Você está na página 1de 1

Ficha Técnica

Espelho d’Alma
Massagem
www.espelhodealma-massagem.blogspot.com
para Terapeutas 1
espelhodealma.massagem@gmail.com

DEFINIÇÃO
Herpes Simples
Entre os vários vírus diferentes na família do herpes que afectam os seres humanos, os dois vírus herpes simples
mais comuns e intimamente aparentados são o herpes oral e o herpes genital . Esses vírus causam vesículas
dolorosas ao redor da parte externa da boca e nos lábios (herpes oral) ou ao redor da genitália, nas coxas e nas
nádegas (herpes genital).

O nome para este conjunto de vírus, alguns dos quais se espalham sobre a pele, provém da palavra grega herpô,
que significa «rastejar». Esta é também a palavra original de herpetologia, o estudo dos répteis e anfíbios.

Seja ele oral ou genital, o herpes Quando os vírus do herpes simples foram documentados pela primeira vez, constatou-se que o vírus que causava
simples manifesta-se habitualmente da o herpes oral (Tipo I) era diferente daquele associado ao herpes genital (Tipo II). Desde então, foi observada uma
mesma maneira: a área afectada pode grande quantidade de interconexões e, assim sendo, o delineamento entre a infecção pelos herpes Tipo I e Tipo Il
evidenciar alguma dor ou perdeu grande parte de seu significado.
«formigueiro» poucos dias antes de um
surto (o estágio "prodrórnico"), de
seguida uma vesícula ou um
aglomerado de vesículas aparece sobre CONTÁGIO
uma base avermelhada.
O vírus herpes é famoso pela sua capacidade de contágio. Ao contrário de muitos patogénicos, o vírus herpes
As vesículas erupcionam e gotejam um pode permanecer adormecido e saudável fora do corpo de um hospedeiro durante várias horas.
líquido rico em vírus ao redor de toda
a área. O protector facial que um cliente infectado usou pode passar o vírus para outro cliente.

Os panos e as toalhas para a face também são potencialmente perigosos.

O herpes é famoso pela sua propagação para outras partes do corpo. Se tocar uma lesão herpética e, a seguir, o
olho de um indivíduo, poderá ocorrer uma infecção herpética dolorosa e perigosa da córnea (ceratite herpética).
As vesículas são substituídas por uma Um dos aspectos mais perigosos da infecção herpética é que o paciente pode estar a espalhar o vírus a partir de
crosta após 1 semana ou 10 dias, uma pele que não apresenta qualquer lesão visível. Isto significa que para contrair o herpes de outra pessoa,
encerrando a fase mais perigosa para a basta o contacto pele a pele com o vírus, sendo desnecessário qualquer úlcera ou solução de continuidade na
propagação da doença. pele.
Ao todo, o surto dura cerca de 2 a 3
semanas.
TRATAMENTOS
O herpes é uma infecção viral, o que significa que pouco pode ser feito a não ser esperar que desapareça. O
aciclovir é um agente antiviral que pode suprimir a actividade viral, porém não conseguirá prevenir os surtos
futuros.

A prevenção constitui o principal objectivo do tratamento desta condição; isto significa isolar toalhas, roupa de
marquesa e vestuário, assim como evitar o contacto com zonas genitais, enquanto as lesões estiverem presentes.

Manter-se o mais saudável possível entre os surtos constitui uma importante maneira de reduzir a frequência e a
gravidade dos episódios herpéticos.

MASSAGEM???
Os surtos de herpes genital são por Obviamente, os surtos agudos de herpes são contra-indicados na massagem. Se o cliente tiver um historial clínico
vezes acompanhados por sintomas de herpes, é importante explicar a razão pela qual não deve receber massagem durante o estágio prodrômico ou
sistémicos, como febre, dores durante um surto.
musculares, tumefação (inchaço)
nos linfonódos inguinais e micção Até mesmo depois de a lesão já ter formado uma crosta, o herpes constitui pelo menos uma contra-indicação
difícil ou dolorosa. local.

Tendo em consideração que o vírus consegue sobreviver fora do hospedeiro por várias horas, os lençóis e
resguardos de qualquer cliente com herpes devem ser tratados a "quente" e isolados num recipiente fechado
e esterilizado, seja por métodos profissionais, ou receber um branqueador extra na ciclo da lavagem.

Os clientes que apresentam surtos activos de herpes não são bons candidatos para receber massagem.

No caso do terapeuta ser ele próprio vítima de surtos activos de herpes terá de respeitar a saúde dos seus
clientes, não os expondo ao vírus. As úlceras frias já cobertas por uma crosta podem ser extremamente
pruriginosas (causar comichão).

O terapeuta deve ter cuidado especial para não coçar inadvertidamente a sua face com luvas, punhos e mãos
e, de seguida, tocar o cliente com uma superfície contaminada.

O conteúdo desta ficha técnica pertence a Espelho d’ Alma - Massagem, não podendo ser reproduzido ou alterado nem ser utilizado para fins comerciais ou
Espelho d’Alma outros sem o seu expresso consentimento, exceptuando-se a utilização educacional/didáctica ou jornalística. Nestes casos, para a realização de citações e
Massagem menção da fonte, deverá utilizar-se uma notação que identifique o Espelho d’ Alma - Massagem e o endereço Web dos conteúdos específicos consultados.