Você está na página 1de 26

Capítulo 24:

Capítulo 24: Potencial Elétrico

Potencial Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico  Energia Potencial Elétrica  Potencial Elétrico  Superfícies Equipotenciais

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico  Energia Potencial Elétrica  Potencial Elétrico  Superfícies Equipotenciais

Energia Potencial Elétrica

Potencial Elétrico

Superfícies Equipotenciais

Cálculo do Potencial a Partir do Campo

Potencial Produzido por uma Carga Pontual

Potencial Produzido por um Grupo de Cargas Pontuais

Potencial Produzido por um Dipolo Elétrico

Potencial Produzido por uma Distribuição de Cargas Contínuas

Cálculo do Campo Elétrico a Partir do Potencial

Energia Potencial Elétrica de um Sistema de Cargas Pontuais

Potencial de um Condutor Carregado

Cap. 24: Potencial Elétrico  Força Elétrica é Conservativa, portanto é possível associar à Força

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico  Força Elétrica é Conservativa, portanto é possível associar à Força Elétrica

Força Elétrica é Conservativa, portanto é possível associar à Força Elétrica uma Energia Potencial Elétrica. Uma Força é dita conservativa quando o trabalho realizado por ela não depende da trajetória.

   F ds  0
 F ds  0
Força é dita conservativa quando o trabalho realizado por ela não depende da trajetória.  
Força é dita conservativa quando o trabalho realizado por ela não depende da trajetória.  
Cap. 24: Potencial Elétrico Na Mecânica, nós definimos que a variação na energia potencial, Δ

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico Na Mecânica, nós definimos que a variação na energia potencial, Δ U,

Na Mecânica, nós definimos que a variação na energia potencial, ΔU, está associada a um trabalho realizado (Força gravitacional) sobre a partícula que desloca d da posição i até f.

U U U W  F ds

f

i

F

qE

U  W  F  ds f i  F   qE  Como

Como o trabalho de uma força conservativa não depende da trajetória, podemos escolher a trajetória que facilite os cálculos e leve aos mesmos pontos iniciais e finais.

Por conveniência, usamos como configuração de referencia um sistema de partículas carregadas, a configuração na qual a distância entre as partículas é infinita e definimos que a energia potencial de referencia é zero. Nesse caso,

U W

Exemplo Cap. 24: Potencial Elétrico 1. Elétrons estão sendo constantemente arrancados das moléculas de ar

Exemplo

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Exemplo Cap. 24: Potencial Elétrico 1. Elétrons estão sendo constantemente arrancados das moléculas de ar da

1. Elétrons estão sendo constantemente arrancados das moléculas de ar da atmosfera por partículas de raios cósmicos provenientes do espaço sideral. Uma vez liberados, esses elétrons estão sujeitos a uma força eletrostática F associada a um campo elétrico E produzido na atmosfera por partículas carregadas já existentes na Terra. Perto da superfície terrestre, este campo elétrico tem um módulo de 150 N/C e aponta para o centra da Terra. Qual a variação de energia potencial elétrica de um elétron livre na atmosfera da Terra quando a força

eletrostática faz com que se mova verticalmente para cima de uma distância d = 520 m? (-1,2 x 10 -14 J)

cima de uma distância d = 520 m? (-1,2 x 10 - 1 4 J) 

U W  F ds

 

U



qE

d

Cap. 24: Potencial Elétrico Potencial elétrico é definido como a energia potencial elétrica por unidade

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico Potencial elétrico é definido como a energia potencial elétrica por unidade de

Potencial elétrico é definido como a energia potencial elétrica por unidade de carga associada a uma carga de prova q 0 neste ponto. O potencial é uma propriedade do campo elétrico existente em uma região

do espaço.

V é uma grandeza escalar, função de ponto. Unidade de Potencial Elétrico no SI é Volt (V = J/C)

U

q

0

V

Diferença de potencial (ΔV = voltagem):

 

V

U

q 0



W

q 0

Podemos associar uma energia à carga elementar e à diferença de potencial da

seguinte forma:

1 eV (eletron-volt) = e (1V) = 1,6 x 10 -19 J.

Cap. 24: Potencial Elétrico Cálculo do potencial a partir do campo Elétrico. Para uma partícula

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico Cálculo do potencial a partir do campo Elétrico. Para uma partícula de

Cálculo do potencial a partir do campo Elétrico.

Para uma partícula de carga q 0 que está inicialmente no infinito:

A B
A
B

 

f

 



W



q

0

.

 

i

 

f

i

 

V

V



E ds

f

i

.

U

E ds

Se V i = 0, i está no infinito, temos o potencial V em qualquer ponto f em relação ao potencial no infinito, tomado como sendo zero :

V 

f

i

E ds

.

Cap. 24: Potencial Elétrico Exemplo 2: (a) A figura mostra dois pontos i e f

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico Exemplo 2: (a) A figura mostra dois pontos i e f na
Cap. 24: Potencial Elétrico Exemplo 2: (a) A figura mostra dois pontos i e f na

Exemplo 2:

(a) A figura mostra dois pontos i e f na presença de um campo elétrico uniforme E. Os pontos estão sobre a mesma linha de campo elétrico (que não aparece na figura), separados por uma distância d. Determine a diferença de potencial V f V i deslocando uma carga de prova q 0 do ponto i ao ponto f ao longo da trajetória indicada, que é paralela à direção do campo. (b) Determine a diferença de potencial deslocando a carga de prova positiva q 0 ao longo da trajetória icf na figura.

Cap. 24: Potencial Elétrico Potencial Produzido por uma Carga Pontual. Calculamos o potencial deslocando uma

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico Potencial Produzido por uma Carga Pontual. Calculamos o potencial deslocando uma carga

Potencial Produzido por uma Carga Pontual.

Calculamos o potencial deslocando uma carga de prova q 0 do ponto P ao infinito (V = 0).

V f

V

i



i

E ds

V

1 q

4 

0 r

Partícula de carga q positiva → potencial elétrico positivo.

Partícula de carga q negativa → potencial elétrico negativo.

de carga q negativa → potencial elétrico negativo. Gráfico gerado em computador do potencial elétrico V(r)

Gráfico gerado em computador do potencial elétrico V(r) produzido por uma carga positiva situada na origem do plano xy.

Cap. 24: Potencial Elétrico Potencial Produzido por uma Carga Pontual. Também pode ser usada pra

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico Potencial Produzido por uma Carga Pontual. Também pode ser usada pra calcular

Potencial Produzido por uma Carga Pontual.

Também pode ser usada pra calcular o potencial elétrico q fora ou na superfície de uma distribuição de cargas com simetria esférica desde que (V = 0). Neste caso q é a

r carga total da esfera e r a distância que separa o centro da esfera ao ponto que se deseja determinar o potencial.

V

1

4 

0

Potencial Produzido por um Grupo de Cargas Pontuais.

n n 1 q V   V   i i 4  r
n
n
1
q
V
V
i
i
4 
r
i  1
0
i  1
i

n cargas pontuais (V = 0).

Cap. 24: Potencial Elétrico Exemplo 3: Considerando V = 0 no infinito, qual o valor

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico Exemplo 3: Considerando V = 0 no infinito, qual o valor do

Exemplo 3:

Considerando V = 0 no infinito, qual o valor do potencial elétrico no ponto P, situado no centro do quadrado de cargas pontuais que aparece na figura abaixo? A distância d = 1,3 m e as cargas são:

q 1 = +12 nC q 2 = -24 nC q 3 = +31 nC q 4 = +17 nC

+12 nC q 2 = -24 nC q 3 = +31 nC q 4 = +17
i V   V   i 4  r i  1 0
i
V
V
i
4 
r
i  1
0
i  1
i

n

1

n

q

(R: V = 350 V)

Cap. 24: Potencial Elétrico Exercício: 24.9) O campo elétrico em uma certa região do espaço

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico Exercício: 24.9) O campo elétrico em uma certa região do espaço tem

Exercício:

24.9) O campo elétrico em uma certa região do espaço tem componentes E

= 0 e E x = 4x N/C. O ponto A está sobre o eixo y em y = 3 m e o ponto B está sobre o eixo x em x = 4 m. a) Qual é a diferença de potencial V B V A ? b) Qual o trabalho realizado pelo campo elétrico sobre uma carga de 2 nC na condição

acima citada?

(a) -32V; b) 64 nJ)

= E

z

y

24.17) Na figura abaixo, partículas de carga q 1 = +5e e q 2 = -15e são mantidas fixas , separadas por uma distância d = 24 cm. Tomando V = 0 no infinito,

determine o valor de x, a) positivo e b) negativo, no qual o potencial elétrico

sobre o eixo x é nulo. (a) x = 6cm; b) x = - 12 cm).

sobre o eixo x é nulo. (a) x = 6cm; b) x = - 12 cm).

x não poderá ser maior que d, pois q 2 gera um potencial negativo que sempre será maior que o potencial de q 1 nesta região!

x positivo será menor que d!

Exercício: Cap. 24: Potencial Elétrico 24.18) A figura abaixo mostra um arranjo de partículas carregadas

Exercício:

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Exercício: Cap. 24: Potencial Elétrico 24.18) A figura abaixo mostra um arranjo de partículas carregadas mantidas

24.18) A figura abaixo mostra um arranjo de partículas carregadas mantidas fixas, com a = 39 cm e as cargas indicadas como múltiplos inteiros de q 1 = 3,4 pC e q 2 = 6 pC. Com V=0 no infinito, qual é o potencial elétrico no centro do retângulo? (2,21 V)

de q 1 = 3,4 pC e q 2 = 6 pC. Com V=0 no infinito,
Cap. 24: Potencial Elétrico Potencial Produzido por um Dipolo Elétrico. V  1 p cos

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico Potencial Produzido por um Dipolo Elétrico. V  1 p cos 

Potencial Produzido por um Dipolo Elétrico.

Elétrico Potencial Produzido por um Dipolo Elétrico. V  1 p cos  4  2
Elétrico Potencial Produzido por um Dipolo Elétrico. V  1 p cos  4  2
Elétrico Potencial Produzido por um Dipolo Elétrico. V  1 p cos  4  2
Elétrico Potencial Produzido por um Dipolo Elétrico. V  1 p cos  4  2
Elétrico Potencial Produzido por um Dipolo Elétrico. V  1 p cos  4  2
Elétrico Potencial Produzido por um Dipolo Elétrico. V  1 p cos  4  2

V

1 p cos

4 

2

0 r

Dipolo Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico Momento Dipolar Induzido.

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico Momento Dipolar Induzido.

Momento Dipolar Induzido.

Cap. 24: Potencial Elétrico Momento Dipolar Induzido.
Cap. 24: Potencial Elétrico Potencial Produzido por distribuição contínua de cargas. V  1 4

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico Potencial Produzido por distribuição contínua de cargas. V  1 4 

Potencial Produzido por distribuição contínua de cargas.

V

1

4 

0

dq

r

Distribuição contínua de cargas

Potencial Produzido por Linha de cargas.

contínua de cargas Potencial Produzido por Linha de cargas.   V L     1
 

V

L

 

1

dx

 
 

0

4



0

 

x

2

2

d

2

1/2

2

 

1/2

L

V

ln

x

(

x

d

 

)

 

|

 

4



0

 

0

V

 

 

ln

L

L

2

d

 

2

 1 2

1 2

4

0

 

d

Cap. 24: Potencial Elétrico   V    1    dq 4  0

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico   V    1    dq 4  0 h
 

V

 

1

 

dq

4



0

h

 

R

 

 

 

rdr

2

   

2

2

1/2

 

0

0

r

z

u

r

2

z

2

du

2

rdr

 

 

r

2

2

1/2

 

 

z

|

R

0

2

0

Potencial Produzido por um Disco carregado.

R

0

1

4 

0

2

rdr

 

V

r

2

z

2

1/2

h

Mudança de Variável:

1/2

du

u

V

1/2

2

u

V

  z 2 2  R 2 0
 z
2
2  R
2
0

z

Cap. 24: Potencial Elétrico Exercício: 24.24) Na figura abaixo, uma barra de plástico com uma

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico Exercício: 24.24) Na figura abaixo, uma barra de plástico com uma carga

Exercício:

24.24) Na figura abaixo, uma barra de plástico com uma carga uniformemente

distribuída Q = -25,6 pC tem a forma de um arco de circunferência R = 3,71 cm e um

ângulo centra de 120°. Com V = 0 no infinito, qual é o potencial elétrico no ponto P, o

centro da curvatura da barra? (-6.20 V)

no ponto P, o centro da curvatura da barra? (-6.20 V) 24.26) Uma esfera gaussiana de

24.26) Uma esfera gaussiana de 4 cm de raio envolve uma esfera de 1,0 cm de raio que contém

uma distribuição uniforme de cargas. As duas

esferas são concêntricas e o fluxo através da superfície da esfera gaussiana é 5,6 x 10 4 N.m 2 /C. Qual é o potencial elétrico a 12 cm do centro das

esferas? (3.71*10 4 V)

Cap. 24: Potencial Elétrico 24.27) Na figura abaixo, determine o potencial elétrico produzido na origem

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico 24.27) Na figura abaixo, determine o potencial elétrico produzido na origem por

24.27) Na figura abaixo, determine o potencial elétrico produzido na origem por

um arco de circunferência de carga Q 1 = 7,21 pC e duas partículas de carga Q 2 = 4Q 1 e Q 3 = -2Q 1 . O centro do arco está na origem, o raio é R = 2m e o ângulo indicado é θ = 20°. (V = 32,4 mV)

3 = -2Q 1 . O centro do arco está na origem, o raio é R
Cap. 24: Potencial Elétrico Superfícies Equipontenciais Pontos vizinhos que possuem o mesmo potencial elétrico formam

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico Superfícies Equipontenciais Pontos vizinhos que possuem o mesmo potencial elétrico formam

Superfícies Equipontenciais

Cap. 24: Potencial Elétrico Superfícies Equipontenciais Pontos vizinhos que possuem o mesmo potencial elétrico formam
Cap. 24: Potencial Elétrico Superfícies Equipontenciais Pontos vizinhos que possuem o mesmo potencial elétrico formam
Cap. 24: Potencial Elétrico Superfícies Equipontenciais Pontos vizinhos que possuem o mesmo potencial elétrico formam

Pontos vizinhos que possuem o mesmo potencial elétrico formam uma superfície

potencial.

Linhas de campo elétrico e superfícies equipotenciais são mutuamente perpendiculares.

O trabalho realizado quando uma partícula se desloca em uma mesma superfície equipotencial é zero.

Cap. 24: Potencial Elétrico O Campo Elétrico a partir do Potencial A componente do campo

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico O Campo Elétrico a partir do Potencial A componente do campo elétrico

O Campo Elétrico a partir do Potencial

A componente do campo elétrico em qualquer direção do espaço é o negativo da taxa de variação do potencial elétrico com a distância nesta direção.

 E  V cartesianas:  V  E x  x  V E
E  V
cartesianas:
V

E x
 x
V
E 
s

Para campo elétrico é uniforme:

   

 

ˆ



x

i ˆ

y

ˆ j

z

k

 

V

     

V

E y



 

E z



y

 

z

Para coordenadas

Onde s é perpendicular às

superfícies equipotenciais

Cap. 24: Potencial Elétrico Exemplo 5: O potencial elétrico em um ponto sobre o eixo

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico Exemplo 5: O potencial elétrico em um ponto sobre o eixo central

Exemplo 5:

O potencial elétrico em um ponto sobre o eixo central de um disco uniformemente

carregado é :

V

 2 2  z  R  z 2 0
2
2
 z  R  z
2
0

A partir dessa equação, determine o campo elétrico em qualquer ponto sobre o eixo central do disco.

24.39) Qual o módulo do campo elétrico no ponto (3î - 2j + 4k) m se o potencial é dado por V = 2xyz 2 ? (150,1 V/m)

Cap. 24: Potencial Elétrico Energia Potencial Elétrica de um Sistema de Cargas Pontuais A energia

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico Energia Potencial Elétrica de um Sistema de Cargas Pontuais A energia potencial

Energia Potencial Elétrica de um Sistema de Cargas Pontuais

A energia potencial elétrica de um sistema de cargas pontuais fixas é igual ao trabalho que deve ser executado por um agente externo para montar o sistema,

começando com as cargas a uma distância infinita umas das outras.

com as cargas a uma distância infinita umas das outras . U  W  4

U

W

4 

0

r

1

q q

1

2

U

i

U

0

U U U U W

f

i

f

ce

W ce = trabalho realizado pelo campo.

Energia potencial elétrica de um par de cargas

W = trabalho realizado contra o campo e não pelo campo.

Cap. 24: Potencial Elétrico Potencial de um condutor carregado. Em um condutor o potencial elétrico

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico Potencial de um condutor carregado. Em um condutor o potencial elétrico é

Potencial de um condutor carregado.

24: Potencial Elétrico Potencial de um condutor carregado. Em um condutor o potencial elétrico é constante!

Em um condutor o potencial elétrico é constante!

E  V

i. Interior: V i = V f = potencial na superfície!

E 0

V

i

V

f

1 q

4 

0 R

ii. Exterior (casca esférica condutora):

E

1 q

4 

2

0 r

V

1 q

4 

0 r

Cap. 24: Potencial Elétrico Potencial de um condutor carregado.

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico Potencial de um condutor carregado.

Potencial de um condutor carregado.

Cap. 24: Potencial Elétrico Potencial de um condutor carregado.
Cap. 24: Potencial Elétrico Potencial de um condutor carregado.
Cap. 24: Potencial Elétrico Lista de Exercícios Cap. 24 3, 5, 7, 9, 11, 15,

Cap. 24: Potencial

Elétrico

Cap. 24: Potencial Elétrico Lista de Exercícios Cap. 24 3, 5, 7, 9, 11, 15, 17,

Lista de Exercícios Cap. 24

3, 5, 7, 9, 11, 15, 17, 18, 21, 24, 25, 27, 28, 31, 37, 39, 41, 45, 53, 55, 59, 67, 77

Referências

HALLIDAY, D.;

Eletromagnetismo. 8 a ed. Rio de janeiro: LTC, 2009. v3.

RESNICK,

R.;

WALKER,

J.;

Fundamentos

de

Física:

TIPLER, P. A.; Física para Cientistas e Engenheiros. 4a ed, LTC, 2000. v2.

SEARS, F.; ZEMANSKY, M.W.; YOUNG, H.; FREEDMAN, R.A.; Física:

Eletromagnetismo. 12a ed. São Paulo: Pearson Addison Wesley, 2008. v3.