Energia Solar

Prefácio.
O panorama mundial está mudando rapidamente, por motivos ligados a três das grandes
preocupações da humanidade nesse início de século: meio ambiente, energia e economia
global.

Matriz energética
A matriz energética consiste, numa definição simplificada, de uma descrição de toda a
produção e consumo de energia de um país, discriminada por fonte de produção e setores
de consumo. A matriz pode ser tão detalhada quanto se deseje. No Brasil, a descrição
disponível mais detalhada que se tem é o Balanço Energético Nacional (BEN), que é
elaborado anualmente pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), sendo publicado pelo
Ministério de Minas e Energia (MME). É um documento bastante completo, publicado
regularmente desde 1970, sendo amplamente utilizado tanto pelo governo quanto pelo
setor privado para suas atividades de planejamento e investimento.

A matriz energética brasileira
Para se ter uma ideia da complexidade que a matriz energética pode atingir, basta que se
observe que a matriz energética brasileira de 2007 pode ser resumida em uma planilha de
57 colunas e 185 linhas!
Define-se a matriz energética como sendo a oferta interna de energia (OIE) discriminada
quanto às fontes e setores de consumo. A OIE é, às vezes, chamada de demanda total de
energia (DTE). As unidades mais usadas são caloria, joule e btu para o poder calorífico e
kWh (quilowatt-hora) para eletricidade. Também é comum encontrarmos a tonelada
equivalente de petróleo (tep), que nos dá a energia consumida em termos de uma massa
equivalente de petróleo. Considera-se que 1 kg de petróleo equivale a 10.000 kcal, ou seja,
aproximadamente 42.000 kJ. Quanto à eletricidade, é útil ter em mente que 1 kWh é a
energia necessária para manter acesas 10 lâmpadas de 100 W durante 1 h o que, em
termos de energia, equivale a 3,6 kJ.

A figura abaixo mostra a oferta interna de energia no Brasil em 2007.5 O valor total foi de
238,8 milhões de tep, o que representa um aumento de 5,5% em relação a 2006, e que
equivale a 2% de toda a energia produzida no mundo. Um dado interessante é a OIE per
capita, que no Brasil foi de 1,29 tep/habitante. Este valor fica abaixo da média mundial
(1,8 tep) e é cerca de 3,6 vezes menor que a média dos países da OECD (Organisation for

esta tendência vem sendo compensada de forma crescente pela instalação cada vez mais comum de sistemas de refrigeração em residências e no setor comercial . podendo atingir até 170 W/m2. são apenas diferentes formas de energia solar. A incidência de radiação varia conforme a posição geográfica.8 A figura abaixo mostra um mapa .Economic Cooperation and Development – Organização Para Cooperação Econômica e Desenvolvimento).6 Devemos ressaltar que um fator que contribui significativamente para este baixo consumo per capita no Brasil e a inexistência de sistemas de calefação na quase totalidade das residências no país. pode-se dizer que. Entretanto.500 vezes o consumo de energia primária de sua população. Num sentido bastante amplo. renováveis ou não. A quantidade de radiação solar que atinge o planeta anualmente equivale a 7. constituída majoritariamente por países ricos. todas as outras fontes. Energia solar O Sol é a fonte de energia primária mais abundante para nosso planeta. com exceção da energia nuclear.

é uma ordem de grandeza maior que a soma de todas as fontes não renováveis (provadas e estimadas). que é de 3000 GW.4×106 EJ. a energia solar pode ser usada para a geração de eletricidade através do uso de painéis fotovoltaicos. Além da utilização no aquecimento de água através de coletores solares. que convertem diretamente a energia solar em energia elétrica (energia solar fotovoltaica). Se apenas 0. A radiação solar que atinge anualmente a superfície da Terra. mostramos uma comparação entre a quantidade de energia solar incidente e outras fontes de energia.mundial da energia solar média incidente ao nível do solo. Na tabela.1% da energia solar pudesse ser convertida com uma eficiência de 10%. ainda assim a energia gerada seria quatro vezes maior que a capacidade mundial total de geração de energia. 3. incluindo os combustíveis fósseis e nucleares. ou .

a capacidade instalada no mundo deverá atingir 3000 MW nos próximos anos. os custos de implantação destas Usinas ainda são elevados. No mundo. Há atualmente vários centros dedicados ao desenvolvimento e aplicação da energia solar no Brasil. A poluição decorrente da fabricação dos equipamentos necessários para a construção dos painéis solares é totalmente controlável utilizando as formas de controlo existentes atualmente. com valores médios de 206 W/m2. O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) é o responsável pela medição do potencial de insolação em suas 187 estações de monitoramento. já que a indústria de wafers de silício não tem sido capaz de acompanhar a demanda.14/kWh. que tem um custo de US$ 0. pois sua instalação em pequena escala não obriga a enormes investimentos em linhas de transmissão. No Brasil. A energia solar é excelente em lugares remotos ou de difícil acesso. Não há no momento. pois os valores anuais de insolação. Porém. A produção anual de painéis fotovoltaicos atingiu 1700 MW em 2005. Quanto à energia solar térmica. a capacidade instalada é estimada entre 12 e 15 MW. bastante acima. a demanda por painéis fotovoltaicos tem crescido a uma taxa de 35% ao ano. planos oficiais de instalação de usinas térmicas solares no Brasil. Seus dados permitem concluir que a região nordeste tem o maior potencial. uma alternativa extremamente interessante para diversificar a matriz renovável brasileira.pelo aquecimento de fluidos cujos vapores são usados para movimentar turbinas geradoras de eletricidade (energia solar térmica). De modo geral. Isto fez com que o custo da energia solar fotovoltaica subisse recentemente. Isso torna cada vez mais a energia solar uma solução economicamente viável. entre 1800 kWh/m2/ano62 e 1950 kWh/m2/ano são inferiores somente aos encontrados nas regiões desérticas das Américas do Norte e do Sul. Os painéis solares são a cada dia mais potente ao mesmo tempo em que o seu custo vem decaindo. norte da África. fazendo com que o preço final da energia fique em torno de US$ 0. Oriente Médio. por exemplo.04/kWh. entre os quais destacamos o Centro de Referência em Energia Solar e Eólica Sergio Salvador de Brito (CRESESB). a União Européia e os Estados Unidos os principais produtores. dos quais mais de 2000 MW estarão na Espanha. Vantagens da energia solar A energia solar não polui durante seu uso.10 a 0. embora esta seja. China e Austrália. devido a uma conjunção de excelentes recursos solares e uma firme política governamental de incentivo. da energia hidráulica. . ligado ao Centro de Pesquisas em Energia Elétrica (CEPEL) e o Centro Brasileiro Para o Desenvolvimento da Energia Solar Fotovoltaica (CB-Solar). igualmente divididos entre sistemas de telecomunicações e sistemas rurais remotos. sendo o Japão. As centrais necessitam de manutenção mínima. o Brasil é um bom candidato à implementação de painéis fotovoltaicos. em nossa opinião.

principalmente em residências. por exemplo. pois não polui o meio ambiente e não acaba. e a energia hidroelétrica (água). Maiores produtores . As formas de armazenamento da energia solar são pouco eficientes quando comparadas. Islândia. Outro problema é a dificuldade de armazenamento da energia solar. em locais longe dos centros de produção energética sua utilização ajuda a diminuir a procura energética nestes e consequentemente a perda de energia que ocorreria na transmissão. e.Em países tropicais. formados por células fotovoltaicas. aos combustíveis fósseis (carvão. Desvantagens da energia solar Existe variação nas quantidades produzidas de acordo com a situação climatérica (chuvas. Esta energia é captada por painéis solares. pois o custo de fabricação e instalação dos painéis solares ainda é muito elevado. Vantagens A energia solar é considerada uma fonte de energia limpa e renovável. como o Brasil. neve). Locais em latitudes médias e altas (Ex: Finlândia. Resumo Definição Energia solar é aquela proveniente do Sol (energia térmica e luminosa). para o aquecimento da água. e transformada em energia elétrica ou mecânica. petróleo e gás). o que obriga a que existam meios de armazenamento da energia produzida durante o dia em locais onde os painéis solares não estejam ligados à rede de transmissão de energia. Nova Zelândia e Sul da Argentina e Chile) sofrem quedas bruscas de produção durante os meses de Inverno devido à menor disponibilidade diária de energia solar. Os painéis solares têm um rendimento de apenas 25%. Locais com frequente cobertura de nuvens (Londres) tendem a ter variações diárias de produção de acordo com o grau de nebulosidade. A energia solar também é utilizada. além de que durante a noite não existe produção alguma. Custo e armazenamento A energia solar ainda é pouco utilizada no mundo. a utilização da energia solar é viável em praticamente todo o território.

Estados Unidos e Alemanha. O painel solar é o principal componente de um sistema de energia solar e é formado por um conjunto de células fotovoltaicas que geram energia através da luz do sol. Mapa da radiação solar no Brasil. sem mecanismos móveis.Os países que mais produzem energia solar são: Japão. sem gerar resíduos e sem necessidade de manutenção. Quando o sol atinge a célula os elétrons se movimentam gerando uma corrente elétrica. . Painel solar fotovoltaico Os painéis solares geram energia elétrica grátis a partir do sol e de forma muito simples.

o que envolve um processo complexo para fabricar os cristais únicos de cada célula. . um sistema pode possuir muitos painéis fotovoltaicos e montados de diferentes formas. Dessa maneira. dando uma aparência de vidro quebrado à célula. um painel típico terá aproximadamente 1 m2 e pesa pouco mais de 10 Kg. como metal ou vidro para formar o painel. é feito de 36 células solares capazes de produzir cerca de 17 volts em corrente contínua e uma potência de até 140 Watts. dependendo da intenção de uso e tecnologia empregada. mas para que se tenha uma idéia. Nestes painéis as células são formadas por diversos e não somente um cristal. Painéis de Filme Fino – O material fotovoltaico é depositado diretamente sobre uma superfície. Os modelos geralmente variam de 5 até 300 Watts de potencia máxima.Existem inúmeras variações de painéis fotovoltaicos. A área disponível pode ser uma restrição. Painéis Solares Policristalinos – São um pouco menos eficientes que os monocristalinos. pode-se trabalhar tanto com as potências como as tensões de saída desejadas do sistema de energia solar. O silício utilizado deve ter elevada pureza. Além disso. São muito mais baratos e também muito menos eficientes. pois a baixa eficiência deve ser compensada por uma área maior. Três tipos básicos de painel solar fotovoltaico    Painéis Solares Monocristalinos – São mais eficientes e feitos de células monocristalinas de silício.

A área de utilização do sistema é de 60 metros quadrados. Esse sistema. onde com o custo de economia.Na Unifieo Sistema cotado via internet. temos a redução de R$871. com gasto de R$79980. fator de apoio ao ambiente. Além da economia. o sistema se paga em aproximadamente 7 anos e meio. usando o custo de R$0. . o impacto na Unifieo é o reconhecimento como uma instituição que se preocupa com o meio ambiente.4356 por kWh.00 que produz em média 2000 kWh/mês.00 mensais.

5 anos 85 R$ 1.00 1620 48600 48.400.650.432 16 anos 83 R$ 1.00 756 22680 22.350.00 1020 30600 30.12 181.Segue abaixo tabela com valores de placas vendidas do varejo e suas características.976 71.72 116.6 15.712 14.040.00 2520 75600 75. Modelo Painel Solar Fotovoltaico SM-63KSM Painel Solar Fotovoltaico SM-83KSM Painel Solar Fotovoltaico KC85-T Painel Solar Fotovoltaico KD135-UPU Painel Solar Fotovoltaico 210GX-LPU Potência W/h Preço Potncia W/dia Economia mês/R$ Economia ano/R$ Se paga em 63 R$ 915.88 5. foi considerado o total de 12 horas Para mês.6 9.44 18 anos 135 R$ 1.00 996 29880 29.64 14 anos 210 R$ 2.68 4.6 6.12 73. foi considerado o total de 30 dias Potência KWh/mês W/mês .44 13 anos Para dia.536 54.

e na incolumidade das pessoas. Dos deveres Ante o meio Orientar o exercício das atividades profissionais pelos preceitos do desenvolvimento sustentável. . tendo como objetivos maiores a preservação e o desenvolvimento harmônico do ser humano. colocando a serviço da melhoria da qualidade de vida do homem. Atender. quando da elaboração de projetos.Do Código de Ética dos Engenheiros Do objetivo da profissão A profissão é bem social da humanidade e o profissional é o agente capaz de exercê-la. Considerar em todos os planos. execução de obras ou criação de novos produtos. aos princípios e recomendações de conservação de energia e de minimização dos impactos ambientais. Da intervenção profissional sobre o meio A profissão é exercida com base nos preceitos do desenvolvimento sustentável na intervenção sobre os ambientes natural e construído. de seu ambiente e de seus valores. de seus bens e de seus valores. festando-se pela prática tecnológica. projetos e serviços as diretrizes e disposições concernentes à preservação e ao desenvolvimento dos patrimônios sociocultural e ambiental.