Você está na página 1de 3

Atividade

Elaboração do jogo Separação de Misturasque será utilizado como ferramenta de avaliação.

Objetivos

O objetivo desta proposta é avaliar a compreensão e a internalização de conceitos

relacionados a separação de misturas por parte dos alunos da 8ª série do ensino fundamental, por intermédio de uma ferramenta lúdica desenvolvida especificamente para esta atividade.

Explicando a ferramenta de avaliação: Jogo Separação de Misturas

Os resultados insatisfatórios da utilização da ferramenta lúdica Scrabble junto aos

alunos da 8ª série em uma atividade anterior, incentivou a criação deste jogo com a finalidade de auxiliar no processo de avaliação do conhecimento dos conceitos abordados relacionados a separação de misturas homogêneas e heterogêneas junto aos alunos de uma turma de 8º ano após as aulas ministradas pela orientadora Lucelaine.

O motivo pelo qual o jogo foi criado provém do nosso desconhecimento, ou até mesmo

pela falta de uma ferramenta lúdica direcionada especificamente para este tema. Somando-se a este, o conhecimento dos bolsistas acerca das dificuldade encontradas por alguns alunos no

que tange o processo de aprendizagem possibilitou a criação de uma ferramenta de fácil utilização dentro das particularidades encontradas juntamente a esta sala.

A criação desta ferramenta de aprendizagem é baseada em um outro jogo chamado

Cook-Off, criado por Luis Francisco e comercializado no Brasil pela editora Funbox Jogos.

O jogo que será utilizado em sala de aula se passa em um laboratório químico fictício

onde os alunos são químicos responsáveis pela separação de misturas obtidas junto a indústria com o intuito de fornecer a matéria prima especificada por seus clientes. Cada jogador possui um mini tabuleiro que ilustra uma bancada com as seguintes

ferramentas:

1 Filtro

1 Funil de Separação

1 Bico de Bunsen

1 Peneira

Com estas ferramentas é possível efetuar satisfatoriamente qualquer umas das misturas encontradas no jogo. Além disso, cada jogador possui um baralho individual contendo 7 cartas nas quais estão especificadas as ações possíveis dentro do jogo. São elas:

Buscar Misturas junto a Industria

Mãos à Obra (2 cartas em cada baralho individual)

Separar

Trocar

Sabotar (2 cartas em cada baralho individual)

Destas 7 diferentes cartas, 3 são escolhidas e colocadas nos mini tabuleiros por cada jogador, porém, não são reveladas imediatamente. As cartas vão sendo reveladas uma a uma e os jogadores então realizam as ações descritas em suas cartas, todos ao mesmo tempo. Exemplo:

João colocou as seguintes cartas na seguinte sequência em seu tabuleiro:

Buscar Misturas junto a Industria, Mãos à obra e Separar

Carlos colocou as seguintes cartas na seguinte sequência em seu tabuleiro:

Mãos à obra, Separar e Trocar

Na primeira rodada João irá buscar misturas, para isso ele pode comprar até 3 cartas de mistura na indústria. Ao mesmo tempo Carlos estará colocando uma das misturas de sua bancada em uma das ferramentas de seu tabuleiro. Após todos terem realizado sua primeira ação, a segunda carta é revelada, e o jogo segue até que todas as ações relacionadas a terceira carta de cada jogador tenham sido realizadas.

Para uma melhor compreensão, cada uma das ações será explicada abaixo:

Buscar Misturas junto a Industria: O jogador que selecionar esta ação poderá ir até uma indústria fictícia (criada no jogo) afim de realizar a compra de até 3 soluções, soluções estas que serão a matéria prima (neste caso, uma mistura homogênea ou heterogênea) para obtenção do produto final, que será comprado por empresas no final do jogo gerando assim os pontos necessários para a vitória. Estas soluções são cartas onde os componentes das misturas estão identificados, bem como o produto esperado após a separação daquela mistura. Por exemplo:

Mistura: Água + Areia Produto a ser obtido: Areia

Existem 2 tipos de misturas no jogo: as mais simples, que valem 2 pontos e precisam de apenas uma das ferramentas dispostas nos laboratórios para que sejam separadas de maneira efetiva (no caso do exemplo acima, um filtro) e as misturas mais complexas, que necessitam de 2 ferramentas para que sejam então separadas.

Mãos à obra: O jogador que optar por esta ação poderá iniciar o processo de separação, inserindo as soluções adquiridas previamente nas industrias em uma das ferramentas de sua bancada (no exemplo dado acima, inserir a mistura de água + areia no filtro de sua bancada). Neste momento, o conhecimento do aluno é testado, uma vez que em momento algum o jogo diz qual a ferramenta correta para a realização efetiva da separação esperada.

Separar: esta é a carta de ação que realiza a separação dos itens que foram colocados previamente nas ferramentas da bancada com auxílio da carta Mãos à Obra. É neste momento que o professor diz ao aluno se a sequência escolhida por ele, para separar a mistura de maneira a obter o produto, está ou não correta (no exemplo utilizado acima o professor diria ao aluno

que a escolha da ferramenta “filtro” para a separação da mistura “água+ areia” com a finalidade de se obter “areia” estava correta).

Trocar: algumas separações necessitam de mais de uma etapa para que o produto desejado seja obtido. A carta de ação trocar é utilizada para trocar as soluções de ferramentas, após finalizada a primeira etapa da separação ou para realizar uma nova etapa de separação em uma mesma ferramenta. Vamos aos exemplos:

Mistura: Óleo + Água Produto a ser obtido: Óleo

Para esta mistura será utilizado o funil de separação, sendo assim, após a utilização da carta Mãos à Obra, que levará a mistura até o funil, o jogador utilizará a carta separar para, por decantação, separar a água do óleo, obtendo então água (uma vez que por diferença de densidade a mesma se encontra na parte inferior da mistura). O jogador usará então a carta trocar, para colocar um novo béquer em seu funil para colher desta vez o óleo, que é o produto desejado, após a utilização da carta separar uma outra vez.

Mistura: Água + Sal + Areia Produto a ser obtido: Sal

Para esta mistura será utilizado inicialmente o filtro, para separar a areia da mistura “Água + sal”. Sendo assim, após a utilização da carta Mãos à Obra, que levará a mistura até o filtro, o jogador utilizará a carta separar para, por filtração, separar a areia dos demais componentes. O jogador usará então a carta trocar, para levar a mistura de “água + sal” para o bico de Bunsen, onde após a utilização da carta separar irá obter sal por meio do processo de vaporização da água.

Sabotar: como nem tudo são flores no mundo concorrido das empresas químicas, é possível que um dos jogadores atrapalhe a obtenção dos produtos de seus concorrentes utilizando a carta sabotar. A carta sabotar só pode ser utilizada quando os jogadores rivais estão efetuando ações que demandem a saída de seus adversários da bancada. Estas ações são as que possuem a coloração vermelha nas explicações prévias. São elas Buscar Misturas junto a Industria (o jogador precisou ir até a indústria comprar mais matéria prima e acabou deixando sua bancada indefesa contra a ação dos adversários), Trocar (o jogador acaba deixando sua bancada a mercê dos adversários enquanto vai ao almoxarifado buscar um novo béquer ou mesmo ao ir descartar o produto obtido em uma primeira etapa da separação) e por fim a ação de Sabotar (foi atrapalhar o vizinho e acabou deixando sua própria bancada).

Lucas R. Testa, Daniela Jardim, Isabel Vercezi

Interesses relacionados