Você está na página 1de 5

Padrão

Escola Secundária
Formação Francisco de
Tecnológica
Holanda

802.11n
Curso EFA
Eduardo Jorge Ribeiro Barão de Luz
Sumário
1. Introdução................................................................................................3
2. Objectivos................................................................................................3
3. Desenvolvimento.....................................................................................3
Wireless LAN’s.........................................................................................3
IEEE 802.11n............................................................................................3
4- Conclusão...................................................................................................4
5- Referências................................................................................................4
6- Referências
1. Introdução

Este trabalho foi realizado no âmbito da disciplina Formação


Tecnológica do Curso Técnico de Instalação e Gestão de Redes,
durante a unidade ---- (UFCD 0830 - Topologias de redes – Fibra óptica e
Wireless), com o objectivo de expor os conhecimentos adquiridos
durante a unidade.

2. Objectivos

definir todos os aspectos relativos às Wireless LAN’s, tais como:


➢ a taxa de transmissão,
➢ a área de abrangência,
➢ os protocolos de transmissão, etc..

1. Desenvolvimento

Wireless LAN’s
Wireless LAN ou WLAN (Wireless Local Area Network) é uma rede local
que usa ondas de rádio para fazer uma conexão Internet ou entre uma rede,
ao contrário da rede fixa ADSL ou conexão-TV, que geralmente usa cabos.

IEEE 802.11n.
O IEEE aprovou oficialmente a versão final do padrão para redes sem fios
802.11n. Vários produtos 802.11n foram lançados no mercado antes de o
padrão IEEE 802.11n ser oficialmente lançado, e estes foram projectados
com base em um rascunho (draft) deste padrão. Há a possibilidade de
equipamentos IEEE 802.11n que chegaram ao mercado antes do
lançamento do padrão oficial serem incompatíveis com a sua versão final.
Basicamente todos os equipamentos projectados com base no rascunho 2.0
serão compatíveis com a versão final do padrão 802.11n. Além disso, os
equipamentos 802.11n possivelmente precisarão de um upgrade de
firmware para serem 100% compatíveis com o novo padrão. As principais
especificações técnicas do padrão 802.11n incluem:
- Taxas de transferências disponíveis: de 65 Mbps a 600 Mbps.
- Método de transmissão: MIMO-OFDM
- Faixa de frequência: 2,4 GHz e/ou 5 GHz
Dispositivos 802.11n possui alcance de distância duas vezes maior
que os seus pares 11a/b/g. Este é um padrão recém lançado, com área de
actuação bem superior, se comparado aos padrões anteriores.
Opera nas frequências de 2.4Ghz e 5Ghz com velocidades de
transmissão de até 300Mbps (em breve deveremos chegar a 450Mbps),
graças a tecnologia MIMO – Múltiplas entradas e múltiplas saídas. Múltiplas
antenas são utilizadas tanto para transmissão quanto recepção dos sinais.
Esta tecnologia permite a transmissão dos sinais por múltiplas antenas e
também sua recepção por múltiplas antenas. Assim, múltiplas cópias do
sinal original serão recebidas, reconstruindo o sinal original. No padrão
802.11g, por exemplo, apenas uma antena recebe o sinal, sendo o sinal
reconstituído aos poucos. Com o padrão 802.11n temos uma velocidade de
transmissão e recepção bem superiores, se comparado aos padrões
anteriores.
Sua área de cobertura pode alcança até 400metros em ambiente aberto,
frente a aproximadamente 100metros no padrão 802.11g.

Todas as redes WLAN’s 802.11n construídas a partir do zero podem


se despreocupar de invasores WEP e ataques WPA (TKIP MIC), porque todo
dispositivo 802.11n pode cifrar dados com o algoritmo AES. O truque: as
redes WLAN’s que precisam suportar tanto clientes antigos no padrão
802.11a/b/g quanto os novos clientes 802.11n precisam ser forçados a
permitir o algoritmo TKIP. Fazendo assim tornar possível aos clientes mais
antigos não -AES a ligarem-se de forma segura. Infelizmente, o padrão
802.11n proíbe taxas de transmissão de dados elevadas quando se usa o
algoritmo TKIP.
As novas redes padrão 802.11n precisam permanecer vigilantes a
ataques oriundos do mundo de rede Wireless. Muitas redes WLAN’s
pequenas podem ainda usar procuras periódicos para detectar AP’s
maliciosos, enquanto redes WLAN’s comerciais devem usar sistemas de
prevenção de intrusão (WIPS) o tempo todo para barrar falsificadores,
associações acidentais, ‘ad hoc’s não autorizados e outros tipos de ataques
WiFi.

4- Loja Online

Equipamentos disponíveis para venda online que permitam instalar


uma rede wireless que respeite o padrão 820.11n.

Este router e ponto de acesso sem fios de


banda larga e alta velocidade de 300 Mbps
(802.11n) partilha um modem por cabo ou DSL
existente com vários computadores e pode criar
uma rede (sem fios) até 64 computadores. Este
equipamento é compatível
com redes de 54Mbps (802.11g) & 11Mbps
(802.11b). O router/ponto de acesso proporciona
funções de alta segurança como um firewall,
encriptação WEP e WPA (Wifi Protected Access).

Especificações gerais:
- 4 portas LAN (10/100 Mbps)
- 1 porta WAN para ligação do Modem ADSL ou por Cabo
- Ponto de acesso sem fios 802.11b (300 Mbps) (compatível com 802.11n
(54 Mbps) e 802.11b (11 Mbps))
- Segurança por Firewall com Detecção de Intrusos e SPI (Stateful Packet
Inspection)
- Alcance sem fios (0-700 m) e velocidade de dados (1-300 Mbps)
(influenciados por vários factores, como
paredes, portas, etc.)
O adaptador WiFi 802.11n DWA-645
permite que disponha de uma rede sem
fio com uma rápida taxa de
transferência, melhorar a conexão de
seu computador portátil.
A DWA-645 fornece uma taxa de
recepção e de transferência ainda
melhor que a rede 802.11g, optimizado
pela tecnologia Rangebooster N 650.
Para a segurança de seus dados, a placa
de rede DWA-645 é protegida pelos
sistemas de criptagem WEP, WPA e
WPA2.

5- Conclusão
A área de cobertura de um dispositivo sem fio pode variar,
dependendo da existência de obstáculos, superfícies ou objectos que
possam absorver parte do sinal ou mesmo reflecti-lo. Reflexões de sinais
poderão causar interferências nos sinais originais.

6- Referências

http://paineldohardware.com/blog/2009/09/ieee-aprova-versao-final-
do-padrao-802-11n/
http://www.ieee.org/web/aboutus/news/2009/11september.html
http://clevitonmendes.blogspot.com/2009/04/impacto-do-80211n-na-
seguranca-da-wlan.html