas de produtos.
Uma prova cabal dessa predisposição do

www.embalagemmarca.com.br dezembro 2009 EmbalagemMarca 21


}}} tendências e perspectivas 2010

público a experimentar inovações em embalagem


é a ascensão do stand-up pouch. Tratado com
desdém durante anos por empresas locais, esse
modelo de bolsa plástica, capaz de manter-se em
pé, caiu no gosto do brasileiro e tem provocado
mudanças panorâmicas no varejo. Em derivados
de tomate, por exemplo, sua participação saltou Suco pronto em stand-up pouch: ineditismos como esse terão espaço em 2010
de 50 milhões de unidades, em 2005,
para aproximadamente 450 milhões em O consumidor nunca 120, agosto de 2009). São iniciativas que fazem
2008, segundo cálculos da fornecedora sentido. De acordo com o Instituto Brasileiro
Dixie Toga. Novas aplicações tentam esteve tão receptivo de Geografia e Estatística (IBGE), a presença
replicar o sucesso. Meses atrás, o stand- a inovações em do freezer nos lares brasileiros cai ano após
up pouch estreou no mercado brasileiro
embalagem – e esse ano. Sem a sanha inflacionária que durou até a
de sucos prontos graças a um projeto da década de 90, e a perda de sentido da estocagem
Shelby (ver EmbalagemMarca nº 116, detalhe deve ser levado de alimentos, o aparelho perdeu charme. Sua
abril de 2009). E já no início de 2010, em conta por empresas utilidade também vem se embotando pelo fato
segundo informações extra-oficiais obti- de os lares serem cada vez mais habitados por
das pela reportagem, o stand-up pouch
que se preparam para menos pessoas.
terá aplicações inéditas em alimentos ingressar no mercado
nacionais, inclusive em versões retor- ou que decidem renovar
table – isto é, passíveis de esterilização
por autoclave, o que o torna adequado à linhas de produtos BILHÕES EM JOGO
conservação de alimentos mais comple-

U
ma certeza para 2010 é o aquecimento das
xos, como pratos prontos, sem refrigeração.
vendas de gêneros alimentícios e bebidas
Outras soluções em embalagem que dispen-
entre o fim de junho e o começo de
sam o congelamento para a conservação de pere-
julho. É que nesse período acontecerá a Copa do
cíveis podem representar boas oportunidades
Mundo da África do Sul, na qual a seleção bra-
para a indústria alimentícia. Principal responsá-
sileira buscará o hexacampeonato malogrado em
vel pela difusão dos stand-up pouches para ato-
2006, na Alemanha. A diferença de horário entre
matados no País, a Fugini lançou em 2009 pratos
o Brasil e o país sede do próximo torneio é de
prontos em bandejas retortable, para gôndola
cinco horas, favorável ao aumento do consumo
seca (veja EmbalagemMarca nº 114, fevereiro de
– diferentemente, por exemplo, de 2002, quando
2009). Já a Camil colocou no mercado, em 2009,
a Copa na Ásia transmitida às madrugadas e
feijões prontos acondicionados em caixinhas
manhãs inibiu grandes incrementos de vendas de
longa vida retortable (veja EmbalagemMarca nº
bens não duráveis.
As empresas já estão
fotos: carlos curado – bloco de comunicação

Bandejas da preparando ou logo come-


Fugini: sem
depender de çarão a preparar edições
congelamento
A Copa do Mundo especiais de produtos e
promoções para aprovei-
irá aquecer as tar a festa de consumo
vendas de bens estimulada pela Copa.
Essa movimentação irá
não duráveis
injetar investimentos
e exigir flexi- em design e em emba-
bilidade dos lagens de tiragem limi-
tada. Neste último caso,
fornecedores de tecnologias mais flexíveis Capa de 2006 alusiva à Copa.
embalagens
Ano que vem haverá outra
sob o ponto de vista das

22 EmbalagemMarca dezembro 2009 www.embalagemmarca.com.br


escalas mínimas, como os rótulos digitais e as
embalagens flexíveis produzidas em máquinas
flexográficas de banda estreita e média, poderão
ganhar evidência como soluções providenciais
para pequenas e médias produções.

A queda no número de
A GANGORRA DO
moradores nos lares
PERFIL DOS LARES
continuará a se acentu-
ar em 2010, e os fabri-
O
número de lares com até três habi-
tantes vem crescendo ano após
ano no Brasil. Segundo a mais
cantes de bens de largo
recente edição da Pesquisa Nacional por consumo não poderão
Amostra de Domicílio (Pnad), divulgada deixar de levar esse
em setembro último pelo Instituto Brasi-
leiro de Geografia e Estatística (IBGE), fator em consideração
as residências ocupadas por uma, duas no desenvolvimento de
ou três pessoas já representam 59% dos
lares nacionais, ou 33,9 milhões de habi-
produtos e embalagens
tações. Paralelamente, a proporção de
residências com quatro ou mais moradores dimi-
nui progressivamente. Essa gangorra continuará
se movimentando em 2010, e os fabricantes de
bens de largo consumo não poderão deixar de
levá-la em consideração no desenvolvimento de
produtos e embalagens.
Já existem muitas opções de alimentos in
natura ou processados à venda no País em emba-
lagens individuais. O mercado, porém, ainda está
longe de uma saturação de oferta. Para as indús-
trias alimentícias, uma coisa é clara: valorizar
fotos: divulgação

Garrafa “baby”:
sensação do
mercado vinícola

Amaciantes em frascos de 750 mililitros (à frente): nem só os


alimentos podem atender ao público single

www.embalagemmarca.com.br
}}} tendências e perspectivas 2010

o fracionamento faz todo sentido, não só para


agarrar o chamado público single, mas também
para servir ao crescente hábito single – o con-

divulgação
sumo de porções módicas mesmo nas moradias
populosas, pelas incompatibilidades de horários
ou vontades das pessoas. No setor de bebidas, a
redução do número de habitantes por casa tem
aquecido, por exemplo, a demanda por vinhos e
espumantes em garrafas baby, cujo volume equi- Itaipava e Petra em minibarris importados: novidade da Cervejaria Petrópolis
vale ao de uma taça (veja EmbalagemMarca nº
122, outubro de 2009).
A tendência de as pessoas ficarem mais
Mas não só os perecíveis e congêneres
nos lares se deve ao aumento da renda e tam-
podem faturar em cima dessa transforma-
bém a fatores como endividamento, lei seca,
ção social. Um exemplo é dado pela Dupar.
leis antifumo, gripe suína e medo da violência.
Meses atrás a empresa lançou amaciantes de
Muitos consumidores vêm trocando as saídas
roupas voltados aos singles em frascos de
para o agito noturno por festas nos lares. O
750 mililitros, volume quase três vezes menor
“encasulamento” do consumidor é uma oportu-
que o das embalagens com que até então
nidade latente para fabricantes de bens de largo
trabalhava esse produto. Indústrias do setor

carlos curado – bloco


consumo trabalhar novos produtos e novas emba-
de cuidados pessoais não podem seguir a
lagens. Algumas empresas parecem sintonizadas
mesma trilha? A divisão de higiene
com esse movimento. Veja-se o caso da Pepsico.
e beleza da Bertin (cuja fusão
Em 2009, a empresa colocou no mercado uma
com a JBS foi um dos fatos mar-
versão do snack Baconzitos para preparo no
cantes de 2009 no campo dos
forno de microondas. Também lançou no Brasil
negócios), dona de marcas como
a Dippas, uma linha de petiscos formada por um
Ox, Neutrox e Francis, já anunciou
pacote de grande volume (170 gramas) do Dori-
estar de olho nesse público.
Dippas: convite ao tos e latas, vendidas separadamente, com molhos
compartilhamento em
reuniões caseiras para “mergulhar” o salgadinho. A embalagem
incentiva o compartilhamento do produto através
CONSUMIDOR ENCASULADO da imagem de um grupo de adolescentes e da
seguinte mensagem: “Dippe com seus amigos!”

D
e acordo com um estudo da LatinPa- No fim de novembro, a Cervejaria Petrópo-
nel, os gastos das famílias brasileiras lis lançou versões de suas cervejas Itaipava e
com alimentação dentro do lar aumen- Petra em minibarris de alumínio, para 5 litros
taram 14% no primeiro semestre de de bebida, importados da Alemanha. A Femsa
2009. No mesmo período, as despesas O brasileiro está já trazia ao Brasil uma versão similar da cerveja
com alimentação fora do lar, que nos Heineken, produzida na Europa. São embalagens
últimos anos vinham crescendo em consumindo mais com “poder agregador”, simpáticas para o consu-
proporções maiores, cresceram 10%. produtos no varejo de mo em reuniões domésticas.
Essa e outras pesquisas apontam que
auto-serviço e passa
os brasileiros passam cada vez mais
tempo em casa, o que tem provocado cada vez mais tempo em
aumento dos gastos no varejo de auto- casa. É uma oportunidade
BOM ANO PARA A
serviço. “Ao que parece, as pessoas só
para lançar produtos e
SUSTENTABILIDADE
querem sair de casa se for para abaste-
embalagens que sejam
T
cer a despensa”, declarou Ana Fioretti, ema permanente na agenda dos fabri-
cantes de bens de consumo, a susten-
diretora executiva da LatinPanel, em bem recebidas no lar do
uma reportagem veiculada no jornal tabilidade poderá se intensificar como
Valor Econômico. consumidor driver para inovações em embalagem em 2010.

24 EmbalagemMarca dezembro 2009 www.embalagemmarca.com.br


Há bons motivos para acreditar no
desenvolvimento de mais projetos

co
– blo
de embalagens ecologicamente

o
urad
mais corretas em 2010

os c
carl
Há boas razões para acreditar nisso. Um deles Pote do Cyclus Nutrycell,
é a oferta local, iniciada em 2009 pela Cargill, da Bunge, pode ser um
estopim para o maior
do Ingeo. Trata-se de um biopolímero (ácido uso do PLA no País
polilático, ou PLA) fabricado a partir
do milho nos Estados Unidos, e a
alternativa de fonte renovável ao plás-
tico mais utilizada mundo afora na
confecção de embalagens “verdes”.
Seu uso no Brasil vinha sendo freado
por demanda reprimida, que parece
estar sendo contornada.
Em 2009, a Bunge realizou a pri-
meira ação de vulto no País com o
Ingeo, adotando-o para a fabricação
dos potes de sua linha de margarinas
Cyclus Nutrycell. Introduzidas ini-
cialmente em pequena escala, essas
embalagens já são utilizadas em toda
a produção das margarinas da Bunge.
“O consumidor brasileiro está cada
vez mais informado e exigente quanto
à atuação responsável das empresas
e organizações. É preciso ir além do
discurso e oferecer a esse consumidor
opções concretas de consumo susten-
tável”, afirma a gerente de marketing
da Bunge, Rosa Nascimbeni.
Outras opções “verdes” em emba-
lagem poderão ser viabilizadas no
próximo ano. No fim de 2010 a
Braskem irá inaugurar sua fábrica de
polietileno “verde”, obtida do etanol
de cana-de-açúcar, em Triunfo (RS).
No entanto, acordos para a utilização
desse material na produção de emba-
lagens já começam a ser fechados com
a petroquímica. Johnson & Johnson e
Tetra Pak estão entre as empresas que
já acertaram contratos desse gênero
(veja Panorama desta edição). Uma
iniciativa protagonizada pela Bimbo
em 2009, em linhas de pães, deixa no

www.embalagemmarca.com.br dezembro 2009 EmbalagemMarca 25


}}} tendências e perspectivas 2010

ar, também, a possibilidade de novos lançamen-


tos com embalagens plásticas oxi-biodegradá- ESPAÇO PARA MAIS NOBREZA
veis – formuladas com um aditivo que as faz se

E
desintegrar rapidamente após o descarte. nquanto as vendas de cosmé- O potencial para
Na área de garrafas, eventos que poderão ticos sofreram violentas retra-
ções em países desenvolvidos produtos mais nobres,
causar impacto no mercado de bebidas serão
a introdução de uma nova família de garrafas por causa da crise, no Brasil elas caíram com apresentações mais
levemente, mas fecharão 2009 com
plásticas da Coca-Cola, produzidas
crescimento robusto. A diferença não
sofisticadas, vale para
parcialmente com etanol de cana
(veja a pág. 44), e a oferta, pela se deve somente ao fato de a recessão a maioria dos bens de
Saint-Gobain, de uma nova linha ter passado longe do mercado nacio- consumo não duráveis
nal. “Enquanto os produtos de luxo
de garrafas de vidro para vinhos com
são responsáveis por 30% a 40% dos nacionais
expressivo aliviamento de peso.
demais grandes mercados mundiais de
cosméticos, no Brasil esse índice não
chega a 2%”, aponta Marcel Motta, gerente de
pesquisas da Euromonitor. A conclusão é óbvia:
Embalagens oxi- há espaço para itens de personal care com mais
biodegradáveis, como
as adotadas em pães valor agregado no mercado nacional, dominado
da Bimbo, são viáveis por produtos de massa.
Um passo interessante nesse sentido foi dado
em 2009 pela Unilever com a Seda, seu carro-
chefe para o setor de xampus e condicionadores. A
empresa investiu 25 milhões de reais numa refor-
mulação total da linha, com a criação de produtos
mais elaborados e novas embalagens. “Inaugura- Seda: exemplo de
revisão de conceito
mos uma nova fase da história da marca, com um para ganhar valor
posicionamento mais premium, mas mantendo-a e imagem premium

acessível a todas as mulheres”, disse a vice-pre-


sidente de higiene e beleza da Unilever, Andréa
Rolim, à ocasião da divulgação da iniciativa.
Na verdade, o potencial para produtos mais
nobres, com apresentações mais sofisticadas, vale
para a maioria dos bens de consumo não duráveis
nacionais. Não há dúvida de que existe mercado
para eles. Atestados disso são os sucessos de
bebidas superpremium nacionais lançadas recen-
temente, como cachaças – entre elas a Reserva
51, da Cia. Muller, e a Ypióca Rio, da Ypióca – e
conhaques – como aqueles criados pela Casa Val-
duga. São produtos apresentados em embalagens
luxuosas e que, a despeito dos preços elevados,
invariavelmente superam as metas de vendas dos
fabricantes.
paNoraMa }}} MoViMentação no Mundo das eMBalagens e das Marcas

CARTONADAS ASSÉPTICAS

Sustentabilidade pela boca


PRÊMIO

Tetra Pak terá tampas de plástico “verde” da Braskem


Oito conquistas no WorldStar
Embalagens brasileiras faturam troféus da WPO
confirmado: a tetra pak

fotos: divulgação
dará o primeiro passo de dez inscrições brasileiras, oito faturaram troféus na
para a utilização do edição de 2009 do Worldstar, o prêmio de embalagem
polietileno “verde” da realizado anualmente pela organização Mundial de
Braskem, produzido a embalagem (Wpo). no total, 237 projetos, de 35 países,
partir de etanol de cana- disputaram o concurso, que premiou 129 embalagens.
de-açúcar, no campo das para ter direito a concorrer ao Worldstar, projetos
embalagens de bebidas. devem primeiro conquistar um prêmio de embalagem de
no acordo sacramentado expressão em seus países de origem – no Brasil, exemplos
pelas empresas, em 2011 são o PRÊMIO EMBALAGEMMARCA – GRANDES CASES DE
a Braskem começará a EMBALAGEM, o prêmio de design da associação Brasileira
fornecer 5 000 toneladas de embalagem (abre) e o prêmio embanews.
de polietileno “verde” o júri, formado por representantes de entidades de classe
para a tetra pak produzir da indústria mundial de embalagens, se reuniu para avaliar
tampas e lacres para as inscrições em colombo, no sri lanka, entre os dias 16
suas caixinhas longa e 20 de novembro. a cerimônia de entrega dos troféus
vida. o volume equivale será feita em pequim, na china, em evento com data a ser
a pouco mais de 5% da confirmada entre os meses de maio e junho de 2010. Veja
atual demanda mundial as embalagens nacionais laureadas pela Wpo.
de polietileno da tetra
pak. “esse projeto- Cerca de 5% dos fechamentos da Tetra Pak
serão de polietileno de cana a partir de 2011 Hot pocket pizza
piloto representa um Vencedor: sadia
marco em nossa trajetória
rumo à sustentabilidade e as empresas não divulgaram
assinala nosso compromisso valores do contrato futuro. porta Club social
de encontrar novas formas situada em triunfo, no rio Vencedor: Metalgráfica itaquá
para utilização de materiais grande do sul, a primeira
renováveis em nossas planta de polietileno “verde”
embalagens cartonadas”, da Braskem irá iniciar pote de pLa da margarina Cyclus
afirmou o presidente e ceo operações no último Vencedor: Bunge alimentos
da tetra pak, dennis Jönsson. trimestre de 2010.
reserva 51
Vencedor: Brasilgrafica
O NÚMERO

9,5%
Leite Ninho UHt
Vencedor: pande design solutions

Whiteness Hp blue
Vencedor: design inverso
Foi o quanto cresceu a reciclagem de PET no Brasil em 2008.
De acordo com números divulgados em novembro pela
Associação Brasileira da Indústria do PET (Abipet), a atividade Color scents
reprocessou 253 000 toneladas do material no ano passado, Vencedor: Wheaton Brasil
contra 231 000 toneladas em 2007. O volume corresponde a
fonte: abipet - novembro 2009

54,8% do total de novas embalagens produzidas no mesmo


período. Segundo a Abipet, há condições para o índice crescer. blade N.o. Explode
A coleta seletiva ainda é deficiente e a indústria de reciclagem Vencedor: lavezzo
de PET registra ociosidade de 20%.

28 EmbalagemMarca dezembro 2009 www.embalagemmarca.com.br


Edição: GUILHERME KAMIO  guma@embalagemmarca.com.br

PRÊMIO

Reconhecimento de classe
Duas indústrias do setor de embalagens ganham prêmio da CNI
lançado para distinguir inovações e ficou em terceiro lugar na categoria
boas práticas industriais, o prêmio cni, design (Micro e pequenas indústrias)
da confederação nacional da indústria, pelo projeto de uma tampa flip-top com
consagrou dois projetos do setor de duas travas, para impedir o manuseio
embalagens em sua edição de 2009. por crianças, e construção em uma
a fabricante catarinense de rótulos só peça. a inovação, desenvolvida
Baumgarten faturou o segundo lugar pela clever pack, empresa originada
na categoria inovação e produtividade da Bauen, foi mostrada numa edição
(modalidade Médias e grandes anterior de EMBALAGEMMARCA (nº 122,
indústrias) com o catraflex. trata-se outubro de 2009).
de um equipamento desenvolvido
para facilitar a retirada de rolos das
rebobinadeiras e a transferência para
as máquinas revisoras. inspirada em
catracas (daí o nome), a invenção
praticamente elimina o esforço físico dos
operadores nessas tarefas, e permite
que a Baumgarten entregue bobinas
com mais rótulos a seus clientes. Hoje,
a convertedora tem módulos catraflex
instalados em sete máquinas revisoras. Tampa childproof de uma só peça:
por sua vez, a carioca Bauen plásticos projeto premiado da Bauen Plásticos

Ronaldo Baumgarten Junior, da Baumgarten (centro) recebe prêmio de Armando Monteiro Neto,
presidente da CNI, e Alcantaro Corrêa, presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc)

DESIGN

Uma M Design para PMEs


Agência cria nova empresa para atender clientes menores
criadora costumeira de embalagens por funcionários seniores da agência
e identidades visuais para grandes paulistana. “a equipe trabalhará de
empresas como Johnson & Johnson, forma independente e em local separado
nestlé, J. Macêdo, aché e schincariol, da empresa-mãe”, explica tadeu
a M design se prepara para inaugurar Matsumoto, diretor geral da M design.
uma divisão dedicada ao atendimento de com a iniciativa, Matsumoto espera não
pequenas e médias empresas (pMes). apenas atender clientes de forma mais
Batizada de M Júnior, a empresa será abrangente, mas também contribuir para
formada por estagiários tutelados a formação de novos profissionais.

www.embalagemmarca.com.br dezembro 2009 EmbalagemMarca 29


}}} higiene pessoal e beleza

A embalagem faz a massagem


Tampa especial garante facilidade de aplicação a loção firmadora anticelulite

U
ma parceria entre a fabri-
cante de bisnagas plásticas
C-Pack e a Seaquist Closu-
res, fornecedora de soluções
Tampa aplicadora, repleta de
em fechamento, permitiu à saliências, ajuda a consumidora a
Avon se destacar frente à concorrência no massagear a pele após a aplicação da
loção firmadora acondicionada no tubo
mercado brasileiro de loções firmadoras

fotos: carlos curado – bloco comunicação


anticelulite através de uma embalagem com
um engenhoso sistema de aplicação embuti-
do. Trata-se de uma bisnaga dotada de uma
tampa plástica que também atua como massa-
geador, potencializando o efeito do produto. A
novidade, batizada de Soft & Firm e integrante
da linha Skin So Soft de cuidados com a pele,
tem como alvo as mulheres que dispensam
sessões de drenagem linfática em clínicas de
estética, preferindo tratar-se em casa.
Injetada em polipropileno, a tampa apresen-
ta em seu topo um elemento achatado repleto de
saliências que ajudam a massagear a pele. No
centro dessa peça há um orifício de saída, que
só permite a vazão do produto após uma suave Unidos há pelo menos um ano. Para transformar
rotação, que faz o dispositivo de massagem se a loção em um produto global, a Avon articulou
levantar, gerando uma passagem para a loção uma política de aquisições regionais das bisnagas
acondicionada na bisnaga. O conjunto aplicador é e utilização de uma única fonte para a tampa. Ela
protegido por uma sobretampa translúcida, que se foi projetada e é fabricada pela filial da Seaquist
prende à base da tampa por meio de um sistema Closures da República Tcheca, sendo exportada
de travas de encaixe lateral. para os mais de 100 mercados em que a multi-
nacional americana atua. O Brasil é o hub para
Encaixe perfeito o produto na América do Sul: com bisnagas da
O principal desafio do projeto da embalagem da C-Pack e a tampa importada, a Avon local realiza
nova loção firmadora da Avon foi o de garantir um o envasamento da loção e a exporta para Colôm-
encaixe adequado da tampa ao tubo, produzido bia, Argentina e Venezuela.
em polietileno extrudado. O diretor comercial da Vale registrar que a subsidiária brasileira da
C-Pack, Fábio Yassuda, revela que transcorreram Seaquist Closures afirma deter tecnologia para
dez meses entre a confecção do ferramental-piloto produzir o mesmo modelo de tampa massagea-
para a terminação da bisnaga e os ensaios finais de dora importado da unidade tcheca pela Avon. De
união dos componentes. “Tudo foi feito para que acordo com Mirelle Orpinelli, analista de marke-
C-Pack
a estrutura do ombro do tubo proporcionasse o (11) 5547-1299
ting da Seaquist Closures Brasil, o fornecimento
que chamamos de perfect fit, ou seja, um encaixe www.c-pack.com.br local só não ocorre pela escolha da matriz da Avon
perfeito com a tampa”, comenta o executivo. de concentrar a fabricação do fechamento na
Seaquist Closures
Embora seja um lançamento no Brasil, o Soft (11) 4143-8900 Europa. “Foi uma decisão puramente estratégica”,
& Firm é comercializado na Europa e nos Estados www.seaquistclosures.com diz a profissional. (AES)

30 EmbalagemMarca dezembro 2009 www.embalagemmarca.com.br


}}} DATAS

Muita história para contar


Natura completa quarenta anos colecionando diversas inovações em embalagem

O
Brasil vivia um cenário político conturbado em a empresa decidiu se concentrar nas vendas diretas, modelo
1969. Era uma época de poucas certezas. Luiz de negócios com o qual se consolidou e progrediu até ganhar
Seabra tinha uma: a de que cosméticos preparados a atual musculatura. Ao completar quarenta anos de vida, este
com ativos naturais teriam espaço no mercado ano, a Natura ostenta uma receita líquida de quase 4 bilhões de
nacional. Com capital inicial equivalente ao valor reais e conta com nada menos que 1 milhão de consultores e
de um fusca, o empresário fundou a Natura em um pequeno consultoras no País.
prédio de fundos no bairro da Vila Mariana, em São Paulo. No A Natura é importante na história da indústria nacional em
ano seguinte, abriu sua primeira loja, na hoje badalada Rua diversos sentidos. Foi a principal impulsionadora do uso de
Oscar Freire, também na capital paulista. Só a partir de 1974 componentes genuinamente brasileiros na formulação de pro-

Uma trajetória visual da Natura


Veja fatos e embalagens marcantes nos quarenta anos da empresa
1969 1970 1974 1979 1981 1983
Natura é fundada em São Paulo, já Abre sua Opção pelas vendas diretas e surgimento Faz sua primeira Fundadores da Sève, da L’arc
iniciando atividades com produtos primeira loja, das Consultoras Natura. Fundação da incursão no mercado Natura criam en Ciel, inaugura
que exploram ativos naturais na capital Pró-Estética, internacional, através a L’arc en Ciel, a categoria
paulista distribuidora de de um distribuidor fabricante de de óleos
produtos Natura. no Chile. Guilherme maquiagem e perfumados para
Lançadas as linhas Peirão Leal cria a perfumes banho no Brasil.
Poliplant, Vitaplant Meridiana, mais A embalagem,
e Revigonat, que uma distribuidora de um frasco
se fariam grande produtos Natura de vidro, faz
sucesso enorme sucesso

1986 1989 1991 1993 1998


Surgimento da linha de produtos anti- Natura, L’Arc en Ciel, Pró-Estética Natura Lançada a linha Natura Mamãe e Bebê. Frasco Lançada a linha Natura Criança,
sinais Chronos e da linha Bothânica de e Meridiana se fundem em uma inaugura o tem formato que remete ao corpo de uma mulher cujo conceito inovador de
cuidados com o corpo nova Natura, a maior empresa de Centro de grávida, tampa twist open e acabamento soft embalagem interativa, com cartuchos
cosméticos do Brasil. Surge uma Distribuição touch. Embalagem ganha prêmio WorldStars, da se transformando em brinquedos,
nova logomarca para marcar a de Santo Organização Mundial de Embalagem (WPO) faturou um prêmio WorldStars
transição Amaro
(SP), que
permanece
em
operação
até 2001

2004 2005 2006 2007


Abertura de Inauguração da Início da venda direta e Inauguração da primeira fábrica fora do
capital na Casa Natura em inauguração de laboratório Estado de São Paulo, em Benevides, no
Bolsa de Paris. Alessandro de pesquisa na França. Pará. Inauguração da tabela ambiental:
Valores de Carlucci assume Lançamento da Natura inspirada na tabela nutricional de
São Paulo a presidência da Diversa, primeira linha de alimentos, empresa estampa informações
(Bovespa) Natura, cargo maquiagem com refil no sobre o ciclo de vida das embalagens.
que ocupa até Brasil. Colônia lizam tiras e Óleos trifásicos Natura Ekos ganham
hoje histórias em quadrinhos nos embalagens produzidas em 30% com PET
cartuchos reciclado

32 EmbalagemMarca dezembro 2009 www.embalagemmarca.com.br


dutos de beleza. Provou que uma empresa local poderia
concorrer com multinacionais numa área marcada por
pesquisa e desenvolvimento de alta intensidade. E tam-
bém foi responsável por introduzir sucessivas inovações
no modo de acondicionar produtos, tornando-se uma refe-
rência no campo do packaging.
“Embalagem é fundamentalmente expressão de estilo,
aquilo que dá a identidade da empresa”, definiu Luiz Sea-
bra numa entrevista concedida a EmbalagemMarca (nº 67,
março de 2005). Nesse sentido, adoções pioneiras de refis
e de matérias-primas recicladas ou de fonte renovável para
a produção de invólucros, entre diversas outras iniciativas,
ajudaram a demonstrar a preocupação da empresa em ser
engajada na sustentabilidade e no bem-estar social. Hoje,
não à toa, a Natura é top of mind como empresa “verde” e
é respeitada internacionalmente. Não é pouco.

1984
Ano movimentado. Linha
Somma (à esquerda)
utiliza o primeiro refil para
um cosmético no Brasil.
Xampus também ganham
refis. Sabonete Líquido
Erva-Doce (à direita) marca
a primeira utilização de uma
válvula pump em um produto
para as mãos no País

1999 2000 2001 2003


Nova Linha Natura Ekos é lançada em embalagens de design despojado Implantação Implantação do Projeto de Avaliação
logomarca é e uso simplificado de materiais. Linha Natura Fotoequilíbrio do de Ciclo de Vida das embalagens.
criada adota a primeira tampa anti-areia do mercado brasileiro para a programa de Apresentações do Natura Ekos Perfume
categoria de protetores solares. Frasco do produto, com orientação Certificação do Brasil e da Água de Banho Breu
invertida (upside down), também fatura prêmio da WPO de Ativos Branco são destaques. A primeira pelo uso
Florestais e pioneiro de uma embalagem secundária de
inauguração cerâmica em perfumaria. A segunda pelo
do Espaço frasco de PET em formato de cuia. Surge
Natura também a linha TodoDia de cuidados para
Cajamar o corpo, com produtos acondicionados em
embalagens que imitam jarras de leite

2008 2009
Neutralização das emissões de carbono. Linha de Natura comemora quarenta anos e
perfumes Natura Amor América tem embalagem a marca de 1 milhão de consultoras.
em forma de jarros e potes de povos andinos. Linha Empresa reedita produtos clássicos.
infantil Natura Naturé inova com frascos arredondados, Redesign das embalagens da linha
tampas em formato de torneira e cartuchos que viram de maquiagem Natura Aquarela:
brincadeiras embalagens passam a ser feitas com uma
mistura de materiais sintéticos (resinas
plásticas) e orgânicos (casca de madeira)

www.embalagemmarca.com.br dezembro 2009 EmbalagemMarca 33


}}} cuidados pessoais

fotos: divulgação
Números da sorte
Protetores solares regionais fazem sucesso ao escancarar o FPS nas embalagens

D
epois de atuar por quase uma déca- pelo público nas lojas”, diz o designer Ludger Perfect Sun: destacar
fator de proteção em
da no abastecimento de farmácias Tamaoki, da Brainbox Design, agência responsá- detrimento da marca foi a
com cosméticos de terceiros, a vel pela criação das artes dos rótulos. saída para causar impacto
com frascos standard
Apex Distribuidora decidiu lançar O realce ao FPS não foi somente uma forma
uma linha exclusiva de protetores de entrar em sintonia com um hábito dos consu-
solares para tentar aumentar o faturamento. A midores. Foi a saída encontrada pela Brainbox
empresa fechou acordo para trabalhar loções Design para causar impacto nas gôndolas, já que
fabricadas por um cliente – a paranaense Nutri-
phitos, dona das marcas Kendra e Amazônia
Natural – e criou uma marca própria para tra- O Boticário também privilegia o FPS
balhá-las. Lançada em junho de 2008 em Santa Antecipando-se à chegada do verão, lateral que facilita o manuseio. Foi cria-
Catarina, a família de fotoprotetores Perfect Sun O Boticário investiu no redesign das do pela a10 Design e moldado pela AB
logo se tornou um hit regional, ofuscando as embalagens de sua linha Golden Plus Plast. Por sua vez, os protetores sola-
vendas das marcas líderes de mercado. Boa parte de proteção solar. Os rótulos dos pro- res faciais são apresentados em bisna-
dutos passam a dar maior destaque gas da C-Pack. Outra novidade da linha
do mérito pelo sucesso coube às embalagens
ao fator de proteção solar (FPS). “Ao é que a maioria dos itens passa a ser
adotadas, cujo design gráfico foge do padrão
entrar na loja, o consumidor poderá comercializada sem cartuchos de papel
visual da categoria.
achar o seu protetor com facilidade”, cartão. “Serão toneladas de material
Diferentemente dos rótulos dos demais prote- diz Priscila de Holleben, gerente de de embalagem economizadas, o que
tores solares do mercado, que destacam logomar- produto responsável pela linha Golden mostra nossa consciência ambiental”,
cas, os rótulos da linha Perfect Sun apresentam Plus. Os protetores, os bronzeadores e afirma Priscila. Um dos best-sellers da
o fator de proteção solar (FPS) como principal o gel pós-sol que compõem a linha são fabricante, a linha Cuide-se Bem, já
elemento gráfico. Os números – 2, 4, 15, 20, 30 agora acondicionados em um frasco era comercializada sem embalagens
e 50 – saltam aos olhos, facilitando, no ponto- ergonômico, com uma onda secundárias.
de-venda, a escolha da versão desejada pelo
consumidor. “Essa inversão de valores foi inspi-
rada por pesquisas, que detectaram que o nível
de bloqueio solar é a informação mais procurada

34 EmbalagemMarca dezembro 2009 www.embalagemmarca.com.br


o cliente não tinha condições de investir em um olhá-lo com atenção – e aí o contato com a marca
molde exclusivo, tendo de recorrer a um frasco é estabelecido.”
standard (soprado em polietileno de alta densida- A diagramação inusitada dos rótulos garantiu
de por um fornecedor cujo nome a Apex prefere aos produtos Perfect Sun uma imagem de qua-
não divulgar). “Destacar a marca do cliente não lidade, contribuindo para que as vendas supe-
diferenciaria o produto em nada”, diz Tamaoki. rassem em 65% a expectativa inicial da Apex.
“O layout minimalista e despojado do rótulo, no Hoje, a linha já é distribuída para mais de a10 Design
(11) 3845-3503
entanto, instiga o consumidor a pegar o produto e 1 200 pontos-de-venda em Santa Catarina, sendo www.a10.com.br
encontrada em mais de 90% das farmácias
daquele Estado. “Muitos revendedores ficaram AB Plast
(47) 3451-9106
tão impressionados com as embalagens que www.abplast.com.br
decidiram trabalhar somente com a marca líder
Brainbox Design
(Sundown, da Johnson & Johnson) e a nossa”,
(41) 3018-1695
conta a gerente de marketing da Apex, Fabiana www.brainboxdesign.com.br
Deggerone.
C-Pack
Graças ao bom desempenho, a empresa (11) 5547-1299
ampliou a linha com uma versão para crianças, www.c-pack.com.br
um protetor labial e um gel hidratante pós-sol,
e prepara a introdução da marca nos merca-
dos paulista e fluminense. “Também pudemos
Protetores solares da Apex já estão em mais de 90% das
começar a investir em campanhas publicitárias”,
farmácias catarinenses, onde rivalizam com a marca líder comemora Fabiana. (GK)

www.embalagemmarca.com.br dezembro 2009 EmbalagemMarca 35


}}} agenda

Programe-se para 2010


O próximo ano será recheado de feiras, congressos e outros eventos
ligados direta ou indiretamente à indústria de embalagens. Prepare-se
Package Semana Int.
PCD Upakovka/ Packaging Design & de Embalagem,
Congress Upak Italia Innovations Development Summit Impressão e Logística
26 e 27 de janeiro 26 a 29 de janeiro 24 e 25 de fevereiro
2 a 4 de março 8 a 12 de março
Paris, França Moscou, Rússia Birmingham, Inglaterra
Clearwater Beach, EUA São Paulo, Brasil
www.pcd-congress.com www.upakovka-upakitalia.com www.easyfairs.com
www.bnpevents.com www.semanainternacional.com.br

Ciclo de Conhecimento
Aerosol Embala
Argenplás Fórum Rotulagem e
Forum Minas Decoração de Embalagens
22 a 26 de março
9 e 10 de março 6 a 9 de abril
Buenos Aires, Argentina 15 de abril
Paris, França Belo Horizonte, Brasil
www.argenplas.com.ar São Paulo, Brasil
www.aerosol-forum.com www.greenfield-brm.com
www.ciclodeconhecimento.com.br

Global Total Beijing


Expo FCE Pharma/
Pouch Forum Processing International
Alumínio FCE Cosmetique
11 a 13 de maio & Packaging Packaging Fair
18 a 20 de maio 25 a 27 de maio
Clearwater Beach, 25 a 27 de maio 2 a 4 de junho
São Paulo, Brasil São Paulo, Brasil
Estados Unidos Birmingham, Inglaterra Pequim, China
www.expoaluminio.com.br www.fcecosmetique.com.br
www.bnpevents.com www.totalexhibition.com www.chipf.com.cn

Fispal Ciclo de Conhecimento


Expo Pack ExpoPrint
Tecnologia Seminário “Produzir no Brasil”
22 a 25 de junho 23 a 29 de junho
8 a 11 de junho 10 de agosto
Cidade do México, México São Paulo, Brasil
São Paulo, Brasil São Paulo, Brasil
www.expopack.com.mx www.expoprint.com.br
www.fispal.com www.ciclodeconhecimento.com.br

Congresso
Embala Labelexpo
Interplast TecnoBebida Brasileiro de Feitintas
Nordeste Americas
23 a 27 de agosto 14 a 16 de setembro Embalagem 22 a 25 de setembro
23 a 26 de agosto 14 a 16 de setembro
Joinville, Brasil São Paulo, Brasil 22 e 23 de setembro São Paulo, Brasil
Olinda, Brasil Chicago, Estados Unidos
www.interplast.com.br www.tecnobebida.com.br São Paulo, Brasil www.feitintas.com.br
www.greenfield-brm.com www.labelexpo-americas.com
www.abre.org.br

Pack Expo
Pack, K
Tokyo Pack International
Print & Sign 27 de outubro
5 a 8 de outubro 31 de outubro a 3 de
19 a 22 de outubro a 3 de novembro
Outubro Tóquio, Japão novembro
Joinville, Brasil Düsseldorf, Alemanha
São Paulo, Brasil www.tokyo-pack.jp Chicago, Estados Unidos
www.eurofeiras.com.br www.k-online.de
www.grandescases.com.br www.packexpo.com

Ciclo de Conhecimento Packtech


Fórum Tendências Emballage PackPlus
India
& Perspectivas 2011 22 a 25 de novembro 3 a 6 de dezembro
18 a 20 de novembro
10 de novembro Paris, França Nova Déli, Índia
Mumbai, Índia
São Paulo, Brasil www.emballageweb.com www.packplus.in
www.packtech-india.com
www.ciclodeconhecimento.com.br

36 EmbalagemMarca dezembro 2009 www.embalagemmarca.com.br


}}} celulÓsicas

Reciclados em alta
Lançamento da Suzano am
plia
de papel cartão produzidas opções de uso de embalagens
a partir de aparas

H
á algum tempo consol
idados na está em tor
condição de papéis par no de 15% atualmente.
a escrever Ibema não A paranaense
e imprimir, ultimament inf orma sobre a existência
e os pro- nios desse de convê-
dutos celulósicos recicl gênero, mas enfatiza ter
ados vêm recentement con quistado
conquistando crescente e para a cadeia de custód
espaço no suas marca ia de todas
campo das embalagens, s de papel cartão, entre ela
na forma de papel car- s o recicla-
tão. Na esteira da adoção do Ibemapack Plus, o sel
de cartuchos destina- o FSC.
dos ao acondicionament O logotipo com as inicia
o de diferentes tipos de is do Forest Stewar-
produtos de marcas renom dship Council, ou Conse
adas, como Natura, O lho de Manejo Florestal,
Boticário e Pão de Açúca em português, é hoje o sel
r, entre outras, suce- o verde mais reconhe-
dem-se lançamentos de cido em todo o mundo.
cartões reciclados com a Co m o aumento da pro-
grife de grandes fornecedo dução – e do consumo –
res. o uso de embalagens de
Ocorre que o apelo da papel cartão reciclado ten
sustentabilidade tem de a se tornar cada vez
estimulado o lançamento mais popular também no
de produtos e de emba- Brasil, onde já ocupa
lagens revestidos de con expressivo espaço. (FP)
otação amigável ao
meio ambiente, o que
por sua vez incentiva a
oferta de materiais que
possam preencher essa
brecha. Nessa tendência
, depois da Papirus, com O que há no mercado
o Vitacarta, e da Ibema,
com o Ibemapack Plus, Variedades de papel cartão
a Suzano Papel e Celulose reciclado
colocou recentemente ofe recidas pelos fabricantes
no mercado seu papel nacionais
cartão reciclado, com a
marca Reciclato, já consag
rada como o primeiro
a ser produzido 100% a
partir de aparas reapro-
Ibema
veitadas no Brasil. Comp Marca: ibema pack plu
osto por 70% de aparas s
pré-consumo e por 30% Gramaturas (g/m2): 200
de aparas obtidas após o , 225, 250, 275, 300,
uso, o novo papel cartão 325 e 350
está sendo disponibili-
zado, inicialmente, na gra
matura 325 gramas por
metro quadrado (ver quad Papirus
ro).
Girando em torno do
eixo da sustentabili- Marca: Vitacarta
dade, os fabricantes de
papel promovem ações Gramaturas (g/m2): 210
, 250, 300, 350 e 375
direcionadas a garantir
o suprimento de aparas
pós-consumo. A Suzano,
por exemplo, tem acor- Suzano
do com oitenta cooperati
vas de catadores, bene- Ma rca: reciclato
ficiando mais de 16 000
pessoas com o projeto Gr am atura (g/m2): 325 (outra
de reciclagem de papel. s gramaturas
Na Papirus, o projeto do sob consulta)
papel cartão reciclado, ian
ugurado em 2005 com
a linha Vitacarta, trabal
hava inicialmente com
três cooperativas daquel
e tipo de profissionais; Ibema
hoje tem mais de trinta Papirus
cadastradas. O volume (41) 3240-7400 (11) 2125-3900
Suzano Papel
de aparas obtidas nessa www e Celulose
origem, que era de 2%, .ibem a.co m.b r www.papirus.com 0800-0555100
www.suzano.com.br

www.embalagemmarca.com.br dezembro 2009 EmbalagemMarca 37


}}} alimentos

Um requeijão sui generis


Copo diferente dá destaque a especialidade feita pela Kraft, mas da marca Sadia

Q
uem perdeu ou ignorou o acaba criando “paredes” ao longo de sua ras. Os copos são entregues já rotulados
noticiário no fim de 2008 estrutura cônica. à fábrica da K&S Alimentos, localizada
ficará confuso ao conferir A silhueta assimétrica foi uma pro- em Curitiba.
as entrelinhas do rótulo do posta da Dixie Toga, fornecedora que A tampa plástica, também moldada
mais novo requeijão cre- aprofundou sua atuação no mercado pela Dixie Toga, é outro destaque do pro-
moso do mercado. Nelas se lê que o de embalagens para requeijões com a jeto. Ela apresenta um desenho ondulado
produto, da marca Sadia, é “fabricado compra da Huhtamaki, sacramentada há em suas bordas, detalhe que demandou
pela Kraft Foods Brasil para a K&S Ali- cerca de quatro meses. “Era o que pro- “cuidados especiais no desenvolvimen-
mentos”. Vale recapitular. A K&S é uma curávamos: um pote que agregasse valor to”, diz a equipe da K&S, sem entrar em
joint-venture entre Sadia e Kraft Foods, ao produto e que fosse sinônimo de ino- detalhes. Além disso, a peça apresenta
firmada em setembro do ano passado, vação e diferenciação na gôndola, pois cor dourada, que “combina” com matizes
dedicada ao negócio de queijos proces- o novo requeijão é de alta qualidade”, trabalhadas no rótulo, devido à utilização
sados. E um dos primeiros frutos dessa explica a K&S Alimentos, que atendeu de um masterbatch especial em sua trans-
aliança é justamente o requeijão que à reportagem de EmbalagemMarca por formação (a fabricante não revelou o
acaba de ser lançado. A novidade prome- meio de um time de porta-vozes. nome do fornecedor). Na visão da K&S,
te fazer barulho não só por representar o dourado será capaz de atrair a atenção
o ingresso de uma marca de peso no Rotulagem: uma etapa crítica do consumidor, facilitando as vendas nos
mercado, mas também pela embalagem O desenho inusitado do copo, termofor- balcões refrigerados do varejo.
– um copo plástico diferente daqueles da mado em polipropileno, tornou crítica a Sobre vendas, aliás, o requeijão Spe-
concorrência. etapa de aplicação do rótulo auto-adesivo ciale ainda é comercializado exclusiva-
Batizado como Speciale, a rubrica da projetado para a embalagem – confeccio- mente na Grande São Paulo. Nas pró-
família de produtos premium da Sadia, o nado pela Gráfica Espírito Santo em um ximas semanas, sua distribuição será
novo requeijão é acondicionado em um formato de trapézio irregular, parecido a ampliada para atender às demais pra-
copo desprovido do tradicional formato um avental. Para viabilizar o processo, a ças brasileiras. (GK)
cônico-esférico que impera na categoria. unidade paranaense de rígidos da Dixie
Dixie Toga Gráfica Espírito Santo
Embora tenha boca circular, o recipiente Toga (antiga Huhtamaki) precisou fazer (11) 2928-9200 (27) 3212-7800
apresenta base quadrada, detalhe que adaptações não reveladas em rotulado- www.dixietoga.com.br www.graficaes.com.br
cação
o comuni
do – bloc
rlos cura

Copo de base
quadrada e boca
fotos: ca

redonda (veja o
detalhe à direita)
impôs desafios
à rotulagem com
“avental” auto-
adesivo

38 EmbalagemMarca dezembro 2009 www.embalagemmarca.com.br


Temas dos eventos 2010 Seminário Estratégico
10/8/10

Lançado em 2008, o Ciclo de Conhecimento – programa “Produzindo no Brasil”


permanente desenvolvido para a análise e a difusão de • Público-Alvo: Profissionais com
informações relacionadas à cadeia de embalagens – chega poder de decisão atuantes em
ao terceiro ano com três novos movimentos. diferentes elos da cadeia de em-
A seguir, um breve resumo do escopo de cada um deles. balagens – dos fornecedores de
Para mais informações, solicite uma visita de um de nossos matéria-prima aos end-users
representantes, pelo telefone (11) 5181-6533, ou pelo e-mail • Data: 10 de agosto de 2010
• Horário: das 8h00 às 17h00
ciclo@embalagemmarca.com.br.
• Local: Espaço Apas (Rua Pio XI,
1200, São Paulo, SP)
• Objetivo: Oferecer oportunidade
Fórum “Rotulagem e para que as empresas integrantes

Decoração de embalagens” 15/4/10 da cadeia de valor da embalagem


possam buscar, em conjunto, ma-
• Público-Alvo: Profissionais ligados neiras de impedir que a produção
às áreas de desenvolvimento de de itens de suas linhas passem a
ser produzidos fora do Brasil.
embalagens e marketing na indús-
tria fabricante de bens de consumo
não duráveis, designers de emba-
lagens e fornecedores dessa cadeia Fórum “Tendências e Perspectivas: 10/11/10
produtiva.
• Data: 15 de abril de 2010 Embalagens para as classes C e D”
• Horário: das 8h00 às 12h00 • Público-Alvo: Profissionais ligados às áreas de desenvol-
• Local: Centro Brasileiro Britânico vimento de embalagens e marketing na indústria fabri-
(Rua Ferreira de Araújo, 741, São cante de bens de consumo não duráveis, designers de
Paulo, SP) embalagens e fornecedores dessa cadeia produtiva.
• Objetivo: Auxiliar as empresas usuá- • Data: 10 de novembro de 2010
• Horário: das 8h00 às 12h00
rias de embalagem e as agências de
• Local: Centro Brasileiro Britânico
design a entender quando, e em
(Rua Ferreira de Araújo, 741, São Paulo, SP)
que circunstâncias, um sistema
• Objetivo: Discutir estratégias de embalagem que
de decoração pode ser mais ade- possam apoiar as empresas fabricantes de bens de
quado do que outro, oferecendo consumo a dirigir seus produtos, com sucesso, às classes
um panorama das opções disponí- menos favorecidas economicamente.
veis, explicando suas principais ca-
racterísticas e comparando-os entre
si. Outros pontos abordados serão Para associar sua marca
proteção de marca e os avanços
a esses eventos, ligue
da impressão digital.
para (11) 5181-6533,
ou mande um email para
ciclo@embalagemmarca.com.br
paINEL GrÁFICo }}} Mercado de conVersão e iMpressão de rÓtulos e eMBalagens

Dois troféus para uma idéia iluminada


Estojo do PRÊMIO EMBALAGEMMARCA leva Fernando Pini em duas categorias
foram anunciados, no dia 24 de so projeto que conta com leds (ini-
novembro, os vencedores do prêmio ciais de diodos emissores de luz, em
fernando pini, organizado pela inglês) que iluminam a peça, feita de
associação Brasileira da indústria vidro, quando a caixa é aberta. o sis-
gráfica (abigraf) e pela associação tema de fechamento, composto por
Brasileira de tecnologia gráfica uma placa de aço presa por ímãs,
(aBtg). o estojo desenvolvido pela é também inovador. a embalagem
antilhas para acomodar o troféu do conta ainda com áreas em papel
PRÊMIO EMBALAGEMMARCA – GRANDES metalizado e outras com aplicação
CASES DE EMBALAGEM 2008 ganhou de vernizes especiais.

studio ag – andré godoy


em duas categorias: inovação outros vencedores do prêmio
tecnológica – complexidade técnica fernando pini na área de embalagem
do produto, e acondicionamento – estão listados no quadro abaixo.
embalagens sazonais. Veja a lista completa dos laureados
É um importante aval a um engenho- em www.fernandopini.org.br.
CATEGORIA PRODUTO CONVERTEDOR
Rótulos convencionais sem efeitos especiais Cerveja Petra Kloster Bier, da Cervejaria Petrópolis Gráfica Rami
Rótulos convencionais com efeitos especiais Licor Amarula Fino, da Distillerie Stock do Brasil Brasilgrafica
Rótulos auto-adesivos sem efeitos especiais Vinho Cabernet Sauvignon Le Bateleur, da Vinicola Goes e Venturini Degrafica Impressos
Rótulos auto-adesivos com efeitos especiais Queijo Provolone Ipar, da Fabrica de Laticinios Jose Luiz Ipar Degrafica Impressos
Embalagens semi-rígidas sem efeitos Snack’s, da Doux Frangosul Rosset Artes Gráficas
Embalagens semi-rígidas com efeitos Cartuchos Talento Nuts, da Chocolates Garoto Brasilgrafica
Embalagens semi-rígidas com efeitos especiais Cartucho Smirnoff Black, da Diageo Brasil Escala 7
Embalagem de microondulados Bag-In-Box de Vinho Tinto Suave, da Vinícola La Dorni Alpha Editora
Embalagens impressas em suportes metálicos Latas dos DVDs Crepúsculo, da Paris Filmes Real Steel
Embalagens flexíveis impressas em flexografia Nova Família Del Valle, da Coca-Cola Papéis Amália
Embalagens flexíveis impressas em rotogravura Sopa Instantânea Knorr Stick, da Unilever Brasil Inapel Embalagens

Muito a comemorar Declaração de intenções e ações


Sun Chemical anuncia iniciativas para ser mais sustentável
Du Pont celebra 35 anos de lançamento do Cyrel
em novembro, a dupont ção com isso. “desde o um evento realizado no dia 23 mostrou seu “portfólio sus-
packaging graphics fes- seu lançamento, durante a de novembro, em são paulo, tentável”, composto por
tejou, em todo o mundo, feira emballage de paris, em marcou o lançamento do tintas offset formuladas com
os 35 anos de mercado do 1974, cyrel é uma marca projeto “sustentabilidade em matérias-primas renováveis –
seu clichê de fotopolímero respeitada mundialmente”, cores”, da sun chemical do feitas à base de óleo de soja
para impressão flexográfica comenta John Mccooey, Brasil. na presença de clien- e certificadas pela american
(cyrel), por meio de ativi- gerente global de marke- tes, usuários finais, fornecedo- soybean association (asa) –,
dades como workshops e ting da dupont packaging res e da equipe comercial das e tintas líquidas para flexogra-
palestras com os clientes. o graphics. por causa dessa unidades da américa latina da fia e rotogravura base água,
surgimento do clichê de foto- força, hoje o nome cyrel empresa, foram apresentadas base solvente e tecnologia
polímero é um marco impor- respalda também os equi- iniciativas da fabricante de Wetflex. esta última é voltada
tante no grande e contínuo pamentos de processamen- tintas (em termos de política especificamente para o mer-
processo de aprimoramento to de clichês da empresa interna e relação com seus cado flexográfico com cura
de qualidade da impressão (cyrel fast) e as matrizes em parceiros de negócios) que por feixe de elétrons (electron
flexográfica, e os esforços formato de camisas (cyrel visam a deixar suas atividades beam), e resulta em tintas
da dupont têm muita rela- round). mais sustentáveis. livres de compostos orgânicos
além disso, a sun chemical voláteis (Vocs).

40 EmbalagemMarca dezembro 2009 www.embalagemmarca.com.br


Atraída pela força
Potencial do setor de auto-adesivos faz Arconvert investir em fábrica no Brasil

A
s bases auto-adesivas da Arconvert

fotos: divulgação
já eram conhecidas pelos conver-
tedores brasileiros há alguns anos,
desde que começaram a ser comer-
cializadas por aqui pelas mãos de
distribuidores – tarefa que há seis anos cabe ao
Grupo Gafor, nacional, na condição de sócio do
fabricante, o Grupo Fedrigoni, italiano. Impor-
tados, os produtos encontravam obstáculos que
reduziam sua competitividade, como os inconve-
nientes (e o custo) do transporte marítimo, as osci-
lações do câmbio e os impostos incidentes sobre
a operação de internação. Tais fatores, somados à
pujança do mercado local de rótulos e etiquetas
autocolantes, que cresce a taxas próximas de 12%
ao ano, e cujas oportunidades de desenvolvimento
ainda estão longe de se esgotar, foram fortes o
suficiente para convencer os acionistas do Grupo
Fedrigoni a se associar aos seus distribuidores
brasileiros para construir a primeira unidade pro-
dutiva da Arconvert fora do Velho Continente.
Localizada em Jundiaí (SP), a fábrica da
Arconvert Brasil foi inaugurada oficialmente no só o crescimento natural do mercado já é sufi- Fábrica da Arconvert Brasil,
em Jundiaí (SP): aposta
dia 18 de novembro último. Segundo a empresa, ciente para absorver a nossa produção, e por isso em tecnologia para ganhar
o investimento, antecipado há pouco mais de um temos planos de instalar uma segunda linha na participação no mercado de
substratos auto-adesivos
ano por EmbalagemMarca (nº108, setembro de fábrica daqui a dois anos”, anuncia o executivo.
2008), consumiu 50 milhões de reais. A capa-
cidade produtiva da planta, de 90 milhões de Vizinhos nos planos
metros quadrados por ano, corresponde a cerca O mercado interno não é o único alvo da Arcon-
de 18% do consumo anual brasileiro de produtos vert Brasil. Sílvio Fagundes, sócio-diretor da
auto-adesivos, estimado em aproximadamente Gafor Distribuidora e conselheiro do Grupo
500 milhões de metros quadrados. Gafor, explica que, isenta de impostos para
O bom momento do setor traz otimismo aos exportações, a empresa mira os países parceiros
investidores, que esperam ver 50% do potencial da região sul do continente. “Acreditamos poder
de fabricação da Arconvert Brasil ocupados escoar 30% de nossa produção para o Mercosul,
já em 2010. “Investimos no que há de mais onde o Grupo Gafor tem forte atuação.”
moderno em termos de tecnologia de produção, A fábrica da Arconvert Brasil iniciará com a
e apostamos que a qualidade de nossos produtos produção de cinco tipos de substratos auto-adesi-
nos deixará bem posicionados”, explica Roberto vos que concentram grandes volumes de vendas:
Restivo, diretor-geral da companhia. É bem ver- papel couché, BOPP, papéis para termotransfe-
dade que a eliminação dos impostos de importa- rência, papel térmico e vinil. Especialidades e
Arconvert Brasil
ção, que variam entre 12% e 16%, conforme o produtos cuja demanda for pequena continuarão (11) 3506-5010
produto, torna a empresa mais competitiva. “Mas a ser importados. (Marcos Palhares) www.arconvert.com

www.embalagemmarca.com.br dezembro 2009 EmbalagemMarca 41


}}} internacional

O scotch pulsante
Rótulo animado de uísque “equaliza” músicas em bares

D
ivisão de uísques numa base de polipropileno à qual
e gins da Pernod- a garrafa, de vidro pintado com
Ricard, a Chivas tinta azul escuro, é acoplada.
Brothers acaba de O rótulo pode ser ligado ou
lançar uma solu- desligado por meio de um inter-
ção iluminada para fazer o sco- ruptor situado numa das laterais da
tch Ballantine’s se destacar nos base. As pilhas garantem 18 horas
pontos de dose europeus. É uma de ação contínua ao dispositivo.
garrafa cujo rótulo apresenta um “Depois é possível desatarraxar a
painel luminoso, com regiões que peça plástica para trocar as pilhas
acendem e apagam simulando um ou mesmo acoplar a ela uma fonte
equalizador gráfico em funciona- transformadora, para alimentar o
mento. O jogo de luzes é especial- rótulo a partir de tomadas de pare-
mente charmoso em bares com de”, explica Andy Atkins, diretor
música ambiente, transmitindo a de criação da The Core, agência
sensação de que a garrafa reage a inglesa que trabalhou com a Kan-
estímulos sonoros. doo ao longo de um ano no desen-
Na verdade, as seqüências volvimento da novidade.
reluzentes obedecem a programa-
ções de fábrica, feitas em Hong Garrafa virá ao Brasil
Kong por uma empresa chamada Além de procurar estabelecer
Kandoo. O rótulo baseia-se numa uma imagem de inovação ao
tecnologia de eletroluminescên- Ballantine’s, o rótulo especial é
cia. Seu painel luminoso é cons- também uma maneira de promo-
truído com um material especial, ver a marca contornando as restri-
não especificado pela fabricante ções que a propaganda convencio-
chinesa, que se ilumina quando nal de bebidas alcoólicas sofre em
submetido à corrente elétrica. bares, restaurantes e casas notur-
A energia é fornecida por duas nas européias.
pilhas AAA (“palito”), embutidas No fim de outubro, 20 000 uni-
dades da garrafa especial começa-
fotos: divulgação

ram a ser distribuídas em pontos


de dose na Alemanha. A partir do
fim de novembro, outros 35 países
começariam a receber a novida-
de. “O Brasil está entre eles”,
confirmou a EmbalagemMarca a
relações-públicas da Chivas Bro-
thers, Jennie Brown. (GK)

Kandoo The Core


+44 (1590) 683-555 +44 (0207) 351-2563
Diversos rótulos em funcionamento www.kandoo.hk www.coredesign.co.uk Colunas tracejadas, no interior do rótulo, acendem e apagam
durante evento da Pernod-Ricard graças a um dispositivo eletroluminescente chinês

42 EmbalagemMarca dezembro 2009 www.embalagemmarca.com.br


}}} internacional

As primeiras mudas
Começa a difusão da garrafa da Coca-Cola que é parte PET, parte resina vegetal

D
epois de um rápido giro por Curitiba,
onde acompanhou a inauguração de
Refrigerantes e águas são as primeiras
uma nova fábrica de chás prontos, o bebidas a utilizar a PlantBottle. Um
diretor-geral da Coca-Cola, Muhtar alerta nos rótulos busca avisar ao
Kent, voou para Atlanta, nos Esta- consumidor da novidade (no detalhe)
dos Unidos. Lá, da sede mundial da gigante em
bebidas, o executivo turco-americano comandou,
em 16 de novembro último, o lançamento oficial
da PlantBottle. Trata-se da garrafa plástica produ-
zida parcialmente com matéria-prima vegetal que
será adotada em escala global pelos refrigerantes,
sucos e águas da Coca-Cola. “Hoje começamos a
utilizar a primeira geração da garrafa do
futuro”, declarou Kent, em tom solene.
A PlantBottle irá se difundir mun-
dialmente em doses homeopáticas. Em
novembro, foi lançada no mercado
dinamarquês na forma de garrafas de
500 mililitros e de 2 litros de refrige-
rantes. Neste mês, estréia no Canadá,
acondicionando refrigerantes e a água mineral
Dasani. Em janeiro próximo, será introduzida nos
Estados Unidos. Durante 2010, a novidade chega-
rá ao Japão, ao México e ao Brasil.
Na verdade, o Brasil já está envolvido na
iniciativa da PlantBottle. Ocorre que o recurso
natural renovável em que se baseia o componente
“verde” da nova garrafa é etanol de cana-de-
açúcar de usinas brasileiras. A Coca-Cola mantém

fotos: divulgação
sigilo sobre as identidades dos fornecedores. “Há
razões competitivas”, justifica a diretora de comu-
nicações da empresa, Ann Moore. A empresa
preferiu também não dizer se a recente elevação

TEM CANA NO PET Como é produzida a embalagem PlantBottle


Monoetilenoglicol (MEG)
de etanol de cana-de-açúcar
30% Resina PET Injeção das Sopro das
especial pré-formas garrafas
fonte: coca-cola

Ácido tereftálico (PTA)


convencional
70%
Reciclagem

44 EmbalagemMarca dezembro 2009 www.embalagemmarca.com.br


do preço do etanol, causada pela quebra da safra garrafas convencionais de PET. “A novidade tem
de cana-de-açúcar na Índia, poderá atrapalhar o bom desempenho durante a produção e a distribui-
cronograma de adoção da nova embalagem. ção e é também 100% reciclável, mas seu ciclo de
vida gera 25% menos emissões de gás carbônico
Resinas combinadas que o das garrafas comuns de PET”, destaca o
A garrafa PlantBottle é obtida através de um pro- profissional.
cesso que transforma cana e melaço (subproduto A meta da Coca-Cola é utilizar 2 bilhões de
da produção de açúcar) em monoetilenoglicol garrafas PlantBottle já em 2010. Em paralelo, a
(MEG). Esse componente é combinado numa empresa pesquisa a viabilidade de outras matrizes
proporção de até 30% com ácido tereftálico (PTA) naturais para o componente “verde” das embala-
para a produção da resina PET utilizada pela gens. Aparas de madeira e caules de trigo estão
Coca-Cola (veja o gráfico). sendo testados. “Queremos continuar inovando
De acordo com o diretor de Embalagem Sus- para, quem sabe, desenvolver uma garrafa 100%
tentável da Coca-Cola, Scott Vitters, a PlantBottle feita com matéria-prima natural e ao mesmo tempo
“tem propriedades praticamente idênticas” às das totalmente reciclável”, diz Vitters. (GK)

1978 1991 1999 2009


A garrafa de Nos Estados Unidos, a
Coca-Cola utiliza pela
A Coca-Cola torna-se a
primeira empresa a lançar
A empresa inaugura sua primeira planta de
reciclagem de garrafas pós-consumo em
Introdução da PlantBottle, a
garrafa produzida parcialmente
PET na história

fonte: coca-cola
primeira vez em sua uma garrafa plástica novas garrafas (bottle-to-bottle) na Austrália.
com resinas derivadas de
história uma garrafa de para bebidas produzida Desde então foram abertas operações
da Coca-Cola PET. É uma embalagem parcialmente com material similares na Áustria, no México, nas Filipinas e
fontes naturais renováveis e
completamente reciclável
de 2 litros reciclado nos Estados Unidos

www.embalagemmarca.com.br dezembro 2009 EmbalagemMarca 45


DIspLaY }}} lançaMentos e noVidades – e seus sisteMas de eMBalageM

fotos: divulgação
Para temperar a ceia Leites incrementados
Perdigão lança molhos para acompanhar pratos nas festas Batavo adota embalagens com tampas de rosca

a perdigão, marca da Br com cereja; e chutney de a Batavo investe na apresentação de seus produ-
foods, lança três sabores manga. os produtos são tos e incrementa as embalagens da sua linha de
de molhos à base de frutas acondicionados em stand- leites uHt regulares. os leites passam a ser comer-
para acompanhar pratos up pouches de 300 gramas, cializados em dois modelos de caixas cartonadas
comuns nas festas de final confeccionados em pet + de 1 litro com tampas de rosca: combifit, suprido
de ano, como aves e ten- alumínio + polietileno pela pela sig combibloc (acima), e tetra Brik aseptic, da
ders. os molhos com a alcan packaging Mauá. a tetra pak. o layout das embalagens foi criado pela
chancela perdigão celebrare criação das embalagens é dBox design.
têm os sabores mostarda, assinada pela agência a10
mel e damasco; agridoce design.

A10 Design Alcan Packaging Mauá


(11) 3845-3503 (11) 4512-7000
www.a10.com.br www.alcan.com.br

Na medida certa
Fermento Royal ganha sachês individuais

ícone no mercado e líder da na medida certa para uma


categoria, o fermento em receita: dosagem única, o
pó royal ganha uma nova que evita desperdício, geran-
opção de embalagem: sachê. do muito mais economia. a
o sachê royal foi elaborado embalagem, impressa em
rotogravura, foi
desenvolvida pela
dixie toga em
pet, alumínio e
pe (polietileno).
a novidade é for-
mada por quatro
“gomos”, con-
DBox Design Sig Combibloc Tetra Pak
tendo picote para
(11) 3721-4509 (11) 4668-7000 (11) 5501-3200
destaque de cada www.dboxdesign.com.br www.sig.biz www.tetrapak.com.br
sachê.

Dixie Toga
(11) 2898-9200
www.dixietoga.com.br
46 EmbalagemMarca dezembro 2009 www.embalagemmarca.com.br
Edição: FLÁVIO PALHARES  flavio@embalagemmarca.com.br

Popular chique
Garrafa de espumante ganha rótulo termoencolhível

a alberto Belesso, de Jundiaí (sp),


fabricante de vinhos populares,
relança a sidra natal este ano com
nova roupagem. o produto chega
ao mercado em garrafas de vidro,
fornecidas pela owens-illinois,
decoradas com rótulos termoen-
colhíveis estampados com o tema
festivo de natal, produzidos pela
ccl label.
o projeto de reformulação da
embalagem, bem como a cam-
panha publicitária de divulgação
do relançamento do produto, é da
Bancook, agência especializada
em marketing e comunicação de
alimentos.

BanCook Comunicação CCL Label Owens-Illinois


(11) 4497-1728 (19) 3976-9300 (11) 2542-8084
www.ccllabel.com.br www.oidobrasil.com.br

Moça antiga
Nestlé reedita embalagens históricas de Leite Moça

a nestlé revisita sua história lançan- a nestlé resgata cinco embalagens


do uma edição especial do seu pri- históricas – 1937, 1946, 1957, 1970
meiro produto fabricado no Brasil, o e 1983. as cinco versões chegam
leite Moça. o produto está presente na lata expandida com formato
no mercado brasileiro desde 1890, exclusivo utilizada pelo leite Moça
quando começou a ser importado. desde 2004.

www.embalagemmarca.com.br dezembro 2009 EmbalagemMarca 47


}}} índice de anunciantes

Empresa Página Telefone Site


Arco Convert 19 (11) 2061-8099 www.arco.ind.br

Baumgarten 17 (42) 3321-6666 www.baumgarten.com.br

Betim Química 45 (31) 3358-8500 www.betimquimica.com.br

BIC Label 9 0800 026 0434 www.biclabel.com.br

Carton Druck 26 e 27 (47) 3036-1001 www.cartondruck.com.br

CCL Label 5 (19) 3876-9300 www.ccllabel.com.br

Ciclo de Conhecimento 39 (11) 5181-6533 www.ciclodeconhecimento.com.br

Colacril 15 (44) 3518-3500 www.colacril.com.br

Frasquim 47 (11) 2412-8261 www.frasquim.com.br

Giro News 43 (11) 3675-1311 www.gironews.com

Henkel 19 (11) 3205-8892 www.henkel.com.br

Indexflex 11 (11) 3611-1160 www.indexflex.com.br

Krones 25 (11) 4075-9500 www.krones.com/es/solutions

Le Print 21 (11) 3208-9586 www.leprint.ind.br

Markem-Imaje 13 (11) 3305-9405 www.markem-imaje.com.br

Metrolabel 35 (11) 3603-3888 www.metrolabel.com.br

Mintel 31 +1 (312) 450 6103 www.mintel.com

Moltec 47 (11) 5693-4600 www.moltec.com.br

Novelprint 23 (11) 3760-1500 www.novelprint.com.br

NZ Philpolymer 21 (11) 4716-2131 www.gruponz.com.br

Optima 29 (19) 3886-9800 www.optima-bra.com

Rigesa 2ª capa (19) 3707-4000 www.rigesa.com.br

SIG Combibloc 7 (11) 3028-6744 www.sig.biz/brasil

Simbios-Pack 47 (11) 5687-1781 www.simbios-pack.com.br

Technopack 33 (51) 2139-9000 www.technopack.com.br

Tetra Pak 3ª capa (11) 5501-3200 www.tetrapak.com.br

Wheaton 4ª capa (11) 4355-1800 www.wheatonbrasil.com.br

48 EmbalagemMarca dezembro 2009 www.embalagemmarca.com.br


Na Casa Valduga temos como eixo de trabalho a busca da qualidade e da inovação
permanente. Dos parreirais e do processo de vinificação até a definição, o engarrafamento e
a comercialização dos produtos, predomina o esforço para fazer sempre o melhor e adicionar
valor àquilo que oferecemos ao consumidor final. Nessa linha, buscamos utilizar embalagens
que traduzam nosso compromisso com a qualidade e a inovação, pois, no final das contas, o
que vai ser julgado pelo consumidor é uma marca por trás da qual está uma tradição familiar
de credibilidade e de trabalho de mais de 130 anos. Nesse sentido, EmbalagemMarca tem sido
uma útil ferramenta de informação e conhecimento. É um prazer ler a revista todos os meses,
como foi uma grande alegria ver este ano nosso esforço reconhecido e homenageado com
a concessão de dois troféus do Prêmio EmbalagemMarca – Grandes Cases de Embalagem a
produtos de empresas do Grupo, o Brandy XV Anos e as Geléias Casa de Madeira.

Juarez Valduga, presidente

(54) 2105-3122 É LIDa porQUE É boa. É boa porQUE É LIDa.


www.casavalduga.com.br www.embalagemmarca.com.br • (11) 5181-6533
Almanaque
Vai uma Brahminha?
Em 1967, a Brahma Chopp, para as garrafas mirins, ou
então a cerveja mais vendida meias garrafas, com capaci-
do Brasil, ganhou uma nova dade para 300 mililitros. A
opção de consumo. A Brahma cerveja foi carinhosamente
levou seu principal produto apelidada de Brahminha.

Crianças tranquilas
Questão de No início do século passado, a Stickney and Poor’s,
oportunidade que hoje é conhecida por seus temperos, atuava
na área de medicamentos. Na época, a empresa
Logo depois da invasão do
vendia um calmante adulto e pediátrico. Para recém-
Afeganistão pela União Soviética,
nascidos, de até cinco dias, era indicada uma dose
no Natal de 1979, teve início
de 5 gotas. Para bebês com duas semanas, a dose
o boicote dos Estados Unidos
indicada era de 8 gotas. Crianças de cinco anos deve-
aos produtos soviéticos, que
riam tomar 25 gotas, e adultos, uma colher de chá.
começou com o caviar russo e
Detalhe: o xarope era composto por ópio e álcool
culminou com as Olimpíadas
(46% de graduação). O efeito era imediato.
de Moscou, em 1980. Um dos
produtos soviéticos mais consu-
midos na época pelos americanos Mais uma cola que não colou
era a vodca. Quem aproveitou a Lançada em 1982 nos Estados Unidos

fotos: divulgação
oportunidade – se pela 7 Up, a Like Cola foi mais um
fosse hoje, não dos clones da Coca-Cola que não
seria novidade – deram certo. O produto, acondiciona-
foi a China, que do em latas e em garrafas de vidro,
vivia o início da foi um dos primeiros refrigerantes
abertura econômi- feitos de noz de cola a não conter
ca pelas mãos de cafeína – ou “99% livre” da substância,
Deng Xiaoping, conforme alertava seu rótulo, já que
que acabara de a legislação americana exigia uma
assumir o poder. quantidade mínima dela em bebidas
Anúncios publi- do gênero. Como
cados em jornais dos Estados diversos engarrafa-
Unidos louvavam marcas de vod- dores da 7 Up eram
cas chinesas totalmente desco- também distribuido-
nhecidas como opções à bebida res da Coca-Cola e
russa e com “a mesma qualida- da Pepsi, a Like Cola
de”. Além de ser uma opção na começou a sofrer boi-
época do boicote, o preço era cotes até sumir, pou-
cerca de 5% mais baixo. cos meses depois.

50 EmbalagemMarca www.embalagemmarca.com.br/almanaque dezembro 2009