Você está na página 1de 679

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação 1

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação 2
Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação 2

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação 2

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Gravação

Gravação e Reprodução Básica

Os procedimentos básicos de gravação e reprodução já foram descritos no guia rápido. Continuaremos aqui a oferecer um pequeno resumo:

Para iniciarmos a gravação, clique no botão Record que está localizado no painel de transporte ou pressione a tecla { * } no teclado está localizado no painel de transporte ou pressione a tecla {*} no teclado numérico do computador. Se o teclado do seu computador não possuir um teclado numérico, poderão também ser utilizadas as teclas Command (Mac) ou Ctrl do PC e em seguida a tecla Enter para iniciar a gravação.

A gravação começará na posição atual (onde estiver o cursor). cursor).

Podemos dispor de um metrônomo durante a gravação, bastando para isso ativá-lo no painel Transporte. Para ajustar o volume do click do metrônomo, utilize o controle Level. Para ajustar o volume do click do metrônomo, utilize o controle Level.

Caso o Loop esteja ativado, o trecho que constar entre o marcador esquerdo e direito será repetido, nos permitindo assim acrescentar ou alterar materiais a cada marcador esquerdo e direito será repetido, nos permitindo assim acrescentar ou alterar materiais a cada passagem pelo trecho de loop (dependendo do ajuste Overdub/Replace - veja mais a frente).

Para que a reprodução tenha início na posição atual, claque no botão Play ou pressione a tecla [Enter] no teclado numérico. Para interromper a reprodução, clique no botão Stop, ou pressione a tecla [0] no numérico. Para interromper a reprodução, clique no botão Stop, ou pressione a tecla [0] no teclado numérico, ou pressione [Enter]. Podemos também alternar os modos de gravação e reprodução pressionando a barra de espaços.

Para nos posicionarmos em um determinado ponto da song, clique na Régua de Tempo, ou utilize os botões Rewind ou Fast Farward ou então clique na Régua de Tempo, ou utilize os botões Rewind ou Fast Farward ou então edite a posição numérica no painel de transporte. Também podemos nos posicionar diretamente nos marcadores esquerdo e direito pressionando a tecla [1] ou [2] no teclado numérico.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Gravação de notas

O botão interruptor Overdub/Replace Se gravarmos em um trecho onde já existam notas anteriormente gravadas, o resultado dependerá do ajuste do interruptor Overdub/Replace:

No modo Overdub, a nova gravação será acrescentada à gravação anteriormente existente. Este modo é muito, por exempl o, para avação será acrescentada à gravação anteriormente existente. Este modo é muito, por exemplo, para acrescentar elementos durante uma gravação de loop ou para acrescentar dados de controladores às notas já gravadas.

No modo Replace, a nova gravação substituirá as notas anteriormente existentes. Somente serão substituídas as notas que estiverem na área avação substituirá as notas anteriormente existentes. Somente serão substituídas as notas que estiverem na área de gravação ativa.

Sugerimos que utilize o modo Overdub como padrão, para evitar eliminar materiais inadvertidamente.as notas que estiverem na área de gravação ativa. Quantização durante a gravação Caso o interruptor

Quantização durante a gravação Caso o interruptor Quantize Notes During Recording, na barra de ferramentas do seqüenciador, esteja ativado, as notas serão quantizadas automaticamente conforme vão sendo gravadas. Este processo está descrito em detalhes mais à frente.

Gravação de eventos controladores Podemos automatizar praticamente todos os parâmetros de todos os dispositivos, possibilitando assim mixagens totalmente automatizadas. Conseguimos isto gravando ou endereçando eventos controladores no seqüenciador.

Antes de gravar uma automação Antes de começarmos a gravar a automação de um parâmetro, podemos ajustar o seu valor inicial. Com isto, determinamos o valor que o parâmetro deve possuir quando não estiver automatizado. Por que devemos fazê-lo?:

Quando gravamos uma seção de automação em um parâmetro, seu valor original se rá inserido ao longo de todo o restante da song. parâmetro, seu valor original será inserido ao longo de todo o restante da song. Isto está explicado detalhadamente mais à frente.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Vamos supor que desejamos gravar um fade-out – baixando os faders de volume do mixer. Logo, será necessário ajustar o fader em seu valor inicial correto, ou seja, o valor que o fader deverá possuir antes de começarmos a movimentá-lo para criar o efeito fade-out.

Este mesmo procedimento deverá ser feito se quisermos aplicar um filtro a um sintetizador em um determinado ponto da song. Então precisaremos primeiramente ajustar a freqüência do filtro ao valor que deva possuir em qualquer ponto da song e depois gravar as alterações no filtro.

Gravação

dispositivo

da

automação

de

um

parâmetro

de

1.

Certifique-se da existência de uma trilha para o dispositivo no seqüenciador. Para os dispositivos de instrumentos e para o Matrix, as trilhas do seqüenciador são acrescentadas automaticamente no momento em que criamos o dispositivo. Para o mixer ou um dispositivo de efeitos, teremos que acrescentar as trilhas manualmente, ”

no menu de

selecionando “Create Sequencer Track for

contexto do dispositivo. Também podemos selecionar “Sequencer Track” no menu Create e conectar a trilha criada manualmente ao dispositivo que quisermos na coluna Out da lista de trilhas.

2. Clique na coluna In da trilha na lista de trilhas, de tal modo que apareça um símbolo de conector MIDI. Isto nos indica que a trilha receberá sinais MIDI e que estará pronta para gravação.

3. Comece a gravar a partir da posição desejada.

4. Durante

de

parâmetro(s) que quiser no painel do dispositivo ou do controlador MIDI. Podemos gravar a automação de vários parâmetros na mesma tomada da gravação:

a

gravação,

ajuste

as

modificações

tomada da gravação: a gravação, ajuste as modificações Somente podemos gravar automação de um único dispositivo

Somente podemos gravar automação de um único dispositivo por vez (o dispositivo cuja trilha esteja recebendo o sinal MIDI). Caso queiramos gravar a automação para os parâmetros de um outro dispositivo, teremos que clicar na coluna In na trilha correspondente, para que o símbolo do conector MIDI apareça ali.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

5. Interrompendo a gravação. No painel do dispositivo, cada parâmetro automatizado será apresentado envolto por um retângulo verde.

será apresentado envolto por um retângulo verde. Os parâmetros Feedback e Pan estão automatizados. Na tela

Os parâmetros Feedback e Pan estão automatizados.

verde. Os parâmetros Feedback e Pan estão automatizados. Na tela arranjos, os controladores gravados são indicados

Na tela arranjos, os controladores gravados são indicados em azul (a “faixa” azul claro nos indica que a trilha possui algum tipo de automação de controlador).

Se voltarmos a reproduzir a seção gravada, os parâmetros irão sendo alterados automaticamente. Fora da seção gravada, os parâmetros ficarão com seus ajustes iniciais (os valores que possuíam antes de começarmos a gravar).

Gravação de mais eventos para um mesmo controlador

Caso necessitemos refazer uma seção de automação gravada, ou acrescentar algum dado a mais de automação para o mesmo dispositivo em um determinado ponto da song, devemos:

O interruptor Overdub/Replace não afeta a gravação do evento controlador. No entanto, certifique-se de que ele esteja na posição “Overdub”, para evitar apagar notas da trilha sem querer, ou por descuido.

1. Ajuste e inicie a gravação da mesma forma que foi descrito antes. Ao não ser que retoquemos o parâmetro, seus dados de automação serão reproduzidos normalmente.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

2. Na posição que quiser, ajuste o parâmetro. Ao começarmos a modificação do valor do parâmetro, o indicador Punched In, no painel de transporte, acenderá.

indicador Punched In, no painel de transporte, acenderá. A partir substituída! deste ponto, a automação gravada

A partir

substituída!

deste

ponto,

a

automação

gravada

3. Interrompa a gravação.

previamente

será

O trecho compreendido entre o ponto em que o indicador Punched

In acendeu e o ponto em que a gravação foi interrompida foi

substituído.

ponto em que a gravação foi interrompida foi substituído. Em qualquer momento após a gravação, podemos

Em qualquer momento após a gravação, podemos clicar no botão Reset que está localizado abaixo do indicador Punched In. Isto fará com que se apague o indicador Punched In “reiniciando”

a gravação do evento de controle (ativando a automação gravada,

a partir desta posição). Todavia estará em modo de gravação, e

quando voltarmos a ajustar o parâmetro, o indicador Punched In

voltará a acender.

Basicamente, o ato de clicar no botão Reset é o mesmo que deter a gravação e começá-la de novo.

Posicionamento de controles automatizados durante a reprodução em “modo direto”

Mesmo tendo automatizado um parâmetro, poderemos ajustá-lo novamente durante a reprodução, mas isso anulará a automação. Isto

pode ser útil, quando, por exemplo, estivermos executando o Reason

em modo direto:

1. Durante a reprodução, clique e arraste um parâmetro automatizado. O indicador Punched In ficará aceso no painel de transporte. A partir deste ponto, a automação gravada para o parâmetro estará desativada.

2. Para voltar a ativar a automação, clique no botão Reset. Isto devolverá o controle do parâmetro ao seqüenciador.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

A anulação da automação será reiniciada automaticamente enquanto detivermos a reprodução. enquanto detivermos a reprodução.

Gravando

automação

em

várias

trilhas

ao

mesmo

tempo

Apesar de somente uma trilha poder receber dados de entrada MIDI, é possível habilitar qualquer número de trilhas para que seja gravada automação.

Simplesmente clique na coluna Rec para armar as trilhas em que deseja gravar automação.

Estando a gravação ativada, todas as trilhas armadas terão as alterações de parâmetros gravadas para seus respectivos dispositivos no rack.

Isto é de muita utilidade caso você possua vários dispositivos de controles externos, e dessa forma poder controlar diferentes dispositivos no rack enquanto grava. Veja o capítulo Controle Remoto para mais detalhes.

Como

gravados?

Apesar do procedimento de gravação ser praticamente o mesmo, o seqüenciador manipula os dados controllers de um modo um pouco diferente de como manipula as notas.

controles

são

manipulados

os

dados

de

Cada nota gravada é um evento independente. No caso de eventos de controles, funciona da seguinte forma:

Cada trilha do seqüenciador possui um determinado número de “ subtrilhas ” de eventos de controles (uma para or possui um determinado número de “subtrilhas” de eventos de controles (uma para cada parâmetro automatizável no dispositivo correspondente). Podemos considerar que estas subtrilhas sejam canais em uma fita magnética, onde somente são gravados eventos de controles, cada um em seu canal específico.

Quando não possuirmos nenhuma automação gravada para um determinado parâmetro, sua subtrilha estará vazia. Ou seja, o parâmetro não estará automatizado. subtrilha estará vazia. Ou seja, o parâmetro não estará automatizado.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação Ao gravarmos qualquer even to de controlador, não importando
Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação Ao gravarmos qualquer even to de controlador, não importando

Ao gravarmos qualquer evento de controlador, não importando em qual ponto da song, toda a subtrilha será preenchida com dados de controles:

Esta é a seção que foi gravada Este é o valor original do parâmetro
Esta é a seção que foi gravada
Este é o valor original do parâmetro

Desta forma podemos configurar primeiro uma mixagem estática e depois ir acrescentando as alterações na automação do parâmetro, em qualquer ponto da song, ao terminar a gravação antes do término da song, o trecho não gravado permanecerá com os valores iniciais de automação.

Gravação de troca de patterns

Caso a song possua dispositivos de patterns, será provável que queiramos mais de um pattern ao longo da toda a song. Para facilitar esta tarefa, podemos gravar eventos de troca de patterns no seqüenciador (ou incluí-los manualmente). 1. Caso queira utilizar o mesmo pattern na maior parte da song (e queira somente acrescentar algumas variações em alguns pontos muito distintos), certifique-se de que este “pattern principal” esteja selecionado antes de começar a gravar. Quando gravamos uma troca de pattern em um determinado ponto da song, o pattern eleito originalmente será inserido no restante da song. Este procedimento é igual ao modo de funcionamento de automação de controle.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

2. Localize a trilha do seqüenciador para o dispositivo e certifique-se de que o sinal MIDI esteja direcionado à trilha. Na lista de trilhas deverá aparecer o símbolo de um conector MIDI na coluna In desta trilha.

3. Inicie a gravação na posição desejada. Ao iniciar a reprodução, o dispositivo de pattern se porá em marcha automaticamente (estamos supondo que l seção de pattern está ativada no dispositivo).

4. Durante a gravação, introduza as trocas de pattern com os botões Bank e Pattern do painel do dispositivo. Certifique-se de efetuar trocas de patterns de modo suave - a troca do pattern atual será gravada (e reproduzida) no final do compasso seguinte levando em consideração o tipo de rítmo do seqüenciador principal.

5. Ao terminar, interrompa a gravação.

principal. 5. Ao terminar, interrompa a gravação. O retângulo de destaque verde que está ao redor

O retângulo de destaque verde que está ao redor dos botões de pattern nos indica que as trocas de patterns estão automatizadas para este dispositivo.

de patterns estão automatizadas para este dispositivo. Na tela de arranjos, as trocas de pattern gravadas

Na tela de arranjos, as trocas de pattern gravadas virão indicadas por segmentos de cor amarela escuro (a “faixa” de cor amarela claro nos indica que a trilha possui algum dado de troca de pattern).

Cada troca de pattern será gravada no final do compasso. Caso seja necessário, podemos deslocar as trocas de patterns para outras posições na tela de Caso seja necessário, podemos deslocar as trocas de patterns para outras posições na tela de edições.

Podemos realizar gravações em modo punch nas trocas de patterns gravadas, substituindo assim um determinado trecho da trilha. patterns gravadas, substituindo assim um determinado trecho da trilha.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação Após gravar as trocas de pattern, podemos utilizar a

Após gravar as trocas de pattern, podemos utilizar a função Convert Pattern Track to Notes, para transferir as notas de dos patterns ao seqüenciador principal. Isto nos permite criar uma grande quantidade de variações ao editarmos as notas na tela de edição posteriormente. Veja mais adiante este processo.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Cópia de loops REX e patterns nas trilhas do seqüenciador

Como já foi dito anteriormente, quando utilizarmos o reprodutor de loops Dr.Rex será necessário também utilizar obrigatoriamente a função “To Track”. Esta função cria notas de seqüenciador na trilha selecionada, de forma que cada “tomada” ou seção do loop REX possua uma nota de seqüenciador correspondente. Ao reproduzir a trilha do seqüenciador se reproduzirão também todas as seções na ordem correta, com o andamento original do loop.

Este dispositivo possui funções similares aos dispositivos de pattern (Redrum e Matrix).

Utilizando a função Copy Pattern to Track do menu de Edit ou do menu de contexto do dispositivo, podemos copiar o conteúdo do pattern ativo em notas na trilha selecionada do seqüenciador.

A função Convert Pattern Track to Notes atua de um modo similar, no entanto converte todos os patterns de uma song em notas, levando em consideração as trocas de patterns.

Os procedimentos variam ligeiramente para os diferentes tipos de dispositivos.

A função “To Track” em loops REX

Vamos a supor que possuímos carregado um loop REX no dispositivo Dr. Rex.

1. Ajuste o marcador esquerdo e o marcador direito para que ambos delimitem a seção do loop REX que queremos “preencher” com notas.

2. Selecione a trilha conectada ao dispositivo Dr.Rex. Para evitar confusões, certifique-se de que haja eventos entre os marcadores da trilha.

3. Clique no botão “To Track” do painel do dispositivo Dr. Rex. As notas são criadas para as seções do loop e são inseridas na trilha.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação Se a distância entre os marcadores for maior que
Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação Se a distância entre os marcadores for maior que

Se a distância entre os marcadores for maior que o comprimento do loop REX, o loop será repetido na trilha.

Esta função sempre cria um número exato de loops, o que significa que poderá haver a existência de parte de um loop após o marcador direito.

As notas criadas são agrupadas automaticamente (como nos indicam os clips coloridos).

automaticament e (como nos indicam os clips coloridos). Aqui, o loop possui um comprimento de 2

Aqui, o loop possui um comprimento de 2 compassos. Haja visto que existem três compassos entre os marcadores, após o marcador direito visualizamos parte do loop que não coube na área delimitada pelos marcadores

A função “Copy Pattern to Track”

Esta função está disponível para os dispositivos Redrum e Matrix. Será-nos útil quando possuirmos um só pattern e quisermos utilizá-lo como ponto de partida para a edição no seqüenciador. Também podemos utilizá-la se tivermos criado, por exemplo, um pattern de bateria e quisermos reproduzir este pattern em outro dispositivo.

Faça o seguinte:

1. Ajuste o marcador esquerdo e o marcador direito para que ambos delimitem a seção do pattern que queremos “preencher” com notas. Para evitar que “se corte” o pattern, verifique se a área entre os marcadores seja um múltiplo do comprimento do pattern.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

2. Selecione a trilha conectada ao dispositivo de patterns. Feito isto, poderemos escolher qualquer trilha. Por exemplo, Caso o dispositivo seja o Matrix, podemos copiar as notas do Matrix sem a trilha para o dispositivo controlado pelo Matrix (já que o Matrix não produz nenhum som por si próprio, e portanto as notas do seqüenciador não podem reproduzir nada nele).

3. Selecione o dispositivo e utilize a função “Copy Pattern to Track” no menu de edição ou no menu de contexto do dispositivo.

no menu de edição ou no menu de contexto do dispositivo. Caso selecionemos uma trilha que

Caso selecionemos uma trilha que não esteja conectada ao dispositivo de pattern, nos será perguntado se é realmente isto o que queremos.

4. Clique em OK para que se execute o processo ou em Cancel para anulá-lo.

O pattern será convertido em notas de seqüenciador na trilha. Caso o comprimento da área entre os marcadores for maior notas de seqüenciador na trilha. Caso o comprimento da área entre os marcadores for maior que o comprimento do pattern, para preencher este trecho o pattern será repetido.

ttern, para preencher este trecho o pattern será repetido. As notas criadas são agrupadas automaticamente (como

As notas criadas são agrupadas automaticamente (como nos indicam os clips coloridos).

Algumas considerações sobre a utilização da função Copy Pattern to Track com o Redrum

Quando utilizamos esta função com o Redrum, devemos considerar o seguinte:

esta função com o Redrum, devemos considerar o seguinte: As notas terão o som da bateria

As notas terão o som da bateria correspondente e o velocity dependerá do valor do parâmetro Dynamic. As notas suaves possuem o velocity em torno de 30, as médias em 80 e as fortes em 127. Provavelmente será necessário desativar a função “Enable Pattern Section” no painel do dispositivo Redrum. Pois do contrário, os sons da bateria serão “duplamente disparados”, quando iniciarmos a reprodução

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

(um disparo por conta da própria seção de pattern e outro disparo pelo seqüenciador principal).

de pattern e outro disparo pelo seqüenciador principal). Algumas considerações sobr e a utilização da função

Algumas considerações sobre a utilização da função Copy Pattern to Track com o Matrix

Ao utilizarmos esta função com o Matrix, devemos considerar o seguinte:

Será criada uma nota para cada passo do pattern que tenha um valor de porta diferente de zero.

As notas terão o som de acordo com o valor CV da tecla para o passo, e o velocity de acordo com o valor de porta.

Não se copia a curva CV.

Certifique-se de que a trilha esteja conectada ao dispositivo correto! É contraproducente possuir uma trilha conectada ao Matrix já que este dispositivo não produz nenhum som.

Podemos desconectar ou deletar o Matrix após a execução da função “Copy Pattern to Track”, para que as notas não sejam reproduzidas duas vezes, no Matrix e no seqüenciador.

A função “Convert Pattern Track to Notes”

Caso tenhamos gravado ou incluído trocas de pattern em uma trilha Redrum ou Matrix, poderemos converter toda a trilha em notas da seguinte forma:

1. Selecione a trilha com as trocas de pattern.

2. Utilize a função “Convert Pattern Track to Notes” no menu de edição ou no menu de contexto da trilha. Para cada compasso, o pattern correspondente será convertido em notas na trilha (seguindo as mesmas regras da função “Copy Pattern to Track”). A trilha será reproduzida exatamente igual

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

quando reproduzimos o dispositivo de pattern com as trocas de pattern (incluindo o interruptor de liga/desliga de pattern).

Nestes lugares o pattern foi anulado (ativação de pattern desativada) na trilha
Nestes lugares o pattern foi anulado (ativação
de pattern desativada) na trilha

Todas asfoi anulado (ativação de pattern desativada) na trilha trocas de pattern são eliminadas automaticamente da trilha

trocas

de

pattern

são

eliminadas

automaticamente da trilha após a operação.

Algumas considerações sobre a utilização da função “Convert Pattern Track to Notes” com o Redrum

Quando utilizamos esta função, o interruptor “Enable Pattern Section ” (seção de ativação de pattern) será automaticamente desativado. Enable Pattern Section” (seção de ativação de pattern) será automaticamente desativado.

Algumas considerações sobre a utilização da função “Convert Pattern Track to Notes” com o Matrix

Após executar a função “Convert Pattern Track to Notes”, teremos que transladar o conteúdo desta trilha para outra, ou então redirecionar a trilha para um outro dispositivo. É contraproducente possuir uma trilha conectada ao Matrix já que este dispositivo não produz nenhum tipo de som.

Podemos desconectar ou deletar o Matrix após executar esta função. A razão disto é porque provavelmente não iremos querer que as notas sejam reproduzidas com duplicidade.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Edição – A função Snap

Quando selecionar e editar algum material, tanto na tela de arranjos como na tela de edição, a função Snap (Snap to Grid- grade de quantização) determinará o resultado. Se ativada a função Snap, a edição estará restrita aos valores de nota selecionados no menu drop- down Snap. O botão e o menu drop-down Snap estão localizados na barra de ferramentas do seqüenciador:

Utilize este menu drop-down para selecionar o valor de snap - quantização
Utilize este menu drop-down para selecionar o valor de snap - quantização

Clique aqui para ativar/desativar a função Snap

Podemos selecionar valores diferentes de Snap para a tela de arranjos e para a tela de edição.

A função Snap atua sobre as seguintes operações:

Posicionamento na Song, marcadores e marcador de final. Quando ajustamos estes marcadores, estando ativada a função Snap , eles serão “atraídos” para a Quando ajustamos estes marcadores, estando ativada a função Snap, eles serão “atraídos” para a posição referente ao valor de Snap configurado.

Seleção de eventos através do mouse (envolvendo os eventos com um retângulo desenhado com o mouse). Visto que o retângulo de seleção é eventos com um retângulo desenhado com o mouse). Visto que o retângulo de seleção é atraído ao valor Snap, este determina ou “bloqueia” o menor valor que pode ser selecionado.

Não obstante, quando efetuamos uma seleção através do processo de clicar em cima de uma nota na tela de edição (ou sobre os grupos na tela de arranjos) estes tipos de seleção não serão afetados pelo valor Snap.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Movendo e duplicando eventos. Quando movemos um ou vários eventos, estando a função Snap ativada, estes conservarão as suas Quando movemos um ou vários eventos, estando a função Snap ativada, estes conservarão as suas distâncias relativas correspondentes as posições ditadas pelo valor de Snap. No exemplo abaixo, o Snap (a quantização) está ajustado em 1/4 (semínimas):

o Snap (a quantização) está ajustado em 1/4 (semínimas): Criação de grupos na tela de arranjos.

Criação de grupos na tela de arranjos. Quando criamos grupos com a ferramenta Pencil, as suas posições iniciais e finais serão atraídas Quando criamos grupos com a ferramenta Pencil, as suas posições iniciais e finais serão atraídas às posições do valor de Snap.

Criação de eventos na tela de edição. O valor de Snap determina a posição da menor nota que poderemos criar ou inserir O valor de Snap determina a posição da menor nota que poderemos criar ou inserir um valor de controle ou uma troca de pattern.

Além disso, o valor Snap determina o comprimento (duração) mínimo do evento que poderemos criar.

Uso da ferramenta Eraser para eliminar eventos na tela de edição e na tela de arranjos. Com a função a função Snap ativada, ao clicarmos edição e na tela de arranjos. Com a função a função Snap ativada, ao clicarmos diretamente nos eventos com a ferramenta borracha, não apagaremos os eventos como também todos os eventos incluídos dentro do valor Snap fixado (por exemplo: 1 compasso). Também podemos utilizar a ferramenta borracha para criar retângulos de seleção que também serão atraídos ao valor Snap.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Edição na tela de arranjos

A

tela de arranjos nos permite visualizar várias trilhas ao mesmo tempo

e

nos oferece uma boa panorâmica da song. Esta tela é indicada para

edições em grande escala, como quando estivermos redistribuindo blocos de música, acrescentando ou eliminando compassos ou aplicando quantização e funções de edição simultaneamente em eventos de diferentes trilhas.

edição simultaneamente em eventos de diferentes trilhas. Para abrir a tela de arranjo, clique no botão

Para abrir a tela de arranjo, clique no botão arrange/edit que está localizado no canto superior esquerdo da área do seqüenciador.

no canto superior esquerdo da área do seqüenciador. Também podemos alternar entre as telas de arranjo

Também podemos alternar entre as telas de arranjo e de edição pressionando [Shift]-[Tab] ou [Comand]/[Ctrl]-[E].

Nas páginas que virão a seguir utilizaremos a palavra “evento” para designar as notas, os eventos de controle e as trocas de pattern. Os procedimentos que explicaremos em continuação serão aplicados a eventos independentes na tela de arranjos. Algumas técnicas são somente aplicáveis a eventos agrupados.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Seleção de eventos

Cada trilha na tela de arranjos está dividida verticalmente em três “subtrilhas”, aonde os eventos são indicados sob forma de pequenas linhas verticais. A subtrilha superior nos apresenta em vermelho as notas, incluindo as notas de bateria e os loops REX, a subtrilha central nos apresenta em amarelo as trocas de pattern e a sunbtrilha inferior nos apresenta em azul os eventos de controles.

inferior nos apresenta em azul os eventos de controles. Para selecionar eventos na tela de a

Para selecionar eventos na tela de arranjos, clique e arraste, criando um retângulo de seleção que deverá envolver os eventos que devem ser selecionados.

que deverá envolver os eventos que devem ser selecionados. Estando a função Snap ativada, o retângulo

Estando a função Snap ativada, o retângulo de seleção será atraído para o valor Snap.que deverá envolver os eventos que devem ser selecionados. Podemos arrastar o retângulo de seleção de

Podemos arrastar o retângulo de seleção de forma que envolva somente uma pista, neste caso somente selecionando notas, trocas de patterns ou eventos de envolva somente uma pista, neste caso somente selecionando notas, trocas de patterns ou eventos de controles. Assim como também podemos traçar um retângulo de seleção que afete várias trilhas.

Ao manter pressionada a tecla [Shift] enquanto selecionarmos os eventos, todos os eventos selecionados anteriormente permanecerão como tal e todos os novos eventos serão adicionados à seleção. anteriormente permanecerão como tal e todos os novos eventos serão adicionados à seleção.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Isto nos permite criar várias seleções contíguas: primeiro selecione um evento, depois pressione a tecla [Shift] e selecione mais eventos, e assim sucessivamente.

Também podemos utilizar a função “Select All” do menu de edição. Esta função nos permite selecionar todos os eventos, controladores e trocas de pattern na edição. Esta função nos permite selecionar todos os eventos, controladores e trocas de pattern na song.

Os eventos selecionados na tela de arranjos permanecerão selecionados se alternarmos para a tela de edição . selecionados se alternarmos para a tela de edição.

Para desfazer a seleção dos eventos, simplesmente clique em qualquer lugar aonde não existe evento. em qualquer lugar aonde não existe evento.

Deslocamento de eventos

Para deslocar os eventos selecionados, clique na seleção e utilize a técnica drag and drop (arrastar e soltar) na nova posição.

Quando deslocarmos uma seleção, esta será sempre atraída à sua pista. Não podemos arrastar notas pa ra uma pista de eventos de controladores à sua pista. Não podemos arrastar notas para uma pista de eventos de controladores ou patterns.

Ao mantermos pressionada a tecla [Shift] e arrastarmos, o deslocamento estará restrito ao sentido horizontal ou vertical. deslocamento estará restrito ao sentido horizontal ou vertical.

Caso a função Snap esteja ativada, somente poderemos soltar a seleção de forma que sua distância relativa às posições dos valores de Snap soltar a seleção de forma que sua distância relativa às posições dos valores de Snap seja mantida.

Duplicação de eventos

Para duplicar os eventos selecionados, mantenha pressionada a tecla [Option] (Mac) ou [Ctrl] (Windows) e proceda da mesma forma que foi feito com o processo de deslocamento de eventos.

Também podemos utilizar a função Duplicate Track do menu Edit ou do menu de contexto da trilha. menu Edit ou do menu de contexto da trilha.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Este procedimento cria uma cópia da trilha selecionada, incluindo todos os seus eventos. A trilha duplicada aparecerá na lista de trilhas abaixo da trilha original.

Os comandos Cut, Copy e Paste

Podemos deslocar ou duplicar eventos utilizando os comandos Cut, Copy e Paste do menu de Edit. Ao executarmos o comando Paste, os eventos serão apresentados na posição da song, em suas trilhas originais.

as

tenhamos pegado em outra song, serão criadas as novas trilhas necessárias.

Veja a nota seguinte sobre o processo de copiar e colar trilhas inteiras.em outra song, serão criadas as novas trilhas necessárias. Se as trilhas originais foram apagadas, ou

Se as trilhas originais foram apagadas,sobre o processo de copiar e colar trilhas inteiras. ou caso A utilização dos comandos Copy

ou

caso

A utilização dos comandos Copy e Paste para repetir uma seção

Quando cortamos ou copiamos uma seleção, a posição da song será deslocada automaticamente para o final da seleção (ou, caso a função Snap esteja ativada, esta posição será a mais próxima do valor Snap após o final da seleção). Este processo nos permite repetir rapidamente uma determinada seção. Faça o seguinte:

1. Certifique-se de que a reprodução não esteja em curso.

2. Ajuste o valor Snap em “Bar” (ou ao comprimento do trecho que queira repetir, caso este trecho seja menor que um compasso).

3. Ative a função Snap.

4. Selecione o trecho que deseja repetir. Já que podemos selecionar várias trilhas, vamos fazê-lo, pois este é um procedimento rápido e prático de copiar trechos completos da song.

Considere que a função Snap não funciona da mesma forma quando selecionamos grupos. Antes de continuar, certifique-se de que a não funciona da mesma forma quando selecionamos grupos. Antes de continuar, certifique-se de que a seleção contenha realmente o que quer.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

5. Utilize o comando Copy no menu Edit.

A posição da song se deslocará até o valor snap mais próximo

depois do final da seleção (supondo que a reprodução não esteja em curso).

6. Utilize o comando Paste no menu Edit.

O trecho copiado será colado, e a posição de song se deslocará

para o final do trecho que foi colado.

7. Cole

o

trecho copiado o

número de vezes que quiser e

dessa forma o trecho estará sendo repetido.

A utilização dos comandos Cut, Copy e Paste em trilhas

Podemos selecionar uma ou várias trilhas clicando sobre elas ou clicando nas trilhas, enquanto mantém a tecla [Shift] pressionada, para dessa forma ir adicionando as trilhas clicadas à seleção. Isto nos permitirá cortar ou copiar trilhas, junto com seus conteúdos.

Se colarmos a(s) trilha(s) na própria song original, somente duplicaremos a(s) trilha(s). No entanto, as trilhas coladas não serão conectadas a nenhum dispositivo somente duplicaremos a(s) trilha(s). No entanto, as trilhas coladas não serão conectadas a nenhum dispositivo do rack.

Podemos colar a(s) trilha(s) em outra song. Considere que somente são copiadas e coladas as trilhas (junto com seus conteúdos) – mas Considere que somente são copiadas e coladas as trilhas (junto com seus conteúdos) – mas não seus respectivos dispositivos. Para isto devemos copiar e colar os dispositivos em separado em outra song.

Deletando eventos

Para deletar um evento, selecione-o e pressione a tecla [Delete] ou [Backspace] ou utilize o comando Delete no menu Edit. Ambos os métodos deletarão [Delete] ou [Backspace] ou utilize o comando Delete no menu Edit. Ambos os métodos deletarão o evento. Também podemos selecionar os eventos traçando retângulos com o mouse de forma que os envolva e deletá-los todos de uma só vez. São aplicáveis as mesmas regras para a seleção de eventos. No entanto, caso a função Snap esteja ativada, o retângulo de seleção será atraído às posições do valor Snap. Considere também que para selecionar um evento, ele não deverá estar totalmente envolto pelo

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

retângulo de seleção - basta que o retângulo de seleção apenas toque o evento.

Deletando eventos com a ferramenta Erase

toque o evento. Deletando eventos com a ferramenta Erase Também podemos utilizar a ferramenta Erase para

Também podemos utilizar a ferramenta Erase para deletar eventos e grupos de eventos na tela de arranjos, tais como notas, seções de automação eventos e grupos de eventos na tela de arranjos, tais como notas, seções de automação e trocas de pattern na tela de edição.

Podemos utilizar a ferramenta Erase de duas maneiras:de automação e trocas de pattern na tela de edição. simplesmente clicando nos eventos ou traçando

simplesmente clicando nos eventos ou traçando com o mouse um retângulo de seleção incluindo assim vários eventos. Veja abaixo.

A função Snap e a ferramenta Erase

Com a função Snap ativada, o ato de clicar diretamente sobre os eventos ou criar retângulos de seleção não só deletará estes eventos, mas também os eventos que forem “tocados” devido a estarem dentro da área que é delimitada pela função Snap. (Por exemplo: 1 compasso).

Deleção de eventos com o mouse

Utilize a ferramenta Erase e clique no evento que deseja deletar. Ao utilizar a ferramenta Erase para ferramenta Erase e clique no evento que deseja deletar. Ao utilizar a ferramenta Erase para deletar eventos, estando ativada a função Snap, se dará o seguinte:

o

Ao

ajustado são deletados. A “área efetiva de Snap” será apresentada em cinza escuro.

snap

clicarmos,

todos

os

eventos

dentro

do

valor

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação Neste exemplo, utilizamos a ferramenta Erase para deletar notas

Neste exemplo, utilizamos a ferramenta Erase para deletar notas na tela de edição. O valor Snap está ajustado em “Bar” (compasso) e, portanto, após o clic, todas as notas C2 do compasso 6 serão deletadas.

Deleção de eventos utilizando um retângulo de seleção

Deleção de eventos utilizando um retângulo de seleção Selecione a ferramenta Erase, com o mouse, crie

Selecione a ferramenta Erase, com o mouse, crie o retângulo de seleção enquanto mantém pressionada a tecla Delete. Dessa forma podemos criar uma seleção que inclua vários eventos e deletá-los todos de uma só vez.

Caso a função Snap esteja ativada enquanto o retângulo de seleção é criado, este será atraído para as posições mais próximas do valor Snap. Por exemplo, caso o Snap esteja ajustado em “Bar”, ao arrastarmos o mouse para criar o retângulo de seleção, estaremos selecionando todas as notas compreendidas em uma faixa exata de compassos.

as notas compreendidas em uma faixa exata de compassos. Criação de um retângulo de seleção com

Criação de um retângulo de seleção com o Snap ajustado em “Bar” (compasso). Todas as notas dentro da área escura serão deletadas.

Considere que para selecionar um evento, não necessariamente este evento precisa estar dentro do retângulo de seleção - basta que o retângulo necessariamente este evento precisa estar dentro do retângulo de seleção - basta que o retângulo de seleção simplesmente toque o evento.

Ao mantermos a tecla [Shift] pressionada, enquanto estamos criando um retângulo de seleção, a direção de estamos criando um retângulo de seleção, a direção de

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

arrasto do mouse estará restringida aos movimentos horizontal ou vertical.

Inserindo e eliminando compassos

Às vezes temos que modificar a ordem e o comprimento de alguns trechos (seções) da song, (por exemplo: tornar o refrão mais curto, acrescentar alguns compassos de entrada, etc.). O menu Edit e o menu de contexto do seqüenciador possuem duas funções que são muito úteis para isso:

Inserindo compassos entre os localizadores

Esta função insere um espaço vazio entre os marcadores. Todos os eventos que estejam posicionados após o marcador esquerdo serão deslocados para à direita dando lugar à área inserida.

deslocados para à direita dando lugar à área inserida. Removendo compassos en tre os localizadores Esta

Removendo compassos entre os localizadores

Esta função elimina todo o material entre os marcadores. Todos os eventos que estejam posicionados após do marcador direito serão deslocados para a esquerda para preencher o espaço que foi criado após a eliminação da seção indicada.

que foi criado após a eliminação da seção indicada. A função “Remove Bars Between Locators” cortará
que foi criado após a eliminação da seção indicada. A função “Remove Bars Between Locators” cortará

A função “Remove Bars Between Locators” cortará de forma automática qualquer grupo que se interseccione com os localizadores. Podemos utilizá-la como uma função em si mesma, como foi descrito anteriormente.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Outras funções de edição na tela de arranjos

Também podemos utilizar a função de quantização e a função de troca de eventos na tela de arranjos. Estas funções nos são muito úteis, pois com elas podemos editar eventos em várias trilhas de uma só vez.

podemos editar eventos em várias trilhas de uma só vez. Podemos selecionar uma ou vári as

Podemos selecionar uma ou várias trilhas e aplicar a função de quantização ou a função de troca de eventos em todas as trilhas selecionadas. Para selecionar várias trilhas, pressione [Shift]- e clique nas trilhas que deseja selecionar na lista de trilhas.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Grupos

O fato de trabalhar com grupos resulta em praticidade quando trabalhamos com uma seção de eventos, pois os diversos eventos são enxergados como uma coisa só. Conseguimos isto agrupando os eventos. Podemos querer, por exemplo, que uma linha de baixo de dois compassos seja deslocada ou repetida ao longo de toda a song - agrupando os eventos, poderemos selecionar, deslocar e manipular a linha de baixo como um só objeto.

Este recurso somente é possível na tela de arranjos - na tela de edição somente podemos editar os eventos individualmente, mesmo eles estando em um grupo.

Aparência e Cor

Na tela de arranjos, os grupos são indicados mediante segmentos coloridos.

os grupos são indicados mediante segmentos coloridos. A cor dos diferentes grupos depende de seus conteúdos:

A cor dos diferentes grupos depende de seus conteúdos:os grupos são indicados mediante segmentos coloridos. Os grupos de mesma cor possuem o mesmo tipo

Os grupos de mesma cor possuem o mesmo tipo de eventos. Isto nos permite ter uma visão ampla da song, já que as variações aparecerão eventos. Isto nos permite ter uma visão ampla da song, já que as variações aparecerão como grupos de outra cor.

Estes grupos são variações; Todos os demais possuem o mesmo conteúdo.
Estes grupos são variações;
Todos os demais possuem o mesmo conteúdo.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Criando grupos

Existem dois procedimentos para criar grupos:

O comando GroupCriando grupos Existem dois procedimentos para criar grupos: 1. Selecione os eventos que deseja agrupar. Não

1. Selecione os eventos que deseja agrupar.

Não importa quais linhas tenha selecionado - todas as notas, trocas de pattern e eventos de automação dentro da área serão incluídos no grupo.

Ao selecionar eventos de várias trilhas, será criado um grupo para cada trilha. Cada grupo pode possuir somente eventos de uma única trilha. grupo para cada trilha. Cada grupo pode possuir somente eventos de uma única trilha.

2. Caso

possua um comprimento

determinado, ative a função Snap e selecione um valor

Snap apropriado. Resulta em praticidade criar grupos que possuam um comprimento de um ou vários compassos completos.

queira

que

o

grupo

3. Selecione Group no menu Edit ou no menu de contexto do seqüenciador. Ou, mantendo a tecla [Command] (Mac) ou [Ctrl] (Windows) e pressionando a tecla [G].

] (Mac) ou [ Ctrl ] (Windows) e pressionando a tecla [ G ]. Os eventos

Os eventos são agrupados

Arrastando com a ferramenta Pencil

1. Selecione a ferramenta Pencil. Podemos selecionar a ferramenta pencil momentaneamente mantendo a tecla [Command] (Mac) ou [Alt] (Windows).

2. Caso

possua um comprimento

determinado, ative a função Snap e selecione um valor

Snap apropriado.

queira

que

o

grupo

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Resulta em praticidade criar grupos que possuam um comprimento de um ou vários compassos completos.

3. Clique no ponto onde deseja

criar o

início do grupo e

arraste o ponteiro do mouse para direita e solte o botão do mouse no ponto final desejado. Um grupo será criado contendo os eventos que foram incluídos no processo de arrasto. Também podemos criar desta forma grupos vazios.

arrasto. Também podemos criar desta forma grupos vazios. Podemos criar grupos automaticamente utilizando as funções

Podemos criar grupos automaticamente utilizando as funções “To Track”, “Copy Pattern to Track” e “Convert Pattern Track to Notes”.

Seleção de grupos

Para selecionar um grupo, simplesmente clique sobre ele na tela de arranjos.

grupo, simplesm ente clique sobre ele na tela de arranjos. Este será o grupo selecionado Para

Este será o grupo selecionado

Para selecionar vários grupos, mantenha pressionada a tecla [Shift] e vá clicando sobre os grupos. Podemos desfaze a seleção dos grupos individualmente tecla [Shift] e vá clicando sobre os grupos. Podemos desfaze a seleção dos grupos individualmente mantendo pressionada a tecla [Shift] e voltando a clicar sobre eles.

Também podemos selecionar grupos clicando a arrastando um retângulo de seleção da mesma forma como fazemos com os upos clicando a arrastando um retângulo de seleção da mesma forma como fazemos com os eventos. Caso a função Snap esteja ativada, o retângulo de seleção será atraído para as posições determinadas pelo valor Snap. Para que um grupo seja selecionado não é necessário que esteja totalmente

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

envolto pelo retângulo de seleção – basta que o retângulo toque o grupo para que este fique selecionado.

Com este método é possível selecionar grupos e ao mesmo tempo “perder eventos”. Certifique-se de que o retângulo de seleção esteja envolvendo todos os eventos que deseja incluir!

Outra forma de selecionar grupos é utilizar as teclas de seta do teclado numérico do computador. Ao pressionarmos a tecla para direita selecionaremos o grupo seta do teclado numérico do computador. Ao pressionarmos a tecla para direita selecionaremos o grupo seguinte, ao pressionar a tecla seta para baixo selecionaremos o grupo mais próximo da trilha de baixo, etc. Para selecionar vários grupos de uma só vez, mantenha pressionada a tecla [Shift] e utilize as teclas de seta do teclado numérico do computador.

Se selecionarmos um grupo e formos para a tela de edição, nesta tela estarão selecionados todos os eventos do grupo.as teclas de seta do teclado numérico do computador. Para desfazer a seleção de grupo(s), clique

Para desfazer a seleção de grupo(s), clique em qualquer espaço vazio da tela de edição. espaço vazio da tela de edição.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Alterando o tamanho dos grupos

Quando um grupo nos é apresentado selecionado, este aparecerá com um pequeno quadrado preto em sua borda direita. Podemos clicar neste pequeno quadrado e arrastar para a esquerda ou para direita aumentando ou diminuindo o seu comprimento.

As seguintes regras são aplicadas:

Ao diminuirmos o tamanho do grupo arrastando sua borda direita para a esquerda, todos os eventos que ficarem fora do limite do grupo não direita para a esquerda, todos os eventos que ficarem fora do limite do grupo não serão mais pertencentes a este grupo. Portanto, se arrastarmos a borda direita para a esquerda até o início do grupo, todos os eventos serão desagrupados (veja abaixo).

grupo, todos os eventos serão desagrupados (veja abaixo). Ao aumentarmos o tamanho do grupo arrstando sua

Ao aumentarmos o tamanho do grupo arrstando sua borda direita para a direita, todo s os eventos que forem sendo encobertos passará a ser direita para a direita, todos os eventos que forem sendo encobertos passará a ser integrantes do grupo.

sua borda direita para a direita, todo s os eventos que forem sendo encobertos passará a

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação Não podemos sobrepor grupos Isto quer dizer que se

Não podemos sobrepor grupos Isto quer dizer que se aumentarmos o comprimento de um grupo ao ponto deste sobrepor parcialmente o grupo seguinte, este segundo grupo terá seu tamanho automaticamente modificado para que não existam sobreposições:

Agora o segundo grupo começa aqui
Agora o segundo grupo começa aqui

Dividindo grupos

Podemos dividir um grupo em dois clicando nele com a ferramenta Pencil sobre na posição desejada e arrastando até o final do grupo.

na posição desejada e arrastando até o final do grupo. Na realidade, isto é conseqüência do

Na realidade, isto é conseqüência do fato de os grupos não poderem sobrepor-se. Se criarmos um grupo que sobreponha com um outro, automaticamente o tamanho do último grupo será modificado. Por exemplo, se criarmos um pequeno grupo na metade de um outro maior, acabaremos obtendo três grupos:

modificado. Por exemplo, se criarmos um pequeno grupo na metade de um outro maior, acabaremos obtendo

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Divisão de grupos em várias trilhas.

Se possuirmos grupos em várias e quisermos dividi-los na mesma posição, podemos utilizar o seguinte método:

1. Ajuste o marcador esquerdo e o marcador direito para as posições de divisão que quiser.

2. Selecione “Insert Bars Between Locators” no menu Edit. O grupo será dividido.

Combinando grupos

Existem duas maneiras de combinar dois ou mais grupos em um só:

Utilizando o comando Group 1. Selecione o primeiro e o último grupo que deseja combinar. Também serão incluídos todos 1. Selecione o primeiro e o último grupo que deseja combinar. Também serão incluídos todos os grupos que estiverem posicionados entre eles.

2. Utilize o comando Group no menu Edit.

Redimensionandoentre eles. 2. Utilize o comando Group no menu Edit. 1. Clique no pequeno quadrado preto

1. Clique no pequeno quadrado preto que está localizado na borda direita do grupo e arraste para a direita.

2. Solte o botão do mouse quando chegar ao final do último grupo. Todos os grupos que foram envolvidos no processo de arrasto

se combinarão em um grupo maior.

Busca de grupos idênticos (Find Identical Groups)

Este comando do menu Edit nos permite localizar todos os grupos que possuam o mesmo conteúdo:

1. Selecione o grupo.

2. Utilize o comando “Find Identical Groups” no menu Edit. Serão selecionados todos os grupos que possuam os mesmos conteúdos na tela de arranjos.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Desagrupando

Existem duas maneiras de desfazer um grupo:

Selecioná-lo e utilizar o comando Ungroup no menu Edit ou no menu de contexto do seqüenciador, ou clicar no pequeno quadrado que está localizado na no menu de contexto do seqüenciador, ou clicar no pequeno quadrado que está localizado na borda direita do grupo e arrastá-lo totalmente para a esquerda. Nenhum dos dois métodos afetará os eventos do grupo; somente será eliminado o agrupamento.

Edição com grupos

Podemos trabalhar com os grupos de uma forma bem similar à edição de eventos na tela de arranjos:

Para deslocar um grupo, clique nele e arraste-o para a nova posição, levando em consideração o valor Snap. Se ao deslocar o grupo este se sobreponha posição, levando em consideração o valor Snap. Se ao deslocar o grupo este se sobreponha à outro, automaticamente o tamanho deste último será modificado. Caso o grupo deslocado sobreponha totalmente um outro grupo, obteremos um grupo maior que conterá os eventos dos dois grupos originais.

Para duplicar um grupo, proceda da mesma forma que foi descrito acima, apenas mantenha a tecla [Option] (Mac) ou [Ctrl] (Windows) pressionado quando clicar no descrito acima, apenas mantenha a tecla [Option] (Mac) ou [Ctrl] (Windows) pressionado quando clicar no grupo. Deste modo duplicaremos o grupo e todo seu conteúdo. Para isto também podemos lançar dos comandos Copy e Paste, seguindo as mesmas regras para o caso de eventos.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação Para deletar um grupo, selecione-o e pressione a tecla

Para deletar um grupo, selecione-o e pressione a tecla [Delete], [barra de espaços] ou utilize o comando Delete no menu Edit, ou selecione a ferramenta Erase e clique sobre um grupo. Ambos os métodos deletarão o grupo e seu conteúdo.

Também podemos desenhar retângulos de seleção com a ferramenta Erase selecionada, e desta forma deletar vários grupos de uma só vez. São aplicáveis as mesmas regras para a seleção de grupos. No entanto, caso a função Snap esteja ativada, o retângulo de seleção será atraído para as posições do valor Snap. Para que um grupo seja selecionado não é necessário que esteja totalmente envolto pelo retângulo de seleção – basta que o retângulo toque o grupo para que este fique selecionado.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

A tela de edição

A tela de edição nos permite realizar uma edição detalhada dos eventos

de uma só trilha. Aqui também podemos criar notas, trocas de pattern e inserir eventos de automação (eventos de controle).

Para abrir a tela de edição, clique no botão Edit/Arrange View que está localizado no canto superior esquerdo da área do seqüenciador. View que está localizado no canto superior esquerdo da área do seqüenciador.

no canto superior esquerdo da área do seqüenciador. Também podemos alternar entre a tela de edição

Também podemos alternar entre a tela de edição e a de arranjos pressionando a tecla [Shift]-[Tab] ou [Command]/[Ctrl]-[E].

Selecionando uma trilha para editar

A tela de edição nos apresenta os eventos da trilha que está focada na

lista de trilhas.

Caso uma trilha esteja selecionada quando entramos no modo de edição, esta trilha estará focada e seus eventos serão cionada quando entramos no modo de edição, esta trilha estará focada e seus eventos serão mostrados na janela.

Caso exista mais de uma trilha selecionada na lista de trilhas, ao abrirmos a tela de edição, a trilha focada será a última trilha que trilhas, ao abrirmos a tela de edição, a trilha focada será a última trilha que foi clicada.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Podemos trocar a trilha para edição a qualquer momento, bastando para isso clicar na lista de trilhas. Desta forma podemos continuar na tela de bastando para isso clicar na lista de trilhas. Desta forma podemos continuar na tela de edição e selecionar várias trilhas para editar sem precisar voltar à tela de arranjos.

As seções da tela de edição

A tela de edição está, ou pode estar dividida verticalmente em “seções”. Existem seis seções diferentes, que nos permitem editar tipos de eventos de forma distinta. Podemos visualizar qualquer combinação de seções. Para tornar visível ou invisível estas seções clique em seus respectivos botões que estão localizados na barra de ferramentas do seqüenciador.

Bateria TecladoPattern REX Velocity
Bateria
TecladoPattern
REX
Velocity

Automação - Controles

Ao pressionarmos a tecla [Option] (Mac) ou [Alt] (Windows) e clicarmos sobre um destes botões, somente visualizaremos os da seção (as outras seções (Windows) e clicarmos sobre um destes botões, somente visualizaremos os da seção (as outras seções estarão ocultas).

Por padrão, as seções que aparecerão quando aberta a tela de edição dependerão do tipo de dispositivo ao qual esteja conectada

a trilha (e se a trilha inclui dados de automação). Para as trilhas Redrum, nos serão apresentada a seção de bateria, de velocity e

a de pattern, para trilhas Dr.Rex, visualizaremos as seções REX e velocity.

Caso tenhamos escolhido ocultar algumas seções, a nova combinação de seções será armazenada individualmente para cada trilha. A próxima vez em selecionarmos a tela de edição para esta trilha, será utilizada esta mesma configuração de seções.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Alteração de tamanho e Zoom

Podemos redimensionar as seções movendo os divisores existentes entre elas.3.0 - Manual de Operação Alteração de tamanho e Zoom Nos casos em que sejam aplicáveis,

as seções movendo os divisores existentes entre elas. Nos casos em que sejam aplicáveis, as seções

Nos casos em que sejam aplicáveis, as seções terão controles individuais de zoom e barras de rolagem.as seções movendo os divisores existentes entre elas. Podemos utilizar a ferramenta lupa para realizar uma

Podemos utilizar a ferramenta lupa para realizar uma ampliação ou uma redução da forma de apresentação dos dados. Clique para ampliar ou clique ampliação ou uma redução da forma de apresentação dos dados. Clique para ampliar ou clique com a tecla [Option] (Mac)/[Ctrl] (Windows) para reduzir.

A ferramenta Hand nos permite deslocar o conteúdo da seção como um todo, possibilitando assim a visualização dos nos permite deslocar o conteúdo da seção como um todo, possibilitando assim a visualização dos dados que não estão sendo mostrados. Simplesmente clique e arraste na direção desejada.

Para uma edição em grande escala, podemos separar a área do seqüenciador do rack e utilizá-la em uma janela independente. Para isto clicamos no botão do seqüenciador do rack e utilizá-la em uma janela independente. Para isto clicamos no botão de separação do rack ou utilizamos a opção “Detach Sequencer Window” no menu Windows.

O botão separador do seqüenciador
O botão separador do
seqüenciador

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Para acoplar novamente o seqüenciador, clique no botão de união do seqüenciador (no rack ou na janela do seqüenciador que está separado) ou selecione “Attach Sequencer Window ” no menu Windows . Attach Sequencer Window” no menu Windows.

Alternativamente, também podemos maximizar a área do seqüenciador para que ocupe todo o rack. Para isto, clique no botão de maximização do seqüenciador para que ocupe todo o rack. Para isto, clique no botão de maximização do seqüenciador o mantenha pressionada a tecla [Command] (Mac) ou [Ctrl] (Windows) e pressione a tecla [2] no teclado alfanumérico do computador.

O botão de maximização do seqüenciador
O botão de maximização do
seqüenciador

Régua de tempo e banda de grupos

A régua está localizada na parte superior da tela de edição. Igual a régua da tela de arranjos, ela nos indica as posições em compassos e tempos, para tornar mais fácil a tarefa de posicionamento na song.

Podemos ajustar o zoom individualmente para a tela de edição e para a tela de arranjos. Isto faz sentido já que provavelmente trabalharemos com edição e para a tela de arranjos. Isto faz sentido já que provavelmente trabalharemos com uma ampliação maior quando formos fazer uma edição com mais detalhes.

Logo abaixo da régua existe uma faixa estreita vazia. Esta faixa nos apresenta os grupos, caso existam, como segmentos coloridos, dando-lhes uma orientação adicional na tela de edição.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação Ao editarmos eventos dentro de um grupo, observe que

Ao editarmos eventos dentro de um grupo, observe que o indicador de grupo terá sua cor alterada. Isto se deve ao fato de que a cor do grupo depende de seu conteúdo, como já foi dito anteriormente.

Seleção e edição de notas

Podemos selecionar e editar notas em uma destas três lanes: a lane de teclado, a de bateria e a lane REX:

três lanes: a lane de teclado, a de bateria e a lane REX: A seção de

A seção de teclado. O teclado de piano localizado no lado esquerdo nos indica os tons das notas, cobrindo toda a faixa de notas MIDI (C-2 a G8). Observe que as teclas brancas e pretas também são indicadas no gráfico da direita, tornando mais fácil a tarefa de localizar o tom correto quando assinalamos ou deslocamos as notas. Esta é a seção que devemos utilizar quando formos editar trilhas de sintetizador ou de sampler.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação A seção de bateria. Está dividida verticalmente em dez

A seção de bateria. Está dividida verticalmente em dez tons, correspondentes aos dez canais de som de uma batera no dispositivo Redrum (caso a trilha esteja conectada a um dispositivo Redrum, cada um destes tons recebe um nome de acordo com o dispositivo). Devemos utilizar esta seção para editar trilhas de bateria.

utilizar esta seção para editar trilhas de bateria. A seção REX. Está dividida verticalmente em toos

A seção REX. Está dividida verticalmente em toos (de C3 para cima), correspondentes aos loops ou seções de um dispositivo reprodutor de loops Dr.Rex. Devemos utilizar esta seção para editar trilhas Dr.Rex.

Devemos utilizar esta seção para editar trilhas Dr.Rex. Nestas três seções, as notas ativas são representadas

Nestas três seções, as notas ativas são representadas por pequenos retângulos, com a duração da nota sendo representada pelo comprimento e os valores de velocity pela cor (quanto mais escura seja a cor, maior será o velocity).

Os procedimentos básicos de edição de notas são os mesmos para as três seções.

Criando notas

1. Caso queira restringir a entrada de notas a determinados valores, por exemplo, a semicolcheias, ajuste o valor Snap em semicolcheias e ative a função Snap.

2. Selecione a ferramenta Pencil. Podemos alternar entre as ferramentas Select e pencil mantendo pressionada a tecla [Command] (Mac) ou [Alt] (Windows).

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

3. Caso necessário clique na tela do teclado de piano, lista de sons de bateria, ou lista de loops, ou seções para encontrar

o tom correto.

Caso a trilha esteja conectada a um dispositivo, este reproduzirá a nota correspondente.

4. Clique na parte onde são apresentadas as notas na altura onde deseja inserir uma nota. A nota será inserida na posição mais próxima determinada pelo valor de Snap.

Ao clicar, a nota adquirirá a duração determinada pelo valor Snap. Isto se cumpre independentemente da função Snap estar ou não ativada. Snap. Isto se cumpre independentemente da função Snap estar ou não ativada.

Ao clicar e manter o botão do mouse pressionado, esteindependentemente da função Snap estar ou não ativada. poderá ser arrastado para a direita e assim

poderá ser arrastado para a direita e assim ir determinando

a duração da nota.

Caso a função Snap esteja ativada, a duração da nota será um múltiplo do valor Snap (a não ser que pressionemos a tecla [Shift] enquanto realizamos o arrasto).

Selecionando notas

Para

métodos:

selecionar notas na tela de Edição, utilize um dos seguintes

Para selecionar uma nota, clique na nota com a ferramenta Select selecionada.notas na tela de Edição, utilize um dos seguintes Para selecionar várias notas, mantenha pressionada a

Para selecionar várias notas, mantenha pressionada a tecla [Shift] e clique sobre as notas. Para desfazer a seleção de notas individualmente pressione a [Shift] e clique sobre as notas. Para desfazer a seleção de notas individualmente pressione a tecla [Shift] e volte a clicar sobre as notas.

Também podemos clicar e arrastar criando assim um triângulo de seleção que envolva as notas que queremos selecionar. Caso a função Snap esteja ativada, o retângulo de seleção será atraído para as posições Caso a função Snap esteja ativada, o retângulo de seleção será atraído para as posições determinadas pelo valor de Snap. Por exemplo, caso o valor de Snap esteja ajustado em “Bar” (compasso), ao arrastarmos o retângulo selecionaremos todas as

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

notas dentro de uma faixa exata de compassos (e dentro dos tons que estão dentro do retângulo de seleção).

Para selecionar a nota anterior ou seguinte do compasso, pressione a tecla de seta para esquerda ou seta para direita no teclado numérico do pressione a tecla de seta para esquerda ou seta para direita no teclado numérico do computador. Para selecionar várias notas, mantenha pressionada a tecla [Shift] e utilize as teclas de seta para esquerda e seta para a direita do teclado numérico do computador.

Para selecionar todas as notas de uma trilha, utilize a função Select All do menu Edit. Certifique-se de que a seção correta esteja focada (teclado, bateria ou REX) - do contrário Certifique-se de que a seção correta esteja focada (teclado, bateria ou REX) - do contrário selecionaremos todos os controladores ou todas as trocas de pattern. Para focar uma seção, clique em qualquer ponto dela (o foco virá indicado mediante uma borda fina na seção).

Para desfazer a seleção de todas as notas, clique em qualquer espaço vazio. qualquer espaço vazio.

Movendo notas

Para deslocar uma nota, clique nela e arraste-a para a nova posição. Caso tenha selecionado várias notas, todas elas serão deslocadas, mantendo-se as distâncias individuais posição. Caso tenha selecionado várias notas, todas elas serão deslocadas, mantendo-se as distâncias individuais entre elas.

Caso a função Snap esteja ativada, os eventos deslocados manterão suas distâncias relativas às posições determinadas pelo valor de Snap. Por exemplo, caso o manterão suas distâncias relativas às posições determinadas pelo valor de Snap. Por exemplo, caso o Snap esteja ajustado em “Bar” (compasso), poderemos deslocar as notas selecionadas para outro compasso sem que para isso seja afetada a sua temporização.

poderemos deslocar as notas selecionadas para outro compasso sem que para isso seja afetada a sua

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Ao manter pressionada a tecla [Shift] quando realizamos o arrasto, o deslocamento será restrito aos movimentos horizontal e vertical. Isto [Shift] quando realizamos o arrasto, o deslocamento será restrito aos movimentos horizontal e vertical. Isto nos permite deslocar as notas sem correr o risco de alterar o seu tom inadvertidamente.

Duplicando notas

Para duplicar as notas selecionadas, mantenha pressionada a tecla [Option] (Mac) ou [Ctrl] (Windows) e siga as mesmas instruções que para o deslocamento de notas.

Utilizando os comandos (Cut, Copy e Paste)

Podemos deslocar ou duplicar eventos utilizando os comandos Cut, Copy e Paste do menu Edit.

Quando cortamos ou copiamos, a posição de song se deslocará automaticamente para o final da seleção (ou, caso a função Snap esteja ativada, à posição do valor Snap mais próxima após o final da seleção). Podemos utilizar este processo para repetir eventos, como mais próxima após o final da seleção). Podemos utilizar este processo para repetir eventos, como já foi dito anteriormente.

Quando colamos, os eventos aparecerão na posição da song, em sua(s) trilhas(s) original(is). song, em sua(s) trilhas(s) original(is).

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Alterando a duração das notas

Quando seleções uma nota, aparecerá um pequeno quadrado na borda direita. Podemos clicar nele e arrastar para aumentar ou diminuir a duração da nota.

e arra star para aumentar ou diminuir a duração da nota. Caso a função Snap esteja

Caso a função Snap esteja ativada, o final da nota será atraído para a posição determinada pelo valor Snap. Podemos desativar esta função temporariamente pressionando a atraído para a posição determinada pelo valor Snap. Podemos desativar esta função temporariamente pressionando a tecla [Shift] quando realizamos o arrasto. Isto nos permite redimensionar a nota a qualquer duração, sem ter que levar em conta o valor Snap.

Se selecionarmos várias notas, redimensionadas na mesma quantidade. redimensionadas na mesma quantidade.

todas

serão

Algumas considerações sobre alterações de durações de notas de bateria

As notas de bateria podem ser redimensionadas iguais a qualquer outra nota. No entanto, o resultado desta operação dependerá dos ajustes do interruptor Decay/Gate e do comando Length para o som de bateria no painel Redrum:

Caso tenhamos selecionado o modo Decay, o som de bateria soará até o final, sem levar em consideração a duração da nota. Ou melhor, será realizado um fade-out de acordo com o valor de duração da nota. Ou melhor, será realizado um fade-out de acordo com o valor de seu parâmetro Length.

Caso tenhamos selecionado o modo Gate, a duração da nota afetará o som resultante. No entanto, a duração máxima do som é ajustada pelo comando Length – após esta No entanto, a duração máxima do som é ajustada pelo comando Length – após esta duração, o som será cortado, independentemente da duração da nota.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Por último, caso o comando Length esteja ajustado em seu valor máximo, o som não soará mais após a duração da amostra da bateria.

Deletando notas

Existem dois procedimentos para deletar notas:

Selecioná-las e pressionar a [barra de espaços] ou [Delete], ou utilizar o comando Delete no menu Edit. [Delete], ou utilizar o comando Delete no menu Edit.

Selecionar a ferramenta Erase e clicar sobre as notas que desejamos deletar. Também podemos arrastar um retângulo de seleção com a ferramenta Erase e deletar desejamos deletar. Também podemos arrastar um retângulo de seleção com a ferramenta Erase e deletar todas as notas incluídas dentro deste retângulo.

Quando utilizamos a ferramenta Erase, estando ativada a função Snap, se aplicarão as seguintes regras:

Quando utilizarmos a técnica de clicar, todas as notas do mesmo tom dentro do valor Snap ajustado serão deletadas. A “área de atuação” é indicada mesmo tom dentro do valor Snap ajustado serão deletadas. A “área de atuação” é indicada em cinza escuro.

A “área de atuação” é indicada em cinza escuro. Neste caso, com o valor Snap ajustado

Neste caso, com o valor Snap ajustado em “Bar” (compasso), com um só clique eliminaremos todas as notas C 2 no sexto compasso.

Caso desenhemos um retângulo de seleção, este será atraído às posições mais próximas do valor snap. Por exemplo, Caso o valor Snap esteja ajustado em “Bar” (compasso), ao arrastar um retângulo selecionaremos todas as notas dentro de uma faixa exata de compassos. todas as notas dentro de uma faixa exata de compassos.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação Ao manter pressionada a tecla [Shift] enquanto estivermos traçando

Ao manter pressionada a tecla [Shift] enquanto estivermos traçando o retângulo de seleção, a direção estará limitada somente aos movimentos horizontal ou vertical.

Edição de velocity

Os valores de velocity das notas são editados na seção velocity.

de velocity das notas são editados na seção velocity. Os valores de velocity são representados em

Os valores de velocity são representados em um diagrama de barras, sendo que as barras mais altas correspondem aos maiores valores de velocity. Observe também que a cor das notas e das barras reflete o valor de velocity.

Para alterar o velocity de uma nota, clique em sua barra de velocity com a ferramenta pencil e arraste a barra para cima ou para baixo. O ato de clicar acima de uma barra fará que aumente o valor de velocity até o ponto em que foi efetuado o clique.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Criação de envelopes de velocity

Também podemos editar o velocity de várias notas simultaneamente de duas maneiras diferentes:

Arrastando a ferramenta line ao longo das barras até a altura desejada. altura desejada.

ferramenta line ao longo das barras até a altura desejada. Traçado de uma rampa de velocity

Traçado de uma rampa de velocity com a ferramenta line.

Arrastando a ferramenta pencil ao longo das barras até a altura desejada. Devemos utilizar a ferramenta Line para aumentar ou atenuar de forma uniforme e suave ou Devemos utilizar a ferramenta Line para aumentar ou atenuar de forma uniforme e suave ou para regular todas as notas no mesmo valor de velocity (ou seja, para traçar uma linha reta) e a ferramenta pencil para criar curvas irregulares.

Ao manter pressionada a tecla [Shift] quando editamos os valores de velocity, somente serão afetadas as notas selecionadas. valores de velocity, somente serão afetadas as notas selecionadas.

Este processo é muito útil especialmente em trechos com muitas notas. Vamos supor, por exemplo, que possuímos um ritmo de bateria com muitas notas de peças diferentes e que queremos ajustar somente o velocity das notas de hi-hat. Caso arrastemos com a ferramenta Line ou com a ferramenta Pencil, modificaremos também os valores de velocity das outras notas da bateria deste trecho. No entanto, caso selecionemos primeiro somente as notas de hi-hat na linha de bateria e pressionarmos a tecla [Shift], ao realizarmos o

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

arrasto iremos editar somente os valores de velocity das notas de hi- hat, não alterando assim as outras notas.

Edição de eventos controllers (automação)

Os eventos de controles são visualizados e editados na seção de Automação/Controles. Esta seção está dividida em várias “subseções”, cada uma das quais utilizada para um parâmetro automatizável do dispositivo correspondente.

um parâmetro automatizável do dispositivo correspondente. A seção Automação/Controles de uma trilha Subt ractor;

A seção Automação/Controles de uma trilha Subtractor; nela aparecem representados três controladores.

Visualizar e ocultar controllers

Para cada subseção, podemos selecionar quais controllers devem ser mostrados. Para isto podemos utilizar vários procedimentos:

Mantendo pressionada a tecla [Option] (Mac) ou [Alt] (Windows) e clicar sobre um parâmetro em um painel de a [Option] (Mac) ou [Alt] (Windows) e clicar sobre um parâmetro em um painel de dispositivo do rack. Isto fará que se enfoque a primeira trilha do seqüenciador conectado ao dispositivo, abrirá a tela de edição, fará que apareça a seção de controladores e nos mostrará a subseção de automação para o parâmetro especificado.

Podemos fazer o mesmo utilizando o comando “Edit Automation” no menu de contexto para o parâmetro. Para acessar o menu de contexto do Automation” no menu de contexto para o parâmetro. Para acessar o menu de contexto do parâmetro pressione [Ctrl] e click (Mac) ou clicando com o botão direito do mouse (Windows) sobre o parâmetro no menu de dispositivos.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Caso esteja trabalhando com um Mac e com um mouse de dois botões, [Ctrl]-clic com o botão direito, o que permitirá acessar os menus de contexto.

Utilizando o menu drop-down do controlador na barra do seqüenciador, poderemos ocultar ou visualizar controllers individuais a partir do seqüenciador. seqüenciador, poderemos ocultar ou visualizar controllers individuais a partir do seqüenciador.

Os controllers serão apresentados mediante uma marca de comprovação no menu drop-down - selecione um controller para visualizá-lo ou para ocultá-lo.controllers individuais a partir do seqüenciador. Os controllers para os quais haja dados (automação) na

Os controllers para os quais haja dados (automação) na trilha são indicados mediante um asterisco colocado ao lado do nome do controlador. lado do nome do controlador.

um asterisco colocado ao lado do nome do controlador. Clique no botão “Show Device Controllers” para

Clique no botão “Show Device Controllers” para visualizar todos os controllers disponíveis para o dispositivo de trilha. todos os controllers disponíveis para o dispositivo de trilha.

os controllers disponíveis para o dispositivo de trilha. Clique no botão “Show Controllers in Track” para

Clique no botão “Show Controllers in Track” para visualizar todos os controllers para os quais tenhamos gravado ou endereçado automação na trilha. endereçado automação na trilha.

in Track” para visualizar todos os controllers para os quais tenhamos gravado ou endereçado automação na

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Para ocultar todos os controllers, selecione “Hide All Controllers” no menu drop-down do controlador. Este comando deixará a linha do controlador vazia. Controllers” no menu drop-down do controlador. Este comando deixará a linha do controlador vazia.

Endereçando e editando controllers

Independentemente de estarmos editando controllers gravados ou criando automação a partir do zero, teremos que traçá-los com a ferramenta Line ou com a ferramenta Pencil.

com a ferramenta Line ou com a ferramenta Pencil. Ao utilizarmos a ferramenta Line , se

Ao utilizarmos a ferramenta Line, se quisermos restringir o movimento unicamente para o sentido horizontal, devemos pressionar a tecla , se quisermos restringir o movimento unicamente para o sentido horizontal, devemos pressionar a tecla [Shift] quando estivermos realizando o traçado da linha.

Caso a função Snap esteja ativada, a alteração do valor do controller introduzido será atraída para a posição do valor Snap mais próxima. Além disso, o comprimento da seção modificada será um múltiplo do valor Snap. Além disso, o comprimento da seção modificada será um múltiplo do valor Snap.

da seção modificada será um múltiplo do valor Snap. Neste exemplo, o Snap está ajustado em

Neste exemplo, o Snap está ajustado em 1/4. Portanto, as alterações de controles que forem introduzidas serão realizadas em “intervalos” de duração de uma ou mais semínimas.

Caso o controller não tenha sido automatizado (será apresentado o aviso “Not Automated” na linha do controlador), por isso a sido automatizado (será apresentado o aviso “Not Automated” na linha do controlador), por isso é necessário ajustar primeiro o parâmetro em um “valor padrão” no painel de dispositivos. A razão disto é que quando introduzimos um valor de controle, o

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

restante da trilha será preenchido com o valor original do parâmetro, o valor ajustado no painel de dispositivos. Isto funciona exatamente igual quando gravamos eventos controllers.

Seleção de trechos de uma trilha de controle

Para selecionar um trecho da “subtrilha” de um controller, clique e arraste um retângulo de seleção com a ferramenta Select. Caso a função Snap esteja ativada, a seleção será atraída para as posições do valor Snap.

seleção será atraída para as posições do valor Snap. O trecho selecionado será indicado mediante um

O trecho selecionado será indicado mediante um sombreado.

Mantendo pressionada a tecla [Shift] e arrastando com o mouse, poderemos selecionar vários trechos contínuos da subtrilha do controle. mouse, poderemos selecionar vários trechos contínuos da subtrilha do controle.

da seção

Automação/Controles na tela de arranjos, este trecho estará selecionado também quando abrirmos a tela de edição e vice- versa.

Ao

selecionarmos

grupos

ou

trechos

Movendo e duplicando trechos de controllers

Para deslocar um trecho de controller selecionado, clique e arraste para a posição desejada na mesma subtrilha. Como de costume, leve em consideração a arraste para a posição desejada na mesma subtrilha. Como de costume, leve em consideração a função Snap.

Para duplicar um trecho de controller selecionado, mantenha pressionada a tecla [Option] (Mac) ou [Ctrl] (Windows), clique e arraste. mantenha pressionada a tecla [Option] (Mac) ou [Ctrl] (Windows), clique e arraste.

Ao deslocar ou duplicar controllers recolocaremos os valores do controle na nova posição (como se tivéssmos ntrollers recolocaremos os valores do controle na nova posição (como se tivéssmos

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

editado

com

a

ferramenta

Line

ou

com

a

ferramenta

Pencil).

Utilizando os comandos Cut, Copy e Paste

Podemos deslocar ou duplicar os trechos de controllers selecionados utilizando os comandos Cut, Copy e Paste do menu Edit.

Quando cortamos ou copiamos, a posição da song será deslocada automaticamente para o final da seleção (ou, caso esteja ativada a função Snap, à deslocada automaticamente para o final da seleção (ou, caso esteja ativada a função Snap, à posição do valor Snap mais próxima após o final da seleção). Podemos utilizar este processo para repetir eventos, como já foi mostrado anteriormente.

Quando colado, o trecho do controller aparecerá na posição de song, em sua subtrilha original. ntroller aparecerá na posição de song, em sua subtrilha original.

Deletando trechos de controllers

Existem duas maneiras para deletar controllers:

Selecionando o trecho, como foi mostrado anteriormente, e pressionando a [barra de espaços] ou [Delete] ou utilizando o comando Delete no menu Edit. pressionando a [barra de espaços] ou [Delete] ou utilizando o comando Delete no menu Edit.

Utilizando a ferramenta Erase. Caso a função Snap esteja ativada, podemos clicar em um único evento para deletar de Caso a função Snap esteja ativada, podemos clicar em um único evento para deletar de imediato a zona sombreada que corresponde com o valor Snap ajustado, por exemplo, Bar (compasso). Também podemos ajustar uma faixa de seleção com a técnica de drag-and-drop, ou seja, clicar e arrastar.

Eis o resultado:

drag-and-drop, ou seja, clicar e arrastar. Eis o resultado: O valor do controle que está justamente

O valor do controle que está justamente antes da seleção eliminada permanecerá assim até o final da seleção.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Não podemos deletar toda a automação utilizando este método - sempre restará um valor mínimo de controle. Para eliminar toda a automação, utilize a função Clear Automation.

Deletando a automação

Para deletar toda a automação de um controle, selecione “Clear Automation” em um dos seguintes menus:

O menu de contexto da subtrilha do controller.

O

menu de contexto da subtrilha do controller.

Aparece quando pressionamos a tecla [Ctrl] e clicamos na subtrilha (Mac) ou quando clicamos com o botão direito sobre a subtrilha (Windows).

O menu Edit.

O

menu Edit.

É necessário que esteja a subpista do controlador esteja focada. Caso não esteja seguro disto, clique na subpista.

O menu de contexto do parâmetro.

O

menu de contexto do parâmetro.

Será apresentado quando clicarmos enquanto mantemos a tecla [Ctrl] pressionada sobre o parâmetro no painel de dispositivos (Mac) ou clicarmos-direito (Windows).

Isto deletará toda a automação do parâmetro em todas as trilhas.

Ao selecionarmos “Clear Automation” eliminaremos todos os valores do controlador da subpista e aparecerá o texto “Not Automated”.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Copiando dados entre diferentes subtrilhas controllers

È possível copiar dados controller como, por exemplo, um fade, de um parâmetro e aplicá-lo em outro parâmetro. Fazemos isso da seguinte forma:

1. Selecione um trecho e utilize o comando cut ou copy para adicionar os dados no clipboard.

o comando cut ou copy para adicionar os dados no clipboard. 2. Selecione a subtrilha controller

2. Selecione a subtrilha controller onde deseja colar o dado copiado (na mesma trilha ou em outra trilha) clicando nela de forma que ela fique focada. Somente uma subtrilha deve ficar focada.

3. Posicione-se no ponto onde deseja que o dado seja colado.

fique focada . Somente uma subtrilha deve ficar focada . 3. Posicione-se no ponto onde deseja

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

4. Selecione Paste no menu Edit menu. O dado será colado na subtrilha selecionada, e a posição atual da song será deslocada para o final do trecho que foi colado.

song será deslocada para o final do trecho que foi colado. Foco para seleção Como o

Foco para seleção

Como o descrito acima, a subtrilha com o foco para seleção determina onde o dado controller terminará. Caso não exista nenhuma subtrilha selecionada no momento da colagem, os dados irão aparecer na subtrilha original e na mesma posição. Isto é útil quando temos que repetir automação, por exemplo, copiar um ou diversos parâmetros para o mesmo dispositivo – veja mais abaixo.

parâmetros para o mesmo dispositivo – veja mais abaixo. Para desfazer o foco de seleção de

Para desfazer o foco de seleção de um subtrilha, clique em qualquer lugar onde não exista nenhum dado na track list, ou no painel do dispositivo no rack.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Utilizando os comandos Copy e Paste em diversos parâmetros ao mesmo tempo

Podemos utilizar a tecla [Shift] para selecionar e copiar dados de automação em diversas subtrilhas.

O seguinte se aplica quando colamos:

Os dados subtrilha mais acima, quando copiados, serão colados na posição atual da song na subtrilha que estiver focada.em diversas subtrilhas. O seguinte se aplica quando colamos: Dados de outras subtrilhas permanecerão na mesma

Dados de outras subtrilhas permanecerão na mesma ordem vertical em relação à trilha mais acima quando colados. permanecerão na mesma ordem vertical em relação à trilha mais acima quando colados.

vertical em relação à trilha mais acima quando colados. Caso você esteja copiando dados controller de/para

Caso você esteja copiando dados controller de/para um mesmo dispositivo, e sua intenção seja repetir o procedimento, como por exempl o, os mesmos mesmo dispositivo, e sua intenção seja repetir o procedimento, como por exemplo, os mesmos parâmetros,

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

não será necessário focar nenhuma subtrilha – os dados serão automaticamente colados nas subtrilhas originais.

Valores de parâmetros diferentes

Os parâmetros podem variar de bipolar (-64 a 63) unipolar (0 a 127) ou switches (ligado/desligado ou passos). Quando colamos dados controller de um parâmetro para outro, isto obviamente deverá ser levado em consideração.

Por exemplo, ao copiar um dado de parâmetro bipolar para um parâmetro unipolar, somente os valores acima de zero serão considerados (0 a 63). serão considerados (0 a 63).

Qualquer valor abaixo de zero será desconsiderado pelo novo parâmetro. Esta condição é não-destrutiva – ou seja, caso você deseje copiar novamente os dados e aplica-los em um parâmetro que seja bipolar, toda a faixa será considerada.

Inserção e edição de trocas de patterns

As trocas de pattern são visualizadas e editadas na trilha de patterns:

pattern são visualizadas e editadas na trilha de patterns: Uma troca de pattern vem indicada mediante

Uma troca de pattern vem indicada mediante uma “aba” amarela com o banco e o número do pattern. A partir da aba, uma barra se estende para a direita durante o tempo em que o pattern selecionado estiver ativo, ou seja, até a próxima troca de pattern.

Quando gravamos trocas de patterns, estas serão inseridas automaticamente nos finais dos compassos (no início do novo compasso). tterns, estas serão inseridas automaticamente nos finais dos compassos (no início do novo compasso).

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Inserção de trocas de patterns

Para inserir uma troca de pattern, faça o seguinte:

1. Caso não haja nenhuma automação de troca de patterns na trilha (aparecerá a indicação “Not Automated” na trilda de pattern), selecione primeiro um pattern ”padrão” no dispositivo de patterns. Isto nos será útil caso estejamos utilizando um pattern principal e quisermos inserir trocas para variar de vez em quando. A razão disto é que quando gravamos trocas de patterns, o restante da trilha permanecerá com o valor original enquanto não introduzirmos uma troca de pattern na trilha.

2. Ative a grade de quantização Snap e ajuste o valor Snap para a resolução de nota na qual queira inserir as trocas de patterns. Ajustar o valor Snap em “Bar” (compasso), caso esteja trabalhando com patterns com durações correspondentes ao tipo de ritmo (por exemplo, patterns de 16 ou 32 tempos em um ritmo de 4/4). No entanto, caso esteja utilizando patterns com outra duração, será conveniente utilizar outros valores para a grade de quantização Snap.

Não introduza trocas de pattern com a função Snap desativada, a não ser que queira introduzir trocas de patterns arrítmicos.

3. Abra o menu Pattern que está localizado à esquerda da linha de pattern e selecione o pattern que deseja inserir. O pattern selecionado aparecerá ao lado do menu drop-down.

O pattern selecionado aparecerá ao lado do menu drop-down. Os patterns são listados com a letra

Os patterns são listados com a letra do banco e o número de pattern (A1, A2, A3 e assim sucessivamente).

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

4. Clique com a ferramenta Pencil selecionada na posição em que deseja produzir a troca de pattern e mantenha pressionado o botão do mouse.

5. Arraste o mouse para a direita. Quando realizar o arrasto, você verá que o pattern original é substituído pelo pattern que foi inserido.

original é substituído pelo pattern que foi inserido. 6. Solte o botão do mouse na posi

6. Solte o botão do mouse na posição onde deseja terminar a troca de pattern.

O botão “Pattern Enable/Mute” (ativação/desativação de pattern, que está localizado acima dos botões de seleção de pattern no painel de dispositivos e que utilizamos para desativar temporariamente a reprodução de patterns) é automatizado através de um evento de controle. Nele aparecerá “Pattern Enabled”.

Seleção de trocas de pattern

Para selecionar um trecho de uma trilha de pattern, clique e arraste, com a ferramenta Select selecionada, para criar um retângulo de seleção. Caso a função Snap esteja ativada, a seleção será atraída para as posições de acordo com a configuração do valor Snap, de forma semelhante quando selecionamos notas.

valor Snap, de forma semelhante quando selecionamos notas. A seção selecionada é indicada mediante um retângulo

A seção selecionada é indicada mediante um retângulo sombreado.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Para selecionar vários trechos não contínuos na trilha de pattern, mantenha pressionada a tecla [Shift] e arraste o mouse. pattern, mantenha pressionada a tecla [Shift] e arraste o mouse.

Caso selecione grupos ou trechos da trilha de pattern na tela de modo Arrange, este trecho estará também selecionado quando entrarmos na tela do modo Edit.mantenha pressionada a tecla [Shift] e arraste o mouse. Deslocamento e duplicação das seções de troca

Deslocamento e duplicação das seções de troca de pattern

Podemos deslocar e duplicar os trechos selecionados da trilha de pattern, da mesm a forma quando deslocamos seções de os trechos selecionados da trilha de pattern, da mesma forma quando deslocamos seções de eventos controllers. Da mesma forma que quando inserimos trocas de patterns, é recomendado que a função Snap esteja ativada, e na maioria dos casos que esteja ajustada em “Bar”.

Também podemos deslocar e duplicar seções utilizando os comandos Cut, Copy e Paste do menu Edit. Novamente, aqui são icar seções utilizando os comandos Cut, Copy e Paste do menu Edit. Novamente, aqui são aplicadas as mesmas regras de edição de controladores.

Deleção das seções de trocas de patterns

Existem dois procedimentos para deletar uma seção da trilha de patterns:

Efetuar uma seleção, como foi explicado anteriormente, e pressionar a [barra de espaços] ou [Delete] ou selecionar Delete no menu Edit. pressionar a [barra de espaços] ou [Delete] ou selecionar Delete no menu Edit.

Utilizar a ferramenta Erase. Caso a função Snap esteja ativada, podemos clicar apenas uma vez para deletar imediatamente a Caso a função Snap esteja ativada, podemos clicar apenas uma vez para deletar imediatamente a área sombreada que corresponde com o valor Snap ajustado (por exemplo, Bar). Também podemos criar uma faixa de seleção clicando e arrastando o mouse.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Eis o resultado:

Reason 3.0 - Manual de Operação Eis o resultado: O pattern, antes da seção ser apagada,

O pattern, antes da seção ser apagada, permanecerá selecionado até o final da seção.

apagada, permanecerá selecionado até o final da seção. Novamente, certifique-se de que a função Snap esteja

Novamente, certifique-se de que a função Snap esteja ativada.

Não podemos eliminar todos os dados de troca de pattern utilizando este método. Para eliminar toda a automação de patterns, utilize a função Clear Automation.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Deleção de uma automação

Para eliminar todas as trocas de patterns, faça o seguinte:

1. Mantendo pressionada a tecla [Ctrl] clique na linha do pattern (Mac) ou clique com o botão direito do mouse sobre ela (Windows). O menu de contexto será apresentado.

2. Selecione “Clear Automation”. Isto eliminará todas as trocas de pattern da trilha, depois de feito isto aparecerá a indicação “Not Automated”.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Quantização

A função de quantização posiciona as notas gravadas em posições exatas de acordo com a resolução de nota. Podemos utilizar esta função para corrigir erros, “dando um toque final” à música gravada ou modificar a sensação rítmica.

Aplicação da Quantização

Faça o seguinte para utilizar a função de quantização:

1. Selecione as notas que deseja quantizar. Somente serão afetadas as notas, podemos, no entanto, selecionar grupos ou uma trilha em sua totalidade.

2. No menu de quantização que está localizado na barra de ferramentas do seqüenciador selecione um valor de quantização. Isto determinará em quais valores de notas serão deslocadas as notas quando a função de quantização for aplicada. Por exemplo, ao selecionarmos semicolcheias, todas as notas serão deslocadas para a posição de semicolcheia mais próxima.

deslocadas para a posição de semicolcheia mais próxima. O menu dropdown de quantização. 3. Selecione um

O menu dropdown de quantização.

3. Selecione um valor no menu drop-down de quantização. Estes valores são expressos em porcentagens e nos indicam em que quantidade deve ser deslocada uma nota. Caso selecione um ajuste de 100%, as notas serão transladadas exatamente para as posições precisas de quantização; caso selecione 50%, as notas serão deslocadas apenas a metade do caminho das ditas posições, etc.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação 4. Clique no botão de quantização ou selecione “Quantize

4. Clique no botão de quantização ou selecione “Quantize Notes” no menu Edit. As notas selecionadas serão quantizadas.

O botão de Quantização
O botão de
Quantização

Neste exemplo, um pattern de hi-hat gravado de forma bastante imprecisa, no que se refere às suas posições rítmicas é quantizado em colcheias exatas (valor de quantização 1/8, com potência a

100%).

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Quantização com Shuffle

No menu de quantização existe uma opção chamada “Shuffle”. Ao escolher este ajuste para a quantização, as notas serão deslocadas para as posições de semicolcheia, porém com o valor Shuffle aplicado.

Como foi dito no Guia Rápido, a opção Shuffle cria uma “sensação de swing” retardando as semicolcheias pares (as que estão entre as colcheias). A quantidade de Shuffle é ajustada com o controle “Pattern Shuffle” que está localizado no painel de transporte.

Shuffle ” que está localizado no painel de transporte. O controle Pattern Shuffle. A quantização Shuffle

O controle Pattern Shuffle.

A quantização Shuffle é muito útil quando quisermos uma coincidência

da temporização das notas gravadas com os dispositivos de pattern na

song (caso esteja ativado o Shuffle nos patterns).

na song (caso esteja ativado o Shuffle nos patterns). A potência da quantização se aplicará quando

A potência da quantização se aplicará quando realizarmos uma quantização aos valores regulares de quantização.

Quantização com Groove

O menu de quantização dispõe de três opções chamadas “Groove 1-3”.

São três patterns rítmicos diferentes e ligeiramente irregulares. Ao

escolher um destes como valor de quantização, as notas serão transladadas para as posições de nota do pattern Groove, criando diferentes sensações rítmicas.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Criação do seu próprio Groove

Você pode criar seu próprio ritmo ou groove e aplicá-lo utilizando a quantização Groove:

1. Crie ou grave um “pattern” de notas rítmicas. Por exemplo, você pode gravar um pattern de bateria ou então utilizar as notas que se reproduzem nos loops ou seções de um loop do Dr. REX.

2. Selecione as notas que deseja incluir no groove. O groove pode ter qualquer comprimento, mas normalmente é muito mais prático que possua um ou dois compassos de comprimento.

3. Selecione “Get User Groove” no menu Edit ou no menu de contexto do seqüenciador.

O pattern será gravado como groove de usuário.

4. Selecione as notas que deseja quantizar, certifique-se de ter selecionado “User” como valor de quantização e realize a quantização da forma habitual.

A sensação rítmica do seu ritmo será aplicada às notas.

O groove de usuário somente será armazenado de forma temporária – não será incluído ao salvar a song.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Quantização durante uma gravação (real-time)

Podemos fazer com que o Reason quantize as notas automaticamente conforme elas vão sendo gravadas. Para isto, antes de começar a gravar, ative o botão “Quantize Notes during Recording” na barra de ferramentas do seqüenciador.

Recording ” na barra de ferramentas do seqüenciador. Os ajustes dos valores de quantização e potência

Os ajustes dos valores de quantização e potência se aplicam na forma habitual.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

O diálogo Change Events

Este

seguinte:

diálogo

inclui

algumas

funções

de

edição

especiais.

Faça

o

1. Selecione os eventos em que deseja aplicar as funções de edição (no modo Arrange ou Edit). As funções de modificação de eventos são utilizadas principalmente em notas, no entanto, a função Scale Tempo também afeta os eventos controllers e as trocas de pattern (veja abaixo).

2. Selecione Change Events no menu Edit ou no menu contexto para os eventos selecionados. O diálogo Change Events será apresentado.

de

O diálogo Change Events será apresentado. de 3. Ajuste os parâmetros de uma ou várias funções

3. Ajuste os parâmetros de uma ou várias funções do diálogo e clique no botão Apply respectivo à função.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Os ajustes dos parâmetros podem ser realizados clicando-se nos botões de seta ou clicando no campo e entrando com o valor diretamente. As funções são explicadas mais adiante.

4. Caso queira, realize outros ajustes da mesma forma. Você pode utilizar os controles de transporte como de costume desde que este diálogo esteja aberto. Isto permite a reprodução dos eventos para que possamos comprovar as alterações.

5. Quando terminado, feche o diálogo.

Transpose

Esta função transpõe para cima ou para baixo as notas selecionadas pelo número de tons especificados.

Velocity

Ajusta o valor de velocity das notas selecionadas.

O campo Add permite acrescentar uma quantidade determinada aos valo res de velocity. Para retirar uma determinada quantidade, entre com um valor determinada aos valores de velocity. Para retirar uma determinada quantidade, entre com um valor negativo. Considere que a faixa de valores vai de 1 a 127. Ao acrescentar uma determinada quantidade a uma nota que possua um valor de velocity em 127 nada acontecerá.

O campo Scale permite escalonar os valores de velocity mediante um fator de porcentagem. Ao realizar campo Scale permite escalonar os valores de velocity mediante um fator de porcentagem. Ao realizar uma escala com um fator superior a 100% fará que sejam aumentados os valores de velocity, no entanto também fará com que a diferença entre as notas suaves e fortes seja maior. Ao realizar uma escala com um fator inferior a 100% fará que diminuam os valores de velocity, mas também fará que seja menor a diferença entre as notas suaves e fortes.

Combinando as funções Add e Scale, podemos ajustar o “dinamismo” das notas de diferentes formas. Por exemplo, utilizando um fator de escala inferior a “dinamismo” das notas de diferentes formas. Por exemplo, utilizando um fator de escala inferior a 100% e uma quantidade adequada para a função Add, poderá “comprimir” os valores de velocity (fazendo com que diminua a diferença entre os valores de velocity sem que diminua o valor médio de velocity).

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Scale Tempo

Esta função faz com que os eventos selecionados se reproduzam mais rapidamente (fator Scale superior a 100%) ou mais lentamente (fator Scale inferior a 100%). Isto se consegue alterando a posição dos eventos (começando pelo primeiro evento selecionado) e ajustando em conseqüência a duração das notas.

e ajustando em conseqüência a duração das notas. O resultado da aplicação Scale Tempo com um

O resultado da aplicação Scale Tempo com um fator Scale de 200% (duplicação de andamento).

Os botões [*2] e [/2] são “atalhos” para os fatores Scale 200% e 50%, respectivamente. Estes são provavelmente os valores mais utilizados, os quais simulam o 200% e 50%, respectivamente. Estes são provavelmente os valores mais utilizados, os quais simulam o dobro do tempo e a metade do tempo.

Esta função afeta todos os tipos de eventos: notas, controllers, e trocas de patterns.

Alter Notes

Esta função altera as propriedades de tonalidade, duração e velocity das notas selecionadas, de modo aleatório.

A função solo utilizará valores que já existentes entre as notas selecionadas. Por exemplo, caso tenha selecionado notas em um determinado intervalo de tom, as notas selecionadas. Por exemplo, caso tenha selecionado notas em um determinado intervalo de tom, as notas alteradas estarão também dentro deste intervalo de tom. De forma similar, a função Alter somente aplicará os valores de velocity e as durações de nota utilizadas na seleção. Podemos dizer que esta função aplica um “shuffle” sobre as propriedades existentes de uma seleção e a redistribui entre as notas.

Isto quer dizer que quanto menor seja a variação entre as notas selecionadas, menor será o efeito da função Alter.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação Podemos ajustar a quantidade de alteração mediante o valor

Podemos ajustar a quantidade de alteração mediante o valor Amount. Esta função é muito útil em experimentos com loops do Dr. REX. Selecione várias notas em uma trilha Dr.Rex e utilize a função Alter Notes para criar variações instantâneas, sem perder a temporização e a sensação rítmica do loop.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Importação e exportação de arquivos MIDI

No Reason podemos importar e exportar arquivos MIDI Standard (SMF). Isto nos permite transferir dados MIDI entre o Reason e outras aplicações.

Importação de um arquivo MIDI

Para importar um arquivo MIDI Standard, selecione “Import MIDI File” no menu File. No diálogo que será apresentado, localize e abra o arquivo MIDI.

No Windows, os arquivos MIDI possuem a extensão “.mid”.que será apresentado, localize e abra o arquivo MIDI. No Macintosh, os arquivos MIDI reconhecidos deverão

No Macintosh, os arquivos MIDI reconhecidos deverão possuir o tipo de arquivo “Midi”. MIDI reconhecidos deverão possuir o tipo de arquivo “Midi”.

Agora, no seqüenciador do Reason, estará criado um número de novas trilhas. As trilhas possuirão seu nome original, e terão seu canal MIDI original.

seu nome original, e terão seu canal MIDI original. Caso o arquivo MIDI importado seja do

Caso o arquivo MIDI importado seja do “Tipo 1”, haverá uma trilha no seqüenciador pa ra cada trilha do arquivo MIDI. uma trilha no seqüenciador para cada trilha do arquivo MIDI.

Caso o arquivo MIDI importado seja do “Tipo 0” (apenas haverá uma única trilha contendo todos os eventos do o seja do “Tipo 0” (apenas haverá uma única trilha contendo todos os eventos do arquivo), haverá uma trilha do seqüenciador para cada canal MIDI utilizado.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Qualquer alteração de andamento no arquivo MIDI será descartada. O andamento no Reason será ajustado pelo primeiro andamento do arquivo MIDI. descartada. O andamento no Reason será ajustado pelo primeiro andamento do arquivo MIDI.

As novas trilhas não estarão conectadas aos dispositivos no rack. Teremos que conectar as trilhas manualmente aos dispositivos correspondentes, nectadas aos dispositivos no rack. Teremos que conectar as trilhas manualmente aos dispositivos correspondentes, utilizando o menu drop-down Out na lista de trilhas.

No arquivo MIDI estarão incluídos todos os dados controllers. Isto quer dizer que a inflexão to nal, o volume, e os dados de modulação Isto quer dizer que a inflexão tonal, o volume, e os dados de modulação estarão conservados. No entanto, alguns dados controllers podem “significar” diferentes coisas para os instrumentos MIDI originais utilizados na criação do arquivo MIDI e para os dispositivos do Reason. Quando possuímos uma trilha de seqüenciador conectada a um dispositivo, talvez seja necessário eliminar da trilha alguma automação não desejada.

eliminar da trilha alguma automação não desejada. Os retângulos verdes indicam os parâmetros automatizados

Os retângulos verdes indicam os parâmetros automatizados do painel de dispositivos. Isto nos auxilia a localizar qualquer dado controller não desejado.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Exportação de um arquivo MIDI

Para exportar sua song Reason como um arquivo MIDI, faça o seguinte:

1. Ajuste o marcador de final (E) no ponto onde deseja que seja o final do arquivo MIDI. O arquivo MIDI conterá todos os eventos de todas as trilhas desde o início da song até a posição onde esteja o marcador de final.

2. Selecione “Export MIDI File” no menu File.

3. No diálogo que é apresentado, indique um nome e uma localização para o arquivo.

No Windows, o arquivo irá adquirir automaticamente a extensão “.mid”. No Mac OS isto não é necessário. No entanto, caso deseje que o arquivo seja reconhecido no sistema Windows, e por alguns seqüenciadores físicos, devemos ativar a opção “Add Extension

to File Name” antes de gravá-lo.

4. Clique em Save. Os arquivos MIDI exportados pelo Reason terão as seguintes propriedades:

O arquivo MIDI será tipo 1, com uma trilha MIDI para cada trilha do seqüenci ador do Reason. As trilhas possuirão os mesmos nomes que possuíam no trilha do seqüenciador do Reason. As trilhas possuirão os mesmos nomes que possuíam no seqüenciador do Reason.

Visto que o seqüenciador do Reason não utiliza canais MIDI como tal, todas as trilhas serão endereçadas ao canal MIDIos mesmos nomes que possuíam no seqüenciador do Reason. 1. andamento do seqüenciador será incluído no

1.

andamento do seqüenciador será incluído no arquivo será incluído no arquivo

O

MIDI.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação 77
Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação 77

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação 77

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Roteamento dos diferentes tipos de sinais

Este capítulo descreve as diferentes formas de direcionamento de sinais no Reason. Os seguintes tipos de sinais são utilizados:

Áudio

Excetuando-se o seqüenciador de patterns Matrix, todos os dispositivos possuem conectores de áudio em suas partes traseiras. Os conectores audio transportam sinais de áudio digital através de cabos virtuais para os diferentes dispositivos conectados.

Os conectores audio são representados po r conectores p10 de “6,3 mm”. audio são representados por conectores p10 de “6,3 mm”.

Os dispositivos de efeitos, que que

são utilizados para

processar áudio digital, possuem tanto entradas como

saídas audio.

Os dispositivos de instrumentos, que geram áudio digital, possuem conectores de saída de áudio digital em formato mono os, que geram áudio digital, possuem conectores de saída de áudio digital em formato mono e stereo (esquerdo/direito).

Utilize a saída esquerda dispositivo stereo.

para obter um

sinal mono

de

um

Para monitorar as saídas audio dos dispositivos, os sinais podem ser direcionados através de um mixer, ou diretamente, através audio dos dispositivos, os sinais podem ser direcionados através de um mixer, ou diretamente, através das saídas físicas da placa de áudio. Normalmente, caso esteja utilizando uma placa com saídas de áudio stereo Standard, será necessário utilizar um ou vários mixers no Reason para mixar os sinais de áudio nas saídas master.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

CV/Gate

Os sinais CV (controle por voltagem) são utilizados para modular valores de parâmetros e não carregam sinais de áudio. Os sinais Gate também são um tipo de controlador por voltagem, no entanto são utilizados para fins ligeiramente diferentes.

Os conectores CV/Gate são representados por pequenos conectores p5. conectores p5.

Os sinais CV são utilizados fundamentalmente para modulação. Por exemplo, podemos modular um parâmetro com o valor produzido por outro parâmetro. Por exemplo, podemos modular um parâmetro com o valor produzido por outro parâmetro.

As entradas/saídas Gate são utilizadas normalmente para disparar (trigger) eventos, como valores de ativação/desativação de nota, envelopes, etc. utilizadas normalmente para disparar (trigger) eventos, como valores de ativação/desativação de nota, envelopes, etc.

Os sinais Gate produzem valores on/off e um “valor” que pode ser utilizado como velocity.

Somente podemos direcionar sinais CV/Gate de uma saída para uma entrada (ou vice-versa). nais CV/Gate de uma saída para uma entrada (ou vice-versa).

Não poderemos direcionar uma entrada a outra entrada ou uma saída a outra saída.

Roteamento MIDI

Existem vários procedimentos para direcionar MIDI a partir de dispositivos MIDI externos para os dispositivos do Reason. Esta questão está explicada no capítulo de “Direcionamento MIDI ao Reason”.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Considerações sobre cabos

Visualizar e ocultar

Se possuirmos muitas conexões no Reason, os cabos às vezes podem obstruir a visão, resultando em dificuldade na tarefa de ler o texto impresso nos painéis traseiros dos dispositivos. Podemos então, ocultar todos os cabos da seguinte maneira:

Para ocultar todos os cabos, mantenha pressionada a tecla [Command]+[L] (Mac) ou [Ctrl]+[L] (Windows), ou (des)selecione “Show cables” no menu de Options. Quando os [Command]+[L] (Mac) ou [Ctrl]+[L] (Windows), ou (des)selecione “Show cables” no menu de Options. Quando os cabos estiverem ocultos, as conexões serão indicadas mediante um conector colorido. Para que os cabos voltem a serem visualizados, inverta o procedimento anterior.

a serem visualizados, inverta o procedimento anterior. Cabos ocultos Mesmo estando os cabos ocultos, poderemos

Cabos ocultos

Mesmo estando os cabos ocultos, poderemos conectá-los ou desconectá-los da mesma forma como se estivessem sendo visualizados. ou desconectá-los da mesma forma como se estivessem sendo visualizados.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Verificando as conexões

Podemos verificar em qual dispositivo está conectado um cabo, muito útil quando os cabos estão ocultos ou se os dispositivos conectados estiverem localizados muito em baixo no rack, fora da área de abrangência da tela:

Posicione o ponteiro do mouse sobre um conector. Após alguns instantes aparecerá uma nota informativa, em vermelho, nos indicando o dispositivo e o Após alguns instantes aparecerá uma nota informativa, em vermelho, nos indicando o dispositivo e o conector específico que está no outro extremo.

e o conector específico que está no outro extremo. Código de cores Os cabos utilizam um

Código de cores

Os cabos utilizam um código de cores para facilitar a tarefa de identificar os diferentes tipos de conexões:

As conexões de áudio são indicadas por cabos vermelhos.a tarefa de identificar os diferentes tipos de conexões: As conexões CV são indicadas pro cabos

As conexões CV são indicadas pro cabos amarelos.As conexões de áudio são indicadas por cabos vermelhos. As conexões de dispositivos de efeitos são

As conexões de dispositivos de efeitos são indicadas por cabos verdes. de efeitos são indicadas por cabos verdes.

Cabos verdes indicam que são conexões de dispositivos de efeitos. Cabos amarelos indicam que se
Cabos verdes indicam que são conexões de dispositivos de efeitos.
Cabos amarelos indicam que se trata
de uma conexão CV
Cabos vermelhos indicam que são conexões entre
dispositivos de instrumentos e de mixer.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Roteamento automático

Este processo consiste em que os dispositivos sejam direcionados de forma automática de acordo com as regras padrão. O direcionamento automático é realizado nas seguintes circunstâncias:

Quando criamos um novo dispositivo.automático é realizado nas seguintes circunstâncias: Quando movemos, duplicamos ou selecionamos dispositivos com

Quando movemos, duplicamos ou selecionamos dispositivos com a tecla [Shift] pressionada. tecla [Shift] pressionada.

Regras sobre o endereçamento automático

Dispositivo mixer do Reason

O primeiro dispositivo mixer criado será dirigido ao primeiro par de entradas disp oníveis na interface primeiro dispositivo mixer criado será dirigido ao primeiro par de entradas disponíveis na interface física. Caso criemos mais mixers, estes serão conectados entre si através das conexões em cadeia de mixers (veja o capítulo que trata do mixer).

Roteamento de dispositivos para o mixer

Quando criamos um dispositivo de instrumento, este será automaticamente direcionado ao(s) primeiro(s) canal(is) de mixer disponível. automaticamente direcionado ao(s) primeiro(s) canal(is) de mixer disponível.

Adicionando um efeito no mixer

Quando tivermos selecionado um mixer e criarmos um dispositivo de efeitos, este se rá conectado como um efeito de envio (Send) (ao primeiro dispositivo de efeitos, este será conectado como um efeito de envio (Send) (ao primeiro envio/retorno auxiliar). Como exemplos de efeitos que funcionam bem como efeitos de envio estão o reverb, o delay e o chorus.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Adicionando

dispositivo (Insert)

um

efeito

diretamente

no

Adicionando dispositivo (Insert) um efeito diretamente no Quando tivermos selecion ado um dispositivo instrumento e

Quando tivermos selecionado um dispositivo

instrumento e criarmos um efeito, este efeito será conectado como um efeito Insert. Portanto, o sinal do dispositivo passará por este efeito e enviado ao mixer (ou a outro efeito).

de

Adicionando um efeito entre o Mixer e a Interface de hardware.

Caso você selecione a interface de hardware que está localizada no topo do rack e adicione um dispositivo de efeito, ele será roteado como localizada no topo do rack e adicione um dispositivo de efeito, ele será roteado como um efeito Insert entre o mixer principal e a interface de hardware. Nesta posição é que normalmente deveremos adicionar o MClass Mastering Suite Combi.

Roteamento automático de CV/Gate

Mastering Suite Combi. Roteamento automático de CV/Gate O único tipo de direcionamento automático CV/Gate se dá

O único tipo de direcionamento automático CV/Gate se dá quando criamos um seqüenciador de patterns Matrix com um Subtractor ou um sampler NN-19 selecionado. As saídas Matrix Note e Gate CV são conectadas automaticamente às entradas Sequencer Control CV e Gate do dispositivo de instrumento, respectivamente.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Roteamento automático de dispositivos após terem sido criados

Em continuação detalharemos uma série de regras adicionais sobre o direcionamento automático de dispositivos que já estejam no rack:

Para redirecionar um dispositivo já existente no rack, selecione-o e utilize os comandos Disconnect Device e Auto-route Device, que estão no menu Edit. Auto-route Device, que estão no menu Edit.

Caso deletemos um dispositivo conectado entre dois dispositivos, a conexão será conservada entre os dois dispositivos restantes. Um exemplo típico disto é dispositivos, a conexão será conservada entre os dois dispositivos restantes. Um exemplo típico disto é se tivéssemos conectado um dispositivo de efeitos, conectado como efeito de inserção entre um sintetizador e um mixer. Ao deletar o efeito, o sintetizador será direcionado diretamente ao mixer.

Quando deslocamos um dispositivo, as conexões não serão afetadas. No entanto se quisermos que o pr ograma redirecione o dispositivo de acordo com afetadas. No entanto se quisermos que o programa redirecione o dispositivo de acordo com a sua nova posição no rack, mantenha pressionada a tecla [Shift] enquanto desloca o dispositivo.

Quando duplicamos dispositivos (pelo método de arrasto) ou quando utilizamos os co mandos copiar e colar, os dispositivos (pelo método de arrasto) ou quando utilizamos os comandos copiar e colar, os dispositivos não serão direcionados automaticamente. Se quisermos que os dispositivos sejam direcionados automaticamente, mantenha pressionada a tecla [Shift] enquanto realiza a operação.

Anulação do roteamento automático

Se quisermos criar um novo dispositivo, sem nenhum direcionamento automático, pressione [Shift] enquanto cria o dispositivo. direcionamento automático, pressione [Shift] enquanto cria o dispositivo.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Roteamento manual

Selecione “Toggle Rack Front/Rear” no menu Options ou pressione [Tab] para visualizar a parte traseira do “Toggle Rack Front/Rear” no menu Options ou pressione [Tab] para visualizar a parte traseira do rack. Na parte traseira de cada dispositivo encontraremos dois tipos distintos de conectores: audio e CV. Como já comentamos anteriormente, as entradas e saídas de áudio aparecem representadas mediante conectores p10 de 6,3 mm enquanto que os conectores de entrada e saída CV são menores.

São dois os procedimentos para direcionar áudio de um dispositivo a outro:

Conectando “cabos de conexões virtuais” entre entradas e saídas.para direcionar áudio de um dispositivo a outro: Selecionando conexões em um menu drop-down. Uso de

Selecionando conexões em um menu drop-down.“cabos de conexões virtuais” entre entradas e saídas. Uso de cabos Para visualizarmos os cabos a

Uso de cabos

Para visualizarmos os cabos a opção “Show Cables” deverá estar ativada no menu Options.

1. Clique sobre o conector de entrada ou saída desejado de um dos dispositivos e arraste o ponteiro do mouse. Um cabo não conectado será apresentado.

do mouse. Um cabo não conectado será apresentado. 2. Arraste o cabo até o conector do

2. Arraste o cabo até o conector do outro dispositivo. Ao posicionar o cabo sobre um conector do tipo correto (audio/CV, entrada/saída), este aparecerá em vídeo inverso para indicar que é possível realizar a conexão.

3. Solte o botão do mouse.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

O cabo será conectado. Se estivermos conectando entradas e saídas stereo, e isto for feito no canal esquerdo, um cabo será adicionado automaticamente à conexão para conectar o canal direito.

Também podemos modificar da mesma forma uma conexão já existente, clicando em um extremo do cabo e arrastando-o para o outro conector. já existente, clicando em um extremo do cabo e arrastando-o para o outro conector.

Utilizando menus

1. Clique (ou clique-direito) sobre um conector. Um menu drop-down será apresentado, listando todos os dispositivos do rack.

2. Posicione o ponteiro do mouse sobre o dispositivo desejado (o dispositivo no qual deseja criar uma conexão). Um submenu será apresentado, incluindo todas as conexões entrada/saída possíveis. Por exemplo, se clicarmos sobre uma saída de áudio de um determinado dispositivo, os submenus serão apresentados com todas as entradas de áudio dos demais dispositivos.

com todas as en tradas de áudio dos demais dispositivos. Caso em um menu drop-down apareça

Caso em um menu drop-down apareça um dispositivo em cinza, ou seja, não selecionável, isto significa que nãoum determinado dispositivo, os submenus serão apresentados com todas as en tradas de áudio dos demais

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

existe

dispositivo.

nenhum

tipo

de

conexão

apropriada

para

este

3. Selecione o conector desejado no submenu. A conexão será criada.

Desconectando os dispositivos

Também

dispositivo:

são

duas

as

maneiras

de

desconectar

um

determinado

Clique na ponta de um cabo, arraste-o para fora do conector e o solte em qualquer lugar que não seja um outro conector. conector e o solte em qualquer lugar que não seja um outro conector.

Clique em dos conectores e selecione “Disconnect” no menu de contexto que será apresentado.na ponta de um cabo, arraste-o para fora do conector e o solte em qualquer lugar

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Uso de sinais CV e Gate

Os sinais CV/Gate são utilizados para modular e disparar parâmetros dos dispositivos. Em cada um dos capítulos dedicados a um determinado dispositivo podemos ver uma descrição das conexões CV/Gate disponíveis, com os parâmetros que podem ser modulados ou utilizados para a modulação das saídas do dispositivo.

Roteamento CV e Gate

Realmente não existem regras aplicáveis ao direcionamento CV/Gate, no entanto, devemos considerar alguns pontos:

As entradas específicas de “controle do seqüenciador” existentes no dispositivo Subtractor, Malström, NN-19 e NN-XT servem principalmen te para controlar estes dispositivos como instrumentos (monofônicos) a partir do seqüenciador NN-XT servem principalmente para controlar estes dispositivos como instrumentos (monofônicos) a partir do seqüenciador de patterns Matrix.

Caso deseje utilizar as saídas CV/Gate do Matrix para criar patterns melódicos utilizando estes dispositivos de instrumento, utilize as entradas de control do seqüenciador.

Podemos utilizar o seqüenciador de patterns Matrix de várias outras formas além de criar patterns melódicos. Por exemplo, podemos utilizá-lo para modular qualquer parâmetro CV controlável, com a vantagem de que a modulação poderá estar sincronizada com o andamento.

Pelo contrário, se quisermos aplicar modulação Gate ou CV a mais de uma voz, não utilize as entradas de aplicar modulação Gate ou CV a mais de uma voz, não utilize as entradas de control do seqüenciador já que estas somente funcionam monofonicamente.

Faça seus próprios experimentos: Caso queira, utilize os sinais Gate para controlar valores de parâmetros e os sinaisjá que estas somente funcionam monofonicamente. CV para disparar notas e envelopes. Para mais informação

CV para disparar notas e envelopes.

Para mais informação sobre CV, veja o capítulo “Seqüenciador

de patterns Matrix”.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Comandos de retoque de voltagem

Todas as entradas CV possuem associadas a elas um comando Trim. Serve para ajustar a “sensibilidade” CV para o parâmetro associado. Quanto mais à direita ajustarmos um comando de retoque de voltagem, mais pronunciado será o efeito de modulação.

Quando ajustamos este controle totalmente à direita, a faixa de modulação será 100% da faixa de parâmetros (0-127 para a maioria dos parâmetros). modulação será 100% da faixa de parâmetros (0-127 para a maioria dos parâmetros).

Quando ajustamos totalmente à esquerda, nenhuma modulação CV será aplicada.à direita, a faixa de modulação será 100% da faixa de parâmetros (0-127 para a maioria

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação 90
Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação 90

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação 90

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

As diferentes entradas MIDI

Este capítulo descreve como usar o Remote para configurar um teclado MIDI master ou uma control surface, permitindo assim que você reproduza dispositivos Reason, ajuste parâmetros e controle várias funções do Reason. Esta é a principal maneira de enviar MIDI para o Reason, existem também métodos adicionais:

Usando ReWire 2.MIDI para o Reason, existem também métodos adicionais: A interface ReWire permite que exec utemos o

A interface ReWire permite que executemos o Reason por dentro de

uma outra aplicação, como um software sequencer ou um DAW. Com

a interface ReWire 2, você pode enviar MIDI de uma outra aplicação diretamente para dispositivos dentro do Reason.

Usando External Control Bus inputs. As entradas External Control Bus (configuradas na página Advanced MIDI do diálogo Preferences e no As entradas External Control Bus (configuradas na página Advanced MIDI do diálogo Preferences e no dispositivo MIDI In na interface de hardware) permitindo enviar MIDI diretamente para um dispositivo individual no rack. Isto é principalmente utilizado para controlar o Reason a partir de um sequencer externo, etc.

Enviando MIDI Clock para o Reason. Isto permite sincronizar o an damento do Reason com outro dispositivo. Isto permite sincronizar o andamento do Reason com outro dispositivo.

Considerações sobre Remote

O MIDI vindo de control surfaces (teclados, controles remotos, etc.) é gerenciado por um protocolo chamado Remote. O protocolo Remote permite uma integração perfeita entre o Reason e um dispositivo control surface. Isto é basicamente um sistema de mapeamento que permite o gerenciamento direto para controlar os parâmetros de cada dispositivo do Reason – incluindo transporte e seleções de trilhas do sequencer.

Até o momento em que este manual estava sendo produzido, o Reason suporta um grande número de control surfaces e teclados - os knobs, faders e botões nos dispositivos são automaticamente mapeados para os parâmetros de cada dispositivo do Reason.

No caso do seu modelo não estar sendo listado na página Control Surfaces and Keyboards do diálogo Preferences, visite a página da

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Propellerhead, pois a todo momento drivers para control surfaces são adicionados lá.

O uso do Remote para controlar dispositivos do Reason é muito simples. Configure sua control surface apenas uma vez e o Reason fará o resto!

Configuração

Adicionando uma control surface ou teclado

Siga os procedimentos abaixo para adicionar control surfaces, incluindo um teclado master.

1. Abra o diálogo Preferences e selecione a página Control Surfaces and Keyboards.

2. Caso sua control surface esteja conectada via USB (ou caso você tenha feito uma conexão MIDI em dois sentidos), clique no botão Auto-detect Surfaces.

3. O Reason efetua uma varredura em todas as portas MIDI e tenta identificar as control surfaces conectadas. Note que nem todas as control surfaces são suportadas pelo recurso de autodetecção.

surfaces são suportadas pelo recurso de autodetecção. Todas as control surfaces encontradas são listadas na lista

Todas as control surfaces encontradas são listadas na lista Attached Surfaces.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

4. Selecione o fabricante da sua control surface no menu Manufacturer. Caso você não o encontre no menu, veja abaixo.

5. Selecione o modelo de sua control surface no menu Model. Caso você não o encontre no menu, veja abaixo.

6. A imagem do modelo da control surface selecionada será apresentada, com um texto informativo – leia-o cuidadosamente. Para alguns tipos de control surfaces, você precisará selecionar um preset específico para dessa forma utiliza-la no Reason – veja abaixo.

para dessa forma utiliza-la no Reason – veja abaixo. 7. Utilize o menu MIDI Input para

7. Utilize o menu MIDI Input para selecionar a porta de entrada na qual deseja conectar a control surface. Na dúvida, você pode clicar no botão Find e movimentar um controle ou tocar em uma tecla na control surface para que o Reason encontre a porta de entrada correta para você.

Algumas control surfaces podem possuir mais de um menu MIDI Input. Você necessita selecionara as portas em todos os menus MIDI Input. MIDI Input. Você necessita selecionara as portas em todos os menus MIDI Input.

Algumas control surfaces poderão possuir um menu MIDI Output. Em alguns casos este menu está com o nome rão possuir um menu MIDI Output. Em alguns casos este menu está com o nome de “Optional” – onde, nesse caso, não haverá a necessidade imperiosa de se efetuar uma seleção. Em outros casos, uma porta MIDI Output é necessária. Neste caso se a control surface utilizar MIDI feedback - motor fader,

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

displays, etc. Veja o documento PDF “Control Surface Details” para mais detalhes sobre o assunto.

O Reason somente detecta as portas MIDI inputs que você está atualmente utilizando. MIDI inputs não selecionados aqui ou na página Advanced MIDI estarão disponíveis está atualmente utilizando. MIDI inputs não selecionados aqui ou na página Advanced MIDI estarão disponíveis para serem utilizados por outros programas.

Note que outros programas MIDI podem detectar portas MIDI também! também!

8. Caso queira, você pode renomear sua control surface no campo Name.

9. Clique em OK para adicionar a control surface.

Dependendo do modelo da control surface, sinais de avisos podem ser apresentados, lembrando-o que espec´ficios presets devem ser selecionados l surface, sinais de avisos podem ser apresentados, lembrando-o que espec´ficios presets devem ser selecionados e etc. Em alguns casos, o Reason pode restaurar um preset na control surface para as “configurações de fábrica” – nesse caso você será informado sobre isso.

Finalmente você deve retornar à página Control Surfaces and Keyboards Preferences, onde agora a sua control surface estará sendo listada.

Caso o modelo de sua control surface não esteja na lista

Caso você não encontre o modelo de sua control surface na lista Manufacturer ou Model quando for adicioná-la, isto significa que não existe suporte nativo para ela.

Para atender a esses casos, o programa suporta tecldos e controladores genéricos:

Selecione “Other” no menu Manufacturer e selecione uma das três opções no menu Model. facturer e selecione uma das três opções no menu Model.

Ou, caso o fabricante esteja na lista, mas o modelo específico de sua control surface não:

Selecione uma das três opções “Other” no menu Model:opções no menu Model. Ou, caso o fabricante esteja na lista, mas o modelo específico de

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Em ambos os casos, as opções são:

• Basic MIDI Keyboard Selecione esta opção caso um possua um teclado MIDI sem knobs, botões ou faders programáveis. Esta opção é utilizada somente para reprodução (incluindo controles de performance tais como: pitch bend, mod wheel, etc.) – você não poderá ajustar os parâmetros dos dispositivos do Reason com este tipo de control surface.

• MIDI Controller Selecione esta opção caso possua um controlador MIDI com knobs, botões ou faders programáveis, no entanto sem teclado.

Você precisa configurar sua control surface de forma que envie as mensagens MIDI Control Change corretamente, dependendo do dispositivo do Reasonque você quer controlar – veja o documento PDF MIDI Implementation Chart na pasta Reason Documentation.

Caso sua control surface possua templates ou presets para diferentes dispositivos Reason 2.5, eles poderão ser usados.

• MIDI Keyboard with Controls Selecione esta opção caso você possua um teclado MIDI com knobs, botões ou faders programáveis.

Novamente, você precisa configurar ser controlador para enviar corretamente as mensagens MIDI Control Change corretamente. Após selecionar o modelo, prossiga selecionando a porta MIDI input como já foi descrito acima.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Master keyboard

Um teclado master é como qualquer outra control surface, no entanto para que seja um teclado master é necessário que o dispositivo possua teclas e este dispositivo não poderá ser fixado em apenas um dispositivo do Reason (em ouras palavras, ele segue sempre o MIDI input para o sequencer). Este é um tipo de control surface que você utiliza para reproduzir dispositivos no Reason.

A primeira control surface com teclado que é adicionada (ou auto detectada) será automaticamente configurada como master keyboard. Isto é mostrado na lista Attached Surfaces auto detectada) será automaticamente configurada como master keyboard. Isto é mostrado na lista Attached Surfaces na página Preferences.

Caso você queira utilizar uma outra control surface como master keyboard, selecione-a na lista e clique no botão “Make Master Keyboard”. Você somente pode ter um master keyboard. Master Keyboard”. Você somente pode ter um master keyboard.

Caso não queira utilizar um master keyboard, selecione o atual master keyboard e clique no mesmo botão (que deverá estar rotulado como “Use No Master Keyboard”). estar rotulado como “Use No Master Keyboard”).

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Outras funções

Para editar uma control surface, clique-duplo nela (na lista) ou selecione-a e clique em Edit. Isto permitirá que você altere o nome e as configurações de porta MIDI, caso seja Isto permitirá que você altere o nome e as configurações de porta MIDI, caso seja necessário.

Para deletar uma control surface, selecione-a na lista e clique em Delete. em Delete.

Você pode desligar uma control surface desmarcando a opção “Use with Reason”. Isto somente deverá ser feito caso você queira manter a control surface “Use with Reason”. Isto somente deverá ser feito caso você queira manter a control surface conectada em seu computador para ser utilizada em outro programa que não seja o Reason.

Além de tudo isso existe a página “Advanced MIDI” em Preferences. Ela somente é utilizada para External Control MIDI buses para entrada de MIDI Clock Preferences. Ela somente é utilizada para External Control MIDI buses para entrada de MIDI Clock Sync. Todos os controles MIDI são configurados na página Control Surfaces e na página Keyboards.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Setups de exemplo

A single MIDI keyboard with controls

Com este setup, o teclado será o seu master keyboard, o que significa que ele sempre estará roteado via sequencer (ele controla o dispositivo que está conectado em uma trilha do sequencer que esteja com o MIDI focado). Para controlar outro dispositivo, você deverá deslocar o MIDI focus (o simbolo de teclado na coluna In na track list) para outra trilha do sequencer.

Você, entretanto, pode utilizar Remote Override para controlar parâmetros em outros dispositivos Reason (ou funções Reason globais como transporte, por exemplo).

A basic MIDI keyboard and an additional control surface

O teclado e a control surface deverão estar conectadas em portas MIDI separadas (ou utilizar conexões USB diferentes). Aqui, o teclado MIDI básico é seu master keyboard – ele é utilizado para reproduzir e gravar via sequencer. Você poderá possuir uma control surface seguindo o master keyboard – isto permitirá que você acesse parâmetros do dispositivo que está reproduzindo (da mesma forma como no exemplo acima).

Você também pode fixar a control surface em um outro dispositivo no rack – isto permitirá que você reproduza um dispositivo enquanto ajusta os parâmetros de um outro dispositivo.

A MIDI keyboard with controls plus one or more control

surfaces

Este sim, é o setup ideal! Novamente, todos os teclados e control surfaces devem estar conectados em portas MIDI separadas (ou utilizar conexões USB diferentes). O teclado é roteado via sequencer e você poderá utilizá-lo para controlar parâmetros do dispositivo que está reproduzindo. As control surfaces adicionais deverão estar fixadas em outros dispositivos no rack. Por exemplo, caso você fixe uma control surface no mixer principal, você terá controle sobre os níveis e pans. Você deverá possuir também controles dedicados para transporte, Undo/Redo, seleção de foco MIDI em trilhas do sequencer e etc.

Propellerhead Reason 3.0 - Manual de Operação

Considerações básicas sobre Remote

Os parâmetros e funções de cada dispositivo Reason são mapeados para serem controlados por control surfaces. Dessa forma, assim que você adiciona control surface(s) em Preferences, você estará pronto para acessar os parâmetros!

Por padrão, todas as control surfaces seguem o MIDI input do sequencer (o Master Keyboard). Isto significa que você configura aces seguem o MIDI input do sequencer (o Master Keyboard). Isto significa que você configura o MIDI input para uma trilha no sequencer rotear a control surface para a trilha do dispositivo no rack. Você pode desligar este recurso temporariamente fixando a control surface em um dispositivo específico. Ou pode simplesmente utilizar o mapeamento Remote Override.

O dispositivo Reason conectado na trilha com MIDI input terá seus parametos standard mapeados para os controles lógicos (faders, botões e etc.) na control surface. seus parametos standard mapeados para os controles lógicos (faders, botões e etc.) na control surface. Por exemplo, caso o Subtractor tenha MIDI input, sua control surface controlará o parâmetro mais importante do Subtractor. Caso você configure o MIDI input para uma trilha conectada em um NN-XT, a control surface agora irá controlar os parâmetros do dispositivo NN- XT, e assim sucessivamente para cada dispositivo.