Você está na página 1de 2

Medicina & Bem-estar

OS JARDINS
TERAPÊUTiCaS
Crescenomundoa tendênciadecriarespaçosidealizados
especialmente
paraajudarna recuperação
dedoenças
Grelce Rodrlgues

a s jardins sempre foram u.m espaço de


bálsamo para a alma. E impossível
não se acalmar diante do visual das
plantas, do aroma das flores. Agora, essas ca-
racterísticas começam a ser usadas em favor de
pessoas doentes ou das que apenas estão em
busca de um momento tranquilo. Nos Estados
Unidos e na Europa, cresce a tendência de
criação dos chamados jardins terapêuticos. Eles
são construídos ao ar livre ou em átrios e solá-
rios dos hospitais e em locais públicos, para
serem frequentados pela população em geral.
Não se trata, porém, de um jardim comum.
Há características especiais que devem ser respei-
tadasparaqueele defato sejaterapêutico.O
primeirocuidadoé coma segurança.Os pisos são
antiderrapantes e as ruas, largas, com espaço
para caminhar. Também são previstos pontos
para descanso ou meditação. Se eles estiverem
perto de uma fonte ou outro lugar de água
corrente, melhor ainda.
Outro diferencial é a escolha dos elementos
que o compõem: há uma mistura de plantas
medicinais, aromáticas e ornamentais. As me-
dicinais são usadas simbolicamente e as demais
porque também liberam aromas agradáveis,
além de atraírem pássaros e borboletas. A ideia
é desenhar um ambiente capaz de despertar os
sentidos. Por isso, a cheirosa lavanda, as medi-
cinais equinácea e erva-cidreira, e os cactos
ornamentais estão entre as plantas mais usadas.
Combinados com o canto dos pássaros e o
barulho da água corrente, despertam a visão, a
audição e o olfato, provocando o que os espe- ,.
cialistaschamamdedistraçãopositiva. fi'
A ideia de criação dessas áreas surgiu da
observação de que a saúde física e mental é
influenciada por aspectos do ambiente físico,
como sua luz natural, espaço ou som. "Quando
74 ISTO~2095 6/112010
BENEFfcI05
No ChUdren's olhamos para uma cena agradável, nossos sen-
Hospital, em 5an tidos são envolvidos positivamente", disse à
Dlego (à esq.), ISTOÉ Naomi Sachs, da empresa americana
o Jardimreduziu Landscapes Therapeutic, uma das companhias
Internações. especializadasno desenvolvimento dessas áreas.
O Gardenfor
ali 5easons "Isso provoca a liberação de endorfinas, subs-
(abaixo, à esq.) tâncias que promovem bem-estar."
atenua depressão Alguns trabalhos atestam o resultado da ini-
em Idosos. No
BurnCenter ciativa. Um deles. feito no San Diego Children's
(no centro), Hospital, nos EUA, mostrou que o jardim da
há local para instituição ajudou a diminuir o tempo de inter-
descanso. Acima, nação das crianças e melhorou a relação entre
o Memorlal
, Garden é um
oásis contra
os pais, os pacientes e os funcionários. Em outro,
realizado com portadores de dor, os cientistas
a violência verificaram que a distração obtida enquanto eles
ficavam em um desses espaços causou relaxa-
mento e reduziu sintomas.
, Também há exemplos em relação ao mal de
Alzheimer. Uma pesquisa feita em 24 hospitais
LUGAR CARACTERfsTICAS
públicos e privados da Califórnia (EUA) revelou
Ruaslargas.compiso que os pacientes com melhor qualidade de vida
TRANQUILO antiderrapante
Confiramaissobre Disponibilidadede eram os internados em instituições que dispu-
osjardins cadeirasmóveisefixas nham de jardins desse tipo. "A combinação
...,".. ...........
Áreacomáguacorrente equilibrada de terapias farmacológicas,compor-
o QUESÃO ONDEESTÃOSENDO ,........................
CONSTRUfDOS tamentais e'ambientais é eficaz para melhorar
Áreasprojetadaspara PLANTASCOMUNS
proporcionarbem-es- Hospitaisinfantise
a saúde dos do~ntes", concluíram os pesquisa-
tar econtribuirparaa Medicinais(camomi- dores. Os benefícios ocorrem ainda em outros
psiquiátricos,clínicas Ia eequinácea,por
recuperaçãodasaúde de repousoedereabi- exemplo) níveis. Em um bairro violento da cidade de São
de umdeterminado litação,asilose até em
público(criançasou regiõescomalto índice Easqueexalamperfu- Francisco, também na Califórnia, um desses
adultosdoentes,por deviolência mesrelaxantes,como jardins tem contribuído para baixar os índices
exemplo) lavandaeerva-cidreira
de violência e melhorar um pouco a rotina dos
moradores. No Brasil,a proposta de construção
desses locais começa a interessar os principais
centros de saúde. O Hospital Sírio-Libanês, em
São Paulo, por exemplo, incluiu em seu projeto
de reestruturação a criação de uma área de
convivência com plantas e espaço para integra-
çãoentrepacientese familiares. .
75