Você está na página 1de 14

“Hipertexto/Hipermédia”

Características, Mapa Conceptual e Modelo de Aprendizagem

“Hipertexto/Hipermédia” Características, Mapa Conceptual e Modelo de Aprendizagem Mestrado em Comunicação Educacional e Multimédia Hiperespaços de
“Hipertexto/Hipermédia” Características, Mapa Conceptual e Modelo de Aprendizagem Mestrado em Comunicação Educacional e Multimédia Hiperespaços de

Mestrado em Comunicação Educacional e Multimédia

“Hipertexto/Hipermédia” Características, Mapa Conceptual e Modelo de Aprendizagem Mestrado em Comunicação Educacional e Multimédia Hiperespaços de

Hiperespaços de Aprendizagem Docente: José Bidarra

“Hipertexto/Hipermédia” Características, Mapa Conceptual e Modelo de Aprendizagem Mestrado em Comunicação Educacional e Multimédia Hiperespaços de

Ana Margarida Sousa

Maria Filomena Grazina

Paula Simões

Paulo Azevedo

“Hipertexto/Hipermédia” Características, Mapa Conceptual e Modelo de Aprendizagem Mestrado em Comunicação Educacional e Multimédia Hiperespaços de

“Hipertexto/Hipermédia”

“Hipertexto/Hipermédia”

Características, Mapa Conceptual e Modelo de Aprendizagem

Com a integração dos sistemas hipertexto/hipermédia no ensino, o conceito de perenidade perdeu o seu sentido, na medida em que tem de acompanhar o rápido evoluir das tecnologias que exigem o reinventar constante dos ambientes estimulantes de aprendizagem. Do ponto de vista de Stanninger (1994), na criação de um recurso, a possibilidade de se poder determinar estatisticamente o número de vezes que uma ligação particular foi utilizada, permite ao “autor” criar ou eliminar as ligações que melhor se adeqúem ao utilizador. Esta “simbiose entre o leitor e o autor” resultaria na democratização da tecnologia hipertexto/hipermédia, pois os utilizadores eram chamados a participar na escolha das ligações que lhes parecessem mais úteis.

O potencial do hipertexto está dependente da forma como se organiza a informação. É um meio de estruturar um texto, de modo a que diferentes níveis de detalhe possam ser acedidos pelo utilizador, com “liberdade de navegação”, subvertendo o processo de leitura sequencial dos modelos tradicionais (Dias, et al, 1998). Também, segundo os mesmos autores, é a flexibilidade dos sistemas hipertexto/hipermédia em representar o conhecimento que permite ao aluno orientar as suas aprendizagens. A grande vantagem da hipermédia é permitir a interactividade, o utilizador não é um ser passivo, mas sim participativo.

No modelo da Universidade Aberta (UAb), embora as unidades curriculares (UCs ) variem em termos metodológicos, proponham diferentes percursos e recorram a vários recursos e ferramentas, há aspectos que lhes são comuns e que potenciam o modelo no seu conjunto.

Da análise dos oito módulos frequentados neste mestrado, patente nas tabelas 1 e 2, em anexos, verificámos que o Contrato de Aprendizagem é o primeiro documento disponibilizado ao estudante, onde são descritos os objectivos, as competências a desenvolver, os conteúdos a abordar, a metodologia adoptada, os recursos disponíveis, o(s) ambiente(s) utilizado(s) e os critérios de avaliação. À excepção de uma UC, em todas as outras sete há a possibilidade de negociação do contrato de aprendizagem o que denota uma vontade de interacção entre os vários actores do processo de ensino- aprendizagem. De um modo geral, todas as UCs apresentam uma boa organização da interface contemplando a existência do hipermédia para comunicar e distribuir informação. O trabalho em grupo também é fomentado em todas as UCs, potenciando o apoio na construção do conhecimento através de práticas cooperativas proporcionadas pelo uso da hipermédia.

Hiperespaços de Aprendizagem MCEM 09 2

Hiperespaços de Aprendizagem

MCEM 09

2

Ana Margarida Sousa, Maria Filomena Grazina, Paula Simões e Paulo Azevedo

“Hipertexto/Hipermédia”

“Hipertexto/Hipermédia”

Características, Mapa Conceptual e Modelo de Aprendizagem

Os recursos são apresentados em diversos formatos, embora o formato de documento word e pdf sejam uma constante (quase sempre com a hiperligação activa para o sítio onde podemos encontrar estes documentos através da Internet), também o recurso a outros sites e a indicação de bibliografia complementar é frequente. A utilização dos recursos descritos, hipertexto portanto, para além de possibilitarem um acesso simultâneo ao mesmo documento pelos estudantes, permite ainda a visualização de vários documentos ao mesmo tempo no monitor. As referências, estabelecidas por meio de links, podem ser mais facilmente encontradas no hipertexto, do que em textos em formato papel e a informação pode ser estruturada de diferentes formas.

Os fóruns de discussão, ferramenta utilizada em todas as UCs, e, nalguns casos os chats, possibilitam, pelo uso do hipertexto, a interacção entre os elementos da aprendizagem e os professores, sendo que a interacção com os professores remonta para uma aprendizagem autêntica, em ambiente de trabalho real. Uma simulação do ambiente de sala de aula foi muito bem conseguida através do ambiente virtual Second Life, obrigatório em apenas um módulo. Foram várias as ferramentas a que o estudante teve acesso, para além das mencionadas. Desta forma, aplicações de trabalho colaborativo, como as Wikis ou o Googledocs, ainda que em alguns casos de carácter opcional, revelaram-se muito profícuas no desenrolar das actividades. A utilização de redes sociais, como o Twitter ou o Facebook, em apenas duas UCs, representam o culminar da promoção de interactividade, característica importante dos hipermédia visto que cria um potencial de trabalho conjunto, onde os estudantes estão ligados e podem adicionar novas ideias ao trabalho de outros, ou, mais ainda, ao trabalho original do professor/ educador/ tutor.

Podemos, então, verificar que embora a busca da interactividade e a preocupação de centrar o percurso no aluno esteja subjacente à sua construção, esses objectivos encontraram alguns obstáculos, em parte associados, em nosso entender, a alguma dispersão face à informação disponibilizada (o estudante, por vezes, não consegue ser objectivo dada a profusão de possibilidades de documentação disponibilizada na internet), face à gestão de ambientes que o estudante tem de contemplar nas actividades das UCs (plataforma Moodle, ambiente virtual, espaço de trabalho colaborativo, rede social, entre outros), no fundo, à interactividade; a algumas limitações técnicas

Hiperespaços de Aprendizagem MCEM 09 3

Hiperespaços de Aprendizagem

MCEM 09

3

Ana Margarida Sousa, Maria Filomena Grazina, Paula Simões e Paulo Azevedo

“Hipertexto/Hipermédia”

“Hipertexto/Hipermédia”

Características, Mapa Conceptual e Modelo de Aprendizagem

ligadas à exigência de alguns módulos (no que concerne a capacidade do computador para ter uma boa performance com alguns programas necessários); e, finalmente, sentimos alguma falta de apoio, encorajamento e participação pelo professor, pela ausência de um retorno, em tempo útil, em actividades de grupo ou individuais.

Após Análise dos módulos e descrição de métodos de estudo online adoptados na Universidade Aberta, enumerámos as seguintes vantagens e desvantagens:

Vantagens:

As referências podem ser encontradas com mais facilidade do que nos media em papel. A informação pode ser estruturada de várias maneiras. A capacidade de seguir associações e de ver materiais relacionados podem despertar novas ideias e cadeias de associações que podem ser seguidas de forma conveniente.

O potencial é grande na educação, uma vez que a aprendizagem pela exploração pode ser facilitada de uma forma natural.

O potencial da riqueza visual e alto grau de retorno pode ser encarado positivamente pelos utilizadores.

Os estudantes que têm dificuldade na expressão escrita podem ter outros meios para comunicar(-se), seja visual ou sonoro.

O hipermédia cria um potencial de trabalho colaborativo, onde os estudantes estão conectados e podem adicionar novas ideias ao trabalho de outros, ou, mais ainda, ao trabalho original do professor/educador.

Flexibilidade na acessibilidade a conteúdos a qualquer hora, de qualquer lugar; na interacção professor/ alunos.

Possibilidade de diversificar e alargar o número de estudantes, uma vez que qualquer pessoa, desde que tenha um computador e internet, pode aceder ao ensino a distância.

Hiperespaços de Aprendizagem MCEM 09 4

Hiperespaços de Aprendizagem

MCEM 09

4

Ana Margarida Sousa, Maria Filomena Grazina, Paula Simões e Paulo Azevedo

“Hipertexto/Hipermédia”

“Hipertexto/Hipermédia”

Características, Mapa Conceptual e Modelo de Aprendizagem

Desvantagens:

A facilidade de navegação pode aumentar o risco do aluno passar pelos materiais disponíveis de forma muito precipitada, ficando apenas com uma concepção limitada do assunto.

O risco de desorientação pode resultar em confusão em vez de compreensão, se o

utilizador passar pelos diferentes nós (de informação) aleatória.

de

uma forma mais

ou menos

Um sistema hipermédia pode envolver alguma perda de tempo. Isto é, para conseguir alguma coisa, o aluno pode ter de realizar um conjunto de tarefas mais ou menos complexas que requerem vários passos. Isto pode provocar a saída do caminho desejado, a dispersão, ou o esquecimento do assunto principal a estudar.

A profusão de informação em vários formatos, tais como vídeo, imagens, gráficos, pode dificultar a selecção da informação relevante para as actividades a desenvolver.

Hiperespaços de Aprendizagem MCEM 09 5

Hiperespaços de Aprendizagem

MCEM 09

5

Ana Margarida Sousa, Maria Filomena Grazina, Paula Simões e Paulo Azevedo

“Hipertexto/Hipermédia”

“Hipertexto/Hipermédia”

Características, Mapa Conceptual e Modelo de Aprendizagem

Componentes do tópico TECNOLOGIA MULTIMÉDIA:

Criar

Manipular

Armazenar

Pesquisar

Ferramentas de edição e produção

o

Wiki

o

o

o

o

o

o

o

o

o

Second Life

Vivaty

Photoshop

Flash

Editores de páginas Web

Audacity

Fraps

Picasa

o Movie Maker o Slideshare Tipos de conteúdos

Estáticos

 

Imagem

Texto

Gráficos

o

Dinâmicos

 

Animações

Vídeos

Áudio

Machinima

o

Imersivos

 

Second Life

Vivaty

Warcrafts

Hiperespaços de Aprendizagem MCEM 09 6

Hiperespaços de Aprendizagem

MCEM 09

6

Ana Margarida Sousa, Maria Filomena Grazina, Paula Simões e Paulo Azevedo

“Hipertexto/Hipermédia”

“Hipertexto/Hipermédia”

Características, Mapa Conceptual e Modelo de Aprendizagem

Áreas de aplicação de conteúdos

o

Cultura

o

Educação

o

Entretenimento

o

Empresarial

o

Informação ao público

Mapa Conceptual

“Hipertexto/Hipermédia” Características, Mapa Conceptual e Modelo de Aprendizagem • Áreas de aplicação de conteúdos o Cultura
Hiperespaços de Aprendizagem MCEM 09 7

Hiperespaços de Aprendizagem

MCEM 09

7

Ana Margarida Sousa, Maria Filomena Grazina, Paula Simões e Paulo Azevedo

“Hipertexto/Hipermédia”

“Hipertexto/Hipermédia”

Características, Mapa Conceptual e Modelo de Aprendizagem

PLANO DE MÓDULO DE APRENDIZAGEM

Título: Aplicações educativas de jogos interactivos Público-alvo: Formadores e professores do ensino básico Duração: 25 horas presenciais + 25 horas online Pré-requisitos: domínio de alguma ferramenta para criação de jogos

Second-Life (Script)

Flash (ActionScript)

Scratch

“Hipertexto/Hipermédia” Características, Mapa Conceptual e Modelo de Aprendizagem PLANO DE MÓDULO DE APRENDIZAGEM Título : Aplicações

Na organização do plano de módulo para aprendizagem online, foram tidos em conta diversos aspectos. Em primeiro lugar, tivemos em conta que os estudantes "percebem e processam a informação de modos muitos diferentes" (Bidarra, 2008), tendo, por isso, diferentes estilos e características de aprendizagem que serão contempladas nesta actividade, de forma a tornar inclusivo o processo de aprendizagem.

Hiperespaços de Aprendizagem MCEM 09 8

Hiperespaços de Aprendizagem

MCEM 09

8

Ana Margarida Sousa, Maria Filomena Grazina, Paula Simões e Paulo Azevedo

“Hipertexto/Hipermédia”

“Hipertexto/Hipermédia”

Características, Mapa Conceptual e Modelo de Aprendizagem

De forma a promover a diferenciação pedagógica, pretende-se desenvolver, neste módulo de aprendizagem, diferentes tipos de actividades, dando predominância ao trabalho colaborativo. Nesse sentido, é proposto que a natureza das tarefas seja de alguma forma escolhida pelo aprendente, ou quanto às ferramentas utilizadas, ou na abordagem aos temas. Esta abordagem permite que o aluno tenha prazer na aprendizagem, pois será ele próprio a delinear o seu plano de acção. Deste modo, a aprendizagem deverá promover a adaptação do aluno ao espaço hipermédia de aprendizagem e a interacção com colegas e professores deve ter como base a motivação na realização da actividade e a promoção do envolvimento permanente do aluno no processo de aprendizagem do grupo. Esta promoção é feita pela intervenção atenta do professor. O acompanhamento por parte do professor/ tutor vai sendo gradual.

No início é necessário que o estudante se sinta acompanhado, podendo recorrer ao professor/tutor sempre que necessário, sabendo que terá feedback. À medida que o estudante se vai tornando mais proficiente, o professor/tutor "retira progressivamente o seu apoio (scaffolding), permitindo ao grupo aumentar a sua independência" (Bidarra, 2008).

Um aspecto a ter em conta, na concepção do espaço hipermédia que serve de plataforma ao módulo de aprendizagem, é a questão da interactividade que assume um papel importante e não necessariamente simples, sobretudo, no ensino aberto e a distância (EaD). Interactividade não somente na vertente colaborativa, mas sobretudo na aquisição de novos conhecimentos, novas competências de organização, de compreensão de novos conteúdos, ou seja, “o estudante procura respostas para perguntas novas, que organiza o material em estruturas novas ou que executa manipulações que elevam o seu nível de compreensão de uma determinada matéria” (Bidarra, 2008).

O aspecto central, no módulo de aprendizagem proposto, é a forma de organização individual e em grupo dos conceitos adquiridos e propostos. O mapa de conceitos, como forma de estruturação externa do conhecimento, permite, com recurso a ferramentas colaborativas, construir o corpo de conhecimento conceptual de forma colaborativa. A construção, adaptação, proposta de novos nós para o mapa de conceitos, é permanente e faz parte integrante de todo o modelo de aprendizagem, quer na exploração e estudo da teoria do jogo, como na análise de recursos pesquisados ou até na concepção de um trabalho final.

Hiperespaços de Aprendizagem MCEM 09 9

Hiperespaços de Aprendizagem

MCEM 09

9

Ana Margarida Sousa, Maria Filomena Grazina, Paula Simões e Paulo Azevedo

“Hipertexto/Hipermédia”

“Hipertexto/Hipermédia”

Características, Mapa Conceptual e Modelo de Aprendizagem

O estudante vai, assim, progredindo na sua aprendizagem através da aquisição de novas aprendizagens, no desenvolvimento das suas competências e na experimentação de novos espaços, ferramentas, aplicações, quer individualmente, quer em grupo. A motivação, o divertimento e o prazer que o estudante poderá retirar destas novas aprendizagens é fundamental no seu envolvimento no processo de ensino-aprendizagem, com recurso à hipermédia, uma vez que acompanhado no isolamento do seu computador pessoal, nunca se sentirá só.

Hiperespaços de Aprendizagem MCEM 09 10

Hiperespaços de Aprendizagem

MCEM 09

10

Ana Margarida Sousa, Maria Filomena Grazina, Paula Simões e Paulo Azevedo

“Hipertexto/Hipermédia”

“Hipertexto/Hipermédia”

Características, Mapa Conceptual e Modelo de Aprendizagem

Bibliografia

Chin, S. T. S., Williams, J., (2006). A Theoretical Framework for Effective Online Course Design. MERLOT Journal of Online Learning and Teaching, Vol. 2, No. 1. Retirado, em Dezembro de 2009, de:

http://jolt.merlot.org/documents/MS05007_002.pdf

Dias, P., Gomes Mª.J., Correia, M.P.S. (1998). Professor.

Hipermédia & Educação, Braga: Edições Casa do

Dias, P., Meneses, M.I.C. (1993). Problemática da Representação em Hipertexto, Revista Portuguesa da Educação, 6 (3), 83-91.

Minotti, Jennifer A. (2002). Three Criticisms of the Online Classroom, Community Contributions

Pereira, A e tal (2006). 1 UM MODELO PEDAGÓGICO PARA O ENSINO GRADUADO ONLINE (e-grad) in:

Actas do 1 Colóquio Luso-Brasileiro "Ensino a Distância e Comunidades Virtuais de Aprendizagem", Universidade Estadual da Baía, São Salvador da Baía.

Staninger,

Steven

W.

(1994). Hypertext Technology: Educational Consequences. Educational

Technology.

Virtual Resource Site for Teching with Tecnhology, University of Maryland University College, http://www.umuc.edu/distance/odell/vteach/background.html, acedido em Dezembro de 2009

Hiperespaços de Aprendizagem MCEM 09 11

Hiperespaços de Aprendizagem

MCEM 09

11

Ana Margarida Sousa, Maria Filomena Grazina, Paula Simões e Paulo Azevedo

“Hipertexto/Hipermédia”

“Hipertexto/Hipermédia”

Características, Mapa Conceptual e Modelo de Aprendizagem

Anexos

Hiperespaços de Aprendizagem MCEM 09 12

Hiperespaços de Aprendizagem

MCEM 09

12

Ana Margarida Sousa, Maria Filomena Grazina, Paula Simões e Paulo Azevedo

   

Tabela 1

Aprendizagem e

 

Media Digitais e Socialização

Comunicação Educacional

Sistemas de Informação e Internet

Tecnologias

   

-

Negociação do contrato de

   
  • - Negociação do contrato

aprendizagem;

 
  • - Negociação do contrato de

  • - Contrato de aprendizagem;

de aprendizagem;

-

Construção colaborativa do

 

Metodologia

  • - Exploração individual;

  • - Aprendizagem

conhecimento;

-

Trabalhos individuais e em grupo,

aprendizagem;

  • - Exploração individual;

  • - Exploração individual;

  • - Aprendizagem colaborativa;

 

colaborativa.

mas sempre seguidos de discussão geral em sede de fórum;

  • - Aprendizagem colaborativa.

  • - Aprendizagem pela descoberta.

   

docs / pdf

X

 

X

X

X

 

E-books

X

 

X

X

 

Wikis

   

X

 

Recursos

 

Sites

X

 

X

X

X

Software (livre ou shareware)

   

X

X

 

Repositório

       
   

PowerPoint

X

     
 

Bibliografia

X

 

X

X

X

complementar

   

Wikis

X

 

X

(opcional)

X

 
 

Google docs

   

X

(opcional)

X

 
 

Fóruns

X

 

X

X

X

 

PowerPoint

X

 

X

   

Ferramentas

Sites de partilha de imagem, som, vídeo

     

X

Laboratório on-line

     

X

 

Chats

X

 

X

(opcional)

X

X

Redes

Twitter

       
 

Sociais

Facebook

       

Outras

Second Life

   

X

 

Plata-

Odisseia

     

X

formas

Sloodle

   

X

 
 
  • - Participação nas

-

Realização de trabalhos de grupo,

  • - Realização de trabalhos

  • - Trabalhos individuais e de grupo em

discussões em fóruns;

escritos em formato digital (pdf e

escritos em formato digital (pdf);

linguagem de programação;

  • - Participação no

powerpoint);

 
  • - Conferência em Ambiente

  • - Discussão e apoio a colegas em

 

Avaliação

trabalho de grupo;

-

Participação individual nas

virtual Second Life (em grupo);

fóruns;

  • - Trabalho de grupo;

discussões em fóruns;

  • - Participação nas discussões

  • - Projecto final (site, portefólio,

 
  • - Recensão de um artigo

-

Portefólio digital.

em fóruns;

realização prática ou trabalho teórico);

ou paper.

 
  • - Portefólio em formato digital (pdf);

   

Tabela 2

Tecnologias de Produtos

Análise de Recursos Educativos

 

Hiperespaços de

Metodologia de

 

Multimédia

Aprendizagem

Investigação em Educação

 

Negociação do contrato de aprendizagem

-

  • - Negociação do contrato de aprendizagem

Negociação do contrato de aprendizagem;

-

Leitura de textos e

-

Negociação do contrato

de aprendizagem

-

  • - Estudo e reflexão individual;

-

 

Trabalhos teórico-práticos,

-

Aprendizagem

 

Metodologia

 

online, desenvolvidos em torno de

um projecto;

Trabalhos individuais e em

  • - Trabalho colaborativo que

consistirá na realização de

apreciação de conteúdos

multimédia;

colaborativa.

-

Exploração e pesquisa

 

-

trabalhos de grupo e na

-

Exploração individual;

individual.

grupo.

participação em fóruns.

-

Aprendizagem colaborativa.

   

docs / pdf

   

X

X

 

X

 

X

 

E-books

 

X

 

X

 

X

 

Wikis

 

X

   

X

Recursos

 

Sites

     

X

 
 

Software (livre ou

   

X

     

shareware)

 

Repositório

   

X

   
   

PowerPoint

         

X

 

Bibliografia

       

X

 

complementar

   

Wikis

X

(opcional)

X

   

X

 

Google docs

 

X

(opcional)

   

X

 
 

Fóruns

 

X

X

 

X

 

X

 

PowerPoint

         

Ferramentas

 

Sites de partilha de imagem, som, vídeo

 

X

     
 

Laboratório on-line

       
 

Chats

X

(opcional)

X

 

X

 

X

Redes

Twitter

     

X

 

X

 

Sociais

Facebook

     

X

 

Outras

Second Life

       

plata-

Odisseia

       

formas

Sloodle

       
 

Discussão de temas e actividades orientadas;

-

  • - Participação nos fóruns de discussão;

-

Realização de trabalhos

escritos em formato digital

Portefólio em formato de blogue;

-

-

Elaboração de projectos e

  • - Participação nos trabalhos de

 

(pdf);

-

Participação nas

 

Avaliação

 

produção trabalhos) e no projecto

grupo;

-

Participação nas discussões

discussões em fóruns e

final realizado.

  • - Elaboração de Wiki;

em fóruns;

nos trabalhos de grupo;

 
  • - Análise de recursos educativos.

-

Projecto final em formato

-

Realização de trabalhos

digital (pdf).

escritos em formato digital

 

(pdf);