Você está na página 1de 21

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA UNIVERSIDADE DE COIMBRA

TOPOGRAFIA

Licenciatura em Eng. Civil

2004/2005

1. Efectuar as seguintes conversões:

EXERCÍCIOS TEÓRICO-PRÁTICOS

a) Converter o ângulo do sistema centesimal 125 g ,3475 para o sistema sexagesimal.

b) Converter o ângulo dado no sistema sexagesimal 265 o 15´ 32´´ para o sistema

centesimal.

2. Num círculo de raio 276,260 m determine qual o comprimento dos arcos correspondentes aos

seguintes ângulos ao centro:

146 o 25´ 40´´

146 g 25` 40``

3. Calcule a altura de um poste vertical, sabendo que a sua sombra projectada num terreno horizontal

mede 2,94 m, quando a inclinação dos raios solares é de 40 g ,35.

4. No triângulo [ABC] conhecem-se:

Calcular os restantes lados.

ˆ

A

ˆ

B

,8315

= 53 ,0407

= 35

g

g

AB

=

c

= 275,154

m

5. Resolva o triângulo [ABC] de que se conhecem:

BC = 31,77 ˆ g B = 41 ,70 AB = 18,95
BC
= 31,77
ˆ
g
B = 41 ,70
AB
= 18,95

m

m

6. Os lados de um triângulo medem 1046,20 m, 1797,54 m e 1318,45 m.

a) Calcular os ângulos do triângulo ao segundo.

b) Calcular a área do referido triângulo.

7.

No triângulo [ABC] conhecem-se os elementos:

CA
CA

BC

= 27,20

= 56,12

ˆ

B = 32

g ,16

m

m

Determine os valores possíveis para a medida do lado AB .

8. No triângulo [ABC] sabe-se que a = 543,90 m; b = 597,60 m e c = 625,90 m.

a) Determinar a projecção de b sobre a.

b) Determinar a área do triângulo.

9. Determine a distância de um ponto E ao alinhamento definido pelos pontos A e B, sabendo que:

AB
AB

= 200,41

m

= 111,30

m

AE

ˆ

B

g

= 30 ,443

Ter em atenção que AB é o maior lado do triângulo [ABE].

10. Para a execução de um determinado projecto mediu-se o comprimento do segmento AC tendo-se

obtido 1210,46 m. Foram depois estacionados dois teodolitos nos pontos B e D do terreno,

situados em lados opostos de AC , tendo-se observado os seguintes ângulos:

ˆ

DBA = 49

,6478

CBD = 75 ,2577

g

g

ˆ

ˆ

ADB = 70 ,3605

,9414

BDC = 32

g

g

ˆ

Calcular o comprimento BD , sabendo que os quatro pontos definem o quadrilátero [ABCD].

11. Sabendo que:

determine:

a) o rumo (BA).

b) o rumo (AC).

c) o rumo (CA).

d) o rumo (BC).

rumo

(

AB

)

=

g

346 ,421

ˆ

g

BAC = 42 ,421

AB

=

40,00

m

e

AC

=

35,00

m

12.

Determine as coordenadas do ponto B, sabendo que:

13. Sabendo que:

determine (CD) e CD .

(

AB

)

=

g

247 ,625

AB

M

= 2041,26

m

=

A

M

M

C

D

12604,13

= −

=

mP

A

241653

,

m

324327

,

m

P

C

P

D

=−

9063,75

=

=

4082 27

,

162514

,

m

m

m

14. Calcule as distâncias AB e AC , sabendo que:

BC

BA

()

()

()

AC

CB

= 468 36

,

= 379

= 139

= 257

g

g

g

m

01

20

46

,

,

,

15. No triângulo equilátero [ABC] sabem-se as coordenadas de A:

e ainda:

M

A

= 572,85

()AB = 257

= 257

()AB

g

g

m

,25 25

,

P

A

= −1085,27

AB

AB = 7250,

= 7250

,

m

m

m

Sabendo que (AC) é um rumo do 4º quadrante, determine as coordenadas de B e C.

16. Sabendo que:

M

M

CDA =

C

D

=

=

3804 72

,

460716

,

32

g

125

m

m

P

C

P

D

AC

= −

4696 , 08 = −

=

3942 , 54

574 08

,,

m

m

m

e que [CD] é o maior lado do triângulo [ADC], determine as coordenadas de A.

17. No terreno encontram-se definidos os seguintes pontos: E 1 , A, E 2 e B. Sabendo que:

determine (E 2 B).

()

()

E

E

E

E

AB AB

E

E

1 1

A

A

1 1

2

2

BA BA

= 64

= 64

g

g

=

=

=

=

256

256

76

76

g

g

, ,

27

27

g

g

, ,

82

82

, ,

44

44

18.

Calcular (BC), sabendo que:

' '

()

() = 200 ,00

00

AA

AA

= 200

,

g

g

' '

A AB

A

AB ===17 93 BAC 99 18 ACB 55 ,59

===17 93 99 18 55 ,59

ggg

ggg

BAC

ACB

, ,

, ,

19. No triângulo [ABC] são conhecidos os seguintes elementos:

Vértices

M

(m)

P

(m)

A

8420,50

-6538,70

C

7648,30

-7642,10

()AB = 130

()AB

Calcular as coordenadas do ponto B.

420

= 130 ,420

g

g

= 100

()CB = 100 ,000

()CB

g

g

,

000

,

20. As coordenadas de dois pontos B e C relativamente a um referencial com origem no ponto A são

Vértices

M

(m)

P

(m)

B

449,95

536,23

C

1336,28

692,34

Calcular o raio da curva circular passando pelos três pontos.

21. Estacionou-se um teodolito num ponto E do terreno e fizeram-se as seguintes observações:

Vértices Visados

 

A

 

B

 

C

 

D

 

F

Leituras Azimutais

85

g ,246

54

g ,136

150

g ,001

320

g ,970

220

g, 750

a) Determine os ângulos AEB FED BEF

b) Sabendo que (CE) = 124 g ,683, determine os rumos (EF) e (AE).

,

e

DEB

.

,

22. Resolva o triângulo [ABC] sabendo que BCBC == 31773177,, mm,, ABAB == 18951895,, mm e que no vértice B se fizeram as seguintes observações:

Estação

Vértices Visados

Leituras Azimutais

B

A

163

g ,12

C

121

g ,42

23. No campo foi efectuado o seguinte registo de observações:

   

Vértices Visados

 
 

E

1

E

2

E

3

Estações

E

1

 

---

113

g ,950

175

g ,177

E

2

66

g ,505

---

13

g ,004

Sabendo que EE

1 1

2

= 53961,

EE 2 = 53961,

m

m

, determine EE

23

e

EE

31

.

24.

A e B são dois pontos inacessíveis do terreno, cuja distância se pretende determinar. Para isso mediu-se um troço PQPQ == 1083210832,, mm e efectuou-se o seguinte registo de observações:

 

Vértices Visados (leituras azimutais)

 

Estações

A

B

P

Q

 

P g ,17

94

157

g ,35

---

198

g ,21

 

Q g ,91

18

86

g ,95

398

g ,48

---

Efectue o cálculo da referida distância, sabendo que os quatro pontos definem o quadrilátero [ABQP].

25. Com um teodolito estacionado em E fizeram-se as seguintes observações:

Estação

Pontos Visados

Leituras azimutais

 
   

A

148

g ,64

 
 

E

 

B

226

g ,25

 
   

C

364

g ,83

 

P

A

=

5346,20

m

AE =

640,30

m

EB =

860,62

m

São ainda conhecidos:

M =−

A

2850,60

m

a) Determine as coordenadas do ponto B.

b) Sabendo que (BC) = 60 g ,70, determine CE .

(

CE

)

g

= 240 ,23

26. No campo fizeram-se as seguintes observações azimutais:

   

Vértices Visados

 

Estação

A

B

 

C

D

E

207

g ,96

329

g ,75

96

g ,47

151

g ,71

Sabendo que (EC) = 284 g ,24, determine:

a) R 0 E .

b) (EA), (EB) e (ED).

27. Sabe-se que (BC) = 154 g ,26 e que

3 EC = 2
3
EC =
2

EB . Sabendo que, com observações feitas no campo,

se obtiveram as seguintes leituras azimutais:

   

Vértices Visados

 

Estação

A

B

 

C

D

E

282

g ,18

346

g ,54

90

g ,32

154

g ,25

calcule R 0 E , (EA) e (ED).

28. Para orientar aproximadamente um levantamento de pormenor, num dos pontos estacionados

muniu-se o teodolito de uma declinatória e efectuou-se a seguinte leitura para o norte magnético:

g

204 ,235 . Admitindo que o norte magnético faz um ângulo de 7 o W com o norte cartográfico,

determine o R 0 E .

29. Duma estação E visaram-se os pontos A, B, C e D, obtendo-se o seguinte registo de observações

azimutais:

   

Pontos visados

 
 

Estação

A

B

C

D

E

32,287

64,969

302,283

11,462

Sabendo que as coordenadas de E e A são:

 
 

E

 

A

 

M

500,00m

204,62m

 

P

500,00m

922,70m

Determinar:

a) (EB), (EC) e (ED) a partir de

R

0

E

.

b) A leitura azimutal a efectuar para definir a pontaria para o ponto X tal que (

EX

)

=

g

240, 287

.

30. A e B são dois pontos do terreno referenciados por estacas. Com dois teodolitos estacionados

nesses pontos, pretende implantar-se, por intersecção de visadas, um ponto C.

Sabendo que o teodolito estacionado em B visa A com uma leitura de 100 g ,000, que

R

0

A

g

= 232 ,452

e que as coordenadas de A, B e C são:

M

P

A -6480,20 m

8494,30 m

B -6836,80 m

8842,50 m

C -6524,40 m

8366,70 m

determine as leituras azimutais a fazer nos dois teodolitos.

31. A parte da frente de um terreno rectangular, virada a Norte, que se destina a ser dividido em 5

lotes quadrados iguais, é definida por duas estacas A e B que têm as seguintes coordenadas locais:

M

M

A

B

=

=

100,00

241,00

mP

A

mP

B

=

=

188,21

100,00

m

m

a) Determinar as coordenadas de duas estacas C e D, que definem o alinhamento

posterior dos referidos lotes, alinhamento que é paralelo a AB .

b) Um teodolito estacionado no ponto médio de AB , visando B a zeros, que leituras

azimutais indicará quando visar A, C e D?

32. Por intersecção de visadas, vai colocar-se uma estaca no ponto médio do alinhamento BC , sendo

C um ponto inacessível. No campo estacionaram-se dois teodolitos em A e B e fez-se o seguinte

registo:

Determine

= −

a

100,00

P

A

B

Estações

 

Vértices Visados

 

Leituras azimutais

 

A

   

B

300

g ,000

   

C

8

g ,542

 

B

   

C

46

g ,325

   

A

100

g ,000

a

fazer

em

cada

um

dos

teodolitos,

sabendo

= −

300,00

m

e

P

B

= −

100,00

m .

leitura

m ;

M

que:

M

A

=

100,00

m ;

33. Para a demarcação das extremidades C e D e das marcas de grande penalidade X e Y de um campo

de futebol, estacionaram-se dois teodolitos em A e em B. Indique quais as leituras azimutais a

fazer em cada um dos instrumentos, admitindo que se visam mutuamente a zeros, para se

definirem por intersecção de visadas os citados pontos.

111 11,00 100100 100,00
111
11,00
100100 100,00

70,00

34. A e C são dois pontos do terreno. Com um teodolito estacionado em A visando C com 100 g ,00 e

outro estacionado em C visando A com 0 g ,00, pretende definir-se, por intersecção de visadas, dois

outros pontos B e D, situados para lados opostos em relação ao alinhamento AC . Sabendo que:

ˆ

AC =

50,00

m ; AD =

20,00

m ; AB ==BC ; ADC

g

100 ,00

e

que

a

distância

de

B

a

[AC] é

16,50 m , determine quais as leituras azimutais a efectuar nos dois teodolitos quando visam B e D.

35. Monte,

Castro

e

Rosa

são

três

vértices

de

uma

triangulação

topográfica

independente.

Observações de campo conduziram ao seguinte registo de leituras azimutais.

 

Vértices Visados (leituras azimutais)

 

Estações

Rosa

Castro

 

Monte

Rosa

 

---

368

g ,725

72

g ,471

Castro

223

g ,254

 

---

174

g ,026

Monte

352

g ,950

0

g ,000

   

---

Sabendo que:

   

M

 

P

 
 

Castro

608,47 m

 

1596,53 m

Monte

1000,00 m

1000,00 m

Determine (Monte, X ) , sendo X o ponto médio do lado Castro-Rosa.

36. Determine as coordenadas de B, atendendo ao seguinte registo:

 

Vértices Visados (leituras azimutais)

 

Estações

 

R

 

B

 

V

R

---

230

g ,078

311

g ,567

B

93

g ,687

 

---

24

g ,132

V

398

g ,173

47

g ,113

 

---

e sabendo que:

   

M

 

P

 
 

R

-24328,72 m

 

56490,29 m

V

-23643,18 m

 

56112,30 m

37. Para se determinarem as coordenadas do vértice MATO fez-se o seguinte registo:

 

Vértices Visados (leituras azimutais)

Estações

S. SIMÃO

EIRAS

MATO

S. SIMÃO

 

---

49

g ,3836

0

g ,0074

EIRAS

117

g ,4172

 

---

200

g ,0493

MATO

50

g ,0662

382

g ,0725

 

---

Calcule as coordenadas planimétricas do referido vértice, sabendo que:

 

M

P

EIRAS

-24426,86 m

64292,51 m

S. SIMÃO

-26637,92 m

63403,26 m

38. C e D são dois pontos do terreno que distam entre si 200,00 m. Observações de campo conduziram ao seguinte registo:

 

Estações

V. Visados

 

L. azimutais

   

B

 

352

g ,950

A

 

C

 

0

g ,000

   

C

 

174

g ,026

B

 

A

 

223

g ,254

   

A

 

368

g ,725

C

 

B

 

72

g ,471

 

D

 

120

g ,932

Sabendo que:

 

M

 

P

 

A

1596,53 m

1000,00 m

B

608,47 m

1000,00 m

determinar as coordenadas de C e D.

39. A costa de uma baía é limitada por dois promontórios, onde se localizam dois sinais luminosos nos pontos S 1 e S 2 , de coordenadas:

 

M

P

S

1

-10605,30 m

20785,40 m

S

2

-9546,80 m

20408,80 m

Para construir um novo sinal luminoso num ponto S 3 da costa da referida baía, que facilite a entrada das embarcações, fizeram-se as seguintes observações:

 

Vértices Visados (l. azimutais)

Estações

S

1

 

S

2

 

S

3

S

1

---

125

g ,231

190

g ,572

S

2

59

g ,626

 

---

384

g ,308

S

3

205

g ,762

265

g ,124

 

---

a) Determine as coordenadas planimétricas ajustadas do ponto S 3 .

e

sobre o alinhamento definido pelos pontos S 1 e S 2 , é o ponto mais favorável para a entrada das embarcações na baía, determine (ES 3 ).

c) Determine as coordenadas planimétricas de um ponto O (de orientação), situado sobre o alinhamento definido pelos pontos S 3 e E, a uma distância de E de 5000,00 m no

b) Sabendo que o ponto E, situado a uma distância de S 1 igual a 1/3 da distância

S S

1

2

sentido de

S

3

E .

40. Pretende determinar-se as coordenadas dum ponto X do terreno. Para isso, utilizando os vértices de uma triangulação local, fizeram-se as seguintes observações:

Sabendo que:

Estações

Vértices Visados

Leituras azimutais

Moinho

 

Pico

 

g

47 ,904

 

X

 

373

g

,648

Pico

 

X

 

254

g

,317

 

Moinho

 

203

g

,873

 

M

 

P

Moinho

12604,20m

2

4783,30m

Pico

11547,80m

24406,60m

efectue a referida determinação.

41. Pretende colocar-se uma estaca no ponto médio do alinhamento BC , sendo C um ponto inacessível. Estacionaram-se dois teodolitos em A e B , efectuando-se o seguinte registo de observações:

Estações

Vértices Visados

Leituras azimutais

A

 

B

 

300

g

,000

 

C

 

g

8 ,542

B

 

C

 

46

g

,325

 

A

 

100

g

,000

 

M

 

P

 

A 100,00m

100,00m

 

B 300,00m

100,00m

Determine a leitura a fazer em cada um dos teodolitos, sabendo que:

42. Atendendo ao seguinte registo de observações:

e sabendo que:

Estações

Vértices Visados

Leituras azimutais

A

 

Moinho

 

104

g

,626

 

Pico

 

29

g

,308

Moinho

 

Pico

 

47

g

,904

 

A

 

373

g

,648

 

M

 

P

Moinho

12604,20 m

2

4783,30 m

Pico

11547,80 m

24406,60 m

determine as coordenadas de A.

43. Atendendo às seguintes observações azimutais:

Estações

 

Vértices visados

 

Vala

Rocha

Cova

Barco

Cova

g

230 ,608

   

g

312 ,906

Vala

 

g

140 ,874

g

8 ,112

 

e às coordenadas planimétricas:

 

Cova

Barco

Rocha

M

27504,16 m

25808,74 m

28209,04 m

P

66722,08 m

64918,52 m

68404,92 m

determine as coordenas planimétricas de Vala.

44. Entre os pontos A e B de uma triangulação estabeleceu-se uma poligonal expedita. Conhecem-se as

coordenadas:

 

M

P

A

-18662,13 m

64132,46 m

A’

-18268,28 m

63752,15 m

B

-18906,72 m

63986,75 m

B’

-18803,67 m

63494,98 m

Determine as coordenadas planimétricas ajustadas dos vértices 1, 2 e 3, sabendo que observações de

campo conduziram ao seguinte registo:

Vértices

P. Visados

L. azimutais

Distâncias

 

A’

247

g ,73

 

A

1

349

g ,88

90,24 m

 

A

146

g ,25

90,18 m

1

2

16

g ,60

52,40 m

 

1

369

g ,72

52,46 m

2

3

100

g ,12

64,84 m

 

2

15

g ,94

64,80 m

3

B

226

g ,62

100,08 m

 

3

386

g ,35

99,96 m

B

B’

110

g ,79

45. E e S são os pontos de encontro com o terreno de uma conduta aérea a construir numa dada região.

Uma poligonal de precisão apoiada nos vértices A e B conduziu ao seguinte registo de observações:

Estações

V. Visados

L. azimutais

Distâncias

 

B

236

g ,3280

 

A

E

176

g ,8618

153,30 m

 

A

314

g ,1802

153,34 m

E

S

181

g ,3486

147,64 m

 

E

112

g ,9323

147,66 m

S

B

397

g ,2090

106,39 m

 

S

149

g ,2736

106,45 m

B

A

57

g ,2969

Atendendo a que:

M

P

A 7282,08 m

-3642,32 m

B 7188,68 m

-3875,39 m

Determinar as coordenadas ajustadas de E e de S.

46. Para o levantamento de um terreno estabeleceu-se a seguinte poligonal de média precisão:

Estações

V.

Visados

Leituras Azimutais

Distâncias

   

B

338

g ,7782

 

A

1

120

g ,1915

98,58 m

4

188

g ,4578

108,90 m

   

A

257

g ,2511

98,62 m

1 2

11

g ,3964

81,04 m

   

1

150

g ,9257

81,06 m

2 3

109

g ,3350

92,60 m

   

2

167

g ,6393

92,56 m

3 4

18

g ,2596

106,79 m

   

3

25

g ,1979

106,81 m

4 A

330

g ,3162

108,92 m

Determinar

as

M

=−

A

10240,18

coordenadas

mP ; =

planimétricas

M

6408,93

A

m e que

B

ajustadas

= −

9816,46

dos

vértices

1,

2,

mP =

;

B

5792,07

m .

3

e

4,

sabendo

que

47. Na observação de uma poligonal de média precisão obteve-se o seguinte registo de campo:

Estações

V. Visados

L. azimutais

Distância

A

1

A

5

168

g ,823

 
 

A

2

36

g ,289

117,18 m

A

2

A

1

124

g ,181

 
 

A

3

56

g ,376

150,04 m

A

3

A

2

279

g ,582

 
 

A

4

194

g ,033

109,26 m

A

4

A

3

226

g ,787

 
 

A

5

119

g ,382

34,32 m

A

5

A

4

22

g ,584

 
 

A

1

215

g ,900

34,88 m

Sabendo que na estação A 1 o instrumento apontou a zeros para o Norte Cartográfico, e que

m ,determine as coordenadas planimétricas ajustadas dos vértices A 2 , A 3 ,

M

A

1

=

600,00

m

e

P

A

1

= 600,00

A 4 e A 5 .

48. Para se determinar a altura de uma igreja estacionou-se um teodolito a 46, 28m de uma empena

vertical e fizeram-se observações zenitais ao topo e à base dessa empena

Ponto visado

Leituras zenitais

Empena

Base

102,40

Topo

85,23

Efectue a referida determinação.

49. Num ponto A do terreno estacionou-se um teodolito à altura de i = 1,42 m e fizeram-se as

seguintes observações zenitais para uma vara vertical, colocada em B, com 3,00 m de altura:

Estação

V. visados

Leituras zenitais

A

B

Topo

96

g ,85

Base

104

g ,62

Determine a diferença de nível entre A e B.

50. Para se determinarem as cotas dos pontos B e C, fizeram-se as seguintes observações:

Estação

P. Visados

L. zenitais

Distâncias

 

A

102

g ,43

122,42 m

E

B

96

g ,64

104,71 m

C

100

g ,58

94,29 m

Sabendo que a cota de A é N A = 220,00 m, efectue a referida determinação.

51. Para determinar a altura de um pára-raios situado no telhado de uma casa, estacionaram-se dois

teodolitos nos pontos E 1 e E 2 do terreno, alinhados com o objecto a medir e distanciados de

15,00 m. As estações E 1 e E 2 encontram-se ambas localizadas do mesmo lado da casa. Com os

teodolitos fizeram-se as seguintes observações zenitais:

Estações

Pontos Visados

Leituras zenitais

E

1

Topo

87

g ,82

i = 1,46 m

Base

92

g ,15

E

2

Topo

90

g ,31

i = 1,58 m

Base

96

g ,24

a) Efectue o cálculo pedido.

b)

Determine

dN

E E

1

2

.

52. A figura representa, em corte, um depósito cilíndrico suspenso e centrado no ponto E do terreno e

um teodolito estacionado num ponto P à altura 1,64m.

0,39 51,28 m
0,39
51,28 m

Observações zenitais para os pontos A e C

conduziram

,

aos

seguintes

valores

z

A

=

g

87, 74

z

C

= 93,

g

81

.

a) Determine a capacidade do depósito

(em litros).

b) Sabendo que

determine

depósito.

a

cota

N

P

=

da

208,70

base

m ,

do

53. E e S são, respectivamente, o ponto de entrada e de saída de um túnel e encontram-se

referenciados no terreno por estacas.

De um ponto A, de onde são simultaneamente visíveis os pontos E e S, fizeram-se as seguintes

observações:

 

Pontos

 

Leituras

 

Estação

Visados

azimutais

zenitais

 

E

304

g ,16

94

g ,68

A

S

47

g ,26

102

g ,25

Sabendo que AE = 40,24 m e AS = 52,18 m , determine o comprimento real do túnel.

54. Pretende determinar-se a distância real entre os pontos A e B, situados em margens opostas de um

rio. Para tal, estacionou-se um teodolito num ponto E do terreno e, utilizando uma vara de 2,00 m

de altura, obteve-se o seguinte registo de observações:

 

Vértices

 

Leituras

 

Estação

Visados

azimutais

zenitais

 

A

368

g ,154

98

g ,276

E

Topo da vara em A

368

g ,154

94

g ,104

B

86

g ,908

98

g ,430

Topo da vara em B

86

g ,908

96

g ,510

Efectue a referida determinação.

55. Em dois pontos A e B do terreno, distanciados de 80,00 m, encontram-se duas colunas verticais

onde assenta uma plataforma horizontal. Com um teodolito estacionado num ponto C fizeram-se

as seguintes observações:

   

Leituras

 

Pontos visados

azimutais

zenitais

Coluna

Topo

---

95

g ,44

em A

Fundo

346

g ,28

107

g ,01

Coluna

Topo

---

97

g ,85

em B

Fundo

52

g ,19

101

g ,49

Determinar a altura de cada coluna e a diferença de nível entre A e B.

56. A, B e C são três pontos de uma plataforma horizontal com AB = 30,00m . Com um teodolito

estacionado num ponto E fez-se o seguinte registo de observações:

Estações

leituras azimutais (g)

Leituras zenitais (g)

 

A 0,000

98,364

 

B 15,832

98,240

 

C 18,850

98,852

Determine BC .

57. A, B e C são três pontos de um alinhamento recto definido no terreno. Com um teodolito

estacionado em C obteve-se o seguinte registo de observações

Estação

V. visados

Leituras zenitais (g)

Leituras azimutais (g)

C

 

A 98,53

100,00

i=1,48

 

B 95,28

300,00

Sabendo que:

M (m)

P (m)

Cotas (m)

A 528,72

647,15

36,18

B 872,04

725,32

44,32

Determine as coordenadas planimétricas e a cota de C.

58. A e B são dois pontos do terreno numa das margens de um curso de água; C e D são outros dois

pontos na margem oposta. Estacionaram-se dois teodolitos em C e D e obteve-se o seguinte registo

de observações:

 

Estações

Pontos visados

Leituras azimutais

   

A

36,427

C B

68,369

 

D

142,758

   

C

326,140

D A

2,394

 

B

41,652

Sabendo que

 

M (m)

P (m)

 
   

C 500,00

800,00

 

D 426,37

328,45

Determine AB .

59. Nos pontos A e B do terreno estão situadas duas colunas verticais de betão cujos topos se

encontram ao mesmo nível. Com um teodolito estacionado em E, fizeram-se as seguintes

observações:

   

Leituras

azimutais

zenitais

 

Coluna

346

g ,18

Topo

98

g ,04

A

Base

103

g ,97

Coluna

146

g ,18

Topo

99

g ,05

B

Base

100

g ,68

Sabendo que dN AB = 1,30 m, determine a distância entre A e B.

60. Para medir a altura da Torre da Universidade de Coimbra, desde o terreno até ao topo do pau da

bandeira, estacionaram-se dois teodolitos nos pontos A e B, distanciados exactamente de 10,00 m,

tendo-se obtido o seguinte registo de observações:

Estações

Pontos Visados

L. azimutais

L. zenitais

A

Topo do pau

38

g ,051

61

g ,120

i = 1,55m

da bandeira

Estação B

38

g ,051

 

---

B

     

i = 1,42