Você está na página 1de 1

MONITORAMENTO SISMOGRÁFICO INTELIGENTE

Lucas Soares 1 , João Gonçalves 2 , Murilo Lopes 3 1, 2, 3 Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros

j.joaogabriel@hotmail.com

1. Introdução

Considerando-se o grande aumento de abalos sísmicos ocorridos no Brasil principalmente nas regiões do nordeste e sudeste e o baixo número de estruturas preparadas para estes eventos, é perceptível a necessidade de sensores de ondas sísmicas mais sensíveis e precisos que permitam antecipar estes fenômenos. Está pesquisa descreve um novo sistema de captação e analise de sismos precursores, que utiliza uma rede de sensores piezoeléctricos, fornecendo dados a uma central capaz de identificar, analisar de formar instantânea e informar com precisão a ocorrência de eventos sísmicos de maiores magnitude. Abalo sísmico é um fenômeno de propagação de ondas na superfície terrestre. Este fenômeno resulta de movimentos subterrâneos das placas tectônicas, de atividades vulcânicas ou por deslocamento de gases no interior da terra. Este movimento está ligado a uma rápida liberação de grandes quantidades de energia, sob a forma de ondas sísmicas.

Através do sismógrafo é possível registrar a intensidade

e a variação das ondas sísmicas liberadas durante o

sismo. O gráfico obtido através do tratamento dos dados

de um sismógrafo indica as características das diferentes

propagações das ondas sísmicas. Esse gráfico chama-se sismograma. Um sismograma, em período de estabilidade sísmica, apresenta o aspecto de uma linha

reta com apenas algumas oscilações. Quando ocorre um sismo, os registros tornam-se mais complexos e com

oscilações bastante acentuadas, mostrando a amplitude das diferentes ondas sísmicas.

. A primeira previsão de um sismo bem sucedida

realizada foi por cientistas chineses em 1975, com base

em uma série de sismos registrados. O sismo de Haicheng, de 4 de Fevereiro de 1975, teve magnitude de 7,3 tendo destruído 90% da cidade. No entanto, houve apenas algumas centenas de mortes, pois as autoridades chinesas tinham previamente procedido à evacuação da maior parte da população (evacuando mais de 1 milhão

de pessoas).

Infelizmente, em 1976 ocorreu o sismo catastrófico de T'Hanshan, um dos mais mortíferos da História, em que não houve sismos precursores. Os sismos precursores são designados por lacunas sísmicas (áreas ao longo de zonas de aberturas sismogênicas). Estudos mostram que nessas áreas acontece acumulação de tensões que, consequentemente, podem produzir um grande sismo no futuro próximo. Através desse método desde 1965 que

já foram previstos mais de 12 sismos, como no Alaska,

México, América do Sul e Japão. A análise dos padrões

de distribuição da sismicidade sugere que, com a

ocorrência de vários sismos em uma mesma região e magnitudes crescentes poderá ser atingida por um grande sismo. Vários registros indicam que, antes de um sismo, pode haver modificações na velocidade das ondas sísmicas. Em sismo ocorrido nos Estados Unidos da América verificou-se decréscimo da velocidade das ondas alguns meses antes do evento, tendo voltado ao normal imediatamente antes do abalo. Está pesquisa tem como objetivo o desenvolvimento de um sensor utilizando um novo sistema de aquisição de dados, baseado em sensores piezoeléctricos e software inteligente capaz de identificar sismos precursores e informar com precisão a ocorrência de sismo de maiores magnitude.

2. Conclusões

Durante os primeiros testes laboratorial com simulação de um ambiente real, o protótipo obteve resultados positivos, no entanto ainda serão realizados testes em ambiente real para possíveis correções e adaptações de forma a tornar o sistema mais eficiente e adaptável qualquer ambiente.

3. Referências

HALLIDAY, David; RESNICK, Robert; WALKER

Jearl.Fundamentos de Física: Gravitação, Ondas e

Termodinâmica. 6ª ed

TRIPLER, Paul. Física: Mecânica, Oscilações e

Ondas, Termodinâmica. 4ª ed

2000.

TICHÝ Jan; ERHART Jirí, KITTINGER, Erwin; PRIVRATSKÁ, Jana; Fundamentals of PiezoeletricSensorics.2ª ed. Austria: SPRINGER, 2010 J. Alveirinho Dias. Ondas sísmicas. 10 Dezembro

2007<http://w3.ualg.pt/~jdias/GEOLAMB/GA5_Sismo

s/52_Sismologia/5203_OndasSismicas.html>

J. Alveirinho Dias . O Sismo do Alasca . 10 Dezembro

<http://w3.ualg.pt/~jdias/GEOLAMB/GAn_Casos/Alas

Rio de Janeiro: LTC, 2002.

Rio de Janeiro: LTC,

ka/Alaska01.html>

Agradecimentos

À instituição Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros pela oportunidade e das medidas ou empréstimo de equipamentos, e a FAPEMIG pelo financiamento da pesquisa.

1 Pesquisador bolsista pela FAPEMIG e aluno graduando em engenharia de computação na instituição FACIT. ²Pesquisador bolsista pela FAPEMIG e aluno graduando em engenharia de controle e automação na instituição FACIT. ³ Graduado em Engenharia de Computação pela FACIT, especialista em Física e mestrando em Engenharia Mecânica.