Você está na página 1de 21

Lapa do Seu Antão

Lapa do Seu Antão Croqui 2012 5ª ed. NOVO! 126 vias 1

Croqui

2012

Lapa do Seu Antão Croqui 2012 5ª ed. NOVO! 126 vias 1
Lapa do Seu Antão Croqui 2012 5ª ed. NOVO! 126 vias 1

5ª ed.

NOVO! 126 vias
NOVO!
126 vias
Lapa do Seu Antão Croqui 2012 5ª ed. Creditos: Arte Gráfica Naoki Arima Edição e
Lapa do Seu Antão
Croqui
2012
5ª ed.
Creditos:
Arte Gráfica
Naoki Arima
Edição e Diagramação
Felipe Belisário
Fotos
Carine Veiga (Páginas 4 e 17)
Gustavo Baxter (Capa e páginas 3, 10, 12, 13, 14, 15)
NOVO!
Textos
126
vias
Alexandre Hubener
Gabriel Ramos
Marcella Romanelli

Parque Natural de Escalada de Lazer - Lapa do Seu Antão

O Montis - Clube de Escalada de Lazer foi criado em 2010 e fundado

oficialmente em 2011 como uma associação de utilidade pública

e sem fins lucrativos, com a missão de democratizar a prática da

escalada e promover o desenvolvimento social, cultural e esportivo

dos seus associados, público em geral e das comunidades receptoras.

O

Clube atua no desenvolvimento e na promoção de estudos sobre

o

conceito de escalada de lazer; na exploração e desenvolvimento

de novas áreas; na manutenção e conservação destas áreas através de trabalhos voluntários; na realização de atividades culturais, recreativas, desportivas e de promoção social; na formação de equipes voluntárias de resgate; no desenvolvimento de uma metodologia de uso, ocupação e gerência sustentável de áreas naturais para a referida prática; na sua promoção e divulgação em eventos que cultuam os mesmos valores morais e éticos do Clube; na colaboração com autoridades competentes para a preservação, conservação e defesa do patrimônio histórico e cultural, e no intercâmbio com entidades públicas e particulares. Sua primeira ação foi a adoção de uma área rural particular, no

Distrito de Fidalgo (MG) , em 2010, a Lapa do Seu Antão, para utilizá-

la como “laboratório” no desenvolvimento de práticas sustentáveis

de escalada de lazer em áreas naturais. Foram equipadas vias esportivas, feito um trabalho rigoroso de contenção, delimitação de áreas de uso e ocupação, sinalização, e iniciados os trabalhos de inserção da escalada na comunidade local. Concomitantemente, deu-se início ao trabalho de criação do guia de escalada da Lapa do Seu Antão com o objetivo de informar e tornar a atividade mais segura. Esta é a 5ª versão deste documento que se enriquece a cada atualização, tanto em número de vias quanto em informações úteis que visam a contribuir com os objetivos do Clube Montis.

tanto em número de vias quanto em informações úteis que visam a contribuir com os objetivos
GEOLOGIA DA LAPA DO SEU ANTÃO As rochas que ocorrem na Lapa do Seu Antão

GEOLOGIA DA LAPA DO SEU ANTÃO

As rochas que ocorrem na Lapa do Seu Antão (calcários) foram formadas através de precipitação química do carbonato de cálcio (CaCO3) e outros elementos em um oceano raso a cerca de 690 milhões de anos atrás (Período Proterozóico). Este oceano, denominado de Adamastor, estava posicionado entre duas pequenas plataformas continentais que atualmente fazem parte dos continentes Sul- Americano e Africano. Pelo fato destas rochas terem sua origem ligada à precipitação química em um fundo de oceano plano e com águas calmas, são formadas bandas com diferentes cores e minerais.

A

cerca de 600 milhões de anos ocorre a colisão destes dois continentes, fechando

o

oceano Adamastor, expondo as rochas em superfície e formando o continente

Godwana que futuramente viria a fazer parte do supercontinente PANGEA. Com a exposição destas rochas em superfície, iniciou-se um processo de formação de relevo e de feições dissolutivas causadas pelos agentes naturais (sol, chuva, vento, infiltração de água, etc.), que foi facilitado devido à alta solubilidade do calcário. O conjunto das características físicas de áreas onde ocorrem rochas calcárias é denominado de carste. Um carste típico e diversificado conta algumas feições especialmente marcantes: I) grande quantidade de dolinas (sumidouros) em variedade de tamanhos e formas, muitas vezes limitadas por paredões de calcários lineares; II) grandes maciços rochosos aflorantes ou parcialmente encobertos; III) muitos lagos, associados às dolinas ou em amplas planícies rebaixadas, e IV) uma complexa trama de condutos subterrâneos, comumente conectados com o relevo superficial e, assim, acessíveis ao homem. Todo esse conjunto de grandes feições dissolutivas expostas, agregado às pequenas formas que esculpem os afloramentos rochosos (lapiás) e à vegetação que lhe é peculiar marca uma paisagem que tem um mérito cênico e, portanto, turístico.

BIBLIOGRAFIA:

Geologia do continente sul-americano: evolução da obra de Fernando Marques Almeida. Organizado por Virginio Mantesso Neto, et al. São Paulo; 2004; p. 18-34.

Carste de Lagoa Santa, MG: Berço da paleontologia e da espeleologia brasileira. Schobbenhaus, C.; et al. Sítios Paleontológicos do Brasil; p.415-430.

Como Chegar

De Carro. Em Belo Horizonte siga para o Aeroporto de Confins (Linha Verde, MG10) até surgirem placas para Pedro Leopoldo (MG424), nosso caminho. Passe o trevo de entrada a Pedro Leopoldo, logo após existe uma lombada eletrônica (radar de velocidade). Siga direto até o próximo trevo, onde existe outra lombada eletrônica. Neste ponto passa sobre a estrada uma esteira de transporte de minério, deve-se virar a direita entes da esteira, sentido bairro Lagoa de Santo Antônio. Passe por dentro deste bairro para acessar a estrada de Fidalgo (alguns GPSs a identificam, se não tiver GPS, pergunte). A estrada tem aproximadamente 8 km, passa pela Gruta do Baú e diversas outras formações rochosas. Ao chegar em Fidalgo, passará por duas lombadas antes de uma praça triangular; nela vire a esquerda. Alguns metros a frente acaba o asfalto e a rua é de terra, ela termina em três porteiras e a da direita é o acesso à Lapa.

De Ônibus. Na rodoviária de Belo Horizonte procure a empresa de transporte Expresso Unir e embarque em um ônibus para Pedro Leopoldo. Da rodoviária de Pedro Leopoldo sai ônibus para Fidalgo a todo instante. Em fidalgo irá desembarcar na praça triangular, atenção às lombadas. Daí em diante é o mesmo caminho que o carro.

De Avião. No Aeroporto de Confins embarque em um ônibus para Pedro Leopoldo. Daí em diante siga as mesmas instruções a partir da rodoviária de lá.

Onde Ficar

Abrigo Lapinha - http://www.abrigolapinha.com Sítio do Rod - http://www.sitiodorod.escale.esp.br

de lá. Onde Ficar Abrigo Lapinha - http://www.abrigolapinha.com Sítio do Rod - http://www.sitiodorod.escale.esp.br 5
6
6
Lapinha Lagoa Santa Fidalgo Belo Horizonte Pedro Leopoldo
Lapinha
Lagoa Santa
Fidalgo
Belo Horizonte
Pedro Leopoldo

AsfaltoLapinha Lagoa Santa Fidalgo Belo Horizonte Pedro Leopoldo Terra Trilha Porteira Praça Ponto de Onibus Área

TerraLagoa Santa Fidalgo Belo Horizonte Pedro Leopoldo Asfalto Trilha Porteira Praça Ponto de Onibus Área de

TrilhaSanta Fidalgo Belo Horizonte Pedro Leopoldo Asfalto Terra Porteira Praça Ponto de Onibus Área de Estacionamento

PorteiraFidalgo Belo Horizonte Pedro Leopoldo Asfalto Terra Trilha Praça Ponto de Onibus Área de Estacionamento Á

PraçaBelo Horizonte Pedro Leopoldo Asfalto Terra Trilha Porteira Ponto de Onibus Área de Estacionamento Á r

Pedro Leopoldo Asfalto Terra Trilha Porteira Praça Ponto de Onibus Área de Estacionamento Á r e

Ponto de Onibus

Asfalto Terra Trilha Porteira Praça Ponto de Onibus Área de Estacionamento Á r e a d

Área de Estacionamento

Terra Trilha Porteira Praça Ponto de Onibus Área de Estacionamento Á r e a d e

Área de Escalada

7

Mapa Geral da Lapa do Seu Antão

Desenvolvemos este desenho aproximado

da Lapa para facilitar ao usuário a localização de áreas importantes e setores de escalada, assim como os caminhos e trilhas de acessos. Começando pela área destinada ao estacionamento dos veículos, à esquerda da estrada, sem invadir muito a vegetação, não é permitido subir a colina de carro, nem estacionar à direita da estrada, conforme representado no mapa ao lado. As trilhas estão demarcadas com uma linha tracejada laranja. Após estacionar o carro suba a colina pelo caminho cercado com pedras. No topo ele bifurca em frente à placa informativa, pare e leia atentamente sobre as suas responsabilidades. Em cada setor também existem placas informativas, estas devem ser lidas atentamente para se evitar quaisquer transtornos.

O croqui a seguir segue a trilha no sentido

horário, quer dizer: começa pelo Setor da Frente, passa pelo Corredor, Pracinha e chega na Passagem, neste ponto a trilha se

divide em 3, segue primeiro à esquerda para

o

Setor dos Ossos, volta e desce reto para

o

Catacumbas, volta novamente e segue

direita para o Crepúsculo, finalizando no Parquinho.

à

Catacumbas Ossos Pracinha Crep úsculo Passagem Corredor Frente Parquinho i E E Estacionamento Estacionamento
Catacumbas
Ossos
Pracinha
Crep úsculo
Passagem
Corredor
Frente
Parquinho
i
E
E
Estacionamento
Estacionamento
E

8

Croqui – Lapa do Seu Antão A dificuldade e a sua medida

A forma como hierarquizar a dificuldade na escalada varia de maneira

significativa entre as diversas nações praticantes. Forçosamente, este resultado não poderia ser diferente, uma vez que o processo fundamenta-se em avaliações subjetivas do esforço consentido para se vencer uma passagem qualquer, em um ambiente natural ou artificial.

De acordo com registros, foi no inicio do século 20 que um senhor chamado Welzenback criou uma escala partindo do nível 1, a caminhada, até o nível 6, limite das possibilidades humanas da época, com subdivisões de + e ou – para aumentar a precisão.

Essa escala ainda influencia o sistema de graduação em boulder, falésia e em montanha da maior parte dos países praticantes da escalada moderna,

guardadas as distintas formas de codificação e o natural processo de evolução gradual das capacidades humanas. Na França, por exemplo, país que inspirou

a criação do sistema difundido no Brasil, o nível 6 já representou o máximo

da hierarquia e evoluiu para o 9a+/b como grau mais difícil atingido em vias esportivas.

Em agosto de 2007, a CBME – Confederação Brasileira de Montanhismo e

Escalada – aprovou a adoção do Sistema Brasileiro de Graduação de Vias de Escalada em detrimento do sistema anterior, com o objetivo de unificar a nomenclatura e a sistemática de graduação de vias de escalada em rocha em todo o território nacional. Por se tratar de um sistema mais complexo do que o atualmente utilizado pela nossa comunidade, não explicitaremos

os detalhes do sistema citado e sugerimos sua consulta no site da CBME. Ao

mesmo tempo, por uma questão de segurança, empregaremos neste croqui

o sistema de graduação usual, com o objetivo de facilitar sua leitura e garantir uma comunicação clara e objetiva.

O Clube Montis inicia, através desse croqui, uma metodologia de adaptação

do sistema de circuitos - dificuldade/cor, utilizado em Fontainebleau (França),

com o objetivo de apurar e aprimorar a qualidade da informação passada através desse tipo de documento e facilitar o seu uso.

A nossa meta é estabelecer uma relação entre a metodologia proposta e sua

capacidade de influenciar o uso e a ocupação da área da Lapa de uma forma mais ordenada, buscando uma melhor conservação do ambiente.

Abaixo, a escala com o sistema de graduação dificuldade/cor proposto pelo Montis :

Graduação

4

5

5+

6

6+

7a

7b

7c

8a

8b

8c

9a

9b

9c

10a

10b

10c

11a >

Projeto

Circuito

           

Modo de uso:

 

Você encontrará, para cada setor escolhido, uma apresentação e a lista de circuitos existentes, bem como as vias e suas características específicas. As informações são apresentadas simbolicamente da seguinte maneira:

O quadrado colorido com a cor especifica indica a qual circuito

O quadrado colorido com a cor especifica indica a qual circuito

pertence a via O numero da via no setor

Nome

O nome da via

Grau

Graduaçao da via no sistema usual

Obs.

Informaçoes especificas da via visando principalmente a segurança

do

escalador

Identificação e graduação (sistema de circuito)

O Parque Natural de Escalada de Laser – Lapa do Seu Antão é uma área

pequena e densa, com uma concentração de vias esportivas com saídas nem sempre tão óbvias para leitura. Neste caso, algumas vias de referência serão destacadas por uma pedra em sua base, com seu nome pintado , além de um ponto colorido indicando a que circuito ela pertence.

Setor da Frente

Grande concentração de vias com até 20 metros de altura, predominância de negativos. Setor amplo e bem iluminado. Bom para a hora do piquenique, com opções para armar

rede e fixar slackline.

Circuito: 2

com opções para armar rede e fixar slackline. Circuito: 2 6 7 2 3 3 6

6

opções para armar rede e fixar slackline. Circuito: 2 6 7 2 3 3 6 14

7

opções para armar rede e fixar slackline. Circuito: 2 6 7 2 3 3 6 14

2

para armar rede e fixar slackline. Circuito: 2 6 7 2 3 3 6 14 15

3

para armar rede e fixar slackline. Circuito: 2 6 7 2 3 3 6 14 15

3

para armar rede e fixar slackline. Circuito: 2 6 7 2 3 3 6 14 15
6 14 15 16
6
14
15
16
Parquinho 5 4 19 19 18 3 17 2 1 Corredor
Parquinho
5
4
19
19
18
3
17
2
1
Corredor
13 7 8 9 12 10 11
13
7
8
9
12 10
11
Estacionamento
Estacionamento

Nome

Grau

Obs.

1

Adilson Maguila

7b

Primeira via a direita, logo na entrada do setor

2

Jony Bigu

7b

As chapas 2 e 3 estão no teto

3

Mamonas Assassinas

6+

Via que passa pela aresta da pedra

3.1

Tonight

7b

Variante. Junção da via 3 com a 2

4

O

Quarto do Pânico

5+

Via fácil e bem protegida

5

Aquaplay

6

 

6

O

Guardião da Lapa

7a

Via alta e técnica

7

Mohamed Ali

8b

Primeira via a esquerda logo ao entrar no setor. Atenção: abelhas

8

Bob Pai Bob Filho

9b

Dica: o ideal é pre-clipar a chapa 2 antes de entrar

9

Menina de Ouro

8a

Boa opção para quem busca escalar 8º grau

10

Frankenjura

8b

Aresta muito plástica

11

O Segredo de Fidalgo

8b

Resistência com laces explosivos

12

A Lenda do Rotpunkt

9c

Primeira via a direita da parede

13

Velha Virgem

8c

Primeira via aberta na Lapa, linha óbvia, traços alaranjados na pedra

13.1

Velha Punk

9a

Variante. Junção da via 13 com a 12

14

Hotel Japones

9c

A via mais a esquerda da parede, compartilha o descanço da Velha Virgem

14.1

Japones Virgem

8c

Variante. Junção da via 14 com a 13

15

?

?

Via inacabada. Atenção: abelhas

16

Muro de Berlin

7b

Via completa, localizada no final do setor, a esquerda, próxima a cerca

17

Madagascar

9b

Para os grandões

18

Arcelino Popo de Freitas

8c

Boulderistica

19

Mike Tyson

?

Via logo a direita da 18

20

Evander Rolifild

?

via inacabada.

Boulderistica 19 Mike Tyson ? Via logo a direita da 18 20 Evander Rolifild ? via
Catacumbas Corredor Predominância de vias verticais. Setor com sombra o dia todo, ideal para as
Catacumbas
Corredor
Predominância de vias verticais. Setor com sombra o dia todo, ideal para
as horas de calor. Estreito e pouco espaçoso, restrito a pequenos grupos de
13
14
15
escaladores.
Circuito: 3
1
3
2
0
16
17
Nome
Grau
Obs.
1
O
Tempo e a Nota
7c
Primeira via a direita subindo o corredor
18
19
2
Jabulani
8b
Boulderistica. Dica: Ideal sair com a chapa 1 clipada
10
12
11
3
Rebeca Lovers
5+
5 estrelas
9
4
Preguiça Gigante
6a
Via bem vertical e baixa. Base no ponto mais alto do corredor
5
Beabá
5
Via fácil e bem protegida
8
6
Teoria da Evolução
9a
Via longa, pela aresta. A chapa 1 é na pedra de trás
7
7
Zuzu Love
7a
Via boa para quem está começando o 7º grau
6
8
O
Homem do Tempo
7b
Aresta muito bonita, no final do corredor
9
Rei Mono
9b
Via muito vertical, baixa. Os monodedos impressionam
Pracinha
Este setor se localiza logo no final do Corredor. Um pouco mais iluminado e
5
arejado.
Circuitos: 5
3
2
2
0
Nome
Grau
Obs.
4
10
Esporte Fino
5+
Via baixa e divertida
3
10.1
Esporte na Lagoa Azul
5+
Variante. Escala a via 10, passa para a pedra de trás e termina na 11
2
11
De volta a Lagoa Azul
5
Via fácil e bem protegida
1
12
Saltimbancos Trapalhões
5+
Um pouco mais difícil que a via 11. Ideal sair com a chapa 1 clipada
13
Vibe das Maritacas
7a
Via negativa na parede do fundo a esquerda
14
Astroman
8b
Via muito bonita, saida técnica. Ideal sair com a chapa 2 clipada
15
Tanga Bamba
9a
Via negativa e exigente.
15.1
Tangaman
7c
Variante. Faz as 3 primeiras chapas da 15 e sai pra esquerda na via 14
16
Egocentrismo
9a
Saída de cima do tronco, pelas chorreiras. Atenção pedras soltas
17
Viaduto da Floresta
7b
Via técnica e negativa, a direita na parede do fundo
18
O Tesouro de Fernão Dias
3
Integra o circuito das vias mais fáceis da Lapa. Sem crux
19
Via da Maçã
4
Via super protegida, ideal para iniciantes e crianças
Estacionamento
Parquinho

Setor da Passagem

Este setor amplo conta com poucas vias, nele a trilha se divide dando acesso ao Setor

Circuitos: 0 4 1 1 0 dos Ossos, Catacumbas e Crepúsculo. Ossos 2 1 Corredor
Circuitos: 0
4
1
1
0
dos Ossos, Catacumbas e
Crepúsculo.
Ossos
2
1
Corredor
3
4 5
6
Catacumbas
Crepúsculo
Ossos 2 1 Corredor 3 4 5 6 Catacumbas Crepúsculo N° Nome Grau Obs. 1 Mininona

Nome

Grau

Obs.

1

Mininona

8c

Via localizada no bloco a esquerda do setor, a caminho do Catacumbas. Curta e explosiva

2

Cheia de Charme

8c

Para fazer a saída original (de baixo) é necessario segurança de corpo ou crashpads

3

Rock das Aranhas

7b

Via na parede a direita, negativa, passa a direita do grande teto. Atenção abelhas

4

Johnny Walker

7a

Via técnica e bem protegida, logo a esquerda do grande teto

5

Água de Côco

6b

Esta via está mais ao fundo do setor, a caminho do crepúsculo. Ateção abelhas

6

Catuaba Selvagem

7c

Logo a esquerda da via 4, dificil visualização dos movimentos, talvez por isso um 7c

Setor dos Ossos

Para acessar este setor deve-se virar à esquerda passando sobre os blocos de pedra, atenção ao atravessá-los, pois, são escorregadios e se encontram encaixados uns aos outros. Atenção também com os cactos que crescem neste local, são plantas grandes e os espinhos venenosos! No geral é um setor agradável, bom para horários de lanche e descanso, é possível armar rede. Existe a possibilidade de esticar uma highline do top da via 3 até o top da via 7, utilizando ancoragens nas árvores.

Circuitos: 2

da via 7, utilizando ancoragens nas árvores. Circuitos: 2 2 1 1 0 7 6 5

2

da via 7, utilizando ancoragens nas árvores. Circuitos: 2 2 1 1 0 7 6 5

1

via 7, utilizando ancoragens nas árvores. Circuitos: 2 2 1 1 0 7 6 5 4

1

7, utilizando ancoragens nas árvores. Circuitos: 2 2 1 1 0 7 6 5 4 3

0

7, utilizando ancoragens nas árvores. Circuitos: 2 2 1 1 0 7 6 5 4 3
7, utilizando ancoragens nas árvores. Circuitos: 2 2 1 1 0 7 6 5 4 3
7 6 5 4
7
6
5
4
3 2 1 Catacumbas
3
2
1
Catacumbas
Passagem
Passagem

Corredor

Nome

Grau

Obs.

1

Velha Safada

7a

Atravessando o trecho sobre os blocos de pedra a via estará no vão a esquerda. Alta e técnica

2

?

?

Esta via está no mesmo vão da via anterior, logo a direita

3

Platão Sentinela

7a

Após o vão, siga a trilha para a esquerda. Saída negativa. Dica: Equipar a chapa 2 com stickclip

4

Pó de Osso no buraco Oco

8a

Via bem negativa, com agarras boas. Dica: sair com a chapa 1 clipada

5

Pediatria

5+

Via fácil e bem protegida, na aresta bem a direita da via 4

6

Vinicinho

9b

Esta via está a direita, no negativo antes da grutinha. Via exigente.

7

Paixão a Primeira Vista

5

Via fácil e bem protegida, levemente negativa e com agarras enormes

Catacumbas

Setor pequeno e arejado. Conta com vias curtas, negativas e duras. Em todas elas deve-se começar a escalar com a chapa 1 pré-clipada.

Circuitos: 1 1 1 1 2 Ossos Acesso vias 5 e 6 1 2 3
Circuitos: 1
1
1
1
2
Ossos
Acesso
vias 5 e 6
1 2
3
4
Corredor
Passagem
2 Ossos Acesso vias 5 e 6 1 2 3 4 Corredor Passagem N° Nome Grau

Nome

Grau

Obs.

1

Chico Xavier

10c/11a

Via muito técnica e explosiva, provavelmente a mais dura da Lapa

2

Nosferatu

9b

Via constante e boulderistica, 9a que quebrou algumas agarras e ficou um pouco mais dura

3

Nostradamus

10a

Via boulderística, dura do princípio ao fim

4

Medusa

8b

A mais acessível desta parede. Domina o bloco de pedra logo na saída

5

Take It Easy Baby

6+

Atravessa o tunel abaixo da via 1, esta via é a da direita da parede do fundo

6

Piripaques e Faniquitos

6

Atravessa o tunel abaixo da via 1, esta via é logo a esquerda da via 5

Crepúsculo 9 6 10 Circuitos: 8 Setor vasto, com a maior concentração de vias da

Crepúsculo

Crepúsculo 9 6 10 Circuitos: 8 Setor vasto, com a maior concentração de vias da Lapa,

9

Crepúsculo 9 6 10 Circuitos: 8 Setor vasto, com a maior concentração de vias da Lapa,

6

Crepúsculo 9 6 10 Circuitos: 8 Setor vasto, com a maior concentração de vias da Lapa,

10

Crepúsculo 9 6 10 Circuitos: 8 Setor vasto, com a maior concentração de vias da Lapa,

Circuitos: 8

Setor vasto, com a maior concentração de vias da Lapa, contemplando todos os estilos e gostos. Muita atenção ao circular neste local, pois, existem vários bolsões de vegetação cercados para evitar o pisoteio. Local agradável, também uma boa opção para as horas de repouso. Aproveite para escalar o Boulder do Croupier, uma incrível travessia de agarras boas que se inicia próximo à via Sírius, e segue para esquerda, com possibilidade de junta-lo com as vias 6, 7, 8 e 9.

0

com possibilidade de junta-lo com as vias 6, 7, 8 e 9. 0 37 a 43
37 a 43 36 34 35 33 32 31 15 13 14 12 11 4
37 a 43
36
34 35
33
32
31
15
13
14
12
11
4
3
5
Boulder do Croupier
1 2
10
8
6
7
9
16
18
19
17
20
21
22
26
29
30
25
27
28
23
24
15
12 11 4 3 5 Boulder do Croupier 1 2 10 8 6 7 9 16

Nome

Grau

Obs.

1

Primos de Jah

8c

Seguindo a trilha da Passagem, esta via está no negativo logo depois da caverninha

2

Filhos de Jah

8b

Variante de saída da via 1, logo a direita. Dica: Pré-clipar a chapa 1.

3

Trem Fantasma

8b

Seguindo a parede, via vertical e técnica

4

Pé de Pano

9b

Via em diagonal para a esquerda, muito técnica. Dica: Sair com a chapa 2 pré-clipada

5

Favela Seca

9b/c

Via negativa logo a direita da via 4

6

Ás de Espadas

8b/c

Clássica, levemente negativa e técnica

6.1

Croupier Com a Carta na Manga

9a

Escala o boulder do croupier e entra pra via 6, adicionando 25 movimentos à via

7

Roda da Fortuna

9a/b

Logo a direita da via 6, crux bem exigente. Parede laranja

7.1

O

Mundo da Voltas

9b/c

Escala o boulder do croupier e entra pra via 7, adicionando 25 movimentos à via

8

Gravidade Zero

9a

Via que passa pelo teto. Dica: começar a escalada com a chapa1 clipada

8.1

Anéis de Saturno

9a

Escala o boulder do croupier e entra pra via 8

9

Sequencia Real

9a

Via em diagonal para a direita, começa na via 8 e termina no top 7

9.1

Street Flush

9b

Escala o boulder do croupier e entra pra via 9

10

Vibe Verde

8a

 

10.1

Mega Vibe Verde

8b

Escala o boulder do croupier e entra pra via 10

11

Drenagem Linfática

8b

 

12

 

?

Via reta terminando na via 11. Dica: Pré-clipar a chapa 1.

13

Eu Sem Juizo e Ela doida Demais

8c

Via curta, levemente negativa

14

Sírius

7a/b

Via curta, levemente negativa, logo a direita da via 13, boa opção de 7º grau

15

Super Militão

7a

 

16

E o Cliff Levou

6+

Via localizada a direita do arco de pedra, de frente para via 1 e 2

17

O

Carregador de Bagulho

7b

Via localizada a esquerda do arco de pedra

18

Lúcia Elétrica

5

Via fácil e agarras um pouco machuquentas

19

Faixa Branca

5+

Via fácil e de leitura difícil

20

Coringa

6a

Via baixa e protegida

21

Look for my eyes

7a

 

22

Sexto Sentido

6a

Esta via está na parede da frente do tunel de acesso ao parquinho

23

Estilo L.A.

7b

Saída difícil, clipar a chapa 2 antes de começar é uma boa. Mesmo top da via 25

24

Super Trunfo

5+

Utiliza o mesmo top da via 25

25

Senhor Tempo Bom

7a

Via Negativa logo a esquerda da via 24

26

Paraíba Frances

5

Via fácil, crux logo na saída, o que dificulta um pouco para os iniciantes

27

Mamão com Açucar

5+

via fácil logo a esquerda da 26

28

Tio Piruca

6

via fácil logo a esquerda da 27

29

Sagarana

7b

A via está mais ao fundo, bem a esquerda da 28, acesso pela trilha da Sírius

30

Capitão do Mato

7b

Ultima via desta parede

16

Setor afastado, ao fundo do Crepúsculo, o acesso se dá passando sob o teto da Gravidade Zero e pela base das vias Sírius e Super Militão. Algumas vias deste setor são abrigadas da chuva. Não deixe de escalar a De Pai Para Filho.

37 a 43 36 34 35 33 32 31 Boulder do Crupie 15 13 14
37 a 43 36
37 a 43
36
34 35 33 32 31
34 35
33
32
31
Boulder do Crupie 15 13 14 12 11 10 8 7 9
Boulder do Crupie
15
13
14
12
11
10
8
7
9
20 21 22 26 29 30 25 27 28 23 24 Parquinho
20
21
22
26
29
30
25
27
28
23
24
Parquinho
32 31 Boulder do Crupie 15 13 14 12 11 10 8 7 9 20 21
 
  3 6 0 0

3

  3 6 0 0

6

  3 6 0 0

0

  3 6 0 0

0

 
 

Nome

 

Grau

Obs.

 
 

31

De Pai para Filho

 

7a

As vias a seguir estão no bloco isolado ao fundo, acesso pela trilha da Sírius

 

32

Chuva de Calcário

 

7c

Via negativa, ótima opção de 7c

 

33

Beli Lee

 

8b

Esta via está entre as vias 32 e 34. Saída e chapa 1 em comum com a via 34

 

34

Brandão Lee

 

8a

Levemente negativa e explosiva

 

35

Braddock

 

7b

Levemente negativa

 

36

A Culpa é do Mick Jagger

 

8a

Via negativa a esquerda do setor perto da árvore seca

 

37

Sapo Ansioso

 

7a/b

Contornando a pedra após a via 36

 

38

Nú Se Eu Te Cato

 

8c

 
 

39

Bob Marley

 

8a

Via ao fundo do setor

 

40

Jimmy Cliff

 

8a

Bem próxima a ávore na pedra

 

41

Bidedo de Prosa

 

6+

 
 

42

Mistério de Atlântida

 

5+

 
 

43

Saci no Pogobol

 

6

Via localizada no final da pedra

Setor Bocaina

Circuitos: 3

Crepúsculo Frente 14 13 15 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3
Crepúsculo
Frente
14 13
15
12 11
10
9 8
7 6
5
4
3
2
1

Parquinho

14 13 15 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1 Parquinho

8

14 13 15 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1 Parquinho

4

14 13 15 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1 Parquinho

1

13 15 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1 Parquinho 8

0

13 15 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1 Parquinho 8

Circuitos: 1

Setor amplo e agradável. As vias Joãozinho e Maria são muito repetidas, sendo boa opção de 7º grau. Bom local para armar a rede, descansar e lanchar, pois, é bem abrigado do sol. Trilha de acesso pelo estacionamento, seguindo à direita da placa de infomações ou passando pelo Crepúsculo, através do tunel de pedra, conforme marcado no mapa ao lado.

Nome

Grau

Obs.

1

Super Nany

5+

Via fácil, em diédro

2

Aleijadinho

6+

Localizada na parede de trás, com a saida negativa

3

Retaguarda

6+

 

4

Teto Preto

7a

Ainda na parede de trás, grande teto.

5

Nas Profundesas do Oceano

7b

Via logo a direita da 4, também no teto, um pouco mais difícil.

6

Ensinamentos de Pai Mei

7b

Primeira via a direita na parede principal. Dica: Começar a escalada com a chapa 1 clipada

7

Joãozinho

7b/c

Via reta, levemente negativa, ótima opção de 7º grau

8

Maria

7b

As 3 primeiras chapas desta via são as mesmas da via 7, saindo para esquerda na 4ª proteção

9

Nunca é Tarde Vovozinha

7c

Logo a esquerda da via 8. Dica: Para desmonta-la utilize o top da via 8

10

Camila

8c

 

11

Adelaide

8b/c

 

12

Lolita

7b

A base desta via está no plato de pedra a esquerda. Levemente negativa e de dificil leitura

13

Rambo Haze

8a

Via logo a esquerda da 12, porém sua base é no chão abaixo do plato

14

O Menino do Dedo Verde

7c

Via de aresta, a esquerda do arco de pedra

15

Ciciolina

?

Via dura a esquerda do setor, seguindo sentido setor da frente

Lista de vias por graduação

Nome

Grau

Indice

1

O

Tesouro de Fernão Dias

3

pg. 11

2

Via da Maçã

4

pg. 11

3

Beabá

5

pg. 11

4

De volta a Lagoa Azul

5

pg. 11

5

Paixão a Primeira Vista

5

pg. 13

6

Lúcia Elétrica

5

pg. 16

7

Paraíba Frances

5

pg. 16

8

O

Quarto do Pânico

5+

pg. 10

9

Rebeca Lovers

5+

pg. 11

10

Esporte Fino

5+

pg. 11

11

Esporte na Lagoa Azul

5+

pg. 11

12

Saltimbancos Trapalhões

5+

pg. 11

13

Pediatria

5+

pg. 13

14

Faixa Branca

5+

pg. 16

15

Mamão com Açucar

5+

pg. 16

16

Mistério de Atlântida

5+

pg. 17

17

Super Nany

5+

pg. 18

18

Aquaplay

6

pg. 10

19

Preguiça Gigante

6

pg. 11

20

Piripaques e Faniquitos

6

pg. 14

21

Super Trunfo

6

pg. 16

Nome

Grau

Indice

23

Coringa

6

pg. 16

24

Sexto Sentido

6

pg. 16

25

Tio Piruca

6

pg. 16

26

Saci no Pogobol

6

pg. 17

25

Bidedo de Prosa

6+

pg. 17

27

Mamonas Assassinas

6+

pg. 10

28

Água de Côco

6+

pg. 12

29

Teke It Easy Baby

6+

pg. 14

30

E

o Cliff Levou

6+

pg. 16

31

Retaguarda

6+

pg. 18

32

Aleijadinho

6+

pg. 18

33

O

Guardião da Lapa

7a

pg. 10

34

Zuzu Love

7a

pg. 11

35

Vibe das Maritacas

7a

pg. 11

36

Johnny Walker

7a

pg. 12

37

Velha Safada

7a

pg. 13

38

Platão Sentinela

7a

pg. 13

39

Super Militão

7a

pg. 16

40

Look for my eyes

7a

pg. 16

41

Senhor Tempo Bom

7a

pg. 16

42

De Pai para Filho

7a

pg. 17

Nome

Grau

Indice

43

Teto Preto

7a

pg. 18

44

Sírius

7a/b

pg. 16

45

Sapo Ansioso

7a/b

pg. 17

46

Adilson Maguila

7b

pg. 10

47

Jony Bigu

7b

pg. 10

48

Tonight

7b

pg. 10

49

Muro de Berlin

7b

pg. 10

50

O

Homem do Tempo

7b

pg. 11

51

Viaduto da Floresta

7b

pg. 11

52

Rock das Aranhas

7b

pg. 12

53

O

Carregador de Bagulho

7b

pg. 16

54

Sagarana

7b

pg. 16

55

Capitão do Mato

7b

pg. 16

56

Estilo L.A.

7b

pg. 16

57

Braddock

7b

pg. 17

58

Nas Profundezas do Oceano

7b

pg. 18

59

Ensinamentos de Pai Mei

7b

pg. 18

60

Lolita

7b

pg. 18

61

Maria

7b

pg. 18

62

Joãozinho

7b/c

pg. 18

63

O

Tempo e a Nota

7c

pg. 11

64

Tangaman

7c

pg. 11

Nome

Grau

Indice

65

Catuaba Selvagem

7c

pg. 12

66

Chuva de Calcário

7c

pg. 17

67

Nunca é Tarde Vovozinha

7c

pg.18

68

O

Menino do Dedo Verde

7c

pg. 18

69

Menina de Ouro

8a

pg. 10

70

Pó de Osso no buraco Oco

8a

pg. 13

71

Vibe Verde

8a

pg. 16

72

Brandão Lee

8a

pg. 17

73

A

Culpa é do Mick Jagger

8a

pg. 17

74

Bob Marley

8a

pg. 17

75

Jimmy Cliff

8a

pg. 17

76

Rambo Haze

8a

pg. 18

77

Mohamed Ali

8b

pg. 10

78

Frankenjura

8b

pg. 10

79

O

Segredo de Fidalgo

8b

pg. 10

80

Jabulani

8b

pg. 11

81

Astroman

8b

pg. 11

82

Medusa

8b

pg. 14

83

Filhos de Jah

8b

pg. 16

84

Trem Fantasma

8b

pg. 16

85

Drenagem Linfática

8b

pg. 16

86

Mega Vibe Verde

8b

pg. 16

Nome

Grau

Indice

87

Beli Lee

8b

pg. 17

88

Ás de Espadas

8b/c

pg. 16

89

Adelaide

8b/c

pg. 18

90

Velha Virgem

8c

pg. 10

91

Japones Virgem

8c

pg. 10

92

Arcelino Popo de Freitas

8c

pg. 10

93

Mininona

8c

pg. 12

94

Cheia de Charme

8c

pg. 12

95

Primos de Jah

8c

pg. 16

96

Eu Sem Juizo e Ela doida Demais

8c

pg. 16

97

Nú Se Eu Te Cato

8c

pg. 17

98

Camila

8c

pg. 18

99

Velha Punk

9a

pg. 10

100

Teoria da Evolução

9a

pg. 11

101

Tanga Bamba

9a

pg. 11

102

Egocentrismo

9a

pg. 11

103

Croupier Com a Carta na Manga

9a

pg. 16

104

Gravidade Zero

9a

pg. 16

105

Anéis de Saturno

9a

pg. 16

106

Sequencia Real

9a

pg. 16

107

Roda da Fortuna

9a/b

pg. 16

108

Bob Pai Bob Filho

9b

pg. 10

N° Nome Grau Indice 109 Madagascar 9b pg. 10 110 Rei Mono 9b pg. 11
Nome
Grau
Indice
109
Madagascar
9b
pg. 10
110
Rei Mono
9b
pg. 11
111
Vinicinho
9b
pg. 13
112
Nosferatu
9b
pg. 14
113
Pé de Pano
9b
pg. 16
114
Street Flush
9b
pg. 16
115
Favela Seca
9b/c
pg. 16
116
O
Mundo da Voltas
9b/c
pg. 16
117
Hotel Japones
9c
pg. 10
118
A
Lenda do Rotpunkt
9c
pg. 10
119
Nostradamus
10a
pg. 14
120
Chico Xavier
10c/11a
pg. 14
121
Mike Tyson
? pg. 10
122
Evander Rolifild
? pg. 10
123
Ciciolina
? pg. 18
124
?
? pg. 10
125
?
? pg. 13
126
?
? pg. 16

21