Você está na página 1de 2

Tendo por base a amostra de Relatórios de avaliação externa que

elegeu, faça uma análise e comentário crítico à presença de


referências a respeito das BE, nesses Relatórios.

Após leitura do relatório de avaliação externa das escolas


correspondente ao ano lectivo de 2007/2008 constatei que a BE
não aparece referida em nenhum dos aspectos desse relatório. No
entanto, posso depreender, por vários factores, que a avaliação da
BE está implicitamente presente no referido relatório.
Os objectivos da avaliação externa coordenam-se com os
objectivos da auto-avaliação da BE: “fomentar (…) a qualidade das
suas práticas e dos seus resultados”; “reforçar a capacidade (…) de
desenvolver a sua autonomia”; “contribuir para o conhecimento das
escolas e do serviço público da educação, fomentando a
participação social na vida das escolas”.
Estes objectivos globais têm em vista todos os aspectos
relacionados com a escola e os serviços a ela associados, tendo
consequente relacionamento com a auto-avaliação da BE.
A avaliação externa das escolas é efectuada a 5 domínios
estando estes repartidos em factores específicos para cada um.
Fazendo uma transposição para a auto-avaliação das BE, esta é
também efectuada a partir de 4 domínios. Assim, e tendo em conta
esses domínios, pode-se verificar que a auto-avaliação das BE, por
muito que não conste explicitamente do relatório de avaliação da
IGE, se encontra enquadrado no global dessa avaliação.
Os domínios anteriormente referidos para a avaliação das
escolas:
1- Resultados
2- Prestação do serviço educativo
3- Organização e gestão escolar
4- Liderança
5- Capacidade de auto-regulação e melhoria da Escola /
Agrupamento
estão subdivididos em factores específicos
1.
- Sucesso académico
- Participação e desenvolvimento cívico
- Comportamento e disciplina
- Valorização e impacto das aprendizagens
2.
- Articulação e sequencialidade
- Acompanhamento da prática lectiva em sala de aula
- Diferenciação e apoios
- Abrangência do currículo e valorização dos saberes e da
aprendizagem
3.
- Concepção, planeamento e desenvolvimento da actividade
- Gestão dos recursos humanos
- Gestão dos recursos materiais e financeiros
- Participação dos pais e outros elementos da comunidade
educativa
- Equidade e justiça
4.
- Visão e estratégia
- Motivação e empenho
- Abertura à inovação
- Parcerias, protocolos e projectos
5.
- Auto-avaliação
- Sustentabilidade do progresso
Estes factores específicos encontram-se, também, integrados no
modelo de auto-avaliação das BE, pelo que se pode intuir que a
auto-avaliação da BE se encontra perfeitamente incluída na
avaliação externa mesmo não sendo directamente mencionada.
A avaliação externa da IGE refere também os pontos fortes, os
pontos fracos, as oportunidades e os constrangimentos que são
apresentados na avaliação das escolas. Também aqui se vai ao
encontro do modelo de auto-avaliação das BE, sendo esta uma das
funções desse mesmo modelo: identificar cada um desses factores
para levar a uma melhoria do funcionamento das BE e
consequentemente a uma melhoria do processo de ensino e
aprendizagem.

Cristina Traqueia