Você está na página 1de 2

O Hobbit

Joo Carlos Quesado e Azevedo


O Hobbit do ttulo original em Ingls The Hobbit, or there and back again, foi o
segundo livro publicado pelo escritor Ingls John Ronald Tolkien. Publicado em
1937, com ilustraes do prprio, este livro possui para alm das histrias que nos
conta, a sua prpria histria: Tolkien pegou num papel e enquanto sarrabiscava
coisas ao acaso, escreveu a frase: Num buraco do cho vivia um hobbit, que
viria a ser o ponto de partida do livro e de todas as histrias posteriores por si
criadas. Basicamente um livro que conta as aventuras do hobbit Bilbo Baggins,
que gosta da sua vida calma e pachorrenta e que de repente se v envolvido numa
aventura, com um grupo de anes para matar um drago e recuperar os seus
tesouros e reino.
Tolkien um autor que gosta de por muitos detalhes nas suas histrias e este livro no
foge regra. Vemos como Bilbo que a personagem central, comea por ser
acanhado e que no gosta nada de aventuras e torna-se cada vez mais corajoso,
sendo fundamental para que a aventura termine bem.
Ao contrrio do Bilbo, o autor fala-nos pouco do feiticeiro Gandalf e dos treze anes da
comitiva. Os anes no gostam muito do Bilbo, por acharem que ele no serve para
combater, exceto Gandalf, que ele que desde o incio incentiva o Bilbo a ir na aventura.
Os dilogos entre Bilbo e o drago Smaug so das partes mais complexas do livro.
Esto muito bem elaboradas, pois o drago retratado como um ser muito Inteligente,
que discursa muito bem e ao mesmo tempo um monstro feroz que aniquila tudo e
todos com o poder do seu fogo. sem dvida o melhor personagem e o mais bem
desenvolvido depois de Bilbo Baggins.
Finalmente no posso falar de O Hobbit sem dizer que nele que se inicia a trilogia do
Senhor dos Aneis. aqui que o Um Anel aparece, que o Gollum perde-o no jogo de
adivinhas com o Bilbo e como este o usa em seu proveito, guardando-o, para no livro O
senhor dos Aneis - A irmandade do Anel, ser a base da sua histria at ao final da
trilogia.
em suma um livro muito bem escrito, divertido num tom muito informal, que nos
faz querer ler sempre mais um pouco, at pela forma como o autor desenvolveu a
narrativa. Ao ler faz-nos parecer que tambm acompanhamos aquele grupo graas
ao narrador, que em vrios pontos dialoga diretamente connosco.
De toda a ao, ficamos com a moral da histria que apesar de tudo, mesmo o ser
mais fraco e insignificante pode ser fundamental para o sucesso do que quer que
seja e por isso temos que acreditar em valores como a amizade, companheirismo,
coragem e humildade. Dar valor aos outros e no julgarmos apenas pela aparncia,
ou por aquilo que julgamos ser verdade, sem conhecermos a fundo a realidade.

Classificao

Você também pode gostar