Você está na página 1de 11

Estudos Sobre Diaconia na Igreja

Obras Consultadas:
ELWELL, Walter A. (Editor) – ENCICLOPÉDIA HISTÓRICO-TEOLÓGICO, Vol. I – Vida Nova –
São Paulo, 1988.
RIENECKER, Fritz – LEXIKON ZUR BIBEL – R. Brockhaus – Wuppertal, 1988.
COENEN, Lothar (Editor) – NOVO DICIONÁRIO INTERNACIONAL DE TEOLOGIA DO NT – Vol. IV
–Vida Nova – São Paulo, 1989.
RIENECKER, F. e ROGERS, C. – Chave Linguística do NT Grego – Vida Nova – São Paulo,
1985.
CHAPLIN, Russell Nornam – O NOVO TESTAMENTO INTERPRETADO VERS P/ VERS – Vol. V
– Milenium – São Paulo, 1982.
NAYLOR, Robert E. – O DIÁCONO NA BÍBLIA – JUERP – Rio , 1986.
BÜRKI, Hans – DER ERSTE BRIEF DES PAULOS NA TIMOTHEUS – R. Brockhaus – Wuppertal,
1978.
BARCLAY, Wiliam – AUSLEGUNG DES NEUEN TESTAMENTS – BRIEFE NA TIMOTHEUS – Aussat
Verlag – Wuppertal, 1974.

Anexos:
a) Disciplina na Igreja
b) Roteiro de Visitas

Pontos:

Definições de termos
a) No Grego secular:
1. “Servir a mesa” =>
2. “Cuidar das necessidades do Lar” =>
3. “Servir” de modo geral.
- Usado no terceiro sentido, pode ser entendido como o serviço a uma causa, e.g.
para o bem da comunidade = uma tarefa honrosa e uma ocupação condigna de um
homem livre. A entrega voluntária de si mesmo ao serviço do seu próximo é estranha
ao pensamento geral grego.
- Diakonia expressa as ocupações subentendidas pelo vd e significa “Serviço”,
“Cargo”.
b) No VT – (LXX) Sem referências específicas, e quando mencionado é sem significado.

c) No NT
1. diakonia ocorre 34 vezes no NT. Significa:
- i. Serviço à mesa;
- ii. Serviço amoroso; “Vigiai, estai firmes na fé, portai-vos varonilmente e
fortalecei-vos. Todas as vossas coisas sejam feitas com caridade. Agora, vos rogo,
irmãos (sabeis que a família de Estéfanas é as primícias da Acaia e que se tem
dedicado ao ministério dos santos), que também vos sujeiteis aos tais e a todo aquele
que auxilia na obra e trabalha.” ( Coríntios 16:15)
- iii. Serviço do anjos ( Hb 1:14) = entre outros.

2. diakonos é achada 29 vezes no NT.


1
- Seu significado primário é “aquele que serve à mesa” “legei h mhthr autou
toij diakonoij o ti an legh umin poihsate””” “ (John 2:5 IGNT)
(BLH) João 2:5 “Então ela disse aos empregados (diakonoij = diakonos) : -Façam
o que ele mandar.”

- Significa um “servo” em um sentido mais amplo – (BLH) Mateus 20:26 “Mas


entre vocês não pode ser assim. Pelo contrário, quem quiser ser importante, que sirva
os outros,”
- Um homem que detém o cargo de diácono na Igreja : 1 Timóteo 3: ‘8 Da mesma
sorte os diáconos sejam honestos, não de língua dobre, não dados a muito vinho, não
cobiçosos de torpe ganância, 9 guardando o mistério da fé em uma pura consciência.
10 E também estes sejam primeiro provados, depois sirvam, se forem irrepreensíveis.
11 Da mesma sorte as mulheres sejam honestas, não maldizentes, sóbrias e fiéis em
tudo. 12 Os diáconos sejam maridos de uma mulher e governem bem seus filhos e
suas próprias casas. 13 Porque os que servirem bem como diáconos adquirirão para si
uma boa posição e muita confiança na fé que há em Cristo Jesus.’

- Também é designado por hyperetes = originalmente remador => servo, ajudante,


criado.

d) O significado neo-testamentário de diakoneo deriva da pessoa de Jesus e do Seu evangelho


(Marcos 10:45 - Porque até o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e
dar a sua vida para salvar muita gente.) e (Mateus 20:28 - Porque até o Filho do Homem não
veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida para salvar muita gente.)
e) Exemplos do serviço de Jesus:
~ Lucas 22:27 - Mas entre vocês eu sou como aquele que serve.
~ Mateus 20:28 – vede acima.
~ João 13:14 e 15 – “Se eu, o Senhor e o Mestre, lavei os pés de vocês, então vocês devem
lavar os pés uns dos outros. 15 Pois eu dei o exemplo para que vocês façam o que eu fiz.”

~ Todos devem servir com o dom (dádiva) que Deus lhe deu: 1 Pedro 4:10 - Sejam bons
administradores dos diferentes dons* que receberam de Deus. Que cada um use o seu próprio
dom para o bem dos outros!
~ * DONS – Os integrantes do Corpo Diaconal, individualmente, não
terão todos os mesmos dons; mas na pluralidade de dons se completam os
serviços, evidentemente auxiliados pelos dons na Igreja como um todo.

f) Diferença entre diakonos e doulos


~ Doulos – ressalta quase exclusivamente a sujeição completa do cristão ao Senhor
~ Diakonos - diz respeito ao seu serviço em prol da Igreja, dos seus irmãos e do seu
próximo, em prol da comunhão, quer o serviço se realize ao servir à mesa, com a palavra, ou
de alguma outra maneira.
 doulos = pode referir-se à posição diante do Senhor.
 Diakonos = pode referir-se à ação diante do Senhor.

g) O surgimento do cargo específico


~ Atos 6:3 – “Por isso, irmãos e irmãs, escolham entre vocês sete homens de confiança,
cheios do Espírito Santo e de sabedoria, e nós entregaremos esse serviço a eles.”

~ Embora servissem à mesa, também exerciam funções espirituais =


~ Estevão - Atos 6:8 – “Estêvão, um homem muito abençoado por Deus e cheio
de poder, fazia grandes maravilhas e milagres entre o povo.”

2
~ Filipe – Atos 21:8 – “No dia seguinte partimos e chegamos à cidade de
Cesaréia. Ali fomos para a casa do evangelista Filipe e ficamos com ele. Filipe
era um dos sete homens que haviam sido escolhidos em Jerusalém.”

~ Filipenses 1:1 e I Timóteo 3: 8 – 13 e 1-7 são indicados como o começo destes cargos
na Igreja. Os ocupantes dos mesmos podem ser identificados como “ministros” =
ministérios ou serviços.

h) O NT também conhece a obra da diaconisa = Romanos 16:1 “Eu recomendo a vocês a nossa
irmã Febe, que é diaconisa da igreja de Cencréia.” + 1 Timóteo 3:11 “A mulher do diácono
também deve ser respeitável e não deve ser faladeira. Ela precisa ser moderada e fiel em
tudo.”

CINCO RAZÕES QUE JUSTIFICAM O DIACONATO NA IGREJA (ATOS 6):

1. Deixar desembaraçados os ministros – Os apóstolos sugeriram a eleição dos Diáconos,


afim de que eles pudessem se dedicar mais à oração e à Palavra. Hoje, os pastores, além
destas atribuições, são ou estão envolvidos em outras tarefas, que precisam de auxiliares.

2. Promover a paz nas Igrejas – o Diácono perde o direito de promover qualquer divisão
dentro da Igreja. Uma das razões para a eleição dos sete, em Jerusalém, foi por causa das
murmurações.

3. Promover o bem-estar dos crentes – Servir às viúvas dos helenistas! A ação social está
bem presente no contexto das nossas Igrejas, seja internamente ou em sua volta!

4. Testemunho mais eficaz da Igreja – Com o cumprimento dos itens anteriores, a Igreja terá
mais disposição e energia para investir no testemunho para com os que estão de fora.

5. Para reforçar a liderança – Fortalece a liderança, como uma equipe que trabalha unida com
o propósito de conquistar novas fronteiras. Hoje mais do que nunca, o conceito de equipe
está bem presente em todos os níveis de liderança.

A CARACTERÍSTICAS DO DIÁCONO SEGUNDO I TIMÓTEO 3


(Em sete traduções do mesmo texto)

»I TIMóTEO [3] Imprensa


1 Fiel é esta palavra: Se alguém aspira ao episcopado, excelente obra deseja.
2 É necessário, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma só mulher, temperante, sóbrio,
ordeiro, hospitaleiro, apto para ensinar;
3 não dado ao vinho, não espancador, mas moderado, inimigo de contendas, não ganancioso;
4 que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com todo o respeito
5 (pois, se alguém não sabe governar a sua própria casa, como cuidará da igreja de Deus?);
6 não neófito, para que não se ensoberbeça e venha a cair na condenação do Diabo.
7 Também é necessário que tenha bom testemunho dos que estão de fora, para que não caia em
opróbrio, e no laço do Diabo.
8 Da mesma forma os diáconos sejam sérios, não de língua dobre, não dados a muito vinho, não
cobiçosos de torpe ganância,
9 guardando o mistério da fé numa consciência pura.

3
10 E também estes sejam primeiro provados, depois exercitem o diaconato, se forem
irrepreensíveis.
11 Da mesma sorte as mulheres sejam sérias, não maldizentes, temperantes, e fiéis em tudo.
12 Os diáconos sejam maridos de uma só mulher, e governem bem a seus filhos e suas próprias
casas.
13 Porque os que servirem bem como diáconos, adquirirão para si um lugar honroso e muita
confiança na fé que há em Cristo Jesus.
14 Escrevo-te estas coisas, embora esperando ir ver-te em breve,
15 para que, no caso de eu tardar, saibas como se deve proceder na casa de Deus, a qual é a igreja do
Deus vivo, coluna e esteio da verdade.
16 E, sem dúvida alguma, grande é o mistério da piedade: Aquele que se manifestou em carne, foi
justificado em espírito, visto dos anjos, pregado entre os gentios, crido no mundo, e recebido acima na
glória.

BLH
8 ¶ Do mesmo modo, os diáconos devem ser homens de palavra e sérios. Não devem beber
muito vinho, nem ser gananciosos.
9 Eles devem se apegar à verdade revelada da fé e ter sempre a consciência limpa.
10 Primeiro devem ser provados e depois, se forem aprovados, que sirvam a Igreja.
11 A mulher do diácono também deve ser respeitável e não deve ser faladeira. Ela precisa ser
moderada e fiel em tudo.
12 O diácono deve ter somente uma mulher e ser capaz de governar bem os seus filhos e toda a
sua família.
13 Pois os diáconos que fazem um bom trabalho conquistam o respeito dos irmãos na fé e são
capazes de falar com coragem sobre a sua fé em Cristo Jesus.

Elbenfelder
8 ¶ Die Diener desgleichen, würdig, nicht doppelzüngig, nicht vielem Wein ergeben, nicht
schändlichem Gewinn nachgehend,
9 die das Geheimnis des Glaubens in reinem Gewissen bewahren.
10 Laß diese aber zuerst erprobt werden, dann laß sie dienen, wenn sie untadelig sind.
11 Die Weiber desgleichen, würdig, nicht verleumderisch, nüchtern, treu in allem.
12 Die Diener seien eines Weibes Mann, die ihren Kindern und den eigenen Häusern wohl
vorstehen;
13 denn die, welche wohl gedient haben, erwerben sich eine schöne Stufe und viel
Freimütigkeit im Glauben, der in Christo Jesu ist.

Schlachter
8 ¶ Gleicherweise sollen auch die Diakonen ehrbar sein, nicht doppelzüngig, nicht vielem
Weingenuß ergeben, nicht gewinnsüchtig;
9 sie sollen das Geheimnis des Glaubens in reinem Gewissen bewahren.
10 Und diese soll man zuerst prüfen; dann mögen sie dienen, wenn sie untadelig sind.
11 Ihre Frauen sollen ebenfalls ehrbar sein, nicht verleumderisch, sondern nüchtern, treu in
allem.
12 Die Diakonen sollen jeder nur eine Frau haben, ihren Kindern und ihrem Hause wohl
vorstehen;
13 denn wenn sie ihren Dienst wohl versehen, erwerben sie sich selbst eine schöne Stufe und
viel Freimütigkeit im Glauben in Christus Jesus.

Almeida RA
8 ¶ Semelhantemente, quanto a diáconos, é necessário que sejam respeitáveis, de uma só palavra,
não inclinados a muito vinho, não cobiçosos de sórdida ganância,

4
9 conservando o mistério da fé com a consciência limpa.
10 Também sejam estes primeiramente experimentados; e, se se mostrarem irrepreensíveis,
exerçam o diaconato.
11 Da mesma sorte, quanto a mulheres, é necessário que sejam elas respeitáveis, não
maldizentes, temperantes e fiéis em tudo.
12 O diácono seja marido de uma só mulher e governe bem seus filhos e a própria casa.
13 Pois os que desempenharem bem o diaconato alcançam para si mesmos justa preeminência e
muita intrepidez na fé em Cristo Jesus.

Luther (1912)
8 ¶ Desgleichen die Diener sollen ehrbar sein, nicht zweizüngig, nicht Weinsäufer, nicht
unehrliche Hantierungen treiben;
9 die das Geheimnis des Glaubens in reinem Gewissen haben.
10 Und diese lasse man zuvor versuchen; darnach lasse man sie dienen, wenn sie unsträflich
sind.
11 Desgleichen ihre Weiber sollen ehrbar sein, nicht Lästerinnen, nüchtern, treu in allen
Dingen.
12 Die Diener laß einen jeglichen sein eines Weibes Mann, die ihren Kindern wohl vorstehen
und ihren eigenen Häusern.
13 Welche aber wohl dienen, die erwerben sich selbst eine gute Stufe und eine große
Freudigkeit im Glauben an Christum Jesum.

Hoffnung für alle


3:8 Auch die Mitarbeiter in der Gemeinde sollen geachtete Leute sein, ehrlich und
glaubwürdig in ihrem Reden; sie sollen sich nicht betrinken und auch nicht auf Gewinn bedacht
sein. (Wörtlich: Diakone.)
3:9 Sie sollen nicht nur nach außen hin untadelig erscheinen, denn das, was ihnen mit dem
Glauben anvertraut wurde, können sie nur in einem reinen Gewissen bewahren. (Wörtlich: das
Geheimnis des Glaubens.)
3:10 Auch die Mitarbeiter müssen sich zuerst bewähren. Nur wenn an ihnen nichts auszusetzen
ist, darf man sie zum Dienst zulassen.
3:11 Auch ihre Frauen sollen in ihrer Lebensführung untadelig sein, keine bösartigen
Klatschmäuler, sondern besonnene und in allen Dingen zuverlässige Frauen.
3:12 Wie der Gemeindeleiter soll auch der Mitarbeiter nur mit ·einer¹ Frau verheiratet sein, und
auch er muß ein vorbildliches Familienleben führen.
3:13 Wer sich aber in seinem Dienst als Mitarbeiter bewährt, den wird die Gemeinde achten,
und er selbst wird die Zuversicht und Freude ausstrahlen, wie sie der Glaube an Jesus Christus
schenkt.

As Qualificações do Diácono:
(8)Da mesma forma os DIÁCONOS sejam ...
a) sérios, (respeitáveis – RA), (sérios – BLH) = digno de respeito; os diáconos devem ser
homens de “aspecto digno”, mostrando-se intensos nessa qualidade, com o que podem obter
o respeito dos outros homens.

b) não de língua dobre, (de uma só palavra – RA), (homens de palavra – BLH) = O que se deve
evitar é a insinceridade, a diferença de opinião sobre o mesmo assunto com pessoas
diferentes. O diácono deve manter total honestidade e franqueza ao tratar com todos, sem
qualquer favoritismo.

5
c) não dados a muito vinho, (não inclinados a muito vinho – RA), (Não devem beber muito
vinho – BLH) = Como toda pessoa, também o diácono sofre a influência da tradição, dos
costumes antigos, e outros fatores, que podem levá-lo a dependência do vício do alcoolismo.
A falta de controle nesta área pode levar ao fracasso de seu ministério e a vergonha da Igreja.
Embora o texto não sugira uma total abstinência, é bom que um líder cristão não se envolva
com tais costumes e práticas. O mesmo pode ser dito de outras drogas ou estimulantes
artificiais que causem dependência.

d) não cobiçosos de torpe ganância, (não cobiçosos de sórdida ganância – RA), (nem ser
gananciosos – BLH) = pode significar “ganho desonesto”, ou “cobiça pelo ganho”. O serviço
do diácono deve demonstrar dedicação voluntária, sem esperar lucrar. Sendo ele
administrador do dinheiro da Igreja, precisa manter-se limpo, não procurando usufruir do
mesmo, nem mesmo tentar desviar algum. Outra forma de entender este aspecto, é que na
vida profissional, o homem de Deus ganhe a sua renda de forma limpa e não por meios
duvidosos e ilícitos, que por vezes podem afastá-lo de seu ofício, devido ao seu
envolvimento com os negócios.

e) (9) guardando o mistério da fé numa consciência pura. (conservando o mistério da fé com a


consciência limpa – RA), (devem se apegar à verdade revelada da fé e ter sempre a
consciência limpa – BLH) = mistério – verdade divina; fé = revelação, doutrina cristã;
mistério da fé – Cristo, suas obras de redenção, boas novas, vida eterna; consciência pura,
significa a pureza moral do líder, a coerência entre a sua palavra e sua vida, exemplo de
santidade para os outros crentes, do contrário desqualifica-se automaticamente. A
consciência pura demonstra o Senhorio de Cristo na sua vida, aceitando a transformação
desejada por Ele, levando à constante santificação, sem a qual ninguém verá a Deus.

(10) E também estes...

f) sejam primeiro provados, (Primeiro devem ser provados – BLH), (sejam estes primeiramente
experimentados – RA) = teste de moedas, quanto a qualidade do material; Quanto aos
diáconos: a) não novos convertidos; b) boa reputação dos que estão de fora; c) serem
observados pela Igreja, afim de averiguar se estão vivendo de acordo com as qualificações do
vers. 8.

g) depois exercitem o diaconato, (sirvam a Igreja. – BLH), (exerçam o diaconato – RA) =

h) se forem irrepreensíveis.(se mostrarem irrepreensíveis, - RA), (se forem aprovados – BLH) =


um diácono deve ser alguém que, ninguém, dos de fora ou do seio da Igreja possa fazer
alguma acusação contra ele. Deve ser livre de qualquer “acusação justa”. Homem de elevado
grau de santificação.

(12)Os DIÁCONOS sejam


i) maridos de uma só mulher, e (seja marido de uma só mulher – RA), (deve ter somente uma
mulher – BLH) = A condenação da poligamia e qualquer relacionamento que deixe
transparecer algo neste sentido, está bem definido aqui. Também se condena a ocupação do
cargo de diácono, por aquela pessoa que tenha se divorciado, e contraído novas núpcias. A
base para isto é o ensino bíblico sobre o casamento ideal. Antes da conversão, a Igreja local
ainda pode decidir. No que diz respeito ao novo casamento na viuvez, compreende-se que
neste caso também é marido de uma só mulher, uma vez que a morte anula qualquer relação.
O celibato de uma pessoa piedosa, pode e deve ser aceito na Igreja.

6
j) governem bem a seus filhos e suas próprias casas. (governe bem seus filhos e a própria casa
– RA), (ser capaz de governar bem os seus filhos e toda a sua família.- BLH) = o diácono é
líder na (da) Igreja. Antes, porém, ele líder de sua família! Isto requer que ele seja o
responsável, que se envolva e dirija bem todos os relacionamentos familiares, que ensine
primeiramente aos seus o que faz na Igreja, etc.

(11)Da mesma sorte as


>>> MULHERES sejam = esposas dos diáconos ou diaconisas? Podemos entender as duas
coisas. Se a orientação é para as esposas dos diáconos, temos a compreensão de que elas são
conjuntamente com seus maridos, líderes que devem estar qualificadas para o cargo. E uma
orientação séria que advém disto é que, quando os diáconos devem ser provados, engloba-se o
papel, ou qualificações, de sua esposa.
Em se tratando de diaconisas, as mesmas qualificações exigidas dos homens também o
são das mulheres, com os acréscimos mencionados aqui. Não discutimos se mulheres podem ou
não ser diaconisas, uma vez que na Bíblia menciona várias delas e reconhece as suas atividades.

a) sérias, (ser respeitável – BLH), (sejam elas respeitáveis – RA) = respeitáveis, dignas - as
mesmas qualidades exigidas dos homens (vers.8).

b) não maldizentes, (não deve ser faladeira – BLH), (não maldizentes – RA) = pode ser
compreendido com o mesmo sentido quando diz do homem – “não de língua dobre” – a
mulher não deve dar margens a dúvidas sobre as sua palavras. Junto com o marido diácono,
ou como diaconisa deve saber dominar-se na tentação da fala fácil. Deixar-se levar por isto
pode por em risco todo o ministério da mulher ou do casal. Exemplos disto não faltam.

c) temperantes, e (precisa ser moderada – BLH), (temperantes – RA) = Tem o significado de


ajuizado; o sentido contrário de leviano (também os pastores – vers. 2).

d) fiéis em tudo. (fiel em tudo – BLH), (fiéis em tudo.- RA) = Digno de confiança, caráter
firme, não se afastando de seu trabalho e dos elevados ideais cristãos.

13 Porque os que servirem bem como diáconos, adquirirão para si um lugar honroso e muita
confiança na fé que há em Cristo Jesus.

E também Atos 6:3: “Por isso, irmãos e irmãs, escolham entre vocês sete homens
a) de confiança, - “mit einen guten ruf” – afinal eles estarão lidando com dinheiro e posses a
serem distribuídos aos necessitados; estarão ouvindo confissões e declarações, que deverão
saber guardar sigilo; receberão tarefas as quais deverão ser cumpridas de acordo.

b) cheios do Espírito Santo e = demonstrando a firmeza interior da dependência do Espírito,


vida santificada e alicerçada no Senhor;

c) de sabedoria, e nós entregaremos esse serviço a eles. = Para a salvação de vidas o importante
é o amor, como fruto do Espírito, mas para distribuir aos necessitados e auxiliar os carentes
na Igreja, e além dela, é necessário muita sabedoria do alto.
O Corpo Diaconal
Denomina-se de Corpo Diaconal o grupo de pessoas que exercem o diaconato.

7
Para a sua estrutura, deve ser levado em conta o tamanho da Igreja, podendo ser eleitos
casais ou pessoas individualmente, independente do sexo. Sugiro que no mínimo três indivíduos
ou casais.
Dentre os Diáconos eleitos pela Igreja, por indicação da Igreja ou do Pastor, ou pelos
Diáconos já atuantes, elege-se o Ancião, ou Decano, ou Presidente dos Diáconos (o nome não
vem ao caso, ainda que o primeiro seja o mais usual). Este tem como função principal a direção e
supervisão do Corpo Diaconal, o que abrange:
a) Convocar e dirigir a reunião (normalmente mensal) do Corpo Diaconal;
b) Ser o interlocutor entre a Igreja (Assembléia) e os Diáconos;
c) Substituto imediato do Pastor na sua ausência ou falta;

Áreas de Atuação do Corpo Diaconal:


Dependendo do tamanho da Igreja, e também da quantidade de diáconos, as atribuições
do Corpo Diaconal podem diversificar. Mas basicamente são três as áreas de atuação dos
Diáconos:
a) Área Ético-Doutrinária
b) Área de Celebração
c) Área Social (auxílio aos necessitados).

- ÁREA ÉTICO-DOUTRINÁRIA
Esta área envolve:
1. Zelo pela santidade da Igreja, expressada na conservação de uma boa doutrina nos
ensinos ministrados em todos os departamentos da Igreja. Os diáconos podem não estar
envolvidos na área de ensino, mas devem saber o que e como está sendo ensinado na
Igreja. Tem influência no discipulado dos novos convertidos e dos recém-chegados à
Igreja. Mantém a direção em momentos de aflição de doutrinas diversas (Quando por um
diácono é introduzida uma doutrina diversa, este pode imediatamente ser destituído do
cargo pela Igreja, para a manutenção da boa ordem.
2. Mantém e conduz a disciplina na Igreja, por ações preventivas (ensino), corretivas (visita
e admoestação) e cirúrgicas (atos punitivos decididos em Assembléia e aplicados aos
membros faltosos). Vide Anexo 1.
3. É a área que mantém em dia o rol de membros, conhece o nível espiritual dos membros
da Igreja. Faz visitas constantes aos membros procurando mantê-los envolvidos na Igreja,
conhecendo as suas necessidades e mantendo claro os seus compromissos com o corpo.
Vide Anexo 2.
4. Uma tarefa muitas vezes não fácil de executar pertence a esta área, que é o controle e
supervisão dos dízimos. A contribuição dos membros da Igreja é registrada na tesouraria,
mas quem vê os aspectos espirituais destas contribuições são os diáconos.
Periodicamente, os diáconos deverão examinar a relação dos contribuintes, procurando
enfrentar as distorções e faltas, sempre com o intuito de ensinar, corrigir e auxiliar onde
for preciso.

- ÁREA DE CELEBRAÇÃO
1. Organiza todas as atividades da Igreja que envolvem a celebração: Culto, Programas
Especiais, semanas de aprofundamento espiritual, campanhas evangelísticas, etc.
Coordenam as atividades dos Departamentos que envolvem a Igreja como um todo. Os
grupos de música e cantos.
2. Distribuição da Santa Ceia, preparação juntamente com o Pastor deste momento tão
importante.

8
3. Elaboração do calendário anual, mensal, ou de outro período, das atividades da Igreja, em
cooperação com os Departamentos, visando um equilíbrio nas programações e atingir a
todas a faixas etárias, para a edificação do corpo e a propagação do evangelho.

- ÁREA SOCIAL (AUXÍLIO AOS NECESSITADOS).


1. Se interessa pelos aspectos sócio-econômicos dos membros da Igreja. Tem uma relação
de todas as pessoas da Igreja que de alguma forma carecem ajudam (Gálatas 6:9-10).
2. Cuida da “cesta do amor” – recolhimento de alimentos não perecíveis – ou da “oferta de
amor” – normalmente levantada nos cultos de Ceia, ou “caixa de beneficência” a ser
distribuída entre os carentes, segundo as necessidades. Realiza e coordena campanhas de
ajuda a situações de emergência e catástrofes, na Igreja, na cidade, ou além dela.
3. Lembra dos membros da Igreja em seus aniversários, com visitas ou envio de cartões.
4. Procura manter o equilíbrio entre a mensagem pregada e o acompanhamento social; isto
é, ao se evangelizar uma área, deve manter a visão também voltada para as carências da
região atingida ou as pessoas envolvidas.
5. Uma nova dimensão que esta área estará assumindo mais e mais é com relação aos
deficientes que vêm para a Igreja – surdos, cegos, paralíticos. Etc.

PROBLEMAS NORMALMENTE ENFRENTADOS PELOS DIÁCONOS:


1. Incompreensão
- Por parte da igreja, ou alguma família, quando alguém está sendo disciplinado; ou quando se
distribui os donativos (etc.) recebidos aos carentes.

2. Não cumprimento de todas as características


- Se em todas as pessoas procurarmos todos os pontos mencionados nunca vamos achar
alguém para ocupar o cargo de diácono. Porém, jamais devemos abrir mão dos ideais bíblico-
cristãos! É nossa meta chegarmos o mais perto possível do ideal. A leviandade conduz para o
fracasso.

3. Exigências em demasia
- Seguidamente os diáconos são submetidos a muitos trabalhos, ainda mais quando são
poucos. A Igreja sempre deve estar a par atividades realizadas e respeitar a condição humana
dos diáconos. A sua família também precisa de atenção. Por outro lado, o Corpo Diaconal
deve priorizar as atividades, diferenciando entre o que é importante e o que é urgente.
- Neste ponto é importante frisar o seguinte: o diácono não deve ser levado por informações
levianas, tais como: “Irmão, ouvi dizer que fulano de tal fez isto ou aquilo”, SEMPRE diante
de tal informação é preciso assegurar-se de que o informante mantenha a palavra numa
acareação, ou mesmo confirme isto diante da Igreja. Caso contrário, o Corpo Diaconal não
deveria perder tempo, discutindo ou indo atrás de comentário infundados.

4. Tentação de ser(em) o(s) dono(s) da Igreja


- O Diácono é alguém que está em evidência na Igreja, e isto deve ser resultante de suas
características como cristão fiel à Palavra e Seu Senhor. Com tal influência virão as decisões
importantes, as palavras chaves, que para os outros servirão de ajuda e orientação, ou como o
herói em alguma situação de necessidade. Ouvirá aqui e acolá elogios que vão mexer com o
seu brio. CUIDADO! É o momento de ficar com o sinal de alerta aceso. Pois a cada passo

9
dado neste sentido, poderá reverter em um degrau acima no orgulho pessoal, o que resultará
em fracassos, quedas, feridas.
- Outro problema nesta área é quando os diáconos sempre são escolhidos dentre uma família
proeminente ou de destaque (seja por dinheiro ou influência) na Igreja. Fundadores,
descendentes de Fulano de Tal, etc. A Igreja deve e precisa Ter a visão de que tais coisas são
prejudiciais ao Reino, e o quanto antes procurar quebrar esta situação, com todos os custos
envolvidos.

5. Figura infalível
- Está relacionado com o anterior. Mas da visão do povo! O diácono nunca pode errar, jamais
pode chegar atrasado, e coisas desse gênero. E Quando acontece, então vem a decepção! O
Diácono é alguém que também erra como todos os membros, porém é vocacionados para
uma tarefa especial. Portanto carece muito das orações de todo o rebanho. As lutas pelas
quais passa um Diácono são muitas. Interceda por eles.

6. Todo poderoso
- O Diácono falou está falado! Jamais alguém deve ter medo do Diácono.

7. Concorrência com o Pastor


- Este talvez seja o mais espinhoso de todos os problemas. Diáconos que sofrem de algum dos
males acima, tende, também a concorrer com o Pastor. O Pastor como líder máximo da Igreja
local aqui na terra, precisa dos diáconos! Pastor sem uma boa equipe de diáconos é manco!
Sempre o trabalho feito em equipe trará melhores resultados. O aconselhamento mútuo deve
ser o caminho a ser seguido. Especialmente quando o Pastor é jovem, ou recém chegado na
Igreja, há o medir de forças quanto a autoridade na Igreja. A humildade de ambos os lados
fará a Igreja ver a seriedade no trabalho sem competição. Um precisa do outro! O Pastor do
Corpo Diaconal, e este ao Pastor.
- Como ponto de equilíbrio, o Corpo Diaconal deve funcionar como o guardião do ministério
pastoral. Subentende-se aqui:
- A) Que todo ataque à pessoa do Pastor deve ser enfrentado pelos Diáconos, indo
estes em defesa do mesmo, quando em causa justa;
- B) As carências da família pastoral precisam ser do conhecimento dos diáconos;
- C) Questões que dizem respeito ao salário do Pastor;

Síntese de conclusão:
“A santidade do homem de Deus, servindo como diácono na Igreja local, terá seu desdobramento
nas vidas auxiliadas. Mais do que fazer, o diácono deverá ser alguém que sirva ao rebanho com o
seu exemplo, seguindo a seu Pastor, que segue a Cristo”.

Análise de Casos
1.

10
2.

3.

11