Você está na página 1de 9

Curso Fundamentos de Eletricidade Industrial

Eletrodutos
Eletrodutos são tubos de metal ou plástico, rígidos ou flexíveis,
utilizados com a finalidade de proteger os condutores contra umidade,
ácidos ou choques mecânicos. Podem ser classificados em:
• eletroduto rígido de aço-carbono;
• eletroduto rígido de PVC;
• eletroduto metálico flexível;
• eletroduto de PVC flexível.

Eletrodutos rígidos de aço

Os eletrodutos rígidos de aço são tubos de aço com ou sem


costura longitudinal (solda), com diâmetros e espessuras de paredes
diferenciados, e com acabamento de superfície externo e/ou interno,
que pode ser brunido, decapado, fosfatizado, galvanizado, pintado,
polido, revestido ou trefilado. São usados normalmente em instalações
expostas.

Comercialmente são adquiridos em barras de 3 metros, cujas


extremidades são roscadas e providas de uma luva.

Os eletrodutos rígidos de aço são especificados de acordo com as


normas NBR 5597, 5598, 5624 e 13057. Apresentam variação de
diâmetro e espessura de parede conforme a tabela a seguir.

SENAI/SP Unidade 3
Dimensionamento de circuitos industriais 1
Curso Fundamentos de Eletricidade Industrial

Diâmetro Designação Espessura de parede (mm )


nominal da rosca NBR NBR NBR NBR
(mm) (polegada) 5597 5598 5624 13057
10 3/8 2,00 2,00 1,50 1,50
15 1/2 2,25 2,25 1,50 1,50
20 3/4 2,25 2,25 1,50 1,50
25 1 2,65 2,65 1,50 1,50
32 1 1/4 3,00 3,00 2,00 2,00
40 1 1/2 3,00 3,00 2,25 2,25
50 2 3,35 3,35 2,25 2,25
65 2 1/2 3,75 3,75 2,65 2,65
80 3 3,75 3,75 2,65 2,65
90 3 1/2 4,25 4,25 2,65 2,65
100 4 4,25 4,25 2,65 2,65
125 5 5,00 5,00 - -
150 6 5,30 5,30 - -

As diferenças entre as normas citadas está no acabamento, no tipo


de rosca (BSP ou NPT) e na presença ou ausência de costura no
eletroduto.

Observações

I. A designação do diâmetro do eletroduto deve ser feita pelo


diâmetro nominal e não pela designação da rosca.
II. No comércio, são encontrados eletrodutos de má qualidade que
não atendem às normas. Os comerciantes chamam esses materiais
de eletrodutos leves, médios ou pesados. Esse material e essas
denominações não devem ser usados.

Para a fixação dos eletrodutos em instalações aparentes são utilizadas


braçadeiras apropriadas para cada ocasião, e que são encontradas em
catálogos de fabricantes.
Os eletrodutos metálicos não devem ser utilizados em ambientes
corrosivos ou com excessiva umidade. Além disso, eles devem ser
curvados a frio, pois o calor destroi sua proteção de esmalte, o que
causará a posterior oxidação do eletroduto.

SENAI/SP Unidade 3
Dimensionamento de circuitos industriais 2
Curso Fundamentos de Eletricidade Industrial

Dobramento de eletrodutos

Em alguns casos, é necessário dobrar


eletrodutos de aço. Isso é feito
para adaptá-los ao traçado de uma
instalação, quando se deseja que uma
rede de eletrodutos transponha um
obstáculo, acompanhe uma superfície
com uma eventual curvatura ou
mesmo por falta de uma curva pré-
fabricada.

Para dobrar o eletroduto, é


necessário que antes se prepare um
gabarito de arame de acordo com as
curvas a serem feitas.

As partes que serão curvadas devem ser marcadas no eletroduto


conforme a figura a seguir.

Para executar o dobramento, apoia-se o eletroduto no chão. O dobra-


tubos é então seguro com as mãos, e o operador prende o eletroduto
com os pés. O cabo do dobra-tubos é puxado aos poucos e o eletroduto
é dobrado conforme a inclinação da curva desejada.

SENAI/SP Unidade 3
Dimensionamento de circuitos industriais 3
Curso Fundamentos de Eletricidade Industrial

Durante essa operação, não se pode esquecer de comparar o


eletroduto com o gabarito preparado anteriormente.
Para executar essa operação, pode-se usar, também, o tripé do tipo
dobra-tubos.
Com esse equipamento, porém, o tripé fica fixo e é o eletroduto que é
movimentado.

Eletroduto rígido de PVC

Estes eletrodutos são fabricados com derivados de petróleo, sendo


isolantes elétricos, não sofrem corrosão nem são atacados por ácidos.
São fabricados em barras de 3 metros, tendo também seus extremos
roscados, e seus diâmetros e espessura de parede são determinados
pela NBR 6150 conforme tabela que segue.

Diâmetro Referência da Classe A Classe B


nominal rosca Espessura de Espessura de
(mm) (polegada) parede (mm) parede (mm)
16 3/8 1,5 1,0
20 1/2 1,5 1,0

25 3/4 1,7 1,0


32 1 2,1 1,0
40 1 1/4 2,4 1,0
50 1 1⁄2 3,0 1,1
60 2 3,3 1,3
75 2 1/2 4,2 1,5
85 3 4,7 1,8

SENAI/SP Unidade 3
Dimensionamento de circuitos industriais 4
Curso Fundamentos de Eletricidade Industrial

Os eletrodutos rígidos de PVC são normalmente utilizados em


instalações embutidas, ou instalações externas em ambientes úmidos.
Porém não devem ser utilizados em ambientes onde a temperatura seja
superior a 50o C.

Para utilização em desvios da instalação, são fabricadas curvas de 90o.

Em alguns casos é necessário curvar o eletroduto em ângulos, para


adaptá-lo ao traçado de uma instalação, quando este encontre um
obstáculo ou acompanhe uma superfície com uma curvatura especial.
Da mesma forma como com os eletrodutos de aço, em alguns casos,
quando se empregam os eletrodutos rígidos de PVC, é necessário curvá-
los em ângulos, para adaptá-los ao traçado da instalação. Para isso, é
necessário ter uma fonte de calor e uma mola de aço com diâmetro
compatível com a medida do diâmetro interno do eletroduto.
Para curvar o eletroduto de PVC, primeiro deve-se marcar a zona
a ser curvada com dois traços. Depois disso, seleciona-se a mola
correspondente ao eletroduto, introduzindo-a de maneira que coincida
com a zona a ser curvada.

SENAI/SP Unidade 3
Dimensionamento de circuitos industriais 5
Curso Fundamentos de Eletricidade Industrial

A zona a ser curvada deve ser


aquecida, girando-se e deslocando-
se o eletroduto em um e outro
sentido, sobre uma fonte de calor
suave, para que o plástico amoleça.
A fonte de calor pode ser um
fogareiro elétrico, um soprador
térmico, ou mesmo uma chama.

Quando se percebe que o material está cedendo, começa-se a curvá-lo


lentamente. Deve-se evitar queimar ou amolecer demasiado o plástico.
Continua-se dobrando o eletroduto até obter a forma desejada,
controlando com o gabarito correspondente, ou sobrepondo-o ao
traçado. Quando o curvamento estiver de acordo com o gabarito,
a zona curvada deve ser imediatamente resfriada com um pano
umedecido ou submergindo-a em um recipiente com água fria.

Eletroduto metálico flexível

Este eletroduto é formado por uma cinta de aço galvanizada, enrolada


em espirais meio sobrepostas e encaixadas de tal forma que o conjunto
proporcione boa resistência mecânica e grande flexibilidade. Esse
produto também é fabricado com um revestimento de plástico a fim de
proporcionar maior resistência e durabilidade.

São utilizados em instalações expostas de máquinas e motores


elétricos.

SENAI/SP Unidade 3
Dimensionamento de circuitos industriais 6
Curso Fundamentos de Eletricidade Industrial

Este eletroduto é comercializado em rolos de 100 metros, que contêm


a indicação do diâmetro externo.

Eletrodutos de PVC flexível

Existem eletrodutos flexíveis de material plástico, utilizados somente


em instalações embutidas. Como não existe uma norma da ABNT a
respeito desse tipo de eletroduto, para sua correta especificação e
utilização, deve-se utilizar da norma IEC 614.

No comércio, os eletrodutos flexíveis de PVC são adquiridos em rolos


de 50 ou 100 metros.

SENAI/SP Unidade 3
Dimensionamento de circuitos industriais 7
Curso Fundamentos de Eletricidade Industrial

Não use mangueiras!

De acordo com a legislação, é vedado o uso, como eletroduto, de


produto que não seja expressamente apresentados e comercializados
como tal. Esta proibição inclui produtos caracterizados pelos seus
fabricantes como “mangueiras”.
Nas instalações elétricas abrangidas pela NBR 5410 só são admitidos
eletrodutos não-propagantes de chama, que suportem os esforços
de deformação característicos da técnica construtiva utilizada.
Eles devem suportar as solicitações mecânicas, químicas, elétricas e
térmicas às quais forem submetidos nas condições da instalação.
Nos eletrodutos, só devem ser instalados condutores isolados, cabos
unipolares ou cabos multipolares.

Obs. Isto não inclui eletrodutos para proteção mecânica, por exemplo,
de condutores de aterramento.

Cuidados na montagem dos eletrodutos

Para facilitar o trabalho de colocação dos condutores nos eletrodutos,


os trechos contínuos de tubulação, sem interposição de caixas e
equipamentos, não devem exceder 15 metros de comprimento para
linhas internas nas edificações e 30 metros de comprimento para áreas
externas às edificações se os trechos forem retilíneos. Se curvos, os
limites de 15 metros e 30 metros devem ser reduzidos para 3 metros
de cada curva de 900.
Em cada trecho de tubulação delimitado, de um lado e de outro, por
caixa de extremidade de linha, qualquer que seja esta combinação
(caixa-caixa, caixa-extremidade ou extremidade-extremidade), podem
ser instaladas no máximo três curvas de 900 ou seu equivalente, até no
máximo 2700. Em nenhuma hipótese devem ser instaladas curvas com
deflexão superior a 900 devido a grande dificuldade de passagem de
condutores.
Em todos os pontos da tubulação onde houver entrada ou saída de
condutores deve haver caixas, ou em todos pontos de emendas ou
derivações de condutores, ou sempre que for necessário segmentar a
tubulação.
Na montagem dos eletrodutos nas linhas embutidas em concreto
armado, os eletrodutos devem ser dispostos de modo a evitar a sua
deformação durante a concretagem.
As junções de eletrodutos embutidos devem ser efetuadas com auxilio
de acessórios estanques aos materiais de construção.

SENAI/SP Unidade 3
Dimensionamento de circuitos industriais 8
Curso Fundamentos de Eletricidade Industrial

Eletrocalha

A eletrocalha, também chamada de leito, é uma bandeja que acomoda


os cabos condutores em substituição ao eletroduto quando existe a
necessidade de muitos cabos na instalação. Veja a figura a seguir:

Eletrocalha metálica para acomodação de cabos

A montagem da eletrocalha requer que sejam fixados prisioneiros


no teto e paredes para sustentação. A montagem é feita com
trechos retos de 3 metros, emendas para trechos maiores e curvas
de no máximo 90º. Veja um exemplo de montagem retirado do site
www.jea.com.br

SENAI/SP Unidade 3
Dimensionamento de circuitos industriais 9