Você está na página 1de 4

Sião - Em defesa de uma cidade

Salmo 51: 18 “Faze o bem a Sião segundo a tua boa vontade, edifica os muros de
Jerusalém”.
Introdução Quem é Sião? É o coração do reino de Israel, o centro do centro da nação.
Sião é um lugar alto, estabelecido na parte interna da capital Jerusalém – Antes de pertencer
a Davi era uma fortaleza dos Jebuseus. Davi e seu exército conquistam Sião dos Jebuseus.
Em Sião foi construído por Davi seu palácio e por Salomão seu filho o templo do Senhor.
Por quê num Salmo pessoal Davi faz menção de algo exterior como Sião e Jerusalém?
Examinemos todo o Salmo para recebermos de Deus a resposta.

1. Salmo 51: 1 – 3
• Deus de misericórdia é quem mostra nosso pecado – Só depois de o vermos é que
clamamos por cura e perdão.
• Não temos condição de enxergarmos por nós mesmos, se Ele mostrou é que quer curar, só
seremos curados se formos a Ele para isso
– Não tentemos nos curar a nós mesmos.

2. Salmo 51: 4
• Quando pecamos é sempre contra Deus
- Adultério – Bate Seba
- Assassinato – Urias
- Corrupção – Joabe
• “Contra ti, contra ti, somente pequei”.
• Deus é puro e reto, eu o tenho como meu juiz, Ele é meu aferidor, sou medido por Ele
com medidas suas.
– Sua palavra a Bíblia.

3. Salmo 51: 5 – 15 Todo este texto e não só ele, mas o Salmo inteiro, mostra que nada
podemos fazer, tudo está nas mãos do altíssimo. Quanto mais cedo descobrirmos isso, mais
estáveis e produtivos seremos.

4. Salmo 51: 6 Amor a verdade Ensino da sabedoria

5. Salmo 51: 7 – 8
• Uma obra completa é necessária ser feita somente naquele que tem percepção de seu
estado mal.
• A dor do pecado é para cura e não para a morte.

6. Salmo 51: 18
• Abençoa Sião, edifica os muros de Jerusalém
– fortalece o rei, protege seu povo.
• Santifica o rei, abençoa o rei para que a tua benção através dele seja derramada ao povo.
• Abençoando o rei e edificando os muros significa que as águas, os ventos combaterão,
mas não prevalecerão contra o rei e contra sua cidade.
7. Salmo 51: 8 – 13
• Se eu não estiver curado, não poderei falar de cura, minha conversa estará sempre em
volta de minha atual enfermidade.
• Meu pecado me impede de falar contra o pecado.

8. Salmo 51: 16
• No tempo do Velho testamento, da lei de Moisés havia sabedoria de Deus nos crentes para
saberem que a salvação é pela graça.
“Tu não te deleitas em sacrifícios”
“Então te agradarás de sacrifícios” – Salmo 51: 19.

9. Salmo 51: 17
• Os sacrifícios agradáveis são: Coração quebrantado e espírito quebrantado
– pelo quebrantamento efetuado por Deus em nós aprendemos Dele e recebemos Dele a
cura.

10. Salmo 51: 10


1. A cura de Deus é de dentro para fora.
2. A cura do homem é de fora para fora.
3. Deus troca o coração do homem.
4. O Homem só trata sintomas.
5. Deus retira o mal do homem.
6. O homem transfere ou esconde o seu mal. “Cria em mim, ó Deus um coração puro, e
renova em mim um espírito reto” – Salmo 51: 10

Conclusão:
• Porque num Salmo pessoal Davi faz menção de algo exterior como Sião e Jerusalém?
• Sião representa o coração do crente, uma fortaleza que estava nas mãos dos Jebuzeus que
precisa ser conquistada para ser estabelecido ali o palácio do rei e o templo do Senhor.
• Então somente então o corpo estará protegido de muros como Jerusalém.

Salmo Capítulo 51
Versão João F. Almeida Revista e Atualizada
1 Compadece-te de mim, ó Deus, segundo 6 Eis que te comprazes na verdade no
a tua benignidade; e, segundo a multidão das íntimo e no recôndito me fazes conhecer a
tuas misericórdias, apaga as minhas sabedoria.
transgressões. 7 Purifica-me com hissopo, e ficarei limpo;
2 Lava-me completamente da minha lava-me, e ficarei mais alvo que a neve.
iniqüidade e purifica-me do meu pecado. 8 Faze-me ouvir júbilo e alegria, para que
3 Pois eu conheço as minhas exultem os ossos que esmagaste.
transgressões, e o meu pecado está sempre 9 Esconde o rosto dos meus pecados e
diante de mim. apaga todas as minhas iniqüidades.
4 Pequei contra ti, contra ti somente, e fiz o 10 Cria em mim, ó Deus, um coração puro e
que é mau perante os teus olhos, de maneira renova dentro de mim um espírito inabalável.
que serás tido por justo no teu falar e puro no 11 Não me repulses da tua presença, nem
teu julgar. me retires o teu Santo Espírito.
5 Eu nasci na iniqüidade, e em pecado me 12 Restitui-me a alegria da tua salvação e
concebeu minha mãe. sustenta-me com um espírito voluntário.
13 Então, ensinarei aos transgressores os 17 Sacrifícios agradáveis a Deus são o
teus caminhos, e os pecadores se espírito quebrantado; coração compungido e
converterão a ti. contrito, não o desprezarás, ó Deus.
14 Livra-me dos crimes de sangue, ó Deus, 18 Faze bem a Sião, segundo a tua boa
Deus da minha salvação, e a minha língua vontade; edifica os muros de Jerusalém.
exaltará a tua justiça. 19 Então, te agradarás dos sacrifícios de
15 Abre, Senhor, os meus lábios, e a minha justiça, dos holocaustos e das ofertas
boca manifestará os teus louvores. queimadas; e sobre o teu altar se oferecerão
16 Pois não te comprazes em sacrifícios; do novilhos.
contrário, eu tos daria; e não te agradas de
holocaustos.

Jesiel Monteiro de Miranda - 11-10 -2009