O Voo da Fênix

O renovar-se é fundamental. Trago aqui a figura mitológica e conhecida do
pássaro da mitologia grega Fênix para retratar essa importância e para transformar em
simbologia o ato de renascimento e transformação que o envolve. Trago também a
simbologia do voo, que em sua essência transpira liberdade, movimento e audácia.
Essas características são necessárias ao decorrer de nossas vidas, tanto em particular
quanto em sociedade.
Não é difícil perceber que as palavras mais citadas atualmente são:
Mudança, renovação e transformação; mas, sinceramente, sinto que nem sempre elas
estão ligadas à audácia e ao movimento, como necessitam estar. Enquanto a
“liberdade”, ela nos dá a chance de escolhermos o caminho e o destino que expresse da
melhor forma a nossa verdade. Contudo, devemos saber que liberdade não significa
verdade, porém, a verdade possui uma forte e estreita ligação com a liberdade. Essa nos
mostra o(s) caminho(s), enquanto a verdade, o destino. Precisamos aprender a usá-las
melhor.
Toda transformação requer audácia. Essas atitudes devem estar ligadas,
assim como estão ligadas as palavras do título desse artigo. A renovação precisa do voo
assim como o voo precisa do impulso que a renovação traz consigo. O que quero dizer
até aqui é que temos de ter consciência dos objetivos a serem alcançados antes de
provocarmos mudanças, de alçar voo. Mudar pra quê? E por quê? Voar pra onde? E por
onde? Nós precisamos mudar e ser a mudança, renovar e nos renovarmos, e isso têm de
ser uma constante em nossas vidas, mas acima de tudo precisamos ter consciência do
caminho e do destino que essa constante nos levará.

.

.O silêncio dos son(ho)s da menina Aurora A menina Aurora sempre foi divertida.. deixou também de cantar. Só quem a conhece bem reconhece que tem algo errado. . barulhenta. Gostava de tocar quando recebia visitas... Mas de uns tempos pra cá estranhamente tem se deixado levar pelo silêncio e por uma tristeza que dá dó menor. dançante e sonhadora. mas nem isso faz mais! É preocupante a situação dela... De uma hora pra outra deixou de sambar. de dançar conforme a dança. Sua alegria dava gosto de ver.

os grevistas interceptaram o ônibus que conduzia os jogadores. Queremos sim. como disse certa vez.Nunca uma Copa do Mundo foi tão rejeitada como essa. a maioria é mal informada e estará lá. fixam no veículo. Quem diria. que com certeza. que a Copa do Mundo acabou sendo também alvo de protesto. do Funcionalismo Público. Para os esclarecidos. Muito se esperou por isso. A sua realização se juntou a outras datas que motivam movimentos em defesa de melhorias. poderá sim. Mas. Que tal? . desenvolvimento e progresso para um País cansado de tantos desmandos administrativos. logo no País do futebol. mas creio que chegamos a tal ponto que não vale a pena comemorar nada nesse Brasil. mas desgastaram tanto a imagem desse País. terá algo muito mais importante a fazer. uma copa do mundo não é bem-vinda. que antes. Muitos ficarão também diante da TV. poderíamos chamá-lo de nosso. ecoa por todo o País. Não sou contra a Copa. conduzida pelos ávidos do poder futebolístico. desta vez. ser transformada num fiasco. esse País. a presidenta Dilma. não queremos Copa. pois. há espaço para comemoração e sim. adesivos de protestos. Já que não há como boicotar esse evento da vergonha. Não. nem mesmo um possível êxito da Canarinha no Certame. pelo menos uma sugestão: Vocês que são esclarecidos e tem capacidade de se indignar com tudo isso. vem caindo no descrédito. por mudanças. amedrontados com tanta vaia e ainda por cima. desliguem a TV durante os jogos. Por falar em professor. aos poucos. que mais tarde. Foi o maior fuzuê. numa por falta de público. festejar esse tipo de coisa seria uma tremenda hipocrisia. conseguiram seguir adiante. batendo palmas e fazendo coro às vozes dos alienados. como o Dia do Trabalhador. Não. torcendo por uma seleção milionária e surreal. do Professor e tantos outros. Um desses protestos coincidiu com a chegada da “seleção” à Teresópolis no Rio de Janeiro. diversas manifestações por conta dos baixos salários pagos aos profissionais do ensino. especialmente da população. Aquilo que poderia ser a Copa das copas.