Você está na página 1de 50
CONSULTORIA DE IMAGEM OQRPORATIVA E EXECUTIVA berenholc & dalpra ‘al desenvolvido por liana Berenholc e Patricia Dalpra para uso exclusivo no curso CONSULTORIA DE IMAGEM CORPORATIVA E EXECUTIVA. Reproducao do todo ou partes nao permitida sem a devida autorizagao. Outubro 2012 ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DIRETOS RESERVADOS 2 INDICE CONSULTORIA CORPORATIVA 8 '* QUALIDADES ESPERADAS 8 ‘* BENEFICIOS DA IMAGEM PROFISSIONAL 8 + DNAE SUA IMPORTANCIA NO CONTEXTO ATUAL 9 NOVAS TENDENCIAS NO MUNDO CONTEMPORANEO 11 * O COMPORIAMENIU DA GEKAGAU Y NU AMBIENTE DE IHABALHO 11 '* GERAGAO Y 13 PRIMEIRAS IMPRESSOES 15 _ CONSISTENCIA DE IMAGEM 15 _ ELEMENTOS DA IMAGEM 15 TOPICOS SOBRE IMAGEM E APARENCIA 17 CODIGOS VISUAIS 18 ‘SIMBOLOS FORMA'S 18 SIMBOLOS INFORMAIS 18 CORES 18 TECIDOS E TEXTURAS 18 PADRONAGENS E ESTAMPAS 19 # LINHAS E FORMAS 19 = CONSTRUGAO 19 * SOBREPOSICAO 19 = ACESSORIOS 19 OS CODIGOS PROFISSIONAIS 20 * NIVEIS DE FORMALIDADE 20 * 0 GUARDA-ROUPA FORMAL CLASSICO 20 '» GUARDA-ROUPA FORMAL CONTEMPORANEO 22 ‘+ © GUARDA-ROUPA CASUAL PROFISSIONAL 24 + O GUARDA-ROUPA ESPORTE PROFISSIONAL 26 SABOTADORES DA IMAGEM 27 CUIDADO PESSOAL 28 * MULHERES 28, HOMENS 29 * MENSAGENS DAS CORES NO AMBIENTE PROFISSIONAL 31 ESTILO NO TRABALHO 33 * ESPORTIVO 33 * CLASSICO TRADICIONAL 33 ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS S = CLASSICO REFINADO 33 MES CORPORATIVOS 35 ICAS DE VESTUARIO 40 [AMENTO FACE-A-FACE 44 FAZER SEMPRE 44 RIMENTOS 44 AO DE VISITA 45 ESPAGO DE TRABALHO 45, IMENTO AQ PLIRL ICO 47 TATO EFETIVO 47 RREIRAS PARA A COMUNICAGAQ 47 RREIRAS PARA A COMUNICAGAO AO TRANSMITIRMOS A MENSAGEM 47 ENDENDO A ESCUTAR 48 CONVERSAS 48 REVISTA DE EMPREGO 49 COS SOBRE COMPORTAMENTO SOCIAL 52 3EFEIGOES DE NEGOCIOS 53 CONVIDANDO ALGUEM &3 '* QUANDO FOR CONVIDADO 53 * EM NENHUMA CIRCUNSTANCIA 53 ETIQUETA A MESA 53 ILANA BERENHOLG & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DREITOS RESERVADOS 4 ‘+ POSTURA 53 + CUIDADOS GERAIS 54 '* GUARDANAPOS 54 TALHERES 54 ACIDENTES 55 TEMPEROS 55 BUFFETS E COQUETEIS 55 0 DAS REDES SOCIAIS EM AMBIENTE CORPORATIVO 64 COS SOBRE LINGUAGEM CORPORAL 67 EM CORPORAL 68 = AOSENTAR 70 ‘= CABEQA 70 * ORIENTACAO 70 ‘¢ IMPACTO VOCAL 71 ATENDIMENTO CORPORATIVO 73 + SEIS ETAPAS DA CONSULTORIA 73 ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 5 * ESTILOS DE COMUNICAGAO NAS REUNIOES COM OS CLIENTES 73 * IDENTIFICANDO © ESTILO 74 * IDENTIFICANDO AS NECESSIDADES 76 _ OUTRAS INFORMACOES RELEVANTES 77 FORMATOS 77 ELABORAGAO DAS PROPOSTAS 77 '* PROPOSTA DE TRABALHO 78 '* VALORES 78 ‘SUGESTAO DE MODULOS 78 CONTEUDO 79 RATEGIAS DE APRENDIZAGEM 79 A GRANDE PERGUNTA : © QUE VOCE QUER TER? 81 RELACAO 82 + ATENGAO 84 4 ESTAGIOS DA MUDANGA 84 MUDANGAS 84 REGRAS FUNDAMENTAIS PARA 0 COACH 85 PERSONAL BRANDING 85 OQUEE 85 _ = BENEFICIO 85 * QUALIDADES DE UMA MARCA PESSOAL FORTE 85 '* PROCESSO REACH 86 EXERCICIOS SUGERIDOS 88 ‘* PRIMEIRAS IMPRESSOES E JULGAMENTOS 88 * NIVEIS DE FORMALIDADE 88 * COLORAGAO PESSOAL 88 * CAPSULE WARDROBE 88 + ETIQUETA 88 ILANA BERENHOLG & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DIRETTOS RESERVADOS 6 ‘* LINGUAGEM CORPORAL 88 * ENCERRAMENTO 89 * OUTRAS SUGESTOES 89 ESTRUTURACAO DO NEGOCIO 91 ‘* CONCEPGAO DO NEGOCIO DA CONSULTORIA 91 DEFINIGAO DA EMPRESA 92 * P| ANFJAMENTO E GESTAO DA CONSULTORIA 95 _ + DESENVOLVIMENTO PESSOAL 96 ILANA BERENHOLG & PATRICIA DALPAA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 7 CONSULTORIA CORPORATIVA » Aconsultoria de imagem corporativa consiste em dar aconselhamento na area de Imagem Profissional. © consultor oferece as empresas solugdes para questoes ou problemas especificos ligados a percep¢ao do puiblico em relacdo a identidade corporativa: » Aparéncia dos funcionérios » Gamportamento » Estilo de comunicagao » Atendimento ao cliente » Atendimento tel nico » Almagem Corporativa 6 0 modo como uma empresa ¢ percobida, reconhecida e julgada pelo mercado. A identidade Corporativa 6 como uma empresa quer ser peroebida, reconhecida e julgada. » “Para o pliblico, desempenho € a consolidacao, em seu imaginario, do que ¢ a empresa com © que parece ser a imagem corporativa.” Junia Nogueira de Sa QUALIDADES ESPERADAS » Apercepgao de competénci de um consultor ocorre através de: 1. Abordagem profissional a. Aparéncia b, Abordagem pratica cc. Enfoque global 4. Pontualidade 2. Habilidades intorpessoais a, Relacionamento . Comunicagao c. Capacidade de influenciar d. Confiabilidade 3. Reputagao 1, Recomendagdes 2. Midia BENEFICIOS DA IMAGEM PROFISSIONAL PARA A EMPRESA » Alinhamento da percepgo do piiblico ¢ identidade corporativa. » Projegao de profissionalismo, compeléncia e organizacao. » Griagao de um ambiente mais profissional » Aumento da percepgdo de qualidade. » Aumento da produtividade. > Maior vantagem competitiva. PARA O FUNCIONARIO » Projegdo de profissionalismo, qualidade, confiabilidade e competéncia, » Mostra que “pertence” ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS 0S DIREITOS RESERVADOS 6 > Maior visioilidade. » Maior chance de crescimento e promogao. » Maior vantagem competitiva. DNA E SUA IMPORTANCIA NO CONTEXTO ATUAL > FONTE: DNA Brasil- conceitos e tendéncias emergentes das § regides » Uma das dindmicas mais profundas e importantes relacionadas com a globalizagdo em curso, diz respeito 20 modo do rolacionamento entre diferentes cuituras 6 o papal que os individuos € as empresas podem desempenhar na estratégia avancada que asté em permanente interagao criativa entre as cultures locais e globais dentro de um processo dinamico. > Aidentificagdo e desenvolvimento do Genius Loci ou DNA de qualquer cultura, seja ela Pessoa ou empresa, ird nos orientar no trabalho de identificacdo das caracteristicas Unicas, mas, ao mesmo tempo universal as diferentes culturas. » Asingularidade, as qualidades distintivas so produzidas pelo DNA que, compartihado em um dinamica de universalizagdo, podem ser traduzidos, transmutados e absorvido em um proceso de potencializagdo e nao unificagao. » Genius Loci 6 uma expresso que indica 0 talento do local e sua natureza Unica @ distinta. A identificagao da identidade tem sido decisiva em projetos politicos, planejamentos empresariais e no trabalho de Marca Pessoal, » Genius Loci é visto como 0 motor da globalizacdo *saudével": um ao lado do cardter dos individuos, juntamente com o carditer de lugares. > O trabalho de explicagéio do Genius Loci permite identificar as raizes culturais através das quais uma pessoa, um pais, uma regio, um lugar, mas também uma empresa, marca, produto entende ou descobre a sua identidade que cistinguir-se pela produgao de sua propria historia, > Conhecer e apreciar o seu. DNA pode ser mais atraente, mais credivel, mais dlstintivo: Pronto para desempenhar o papel de motores tinicos universais, das parcelas permanentes de miscigenagao. Eles so os principais intervenientes no jogo de espelhos no lugar. » Nesta perspectiva, o fenémeno da globalizagao, em vez de nivelar e destruir o DNA de culturas, pessoas, negécios e produtos, permite uma circulagao répida tornando-se universel » Voo8 nao pode compreender 0 seu genius loci ou DNA, a menos que vocé soja insorido em uma relacdo com outras culturas. Lm conhecimento que permita avaliar a extensdo do “desperdicio" e a diferenga entre uma cultura e outra, entre uma marca e outra, entre um produto outro e, portanto, a sua alma mais profunda, que consolida "espelhamento" do outro. > As empresas precisam trabalhar a singularidade do seu DNA dentro do cenario ao qual esto inseridas. » Enquanto a troca foi principalmente econémica, as identidades locais e disposttives nao oderia competir globalmente, se no sequisse a légica do padrdo inventado pelos europeus @ aplicada pelos americanos melhor do que ninguém. mas agora que @ economia requer imagens simbdlicas, 6 importante, no entanto, criar as condigdes culturais para que isso soja possfvel, em uma valorizacdo consciente do talento local ou talento pessoal » Aiimporténcia simbélica do americano ja manifestou 0 seu poder, e jé reuniu os frutos: agora recorrer a fontes alternativas de energia para desenvolver uma nova dinéimica simbélica da relagdo entre mercado e da sociedade, mas eles devem acomodar, expressar e propor local ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DIRETTOS RESERVADOS 9 no seu génio, como & proposto para 0s casos com mais freqiiéncia pela Universidade de ‘Gestéo: por Absolut Vodka (Suécia), Zara (Espanna). ‘DNA nao deve ser tratado como uma meta a ser alcangada, mas um nova ferramenta em potencial a favor da inovago universal. » A busca por novas ferramentas e linguagens, e a crise de confianga na qualidade *homogénea’ e ‘aprovacao" é comparado com uma concepgao diferente do assunto ¢ do ‘mercado: um projeto onde a terra e estruturas de produtos e servigos se sobrepoem, apés a identidade logica © os mercados de pré-industrial, ou seja, a l6gica relacional, desencadeada ‘Por uma concepeao do comércio que esta perta - em geral -a idéia cle comunicagao miitua no dilogo entre as pessoas. Alguns realmente parecem periférica (Brasil, Rossia, India @ China so os paises emergentas BRIC) sao naturaimente mais proximos a essa dinamica, __ pdIS Ndo so os mercados mais avangados, da Europa para os Estados Unidos. Os grupos ‘etdrios mais jovens nesses paises - também - s40 uma oportunidade demografica € culturalmente nica neste sentido: eles fornecem energia e vitalidade para a questo 0, a0 mesmo tempo que mostra alinhados - por meio do uso de novas tecnologias - as mais, avancadas tendéncias mentais ¢ culturais. A empresa e o mercado podem tornar-se lugares ‘2 troca e de comunicacao, humana e comercial, e catalisadores no territério de identidade, (para enriquecer ¢ intercambio. Neste exercicio, os jovens dos paises em desenvolvimento se ‘tomar grandes jogadores em um ourto espago de tempo, através da aprendizagem para os ios real @ virtual com grande velocidade e habilidade. A misica, esportes, danga, ‘roupas e tudo 0 que gira em torno do corpo da cultura, por exemplo, tornam-se grandes ‘caialsadiores relacional, pode fazer vital mercados emergentes ¢ fendmenos de consumo. "A identidade néo esté em nosso passado, mas esta & frente de nés. Nessas dinamicas ‘também deve cer reavaliado praticas cotidianas e concretas, aqueles que s40 muitas vezes as culturas material. © conceito de “tradig&io co-cultural" implica a transiga0 do ‘concsiio de cultura como um termo de reguiagao de um sentido exclusivo, a uma hierarquia ‘conceito mais amplo e menos conscientes da "cultura", de modo a incluir ndo s6 os grandes alores nobres, mas também as praticas vida diéria, de acordo com um concsito de histéria narrativa que envolve 0 ser vivo globais realidade que pode ser arada, plantada e colhida, ‘como na agricultura. ‘Giobalizacao, pela primeira vez se estende a todos os cidadiios do planeta o direito de “construir sua propria identidade incividual cultural, através da intengao ¢ da escolha, de acordo com suas preferéncias e desejos. $6 nesta perspectiva é bem-vinda, porque a Jocalizagao amplia os horizontes de liberdade, e livre de lagos étnicos e comunidade, __ transformando a experiéncia de cada um em uma vivéncia unica. ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS: 10 NOVAS TENDENCIAS NO MUNDO CONTEMPORANEO © COMPORTAMENTO DA GERACAO Y NO AMBIENTE DE TRABALHO Anos de = Fatos marcantes Setmanto. Geracao Comentarios 7945 at6 1965 Baby Boomer Primera geracdoa ter A primeira metade lembra-se de JK ea roe entre 63 e 43) letevisdo ern casa, corrida Industiazayau do Brassil, seyurid espacial, contracutura _lembra-se do regime militar 1965 at 1980 GeragoX —Comrida armamentista _Tiveram sua adolescéncia nos anos 70 Biers 43 025) ructoar, Guerra Fria @ seu @ 80. Com a maior longevidade de seus fim, exploso da mila de pals, iniciou um processo de maior massa educagao ¢ fhos mais tarde. Foi primeiro descrite por Dougles Coupland, escritor Canadense. 7980152000 © Geragao Y _Estabelecimento da era da Internet e computadores fazem parte de ee entre 2868) (outambér —iM'Ormagzo, Intemt, toda a sua vid consclente, Quem a Milenrials) _ 'rTOrismo @ agora, a crise. descreve (tenta...) é 0 pessoal de MKT. 2000 até GoragdoZ Sea esta crise? Eles Joven, mas atives consumidores, que eetreocs co 6) ainda vao cheger sua nasceram imersos em tecnologia fase consciente, conectividadte. » Este grupo espectfico de individuuos, nascicos entre 1983 a 1994, tem grande familiaridade com as novas tecnologias, comunicagdes e midias. Er muitas partes do mundo, inclusive Ro Brasil, sua formacao foi marcada por uma abordagem politica © economia de carater neo- liberal e pré-mercado. Tero maior poder aquisitivo do que os seus pais em 2017. S40 formadores de opiniao - dentro de suas familias e da sociedade. » AEsséncia da Geracdo Y 6 a relagao com a tecnologia ¢ a confianca. Desta forma, 0 provesso de aprendizado mudou, elevou-se a importancia da inovagao. Possuern uma forte orentacdo visual. Pela propria relagdo com a tecnologia, durante 0 processo seja de aprendizagem quanto de trabalho, se colocam e171 uta posicdi atlva endo de passividade, » Mis propensos a comprar sem verba e por impuiso do que outras geragdes, mas pesquisa muito em uilizando todos os meios. As empresas com sites lentos ou Gesatualizados nao véio conseguir respeito dessa geragao » Ficam entediados com facilidade - cor explicagées, produtos, empregos © nas relagoes. Querem solugdes personalizades e se propoem a participar do processo 8 dao grande valor 20 reconhecimento. + Onovo é sempre methex. AMBIENTE DE TRABALHO » High Performance > Ageracao mais produtiva (Deloitte). > Emovido a desafio e usa alta energia para ultrapassar obstéculos. » Remuneragao ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DIRETOS RESERVADOS " » Salério paga as contas. Querem merecer bénus € prémios que fardo a diferenga. > O mundo agora é movide a inovagao e & na geragio Y que as empresas encontraréo 0 ‘combustivel necessario. HIERARQUIA > Omelhor perfil de chefe esta mais para Coach do que para cheffio da Méfia ETICA » Ser ético, transparente 6 justo traz resoeito. » Politica corporativa » Politica ¢ sinénimo de politicagem. Preferem tocar no trabalho a fazer jogos de poder. » Falam direto com o presidente ao invés de seguir o organograma da empresa. » Amentalidade da Geragao Y é importante para as empresas, porque vai redefinir 0 futuro do trabalho, da gestéo e dos mercados. ALGUNS DADOS SOBRE ESTE GRUPO » J8 S20 considerados como © maior segmento (volume de compras e quantidade de ‘consumidores) em diversos setores da economia mundial. Sao tidos como a geragéo com maior propenso ao consumo € menor propensao A poupanga. » Representam cerca de 17% da populagao brasileira (40 milhdes) e outros 210 milhées no =stante do mundo em desenvolvimento. Segundo a ONU, esse segmento da populacdo representa cerca de 16% da populagao muncial. » Comegaram a entrar no mercado de trabalho em 2005 ¢ assim continuarao até 2018 . Daqui pera frente, as empresas toro cada vez mais membros dessa geragao em suas folhas ou conitratos de pagamento (¢ posigbes de lideranga). » E fida por alguns como a gerago na histéria, e em todo mundo, com o maior nivel de ‘escolaridade e formagao.e com maior flexibilidade de conceitos e, portanto, menor nivel relative de preconceitos. » Educagao ¢ algo muito importante para eles mas isso nao significa necessariamente sentar =m um banco de escola no esquema tradicional de aprendizado. » Cresceram com disponibilidace tecnolégica e acesso instantaneo a informagGes e foram os primeiros a adotar tecnologias como redes sociais, redefinindo a forma de pessoas se ‘elacionarem entre si e com a tecnologia. S40, portant, © maior grupo de internautas da Web. » Apresentam expectativas sobre as questdes de responsabilidade social corporativa, embiental e trabalhista mais préximas ao comportamento de membros de uma ONG do que de qualquer outro grupo. Isso se reflete em suas demandas e agdes enquanto funcionétios, Baliticos, empresérios e consumidores. » O outro lado da moeda: geralmente séo vistos como descompromissados, superfciais, egoistas, consumistas, sem ideologias ou causas genuinas, avessos ao trabalho tipo hardwork e, de certa forma, irresponsaveis, preguigosos e mimados, uma vez que se ‘entendem como experts em diversos assuntos que pouco dominam, que se sentem no direito de criticar e opinar sobre tudo © sobre todos - especialmente sobre quest6as que apresentam pouca experiénoia préttica - @, acima de tudo, acabam se conscientizando de seu poder de influéncia, porque geram midia, » As escolhas de carreira e comportamento dessa geragao sao influenciadas pela busca por oportunidades em desempenhar um papel significativo em um trabalho significative, sob sua tica individual. De certa maneira, querem ser “voluntarios pagos”, se juntando as organizacées ndo porque eles precisam, mas porque querem. TLANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS CS DIRETTOS RESERVADOS 2 > Em fungao disso, so curiosos sobre propésito, cultura, misséo, objetivos, produtos, ‘compensagéio e tudo o mais sobre as organizacées. » Falando em compensacdo, costumam ter objetivos financeiros ambiciosos ¢ esperam ganhar altos salérios quando estiverem por volta dos 30 anos. Um estudo da Consultoria Australiana HR Coach Research que remuneragao e estilo de vida (igados a flexibilidade do trabalho) esto entre os maiores motivadores da Geragao Y. Fonte: HR Goach Research Entender a influéncia da Geragao Y no mundo dos negécios e na sociedade é um dos esatios mais importantes para as empresas e gestores Noje @, principalmente, nos proximos anes. Atuaimente, este ja representa um dos segmentos consumidores mais dinamicos em todo mundo e, muito em breve, seus expoentes se tornarao lideres de diversas organizagoes, {Governos, Empresas, Sindicatos, 3° Setor, etc). Enquanto funcionérios, a cada ano, sua articipacdo relativa no contingente das organizagoes sera sempre maior, pelo menos ats 2018. Porlanto, conhecer 0 mind-set, valores, desejos e necessidades desse grupo significa alinhar ‘sua organizagdo 4s demandas do futuro, ainda mais quando se trata da disputa por Talentos Fy. ‘As empresas @ seus lideres dovem transformar 0 trabalho em slgo com significado, iblizar feedback constantes ¢ tomiarem o dia a dia mais flexivel. Serd que a sua ‘organizacao sera cana7 de proporcionar 0 sonho de empragn & Geragao ¥ que a esta Estilo preferido de lideranca ‘X- apenas lideres competentes farao “Y - colaborago com a administragao & esperado Valor X- Experiéncia - no me diga onde vooé esteve, mosire-me 0 que voc sabe Y- a exporiéncia 6 irrelovante, pois o mundo esta mudando tdo rapido Autonomia _ X- dar-ihes sentido, e depois deixé-los a ele Y - Perguntas, perguntas, perguntas » Gabarito x Y - espera feedback regular - necessitam de feedback constante ¢ imediata _» Recompensas X- aliberdade é a recompensa final Y- odinheiro fala » Treinamento X- quero aprender continuamente, se nao eles vao deixar Y - ainda em um exame conduzido mentalidade » Horas de trabalho X- fazer o seu trabalho e ir para casa Y - vai funcionar enquanto for necessério ... ou até que eles ficam entediados » Trabalho ‘X Life Balance - eles querer aproveitar a vida ao maximo, enquanto eles esto jovens o ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA -TODOS OS DIRETOS RESERVADOS 13 ‘Suficiente para faz6-lo 'Y - suas vidas estéo ocupados - eles precisarn de um monte de ‘eu o tempo Lealdade X--|@aldade - so cometidos como todos os outros que trabalham Id id esté trabalhando a sua estratégia de saida iicado de Dinheiro .- glo da liberdade e independéncia = algo que Ines permite manter seu estilo de vida ILANA BERENHOLG & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DIRETTOS RESERVADOS 14 PRIMEIRAS IMPRESSOES » Quando encontramos alguém pela primeira vez, fazemos um julgamento imediato desta pessoa. Pesquisas indicam que, em menos de 6 segundos, avaiamos se esta pessoa é atraente ou nao, se é amigavel, igual a nés socialmente e intelectualmente @ merecedora de nossa atencdo. Depois, fazernos julgamentos sobre caracteristicas como personalidade, confiabilidade, credibilidade, ocupagao, sucesso € situagao financeira. Neste momento se forma a to famosa ‘primeira impressao”. » Fazemos um julgamento profundo através de evidéncias superficigis: nossas roupas © linguagem corporal. Els comunicam mensagens o tempo todo. E impossivel nao se ‘comunicar através delas. Independente dle esiarmos certos ou no, convertemos 0 outro naquilo que julgamos nesses poucos segundos iniciais da interacao. Esta impressao inicial se fora um filtro de comunicagao. Nao nos relacionamos com 0 outro como ele 6 ou como 52.4, mas sim através da nossa percepedo. Este julgamento determina o grau de abertura ‘Que daremos para esta pessoa e também 0 tipo de comunicagao e relacionamento que iremos estabelecer com ela. Enquanto isto, ela esté fazendo o mesmo conosco. » A percepoéio que os outros tém de nés deriva, principalmente, da nossa comunicagio ndo- verbal. A comunicagao ndo-verbal é composta por: » Aparéncia (tipo fisico, coloragao, estatura, silhueta, roupas e cuidado pessoal) » Linguagem corporal (movimentos, gestual, ritmo, postura, caminhada) ¢ expressoes facials ‘(Contato visual, sorriso, sobrancelhas) » Uso do espago e do tempo o chor » Toque ° at » Paainguagem oe » Odores i ® Objetos CONSISTENCIA DE IMAGEM » Para visto como mais profissional é necessario manter uma consisténcia de imagem. E importante manter o mesmo padrao de vestimenta e comportamento tempo todo. » A imagem de um profissional deve ser consistente com sua identidade corporativa, seu ‘ambiente profissional, seus talentos e habilidades, sua personalidade @ seu estilo de ‘comunicagio verbal ¢ ndo-verbal. » Aconsisténcia de imagem gera confiablidade. O profissional transmite uma mensagem de qualidade, responsabilidade e sucesso. E uma forma de desenvolver sua vantagem competitiva. » Se sua imagem transmite mensagens inconsistentes, as pessoas sentem-se inseguras em relacdo a ele. Além disso, ele corre o risco de ser avaliado negativamente e ter a percepgao de seu profissionalismo, habilidades e capacidades afetadas. ELEMENTOS DA IMAGEM » Aparéncia e Guarda-Roupa > Comportamento Face-a-Face > Comportamento Social » Comportamento Virtual » Linguager Corporal ILANA BERENHOLG & PATRICIA DALPRA- TODOS CS DIREITOS RESERVADOS 15 GUARDA-ROUPA PROFISSIONAL ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DIRETOS RESERVADOS 6 pprofissionais (Niveis de formalidade) ss da Imagern Wardrobe 2s de camuflagem valorizagao do tipo fisico \— pessoal asie pessoal \ cologia das cores \ no trabalho © adaptar a moda ao guarda-roupa profissional ‘Como atualizar 0 guarda-roupa Uniformes. Politica de vestuario (dresscode) 0 Bite . SNC cuando pile ® distencie 1 wos 2 lmager ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DIREMTOS RESERVADOS 7 MASCULINO FEMININO Blazer Blazer Camisa social Blusa elegante Calga social Saia Gravata Meia-calca Sapato social Sapato social Acessérios mais de 4 simbolos ria um visual formal 3 0u 4 simbolos cria um visual semi-formal OLOS INFORMAIS ‘ormaldade ¢ transmittda através de cores tas, valores mécios ou escuros, pouca ou, dua ite sida, poucy vontrasiy ou cunlrasles allo, > VCO te OuxtOLehowk Informalidade é transritda através de cores quentes, valores cleros ammscos, intensidade ia ou alta e contrastes fortes de cor, | 2 IDOS E TEXTURAS. O formal usa tecidos sem textura ou com textura discreta, As texturas s40 semethantes, Os _ fem toque macio, mantém a forma e s8o opacos ou levemente lustrosos./ wot o mais textura, mais informal € 0 traje. Q informal usa diferentes texturas ¢ combinagdes. Os tecidos tém aspecto mais duravel © afiam de peso leve a pesado. ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS 0S DIRETTOS RESERVADOS: 18 AGENS E ESTAMPAS " O formal usa as pacronagens classicas: risca-do-giz, espinna-de-peixe, otc., discretas © ‘sutis. Usa pouces estampas, geralmente pequenas e geométricas. Ha pouco contraste entre as cores. ‘Quanto maiores as estampas e padronagens ou se hd mix, mais informal a roupa. Cores ‘mais vivas e mais contrastes as tomam mais informeis. Estampas abstratas de tamanho médio ou grande séo mais informais. Estampas ds bichos, ‘te-dyes, pessoas, flores, etc. sao mais informais ainda. EFORMAS Lnhas retas e angulares transmitem mais formalidade. Sao vistas como mais masculinas. As foupas 16m silhueta retangular, triangular ou triangular invertida. Elas s40 proximas 20 corpo, ‘porém nao justas, nem coladas. 4m silhueta tubular, redonda, ampulheta. Elas sao soltas ou justas. CONSTRUGAO Quanto mais estruturado, mais formal. » Quanto mais desestruturado, mais informal. REPOSICAO. » A sobreposigao de pegas 6 uma forma de criar um visual mais informal ORIOS » Metais dourados e prateados, pedras transiticidas e pérolas sao mais formais + Metais acobreados e bronze, pedras opacas sao mais informais. “> Couro, plastico, madeira, prata fosca sao informais » Motivos étnicos ¢ acessérios grandes séo mais informais ainda, » Quanto mais acessérios, mais informal o look. > Nes sapains, snlas @ hicns mais finns séin mais formais Solas @ hicns mais ginssns, mais. informais. ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPAA - TODOS OS DIRETTOS RESERVADOS. 19 OS CODIGOS PROFISSIONAIS “ORMAL FLEXVEL Por Area de Atuagio I 2 3 4 5 6 7 8 10 Bancos Seguros Vendas Turismo Publcidade [renee Administragdo — Iméveis Saude altica Consultora Consultora em RH Nutrigao Baveeno sratéoica Alimentos Direito Editoras Edhcacan Informatica Construgao Departamento I 2 3 4 6 6 7 8 9 10 jretora Finangas Vendas @ Recursos Marketing Humanos Por Glentes 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Prosidencia ves Gerentes de Equipe de apoio Varejo Produto HH) NiVEIS DE FORMALIDADE : Formal Tadicional Formal fontemporaneo Casual Profissional Eaporte Profiesional Anite! © GUARDA-ROUPA FORMAL CLASSICO IMAGEM » O traje formal tradicional transmite uma imagem de profissionalismo, consisténcia, crediblidade, confiabilidade, expertise, autoridade e solidez QUANDO SE USA » Este 6 0 traje indicado para quem trabalha em bancos, instituigdes financeiras ou governamentais, escritérios de advocacia, seguradoras € consultorias que atendem clientes corporativos. » Também é indicado na lideranga de reunides ou apresentagdes formals, nas reunides ou visitas a clientes que usam roupas formais ou em eventos formais ou solenes. ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS CARACTERISTICAS DAS ROUPAS sscretas © sObrias, feitas de tecidos firmes, pianos, de alfaiataria. As inhas nas roupas s4o retas ¢ angulares; elas sao estruturadas e encorpadas. As pecas sao pouco detalhadas: enteites e detalhes aparecem de forma sutl » As cores sdo neutras e geralmente mais escuras: preto, marinho, grafite, marrom café, petroleo, cinzas. As cores claras aparecem nas blusas. Bs eslampas e padronagens sao classicas: risca-de-giz, principe de Gales, espinha-de- eke, pied-de-poule ou outras, sempre pequenas e geométricas. TRAJES MULHERES Roupas » Blazer 6 a pega-chave. Teminhos ou tailleurs, vestidos, semore com blazer coordenado. Blazers em cores tradicionais, com ou sem lapela (Chanel), abotoamento simples ou dupio. 5 diferentes tipos de blazer comunicam mensagens distintas. Calgas retas ou classicas, usadas na altura do tomozelo ou mais longas. Sais retas ou levemente evas Blusas discretas de tecido plano, tricés de fio de seda, camisas. \Vestidos tipo tubo ou evasé. Acessérios » Os sapatos podem ser escarpins, chanel, mocassim com salto ou peep toes com a frente bem fechada. Aqui, nada de sandélias. Se o.ambiente for conservador, a meia-calga ¢ item obrigatério nos dias em que estiver de sia ou vestido. No calor, fio 20, no fio, fio 40 a 60. As cores indicadas so preto, marrom, fume, cor da (sua) pele o champanhe. {As bolsas so de tamanho médio ou grande, preferencialmente de couro em formato retangular, som fivelas e ferragens aparentes. Cores neutras. Os acessérios sao de metal - prateado ou dourado, com pedras transkicidas ou pérolas. Brincos de tamanho poqueno ou médio, colares discretos, religio clissico e lengos @ eoharpes de soda, £ ILANABERENHOLG & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS TRAJES HOMENS vy, », > Roupas » Tero, camisa social e gravata. Cores sébrias e escuras, Camisas claras: branca, azul Acessérios » Gravatas de seda. discretas. Padronagens classicas. Sapatos de couro com solado de couro: cadargo au fivela: Reldgio classico e alianca. Abotoaduras opcionais. GUARDA-ROUPA FORMAL CONTEMPORANEO IMAGEM = > O traje formal contemporaneo traz uma imagem de profissionalismo, organizagao, consisténcia, confiebiidade e receptividede. Ele ainda mantém a formalidade do anterior, porém transmite uma imagem mais lave, contemporanea @ jovial. ¢ QUANDO SE USA » Eo traje indicado para quem trabalha em multinacionais, diretoria e érea fnanceira de empresas menos formais, como marketing, diretoria de RH, empresas que lidam com clientes corporativos. » Também 6 indicado na lideranga de reunides ou em apresentagées informais e nas reunides ou visitas a ctientes que adotam um guarda-roupa formal, porém néio conservador. CARACTERISTICAS DAS ROUPAS » Blazers e paletés sao itens obrigatérios e ainda ha a predominancia de caracteristicas formais, que séo combinadas com elementos que transmitem mais contemporaneidade. Os Cortes S80 mais modernos e atuais, as roupas fernininas nao remetem tanto ao terno masculino classico. ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2 TRAJES MULHERES ee Roupas » Blazers combinados com calcas ou saias de alfaiataria. Os cortes sao atuais. As blusas sao mais atuais também. Sao mais femininas, no lugar da tradicional camisa bianca rmesculina, Exisle mais informmagao, de toda rio visual. Pode was Cor, dependendo da area de atuagéo. Acessorios » Sapatos com salto ou meio salto, sapatilhas classicas. Cores neutras ou coe’ como vinho e petréleo. Além do couro, 0 verniz também aparece. Boisas de tamanho médio ou grande, em estilos cléssicos ou mais modernas, porém, oretas, Os acessérios sao de metal - fosco ou brilhante, com pedras transiicidas. Brincos de tamanho pequeno ou médio, colares, pulseiras, e relogio. Design mais moderno. profundas, TRAJES HOMENS a ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DIRETOS RESERVADOS Roupas » Ternos em cortes mais contemporaneos - mais ajustados, usados com ou sem gravata. ‘Camisas com corte mais slim. Ricardo Almeida 6 a referéncia aqui Combinagées de cores mais inovadoras. Acessérios » Sapatos mais modernos, de amarrar ou sem cadarco. Gravatas sofisticadas, com padronagens sutis. © GUARDA-ROUPA CASUAL PROFISSIONAL IMAGEM » O traje casual profissional transmite uma imagem de competéncia, acessibilidade, cooperacao, flexibilidade e descontracdo. QUANDO SE USA 5. » Eo traje indicado para quem trabalha em empresas menos formais, para que trabalha com marketing, relagdes pUblicas, RH, ou em areas sem contato com o ptiblico de multinacionais e consultorias. » Também é indicado em reunides ou visitas a clientes que se também vestem de forma casual @ nas sextas-feiras casuais de empresas conservadoras. CARACTERISTICAS DAS ROUPAS » As blusas sempre devem ter um elemento de colarinho para homens e gota, sobreposigao ou um decote ou manga diferenciados para mulheres, para que ndo tenham aspecto de camiseta. A base (caigas e saias) sempre de alfaiataria (no tecido ou modelagern) CO ideal 6 que as calgas e saias aparecam em cores neutras e cores “coloridas” sejam usadas nas blusas, triobs e camisas. 4s estampas so de tamanho pequeno ou médio. Podem ser cléssicas em escalas maiores ou estampas abstratas ou estiizadas. Os tecidos sao lisos ou com textura e podem ser opacos ou levemente lustrosos. TRAJES MULHERES Med ILANABi {ENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DIREMTOS RESERVADOS. Roupas » Blusas elagantes, twin-sets, camisas, tricds © malhas leves, combinadas com calgas em teciclos mais arrumnados (lazinha ou microfibre) em cortes classicos ou mais modemos ou calgas em tecidos mais naturais Geans e sarja grossa) em corte de alfaiataria e saias retas, evasas ou levernente rodadas. Em blusas com decotes careca, coloque um colar ou lengo. Usa-se calcas e saias de lazinha, microfibra ou sarja grossa. Jeans, s6 escuros e com corte reto ou de alfaiataria No frio, usa-se jaquetas em tecidos elegantes ou blazers em tecidos mais informais, além dos tncds. Acessérios » Nos pés, botas, escarpins, peep toes e sapatilhas de couro ou camurga. Podem aparecer em cores neutras ou Cores fechadas como verde escuro e vinho, além de metais envelhecidos, como ouro velho escuro. ‘As bolsas sao de tamanho médio ou grande, feitas de couro, vemiz ou camurca, mesma indicagao das cores para sapatos. Os acessérios séio geralmente em metais fosco ou brihantes, prata, ouro ou bronze. Podem ou nao ser combinados com pedras, estas translicidas ou opaces. quem a TRAJES HOMENS » & Roupas » Camisas de manga longa, usacias com calcas em corte de alfaiataria, feitas de la, gabardine ou veludo. Se usar jeans, este deve ser escuro e, preferencialmente, usado com blazers. Blazers so de ld ou veludo. A la do blazer pode apresentar mais textura. Malhas de fios finos, como merino ou cashmere, com decote em V ou careca ou cardigas. Acessérios » Sapatos de amarrar com cano alto ou baixo, mocassins, solas de borracha, Rel6gios mais esportivos. Meias podem ter padronagens aparentes (ex. losangos) ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DIRETOS RESERV, © GUARDA-ROUPA ESPORTE PROFISSIONAL IMAGEM > Otraje esporte profissional transmite uma imagem informal, acessivel e descontraida. No entanto,ao adotar este traje em uma ocasido em que deveria se apresentar com menos informalidade, o profissional ira transmitir uma imagem provisoria e menos consistent. QUANDO SE USA » Eo traje indicado para quem trabalha em agénoias de publicidade, escritérios de arquitetura, design, web e escolas de idiomas. » Em empresas mais formais, pode ser 0 traje adotado em dias de treinamentos (em que fo! indicado o uso de um traje mais informal). £ CARACTERISTICAS DAS ROUPAS > Mesmo este sendo 0 oddigo mais informal dos cédigos profissionais, pegas muito esportivas, como moletons e camisetas, nao devem ser usadas. E fundamental mostrar uma preocupagao e cuidado com a imagem. © caracteriza 0 guarda-roupa esporte profissional sao tecidos mais informais, como 0 algodao e 0 tricé de linha, 0 uso de jeans, preferencialmente azul escuro, cinza ou preto € blusas mais descontraidas. visual é mais colorido e estampado, as roupas so mais soltas e confortaveis. ‘Aimpressao 6 que existe maior expresso da personalidade. TRAJES MULHERES Roupas » Jeans ou calgas de sarja, veludo ou algodao. Saias ou vestidos, em tecidos informais (preferenciaimente pianos). Blusas mais informais, porém arrumadas: camisas, tricds, blusinhas. Blazers em tacidos mais inforrnais. Como peo ao blazer, usa-se casaquinhos, jaquetas, boleros ou cardigas. ‘Aqui, 0 uso da “tercoira peca” projeta uma imagem mais profissional Acessorios » Os sapatos podem ser sapatithas, sandalias, anabelas, botas, peep-toes, feitos de couro ou ‘camurca. O solado pode ser de couro, borracha ou corda. As bolsas s40 malores, feitas de couro ou camurca, podem ser coloridas @ ter mais ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DIRENTOS RESERVADOS. ferragens e bolsos aparentes. Os acessérios s40 geralmente em metais brihantes, prata, ‘ouro ou bronze. Poder ou nao ser combinados com pedras, estas geralmente opacas. Outros materiais também aparecem, TRAJES HOMENS Roupas » Camisas esportivas, cle manga longa au curta (slim). Camisetas palo. Camisatas s4 em ambientes muito descontraidos e mais criativos. A presenga do colarinho sempre projeta mais profissionalismo. Calcas de veludo, sarja grossa ou jeans Blazers de J com textura mais aparente, veludo ou sarja. Jaquetas de lé ou tecido. Malhas com ou sem textura. Coletes, Acess6rios » Mocassins, sapatos de amarrar @ botas de couro, camur¢ga e nobuck, solados de borracha. Ténis “fashion” Relégios esportivos. OBSERVACAO > Ha areas ae atuacao que permitem guarda-roupas mais despojados, principaimente as areas criativas. Nestes casos, as recomendagdes mais importantes so referentes aos sabotadores da imagem. SABOTADORES DA IMAGEM > As roupas devem estar limpas e passadas, » Nao pods haver botoes faltando. » Aroupa nao pode estar rasgada, manchada, esgargada ou perdendo a cor. » Nao pode haver fios soltos nas roupas. » O forro nunca pode aparecer. » Os bolsos néio podem estar demasiadamente cheios. > As roupas ndo devem ser muito justas ou largas. HOMENS ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DIRETOS RESERVADOS » Nao 6 permitido dobrar ou enrolar a manga da camisa sob 0 paleto. » Abbarra da calca deve estar feita. No deve empapar. » No s4o permitidas barras grampeadas ou coladas com fita adesiva. » Acalga nao pode estar justa, » Agravata nao pode ser colocada dentro da calga ou camisa, » O-solado dos sapatos deve estar em boas condigées: » Botas de cauibdi, ténis, sapatos de verniz, sapatos coloridos s0 proibidos, inclusive o sapato caramelo. » E proibido estar sem meias. » Brincos e piercing so proibidos MULHERES » Nao so adequadas roupas transparantes, com briho ou decotes profundos (usar decotes acima da linha da axila) » No usar pegas que deixam a barriga ou costas & mostra » A barra da calga deve estar feita. N&o deve empapar, » Ndo sdo permitidas barras grampeadas ou coladas com fita adesiva. » Acalga ou sala tas demais. 10 podem estar j » Nao usar saias ou vestidos muito curtos. © comprimento mais curto aceitével 6 de 2 dedos cima do joelho. » Saias ou calgas de couro néo devem ser usadas, bem como calgas legging, fuseau, bailarina, de cotton, suplex, helanca ou lycra-cotton. » Nao usar shorts ou bermudas* » Nos pés, nao use tamancos, chinelos, sapatos de plastico, ténis, botas esportivas, sandalias de saltos finos ou tiras muito finas » Nao use meias arrastdo (rede), coloridas*, com detalnes, com brilho » Cuidado com excesso de acessérios, acessérios de strass, acess6rios barulhentos ou chamativas CUIDADO PESSOAL MULHERES. CABELOS » Oppenteado deve ter um aspecto controlado, » Seo cabelo for do tipo “rebelde”, o ideal é prendé-lo. » O cabelo nao deve esconder 0 rosto ou cair nos olhos. » O.cabelo nao pode estar mothado. » Cabelos longos podem ser presos com um coque, rabo-de-cavalo ou fivela » Cortes arrepiadios, parte da cabeca raspada, cortes assimétricos nao so adequados. » A tintura e coloragdo devem ser mantidas em dia. Cuidado com cabelos tintos em que a raiz da cor natural aparece. ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DIREITOS RES » Acessorios para o cabelo devem ser discretos. Opte pelos tons de bege, preto e tartaruga. » Lagos, “piranhas”, faixas, lengos amarrados nao devem ser usados. MAOS E UNHAS » As mos devem estar impecavelmente limpas. » Nao devem estar cheirando a cigarro ou perfume, » As unhas nao devem s or muito longas. » Nao devem ter asnecto de roicas. » Devem estar sempre feitas » As cores de esmalte permitidas so as cores claras, como branquinho, areia, bege. Unhas escuras, depende da empresa. » Nao se deve usar esmatte cintilante, esmalte com purpurina, esmalte em cores como preto, azul, roxo, laranja, unhas pintadas com flores, etc., piercing na unha. MAQUIAGEM > Amaquiagem deve ser usada » As cores devem ser neutras e discretas, » Os batons néo devem ser escuros demais para o tom de pele, nem mais claros que os os labios, > Evite batons cintilantes e batons com aspecto mothado. » Para os olhos, as sombras indicadas s80 marfim, marrom, cinza, gratite € preto. Rimel e lapis preto ou marrom. PERFUME > Fragrancias fortes e excesso de perfume devern ser evitados. HOMENS CABELOS » Openteado deve ter um aspecto controlado, » Dever ser mantidos curtos. Nao devem tocar 0 colarinho da camisa » Nao devem esconder 0 roste ou cair nos alhos. » Pode-se usar gel para manter os fios no lugar » Costeletas devem ser mantidas curtas. » Topetes altos nao devem ser usados. » Nao dever estar molhados. BARBA, BIGODE E CAVANHAQUE » Barba sempre feita, » Recomenda-se usar barba ou bigode apenas para corrigir imperfeigoes. » Se usar barba ou bigode, mantenha-os sempre aparados. Ndo devem ter volume. > Obigode nao deve cobrir 08 Iébios, > Abarba nao deve ser cheia, » Pélos no nariz ¢ orelhas devem ser cortados. ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DIRETOS RESEFVAL MAOS E UNHAS » Devem estar impecavelmente limpas. » Nao devem estar cheirando a cigarro ou perfume. » Unhas devem sempre ser mantidas curtas, » Nao devem ter aspecto de roidas. » Nao devem estar esmaltadas, no maximo polidas. PERFUME E LOCAO APOS BARRA » Fragrancias fortes e excesso de perfume devem ser evitados, ILANA BERENHOLG & PATRICIA DALPRA - TODOS CS DIREITOS RES MENSAGENS DAS CORES NO AMBIENTE PROFISSIONAL MARINHO (COR MAIS POPULAR)/AZUL » Honestidade, integridade, confiabilidade » Trabalho, organizacaio » Cor recomendada em entrevistas de emprego PRETO » Sofisticagao, olegancia » Autoridade, poder, mistério » Formal, distante CINZA CHUMBO » Forga de cardter, autoridade, conservadora » Refinamento > Inteligéncia » Segunda cor recomendada para entrevistas de emprago MARROM » Estabilidade, perseveranga » Seguranga, resisténcia a mudangas » Marrom café transmite forga, marrons mais claros podem ser associados a sujeira BRANCO » Simplicidade, pureza > Esparanga, confiablidade » Artistica, expressividade CREME/CARAMELO » Elegancia, acessibilidade, confianga VERMELHO » Coragem, sensualidad 9a, movimento » Usada para atrair a atengéio, mas pode ser cansativa > Comunica poder VINHO / CASTANHO AVERMELHADO > Classica, refinamento, elegancia » Formalidade AMEIXA. » Realeza, diplomacia, sofisticagao Lana et IHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DIRENTOS AESE LARANJA » Estimulante, exdtica > Criatividade, singularidade » Praticidade, motivacdo, sociabilidade » Nao transmite qualidade AMARELO » Excitante, divertida, novas ideias VERDE » Amigavel, harmoniosa, compreensiva » Persisténcia, firmeza PETROLEO > Inventividade, caima, equiltsrio INDIGO / VIOLETA » Criatividade, intuicao, espiritual » Incomum, artistica » Poder, luxo ROSA » Feminilidade, delicadeza » Rosa muito claro pode comunicar fragilidade ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS 0S DIRETOS ESTILO NO TRABALHO ESPORTIVO PROFISSOES > Cestilo esportivo 6 indicado para pessoas que trabalham em areas que requerem mobiidade, empresas informais ou em profissées em que é importante estimular a comunicagao interpessoal: informética, engenharia, arquitetura, jornalismo, engenharia de alimentos, educacéo, veterindiia. » Para quem tem este estilo, mas trabalha em um ambiente mais formal ou sofisticado, 6 importante tomar o visual menos descontraido e adicionar elementos que o deixem mais Tefinado. Elementos dos estilos cléssico ou refinado podem ser incorporados ao visual CLASSICO TRADICIONAL PROFISSOES » Oestilo classic ¢ indicado para pessoas que trabalham em areas em que é importante transmitir seguranca, solidez @ confiabiidade: bancos, direito, governo, administracéio de ‘empresas, finangas, seguros e politica. » Para quem tem este estilo, mas trabaiha em um ambiente mais descontraido ou criativo, & importante tornar o visual menos sério © conservados e adicionar elementos que o deixem Mais descontraido. Inclua clementos dos estilos esportive natural ou romatilivu (lett). CLASSICO REFINADO PROFISSOES > O estilo refinado ¢ indicado para pessoas que trabalham em posigdes de prestigio ¢ lideranga e também para aqueles que desejam elevar sua posicao profissional: consultorias, egécios intemnacionais, direito corporativo, executivos de marketing e midia e altos executives. Para quem tem este estilo, mas trabalha em um ambiente mais descontraido ou com essoas mais simples, ¢ importante tornar 0 visual menos luxuoso e acicionar elementos que © deixem mais descontraido. Selecione tecidos com aspecto mais opaco e adote pocas mais informais. ROMANTICO PROFISSOES » O estilo roméntico é indicado para pessoas que trabalham com pessoas: educacao infantil, assessoria a noivas, conselheiros, terapeutas, trabalho social, proprietarios de pousadas e restaurantes. » Para quem tem este estilo, mas ndo trabalha em um destes ambientes, 6 importante inserir elementos de formalidade ¢ maturidade ao visual. Os estilos classico e refinado podem ajuder. SENSUAL PROFISSOES » O-esillo sensual 6 indicado para pessoas que trabainam em areas igadas a beleza, estética e entretenimento: maquiadoras, cabeleireiras, personal trainers, hostess de restaurantes, airizes, atores, cantoras, cantores, modelos. ILANA BERENHOLG & PATRICIA LLPRA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS » Para quem tem este estilo, mas trabaina em um ambientes profissional convencional, deverd adotar roupas mais conservadoras, e adicionar apenas pequenos taques de sensualidade, como um blazer com a cintura marcada, ou um vestido transpassado, para as mulheres, por exemplo. E importante escolher cores, tecidos, maquiagem e acessérios mais discretos esiilo refinado oferece sugestdes de combinacdes de cores @ tecidos que podem ser adotadas nestes ambientes. CRIATIVO PROFISSOES » Oestilo criativo artistico 6 indicado para pessoas que trabalham em areas criativas e inovadoras: publicidade, arquitetura, cinema, teatro, moda, arte, musica, fotografia, » Para quem tem este estilo, mas trabalha em um ambiente profissional convencional, devera suavizar 0s toques anti-convencionais. Uma opgéo é adotar peas mais basicas e explorar a Criatividade nos acessérios ou usar apenas uma pega de roupa anti-convencional, combinada com outras com cortes mais simples, em cores mais discretas. URBANO/DRAMATICO PROFISSOES » Oestiio urbano dramatico é indicado para pessoas que trabalhar em reas ligadas a moda © dosign ou em posigdes em que ¢ importante transmitir uma imagem forte e impactante: executives do areas ligadae & arte @ entrotenimonto, moda, marketing, dircito, design de interiores para empresas. » Para quem tem este estilo, ¢ trabalha em um ambiente profissional informal ou simples, 6 necessério suavizar um pouco a imagem, usando cores mais claras, menos contraste entre a8 cores @ formas menos geométricas. ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPAA - TODOS 08 DF UNIFORMES CORPORATIVOS » Opapel do consultor 6 recomendar uniformes que comuniquem a identidade e mensagem desejada pela empresa. » Recomenda-: parcerias com empresas do uniformes sdlidas. » Occonsultor pode ou no acompanhar o proceso. » Facilidacle de uso e manutengo dos tecidos e pegas deve ser considerada. Identifique 0 Perfil dos funcionérios. » O funciondirio que usa uniforme da empresa fora do horatio pode colocar em risco a imagem desta empresa. » Os funciondrios devem receber instrugdes detalhadas quanto ao uso, tempo de troca e cuidado do uniforme. » Ao se desligar da empresa, o funcionério deve devolver seu uniforme. » Informagdes complementaras sobre acessérios € Cuidado pessoal devem ser transmitidas. IMAGEM: ESPORTIVA CARACTERISTICAS MASCULINO. FEMININO MENSAGEM Accosivel, informal, receptive, direta, despretensivsa, aleyie LINHAS Curvas, horizontals FORMAS: Suavemente arredondada CORES Quentes ¢ frias, primarias, médio valor, média e alta intensidade, vermelho, branco, azul, verde, amarelo, ferrugem TECIDOS E TEXTURAS Aspero, maleavel, veludo cotelé, jersey, brim, tricés, anarruga, iqué, sarja, lona, las grossas PADROES Pequenos, poas, quadriculados DETALHES Bot6es, pregas, lagos, bordados, pespontos, plissados ESTILO DAS ROUPAS Classicas intormais, “preppy”, néo coordenadas DECOTES Careca, V, botes Canoa, careca, botées GOLAS E COLARINHOS Camisas, gola alta Gola alta, marinheiro, mandarim, peter pan MANGAS Curtas ou dobradas ‘Sem manga, enroladas, dobradas, kimono PEGAS Pélos, camisas, camisa Polos, regatas, camisas caubéi, bermudas, jeans, esportivas, camisas cowboy, calgas de sarja, jaquetas saias em A, saias em pregas, esportivas, saias com botées, vestido avental, tubo, calgas capri, calgas corsériv, beimiuuas, jeans, macacdes, coletes, blazers e jaquetas curtos, bomber, bolero ILANA BERENHOLC & PATFICIA DALPRA - TODOS OS DIREITOS RES! IMAGEM: ESPORTIVA, CARACTERISTICAS. MASCULINO FEMININO SAPATOS. Mocassin, sapaténis, Mocassins, oxford, clogs, docksides, ténis docksides, saltos médios ou baixos LENGOS. Curtos, enraladas, née pequenos ACESSORIOS Couro Formas arredondadas, pequenos, poucos CABELO Médio ou curto Trangas, rabo de cavalo, reto ou ondulado MAQUIAGEM Minima, natural IMAGEM: ROMANTICA. CARACTERISTICAS MASCULINO. FEMININO MENSAGEM Acessivel, receptiva, feminina, calorosa, charmosa, sensual positiva LINHAS Curvas, drapeadas, horizontais FORMAS Fluidas, bufantes, sinos CORES Neutras e frias, claras, pastel, rosa, menta, aqua, malva, lids, pérola TECIDOS E TEXTURAS Maledveis, fluidos, suaves, luxuosos, renda, seda, cashmere, chitfon, jersey, crepe, veludo, brocados PADROES Florais, arredondados, espalhados DFTAI HES. Muitos, laces, fitas, bordados, faixas, babados ESTILO DAS ROUPAS Desestruturadas ou \Vestidos, suaves suavemente estruturadas DECOTES Abertos, canoa Redondo, com babados, coragao GOLAS E COLARINHOS Gola alta, padre Jabot, lagos, golas caidas/ bobas MANGAS Camisaria, ragla (Com volume ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DIREITOS RES! CARACTERISTICAS MASCULINO. FEMININO PECAS. Balas, camisas soltas, calgas | Blusas cammponesa, cache- soltas, progas, coletes coeur, saias rodadas, arong, em camades, vestidos império, princesa, wrap, cintura baixa, calgas curtas, cenoura, macaquinhos, casaquinhos eves, DOleros, box ‘SAPATOS Car shoes, camurca, Bailarina, sapatilha, boneca abotinados LENGOS. Echarpes. Curtos e longos, lagos ACESSORIOS Abotoaduras Delicados, muitos, pérolas, brithos, pingentes CABELO Medio ou longo, rabo de Longo, cacheado, faixas, cavalo fivelas, tiaras MAQUIAGEM Minima, suave, olhos “coloridos’ IMAGEM: REFINADA CARACTERISTICAS MASCULINO FEMININO MENSAGEM. Graciosa, assertiva, refinada, discreta, elegante, convencional, sensata LINHAS Retas, leveriente curvas FORMAS Tubular, retangular, ampulheta alongada CORES Médio valor, opacas, marinho, cinza, rato, branco, creme, malva, acinzentadas IEGIDUS E IEXIURAS ‘Suaves, nobres, algodao egipcio, pima, seda, la ina, shantung PADROES Pequenos, discretos, poucos DETALHES. Poucos ESTILO DAS ROUPAS Clean, cléssicos, coordenados DECOTES Careca Quadrados, redondos, keyhole GOLAS E COLARINHOS Htaliano Xale, golas moles MANGAS Encaixadas, punho simples ou | Encaixadas, suaves, sem duplo volume PECAS Camisa branca, calga reta, Shells, saias retas ou em A. blazer 1 ou 2 botoes chemisiers, tubos, calgas levemente acinturado seas, casaquinho chanel, blazers acinturados. ILANA BERENHOLC & PATRIC DALPRA - TODOS OS DIREITOS RESER IMAGEM: REFINADA CARACTERISTICAS MASCULINO FEMININO SAPATOS ‘Amarrar, mocassim, couro, Escarpin, chanel refinado LENGOS. Seda, lacos elaborados ACESSORIOS De qualidade, classicos Conservadores, qualidade, luxuosos. CABELO Impecével, gel, curto Simples e impecavel, liso, solto ou preso perfeitamente MAQUIAGEM Suave, discreta, sui IMAGEM: TRADICIONAL, CARACTERISTICAS MASCULINO FEMININO MENSAGEM Assertiva, franca, sincera, séria, confiante, sélida LINHAS Retas, verticais FORMAS: Tubulares, retangularos CORES ‘Quentes e frias, terrosas, médias intensidado, escuras, marrom, oliva, marfim, vermelho, vinho, verde escuro, petrdieo TECIDOS E TEXTURAS Estruturados, tweeds, gabardine, brim, oxford, chambray, tricés, algodées, !& PADROES: Médios, xadrez, cashmere, espinha de peixe, risca de giz, principe de gales DETALHES Poucos, pregas, dragonas, bolsos ESTILO DAS ROUPAS. Masculinas, alfaiataria DECOTES Careva, V Decote reciondo ou v GOLAS E COLARINHOS Camisaria De camisa, gola atta, chanfrados MANGAS Carmisaria 3/4, classicas, de camisa PEGAS Polos, camisas, calcas retas, | Camisas, saias retas, ern A, pregas, cardigis, blazers pregas, vestido tubo, chemisiers, calcas classicas, pregas, cardigass, blazers classicos SAPATOS ‘Amarrar, mocassins Mocassins, escarpins, botas LENCOS Fcharpes ACESSORIOS Relégio classico Simples, semi-preciosos, argolas, botGes, broches ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS 08 DIRETOS RESER! IMAGEM: TRADICIONAL CARACTERISTICAS MASCULINO FEMININO: CABELO Controlado Simples, controlado, coque MAQUIAGEM Minima e conservadora IMAGEM: DRAMATICA CARACTERISTICAS MASCULINO. FEMININO MENSAGEM Assertiva, reservada, sofisticada, exagerada, distante, misteriosa LINHAS Retas, angulares, verticais, diagonals FORMAS Tubular, triangular, triangulo invertido, volumosas CORES Contrastes, quentes e frias, intensas, royal, roxo, preto, grafite, fucsia, esmeralda TECIDOS E TEXTURAS. Estruturades, brilhantes, acetinados PADROES Abstratos, espagados, exagerados, animals, listras largas DETALHES Poucos e exageradios ESTILO DAS ROUPAS Extremas, high fashion, assimétricas DECOTES V profundo V profundo, geométrices, frente unica GOLAS E COLARINHOS Gola alta, colarinhos longos Pontudos, assimétricos, exagerados MANGAS Punho dupio, doima ‘Amplas, doima, morcego, kimono PEGAS Camisas, caigas secas, blazers | Bodies, tunicas, saias retas, ajustados, abotoamento duplo, | tulipa, caftas, vestidos em, lapelas pontudas, tendéncias | pantalonas, maxi pulls, blazers assimétricos, lapelas exageradas SAPATOS Bolas, de amarrar, linhas retas_| Saltos geométricos, e angulares plataformas, meia pata LENGOS Echarpes, ascot, de bolso | “Teatrais” ACESSORIOS Elaborados, geométricos, Limpos e grandes, angulares geomeétricos, fortes CABELO Geométrico, careca, gel Escuro ou descolorido, cortes geométricos ou assimétricos MAQUIAGEM Exagerada, marcante ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DIRETOS RESE? POLITICAS DE VESTUARIO ~ >! ETAPAS » Reviséo ou definigao da Politica » > Comunicagao escrita / visual » Educacao > Implementagéo x > Treinamento interno~ ‘ “6 ! > Cumprimento / Follow up COMUNICAGAO ESCRITA A politica deve: » Estabelecer seu objetivo » Explicar porque foi desenvolvida » Indicar a quem se aplica » Definir o que é aceitavel ou inaceitavel » Estabelecer as consequéncias do desrespeito a politica » Informar a data quando foi desenvolvida ou atualizada. EXEMPLO “Nossa empresa reconhece que todos os funcionarios atuam como representantes da organizagao e devem, portanto, estar vestidos adequadamente. A maneira em que os funcionarios da nossa empresa se vester e se apresentam desempenha um papel importante na imagem da nossa empresa frente a nossos clientes, fornecedores € puiblico em geral.” CONTEUDO » Apresentagao da politica de vestuério. » Recomendacdes de vestuério para os diferentes niveis de formalidade do guarda-roupa profissional. » Relacdo da vestimenta inadequada no ambiente de trabalho. » Recomendagao de cores, modelos, tecidos, estampas e padronagens. » Recomendagao de acessérios (modelos e materiais). » Indicagaio do modo correto de uso: nd de gravata, coordenagao gravata/camisa/temo, coordenagao correta de pegas, combinagao de cores, caimento corrato das pegas, atc) > Indicagao do uso correto do unitorme. > Cuidado pessoal. CUIDADOS » Politicas de vestudrio devem ser inclusivas. » No podem soar discriminatérias: sexo, religléo ou raga. » Devem ser apresentadas aos funcionérios antes da contratagao. ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TO00S OS DIREITOS RES » Deve-se considerar casos excepcionais @ oferecer solugoes. » Quando em diivida, consulte um advogado. » Politicas também precisam ser revistas e, possivelmente, atualizadas regularmente. ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA -TODOS OS DIREITOS RESE POSTURA PROFISSIONAL ILANA BERENHOLO & PATRICIA DALPRA - TODOS 0S DIRETOS RESERVADOS TOPICOS SOBRE POSTURA PROFISSIONAL > > Cumprimentos ¢ apresentacoes Aperto de mao Nomes Cartéo de visita Visita a clients Portas 0 olovadores Presentes ‘Atendimento ao publica Comunicagao efetiva Confltos Fofocas Linguagem @ vocabulario Entrevistas de emprego ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA, ‘TODOS 0S DRBTOS RESER’ COMPORTAMENTO FACE-A-FACE O QUE FAZER SEMPRE » Diga “obrigado” e “por favor" sempre que tiver oportunidade. » Trate a todos com a mesma cortesia e respeito. > Memorize nomes ¢ os use. » Use palavras positivas ao falar, » Escute atentamente, > Mostre interesse auténtico pelo outro, » Dé a mao com firmeza e estabelega contato visual » Soja pontual » Respeite 0 tempo do cliente. CUMPRIMENTOS » Levante-se sempre para cumprimentar alguém. Ficar sentado da a impressao de que voc esta desinteressado ou esta sendo rude. » No ambiente profissional, 0 aparto de mao 6 considerado a forma correta de cumprimentar alguém. A pessoa mais importante na interagao pode quebrar o protecolo cumprimontar com um beijo no rosto. ntato visual » No aperto de mao, sempre faga sorria. » Este deve ser firme, as palmas devem se tocar por inteira. Nunca pegue nos dedos da pessoa, » Uma a duas balangadas sao suficientes. APRESENTAGOES E SAUDACOES + E imperative apresentar duas pessoas que nao se conhecem. » Indique quem 6 a pessoa quando fizer uma apresentac&o » Apessoa mais importante ou de maior autoridade é mencionada primeiro nas apresentagdee: » “Jodo, gostaria de Ihe apresentar minha colega Maria Torres. Maria, este 6 0 Joao Siva, diretor de recursos humanos da empresa XYZ." » Uma pessoa hierarquicamente inferior & apresentada para alguém superior: “Sy, Pedro da Silva (Presidente), este é Flavio Mota (assistente)” » O cliente é apresentado aos colegas, independente da hierarquia: “Sr. Pedro (cliente), gostaria que vooé conhecesse o presidente da empresa, Sr. Paulo da Silva" » Para pessoas com o mesmo nivel, passa a valer as regras de etiqueta social: 0 mais velho e a mulher sao menicionados primeito, » Na ditvida, peque pela formalidade. ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS 05 DIRETTOS RESERVA NOMES » E importante pronunciar corretamente os nomes. Se nda entender o nome de uma quando for apresentado, indique que ndo entendeu e peca para a pessoa repetir. » Se esquecer o nome de alguém, deve perguntar. » Se alguém te apresenta pelo nome errado, fale no ouvido da pessoa 0 correto. CARTAO DE VISITA » Dé seu carldo o com a impresséo vollada & pessoa Yue revebe. » Segure o cartéo na parte superior, tomando cuidado para nao cobrir o texto. » Ao receber um cartéo, pare um instante para lé-lo. » Guarde seus cé toes partes que eos eoeber em um porta cartes. > O carlo néo deve ser entregue indiscriminadamente. » Vocé nao deve escrever no carlo que recebeu de alguém. SEU ESPACO DE TRABALHO » Cuide da organizagao. » Evite objetos “engragacinhos” ou pessoais. > Nau seja barull eto, RECEBENDO UM CLIENTE » Providencie para que a sala de espera esteja limpa e com material da empresa, como revistas ou relatério anual » Se o visitante tiver que aguardar na recepoao por algum tempo, deve ser informado sobre o motivo @ por quanto tempo. Se houver estrutura, ofereca agua e café enquanto espera. » Se possivel, ndo interrompa a visita para atender outras pessoas ou telefonemas. VISITANDO UM CLIENTE > Agende o horario de inicio e te nino. » Programe 90 para estar no local 20 minutos antes do hordrio marcado. » Aprenda como chegar no local e tenha 0 telefone em caso de atraso. > Antecipe imprevistos. » Leve um guarda-chuva. » Se for atrasar, telefone e avise antes do horério agendada, > Se tiver que esperar, ndo cuide de assuntos pessoais ou assuntos profissionais privados. » Ao entrar, espere a indicagdo para entrar @ sentar-sa. » Nao mexa em objetos do local » Se oferecerem café ou agua, aceite pelo menos um. » Soja organizado ¢ ndo espalhe seu material » Cuidado com o volume da sua voz. » Evite ficar mais que o tempo necessétro. LANA BERENHOLG 8 PATRIOW DALPRA - TODOS CS DIREITOS RES » Trate todos com respeito. PORTAS » Se vocé chega a porta primeiro, segure para ajudar aqueles com as mao ocupadas. No caso Ge uma multido, passe pela porta e certifique-se que ela ndo vai bater em quem esta vindo atras de vocé. » Se vocé estiver recepcionando alguém, segure a porta e deixe os passar. Se for uma porta Girat6ria, passe primeiro e espere pelos visitantes do outro lado. ELEVADOR » Ao entrar num elevador com um grupo, entre de acordo com o andar para onde vai. Se o seu andar é um dos tiltimos, entre primeiro @ fique no funddo do elevador. Se o seu andar & um dos primeiros, entre por titimo para ficar préximo & porta. » Deixe 0 caminho livre para as pessoas sairem ou entrarem. Vocé talvez precise sair do elevador para isto. » Se estiver perlo do painel de botdes, aperte “abrir porta” enquanto os outros desembarcam. » Nao converse enquanto houver outras pessoas no elevador. Nao abra a bolsa, tire 0 casaco, ete. PRESENTES » Presentes so uma forma de motivar, mostrar aprego ou reconhecimento a um funcionério ou cliente, ou colebrar alguma ocasio especial. O principal objetivo é aludar a estreitar os lacos, mas uma escolha errada pode trazer 0 resultado oposto. » Ates de tudo, é preciso conhecer a politica tanto da sua empresa como a da empresa do seu cliente na hora de presentear. Muitas empresas estabelecem um limite de valor para os presentes que seus funcionéios podem dar e receber. » Um presente muito caro nem sempre causa uma boa impressao. Ele pode gerar desconforto em quem o recebeu, pois pode sentir-se na obrigagao de retribuir & altura ou mesmo pressionadbo a favorecer quem 0 deu, » Para clientes estrangeiras, é importante verificar presentes que podem ser considerados inadequados ou até mesmo de pouco valor em sua cultura, como bebidas para pessoas de paises érabes, pois sao proibidas entre os mugulmanos, @ presentes de prata no México, onde ela 6 extremamente barata, » Procure descobrir discretamente se o presenteado tem algum interesse especial ou hobby. Essa personalizagao mostra que o presente foi escolhido com cuidado especial. No entanto, tome muito cuidado para que o presente n&o parega intimo. » Por mais que presentes possam ajudar a promover sua empresa, aqueles com sua logomarca nao dardo a impressao de que o presente foi especialmente escolhido para aquela pessoa e sim uma forma de autopromogao. » 40 presentear dentro da empresa, ndo dé presentes melhores para uns e mais simples pare outros, nem por motivo de afinidade, nem por hierarauia. > Aigumas sugestées de presentes adequados so: » Flores em vaso > Valo-prosenles relacionadas a alguin hubby » Entradas para shows, concertos, ballets ou pegas de teatro » Assinatura de revistas [LANA BERENHOLC & PATPICIADALPRA - TODOS 08 DREITOS RESEA » Livros ou cds » Porta retratos: » Vinho ou Champanhe » Alimentos gourmet, chocolates especiais > Presentes de pouca qualidade afetam a imagem da sua empresa de forma negativa. » Por ultimo, a apresentagao é tao importante quanto o contetido. Invista em uma bela embalagem @ escreva um cartao a mao. ATENDIMENTO AO PUBLICO » E fundamental ser agradavel, saber ouvir e colocar a outra pessoa & vontade. > Evite exaltar-se, discutr » Nao se torna intimo. Lon » dt ees f » Fale pausada e corretamente. Ce ) r x CONTATO EFETIVO » Tenha iniciativa » Busque informagoes. » D8 informagéee. » Esclarega as confusbes, » Harmonize: reduza a tensao. » Mantenha os canais de comunicagao aberlos. » Encoraje: seja amigavel, aberto, acessivel, BARREIRAS PARA A COMUNICAGAO » Nao estamos interessacios no que est sendo dito. » Achamos que sabemos 0 que a pessoa vai dizer. » Nossa cabega viaja. » Outra coisa prende nosea atengao. » Achamos que nosso papel de ouvinte é passivo. » No entencemos as palavras usadas ou damos um outro significado as palavras usadas (Giferente do pretencido). » Devido a nossa percepeaio, damos nossa propria interpretacao ao que esta sendo dito. BARREIRAS PARA A COMUNICAGAO AO TRANSMITIRMOS A MENSAGEM » ‘Temos um vocabulétio limitado, usamos as palavras incorretamente, » Nao dizemos 0 que realmente queremos. » Achamos que @ pessoa ird entender. » Nossa voz ¢ linguagem corporal néo sao coerentes com a mensagem ou interferem na mensagem ILANA BERENHOLG & PATRICIA DALPRA - TODOS OS DIRETTOS RESERVADOS IDENDO A ESCUTAR -Foque no escutar, envolva todos os sentidos, Evite tocar a outra pessoa inadequadamente. Néo fofoque, critique ou reclame. =vite temas polémicos. ICOS INADEQUADOS Alteragées de peso ou na aparéncia Problemas de satide ou problemas em casa Fofocas, boatos +» Vida amorosa Questdes financeiras Compras pessoais > Piadas referentes a algum grupo, etnia, regio Pontos de vista fortes sobre religido, politica, ute ba Tn | SOMO LIDAR COM CONFLITOS > Comece a conversa da forma que vocé quer que ela continue. Vocé nao é responsavel pela ‘emogao das outras pessoas. Entretanto, vooe € responsavel pelas suas proprias emogdes. "> Saba que resultado voce quer obter; saiba 0 que voo’ ndo quer. > Evite discussées. v Sera Evite demonstrar emogdes. Mostte respeito pela opinido dos outros. Sempre escute, ‘Veja as coisas pela perspectiva do outro. Seja sempre aberto. Busque 0 acordo, cooperagao. “Eu compreendo fazer 6..." J REINS @_ 6 que vocs esta dizendo. © que podemos ILANA BERENHOLG & PATRICIA DALPRA -TODOS 08 DIREITOS RESERVADOS % » Defina claramente 0 que foi decido. ‘COMO LIDAR COM FOFOCAS » Mude o assunto, » Fique em siléncio. » Defenda, » Nao espalhe. LINGUAGEM E VOCABULARIO » Cuidado com girias e palavras de baixo caléo, > Use 0 portugués corretamente. » Adapte sua linguagem a de seu interlocutor. » Saiba quais s40 seus vicios de linguagem e fique atento. » Cuidado com erros de concordéncia e gerundismos. » Evite jargdes. ENTREVISTA DE EMPREGO. » Acompetitividade no trabalho faz com que a aparéncia seja uma elemento altamente relevante durante © proceso. » Todos os slementos que compdem a imagem — aparéncia, higiene pessoal, roupas, acessérios, linquagem corporal, postura e gestos tém um peso decisivo na hora da escolha do candidato. » O futuro candidato 6 escolhido nos primeiros 80 segundos em que estaré em contato com 6 entrevistador. ROUPAS » Escolher roupas adequadas > Estudar a exigéncia da empresa com relago a0 graui de formalicade > Aescolha do traje ir variar de acordo com a cargo candidatado » alto nivel de formalidade e/ou cargos elevados - terno e gravata > médio nivel de formalidade — camisa social com calga social » dependendo da empresa pode usar um jeans escuro com uma camisa » Combinar a cores do conjunto - camisa, caiga, meias e sapatos O > Atencdo aos detalnes (sabotadores da imagem) ATENGAO GERAIS » Nao gesticular muito, » Nao mexer muito no cabelo e na barba. » Nao no falar girias. > NBU falar paalaviOess » Nao criar intimidade. » Evitar choiro de cigarro caso fume. ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODOS 0S DIREITOS RESEAVAD » Estar com as maos limpas e secas. » Atencdo aos erros de portugues. » Néo mascar chicletes durante a entrevista. » Néio deixe tatuagens a vista e nao use piercing. RECOMENDAGOES » Estude a empresa em questo. > Aprenda como oleyar11v local € leriheto leleforne ein caso de atraso, » Antecipe imprevistos » Trate todos com respeito. » Entre na sala tranauillo ¢ com educagao. » Mantenha 0 sorriso no rosto, » Espere que o entrevistacior tenha a alitude de » Atengdio ao aperto de mao firme. » Espere ser convidado a se sentar » Mantenha seus pertences no seu colo, mas cuidado para que os mesmos nao se tornem uma bareira ou apoio na cadeira ao lado » Nao interrompa a entrevista. V4 ao banheiro antes de entrar na sala. > Soja objetivo nas resposta. As mesmas dever ser claras e diretas. » Faga perguntas sobre a empresa. » Desligue o celular » Nao fale mal de ninguém, nem das empresas onde ja trabalhou. > Mande um e-mail no dia seguinte agradecendo a oportunidade. LINGUAGEM CORPORAL » Mantenha uma boa postura e 0 corpo levemente projetado a frente, » Nao cruze os bragos. » Otho no oino » Nao gesticule muito com as méos. TRES ERROS BASICOS » Usar roupa errada. » Chegar na hora errada » Nao ser cordial ILANA BERENHOLC & PATRICIA DALPRA - TODGS OS DIRETOS RESER