Você está na página 1de 1

CIDADES PARA PESSOAS

Kelly Daiane Periera Borba


Carolina Viviane Nunes - Daniel Pires Stolaruk
MEC - Centro Universitrio Leonardo da Vinci - UNIASSELVI
Arquitetura e Urbanismo (ARQ-16) Teoria e Projeto de Arquitetura VI
20/08/14

RESUMO
Atualmente est cada vez mais difcil encontramos lugares convidativos e
seguros para se viver, devido ao crescimento descontrolado das cidades, e sua demanda
por grandes edifcios, junto ao seu trfego desenfreado, as cidades se tornaro lugares
onde no se tm um lugar de convvio ou de encontro, at mesmo os espaos pblicos
criados esto mal localizados e vazios, sem pessoas pra utilizar, ou qualquer outro meio
de ligao das reas entre si, ou seja, j no se tem acesso ao que acontece na cidade,
principalmente nas ruas, tanto o comrcio quanto as residncias esto fechadas pras
caladas, tornando assim cada vez mais inseguro de se passar, menos interessante de se
olhar, criando um trajeto longo e cansativo, um exemplo disto imaginar uma rua com
grandes edifcios fechados, sem nada a oferecer a quem passa por ali, parecendo mais
um corredor deserto, aumentando a criminalidade e a violncia no local.
O conceito de cidade viva, apresentada por Jan Gehl nos mostra o quo
importante a urbanizao das cidades, o fato de querer que haja interao entre o que
se passa dentro e fora das ruas, interligar e conectar as pessoas e as atividades em
poucos espaos pblicos de tamanho adequado, e no mesmo nvel, sempre as
concentrando e ligando-as numa escala humana, ou seja, quanto mais convidativo e de
fcil utilizao forem os espaos, mais interao haver nas ruas, sejam de pessoas que
passam, que param e olham, faam compras, olham vitrines, caminham, conversam, etc,
e com isso mais viva ser a cidade. Segundo Gehl "A vida na cidade uma questo de
quantidade e qualidade, ambas combinando sob a forma de bons espaos urbanos", no
texto, Gehl aborda princpios fundamentais com relao ao que deve-se ser feito para
que haja de verdade uma melhor qualidade de vida da cidade, e como consequncia,
refletir essas solues tanto de mobilidade, acessibilidade, sustentabilidade, segurana, e
a valorizao dos espaos pblicos e privados para que haja um maior dinamismo entre
as pessoas e os lugares em que elas vivem, tornando a cidade realmente viva.