Você está na página 1de 4

___________________________________________________________________

CURSO DO PROF. DAMÁSIO A DISTÂNCIA

MÓDULO IV

DIREITO INTERNACIONAL

__________________________________________________________________
Praça Almeida Júnior, 72 – Liberdade – São Paulo – SP – CEP 01510-010
Tel.: (11) 3346.4600 – Fax: (11) 3277.8834 – www.damasio.com.br
_____________________________________________________________________________ MÓDULO IV

DIREITO INTERNACIONAL

1. ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS

As Organizações Internacionais são entes secundários do Direito


Internacional, não porque sejam menos importantes, mas porque nascem da
reunião de Estados.

Piero Sereni define a organização internacional como: “(...) uma


associação voluntária de sujeitos de Direito Internacional, constituída por ato
internacional e disciplinada nas relações entre as partes por normas de direito
internacional, que se realiza em um ente de aspecto estável, que possui um
ordenamento jurídico interno próprio e é dotado de órgãos e institutos
próprios, por meio dos quais realiza as finalidades comuns de seus membros
mediante funções particulares e o exercício de poderes que lhe foram
conferidos”.

1.1. Características das Organizações Internacionais

• Não possuem território, nem população.

• Compreendem apenas um elemento: os órgãos aptos a exercerem as


funções que lhe foram estabelecidas.

• O que dá existência a uma organização, apesar do tratado em que foi


constituída, é o fato de que ela, por meio de seus órgãos, exerce
efetivamente as funções esperadas.

1/3
_____________________________________________________________________________ MÓDULO IV

• As organizações e seus agentes se beneficiam de imunidades


funcionais.

• O direito de cooperar com outras organizações.

• A responsabilidade ativa e passiva da organização é conseqüência da


participação de fato numa atividade internacional.

• Cada organização tem um direito próprio que define os elementos de


sua personalidade.

• Nenhuma organização internacional é soberana, no sentido em que os


Estados o são; apenas têm atribuições próprias, limites de competência
e funcionais determinados em sua carta constitutiva.

1.2. Classificação das Organizações Internacionais

• Quanto ao objeto: de fins gerais e de fins especiais. Gerais são


aquelas que tem multiplicidade de fins. Ex. ONU, OEA. De fins
especiais são as que visam um objeto determinado. Ex. BIRD (Banco
Internacional para a Reconstrução e Desenvolvimento), OTAN
(Organização do Tratado do Atlântico Norte), UNESCO (Organização
das Nações Unidas para a Educação e a Ciência).

• Quanto à estrutura jurídica: intergovernamentais e supranacionais.


Intergovernamentais têm por objetivo principal as relações
multilaterais de cooperação. Ex.: ONU, OUA (Organização da
Unidade Africana). Supranacionais limitam a soberania dos Estados
para a organização. Ex.: CEE (Comunidade Econômica Européia).

2/3
_____________________________________________________________________________ MÓDULO IV

• Quanto ao âmbito de participação: parauniversais e regionais.


Parauniversais são as que abarcam todos os Estados da sociedade
internacional. Ex.: ONU, OIT, FMI. Regionais estão abertas a um
reduzido número de Estados. Ex.: OEA (Organização dos Estados
Americanos), OCDE (Organização de Cooperação e Desenvolvimento
Econômico).

3/3