Você está na página 1de 74
REGULAMENTO OC 2014 V1.3
REGULAMENTO OC 2014 V1.3
REGULAMENTO OC 2014 V1.3
REGULAMENTO OC 2014 V1.3
REGULAMENTO OC 2014 V1.3
REGULAMENTO OC 2014 V1.3

REGULAMENTO OC 2014

REGULAMENTO OC 2014 V1.3
REGULAMENTO OC 2014 V1.3
REGULAMENTO OC 2014 V1.3
REGULAMENTO OC 2014 V1.3
REGULAMENTO OC 2014 V1.3
REGULAMENTO OC 2014 V1.3

V1.3

1

SOBRE AS REGRAS DA COMPETIÇÃO

8

1.1

ESCOPO

8

1.2

PRINCÍPIOS BÁSICOS

8

1.2.1

Seleção do Departamento Regional

8

1.2.2

O SENAI Departamento Nacional

8

1.2.3

Direitos

8

1.2.4

Valores

8

1.2.5

Decisões do Comitê Técnico

8

1.3

RELAÇÃO DE OUTROS DOCUMENTOS

9

1.4

DEFINIÇÃO DE TERMOS (GLOSSÁRIO)

9

2

ORGANIZAÇÃO DA COMPETIÇÃO

9

2.1

ATRIBUIÇÕES DO ORGANIZADOR DA COMPETIÇÃO

9

2.1.1

O organizador da Competição

9

2.1.2

Cronograma da Competição

10

2.1.3

Planos de Credenciamento

10

2.1.3.1

Despesas de Técnicos Participantes

10

2.2

OLIMPÍADA DO CONHECIMENTO E OBRIGAÇÕES DOS DEPARTAMENTOS REGIONAIS

 

10

2.2.1

Inscrição

10

3

COMUNICAÇÃO (MARKETING, MÍDIA E RELAÇÕES PÚBLICAS)

11

3.1

ORGANIZAÇÃO

11

3.2

INFORMAÇÕES

SOBRE AS PREPARAÇÕES

12

3.3

COMUNICAÇÃO AOS PARTICIPANTES

12

4

OCUPAÇÕES ACEITAS

12

4.1

NÚMERO DE OCUPAÇÃO

12

4.2

ADMISSÃO DE OCUPAÇÕES

12

4.2.1

Introdução de Novas Ocupações

12

4.2.2

Demonstração de Ocupação

12

4.2.3

Apresentação das Ocupações em Demonstração

12

4.3

NÚMERO

MÍNIMO DE PARTICIPANTES POR OCUPAÇÃO

13

4.3.1

Ocupação Oficial Primeira vez na competição

13

4.3.2

Eliminação de ocupação

13

5

SAÚDE OCUPACIONAL E SEGURANÇA DO TRABALHO

13

5.1

POLÍTICAS E PROCEDIMENTOS

13

5.1.1

Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho na Competição

13

5.1.2

Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho Responsabilidade da Organização

13

5.1.3

Responsabilidade do Delegado Técnico

13

5.1.4

Responsabilidade dos Chefes de Oficinas e Avaliadores

13

5.2

SAÚDE OCUPACIONAL E SEGURANÇA DO TRABALHO TREINAMENTO E IMPLEMENTAÇÃO

14

6

PARTICIPANTES CREDENCIADOS

14

6.1

COMPETIDORES

14

6.1.1

Número de Competidores

14

6.1.2

Idade

14

6.1.3

Única participação

14

6.1.4

Competidores Direitos e Responsabilidades

14

6.1.5

Concessão de locais de trabalho

16

6.1.6

Familiarização

16

6.1.7

Verificação de instrumentos de medição

16

6.1.8

Detalhes pessoais

 

16

6.2

COMPETIDORES DURANTE A COMPETIÇÃO

16

6.2.1

Itens Perdidos

16

6.2.2

Materiais de substituição

16

6.2.3

Início e término do trabalho

17

6.2.4

Contato e comunicação dos Competidores

17

6.2.5

Acidentes ou Doenças

 

17

6.2.6

Ação Disciplinar

17

6.2.7

Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho

17

6.2.8

Revisão do Projeto Teste e Formulário de Avaliação

17

6.3

COMPETIDORES APÓS A COMPETIÇÃO

18

6.3.1

Troca de opiniões e experiências

18

6.3.2

Preparação dos armários de ferramentas

18

6.3.3

Competidores

Direitos

18

6.3.4

Competidores honestidade, justiça e transparência

18

6.4

CHEFES DE EQUIPES

 

19

6.4.1

Chefes de

equipe são:

19

6.4.2

Os Chefes de Equipes participam:

19

6.4.3

Durante a

19

6.4.4

Cada Departamento Regional poderá ter:

19

6.4.5

Acidentes/Doença

 

19

6.5

AVALIADOR

19

6.5.1

Cada Departamento Regional pode

19

6.5.2

O Avaliador deve ser

 

19

6.5.3

Os Avaliadores se reportam aos Avaliadores

20

6.5.4

Os

Avaliadores devem:

 

20

6.6

NA COMPETIÇÃO

20

6.6.1

Antes de iniciar a Competição

20

6.6.2

Vistoria do armário de ferramentas

21

6.6.3

Realização da competição

21

6.6.4

Sigilo

21

6.6.5

Comunicação com Competidor do Departamento

21

6.6.6

Avaliadores com Responsabilidades Especiais

22

6.6.7

Obrigações de honestidade, igualdade e transparência para com os competidores

22

6.6.8

Resumo da participação do Avaliador na preparação e avaliação do Projeto

22

6.6.9

Comunicação e preparação através de Fórum de

22

6.6.10

Decisões realizadas pelo Fórum de Discussão

23

6.6.11

Violação das Regras da Competição ou do Código de Ética

23

6.7

AVALIADOR LÍDER

 

23

6.7.1

Definição

23

6.7.3

Nomeação e credenciamento

23

6.7.4 Comunicação com o Comitê Técnico e com a Secretaria da Olimpíada do

Conhecimento

24

6.7.5

Apoio externo

24

6.7.6

Responsabilidades

24

6.7.7

Violação das Regras da Competição e do Código de Ética

27

6.8

AVALIADORES LÍDERES ADJUNTOS

27

6.8.1

Definição

27

6.8.2

Qualificações, experiência, qualidades pessoais e critérios éticos

27

6.8.3

Nomeação e credenciamento

27

6.8.4

Responsabilidades

28

6.8.5

Violação das Regras da Competição ou do Código de Ética

29

6.9

JÚRI

29

6.9.1

Definição

29

6.9.2

Responsabilidades

29

6.9.3

Decisão majoritária dos Avaliadores

30

6.10

DELEGADO TÉCNICO

30

6.10.1

Definição

30

6.10.2

Fornecimento de informação

30

6.10.3

Fornecimento de informações aos Competidores

30

6.10.4

Fornecimento de informações aos Avaliadores

30

6.10.5

Violação das Regras da Competição ou do Código de Ética

31

6.11

DELEGADO TÉCNICO ASSISTENTE

31

6.11.1

Definição

31

6.11.2

Direitos, deveres e responsabilidades

31

6.11.3

Qualificações e experiência

31

6.12

PRESIDENTE DO JÚRI

31

6.12.1

Definição

31

6.12.2

Qualificação

31

6.12.3

Nomeação

32

6.12.4

Responsabilidades

32

6.12.5

Antes de participar da Competição

32

6.12.6

Violação das Regras da Competição ou do Código de Ética

32

6.13

CHEFE DE OFICINA

33

6.13.1

Definição

33

6.13.2

Nomeação

33

6.13.3

Subordinação

33

6.13.4

Disposições especiais

33

6.13.5

Presença

33

6.13.6

Neutralidade

33

6.13.7

Responsabilidades

33

6.13.8

Violação das Regras da Competição ou do Código de Ética

34

6.14

ORGANIZAÇÃO DA OLIMPÍADA DO CONHECIMENTO

34

6.15

SECRETARIA

34

6.17

ASSESSOR DO SISTEMA DE PONTUAÇÃO

34

7

GERENCIAMENTO DA COMPETIÇÃO

34

7.1

GERENCIAMENTO GERAL

DO EVENTO

34

7.2

EQUIPE DE GERENCIAMENTO DA COMPETIÇÃO (TÉCNICA E ADMINISTRATIVA)

35

7.3

GERENCIAMENTO DE CADA ÁREA DO CONHECIMENTO EM PARTICULAR EQUIPE DE

GERENCIAMENTO

DE ÁREAS DO CONHECIMENTO

35

8

ACESSO (CREDENCIAMENTO)

35

8.1

RESPONSABILIDADE

35

8.2

ACESSO ÀS OFICINAS

35

8.3

ACESSO AO LOCAL DE COMPETIÇÃO ANTES DA COMPETIÇÃO

35

8.4

FILMAGEM E FOTOGRAFIA

35

8.4.1

Antes da Competição

35

8.4.2

Durante a Competição

36

9

DESCRITIVOS TÉCNICOS

36

9.1

DEFINIÇÃO

36

9.2

PRIORIDADE

36

9.3

DISPONIBILIDADE

36

9.4

ATUALIZAÇÃO E VALIDAÇÃO

36

9.5

CIRCULAÇÃO

37

10

DOCUMENTO DE INFRAESTRUTURA

37

10.1

DEFINIÇÃO

37

10.2

DESENVOLVIMENTO

37

10.3

PUBLICAÇÃO

37

11

PROJETOS TESTE

37

11.1

DEFINIÇÃO

37

11.2

DURAÇÃO E FORMATO

37

11.2.1

Duração do Projeto Teste

37

11.3

CRITÉRIOS ÉTICOS

37

11.4

DESENVOLVIMENTO

38

11.4.1

Formulário

38

11.4.2

Desenho externo

38

11.5

SELEÇÃO, VALIDAÇÃO E

38

11.5.1

Seleção

38

11.5.2

Validação

38

11.5.3

Circulação

39

11.5.4

Confidencialidade de informação

39

11.5.5

Critérios de avaliação

40

11.5.6

Alterações de 30%

40

11.5.7

O Projeto Teste e as instruções de avaliação

40

11.5.8

Banco de Provas

40

11.5.9

Segurança dos projetos finalizados

40

11.5.10

Propriedade dos Projetos Teste

40

12

SISTEMA DE PONTUAÇÃO E AVALIAÇÃO

41

12.1

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

41

12.1.2

Alterações

41

12.1.3

Aspectos dos Subcritérios

41

12.1.4

Número de Aspectos

41

12.1.5

Maximização da pontuação objetiva

41

12.1.6

Escala de 100 e padronização

41

12.2

PONTUAÇÃO SUBJETIVA

41

12.2.1

Processo de utilização do cartão de

41

12.2.2

Cálculo da pontuação atribuída

42

12.2.3

Utilização dos Formulários de Avaliação

42

12.3

AVALIAÇÃO OBJETIVA

42

12.3.1

Processo

42

12.3.2

Utilização dos Formulários

42

12.4

PROCESSO DE

AVALIAÇÃO

42

12.4.1

Início da Competição

42

12.4.2

A avaliação subjetiva deve anteceder a avaliação objetiva

42

12.4.3

Grupos de avaliação

43

12.4.4

Avaliadores e a avaliação e seus Competidores

43

12.4.5

Avaliação em presença de Competidor

43

12.4.6

Avaliação

modular e/ou diária

43

12.4.7

Formulários de Verificação

43

12.4.8

Conclusão da Avaliação

44

12.4.9

Conclusão da Competição

44

12.5

SISTEMA DE AVALIAÇÃO DA COMPETIÇÃO CIS

44

12.5.1

Escala de 500

44

12.5.2

Arredondamento

44

12.6

TRATAMENTO DE ERROS

45

12.7

PREMIAÇÃO

45

12.8

RECURSOS

45

12.8.1

Recursos quanto aos resultados

45

12.8.2

Segurança dos Projetos de Teste

45

12.9

PUBLICAÇÃO DE RESULTADOS

45

13

MEDALHAS E PREMIAÇÃO

46

13.1

MEDALHAS E PREMIAÇÃO DA OLIMPÍADA DO CONHECIMENTO

46

13.1.1

Medalhas de ouro, prata e bronze

46

13.1.2

Medalha de Excelência

46

13.2

MELHOR DO DEPARTAMENTO REGIONAL

46

13.2.1

Prêmio “Estrela Prisioneira”

46

13.2.2

Certificado de

46

14 SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE GARANTIA DE QUALIDADE

46

14.1

O SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE GARANTIA DA QUALIDADE - SGGQ

47

14.2

A COMISSÃO DE SGGQ É ESTABELECIDA PARA CADA

47

15 PROCEDIMENTOS DISCIPLINARES INCORPORANDO RESOLUÇÕES DE CONFLITOS

47

15.1

RESOLUÇÃO DE CONFLITOS

47

15.2

RESOLUÇÃO

DE

DISPUTAS

48

PRINCÍPIO ORIENTADOR 1

49

PRINCÍPIO ORIENTADOR 2

49

PRINCÍPIO ORIENTADOR 3

49

PRINCÍPIO ORIENTADOR 4

49

PRINCÍPIO ORIENTADOR 5

50

TIPOS DE OCUPAÇÕES NA OLIMPÍADA DO CONHECIMENTO

50

A

SELEÇÃO DE OCUPAÇÕES PARA A COMPETIÇÃO DA OLIMPÍADA DO CONHECIMENTO

50

TABELAS COM OS VÁRIOS CENÁRIOS DE INSCRIÇÕES DE OCUPAÇÕES OFICIAIS

50

RECOMENDAÇÕES

51

DEFINIÇÕES DE CRITÉRIOS DE HABILIDADES

51

APÊNDICE 2 - REGRAS E DIRETRIZES PARA A DEMONSTRAÇÃO DE UMA NOVA OCUPAÇÃO

53

CRONOGRAMA (CONSULTAR O DIAGRAMA ACIMA)

53

ASPECTOS A SEREM CONSIDERADOS

54

APÊNDICE 3 NOMEAÇÃO DE AVALIADORES LÍDERES E AVALIADORES LÍDERES ADJUNTOS

55

CRITÉRIOS PARA A NOMEAÇÃO DO AVALIADOR LÍDER E AVALIADOR LÍDER ADJUNTO

55

PROCEDIMENTO

 

56

A

ELEIÇÃO ACONTECERÁ APÓS A CONCLUSÃO DO PROCESSO DE

56

O

PRESIDENTE DO JÚRI PRESIDIRÁ O PROCESSO ELEITORAL

56

APÊNDICE 4 A EQUIPE DE GESTÃO DAS OCUPAÇÕES DEFINIÇÃO E FUNÇÕES

57

FUNÇÃO DO AVALIADOR LÍDER

57

FUNÇÃO

DO

AVALIADOR

LÍDER ADJUNTO

57

FUNÇÃO DO PRESIDENTE DO JÚRI

57

APÊNDICE 5 RESOLUÇÃO DE CONFLITOS

59

A5.1 DIAGRAMA DA RESOLUÇÃO DE CONFLITOS

59

A5.2 RESOLUÇÃO DE CONFLITOS

60

A5.2.1

ESCOPO

 

60

A5.2.2

DENÚNCIA

 

60

A5.2.3

PROCESSOS

60

A5.2.4

COMITÊ

DE

OUVIDORIA

61

A5.2.5

COMITÊ

DE

APELAÇÃO

61

A5.2.6 PROTEÇÃO DO COMPETIDOR

62

A5.2.7

MEMBROS

DO

COMITÊ DE APELAÇÃO

62

A5.2.8

SANÇÕES

62

A5.2.9 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

63

APÊNDICE 6 RESUMO DA PARTICIPAÇÃO DO AVALIADOR NA AVALIAÇÃO E PREPARAÇÃO DO PROJETO TESTE

64

APÊNDICE 7 - AVALIADOR COM RESPONSABILIDADES ESPECIAIS: DEFINIÇÃO DE FUNÇÕES

65

AVALIADORES COM RESPONSABILIDADES ESPECIAIS DE SAÚDE E SEGURANÇA

65

AVALIADOR COM RESPONSABILIDADES ESPECIAIS DE PROMOÇÃO DA OCUPAÇÃO NA MÍDIA

66

AVALIADOR COM RESPONSABILIDADES ESPECIAIS DE SUSTENTABILIDADE

66

AVALIADOR COM RESPONSABILIDADES ESPECIAIS DE AVALIAÇÃO DAS OCUPAÇÕES

66

AVALIADOR COM RESPONSABILIDADES ESPECIAIS DE EQUIDADE E TRANSPARÊNCIA

67

AVALIADOR COM RESPONSABILIDADES ESPECIAIS DOS DESCRITIVOS TÉCNICOS

67

APÊNDICE 8 REGULAMENTO OC PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

68

DEFICIENTES VISUAIS (DV)

69

DEFICIENTE AUDITIVO (DA)

70

DEFICIENTE

FÍSICO-DF

(CADEIRANTE)

71

DEFICIENTE

INTELECTUAL (DOWN)

72

1

SOBRE AS REGRAS DA COMPETIÇÃO

1.1

Escopo

 

As

Regras da Competição definem as resoluções e normas para a organização e

execução da Olimpíada do Conhecimento 2014, abrangendo todas as áreas do conhecimento. As Regras da Competição são atualizadas pelo Comitê Técnico e ratificadas pelo Coordenação Geral da Olimpíada do Conhecimento. Todos os participantes devem cumprir as Regras da Competição descritas neste regulamento.

1.2

Princípios Básicos

1.2.1

Seleção do Departamento Regional Anfitrião.

A

escolha do local para a realização da Olimpíada do Conhecimento é definido

pelo Presidente da Coordenação Geral da Olimpíada do Conhecimento (CGOC) e homologado por este colegiado, sempre precedido de manifestação expressa de um Departamento Regional.

1.2.2

O SENAI Departamento Nacional.

É

a entidade organizadora e promotora da competição, com todos os direitos,

inclusive o de aprovação de todas as atividades, das relações públicas e publicidade da Competição, com o apoio dos Departamentos Regionais;

1.2.3

Direitos

 

O

Departamento Regional anfitrião será responsável por sediar e apoiar a

execução da competição. Será também corresponsável pelas relações públicas e publicidade antes e durante a competição. Como promotor, o Departamento Nacional do SENAI retém todos direitos com relação à competição, incluindo aprovação para todos os meios de comunicação (mídia, marketing, e relações públicas).

1.2.4

Valores Os valores fundamentais da Olimpíada do Conhecimento são: Integridade, Transparência, Justiça, Parceria e Inovação. Eles são os pilares da Olimpíada do Conhecimento.

1.2.5

Decisões do Comitê Técnico

O Comitê Técnico, com aprovação do CGOC, tomará todas as decisões

decorrentes de quaisquer assuntos relacionados à conduta dos Competidores que ainda não foram abordadas pelas Regras da Competição.

Versão 1.3

1.3

Relação de outros documentos

Endereço do mapa eletrônico dos documentos do Sistema de Gerenciamento da

Olimpíada do Conhecimento (SGOC):

1.4 Definição de Termos (Glossário) Acessar: www.senai.br/olimpiada/glossario

2 ORGANIZAÇÃO DA COMPETIÇÃO

2.1

Atribuições do organizador da Competição

2.1.1

O organizador da Competição. SENAI Departamento Nacional é responsável pela implantação e adequação das instalações dos ambientes de competições, equipamentos, de acordo com os Descritivos Técnicos e Documentos de Infraestrutura, com aprovação do Presidente do Comitê Técnico da Olimpíada do Conhecimento.

A organização deve fornecer, 08 meses antes da competição, todas as informações de Infraestrutura, divulgando as características sobre máquinas, equipamentos e ferramentas, amostras de materiais quando aplicado e normas de segurança e saúde ocupacional de acordo com as decisões do Comitê Técnico. A organização reserva possíveis mudanças de especificações técnicas em decorrência aos contratos de patrocínio tecnológico.

Conforme os Descritivos Técnicos, o Documento de Infraestrutura, o e demais documentos oficiais, a organizadora deve providenciar instalações e infraestrutura adequadas para a realização da competição, além de:

Ambiente para reuniões do Comitê Técnico;

Ambiente para a Secretaria Geral;

Ambiente para o CIS;

Ambiente para os Chefes de Equipes;

Ambiente para Auditores da Qualidade;

Ambiente para o Comitê Técnico;

Ambiente para a imprensa;

Ambiente para Comitê de Segurança;

Ambiente para Almoxarifado;

Ambiente para Armazenamento e Movimentação de Cargas;

Ambiente para Montagem e Manutenção;

Os requisitos detalhados dos ambientes acima especificados são encontrados no guia elaborado com informações da Competição.

Versão 1.3

2.1.2 Cronograma da Competição A Organização da Olimpíada do Conhecimento prepara um programa geral da Competição e providencia hospedagem, alimentação, transporte para os participantes, transporte de equipamentos coletivos, de logística, assistência médica hospitalar e ambulatorial de emergência dos participantes e das cerimônias de abertura e encerramento. A organização da competição é responsável pelo planejamento e custos dos itens acima referenciados.

2.1.3 Planos de Credenciamento A Organização deve informar aos Departamentos Regionais participantes, com pelo menos 06 meses antes da competição, o custo por técnico participante (Delegados Técnicos, Chefes de Equipes e Avaliadores) incluindo os custos de todas as excursões e recepções.

2.1.3.1 Despesas de Técnicos Participantes

As despesas com deslocamentos, passagens aéreas, hospedagem e alimentação dos técnicos integrantes dos Departamentos Regionais serão rateadas entre o Departamento Nacional e o Departamento Regional a que pertencem. O rateio destas despesas será na proporção de 40% de responsabilidade do Departamento Nacional e 60% de responsabilidade do Departamento Regional.

2.2

Olimpíada do Conhecimento e obrigações dos Departamentos Regionais participantes.

2.2.1

Inscrição A Inscrição na competição é feita em quatro etapas:

Etapa 1 Inscrição Provisória Os Departamentos Regionais participantes devem fazer suas inscrições nas ocupações selecionadas através do site da Olimpíada do Conhecimento

(www.senai.br/olimpiada). O prazo para inscrição será de 11 meses antes da competição. Os interessados devem preencher:

i) A(s) ocupação(s), e

ii) Os participantes, ou seja, Competidores, Avaliadores,

Delegado Técnico, Delegado Técnico Assistente, Técnicos. As inscrições deverão ser efetuadas online.

Etapa 2 Atualizações da Inscrição Provisória

Versão 1.3

Os Departamentos Regionais participantes podem atualizar suas inscrições durante o período da inscrição provisória até a Inscrição Definitiva (etapa três). A Secretaria e a Organização serão automaticamente informadas das atualizações.

Etapa 3 Inscrição Definitiva Os Departamentos Regionais participantes devem finalizar suas inscrições 06 meses antes da competição (ou seja, as ocupações em que participarão). Nenhuma alteração posterior poderá ser realizada sem a autorização da Organização da Organização da Olimpíada do Conhecimento.

Etapa 4 Detalhes do Participante Para cada requerimento de credenciamento, os Departamentos Regionais participantes deverão fornecer nome completo e e-mail à Secretaria e à

Organização (através da página de Inscrição do Competidor, no site da Olimpíada

do Conhecimento, (www.senai.br/olimpiada).

As informações do perfil do Delegado Técnico e dos Avaliadores devem ser fornecidas pelo menos 08 meses antes da Competição (para confirmação de participação na competição e dos preparativos, a exemplo do Fórum de Discussão).

As informações do perfil do Competidor devem ser fornecidas pelo menos 02 meses antes da Competição (para confirmação de participação na competição e dos preparativos, a exemplo do Fórum de Discussão).

O não cumprimento deste tópico acarretará a não inclusão das informações do

Competidor nos materiais impressos e sinalizações. É de responsabilidade direta

dos Departamentos Regionais participantes encaminharem corretamente, a ortografia e formatação dos nomes dos participantes.

Para fins de planos de credenciamento, outros detalhes dos participantes devem ser fornecidos assim que requisitados pela Organização.

3

3.1

COMUNICAÇÃO

PÚBLICAS)

(MARKETING,

MÍDIA

E

RELAÇÕES

Organização

É responsabilidade da Organização, fornecer informações à mídia nacional. Todos

os documentos referentes à Olimpíada do Conhecimento devem estar de acordo

com as regras da Competição. Todos os documentos e liberações, antes de serem

divulgados, devem ser aprovados pela Organização.

Versão 1.3

3.2

Informações sobre as Preparações

A Comissão Organizadora deve fornecer informações detalhadas sobre a

preparação da competição, e aos participantes, informações sobre o sistema

educacional, indústria e cultura do Estado local da competição.

3.3 Comunicação aos Participantes

As atividades de comunicação (marketing, mídia e relações públicas) de cada

Departamento Regional participante, devem ficar a critério dos próprios participantes.

4 OCUPAÇÕES ACEITAS

4.1

Número de Ocupação O número total de ocupações na competição é determinado pelo Princípios Orientadores (apêndice 1) para garantir que as ocupações reflitam nossa missão e nosso objetivo da Competição e represente as habilidades necessárias para a economia nacional.

4.2

Admissão de Ocupações

4.2.1

Introdução de Novas Ocupações Os participantes podem propor novas ocupações apresentando-as ao Comitê Técnico (Apêndice 2). Se a ocupação proposta estiver de acordo com os Princípios Orientadores (Apêndice 1), deve ser feita uma ampla divulgação desta ocupação. Cabe ao Comitê Técnico o estudo, análise e justificativa para a inclusão de novas ocupações com base nos itinerários formativos nacionais. Deve ser apresentado descritivo técnico, documento de infraestrutura e formulários de avaliação. A nova ocupação deve ser avaliada no decorrer de uma competição.

4.2.2

Demonstração de Ocupação Um mínimo de 3 Competidores ou equipes devem se inscrever na inscrição

provisória para a demonstração da ocupação. Referências de regras e instruções

de

introdução à demonstração de habilidade se encontram no Apêndice 2.

4.2.3

Apresentação das Ocupações em Demonstração

Estas ocupações em demonstração não estarão sujeitas às Regras da Competição

e nem avaliação oficial. Caberá entrega de medalhas, medalhões e/ou

certificados de participação. Os resultados não serão inclusos na classificação

geral da Olimpíada do Conhecimento.

Versão 1.3

4.3

Número Mínimo de Participantes por Ocupação

4.3.1 Ocupação Oficial Primeira vez na competição Se a ocupação é considerada Oficial pela primeira vez, ela deve conter no mínimo 3 participantes ou equipes inscritos na inscrição provisória e confirmada na inscrição definitiva.

4.3.2 Eliminação de ocupação

As

realizadas.

ocupações

que

não

houverem

a

inscrição

mínima

exigida,

não

serão

5 SAÚDE OCUPACIONAL E SEGURANÇA DO TRABALHO

5.1

Políticas e Procedimentos

 

5.1.1

Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho na Competição

 

Todos os credenciados devem concordar com a legislação de Saúde Ocupacional

e

Segurança do Trabalho, especificada pela Organização.

 

Se os regulamentos próprios de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho do local da competição forem maiores ou mais rigorosos do que os regulamentos da Organização, então, os regulamentos maiores e mais rigorosos devem prevalecer na competição.

5.1.2

Saúde

Ocupacional

e

Segurança

do

Trabalho

Responsabilidade

da

Organização É responsabilidade da Organização que toda infraestrutura, equipamentos e ferramentas estejam de acordo com a legislação nacional. A Organização deve fornecer toda documentação de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho do evento para todos os Competidores. Devem conter, na documentação, informações exatas a respeito do teste e aprovação dos equipamentos elétricos portáteis do Competidor levadas à competição. Toda documentação completa de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho deve ser fornecida através do website da Olimpíada do Conhecimento, seis meses antes da competição.

5.1.3

Responsabilidade do Delegado Técnico

 

É

responsabilidade de o Delegado Técnico garantir que todos os Competidores e

Avaliadores de sua equipe, conheçam todas as informações completas e corretas acerca dos regulamentos de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho da Organização antes da competição.

5.1.4

Responsabilidade dos Chefes de Oficinas e Avaliadores Os Chefes de Oficinas e Avaliadores são responsáveis pelo planejamento e andamento da competição em acordo com todos os regulamentos de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho, regulamentos específicos e também exigências de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho, contidos no Descritivo Técnico.

Versão 1.3

5.2

Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho treinamento e implementação

A Organização deve colaborar com a Equipe de Gerenciamento de Ocupação a

fim de fornecer aos Avaliadores, Competidores, Chefes de Oficinas, treinamento, informações exigidas para garantir a segurança da competição.

Em complementação ao treinamento e antes que algum equipamento seja usado,

o pessoal acima citado, devem ter recebido treinamentos exigidos pelos

regulamentos e normas de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho. Os Avaliadores com Responsabilidades Especiais da Organização da Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho assinarão estes documentos e os manterão nos arquivos da competição.

É responsabilidade do Comitê Técnico e Chefes de Oficinas, assegurem que

Avaliadores, Competidores e Delegados, cumpram os regulamentos estabelecidos na Subseção 5.1

6 PARTICIPANTES CREDENCIADOS

6.1

Competidores

6.1.1

Número de Competidores Cada Departamento Regional participante deve conter 1 Competidor ou equipe por ocupação.

6.1.2

Idade Os Competidores não deverão ter mais que 21 anos no ano da competição (não deverão completar 22 anos em 2014). Qualquer exceção solicitada a alguma ocupação em particular, deverá ser proposta pelo avaliador com o consentimento do comitê técnico e ratificada pela coordenação geral. Atualmente, exceções reconhecidas a estas regras existem no que diz respeito a Sistema de Transporte da Informação (STI), Mecatrônica, Manufatura Integrada e Manutenção de Aeronaves, onde os Competidores não deverão ter mais que 24 anos de idade no ano da competição (não deverão completar 25 anos em 2014).

6.1.3

Única participação Um Competidor poderá participar em apenas uma única competição da Olimpíada do Conhecimento.

6.1.3.1 Competidores com deficiência Consulte o Apêndice 8 para o regulamento da Olimpíada do Conhecimento para pessoas com deficiência.

6.1.4 Competidores Direitos e Responsabilidades

Versão 1.3

Competidores Antes da Competição É responsabilidade do Delegado Técnico (com apoio da Organização de seu Departamento Regional participante), garantir que todos seus participantes estejam cientes das seguintes informações:

Acesso ao Centro do Competidor no site da Olimpíada do Conhecimento

www.senai.br/olimpiada/centrodocompetidor, onde toda documentação é disponibilizada;

Descritivo Técnico e Documento de Infraestrutura;

Critérios de Avaliação;

Regras de Competição;

Código de Ética;

Documentação de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho;

Os Projetos de Teste apresentados antes da competição, quando aplicado;

Informações sobre ferramentas adicionais e/ou equipamentos e materiais requisitados;

Competidores Na competição Os Competidores devem receber informações detalhadas e avaliação sobre o Projeto Teste, em particular referente a:

Informações sobre critérios de avaliação incluindo formulários pré-

preenchidos de Critérios Objetivos, Critérios Subjetivos (se aplicável) e

Resumo dos Critérios.

Informações detalhadas sobre materiais, os quais podem ou não ser

usados (exemplos: modelos, desenhos/estampa, matrizes, medidores, etc.).

Os Competidores devem receber informações detalhadas a respeito da

organização da competição, incluindo:

Regulamento de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho, incluindo medidas decorrentes do não cumprimento;

Cronograma da competição indicando intervalos e tempo de conclusão de módulos/Projeto Teste.

Informações sobre regulamentos de horários de entrada e saída do local de trabalho e as condições em que serão permitidas.

Informações sobre como e quando as máquinas serão testadas.

Informações sobre a natureza e âmbito de sansões que podem surgir da violação das Regras da Competição.

Os Competidores devem ser informados que:

O uso seguro de todas as ferramentas, máquinas, instrumentos e materiais

auxiliares que estão de acordo com os regulamentos de segurança, é de inteira

responsabilidade do participante.

Avaliadores realizarão uma verificação de materiais, ferramentas ou

equipamentos proibidos de acordo com o Descritivo Técnico ou/e Documento

de Infraestrutura, antes do início da competição.

Ocorrerá uma verificação diária de equipamentos em todas as ocupações.

Versão 1.3

6.1.5

Concessão de locais de trabalho Os locais de trabalho serão definidos aos participantes por meio de sorteio.

6.1.6

Familiarização Os Competidores terão no mínimo 8 horas de familiarização em seus locais de trabalho, para checar e preparar materiais e instrumentos antes do início da

competição. Os participantes terão este prazo para se familiarizarem e testarem

equipamentos, materiais e processos que serão utilizados na competição, sob orientações dos Avaliadores e Chefes de Oficinas. Nas ocupações onde envolvam revezamento de máquinas (fresadoras, tornos, centros de usinagem, dentre outras), pelos Competidores, os tempos de utilização dos equipamentos obedecerão a cronograma definido pelo Avaliador Líder da Ocupação.

os

Aos Competidores serão permitidos questionamentos e esclarecimentos de dúvidas sobre os equipamentos, materiais e processos. Onde os processos forem particularmente difíceis, um técnico estará disponível para demonstração e será dada uma oportunidade aos Competidores para a prática. Ao final do período de ambientação, os Competidores deverão assinar um acordo confirmando sua familiarização.

6.1.7

Verificação de instrumentos de medição

A

fim de evitar divergências nas dimensões, assegurar que os instrumentos de

medição sejam comparados com os instrumentos da bancada do Júri.

6.1.8

Detalhes pessoais

Aos Competidores será exigida a apresentação de seus registros gerais (RG) para confirmação de identidade e data de nascimento. O Registro Geral não precisa ser, necessariamente, do mesmo Estado o qual o participante está representando

na

competição.

6.2

Competidores Durante a competição

6.2.1

Itens Perdidos

O

Avaliador Líder deverá ser informado sobre a eventual perda de quaisquer

itens (materiais e/ou equipamentos) os quais estavam descritos no Documento de Infraestrutura, para que seja feita a reposição do mesmo através do Chefe de Oficina. O Avaliador Líder será notificado sempre que estiver faltando algum item da caixa de ferramentas do Competidor. Se houver tempo disponível, o Chefe de Oficina deve auxiliar a encontrar um substituto disponível localmente.

6.2.2

Materiais de substituição Um Competidor pode solicitar material de substituição, se o que foi originalmente fornecido, tenha sido perdido ou danificado, mas qualquer substituição pode levar a redução de pontuação obtida. Antes da competição, o Júri determinará a escala de qualquer dedução e informar os competidores.

Versão 1.3

6.2.3

Início e término do trabalho Os Competidores devem esperar as ordens do Avaliador Líder para início e término do trabalho.

6.2.4 Contato e comunicação dos Competidores Competidores e Avaliadores do mesmo Departamento Regional podem se comunicar a qualquer momento, exceto quando a competição estiver oficialmente em andamento. Esta comunicação aberta inclui intervalo para almoço. Haverá exceção durante a competição na qual a ocupação envolve a colocação de defeitos/falha técnica, onde os Competidores terão a refeição servida no local.

Nenhum contato poderá ser feito com Avaliador do mesmo Departamento Regional do participante durante o tempo de prova efetiva, sem que haja a presença de um Avaliador de outro Departamento Regional. Nenhum contato poderá ser feito entre Competidores ou visitantes, durante a competição, sem autorização do Avaliador Líder.

Para uma comunicação oficial entre Avaliadores e Competidores do mesmo Departamento Regional, intervalos de tempo (de 15 a 30 minutos) serão programados toda manhã e tarde da competição. É proibida a utilização de qualquer equipamento para registro ou troca de informações como telefones ou aparelhos eletrônicos.

6.2.5 Acidentes ou Doenças

Se qualquer Competidor se acidentar ou adoecer, o Avaliador Líder e o Chefe de

Equipe do Competidor devem informar imediatamente o incidente. A Comissão

do Júri decidirá se o tempo perdido poderá ou não ser reposto. Sempre que um

Competidor precisar sair por motivo de doença ou acidente, os trabalhos executados até o momento serão avaliados. Todo esforço será feito para facilitar o retorno do Competidor e recuperar o tempo perdido. O ocorrido deverá ser registrado em formulário apropriado e tempo limite do Competidor.

6.2.6 Ação Disciplinar

Os participantes acusados de conduta desonesta, ou que se recusem a cumprir os

regulamentos e/ou instruções, ou que se proceda de maneira prejudicial à conduta adequada da competição, estarão sujeitos aos procedimentos da Resolução de Conflitos descritos na Seção 15.

6.2.7 Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho

O não cumprimento das instruções e normas de segurança incorrerá ao

Competidor perda de pontuação por segurança inadequada. A continuidade de práticas inseguras pode resultar em afastamento temporário ou permanente da competição.

6.2.8 Revisão do Projeto Teste e Formulário de Avaliação Imediatamente após o início da competição, o Avaliador Líder deve dar ao Competidor o Projeto Teste e o Formulário de Avaliação. Ao Competidor, será

Versão 1.3

dado o mínimo de 1 hora (tempo que não está incluído na competição), para estudo do material e questionamento do mesmo. Se o Projeto Teste é divido em módulos, o Projeto Teste e o Formulário de Avaliação serão dados antes de cada módulo. O tempo mínimo permitido neste caso (trabalho em módulos) para estudo da informação é 15 minutos antes de cada módulo.

6.3

Competidores Após a competição

6.3.1

Troca de opiniões e experiências Ao término da competição, o Competidor e avaliador terão um momento para troca de opiniões e experiências com os demais participantes.

6.3.2

Preparação dos armários de ferramentas

O

Avaliador Líder dará instruções sobre a preparação dos armários de

ferramentas e equipamentos para retorno. A área de trabalho, incluindo materiais, ferramentas e equipamentos, deve ser deixada limpa e arrumada. O cumprimento rigoroso das normas de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho devem ocorrer durante este período.

6.3.3

Competidores Direitos É garantido a cada Competidor:

 

Tempo de familiarização (mínimo 8 horas)

Cronograma da competição

Formulário de Avaliação incluindo avaliação de critério e todas as

pontuações dos critérios subjetivos e objetivos para o Projeto Teste.

Acordo com as normas de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho

Código de Ética

Comunicação do Competidor, ver Subseção 6.2.4.

Acesso aos Chefes de Equipes a qualquer momento.

6.3.4

Competidores honestidade, justiça e transparência

Os Competidores têm o direito de justiça, honestidade e transparência durante a

competição, nos seguintes termos:

Instruções escritas claras e sem sentido ambíguo

É

direito

de

cada

Competidor

ter

ciência

de

que

nenhum

outro

Competidor

receberá

ajuda

desleal

ou

qualquer

intervenção

que

possa

favorecê-lo.

Versão 1.3

A nenhum Competidor ou equipe serão dadas informações antecipadas, do Projeto Teste, que possa favorecê-los.

particular.

Obterem todos os equipamentos e materiais necessários especificados no Descritivo Técnico e Documento de Infraestrutura.

Assistência necessária dos Avaliadores para garantir que os

Competidores estejam aptos a concluírem o Projeto Teste e que o Projeto é

homogêneo e não haverá favorecimento a nenhum Competidor em particular. Não será permitida, tampouco tolerada, nenhuma interferência de Avaliador

em

A

Avaliação

será

igual

e

não

favorecerá

nenhum

Competidor

ou expectadores que prejudique os Competidores na realização do Projeto Teste.

Equipe aprovada para garantir que os princípios da honestidade, justiça e transparência, sejam observados durante todo o tempo da competição.

6.4

Chefes de Equipes

6.4.1

Chefes de equipe são:

Profissionais indicados pelos Departamentos Regionais, responsáveis pela Delegação de Competidores;

6.4.2

Os Chefes de Equipes participam:

De reuniões especiais agendadas pelo Comitê Técnico e estabelecidas pela Organização da competição.

6.4.3

Durante a competição. Os Chefes de Equipes têm livre acesso aos seus competidores, mas não poderá haver troca de informações técnicas ou possíveis soluções pertinentes aos projetos testes.

6.4.4

Cada Departamento Regional poderá ter:

No máximo, 2 (dois) Chefes de Equipe, desde que sua delegação apresente um número maior que 20 (vinte) competidores.

6.4.5

Acidentes/Doença O chefe de equipe deverá ser imediatamente comunicado no caso de acidente ou doença envolvendo qualquer Competidor de sua equipe. E será de responsabilidade do chefe de equipe e Avaliador do mesmo Departamento Regional, informar o ocorrido à Delegação Oficial e Delegação Técnica.

6.5

Avaliador

6.5.1

Cada Departamento Regional pode. Nomear apenas um Avaliador por ocupação. Os Departamentos Regionais deverão registrar seus Avaliadores no site da Organização.

6.5.2

O Avaliador deve ser pessoa. Altamente íntegra, objetiva, justa e pronta a cooperar. Deve respeitar o Regulamento da Competição, e aceitar o fato de que, se encontrado infringindo as regras, estará sujeito aos procedimentos disciplinares descritos neste Regulamento. Não está autorizado a dar nenhuma informação sobre o projeto teste a nenhum competidor ou qualquer outra pessoa, a menos que seja autorizado pelo Presidente do Comitê Técnico.

Versão 1.3

6.5.3

Os Avaliadores se reportam aos Avaliadores Lideres. Não será permitida a comunicação com Competidor de seu Departamento Regional durante o tempo de execução do Projeto teste, exceto quando autorizado pelo avaliador líder e na presença de Avaliadores de outro Departamento Regional ou neutros.

6.5.4

Os Avaliadores devem:

Possuir qualificação formal e/ou reconhecida, comprovar experiência industrial e/ou prática na ocupação à qual se dedicam;

Ser avaliador na Competição Regional de seu Departamento Regional;

Ter garantia do Coordenador Regional de que a organização industrial ou instituição educacional em seu Departamento Regional reconhecem suas competências;

Ter experiência em competição;

Ter preenchido o formulário de Registro de Avaliador, e submetido suas experiências em competições estaduais e/ou nacionais;

O Avaliador deverá ter conhecimento e domínio do

Regulamento da

Competição;

Trazer para a Competição documentos como Regulamento da Competição, Manual de Gerenciamento da Qualidade, Descritivo Técnico, Documento de Infraestrutura, Projeto Teste e/ou alteração do projeto quando solicitado;

Trazer para a Competição propostas de atualização do Descritivo Técnico e do Manual de Gerenciamento da Qualidade.

Trazer para a Competição projetos teste no padrão exigido pelo Descritivo Técnico e pelas orientações do Comitê Técnico.

6.6

Na Competição

6.6.1

Antes de iniciar a Competição.

Os Avaliadores devem auxiliar o Avaliador Líder a finalizar as alterações do Projeto Teste, os Aspectos dos Subcritérios a serem usados para avaliação e as indicações a serem distribuídas para cada Aspecto de um Subcritério.

pelo Avaliador com

Atualizar

o

Descritivo

Técnico

(coordenado

Responsabilidade Especial para Descritivos Técnicos).

Produzir um Projeto Teste ou módulo(s) sugerido(s) se exigido(s), conforme especificado no Descritivo Técnico.

Proteger a confidencialidade do Projeto Teste.

Realizar alterações de no mínimo 30% no Projeto Teste.

Zelar pelo cumprimento das Regras da Competição.

a

Integridade, Transparência, Justiça, Parceria e Inovação, seguindo as instruções da Comissão do Júri da ocupação.

Avaliar

o

Projeto

Teste

de

forma

objetiva

e

justa,

respeitando

Assegurar que todos os Competidores estejam cientes de todas as normas e regulamentos de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho.

Versão 1.3

6.6.2 Vistoria do armário de ferramentas A cada dia, um time de Avaliadores deverá examinar o conteúdo de todos aos armários de ferramentas. Este exame assegurará que qualquer item encontrado que possa oferecer uma vantagem injusta ao Competidor seja removido de uso na Competição. O Competidor deverá estar presente em todos os momentos durante a vistoria do armário de ferramentas. Se qualquer equipamento suspeito ou não autorizado for identificado, o Avaliador Líder e o Avaliador do Departamento Regional do Competidor deverão ser notificados imediatamente. O Avaliador e o Competidor deverão então prover mais detalhes ou uma explicação. Sob nenhuma circunstância os Avaliadores deverão desmontar ou interferir em qualquer equipamento do Competidor se necessário, isto deverá ser realizado pelo Competidor na presença de seu Avaliador e de outro Avaliador. Ferramentas especiais listadas no Descritivo Técnico e Documento de Infraestrutura serão permitidas. Novas ferramentas especiais poderão ser adicionadas à lista para uso na próxima Competição.

6.6.3 Realização da competição Os Avaliadores devem participar ativamente na preparação e execução da competição, bem como no desenvolvimento e seleção do Projeto Teste para a próxima competição, quando aplicável.

6.6.4 Sigilo É proibido aos Avaliadores transmitir qualquer informação sobre o Projeto Teste selecionado e modificado a um Competidor ou a qualquer outra pessoa que não esteja autorizada. As exigências e as orientações do Projeto Teste, as listas de operações descritas nesta seção das Regras da Competição estão completamente vinculadas ao Descrito Técnico.

6.6.5 Comunicação com Competidor do Departamento Regional. Avaliadores e Competidores do mesmo Departamento Regional podem se comunicar a qualquer momento, exceto quando a competição estiver oficialmente em andamento. Esta comunicação aberta inclui intervalo para almoço. Haverá exceção durante a competição na qual a ocupação envolve a colocação de defeitos/falha técnica, onde os Competidores terão a refeição servida no local.

Nenhum contato de qualquer Avaliador poderá ser realizado com um Competidor durante o período de competição sem a presença de outro Avaliador de outro Departamento Regional.

Períodos de tempo de comunicação entre Avaliador e Competidor de 15 a 30 minutos, deverão ser programados a cada início e término de dia, durante a Competição.

Versão 1.3

Aos Avaliadores não é permitido fornecer qualquer auxílio aos Competidores para interpretar o Projeto Teste, exceto quando acordado pelo Júri antes do início da competição. Se surgirem quaisquer perguntas, elas devem ser dirigidas ao Avaliador Líder para decisão.

6.6.6 Avaliadores com Responsabilidades Especiais

Os Avaliadores com responsabilidades especiais serão designados para suas funções pelo Avaliador Líder da Ocupação. As áreas especiais de responsabilidades são as seguintes:

Avaliação

Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho

Equidade e Transparência

Sustentabilidade

Promover a ocupação na mídia

Descritivos Técnicos

Quaisquer outras áreas, conforme decidido pela Comissão do Júri.

Os Avaliadores com Responsabilidades Especiais serão apontados pelo Avaliador Líder da Ocupação durante a Semana de Preparação da Competição 8 meses antes do início da Competição.

Consulte o Apêndice 7 para os deveres e responsabilidades de um Avaliador com Responsabilidade especial .

6.6.7 Obrigações

de

honestidade,

igualdade

competidores Consultar parágrafos 6.3.3 e 6.3.4

e

transparência

para

com

os

6.6.8 Resumo da participação do Avaliador na preparação e avaliação do Projeto Teste. O Avaliador tem direito (consultar o Apêndice 6):

Na seleção do Projeto Teste; Na votação e alteração de no mínimo 30% no Projeto Teste; Na votação de aprovação na atualização do Descritivo Técnico.

6.6.9 Comunicação e preparação através de Fórum de Discussão. Avaliadores, Delegados Técnicos, Presidentes de Júri, Chefes de Oficinas e outros, ainda que associados ou convidados, deverão utilizar os Fóruns de Discussão da Olimpíada do Conhecimento para se comunicar, colaborar e coordenar o desenvolvimento do Projeto Teste e do desenvolvimento global de ocupação para a Competição da Olimpíada do Conhecimento. O endereço para o Fórum é www.senai.br/olimpiada. O Avaliador Líder ou um Avaliador nomeado pelo Avaliador Líder será o moderador para este fórum.

Versão 1.3

6.6.10

Decisões realizadas pelo Fórum de Discussão

Quaisquer decisões tomadas pelos Avaliadores no Fórum de Discussões durante o período de preparação para a Competição serão acatadas, desde que sejam tomadas de acordo com as Regras da Competição.

Uma decisão será acatada quando pelo menos dois terços dos Avaliadores inscritos para uma determinada ocupação participarem da votação. Uma votação será aberta por um período mínimo de 2 semanas.

Se um Avaliador estiver ausente do Fórum de Discussão no momento em que a votação estiver em curso, ele terá o direito de ser informado da decisão, mas aquele assunto em particular não será discutido ou votado novamente.

6.6.11 Violação das Regras da Competição ou do Código de Ética

Se um Avaliador violar as regras ou o Código de Ética, ele estará sujeito aos procedimentos de Resolução de Conflitos descritas na Seção 15.

6.7

Avaliador Líder

6.7.1

Definição

 

É

responsável pelo gerenciamento, orientação e liderança de uma ocupação na

competição. O Avaliador Líder é um membro da Comissão do Júri da Ocupação.

6.7.2

Qualificações, experiência, qualidades pessoais e critérios éticos. O Avaliador Líder deve:

 

Ter sido um Avaliador por pelo menos 2 competições anteriores;

Ser uma pessoa da mais alta integridade;

Ser altamente competente e experiente na área de atuação profissional;

Ter boas habilidades de gerenciamento e liderança;

Ter boas habilidades de relacionamento interpessoal;

Ter boas habilidades de comunicação, escritas e faladas;

Ser capaz de utilizar um computador e comunicação via Internet, para

atuar como facilitador do Fórum de Discussões de sua ocupação e trabalhar

em parceria com o Delegado Técnico;

Manter a comunicação com organização da competição.

6.7.3

Nomeação e credenciamento

A cada Competição, eleições separadas deverão ser realizadas para as nomeações

de Avaliador Líder e Avaliador Líder Adjunto para a próxima Competição. Isto deverá ser feito quando o trabalho da ocupação tiver sido concluído. Estas eleições devem ser concluídas até as 16 horas em C+1. Exceções a isto devem ser acordadas previamente com a Organização da Olimpíada do Conhecimento.

O Presidente do Júri, em nome do Comitê Técnico, é responsável por conduzir o

processo de eleição de acordo com as Regras da Competição. Consulte o Apêndice 3 para este procedimento.

Versão 1.3

Observação: estas eleições referem-se apenas à nomeação do Avaliador Líder e do Avaliador Líder Adjunto e seus reservas.

Após a eleição, o Avaliador Líder e do Avaliador Líder Adjunto devem ser:

i) recomendados pelo Presidente do Júri ii) apoiados pelo seu Departamento Regional, então iii) aprovados pela Organização da Olimpíada do Conhecimento.

Dentro de 12 meses a contar da data da eleição do Avaliador Líder e do Avaliador Líder Adjunto, a Organização da Olimpíada do Conhecimento deve informar o Delegado Técnico do Departamento Regional, a que pertence os eleitos. Isto assegurará a continuidade do desenvolvimento e da comunicação entre as Competições.

Nas 06 semanas que antecedem as reuniões do Comitê Técnico, realizadas 8 meses antes da Competição, a Organização da Olimpíada do Conhecimento buscará apoio dos Delegados Técnicos dos Departamentos Regionais, dos quais pertencem os Avaliadores Líderes e do Avaliadores Líderes Adjuntos.

Os Avaliadores Líderes e dos Avaliadores Líderes Adjuntos deverão ser nomeados com base nesse apoio dos Departamentos Regionais, e também da aprovação da Organização da Olimpíada do Conhecimento. A lista de todos os Avaliadores Líderes e dos Avaliadores Líderes Adjuntos aprovados, deverá ser publicada antes da reunião do Comitê Técnico 08 meses antes da Competição.

Para Ocupação que não tenham mantido um Avaliador por 2 Competições prévias, o Comitê Técnico deverá indicar o Avaliador Líder sob recomendação do Presidente do Júri. A decisão será exigida para ser homologada pela Organização da Olimpíada do Conhecimento.

6.7.4 Comunicação com o Comitê Técnico e com a Secretaria da Olimpíada do Conhecimento. Avaliador Líder pode se comunicar diretamente com a Organização da Olimpíada do Conhecimento a respeito dos assuntos relacionados à preparação e organização de sua ocupação. Eles podem ser solicitados a freqüentar as reuniões do Comitê Técnico e/ou do Presidente do Júri.

6.7.5 Apoio externo Não é permitido ao Avaliador Líder solicitar apoio de uma pessoa externa ou de um Ex-Avaliador Líder ou Avaliador para auxílio em qualquer aspecto da Competição.

6.7.6 Responsabilidades Avaliadores Líderes desempenham papel de gestores no planejamento, liderança, organização e gerenciamento do trabalho dos Avaliadores na preparação, execução e avaliação, assegurando o cumprimento de todas as regras pertinentes, procedimentos e critérios de avaliação.

Versão 1.3

Preparação do Plano de Gestão da Ocupação

O Avaliador Líder, com a assistência do Avaliador Líder Adjunto e do Presidente

do Júri, deverá preparar um Plano de Gestão da Ocupação que detalha as ações exigidas para conduzir a competição a partir de ‘antes da Competição’ até a ‘conclusão da Competição’. A todos os Avaliadores Lideres é exigido o uso do Plano de Gestão da Ocupação, online, disponível no site da Olimpíada do Conhecimento.

O Plano de Gestão da Ocupação será aprovado pela Organização da Olimpíada do

Conhecimento para aquela ocupação em particular.

Antes de participar da Competição

O Avaliador Líder deverá:

Agir como moderador do Fórum de Discussão (Consulte Subseção

6.6.9) ou nomear uma pessoa para cumprir esta função.

Supervisionar o desenvolvimento do Projeto Teste de acordo com as

exigências especificadas no Descritivo Técnico.

Como integrante da Equipe de Gerenciamento da ocupação, determinar

os Avaliadores com Responsabilidades Especiais na Semana de Preparação

da Competição e designar suas funções (consulte Subseção 6.6.6). Na Competição

O Avaliador Líder deverá:

Versão 1.3

sejam

realizadas.

Orientar os Avaliadores com relação aos seus trabalhos.

Preparar, com o auxílio de todos os Avaliadores, os detalhes finais do

Projeto Teste, a definição dos Aspectos de Subcritérios a serem avaliados e as

indicações a serem distribuídas para cada Aspecto de um Subcritério.

Assegurar que o Projeto Teste seja aprovado por todos os Avaliadores e que a cópia do Projeto Teste seja assinada por todos.

Supervisionar a revisão criteriosa do Projeto Teste e do processo de

entrega aos Competidores, juntamente com as instruções a respeito de todos

os detalhes relevantes e dos critérios de avaliação.

Checar, com a assistência de todos os Avaliadores e do Chefe de

Oficina, as instalações, o maquinário, as ferramentas, os materiais, os equipamentos e os instrumentos preparados pela Organização da Competição.

Organizar e atribuir equipe, assegurando uma combinação de Avaliador experiente e inexperiente.

Checar, com o auxílio do Júri, a confirmação da data de nascimento e do nome dos Competidores (consulte 6.1).

Segurança do Trabalho.

Designar

Competidores por meio de sorteio.

Assegurar que os Competidores tenham tempo suficiente para testar materiais, maquinários, equipamentos e instrumentos.

aos

das normas de Saúde Ocupacional e

Acolher

os

Avaliadores

e

assegurar

que

as

apresentações

Assegurar

o

cumprimento

de

postos

trabalho,

maquinário

e

equipamento

Realizar treinamentos de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho conforme especificado na subseção 5.2.

Fornecer instruções a respeito de exigências de integridade da

Competição aos Avaliadores e Competidores, com particular menção ao seguinte:

A permissão do Avaliador Líder será exigida antes que sejam trazidos ou retirados quaisquer itens ou materiais da área de competição.

Verificações de segurança serão realizadas a cada dia na entrada e saída dos Avaliadores e Competidores da área de competição.

Apoiar ações de sustentabilidade, na redução de fornecimento de material adicional.

Durante a Competição

O Avaliador Líder deverá:

Assegurar que seja realizada uma checagem diária dos armários de

ferramentas de todos os Competidores (consulte 6.6.2).

Assegurar que a Comunicação entre Competidores durante a Competição esteja em acordo com 6.2.4.

Assegurar que o tempo de trabalho dos Competidores seja registrado e informar aos Competidores sobre o tempo de trabalho restante.

Providenciar material de reposição quando necessário e registrar o fornecimento para a fase de avaliação.

Assegurar que os avaliadores tenham a oportunidade de verificação diária dos Formulários de Avaliação antes que ocorra a assinatura.

Assegurar o correto preenchimento dos formulários de avaliação.

Assegurar que os resultados da avaliação sejam mantidos em sigilo.

Fornecer à Secretaria os resultados da avaliação utilizando o formato

prescrito e, tendo assegurado que os dados corretos sejam inseridos no

Sistema de Avaliação da Competição.

Assegurar, com o auxílio do Avaliador Líder Adjunto e o Presidente do

Júri, que todos os Competidores, Avaliadores cumpram e mantenham a integridade da Competição.

Assegurar que todas as etapas necessárias sejam realizadas para garantir

que:

Um

Competidor

em

particular,

não

tenha

vantagem

sobre

outro

Competidor.

Influências externas não influenciem, indevidamente, nos trabalhos dos competidores.

Identificar fatores que possam comprometer a honestidade, a

imparcialidade e a transparência e elaborar uma lista de controle para

conferência contínua.

Após a Competição

O Avaliador Líder Adjunto deverá:

Validar a correta inserção de pontuações e indicações no Sistema de Avaliação da Competição (CIS) e aprová-los adequadamente.

Versão 1.3

Assegurar que o Descritivo Técnico tenha sido revisado e atualizado pelos Avaliadores (coordenado pelo Avaliador Líder Adjunto).

Submeter todas as propostas de Projetos de Teste aceita para a próxima Competição à Secretaria.

Submeter os documentos da Competição, contendo os formulários

completamente assinados, assim como os Formulários de Avaliação Objetivos e Subjetivos e os Formulários Resumo de Avaliação à Secretaria.

Submeter todos os Formulários de Avaliação Objetivos e Subjetivos

preenchidos à mão à Secretaria.

Antes da liberação dos Avaliadores, receber confirmação da Secretaria e

da Equipe CIS se todas as atividades foram encerradas (Consulte 12.4.9).

Assegurar que todas as informações exigidas sejam entregues à

Secretaria, juntamente com todos os formulários. Exceções devem ser

acordadas em tempo hábil com a Organização da Olimpíada do Conhecimento.

6.7.7

Violação das Regras da Competição e do Código de Ética Se um Avaliador Líder violar as regras ou o Código de Ética, estarão sujeito as penalidades descritas na Seção 15.

6.8

Avaliadores Líderes Adjuntos

6.8.1

Definição

 

É

um Avaliador com responsabilidade de apoiar o Avaliador Líder na preparação

e

execução da competição de determinada área de conhecimento. O Avaliador

Líder Adjunto deverá ser um membro da Comissão do Júri.

6.8.2

Qualificações, experiência, qualidades pessoais e critérios éticos.

 

O

Avaliador Líder deve:

 

Ter sido um Avaliador por pelo menos uma competição anterior;

Ser uma pessoa da mais alta integridade;

Ser altamente competente e experiente na área de atuação profissional;

Ter boas habilidades de gerenciamento e liderança;

Ter boas habilidades de relacionamento interpessoal;

Ter boas habilidades de comunicação, escritas e faladas;

Ser capaz de utilizar um computador e comunicação via Internet, e ser um facilitador do Fórum de Discussões de sua ocupação e trabalho em parceria com o Delegado Técnico;

Manter a comunicação com organização da competição.

6.8.3

Nomeação e credenciamento

A cada Competição, eleições separadas deverão ser realizadas para as nomeações

de Avaliador Líder e Avaliador Líder Adjunto para a próxima Competição. Isto

deverá ser feito quando o trabalho da ocupação tiver sido concluído. Estas

Versão 1.3

eleições devem ser concluídas até as 16 horas em C+1. Exceções a isto devem ser acordadas previamente com a Organização da Olimpíada do Conhecimento.

O Presidente do Júri, em nome do Comitê Técnico, é responsável por conduzir o

processo de eleição de acordo com as Regras da Competição. Consulte o Apêndice 3 para este procedimento.

Observação: estas eleições referem-se apenas à nomeação do Avaliador Líder e do Avaliador Líder Adjunto e seus reservas.

Após a eleição, o Avaliador Líder e do Avaliador Líder Adjunto devem ser:

i) recomendados pelo Presidente do Júri ii) apoiados pelo seu Departamento Regional, então iii) aprovados pela Organização da Olimpíada do Conhecimento.

O Presidente do Júri deve apresentar recomendações a respeito dos Avaliadores

Líderes e dos Avaliadores Líderes Adjuntos e todos os seus reservas à Organização da Olimpíada do Conhecimento. Ela será apresentada com os resultados da eleição.

Dentro de 2 meses a contar da data da eleição do Avaliador Líder e do Avaliador Líder Adjunto, a Organização da Olimpíada do Conhecimento deve informar o Delegado Técnico do Departamento Regional, a que pertence os eleitos. Isto assegurará a continuidade do desenvolvimento e da comunicação entre as Competições.

Nas 06 semanas que antecedem as reuniões do Comitê Técnico, realizadas 8 meses antes da Competição, a Organização da Olimpíada do Conhecimento buscará apoio dos Delegados Técnicos dos Departamentos Regionais, dos quais pertencem os Avaliadores Líderes e do Avaliadores Líderes Adjuntos.

Os Avaliadores Líderes e dos Avaliadores Líderes Adjuntos deverão ser nomeados com base nesse apoio dos Departamentos Regionais, e também da aprovação da Organização da Olimpíada do Conhecimento. A lista de todos os Avaliadores Líderes e dos Avaliadores Líderes Adjuntos aprovados, deverá ser publicada antes da reunião do Comitê Técnico 08 meses antes da Competição.

Para Ocupação que não tenham mantido um Avaliador por 1 Competição prévia, o Comitê Técnico deverá indicar o Avaliador Líder Adjunto sob recomendação do Presidente do Júri. A decisão será exigida para ser homologada pela Organização da Olimpíada do Conhecimento.

6.8.4

Responsabilidades Avaliadores Líderes Adjuntos têm suas funções atribuídas pelo Avaliador Líder e trabalham, juntamente com o Avaliador Líder e o Delegado Técnico, compondo a Organização da ocupação. Sua responsabilidade primária é a de fornecer apoio ao Avaliador Líder.

Versão 1.3

O Avaliador Líder Adjunto deverá assegurar que todas as alterações do Descritivo

Técnico sejam efetivadas, aprovadas e assinadas por pelo menos 80% dos avaliadores da ocupação. Após isso, a versão atualizada deverá ser enviada à Secretaria da Olimpíada do Conhecimento, em formato físico e digital.

6.8.5

Violação das Regras da Competição ou do Código de Ética Se um Avaliador Líder Adjunto violar as regras ou o Código de Ética, estarão sujeito as penalidades descritas na Subseção 1.2.

6.9

Júri

6.9.1

Definição

A

Comissão do Júri é composta pelo Delegado Técnico mais o Avaliador Líder e

o Avaliador Líder Adjunto, responsáveis pela realização da ocupação.

6.9.2

Responsabilidades

O Júri é responsável pela preparação adequada e manter a ordem na ocupação,

zelando pelo cumprimento das Regras da Competição e pelas implementações das

decisões aprovadas em reuniões pelo Comitê Técnico e a Comissão do Júri.

Isto inclui:

Cumprir

delineados em 6.5.4 6.12.4 como Júri.

Assegurar que o tempo de trabalho seja aprovado antes do início da

Competição, de acordo com o parágrafo 11.2.1 das Regras da Competição.

Conforme ordenado pelo Avaliador Líder, Checar antes do início da

Competição, as instalações, maquinário, ferramentas, materiais e instrumentos preparados pela Organizadora da Competição.

Finalizar Projeto Teste e Formulários de Avaliações, com detalhamento

dos Critérios, Subcritérios e Aspectos a serem avaliados.

Assegurar que os materiais utilizados sejam somente os fornecidos pela

Organizadora da Competição, salvo disposição em contrário especificada no Descritivo Técnico.

Providenciar material de reposição quando necessário e registrar o fornecimento para a fase de avaliação.

A fim de evitar divergências nas dimensões, assegurar que os

instrumentos de medição sejam comparados com os instrumentos da bancada

do Júri.

Informar aos Competidores em detalhes quais instrumentos e/ou

materiais auxiliares serão ou não utilizados, tais como: modelos, desenhos,

estampas, padrões, aferidores, etc.

detalhadas

violações de regras.

Realizar checagem diária dos armários de ferramentas.

Estabelecer o horário mínimo a cada dia para que os Competidores

possam entrar ou deixar seus locais de trabalho e em quais condições isso pode ser realizado.

Providenciar

das

Avaliadores

as

funções,

responsabilidades

e

deveres

dos

informações

sobre

as

consequências

Versão 1.3

Determinar

como

e

quando

o

maquinário

pode

6.9.3 Decisão majoritária dos Avaliadores

ser

testado.

Se um Júri é incapaz de tomar uma decisão unânime dentro de um prazo razoável,

o Avaliador Líder deverá colocar o assunto em votação. Uma maioria simples

(50% dos Avaliadores presentes mais um) será necessária como decisão final.

Avaliadores ausentes deverão ser informados da decisão, porém serão incapazes

de modificar a decisão.

A exceção a esta regra majoritária está nas mudanças do Descritivo Técnico,

quando será necessária a aprovação de 80% do Júri de Avaliadores.

6.10 Delegado Técnico

6.10.1 Definição

Cada Departamento Regional nomeia um Delegado Técnico como seu representante no Comitê Técnico.

6.10.2 Fornecimento de informação

Delegados Técnicos são responsáveis por assegurar que seus Competidores e Avaliadores sejam municiados com informações em tempo suficiente antes que a Competição tenha seu início.

6.10.3 Fornecimento de informações aos Competidores

Delegados Técnicos são responsáveis por assegurar que todos os seus Competidores possuam o Descritivo Técnico, o Regulamento da Competição, as normas de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho, além de toda a documentação oficial da Competição. O Delegado Técnico é responsável por assegurar que todos os Competidores estejam inscritos no site da Olimpíada do Conhecimento, para que eles possam acessar toda a documentação e os recursos. www.senai.br/olimpiada

6.10.4 Fornecimento de informações aos Avaliadores

Delegados Técnicos são responsáveis por informar a seus Avaliadores Líderes, Avaliadores Líderes Adjuntos e Avaliadores, de suas responsabilidades detalhadas

e assegurar que eles tenham o Descritivo Técnico, as Regras da Competição, os

regulamentos de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho, além de toda a documentação oficial da Competição. O Delegado Técnico é responsável por assegurar que todos os Avaliadores estejam inscritos no sítiosite da Olimpíada do Conhecimento, para que eles possam acessar toda a documentação e os recursos.

Versão 1.3

6.10.5

Violação das Regras da Competição ou do Código de Ética

Se um Delegado Técnico explicitamente violar as regras ou o Código de Ética, estará sujeito aos procedimentos para Resolução de Conflitos descritos na Seção

15.

6.11 Delegado Técnico Assistente

6.11.1 Definição

Os Departamentos Regionais podem indicar um Delegado Técnico Assistente para apoiar o Delegado Técnico no caso de sobrecarga de trabalho decorrente de quando o Delegado Técnico atuar como Presidente de Júri desde que a delegação tenha mais de 20 competidores.

6.11.2 Direitos, deveres e responsabilidades

O Delegado Técnico Assistente:

Chega ao local com os Delegados Técnicos e os Avaliadores

Pode participar das reuniões do Comitê Técnico e das reuniões do Presidente do Júri durante a Competição

Departamento Regional.

Não podem atuar como um Presidente de Júri (mas podem observar seu Delegado Técnico em sua função como Presidente do Júri).

ocupação onde tenha um Avaliador do seu

podem

entrar

na

Podem visitar as acomodações dos Competidores.

Podem Acessar todos os Fóruns de Discussões (acesso somente de

leitura) todos os comentários devem ser feitos pelo Delegado Técnico.

6.11.3 Qualificações e experiência

Um Delegado Técnico Assistente deve, preferencialmente, ter experiência prévia na Olimpíada do Conhecimento como um Avaliador ou Competidor.

6.12 Presidente do Júri

6.12.1 Definição

É um Delegado Técnico que exerce a função de Presidente do Júri de uma

ocupação.

6.12.2 Qualificação

O Presidente do Júri deve possuir boa capacidade de liderança, comunicação e ser

capaz de conduzir a resolução de conflitos na ocupação.

O Presidente do Júri deve estar familiarizado com todos os detalhes do Regulamento da Competição, com o Descritivo Técnico e com o sistema de avaliação da ocupação, assim como com toda a documentação oficial da Competição.

Versão 1.3

6.12.3

Nomeação

O Presidente do Júri é um Delegado Técnico nomeado pela Organização da Olimpíada do Conhecimento. Um Delegado Técnico pode ser presidente em mais de um Júri em uma Competição. Para ser nomeado como Presidente do Júri, o Delegado Técnico deve ter participado das reuniões na Semana de Preparação da Competição.

6.12.4 Responsabilidades

O Presidente do Júri deve se reportar à Organização da Olimpíada do Conhecimento, deve delegar responsabilidades técnicas e funções relacionadas à ocupação ao Avaliador Líder.

O Presidente do Júri deverá presidir as reuniões de seu Júri como

integrante neutro. As instruções do Presidente do Júri devem ser respeitadas.

O Presidente do Júri deve ser responsável por implementar decisões

tomadas pela Organização da Olimpíada do Conhecimento ou decorrentes da

reunião do Presidente do Júri.

Em conjunto com a Comissão do Júri, o Presidente do Júri assegura que

o Avaliador Líder, o Avaliador Líder Adjunto, Avaliadores e o Chefe de

Oficina executem suas funções como especificado.

Durante a Competição, os Presidentes de Júri deverão se reunir

diariamente sob orientação da Organização da Olimpíada do Conhecimento. Os Presidentes de Júri participam nestas reuniões dentro de suas capacidades

como presidentes de Júris, não como Delegados Técnicos. Eles apresentam propostas ou solicitações feitas por seus Júris.

Qualquer eventualidade que não possa ser resolvida pelo Júri deverá ser

levantada pelo Presidente do Júri na próxima reunião de Presidentes de Júri.

Se necessário, o Presidente do Júri pode ser acompanhado em suas reuniões pelo Avaliador Líder.

Presidentes de Júri e Avaliadores Líderes são exigidos para monitorar a qualidade do trabalho de seus Avaliadores e recomendar à Organização da Olimpíada do Conhecimento, que os integrantes da Comissão do Júri considerados inadequados não sejam nomeados para a Competição seguinte.

6.12.5 Antes de participar da Competição

Antes de participar da Competição, o Presidente do Júri deve:

Completar o Teste para Presidente de Júri online

Estar familiarizado com o Descritivo Técnico para a ocupação na qual será Presidente de Júri.

6.12.6 Violação das Regras da Competição ou do Código de Ética

Se um Presidente de Júri explicitamente violar as regras, estará sujeito aos procedimentos de Resolução de Conflitos descritos na Seção 15.

Versão 1.3

6.13

Chefe de Oficina

6.13.1 Definição

O Chefe de Oficina é uma pessoa com qualificações e experiência em sua área de

conhecimento e que auxilia os Avaliadores. O Chefe de Oficina é responsável pelas instalações da oficina, preparação dos materiais, segurança da oficina, Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho, arrumação e asseio da área.

6.13.2 Nomeação

O Departamento Regional Anfitrião da Competição poderá indicar um Chefe de

Oficina para cada ocupação.

6.13.3 Subordinação

Os Chefes de Oficina subordinam-se à Organização da Olimpíada do Conhecimento. Por questões técnicas, os Chefes de Oficina também serão subordinados aos Avaliadores Líderes.

6.13.4 Disposições especiais

Os Chefes de Oficina deverão ser informados pela Organização da Olimpíada do Conhecimento a respeito de quaisquer disposições especiais e/ou circunstâncias relacionadas à condução da ocupação.

6.13.5 Presença

O Chefe de Oficina deve estar presente na área de oficina a partir do período em

que os Avaliadores iniciarem sua preparação para a Competição, ao longo de toda

a Competição, até que todas as avaliações e outras incumbências dos Avaliadores tenham sido finalizadas.

6.13.6 Neutralidade

A conduta dos Chefes de Oficina em relação aos Competidores deve ser neutra.

Eles não podem participar nas discussões de seleção do Projeto Teste e avaliação

e, sempre que possível, devem estar ausentes quando o módulo exigir a colocação

de falhas/defeitos como parte integrante do Projeto Teste. Todavia, se necessário,

o Júri pode consultar o Chefe de Oficina.

6.13.7 Responsabilidades

Chefes de Oficina devem se assegurar que haja área/espaço suficiente

disponível para o maquinário e postos de trabalho.

Os postos de trabalho, conforme especificado no Descritivo Técnico deve

ser apropriadamente iluminado por luz natural ou artificial sob os padrões industriais exigidos e serem adequadas ao tipo particular de trabalho a ser desenvolvido.

Chefes de Oficina são responsáveis por

Observar as normas de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho na área da ocupação.

Versão 1.3

Suprimento de todas as instalações da ocupação, maquinário,

ferramentas, instalações elétricas e hidráulicas, e todos os itens especiais

listados no Descritivo Técnico e no Documento de Infraestrutura.

Manutenção da ordem e arrumação da ocupação.

Desenvolvimento e publicação de instruções a respeito de normas de segurança e suas aplicações.