Você está na página 1de 5

O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares:

Metodologias de Operacionalização (Parte II)


D. Gestão da BE
D.2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços
Indicadores Factores Críticos de Sucesso Instrumentos de Recolha Evidências extraídas dos
de Evidências sugeridos Instrumentos, a integrar no
Relatório de Auto-avaliação

D.2.1. Liderança O/a professor/a coordenador/a: Com os instrumentos


do/a sugeridos poderemos
Professor /a  É um membro activo da comunidade avaliar:
coordenador/a. educativa, mobilizando a equipa e a
escola/ agrupamento para o  Autoavaliação  Se o PB conhece as suas
cumprimento dos objectivos da BE e do/a professor/a funções, envolveu-se
para a sua integração na escola. coordenador/a activamente no
(CK1) cumprimento dos seus
 Define e distribui funções e cria boas objectivos, se exerceu
relações interpessoais com a equipa e uma liderança forte
um ambiente de trabalho propício ao mobilizando toda a
bom funcionamento da BE. escola para o valor da
BE.
 Participa nos órgãos de decisão
pedagógica e nos momentos de  Qual o impacto da BE na
planificação de actividades, sugerindo  Questionário aos escola em geral e no
recursos e inventariando possibilidades professores trabalho dos docentes em
de trabalho com a BE. (QP3) particular,
nomeadamente nos
 Recorre à planificação estratégica e serviços prestados, nas
operacional, de acordo com os condições de acesso e
objectivos definidos e as problemáticas recursos disponibilizados
identificadas. pela BE.

Formanda: Fátima Nunes


O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares:
Metodologias de Operacionalização (Parte II)

 Se o Professor
 Operacionaliza um programa de  Registos do Bibliotecário e a
formação para as literacias e articula trabalho equipa da BE
com os docentes contribuindo para as articulado com desenvolvem um
aprendizagens dos alunos e para o departamentos e trabalho continuado de
sucesso escolar. professores: actas cooperação,
de reuniões, articulação com toda a
 - Inclui as bibliotecas das escolas do Plano Anual de comunidade educativa.
Agrupamento no seu plano, Actividades,
trabalhando articuladamente e planificações dos
direccionando actividades a estas docentes das
escolas/bibliotecas. diferentes áreas
e outros
 - Promove a (s) bibliotecas escolar (es) documentos.
que gere e introduz um processo de
melhoria contínua, desenvolvendo uma  Se existe uma
estratégia de marketing para a BE e a promoção contínua da
sua avaliação sistemática.  Materiais BE, dos seus recursos
produzidos e das actividades
(cartazes, desenvolvida, em
convites, Blog) diferentes suportes
(cartazes, convites,
panfletos, Blog).

Formanda: Fátima Nunes


O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares:
Metodologias de Operacionalização (Parte II)
 Com a análise dos
 O/A coordenador/a possui um nível de instrumentos propostos
D.2.2. Adequação formação e um perfil de competências podemos concluir:
da equipa em que o tornam apto a gerir a equipa e a
 Se os membros da
número e BE.  Currículos
profissionais dos equipa possuem formação e
qualificações às
 A equipa é pluridisciplinar, adequada em membros da equipa perfil adequado ao seu
necessidades de número e possui formação e conteúdo funcional, se a
funcionamento da competências compatíveis com as equipa é pluridisciplinar e em
BE e às funções que desempenha. número adequado às
solicitações da
comunidade  A equipa integra um ou mais auxiliares de necessidades da BE.
educativa. acção educativa a tempo inteiro, com  Se o horário da BE é
formação acrescida e competências  Horário da equipa. contínuo e adequado às
técnicas e organizacionais adequadas à
necessidades dos seus
gestão local da BE e à implementação do
utilizadores, se a equipa
serviço de referência.
responde às suas exigências.
 A equipa tem uma postura proactiva que
induz comportamentos de acesso e uso  Se a equipa da BE
dos recursos e garante uma mediação orienta os utilizadores, se faz
 Registos de reuniões
eficaz entre as necessidades dos um levantamento das
da equipa.
utilizadores e as fontes de informação/ necessidades e cria
possibilidades da BE.  Percepções dos instrumentos de apoio aos
membros da equipa seus utilizadores. Se
 A equipa interage com a escola/
coopera, interage e articula
agrupamento, com os departamentos e
com a comunidade
com os professores e restantes os
educativa.
utilizadores e os alunos são
acompanhados e formados em contínuo  Se a equipa tem em
 Caixa de
para o uso da BE e para as diferentes conta as sugestões dos
sugestões.
literacias. utilizadores.

Formanda: Fátima Nunes


O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares:
Metodologias de Operacionalização (Parte II)

 A BE reflecte e integra os normativos  Documentos


D.2.3. Adequação definidos pelo Ministério da Educação/ Rede caracterizadores da Com estes instrumentos
da BE em termos de Bibliotecas Escolares. BE (plantas, avaliamos se:
de espaço e de equipamentos,
equipamento às  A BE disponibiliza condições de espaço inventário, etc.)  A BE disponibiliza
necessidades da capazes de responder, no seu condições de espaço
escola/ funcionamento, às solicitações da  Ofícios para adequadas à comunidade
agrupamento. comunidade escolar e a uma utilização solicitação de escolar.
diversificada. recursos e sua
manutenção.  A organização do
 A organização do espaço em zonas espaço e dos recursos
funcionais permite uma utilização integrada
facilita e possibilita uma
do espaço e dos recursos e o trabalho
utilização adequada da BE.
individual e em grupo.  Registos de
observação do  O mobiliário é
 O mobiliário é adequado em
funcionamento. adequado e proporciona
quantidade, cor e altura à faixa etária dos
alunos, proporcionando boas condições de boas condições de
acomodação e o acesso livre dos trabalho.
 Questionário aos
utilizadores à documentação. professores (QP3)  As zonas estão
 Os equipamentos são suficientes para definidas e são funcionais,
as necessidades locais e para as os utilizadores circulam à
 Questionário aos vontade e permanecem na
necessidades do agrupamento. alunos (QA4)
BE para realizar trabalhos
 Os equipamentos respondem em
individuais e/ou em grupo.
adequação e funcionalidade aos desafios
que o paradigma actual coloca e ao trabalho  Caixa de sugestões  Os equipamentos são
e uso da documentação em diferentes adequados e em número
suportes. suficiente.

Formanda: Fátima Nunes


O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares:
Metodologias de Operacionalização (Parte II)
Com ao instrumentos
D.2.4. Resposta  Os equipamentos de leitura áudio/Mp3 propostos avaliamos se:
dos computadores e vídeo DVD são adequados em número e
e equipamentos condições de funcionamento.  Os equipamentos
tecnológicos ao  Inventário de tecnológicos existentes
trabalho e aos  O número de computadores responde à material existente estão em bom estado,
novos desafios da procura e às solicitações dos utilizadores.
estão actualizados e
BE.  Questionário
 O hardware está actualizado e o aos professores respondem às necessidades
software responde às exigências das  (QP3) dos utilizadores.
solicitações.
 Ofícios para  O PB rentabiliza os
 A equipa articula a manutenção e uso solicitação de equipamentos
das TIC com o coordenador das TIC, material multimédia. tecnológicos.
rentabilizando equipamentos e
possibilidades de trabalho.  Registo de uso e  A BE funciona em rede
requisição dos e explora as
 A BE funciona em rede (Intranet e equipamentos. potencialidades dessas
Internet) e explora as potencialidades que redes.
as redes facultam na escola e no  Questionário
agrupamento. aos alunos (QA4)  A BE recorre a
diferentes tipos de
 A BE recorre a diferentes tipos de  Visitas e ferramentas on-line.
ferramentas Web como plataformas de e- comentários no
learning, ou outros dispositivos da WEB 2.0 Blogue.  O Blogue da BE/Escola
para incentivar o diálogo e desenvolver
é actualizado e visitado
processos formativos e de produção ou
criativos com os utilizadores e com o com frequência.
agrupamento.

Formanda: Fátima Nunes