Você está na página 1de 45
PROBLEMAS DE DESAFIO Revisão técnica: Ricardo Miranda Martins (IMECC/Unicamp)

PROBLEMAS DE DESAFIO

Revisão técnica: Ricardo Miranda Martins (IMECC/Unicamp)

EXERCÍCIO É necessário usar uma calculadora gráfica ou computador.

EXERCÍCIO

EXERCÍCIO É necessário usar uma calculadora gráfica ou computador.

É necessário usar uma calculadora gráfica ou computador.

CAPÍTULO 3

usar uma calculadora gráfica ou computador. CAPÍTULO 3 1. (a) Encontre o domínio da função fx
usar uma calculadora gráfica ou computador. CAPÍTULO 3 1. (a) Encontre o domínio da função fx

1. (a) Encontre o domínio da função fx() =---1 2 3 x

(b)

Encontre f ¢( x).

(c)

Verifique o seu trabalho nas partes (a) e (b) calculando a representação gráfica f e f ¢ na

mesma tela.

PROBLEMAS DE DESAFIO Revisão técnica: Ricardo Miranda Martins (IMECC/Unicamp)

PROBLEMAS DE DESAFIO

Revisão técnica: Ricardo Miranda Martins (IMECC/Unicamp)

RESPOSTAS

RESPOSTAS

CAPÍTULO 3

1. (a)

(b)

[–1, 2] 1 - 81 --- 2 3 x 2 -- 3 xx3 -
[–1, 2]
1
-
81
---
2
3
x
2
--
3
xx3
-
PROBLEMAS DE DESAFIO Revisão técnica: Ricardo Miranda Martins (IMECC/Unicamp)

PROBLEMAS DE DESAFIO

Revisão técnica: Ricardo Miranda Martins (IMECC/Unicamp)

SOLUÇÕES É necessário usar uma calculadora gráfica ou computador.

SOLUÇÕES

SOLUÇÕES É necessário usar uma calculadora gráfica ou computador.

É necessário usar uma calculadora gráfica ou computador.

CAPÍTULO 3

1. (a) fx () =--- 1 2 3 x  { } Dx = 3
1. (a)
fx
()
=--- 1 2 3 x 
{
}
Dx
=
3
x
0,
2
- -³
3
x
0, 1
-
2
-
3
-
x
³
0
{
}
=
xx
3
³
, 2
³-
3
x
, 1
³
2
--
3
x
=
{
x
3 ³ x
, 4
³ -
3
x
, 1
³ -
2
3
-
x
}
=
{
xx
£
3,
x
³- £
1, 1
3
-
x
}
=
{
xx
£ 3,
x
³-
1, 1
£ 3 -
x
}
=
{
xx
£
3,
x
³-
1,
x
£
2
}
=
{
x
- £
1
x £
2
}
=-
[
1, 2
]
(b) fx ()
=--- 1 2 3 x 
1 d
(
)
fx ¢ ()
=
1
--- 2 3
x
dx
123 --- x
1
- 1
d
=
(
2
-- 3 x
)
dx
22
- 3
- x
21
--- 2 3 x
1
=-
81
---
2
3
x
2
--
3
xx 3 -
(c)

Note que f é sempre decrescente e f ¢ é sempre negativa.

SEÇÃO 3.1 DERIVADAS DE FUNÇÕES POLINOMIAIS E EXPONENCIAIS  1 3.1 DERIVADAS DE FUNÇÕES POLINOMIAIS
SEÇÃO 3.1
DERIVADAS DE FUNÇÕES POLINOMIAIS E EXPONENCIAIS
1
3.1
DERIVADAS DE FUNÇÕES POLINOMIAIS E EXPONENCIAIS
Revisão técnica: Eduardo Garibaldi – IMECC – Unicamp
1-11 Derive a função.
18.
y
= x 5/2 ,
(4, 32)
1.
f (x) = x 2 – 10x + 100
19.
yx=
+
x ,
(1, 2)
2.
g(x) = x 100 + 50x + 1
20.
y
= x 2 + 2e x ,
(0, 2)
3.
s(t) = t 3 – 3t 2 + 12t
4.
F (x) = (16x) 3
21.
Encontre os pontos sobre a curva y = x 3 – x 2 – x + 1 nos quais
a
tangente é horizontal.
5.
H(s) = (s/2) 5
22.
6.
y = 5 x
Para quais valores de x o gráfico de f (x) = 2x 3 – 3x 2 – 6x + 87
tem uma tangente horizontal?
y = x 4/3 – x 2/3
7.
23.
8.
y = 3x + 2e x
Em qual ponto sobre a curva y = xx a reta tangente é
paralela à reta 3x – y + 6 = 0?
B
C
24.
9.
y
=++
A
2
x
x
Um fabricante de cartuchos para sistemas de som desenvolveu
uma agulha com seção transversal parabólica como mostrado
na figura. A equação de uma parábola é y = 16x 2 , onde x e
5
2
10.
yx=
+
x
y
são medidos em milímetros. Se a agulha ficar no sulco de
1
11.
u =
x x
+
um disco cujos lados formam um ângulo de q com a direção
horizontal, onde tg q = 1,75, encontre os pontos de contato P
2
x
x
e
Q da agulha com o sulco.
y
12-14 Encontre f ¢(x). Compare os gráfi cos de f e f ¢ e use-os para
explicar por que sua resposta é razoável.
12. f (x) = 2x 2 – x 4
13. f (x) = x – 3x 1/3
P
Q
14. f (x) = x 2 + 2e x
0
x
15. Ao dar zoom no gráfico de f (x) = x 2/5 , estime o valor de
f ¢(2).
(a)
(b)
Use a Regra da Potência para encontrar o valor exato de
f ¢(2) e compare com sua estimativa na parte (a).
25.
16. Ao dar zoom no gráfico de f (x) = x 2 – 2e x , estime o valor
de f ¢(1).
(a)
A reta normal a uma curva C em um ponto P é, por defini-
ção, a reta que passa por P e é perpendicular à reta tangente
a
C em P. Encontre uma equação da reta normal à curva
(b)
Encontre o valor exato de f ¢(1) e compare com sua esti-
mativa na parte (a).
3
y =
x
no ponto (–8, –2). Esboce a curva e sua reta normal.
26.
17-20 Encontre uma equação da reta tangente à curva no ponto dado.
Ilustre com o gráfico da curva e da reta tangente na mesma tela.
Em quais pontos sobre a curva y = x 4 a reta normal tem incli-
nação igual a 16?
4
17.
y =
x
+
,
(2, 4)

x

SEÇÃO 3.1

DERIVADAS DE FUNÇÕES POLINOMIAIS E EXPONENCIAIS

1

3.1 RESPOSTAS 1. f ¢(x) = 2x – 10
3.1
RESPOSTAS
1.
f ¢(x) = 2x – 10
E EXPONENCIAIS  1 3.1 RESPOSTAS 1. f ¢(x) = 2x – 10 19. y =

19.

y =

3

2

x +

1

2

2. g ¢( x) = 100 x 99 + 50 3. s ¢( t) =
2.
g ¢( x) = 100 x 99 + 50
3.
s ¢( t) = 3t 2 – 6t + 12
4.
F¢(x) = 12 288x 2
5
4
5.
Hs¢( ) = s
32
5
6.
y ¢ =
2
x
4
1/3
7.
yx
¢
2
1/3
=
-
3
3 x -

8.

9.

10.

11.

12.

13.

14.

15.

16.

17.

y¢ = 3 + 2 e x

B C y ¢ =- - 2 2 3 x x 2 y ¢ =
B
C
y ¢ =-
- 2
2
3
x x
2
y ¢ =
1
+
5
3
5
x
5
3
u¢ =
x
-
2
3
2 x
x
4x – 4 x 3

1 – x 2/3

2x + 2 e x

(a)

(a)

y = 4

0,264

–3,4455

(b) 2 2/5 /5 » 0,263902

(b) 2 – 2e » –3.436564

2 / 5 /5 » 0,263902 (b) 2 – 2 e » –3.436564 – 3 3,5
2 / 5 /5 » 0,263902 (b) 2 – 2 e » –3.436564 – 3 3,5
2 / 5 /5 » 0,263902 (b) 2 – 2 e » –3.436564 – 3 3,5
2 / 5 /5 » 0,263902 (b) 2 – 2 e » –3.436564 – 3 3,5

3

3,5 (1, 2)
3,5
(1, 2)

1,5

3

20. y = 2 x + 2 4 (0, 2) – 2,5 2,5 – 0,67
20.
y = 2 x + 2
4
(0, 2)
– 2,5
2,5
– 0,67
1 32
21.
(1, 0),
(
-
,
)
2
27
22.
x =
1 2 (1 
5)

23.

24.

25.

26.

(4, 8)

( 7 49  , ) 128 1024 12 x + y + 98 =
(
7
49
,
)
128
1024
12 x + y + 98 = 0
y
y 3 x
0
x
8,
2
(
1
1
-
,
)
4
256

18. y = 20x – 48

( 7 49  , ) 128 1024 12 x + y + 98 = 0
( 7 49  , ) 128 1024 12 x + y + 98 = 0
( 7 49  , ) 128 1024 12 x + y + 98 = 0
( 7 49  , ) 128 1024 12 x + y + 98 = 0

SEÇÃO 3.1

DERIVADAS DE FUNÇÕES POLINOMIAIS E EXPONENCIAIS

1

3.1
3.1

SOLUÇÕES

1.

2.

3.

4.

5.

6.

7.

8.

f (x) = x 2 – 10x + 100  f ¢(x) = 2x –
f
(x) = x 2 – 10x + 100
f ¢(x) = 2x – 10
g(x) = x 100 + 50x + 1
g¢(x) = 100x 99 + 50
s(t) = t 3 – 3t 2 + 12t
s¢(t) = 3t 3–1 – 3 (2t 2–1 ) + 12 = 3t 2 – 6t + 12
F
(x) = (16x) 3 = 4 096x 3
F
¢(x) = 4 096 (3x 2 ) = 12 288x 2
5
55
1
5
Hs
(
)
=
(
s
/2)
==
s
/2
32 s
51 -
4
Hs
¢ (
)
=
1 (5
s
)
=
5 s
32
32
5
1/2
1
- 1/2
yxx = =
5
5
=¢ y
5
(
)
x
=
2
2
x
4/3
2/3
4
1/3
2
1/3
yx =
-
x
=¢ y
-
x -
3 x
3

y = 3x + 2e x y¢ = 3 + 2e x

B C - 1 - 2 9. y =++ A =+ A Bx + Cx
B
C
-
1
-
2
9.
y
=++
A
=+ A
Bx
+
Cx
2
x
x
B
C
-
2
-
3
y
¢
=-
Bx
-
2
Cx
=-
-
2
2
3
x x
5
2
2/5
10.
y
=+
x
x
=+
xx
2
2
- 3/5
y
¢
=+
1
x
=+
1
5
5
3
5
x
1
3/2
- 5/2
11.
u =
xx
+
=+ x
x
2
x
x
5
351/2
- 7/2
3
u ¢ =
xx
-
=- x
22
2
3
2 x
x
12.
f (x) = 2x 2 – x 4
f ¢(x) = 4x – 4x 3 . Observe que f ¢(x) = 0

quando f tem uma tangente horizontal e que f ¢ é uma função

ímpar enquanto f é uma função par.

13.

é uma função ímpar enquanto f é uma função par. 13. f ( x ) =
é uma função ímpar enquanto f é uma função par. 13. f ( x ) =
é uma função ímpar enquanto f é uma função par. 13. f ( x ) =
é uma função ímpar enquanto f é uma função par. 13. f ( x ) =

f

(x) = x – 3x 1/3

f¢(x) = 1 – x 2/3 = 1 – 1/x 2/3 . Observe que

f

¢(x) = 0 quando f tem uma tangente horizontal, f ¢ é positiva

quando f é crescente, e f ¢ é negativa quando f é decrescente.

crescente, e f ¢ é negativa quando f é decrescente. 14. f ( x ) =
crescente, e f ¢ é negativa quando f é decrescente. 14. f ( x ) =
crescente, e f ¢ é negativa quando f é decrescente. 14. f ( x ) =
crescente, e f ¢ é negativa quando f é decrescente. 14. f ( x ) =

14. f (x) = x 2 + 2e x

f ¢(x) = 2x + 2e x . Observe que f ¢(x) = 0

quando f tem uma tangente horizontal, f ¢ é positiva quando f é

crescente, e f ¢ é negativa quando f é decrescente.

15. (a)

e f ¢ é negativa quando f é decrescente. 15. (a) 1,36 1,9 1,28 2 ,
e f ¢ é negativa quando f é decrescente. 15. (a) 1,36 1,9 1,28 2 ,
e f ¢ é negativa quando f é decrescente. 15. (a) 1,36 1,9 1,28 2 ,
e f ¢ é negativa quando f é decrescente. 15. (a) 1,36 1,9 1,28 2 ,
e f ¢ é negativa quando f é decrescente. 15. (a) 1,36 1,9 1,28 2 ,
1,36 1,9 1,28
1,36
1,9 1,28

2,1

Os pontos extremais do gráfico de f nesta tela são cerca

(b)

16. (a)

de (1,9, 1,2927) e (2,1, 1,3455). Uma estimativa de f ¢(2) é 1,3455 - 1,2927
de (1,9, 1,2927) e (2,1, 1,3455). Uma estimativa de f ¢(2) é
1,3455 - 1,2927
0,0528
=
= 0,264.
2,1
- 1,9
0,2
2/5
- 3/5
3/5
fx
(
)
= x
f x
¢
(
)
=
2 x
=
2/(5
x
).
5
3/5
f ¢ (2)
=⋅ 2/(5
2
)
»
0,263902.
– 4
1,1
0,9
– 5

Os pontos extremais do gráfico de f nesta tela são cerca

de (0,9, 4,1092) e (1,1, 4,7983). Uma estimativa de

f ¢ (1) é

-

4,7983

(

--

4,1092)

=

-

0,6891

 

1,1

-

0,9

0,2

=-

(b) f (x) = x 2 – 2e x

f ¢(x) = 2x – 2e x .

3,4455.

f ¢(1) = 2 – 2e » –3,436564.

2

SEÇÃO 3.1

DERIVADAS DE FUNÇÕES POLINOMIAIS E EXPONENCIAIS

17.

18.

y

=

fx()

=

x

+

4

x

¢

f ()x

4

2

.

Logo, a inclinação

=-

1

x da reta tangente em (2, 4) é f ¢(2) = 0 e sua equação é y 4 = 0 ou y = 4.

(2) = 0 e sua equação é y − 4 = 0 ou y = 4.
(2) = 0 e sua equação é y − 4 = 0 ou y = 4.
(2) = 0 e sua equação é y − 4 = 0 ou y = 4.

x

5/2

f ¢()x =
f ¢()x
=

5

2

x

3/2

y ==fx()

. Logo, a inclinação da

reta tangente em (4, 32) é f ¢(4) = 20 e sua equação é y 32 = 20 (x 4) ou y = 20x 48.

19.

- 1/2 y = fx() = x + x  f ()x ¢ =+ 1
-
1/2
y
= fx()
=
x
+
x
f ()x
¢
=+ 1
1 2 Logo, a incli-
x
.
nação da reta tangente em (1, 2) é
f ¢(1) =+1
1 (1) =
3 e sua
2
2
3
3
1
equação é
y -=2
( x - 1) ou
yx=
+
.
2
22
, , ,
, ,
,
,
,
,
, , ,

20. y = f (x) = x 2 + 2e x

f ¢(x) = 2x + 2e x . Logo, a inclina-

ção da reta tangente em (0, 2) é f ¢(0) = 2e o = 2 e sua equação é y 2 = 2(x 0) ou y = 2x + 2.

,
,
, ,
,
,
,
,

21.

22.

23.

y = x 3 x 2 x + 1 tem uma tangente horizontal quando

y¢ = 3x 2 – 2x – 1 = 0. (3x + 1) (x – 1) = 0

-

.

x = 1 ou

1

3

. Portanto, os pontos são (1, 0) e (

-

1

3

,

32

27

)

f (x) = 2x 3 3x 2 6x + 87 tem uma tangente horizontal

quando f ¢(x) = 6x 2 – 6x – 6 = 0

x 2 x 1 = 0

y

1 5 = xx = x
1
5
= xx = x

3/2

=y ¢

3

2

x − 1 = 0  y 1 5 = xx = x 3/2 = y

x , de modo que

a reta tangente é paralela a 3x y + 6 = 0 quando

24.

25.

3

2

é paralela a 3 x − y + 6 = 0 quando 24. 25. 3 2

x =3

a 3 x − y + 6 = 0 quando 24. 25. 3 2 x =

x =2

x = 4. Logo, o ponto é (4, 8).

Os lados do sulco devem ser tangentes à parábola y = 16x 2 .

y ¢ = 32x = 1,75 quando

y = 16

, o que implica que

x =

1,75

32

=

7

128

(

7

128

,

(

7

128

49

1024

=

fx()

) 2 49 = 1024 ) . 3 == x
)
2 49
=
1024
)
.
3
== x

. Portanto, os pontos de contato são

x

1/3

¢

2/3

=

1

x

-

, f ¢(-8) =

3

logo a reta

1

12

. A reta

f ()x

tangente em (8,2) tem inclinação

y

( 1 normal tem inclinação -1 ) =-12 e equação y + 2 = 12
(
1
normal tem inclinação
-1
)
=-12 e equação y + 2 =
12
–12 (x + 8)
12x + y + 98 = 0.

26.

Se a reta normal tem inclinação 16, então a tangente tem

inclinação

, logo

. O ponto é (

-

1

16

yx¢ = 4

.

-

1

4

,

1

256

)

3

1

=-

16

x

3

1

=-

64

x = -

1

4

SEÇÃO 3.2

AS REGRAS DO PRODUTO E DO QUOCIENTE

1

3.2
3.2

AS REGRAS DO PRODUTO E DO QUOCIENTE

Revisão técnica: Eduardo Garibaldi – IMECC – Unicamp

1-14 Derive

1.

h ( x ) =

x + 2

x - 1

2.

3.

4.

5.

6.

7.

8.

9.

10.

11.

12.

f ( u ) =

1 - u

2

1 + u

2

G ( s ) = ( s 2 + s + 1) ( s 2 + 2)

( ) 3 gx() =+1 x ( x - x ) H ( x) =
(
)
3
gx() =+1
x ( x - x )
H ( x) = ( x 3 – x + 1) ( x –2 + 2 x –3 )
H ( t) = e t (1 + 3 t 2 + 5 t 4
H ( t) = e t (1 + 3 t 2 + 5 t 4 )
3
t -
7
y
=
t
2 +
5
t
-
4
4
t +
5
y
=
2
- 3 t
2
x +
4 x
+
3
y
=
x
2
u -
u - 2
y
=
u
+ 1
x
e
y
=
x
x
+ e
5
x
f
( x ) =
3
x
- 2

13.

s

(
(

3

x e y = x x + e 5 x f ( x ) = 3

= tt -+t 1

)

14. Encontre a primeira e a segunda derivadas de

y =

2

x

.

x + 1

15-16 Encontre y¢¢¢.

15.

16.

y

y

=

=

1

1 + x

1 - x

2

1 + x

17-21 Encontre uma equação da reta tangente à curva no ponto dado.

17. y

da reta tangente à curva no ponto dado. 1 7 . y = xx , (1,

= xx ,

(1, 1)

18. =

y

x

x - 3

, (6, 2)

19. = +

y

x

20. y = x 5/2 ,

21. yx=

+

4

,

x

(2, 4)

(4, 32) x , (1, 2)
(4, 32)
x ,
(1, 2)

SEÇÃO 3.2

AS REGRAS DO PRODUTO E DO QUOCIENTE

1

SEÇÃO 3.2 AS REGRAS DO PRODUTO E DO QUOCIENTE  1 11. 12. 13. 14. x

11.

12.

13.

14.

x e ( x - 1) y ¢= 2 ( x + e x )
x
e
(
x -
1)
y
¢=
2
(
x
+ e
x )
4
3
2
x ( x -
5)
f ¢ ( x ) =
3
2
(
x -
2)
1
7
5/2
s
¢=
-+
1
2 t
2
t
2 + 2
x
y =
¢ x
, y ¢¢ =
2
(
x
+
1)

2

(

x +

1)

3

3.2 RESPOSTAS 3 1. h ¢ ( x ) =- 2 ( x - 1)
3.2
RESPOSTAS
3
1.
h ¢ ( x ) =-
2
(
x -
1)

2.

3.

4.

f ¢ ( u ) =-

4 u

(1

+ u

2

)

2

G ¢( s ) = (2 s + 1) ( s 2 + 2) + (s 2 + s + 1) (2 s ) [= 4 s 3 + 3 s 2 + 6 s + 2]

gx¢() =-1 3 x + x - x

3

2

7

2

2

1/2

5/2

5. H ¢( x) = 1 + x 2 + 2 x 3 – 6 x 4

6.

7.

8.

9.

10.

H ¢( t) = e t (5t 4 + 20 t 3 + 3 t 2 + 6 t + 1)

2 -+ 3 t 14 t + 23 y ¢= 2 2 ( t +
2
-+
3
t
14
t
+
23
y
¢=
2
2
(
t
+
5
t
-
4)
23
y
¢=
2
(2
- t
3 )
3
3
y
¢=
2
x +- 2
x
2
xx
y¢ = 1

15. 24 x (1 – x 2 ) (1 + x 2 ) 4

16.

17.

18.

19.

20.

21.

–12 (1 + x) 4

y

3

1

= x -

2

2

x + 3 y = 12

y = 4

y = 20 x – 48

y

3

= x +

2

1

2

 

SEÇÃO 3.2

AS REGRAS DO PRODUTO E DO QUOCIENTE

1

3.2
3.2

SOLUÇÕES

 
 

x

+ 2

2

x

+

4

x

+

3

3/2

1/2

-

1/2

1.

h

x

()

h

=

¢

x

- 1

(

x

-

1)(1)

(

-+

x

2)(1)

 

9.

y

=

¢

x
x

=+

x

æö

÷

ç

31

1/2

-

1/2

4

+

3

xx

æ

ç

1

ö

÷

-

3/2

 

( x ) =

x

(

x -

1)

--

x

12

-

2

3

yx

=

+ 4

÷

÷

èø

ç

ç

22

x

+- 3 ç

ç

è

2

÷

÷

ø

x

 

=

(

x

-

1)

2

=-

(

x

-

1)

2

 

=

3 x +- 23 2 x 2 xx
3
x
+- 23
2
x
2
xx
 
 

1 - u

2

Outro Método: Use a Regra do Quociente.

 

2.

f

u

()

=

1 + u

2

 

2

-

2)(

u

+

1)

 
 

(1

+

u

2

)(

-

2

u

)

(1

--

2

)(2

uu

)

 

10.

y

=

uu --

2

=

(

u

=

uu - 2 para

¹-

1.

 
 

f

¢

( u ) =

   

+

1

u

+

1

 

(1

+ u

2

)

2

u

 
 

=

-- 22

uu

3

-

22 +

uu

3

=-

4

u

y

¢

=

d

du

(

u

-= 2)

1

 

(1

+

u

22

)

(1

+

u

22

)

   

x

3.

(

Gs

)

=

(

s

2

s

++

2

1)(

s

2

+

2)

2

 

11.

y

=

x

e

+

e

x

Gs ¢ (

)

= (

s

3

++ s

2

1)(2 s )

+

(

s

+

2)(2

s

32

+

1)

 

y ¢ =

(

xee

+

xx

)(

)

-+

e

x

(1

e

x

)

 

= +

s

2

2

s

++ 22

s

42

+++

ss

s

(

x

+

e

x

)

2

2

= sss

4

3

+

3

++ 62

 

=

x

(

ex

+

e

x

-- 1

e

xx

)

ex (

=

-

1)

4.

(

gx

)

=

(1

+

)( x x 2 - 3 x 3 ) 1/2

)(

x x

2

-

3

x

3

)

1/2

x

=-

7

5/2

x

3

+

x

3/2

-

x

7/2

x

() +

xe

2

x

() +

xe

2

 

¢ ()

gx

=- 1

3

x

+

2

x

-

2

x

x

5

   

12.

f

x

()

=

 

Outro Método: Use a Regra do Produto.

 

¢

3

x

(

x

- 2

3

4

2)(5

x

)

--

x

5

(3

2

x

)

2

=

43

(

xx

-

5)

 

5.

(

Hx

)

=

(

x

3

x

-+

1)(

x

-

23

+

2

x

-

)

f

( x ) =

(

32

-

2)

(

32

-

2)

 
 

=

=-

(

xx

3

-+

1)(

x

xx

12

--

+

x

-

23

)

+

(

xx

-+

22

+-

x

-

2

+

2

1)(2

x

-

3

x

-

3

)

x

7/2

1/2

x

 

13.

s

=

( 3 tt
(
3
tt

-

t
t

+

1

)

=

t

t

-+

t

6.

22

=+-

¢ ()

=+

xx

x

1

--

-

+

x

-

34

6

--

-

x

12

2

-

+

x

2

x

3

Hx

Outro Método: Use a Regra do Produto.

(

Ht

)

=

e

t

(1

2

++

t

3

5

t

4

)

 

¢

s

=

7

2

t

5/2

1

-+

1

2 t
2
t

Outro Método: Use a Regra do Produto.

2

22

 
   

t

3

24

t

14.

=

x

=¢ y

(

x

+- 1)2 xx

=

x

+

2

x

 

¢ ( )

Ht

=

=

e

et

t

(6

(5

t

4

20

+

+

t

20

t

)

++

(1

3

t

+

32

+

3

t

6

++

t

5

t

1)

)

e

y

x

y ¢¢ =

+ 1

x

(

+

1)

2

(2

x

(

+- 2)

x

(

x

+

2

1)

+

2

(

2 xx )(2)(

x

+

+

1)

1)

2

   

(

x +

1)

4

7.

 

3

7

2(

2

2

   

2

 

=

=

x

+

1)[(

x

+- 1)

(

xx

+

2

)]

=

 

t

¢

+

(

t

-

4

5

tt +- 5

4)(3)

-

(3

t

-

7)(2

t

+

5)

 

(

x

+

1)

4

(

x

+

1)

3

 

(

t

2

+

5

t

-

4)

2

 

-+ 3 t

14

t

+

23

 

15.

y

=

(1

+

x

21

)

-

y

¢ =-

(1

+

22

(2

)

-

xx

)

 

(

t

2

+

5

t

-

4)

2

y

y

¢¢ =+ 2(1

(1

¢¢¢ =

xx ) (2

+

23

)

-

23

-

2

)

+

16

xx

-+ 2(1

(

x

22

)

-

8

2

x

-+ 3)(1

x

24

)

-

(2

x

)

 

8.

y =

4

t +

5

--

2(

2)(1

+ x

2

)

-

3

(2

x

)

 

¢ =

2

-

3 t

(2

-

3 )(4)

t

-

(4

t

5)(

+-

3)

=

23

=

24

23

+- )

(1

xx

-

2

48

x

3

24

-

(1

+

x

24

)

-

 

y

(2

-

t

3 )

2

(2

-

t

3 )

2

=

24

-+ )(1

(1

xx

x

)

2

16.

17.

18.

SEÇÃO 3.2

AS REGRAS DO PRODUTO E DO QUOCIENTE

y

=

y ¢ =

1 - x

1 + x

(1

+

x

)(

---

1)

(1

x

)

(1

+ x

)

2

y

=

¢¢ =

-

2

(1

4(1

+ x

+

2

)

-

3

=-

2(1

+

x

)

-

¢¢¢ =-

2

)

xy

12(1

+

x

)

-

4

- 3 =- 2(1 + x ) - ¢¢¢ =- 2 ) xy   12(1

= xx = x

3 x -

2

1

2

.

3/2

y

e uma equação da reta tangente é

y =

=y ¢

3

2

x 1/2

.

Em (1, 1),

y -=1

3

2

y ¢ =

( x - 1),

3

2

ou

fx

y

==

x

()

f ¢ () x =

(

x

x - 3 --

3)1

x

(1)

-

3

(

x

-

3)

2

(

-

2

1

3

=

3)

f ¢(6) = -

x

reta tangente em (6, 2) é

1

y - 2 =- ( x - 6) ou xy+ 3

3

= 12.

.

Logo, a inclinação da

e sua equação é

19.

20.

y

=

fx()

=

x

+

4

x

¢

f ()x

4

2 .

=- 1

Logo, a inclinação

x da reta tangente em (2, 4) é f ¢(2) = 0 e sua equação é

y – 4 = 0 ou y = 4.

y ==fx()

x

5/2

f ¢()x

=

5

2

x

3/2

. Logo, a inclinação da

reta tangente em (4, 32) é f ¢(4) = 20 e sua equação é y – 32 =

20 (x – 4) ou y = 20x – 48.

21.

y

= fx()

=

x

+

x
x

¢

f ()x

=+ 1

1 2 x

- 1/2

.

Logo, a

inclinação da reta tangente em (1, 2) é

f ¢(1) =+1

1 (1) =

2

e sua equação é

y -=2

3x – 2y + 1 = 0.

3

2

( x - 1) ou yx=

+

22

3

1 ou

3

2

SEÇÃO 3.3

DERIVADAS DE FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS

1

3.3
3.3

DERIVADAS DE FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS

Revisão técnica: Eduardo Garibaldi – IMECC – Unicamp

1-8 Derive.

1. y = sen x + cos x

2. y = cos x – 2 tg x

3. y = e x sen x

4. =

y

5. =

y

6. =

y

tg x

x

sen x

1

+ cos x

x

sen

x

+ cos

x

12. lim

t 0

13. lim

q 0

14. lim

x 0

15. lim

h 0

16. lim

x