Você está na página 1de 6

REINO UNIDO

Greve na BA pode
afectar mais de
7 mil voos de Natal
Milhões de britânicos e milhares de
cidadãos de língua portuguesa vão ser
afectados pela greve do pessoal de
cabina da British Airways, a começar no
dia 22 Dezembro e a acabar no dia 2 de
Janeiro do próximo ano. O caos vai
instalar-se em todos os aeroportos
utilizados pela transportadora. Pag. 5

Nº 74 < Ano 4 < 18 Dezembro 2009 Director: Daniel Santos Quinzenal< Gratuito

“PLATAFORMA CASAMENTO E CIDADANIA” QUER REFERENDO A ESTA UNIÃO HOMOSSEXUAL

Cidadãos contra
casamento ‘gay’
O último jornal deste ano
chega aos leitores com 40
páginas, mais oito do que é
habitual. De facto, nesta época
natalícia verificou-se um
acentuado crescimento na
publicidade, pelo que fomos
obrigados a aumentar mais
meio caderno, permitindo, O Governo aprovou na quinta-feira a proposta de lei que permitirá o de mais de 72 mil assinaturas, concretamente 72.347, pedindo a
assim, incluir os anúncios que casamento entre pessoas do mesmo sexo. A iniciativa define que as realização de um referendo ao casamento homossexual. A
nos foram solicitados, alterações no regime de acesso ao casamento não se repercutem recolha decorre até ao dia 4 de Janeiro de 2010, altura em que o
mantendo o mesmo volume de no que concerne à adopção. Por isso, o diploma vai dispor de uma movimento de cidadãos quer entregar na Assembleia da
informação. Voltaremos a sair “disposição legal expressa” para proibir a adopção aos novos casais. República o pedido de convocação de um referendo. Recorde-se
no dia 8 de Janeiro de 2010. Entretanto, Isilda Pegado, uma das responsáveis da “Plataforma que com este número de signatários a petição é de apreciação
Até lá... Boas Festas. Casamento e Cidadania” confirma terem sido já recolhidas mais obrigatória pelo Parlamento. Pags. 12 e 13

FUTEBOL

Benfica só ganhou Famalicão


uma vez no novo
engalanada
Não são só Lisboa e o
Estádio da Luz
Três empates, duas derrotas e uma só vitória é o
Porto que se vestem a
preceito em datas
festivas. Esta bonita
fraco palmarés dos encarnados em confrontos, árvore de Natal, a pedir
no novo estádio, com o FC Porto. Este ano, meças a qualquer
Carlos Santos, o “Diabo de Gaia”, promete não metrópole, pode ser
invadir o campo, depois de cumprido o castigo apreciada numa praceta
que lhe foi imposto. Mas outros motivos de da cidade
O “Diabo de Gaia” interesse não faltarão no “jogo do ano”. Pag. 32

ENTREVISTA A MANUEL SOUSA, DA “RÁDIO MANGUALDE”

“É essencial uma rádio


portuguesa em Londres” Pag. 26

PUB.
2 18 Dezembro 2009

ENTRE NÓS

“No “Baile do Emigrante”, realizado em Wrexham, no os seus votos de Boas Festas, prometendo fazer mais e
País de Gales, consegui ter uma “amostra” do que muito melhor em pro dos nosssos leitores.
“mamífero” compatriota nosso pensa, e da mentalidade
reinante. Uma tristeza… Um tipo chega-se ao pé de mim “Li, num dos últimos jornais, um correio de um leitor

Carta do Pai Natal a perguntar acerca do dinheiro angariado e diz-me, com


a mão no bolso: “Sabe, eu tenho sessenta anos, já não
tenho vinte nem trinta. Eu já vi muita coisa. Estes
que se mostrava muito contente por ver aquelas meninas
nas páginas centrais do jornal. Quanto a mim, não acho
graça nenhuma, tão pouco conheço as pequenas e não

E
m Novembro resolvi escrever uma carta ao Pai Natal. Sem vis- peditórios, etc. e tal... isto a gente vê muita coisa... por consigo descobrrir o que terão elas feito a bem da nossa
lumbrar solução para as inúmeras situações que me preocu- isso é que eu nunca dou...” comunidade”.
pam pensei, talvez ingenuamente, que o simpático velhote de Indirectamente, este nosso amigo estava a dizer que a Carvalho Marques
barbas brancas me pudesse ajudar. Aqui fica a resposta... malta que tem estas iniciativas “mete algum” ao bolso. Bury St. Edmunds
Caro Daniel Tive de lhe responder: “Faz o amigo muito bem. Ao NR- Nem todos podemos gostar da mesma coisa, caso
Recebi a tua extensa carta, mas só agora te posso responder. menos, se um dia precisar de uma ajuda assim, já sabe contrário isto seria uma luta pegada. Todos nós
Como deves perceber, recebo muita correspondência nesta altura que escusa de pedir porque ninguém lhe irá dar, porque contribuiremos, à nossa maneira, para o
do ano, daí o meu ligeiro atraso. Aliás, começo por te dizer que me vão todos pensar que é uma aldrabice”. engrandecimento da comunidade. Neste caso, não
chegaram imensas cartas iguais à tua, com as mesmas preocu- É triste, mas é verdade! O que vale é que ainda há estarão em causa os meios, mas os fins.
pações e os mesmos pedidos. Adiante... gente que não pensa assim. Gente de bem…”
Quanto à tua preocupação com aquela coisa da corrupção que Mike Silva “Acho que a vossa página da Moda podia ser melhor,
alastra no teu país, lamento informar-te que nada posso fazer. Estou Wrexham com grandes fotos de modelos e ser uma coisa mais
velho e cansado, já tentei resolver esse assunto pelos quatro can- NR- Assim é, amigo leitor. Quem não quer ajudar actual. Às vezes nem chego a perceber do que se está a
tos do mundo e pouco ou nenhum sucesso tive. Há anos que tento, socorre-se de todas as artimanhas possíveis. Felizmente, tratar. Vejam lá isso...”
mas eles ainda só conseguiram descobrir três bandidos, o Vale e a campanha para o Fábio decorreu com sucesso. Tal Joana Mendonça
Azevedo, o Oliveira e Costa e o Godinho da sucata. Sabes, há como diz, felizmente ainda há gente de bem. Peterborough
muita gente poderosa envolvida nesses assuntos, não quero vir a
ser acusado de andar a fazer espionagem natalícia ou de alimentar “Desejo a toda a Direcção, funcionários e “Gosto muito de ler aqueles artigos do senhor
cabalas... De alimentos, já me chega ter de dar de comer às min- colaboradores do vosso jornal, um Santo e Fliz Natal e Gonçalves da Silva, que escreve na página da Opinião.
has lentas renas, coitadas, que envelhecem de ano para ano. Eu que o Ano Novo vos traga tudo quanto mais Embora às vezes não perceba bem a quem ele se dirige,
sei que a vossa Justiça é lenta, como elas, eu sei... A propósito, até ambicionam”. acho que o homem não tem papas na língua, isto é, na
te digo que tenho lá um processo por invasão de domicílio... Já lá Victor Santos caneta e desanca naqueles que por aqui andam a explorar
vão mais de dez anos e ninguém resolve nada! Como vês... Cheshire quem trabalha.”
Também estou preocupado com essa coisa do desemprego e da NR- Obrigado, caro leitor. E aproveitamos este espaço Nuno Caneças
economia, mas o que queres que faça? Há muito malandro que não para agradecer e retribuir a todos quantos nos enviaram Londres
quer trabalhar... Não é só aí, em Inglaterra... No teu país também já
há subsídios para não se fazer nada, é vê-los nas televisões por
esta altura do Natal. Como queres que a malta esteja empregada se
todos os dias mandam acabar com as obras numa auto-estrada
qualquer? Lá no teu país os travões funcionam mal, há derrapagens
Jantar final levará o Fábio à Macedónia
a mais, os milhões leva-os o vento, vão com a brisa... Mas ainda há- Realiza-se, este Que dizer a todos os milhares de portugueses que
de ser pior, Daniel. Vais ver o que vai acontecer com os TGV’s, as sábado, na Tasquinha contribuíram? Apenas o nosso obrigado e a prova que,
novas pontes, o novo aeroporto. Grandes voos, meu amigo, é só dos Coelhos, o último contrariamente àquilo que alguns para aí dizem, somos
ver o dinheirinho a voar... E essa treta da competitividade, só se for jantar referente à unidos e cada vez mais bem organizados para responder a
mesmo no futebol. Que a vida está má, está! Vejo-me aflito para sa- campanha do jornal este tipo de desventuras.
tisfazer todos os pedidos de playstations dos putos... A tradição já “As Notícias” a favor de Fábio Ao Fábio a maior sorte deste Mundo, que recupere bem e
não é o que era... bons tempos dos carrinhos de rolamentos dos Tamiça, de 23 anos, que sofre de um tumor depressa, são os nossos votos e de todos os que contribuíram
camiões de lata e dos barcos de madeira. Os miúdos de hoje só cerebral e precisa de ir a Ohrid, na Macedónia, para esta campanha. Mais um exemplo vivo do que se pode
querem ténis e jeans de marca, computadores, telemóveis topo de para receber uma terapia essencial para a sua fazer, quando se ultrapassam os conflitos institucionalizados
gama... Coitados, ainda não se apercebem do perigo das escutas. recuperação, que custa no total, tratamento, e se torna mais importante o bem-estar dos outros que, à
Eu sei bem que o bacalhau está caro, que o bolo-rei já não traz viagem e estadia, 13 mil libras. nossa volta, sofrem do infortúnio e dependem da boa vontade
nozes nem pinhões, que os sonhos custam um pesadelo, que os O jovem depois de ter sido intervencionado no de todos nós.
perús não estão baratos, muito menos o borrego e o cabrito. Eu sei Hospital de Cambridge, está acamado há muitos Com este final feliz, levamos já, este ano, a “meia” do
tudo isso, meu caro amigo Daniel... mas eu não sou Deus, sou ape- meses e, segundo o médico que o assiste, Natal cheia e desejamos a todos os nossos leitores, amigos e
nas o Pai Natal... eu só ofereço prendas, ainda não faço milagres! encontra-se em perigo de vida. A única esperança fornecedores de serviços, um santo e feliz Natal e a
E já agora, caro Daniel, não achas que já não tens idade para que lhe resta, é a viagem à conhecida clínica e concretização de todos os desejos para o novo ano de 2010.
acreditar no Pai Natal? submeter-se a uma terapia especial para este caso,
Escreve sempre e recebe um abraço do Pai Natal. inexistente no Reino Unido. PUB.
A grande frustração, da mãe, Aurélia Correia, e
de muitos familiares e amigos do Fábio, residia no
Propriedade e Administração
Portuguese Link Ltd. facto de não terem meios financeiros para dar
Sede: 25A Guildhall Street solução ao problema e de todas as portas possíveis satellitesystems@hotmail.co.uk
Thetford – Norfolk IP24 2DT - Tel: 01842 764622 terem-se fechado à sua frente. Mas a grande porta www.satellitesystems.com.pt
Delegação: 47 South Lambeth Road da solidariedade dos portugueses aqui residentes Tel: 07958957974 / 07817800119
London, SW8 1RH - Tel: 02075 821155 Fernando Mendes
geral@portuguesemedia.co.uk - sales@portuguesemedia.co.uk
escancarou-se e hoje, depois termos dado a
conhecer a situação problemática do Fábio aos
Direcção Geral: João de Noronha joaonoronha@portuguesemedia.co.uk ; Direcção nossos leitores, podemos dar o melhor Natal a
Administrativa e Comercial: Pedro Fernandes pedrofernandes@portuguesemedia.co.uk ;
Director/Editor: Daniel Santos daniel@portuguesemedia.co.uk ; Direcção Financeira:
uma família que já tinha perdido as esperanças de
Susana Forte Vaz geral@portuguesemedia.co.uk ; Colaboradores: Herlander Cunha salvar o jovem português.
(Comunidades e Movimento Associativo); Alfredo Miranda (Portugal); Marques dos Santos
(Desporto); JCD Gomes; Isilda de Freitas; J. Bandeira; Miguel Linhares (Informática);
Opinião: José Bandeira, F. Gonçalves da Silva, Valdeiza Costa, Carlos Flores (Fotografia), Isa Novo contacto de Custódio Prates
Alexandre (Moda), Mike Silva (Automóvel); Revisão: S. Vaz; Distribuição: Portuguese Link,
TNT e EuroMarket ; Tiragem: 20 mil exemplares distribuídos em 259 localidades na O nosso anunciante e amigo Custódio
Inglaterra, País de Gales, Escócia, Irlanda, ilhas de Jersey e Guernsey; Colaboração: Lusa, Prates, homem de iniciativas várias e
Agência de Notícias de Portugal, SA empreendedorismo reconhecido, solicita-nos
que informemos os seus amigos e clientes
Nota da Direcção: A publicidade publicada neste jornal, cadernos e inserções é da inteira responsabilidade
dos anunciantes. Os artigos de opinião são também da inteira responsabilidade de quem os subscreve e podem
de que mudou o seu número de telemóvel, Pode ter até 3 boxes com apenas uma assinatura
ou não transmitir a opinião do jornal. A sua publicação insere-se na responsabilidade democrática que temos que passa a ser o +44(0)7576284271, bem Entregas e instalações em todo o Reino Unido
em aceitar a liberdade de expressão, de opinião e o direito à diferença. como aproveita para desejar um Bom Natal Prestamos serviços 7 dias por semana
e Ano Novo a toda a comunidade.
18 Dezembro 2009 17

MADEIRA
Câmara do Funchal ensina Mau tempo com rajadas
jovens a pouparem dinheiro ciclónicas faz estragos
O mau tempo que se fez sentir durante a noite e manhã da última
A Câmara Municipal do Funchal vai lançar, através em fazer parte da plataforma, o que lhe vai permitir terça-feira fizeram alguns estragos em vários concelhos da
dos seus centros comunitários espalhados pelas enviar jovens funchalenses e receber jovens de outros Madeira. O Observatório de Meteorologia da Madeira chegou a
diferentes freguesias, um programa de educação países, que irão desempenhar funções de voluntariado registar rajadas até 130 km/h.
financeira para os jovens. O projecto, explica a em áreas como os centros comunitários da CMF, nos A Ribeira Brava foi o território mais fustigado pelo mau tempo,
vereadora com o pelouro da Juventude, Rubina Leal, ginásios municipais, no parque ecológico, na estação especialmente pelos ventos fortes que destruíram telhados,
vai ensinar os jovens a gerir o seu dinheiro, desde como de biologia marítima e ainda nos pólos de leitura. O esplanadas e iluminações de Natal e provocaram a queda de
poupar na água e na luz a outros desafios da economia programa será desenvolvido durante as férias árvores. O vento e a chuva provocaram também pequenas
doméstica, como comprar “marcas brancas”. escolares e envolve os jovens de várias cidades da derrocadas um pouco por todo o concelho.
Rubina Leal diz que o projecto arranca no início do União Europeia. No caso do Funchal, serão enviados O vice-presidente da Câmara Municipal, Marcelino Pereira,
próximo ano e pretende sensibilizar e capacitar os oito e recebidos oito. A nível nacional só concorreram confirmou os estragos feitos sobretudo pelas fortes rajadas de
jovens para a gestão do seu orçamento financeiro. duas Câmaras. vento do meio da manhã, mas à tarde, num balanço às 15h00, já
A autarca realça que a Câmara vai contar com a Rubina Leal lembra ainda o programa Assembleia dizia que a situação se encontrava normalizada, apesar de as
colaboração de uma entidade financeira (ainda a Municipal Juvenil, que é para ter continuidade e que limpezas de estradas prosseguirem.
definir) na concretização destes cursos de gestão põe os jovens a falarem dos problemas da sua rua, da Quanto às iluminações de Natal da frente-mar que ficaram
doméstica, que vai ainda implicar outros conselhos sua freguesia, da sua cidade. Finalmente, Rubina Leal destruídas pelo vendaval, Marcelino Pereira referiu que a empresa
úteis, como a opção pelos transportes públicos e a anuncia que a Câmara está a preparar a candidatura ao responsável pela instalação da iluminação assumiu logo a
compra de roupa (as vantagens das marcas mais programa “Leonardo Da Vinci”, que abrange reparação dos estragos.
baratas e onde comprar com qualidade a baixo preço). formação profissional e recém-licenciados e que «O empresário que está a pôr a iluminação ficou responsável
A outro nível, Rubina Leal anuncia que a autarquia permite experiências laborais (estágios) noutros pela parte dele e nós fomos socorrer outras coisas», disse o vice-
também vai participar no programa Serviço países, em áreas como as Ciências, as Artes, o presidente da Câmara Municipal da Ribeira Brava.
Voluntário Europeu. «A Câmara manifestou interesse Ambiente, etc. Sobre os prejuízos, o vice-presidente disse terem sido
contabilizados «alguns» mas, numa primeira avaliação, referiu não
serem «tão elevados quanto isso».
Carro de empresário cai de uma altura de 10 metros O comandante dos Bombeiros Voluntários da Ribeira Brava,
Agostinho Silva, adiantou que «tudo se passou depressa demais»
Um empresário sofreu um acidente grave na Ponte do Baptista, no sítio do Papagaio Verde, em São Martinho, e que «as iluminações de Natal que estavam presas por mastros,
Funchal. Um despiste fez o veículo ligeiro subir o passeio, destruir os varandins de protecção e cair de uma altura de na frente-mar da vila, foram arrancadas e acabaram por partir a
cerca de 10 metros. O homem deu entrada no hospital gravemente ferido, sendo imediatamente dirigido para o bloco varanda onde estavam agarradas». A forte precipitação provocou
operatório. Desconhece-se, contudo, a evolução do seu estado clínico. A vítima, único ocupante do veículo, é dono um grande caudal na ribeira.
de uma empresa de construção civil e sofreu o acidente logo após sair dos escritórios da sua empresa.
PUB.
18 Dezembro 2009 25

COMUNIDADES
GOVERNO DEFINE POLÍTICA PARA AS COMUNIDADES NO ESTRANGEIRO

Rede consular, empresários e Língua Portuguesa são prioridades


A
ntónio Braga, secretário de Estado das quer facilitar parcerias entre empresas portuguesas com
Comunidades, declarou durante o encontro “Mulher sede em Portugal e empresas portuguesas com sede no
Migrante, Perspectivas Sociais e Culturais”, que estrangeiro, uma vez que são propriedade de
decorreu esta semana em Lisboa, que as prioridades portugueses”, garantiu António Braga.
deste seu mandato serão a consolidação da rede O secretário de estado das Comunidades disse que
consular, a internacionalização da economia, com ajuda “este programa que se candidatou ao QREN (Quadro de
dos empresários das comunidades, e a Língua Referência Estratégico Nacional), justamente no sentido
Portuguesa. de poder financiar o seu suporte organizacional e cuja
“Em primeiro lugar, a prioridade será para consolidar as candidatura está na sua fase final”.
reformas que se fizeram na frente da rede diplomática e “Logo que esteja financiado pelo QREN, que eu
consular, especialmente no que diz respeito no serviço acredito que muito proximamente acontecerá,
aos cidadãos que esta rede presta em todo o mundo”, lançaremos toda a articulação do programa,
declarou à Agência Lusa o secretário de Estado. transformando ou dando contributos para que a rede
Como referimos em edição anterior, após a vitória do diplomática e consular possa transformar-se numa via
PS nas últimas eleições, António Braga foi reconduzido internacionalização da economia com a parceria dos verde não só para percorrer toda a informação associada
no cargo de Secretário de Estado das Comunidades e, empresários das comunidades portuguesas no exterior, a ao investimento em Portugal, mas especialmente
em declarações anteriores, prometeu resolver os que dá o nome de Netinveste. fomentando as parcerias entre as empresas portuguesas
problemas que afectam os consulados no Reino Unido, Sobre o assunto, António Braga disse que “é a primeira em Portugal e portuguesas no estrangeiro”, disse o
especialmente o de Londres. política pública dirigida aos empresários das secretário.
O mesmo membro do governo explicou que “a língua comunidades portuguesas, naturalmente também aos “Evidente, que são prioridades no que diz respeito a
portuguesa” neste mandato é, também, outra das empresários que têm sede em Portugal. É reconhecer as organização programática, mas há todos os outros
prioridades “no que diz respeito quer ao ensino do potencialidades também no domínio da aspectos do relacionamento com a diáspora, potenciar
português no estrangeiro, junto das comunidades internacionalização da economia e do tecido empresarial os acordos bilaterais com os países de acolhimento.
portuguesas, quer ao nível da internacionalização da português através dos empresários das comunidades Tudo isso se faz sentir num programa que pretende
língua”. Para isso, explica que, o seu governo, fez a portuguesas”. resguardar os direitos dos cidadãos portugueses que
reestruturação do Instituto Camões, que finalmente no “É uma ideia que foi lançada há dois anos e meio, que vivem no estrangeiro e também assinalar o vínculo de
próximo ano passará na plenitude a tutela para o tem vindo a ser trabalhada justamente para também presença e a ligação contínua entre os portugueses que
Ministério dos Negócios Estrangeiros. juntar aqui instrumentos. É preciso montar uma rede de estão fora e os portugueses que estão dentro (de
Outra prioridade mencionada pelo governante é a balcões para motivar quer o investimento em Portugal, Portugal)”, finalizou.
PUB.

www.santandertotta.pt

Desejamos a todos os nossos


clientes um Feliz Natal e um
Próspero Ano Novo
28

A Declaração Constitutiva da Comunidade


dos Países de Língua Portuguesa existe ou é ficção?
Verdadeiramente tal Declaração é um documento que incluíam algumas congregações evangélicas de sanguessugas e camaleões, enfim, todo o tipo de
comprovativo assinado por Chefes de Estado e de etiqueta de bons samaritanos, assim como algumas malandragem que não produzem porque não
Governo entre oito Países que hereditariamente falam a estrelas que trabalhavam nos meios diplomáticos em trabalham, encostando-se ao Estado, ou em
gloriosa Língua de Camões, fundamentando-se em que como os camaleões usavam uma tal indumentária, Associações, ONG’s ou Instituições ou à sombra de
toda a sua dimensão nos valores perenes da Paz, da mas de repente foram apanhados na ratoeira, quaisquer esconderijo procurando viver dos
Democracia e do Estado de Direito, dos porquanto em terra de cegos festivais, almoços e jantaradas gratuitas, escovando e
Direitos do Homem, do Desenvolvimento e quem tem olhos é rei e engraxando este e aquele encobrindo a sua
da Justiça Social, aparentemente corrupta e
Já está lançado o desafio finalmente meteram a viola no imbecilidade. No fim de tudo o que interessa a essa
denegrida no campo fértil da imigração, onde de levar avante esta tarefa saco. Entretanto, já está gente é: “andor dos elogios”, aparecer, exibir-se de
campeia a fraude de documentos, tráfico de da “Unidade Lusófona”, lançado o desafio de levar qualquer modo, pois são insignificantes e imbecis,
prostituição, droga e crime, para não falar na porque é a única forma avante esta tarefa da porque têm lata para tudo! Positivamente, algumas
desavergonhada pedofilia também “Unidade Lusófona”, porque é organizações não têm nenhuma noção do presente
apadrinhada nas classes aristocráticas de resolver os grandes a única forma de resolver os Documento, nem tão pouco, na Declaração Universal
predominantes nos dias modernos, mui problemas que já se grandes problemas que já se dos Direitos do Homem, porque se o tivessem já se
subrepticiamente no clero e na política, como começam a avolumar começam avolumar e se não teriam unido fazendo uma só frente no sentido de
se pode constatar no escândalo da “Casa e se não estivermos estivermos organizados, levantar as suas vozes em favor dos mais vulneráveis
Pia”, em que como Pilatos a Justiça alguém pode receber alguma que “não têm voz”, por serem vítimas da injustiça,
Portuguesa lavou as mãos, dando o dito por organizados, alguém pode surpresa! Mas, atenção! porquanto a razão e a verdade fogem quando ouvem
não dito fazendo como de costume ouvidos receber alguma surpresa! Analisar factos rigorosamente disputas! Mas, Ano Novo, Vida Nova e por isso não
de mercador! verídicos não é dizer mal nem poderemos continuar de braços cruzados!
Com efeito, no tocante à “CPLP”, também bem – é dizer a verdade!
já alguns grupinhos se tinham apoderado da sigla Porém, há vários tipos de pessoas que não gostam da Saudações Lusíadas,
pretextando falar em nome da “Lusofonia”, quando verdade, como por exemplo: corruptos, vigaristas F. Gonçalves da Silva
afinal não passava de uma autêntica farsa de charlatães charlatães, caloteiros, manipuladores, parasitas, Portuguese Action Group

PUB.
29

O palhaço
O
palhaço compra empresas de costas de agricultores de milho para ele, o género não conta. Tem o ninguém quer. Vai destruir estádios que
alta tecnologia em Puerto Rico transgénico, seja a desviar as atenções género que o mandam ter. Ou que lhe construiu e que afinal ninguém queria. E
por milhões, vende-as em para os ruídos de fundo. convém. Por isso pode casar com vai fazer muito barulho com as suas
Marrocos por uma caixa de Seja a instaurar processos. Seja a qualquer género. E fingir que tem pandeiretas digitais saracoteando-se em
robalos e fica com o troco. E arquivar processos. Porque o palhaço é género. Ou que não o tem. palhaçadas por comissões
diz que não fez nada. O palhaço compra só ruído de fundo. Pagam-lhe para ser O palhaço faz mal orçamentos. E parlamentares, comarcas, ordens,
acções não cotadas e num ano isso com fundos públicos. E ele vende-se depois rectifica-os. E diz que não dá jornais, gabinetes e presidências,
consegue que rendam 147,5 por cento. por isso. Por qualquer preço. O palhaço dinheiro para desvarios. E depois dá. conselhos e igrejas, escolas e asilos,
E acha bem. é cobarde. É um cobarde impiedoso. Porque o mandaram dar. E o palhaço roubando e violando porque acha que o
O palhaço escuta as conversas dos É sempre desalmado quando espuma cumpre. p o d e f a z e r. P o r q u e a c h a q u e é
outros e diz que está a ser escutado. O ofensas ou quando tapa a cara e ataca E o palhaço nacionaliza bancos e fica regimental e normal agredir violar e
palhaço é um mentiroso. O palhaço quer agricultores. Depois diz que não fez com o dinheiro dos depositantes. Mas roubar. E com isto o palhaço tem vindo a
sempre maiorias. Absolutas. O palhaço é nada. Ou pede desculpa. O palhaço não deixa depositantes na rua. Sem dinheiro. crescer e a ocupar espaço e a perder
absoluto. O palhaço é quem nos faz tem vergonha. O palhaço está em A fazerem figura de palhaços pobres. cada vez mais vergonha. O palhaço é
abster. Ou votar em branco. Ou escrever comissões que tiram conclusões. Depois O palhaço rouba. Dinheiro público. E inimputável. Porque não lhe tem
no boletim de voto que não gostamos de diz que não concluiu. E esconde-se atrás quando se vê que roubou, quer que se acontecido nada desde que conseguiu
palhaços. O palhaço coloca notícias nos dos outros vociferando insultos. diga que não roubou. Quer que se finja u m a pa s s a g e m a d m i n i s t r a t i v a o u
jornais. O palhaço torna-nos descrentes. O palhaço porta-se como um labrego que não se viu nada. O palhaço é ruído aprendeu o inglês dos técnicos e se
Um palhaço é igual a outro palhaço. E a no Parlamento, como um boçal nos de fundo que há-de acabar como todo o tornou político. Este é o país do palhaço.
outro. E são iguais entre si. conselhos de administração e é mal. Nós é que estamos a mais. E
O palhaço mete medo. Porque está em grosseiro nas entrevistas. Mas antes ainda vai viabilizar continuaremos a mais enquanto o
todo o lado. E ataca sempre que pode. E O palhaço está nas escolas a ensinar orçamentos e centros comerciais em deixarmos cá estar. A escolha é simples.
ataca sempre que o mandam. Sempre palhaçadas. E nos tribunais. Também. cima de reservas da natureza, ocupar Ou nós, ou o palhaço.
às escondidas. Seja a dar pontapés nas O palhaço não tem género. Por isso, bancos e construir comboios que Mário Crespo
PUB.