Você está na página 1de 10

Tabela matriz a utilizar para a realização da 1ª parte da tarefa, conforme indicações do Guia da Sessão

Conhecimento na área Biblioteca escolar

Aspectos críticos
que a Literatura Desafios. Acções
Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças
identifica a implementar

O papel do A experiência de Dificuldade em Importância que a A importância Criar estratégias


Competências do professor docência permite acompanhar as RBE concede às concedida à BE que propiciem o
professor bibliotecário bibliotecário tem uma mais-valia mudanças BE e esforço pode ser uma trabalho em
sofrido uma no conhecimento tecnológicas; desenvolvido no moda efémera; equipa e parceria
viragem hercúlea dos currículos e Complexidade sentido de Políticas avulsas, com os
no seu modo de seus objectivos; das exigências e envolver a sem um projecto Departamentos e
agir e pensar. As competências falta de tempo direcção das adequado à outros órgãos da
Deixou s de ser do PB já faziam para lhes escolas; realidade escola;
um mero parte do estatuto corresponder O facto da actual portuguesa; Publicitar as
organizador da do coordenador cabalmente; Ministra da Instrumentos de acções da BE em
informação para da BE; Falta de formação Educação ter sido avaliação não placar e blogue da
passar a ser, Formação da equipa e coordenadora do aferidos; BE;
também, um especializada que funcionários; PNL; Resistência à Envolver, o mais
gestor de foi Tempo Apoio da mudança da parte possível, toda a
informação; para disponibilizada desperdiçado em Biblioteca do PB, da equipa comunidade
tal tem que se regularmente tarefas de Municipal; e escola, no geral; educativa;
socorrer das (neste caso pelo atendimento não Aumento de horas Desvalorização, Disponibilização
novas tecnologias Centro de específicas da lectivas pela sociedade em permanente para
da informação; Formação José BE.; concedidas ao PB. geral, da aprender;
Utiliza a Pereira Tavares); Falta de importância da Organizar
Conhecimento na área Biblioteca escolar

metodologia do Apoio da RBE reconhecimento leitura e dos encontros com os


projecto para o com da importância do estudos literários; colegas da escola
desenvolvimento documentação on- trabalho do PB; O facto dos para reflectir
do seu trabalho e line; As iniciativas do coordenadores da sobre o novo
o dos alunos; Alguns alunos PB são vistas, RBE mostrarem papel da BE.
Transforma a sentem-se mais à muitas vezes, desagrado pelos
informação em vontade na pelos PB com turma;
conhecimento biblioteca e Departamentos
com a criação de pedem apoio ao como
significados; estudo; intromissões e
Apoia actividades Transparece um ameaças;
curriculares e ambiente muito
extracurriculares familiar e pouco
que consubstancia formal (em
o enriquecimento contraposição
do currículo; com as aulas);
Trabalha em Criam-se
parceria com os verdadeiras
docentes e amizades que
Conselhos de perduram para
Turma na além do tempo
identificação e que o aluno
resolução de permanece na
problemas de nossa escola.
aprendizagem;
Tem de ter a
capacidade de
Conhecimento na área Biblioteca escolar

antecipar o futuro
e preparar
cidadãos activos e
preparados para a
vida em
sociedade;
Ser capaz de
liderar, colaborar,
inovar, num
mundo em
constante
mudança;
Elaboração de
instrumentos de
recolha de
evidências,
aplicação e
interpretação de
resultados de
modo a
implementar um
serviço de
qualidade que
cumpra a missão
e objectivos da
BE.
Conhecimento na área Biblioteca escolar

Organização e Gestão da Organização e Espaço físico é Insuficiente Parceria com a Novos ambientes Abertura à
BE gestão centrada agradável o que formação da Biblioteca de aprendizagem mudança;
na prossecução do favorece as equipa e Municipal e que chegam Criação de
ensino- aprendizagens; funcionários da escolas do tardiamente às projectos
aprendizagem; Possibilidades dos BE; concelho, no BE; aliciantes para os
Constituição de alunos trocarem Dificuldade em sentido da Falta de formação alunos;
uma equipa experiências e responder às uniformização de apropriada nas Equilíbrio entre
preparada para trabalharem em solicitações de procedimentos. novas dinâmicas direitos e deveres
responder de equipa, públicos Reuniões da literacia. do utilizador;
forma cabal às estudarem, lerem diferentes; concelhias Os alunos olham Motivar os alunos
exigências do (já que, por vezes, Falta de espaço favorecem a troca o PB como uma para participar nas
ensino; em casa não têm para exposições de ideias e certa actividades da BE
Estruturação de essas condições); de trabalhos nos experiências; desconfiança. e prestarem apoio
forma equilibrada mais variados Campanhas de aos colegas mais
as aprendizagens suportes; sensibilização novos;
curriculares, Falta de um para a Estratégias de
extracurriculares espaço de “back- importância das agilização dos
e lúdicas; office” onde bibliotecas; serviços
Transformar a BE possa trabalhar o prestados;
num espaço, mão PB, por exemplo Criar um espaço
apenas, de ao nível da físico e virtual
disponibilização catalogação; que favoreça a
de recursos, mas Falta de espaço coesão da
também num adequado para comunidade
espaço de conferências ou escolar e promova
aprendizagem e palestras. o debate de ideias.
Conhecimento na área Biblioteca escolar

construção de
conhecimento.
Dificuldades na
selecção de sites
Criação de
diversificados;
parcerias que
Evitar a
possam contribuir
subalternização
Formação na para a
Possuir uma dos recursos Redução do
área; actualização do
verba específica tradicionais; orçamento da BE;
Criação de um fundo
destinada à gestão Necessidade de Prioridade, em
catálogo comum; documental;
da colecção; consolidação de termos de oferta
Utilização do Melhorar a
Gestão da Colecção Ir ao encontro dos uma boa política de recursos
mesmo software política
gostos dos alunos de gestão da documentais,
informático em documental de
(através de colecção. dada às escolas do
todas as escolas modo a
inquéritos ou Dificuldades de primeiro ciclo e
do concelho corresponder às
caixa de equilíbrio nas ensino básico;
(quando chegar a necessidades e
sugestões). classes do fundo
todas…) perfil da
documental;
comunidade
Escassez de
educativa;
diálogo com
todos os
Departamentos.
A BE como espaço de A Be tem que ser O facto do PB ter Falta de hábitos A evidência da A percepção de Inovar na
conhecimento e um local activo uma turma e de trabalho obtenção de bons que o PB e a implementação de
aprendizagem. Trabalho onde estão participar nos colaborativo; resultados na biblioteca podem projectos que
colaborativo e articulado depositados Conselhos de Dificuldade em aprendizagem de substituir o envolvam
com Departamentos e documentos Turma facilita o convencer os alguns alunos professor. abordagens de
Conhecimento na área Biblioteca escolar

docentes. capazes de diálogo com os colegas e pode facilitar o aprendizagens


contribuírem para seus pares e Departamentos a envolvimento em partilhadas e
o alicerçar de um permite um realizar projectos acções conjuntas; articulação de
conhecimento conhecimento conjuntos com a A criação da papéis;
dinâmico mais profundo BE; figura do PB, com Acções de
enfatizando a das competências formação marketing de
realidade do dia- a desenvolver nas especializada, divulgação da
a-dia; diversas pode ajudar a missão da BE
O PB deve disciplinas. mudar a ideia de (folhetos e
trabalhar com um que cada um só blogue);
sentido de sabe da sua Divulgação de
partilha, disciplina. dados, sobre o
cooperação e impacto da BE
construção nas
conjunta do aprendizagens.
conhecimento;
Aprendizagem
baseada na
investigação e na
acção
Inteirar-se dos
objectivos dos
currículos e
desenvolver
acções tendo
sempre em vista o
sucesso e
Conhecimento na área Biblioteca escolar

consolidação das
aprendizagens;
Intervir no
sentido de
permitir a
transformação da
informação
veiculada em
conhecimento
objectivo e
concreto.
Formação para a leitura e Formar para as Plano Nacional de Dificuldade em Aumento O mundo digital Inovar nas
para as literacias diferentes Leitura; criar o gosto pela significativo de é mais atraente propostas de
literacias da Semana da leitura; obras de literatura para os alunos; actividades neste
informação, da Leitura; Resistência de infanto-juvenil de A escolarização domínio, as
comunicação e da Top Livro; alguns alunos ao autores da literatura nem receitas
leitura; Top Leitor; documento em portugueses; sempre conduz à tradicionais não
Contribuir para a Top Turma; formato Atenção dada promoção da funcionam.
transformação da Dinamização de tradicional; pela RBE a leitura.
informação em diferentes iniciativas nesta
conhecimento; concursos em que área.
Incentivar o gosto os alunos são
pela leitura; chamados a
Reconhecer que o participar através
aluno tem o papel da construção de
fundamental no diferentes tipos de
desenvolvimento narrativas;
Conhecimento na área Biblioteca escolar

Constituição do
Clube dos
Amigos da
Biblioteca
(ajudam os outros
e consolidação colegas nas
dos seus pesquisas; ajudam
processos de na decoração da
aprendizagem. BE…);
Disponibilidade
da equipa da BE
para apoiar a
pesquisa e sugerir
alternativas;
BE e os novos ambientes Integração dos Maior aceitação Dificuldade em Formação Supremacia dos Construção de
digitais. recursos digitais por parte dos seleccionar a específica; ambientes dossiês digitais;
no alunos que, informação mais Reconhecer as digitais; Desenvolver
desenvolvimento muitas vezes, relevante e potencialidades Criação de novos projectos de
do processo de demonstram boas credível, evitando do novo modos de investigação que
ensino-aprendi- competências a dispersão; paradigma e sociabilidade que envolvam o
zagem; nesta área; Formação rentabilizá-las. isolam as pessoas recurso
A BE passa a ser Actualização insuficiente nesta e as aprisionam equilibrado a
o pólo aglutinador constante da área; em identidades informação em
e difusor de informação; Falta de trabalho fictícias, diversos suportes.
conhecimento; Rapidez na colaborativo com incapacidade de
Novos ambientes difusão; o coordenador da lidar com a
digitais através Acesso fácil e área de TIC; realidade;
Conhecimento na área Biblioteca escolar

dos quais o
utilizador passa a com uma Dificuldade em
colaborarem na linguagem . gerir o tempo de
formação de simples. lazer e de estudo.
novos conteúdos.
Necessidade de
uma avaliação
continua e
sistemática do
A recolha de
espaço, recursos e Falta de hábitos
evidências sobre
serviços da BE, de recolha Criação morosa
o serviço prestado Literatura
com vista à sua sistemática e dos instrumentos
e a percepção que actualizada sobre Aperfeiçoar os
melhoria e normalizada de de recolha de
a comunidade o assunto; questionários já
adaptação às dados/inquéritos dados;
educativa tem da Acções de realizados;
novas funções de satisfação; A maior parte dos
Gestão de evidências/ BE, possibilita a formação levadas Divulgar
que lhe cabem; Falta de inquiridos não
avaliação. criação de um a cabo pela BMA, resultados de
Desenvolvimento conhecimento do preenche os
plano de acção e Centro de forma mais
de estratégias de impacto da BE questionários.
de intervenção Formação José visível e eficaz;
gestão baseadas nas aprendizagens Os instrumentos
mais eficiente e Pereira Tavares e
na recolha de dos alunos e no utilizados não
eficaz. RBE.
evidências; trabalho dos estão aferidos.
Possibilidade de
Ser prospectivo e professores.
aperfeiçoamento.
ter uma postura
dinâmica e aberta
às novas
realidades.
Conhecimento na área Biblioteca escolar

Gestão da mudança
SÍNTESE Factores de sucesso Obstáculos a vencer Acções prioritárias

Na sociedade da
Promover uma reflexão, que envolva a
Informação e do
comunidade escolar, sobre a missão,
Conhecimento em que
Burocracia; funções e objectivos da BE.
vivemos, os vectores
Sistemas informáticos obsoletos; Trabalhar em parceria com os
aprendizagem, literacias e Maior reconhecimento do papel da BE
Falta de algum material mobiliário Departamentos Curriculares, no
bibliotecas constituem no desenvolvimento do processo de
adequado à BE; sentido de ajudar a promover o
elementos indissociáveis e ensino-aprendizagem;
Ambientes de aprendizagem mais conhecimento e o sucesso educativo.
caminham par a par. A BE como elo aglutinador de todos
complexos, que requerem formação Disponibilizar recursos diversificados
A BE tem um papel os saberes;
contínua; de acesso à informação e desenvolver
primordial na Apoio prestado pela RBE e BMA;
Desenvolvimento de hábitos e competências de literacia.
transformação da era da Horário alargado (8.30-17.00H).
dinâmicas de trabalho com os CT e Instituir avaliação sistemática da
informação na era do Formação contínua em diferentes
Departamentos Curriculares; política, práticas e serviço prestado
conhecimento. áreas e modalidades.
Criar uma boa imagem da BE. para efeitos de auto-correcção.
Assumir-se como organização ávida
de saber permanente.

Jorge Monteiro