Você está na página 1de 205

Vara 8015-66,2014,4,01,3600

Protocolado em 20/05/2014

13402 - PROC ESP / CRIM LAV DINHEIRO Ob j eto 05 .20 .16. O O - CRIMES DE "LAVAGEW' OU OCULTAÇÃO DE BENS, DIREITOS OU VALORES (LEI 9.613/98) - CRIMES PREVISTOS NA LEGISLAÇÃO EXTRAVAGANTE - PENAL

8015-66.2014.4.01.3600

Autor

MINISTERIO PUBLICO FEDERAL

Reu

: EDER DE MORAES DIAS E OUTROS

Vara

: 5 a VARA FEDERAL DISTRIBUICAO POR DEPENDENCIA em

20/05/2014 PROCESSO PRINCIPAL: 64081820144013600

PODER JUDICIÁRIO

Em 20/05/2014

TERMO DE AUTUAÇÃO

Em Cuiabá,

20 de Maio de 2014 a seção de Classificação

e Distribuição

autua os documentos adiante, em conformidade:

Processo: 8015-66.2014.4.01.3600

folhas com

apensos na seguinte

Classe:

13402 - PROCEDIMENTO

ESPECIAL

/ CRIME DE LAVAGEM

DE DINHEIRO

Objeto:

CRIMES DE "LAVAGEM" 00 OCOLTAÇÃO

DE BENS, DIREITOS 00 VALORES

(LEI

9.613/98) - CRIMES PREVISTOS NA LEGISLAÇÃO EXTRAVAGANTE - PENAL

Vara:

5 a VARA FEDERAL

DISTRIBUICAO POR DEPENDENCIA EM 20/05/2014 ao processo nO

64081820144013600

NO Inquérito:

233/2014

Data Inquérito:

Origem Inquérito:

DPF CUIABA

Preso em Flagrante:

Não

Processo não encontrou prevenção.

PARTES:

AOTOR

MINISTERIO PUBLICO FEDERAL CNPJ :26.989.715/0050-90

REO

EDER DE MORAES DIAS CPF: 346.097.921-68

REU

LAURA TEREZA DA COSTA DIAS CPF: 427.884.711-49

REU

LUIS CARLOS CUZZIOL CPF: 032.927.338-80

REU

VIVALDO LOPES DIAS CPF: 109.543.841-72

Para constar,

lavro e assino o

presente

~~

SERVIDOR

SIGilOSO

1111111111111111111111111

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

MINISTÉRIO DA JUSTIÇ} DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

Vara 6408-182014.4.013600

INQUÉRITO POLICIAL

SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DE MATO GROSSO DELEGACIA DE COMBATE AOS CRIMES FINANCEIROS

IPL N° 0233/2014 TOMBO 20 1411111111~1~111111111111~IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII~iII11111111

INCIDÊNCIA PENAL: Art 1° da Lei 9.613/98

INDICIADOS:

AUTUAÇÃO

Ao(s) onze dia(s) do mês de abril do ano de dois mil e quatorze, nesta cidade de Cuiabá, mato WOSSO, em yartório, AUTUO a Portaria, a cópia do Ofício

OF/PR/MTf40 OFICIq-CRIMINAUN°

Preliminares 01 e 03{que adIante se segue(m), do que, para constar, lavro este

termo. Eu,

TAYANNE COELHO MANTÇ>VANELI, Escrivão de Polícia Federal o subscrevo.

1775/2014 e cópia dos Relatórios

I

,

,.lo

.

.

Processo: 6408-18.2014.4.01.3 Protocolada em L::J/U4/LU14

Classe

15601 - INQUÉRITO FOLICIAL

Objeto

05.20.16.00 - CRIMES DE "LAVAGEM" OU OCULTAÇÃO DE

BENS, DIREITOS OU VALORES (LEI 9.613/98) - CRIMES PREVISTOS

NA LEGISLAÇÃO EXTRAVAGANTE - PENAL

Autor

JUSTICA PUBLICA

Indcdo

SIGILOSO

Vara

5 a VARA FEDERAL DISTRIBUICAO MANUAL em 25/04/2014

ETIQUETA JUSTIÇA

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

" PROCURADORIA DAREPÚBUCA EM MATO GROSSO

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DA 5ª VARA DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DE MATO GROSSO

.

.

IPL nº 6408~18:2014.4.01.3600

.Originá do do desmembramento do IPL 182/2012.

(7660-27.201204.01.3600)

SIGILOSO

11111111

11111111

Vara 8015-66.2014.4.01.3600

'-.

111

Cbá,

28 A6.R 2014

.'

O .MINISTÉRIO PÚBUCOFEDERAL, pormeiõ das Procuradoras

'da República que esta subscrev~m, no uso de suas a~ibuições legais,coIll fulcro nos art. 129,

inciso I, d.a Constituição da República. e art. "24, do Código' de Processo Pe~lal, baseado

fatos ,extraídos do inqu~rito policial indicado em epígrafe~ vem, perante Vossa Excelência,

nos

"

.',

oferecer -.

-'~"-~~---~--D~EN~"'.--Ú-N-C-Ú\--.-~~,'-~

' •.

, em-desfavor de:

EDER DE MORAES DIAS, brasileiro, casado, Presidente do Mixt ü

,Esporte Clube; inscrito no' CPF nº 346:097.921-68, residente e

J

domiciliado na Alameda Aroeira, quadra 11, lote 05, casa 04,

-

,

. Condomínio Florais dos La~os, Cuiabá/MT;

.

(

-

LAURA TEREZA DA COSTA DIAS, brasil~ira, casada, autônoma,

portadora do RG nº 05846510 SSP/MT, inscrita no CPF nº 427.884.711-

Rua Estevão de Mendonça, 8~0 - bairro Quilombo - Ed Green Towl2r

,

C\üabá - MT - CEP: 78043-405. - Fone (65) 3612-5.000 - Fax (65) 3612-5.005.

I

"

.'

'.

MINISTÉRIO PÚBLICO ,FEDERAL;

.

PROCURADORIA DA REPÚBlICA EM MATO GROSSO

-. --~--

.

--

--------------------------

.

49, filha de Renato Simiãó da Costa e Advair Almeida da Costa,

\'

I

nascida em 09/02/1970, residente e domiciliada na Alameda Aroeira,

quadra

11, lote 05( 'casa 04, Condomínio

Florais dos Lagos,.

Cuiabá/MT, !elefone 65 9934-4820;'

VIVALDO LOPES' DIAS, brasileiro, funcionário público e

empresário, ~ecretário-Adjuntq da Secretaria de Estado de Fazenda

.

de Mato Grosso,' inscrito no CPF 109.543.841.72, proprietário da

'

/

empresa BRISA CONSULTORIA E ASSESSORIA,' CNP}

07.747.075/0001-80; localizada na' Avenida Historlad'orRubens de

Mendonça, 1836, sala

508, 'E'difício W~rk Center, Bosque da S~úde,

- Cuiabá/MT, re~idente na Rua C, n'º 22, Edifício Matisse; apto. 1401,

\

.

.1

,

\

. .Bai~f(?Consil, Cuia~á/MT

"

LUIZ CARLOS. CUZZIOL, brasi.léiro, Gerente Bancário, mscrito no \ .

na Avenida Senador

Filint~ Muller, nº 2075, apto. 501, Bairro Quiló~bo, Cuiabá/MT; pelos

•.

.

\,

CPF nº 032.927.338~80, re~idente e domiciliado

.1

m~tivosdefato;e de direito a seguir expostos.

Tramita perqnte esta 5ª Vara Federal' da Seção Judiciária de Mato Grosso 'o

. presente IPL nº 182/2012 (7660-27.2012.4.01.3600) que apura os delitos de crimes contra. o

-

'l.

"

.

. Sistema Financeiro (art. 16, da Leipº 7492) e Lavagem ~eDinheiro (art,lº; da Lei nº 9613),

incluindo o crime previsto no artigo 288, dó Código Penal .

(

.

O ín'quérito policial indicado demonstra que as empresas:Globo Foment<;>Ltda

.'

. Rua Esteyão de Mendonça, 830 - bairro Quilombo.

Ed Green To~~

Cuiapá . MT - CEPo 78043-405 - Fone (65) 3612-5000 - Fax (65) 361 . 005

2

.'

i

I'

"

, " MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

PROCURADORIA DA REPÚBLICÀ EMMATOGRpSSO

,_~

_

" ,k,CQmer~ialAmazôma de Petróleo Ltda; além de seus sÓcIos'ede empresas relaCionildas com

"estas,. estão a realizar atividad'e~ privativ~s ,de u;stituição financeira, sem autotização' do

Banco Central do Brasil, bem comoau.xiliar. terceiros crimmosos a ocultar e dissimular a

natill"eza de recursos proveniertes de'atividades tliCitas,' fatos queconfiguràm, em tese,

.'

,

,.

-

.

"

-

.

crimes contra o Sistema Financeiro Naci!Jnal, de Lavagem de Ativos e de quadrill;1a (artigos

16 da Lei riº 7.492/86"artigo 1º, iTICisosV, VIe VII da Lei nº9.61~/98e288 do Código Penal).

Nesta investigação, IPL nº 182/2012 (7660-27.2012.4.01.3600),preliminarmente,

'

--'

.

.

.

,

. foram realiza~as as segu~tes diligênCias e .apontamelltos:

"

a) R~latório das pessoas que integram o grupo investigado Globo Fomento

Mercantil , e ComerCial Amazônia fetróleo (fi. 08/18).

.'

\

.As pessoas ,físicas são: -Gértio MarcelinoMendonçá,

\

'

Cláudio Fernando

Mendonça, Gércio,. MarcelÍno Mendonçá J~iorl Rom Hemique

Sebastião Barros. Com, exceção do último, os demais possuem a seguinte re!açãode

Mendonça e .Romildo

, parentesco.

,

.-

. - Pai: GerCio MarcelinoMendonça

-Filhos: Cláudio Fernando Mendonça, Gétcio Marcelino Mendonça JUIÚor'e

.

.'

,

.

Roni Henrique Mendonça

,Já as p~s~oas jui-ídicas ligadas ao grupo de. empresa~ são: Globo F~mento.

.•••

.

.

.•

I,

~.

Ltda, Treze Administradora de Bens Ltda, GM Comércio de Tiritas Ltda EP1', GR Fomento

Mercantil Ltda ME e Comercial Amazôma de Petróleo (detrntorá' de "lI postos de

combustlveis).

. ~. I

L

.

\

b) Deélaração de imposto de renda de A yr Marcelino de Mendonça fi!. 33/45),

irmão 'de GerCio Matcelino Mendonçfl e tio do prinCipal investigado, Cerdo Marcelino '

Mendonça JUIÚ~r.

,

Rua Estevão de Mendonça, 830 - bairro Quilombo

'

- Ed Green Tower

I

Cuiabá -MT - CEP: 7.8043-405 - Fone (65) 3612~5000 - Fax (65) 3612-50

l

3

/

"

i

.

"

.

,

I'

MINISTÉRIO PUBLICO FEDERAL

PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM MATO GRQSSO

c) Relatório

de futeligênciaPolidal-.RlP nº 004/2013 (fI. 68/99), que r~alizou

/.

- análise fiscal'qas seguintes pessoas ?sicas:

.

-, Ayr Marcelino de Mef\donça: Na' déclaração . do imposto de renda 'não

.' .

. constam rendimentos declarados entre os anos de 2007 a ,201~, tendo como única

,

" propriedade uma residência na cidade de. Frutal/MG: 'Entretanto, na' declaraçã~ de

movimentação imobiliária constam imóveis adquiridos-e alienados 'nacid~de de V árz~a .

Grande/MT (01 apartamento no Ed. Maktub, 01 apartamento' e 02 vagas dê garagem no Ed. . Ca,ravelas e 01 apartamento no Ed. Cidade Várzea Grande)i

~ Cláudio Fernando' Men~onça: chama atenção a elevflção patriIl1onial~do

.

",/

,

'.

f

_

'

:'

)

investigado, ~ez que entre os anos de, 2006 a 2001, obteve um crescnnehto de rendimento em

.

,

.

-~

."

tomo ,de 500%, ou seja em cinco anos.a elevação pqtrimonial foi de R$860.943,34 paraR$

4.332.847,12;

.

r

\

.

'- 'Gercio Marcelino Mendonça Junior: a movimentação' financeira foi

.

\

"

'

inc9mpatível com seus rendinlentos, em especial entré os anos d~ 2004 a "2006.Logo, em

"

seguida;E;m 21/08/2007, Gerson M.arcelino Mendonça: Junior realiza a abertu;a da empresa

Comercial ~mazônia de Petróleo com 11 postos de combustiveis emCuiabá/MT

Destaque-se que após a demmcia9-e fravde/'na licitação da Comercial

Amazônia de Petróleó.com a Assembléia Legislativa de' Matq Grosso; ocorrida em 2010, a

moviÍnentação financeira deste inv~stigado passa a sercompatívél com seu rendiIl1ento

declarado

""'

"

"

-

~ Rogério Mendes Guerra: em 2007 passou a trabalhar na CÚillt'rcialAmazônia

.

,

.

de Petróleo, realizando movimentação financeira de mais de R$ 1.500.000,00,' valor'

,

.

.

i

"

,',

 

'

'

 

.

.

/

incompatível com 'seus rendimentos.' Há irÍdícios de que Rogério tenha, utilizado sua contâ

para movimentação de terceiros" já que não 'teria condições' de .j~stificar tamanha

~ovimentação em sua~onta corre~te.

\

- Râni Henrique. Mendonça: de acordo com as informaçôesdescritas pela

Rua Estevão de Mendonça, 830 - bairro Quilombo - Ed Green T

Cuiabá - MT - CEP: 78043-405 - Fone (6!5)36i2-5000 - Fax (65):3 2-5005

4

.

,

l'

. \

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL ~

PROCURADORIA DA REPÚBLICÁ EM MATO GROSSQ

Receita Federal,

,

,

~ .'

----~~~~

em 2006, RQNI não possuía b~ns dedaradõs, já em 2011; seus berls e direitos"

chegaram a' R$

485.000,00. Infere-se que seus rendim,entos liquidos entre . 2006 a }012 não

.

"

. justificam seu patrimônio atuàl. '

"

,

- Vivian~ Aparecida da Costa: casada com Claudio Fernando Mendonça e

suas moviméntações financeiras entre os anos de 2009 il2010.estão inc,ompatíveis com seus

rendimentos.

.

.

.

'''''.

,

-

\

.

-

.

.

.

.

- Globo Fomento Ltda EPP: a n:oviméntação financeira foi bem superior ao

 

'

,

.

.

.

.

'.

r.

-

,.

-.

.

seu hlcró líquido e de seu capital'entre 2004 a 2010, em,especial no ano de 2008. A empresa

não pi:>ssui.irrióveisem seu nome, apenas um veículo em 2009"ava~iado em R$ 1O.000,OQ.

São veementes os indíci"a,de que a Globo Fomento tenh~ sido utilizadas p~r

\

',

~'"

I

'

. Ge?cio Marcelino Ménd?nça Junior, na lavagem de ativos da empresa Amaz.ônia Petróleo

, ~ Comercial Amazônia de Petróleo: nome, fantasia Po;to Amazônia, com 09

.'.

('.

,

4'

"".

_

'

filiais distriblúdos na cidade de Cuiabá/MT. A evolução patrimonial da empresa é atípica

.

, para um curto espaço de tempo.

.

-.",.-

.

.

'

J'

Ao final, apontou-se como, conélusão técnica: "podemos, inferir que a far:iíl-ia de

Gercio Marcelino Mendonça, sempre. possui uma empres,a d(?factoring ativa em seú~ nomes e que nem

.

.'

.'.

-

.,;

.'

'\

"

4

sempre suas déclarações.à Receita Federal condizem com areal situação da empresa.' Outro fato

relevante é .o' injustificado crescimento econômico t;lafamília, .

cOm á aquisição de imó'liCÍs e ,abertura da .

".

. ~

~

. empre$a COMERCIAL AMAZÔNIA DE PETRÓLEO LTDA. Diante dq e~po5to, sugiro uma

análise cfas movimentações bancárias dqs pesseas jurídicas é fisicas apresentadas, através do sistema

'.

.

\ -~

.

;

, ,

,

"

',"',

'

.

SIMBA, durante o perío~o analisado, principalmente nos anos, em que a movitn'entação financeira não

condiz com a capacida~e econômica, com o intuito de verificar.' o rastreamento dos valores

movimentados com,à fim de configurara

lavagem

de dinheir~'; - fi. 99.

/

4

d) Levant~mento das pessoas

físicas e jurídicas.- fuformação 1099/2013 (fi.

, 128/).42): Antonio João Biga; Claudio Fernando Mendonça, Gercio MarceJino Mendonça, .' .•

.

~.\

~

~

'"

.

.

Rua Estevão de Mendonça, 830 - bairto Quilombo - Ed Green To Cuiabá - MT - CEP: 78043-405 - Fone (65)'3612-5000,- Fax (65) 36 -5005

5

>

/

.

,

,

J

1

I

,

,

. MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL.

PROCURADORIA. DA REPÚBLICA EM MATO GROSSQ'

Gercio Mal'celino Mendonça Junior, Rogerio Mendes Guerra, Roni Henrique Mendonça,

• Comercial' Amazônia de Petróleo, G R Fomento Merca~til Ltda, G M Assessoria e

Construção Civil Ltda e Treze Administradora de Bens Ltda.

,

-as empresas G M Assessoria e Construção Civil Ltcla e C R Fomento -

operando no, mesmo terreno, na parte dos

. 'Mercantil Ltda, apesar da reforma, continuam

1

.

••

fundos.

Com espeque nestes' levantamentos~ ~m conjunto, com os ,dados apontados na '

I

quebra de sigilo bancário por meio da Utilização do si~tema SIMBA, no dia 12/11/2013 foram

cumpridos 98 primeiros mandados d~busca ~ apreensão (autos nº 150.64-952013.4.01.360Ó-

,

'

.

5ª Vara da SJ/MT), '

'

,

Na ocasião, foi apreendida, entre. outros, uma grande quantidade de'

documentos e dispositivos de informáticél nas sedes délSempresas Comercial Amazônia de

1

I

/

'Petróleo Ltdá, Treze Administrad~ra de' Bens/Globo Fomento Ltda, GR Fomento Mercàntil e

'ainda nas' residências das pessoas físic,élSreladonadas 'p tais empresas, especialmente

GEi~CIO MARCELINO' MENDONÇA JUNIOR, - principal investigado,' comandanté e

.

.

artiCliládor do esquema é operação - . clandestina de . instituição financeira e l~vagem de

,

,.

.

dinheiro - seu pai" GERCIO MARCELINO . - MENDONÇA, . seus irmãos, 'CLAUDIO

FERNANDO MENDONÇA e RONI HENRIQUE MENDONÇA, e outrps associ~dos.

~

"

~

.

, Na . sequência,em 17/01/2014, foi apreendido o automóvel Ferrari de.

propriedade de Gercio Marcelino Mendon.ça 'Jlínior, por demónstrar nitida ocultação de

.

.'

\

.

.

,

.

.

produto de crime, vez que estava. r~gisfrado em nome da pesso.a j~rídica Cbn;erciaI

.

\

Amazônia de Petróleo, na cidade de São Paulo (autos nº 15064-95.2013.4.01.3600 - 5ª Vara ,da

SJ/MT).

de

documentos e informações, C}>mplexidade dos 'feitos sob aprtração e necessidade de , cruzarn~nto com a vasta malha ,de informações bancárias pbtidas com autorizaçã.o Judicial, a

'.

~

Mesmo com . a inyestigação em curso, diante da grande' quantidade

'. Rua Estevão de Mendo;"ça, 830 - bairro Quilombo - Ed Green Tower Cuiabá - MT - CEP: 78043-405 - Fone (65) 3612-5000 - Fax (65) 3612-5 5

.'

,

,

6 .

j'

:

-

I

."

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

-------

'.

'PROCURADORIA DAREPúBucAEM

---~--------

MATO GROSSO

.

.

'.

\

-

\

'

análise do material, naturalmente, ainda"se encontra em andamento. No entanto, na ine~da ~m que a u.-;vestigaçao'vai se aprofuIld~ndo, s~rgem

\

~

"

'.

.

I

'

'elementos probatórios contundentes que reforçam a prática dJs ilícitos sob investigaç~p. Coqstata-se pelos relatórios nº 01 a 04, juntados na medida cautelar de busca ,e

apreensão nº 1972-16.2014.4.01.3600,elaborados Pela P~lfcia Fed~ra1,'que da anáÍise sUlllária'

\,

de documentos apreendidos na sede da empresa Comercial Amazonia de Petróleo Ltda, e

'.

.

~.

-.,

'

"

cruzamentos feitos com outras inf9rmações- ora constahtes dos autos, ora obtidas E;mfontes abertas ou bancos de dados, confirmam-se os indícios dos crimes ora apurados. " , Ademais" enseja no contexto o. levantamento de novos 'elementos' de

informação, porquanto. com o 'ávanço das investigaçõesforain carreados aos autos cujas características permitem a visão da atuação ,do' grupo s~b uma nova verspectiva, ainda que

no mesmo contexto da provável ocorrência capitais:

de 'cr'imes contra o. SFN ede branqueamento de

CorroQora o fato de que, especialmeilie' diante de "varias transações

identificadas nos extratos 'de,movimentação bancária ,dos investigados, '0 grupo inves,tigado

tem se dedicado a operar instituição financeira ilegal,' utilizando a fachada de factoringi' e ,outras empresas (posto de gasolina, loja de tintas,etc.):

,

,

Além dos diversos indícios, que já se encontram documentados nos autos,

, diligências realizadél'S após á deflagração da operação confirmaram a operação -ilegal de

de

Petróleo um yxemplo emblemático da prática de tais 'crimes. -, Para" tanto, "basta anaÍisar o termo de depoimento prestado por José Haroldo . Ribeiro (fl.257/258), no bojo. da cautelar antecIpada de prova (audiênciareali:.iada em dezembro/2013h que ratifica '0 pn~stéldôperante a Polícia Federal. Vejamos o p~imeiro . depoimento prestado perante a PF:

,

\

'

institui~ão. financeira, ~endo ó caso da aquisição. da ;ede de po~t~s Comercial Santa Rita

~.

.

",

-

-.

.

'"

.

I

'

I

.

\

-

"(

) QUE em razão dos problemas financeiros, o depoente não tinhaêomo

/

Rua Estevão de Mendonça, 830 - báirro Quilombo - Ed Gn~en To .

Cuiabá- MT - CEP: 78043-405 - Fone (65) 36').2-5000- Fax (65)3 2~500!'1

,

7'

\

\

,

. '

f

,

j,

"

\

,

'

,MINISTÉRW,PÚBLICO FEDERAL-

PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM MATO GROSSO

pagaras cohtas regulares da empresa, bem como os financiamentos da frota.

',d~ veí~ulos f;, por issO, tev~ q~e captar re~sos mediante empréstimos na

, praçada Cuiab,á;'QUE fOI apresentado ao Gércip Marcelinot\tlendonça Júnior

por sua ex-esposa, Karina;e GÉRCIO lhe ofereceu um "linha de. crédito"; QUE

, '

,

"I

'

1

. mais ou' menos n~ mesma época, co~eceu Sérgio' Leonardo ,Clmpos Braga,

que' erammto amigo' de' GÉRCIO; QUE GÉRCIO rer,resentava, a GLOBO

"

.

FOMENTO e o Sérgio Leonardo, a MÁ)([MO FOMENTO; QUE os valores

tomados em empréstimo perante a'MÁXIMO FOMENTO eram um pouco

.

Y.'

menores em relação aos empréstimos tomados perante a GLOBO; QUE tomou

.

.

.

V?rios empréstimos da GLOBO FOMENTO; QUE os empréstimos eram-

tomados para a Santa Rita e .er'am exigidos, emgaran~a~ che<J,uesda própria

Santa Rita; no valor do empréstimos; QUE ~ram cheques da pessoa jurídica

Santa 'Rita assinados pelo depoente; QUE esses cl:eques eram ,gárantii:ls Aos

, empréstimos ,e rião se, tratava ,de at~vidade de fomento; QUE esses

e~pr~stimos começaram em 2006, em tazãod? colapso financeiro,eTIfrentado /

pela Sa~taRita;QUE os empréstimos eramfeitosmedjante transferências dá

GL0BOpara a Santa Rita' ou mediante cheques' en:utidos pela GLOBO

,'FOMENTO; QUE os pagamentos do~ eni.préstimos'er~ f~itospe.16s cheques'

,

,

.

,

"

dados pelo depoente emgar,antia; QUE em alguns caseis; quando não tinha

como pagar o valor do cheque dâdo 'em garantia, eritia 'OUITOcheq~e, que era

trocado pelo'primeiro, já com a atuaÍização dos juros embutida; QUE eram

.

.

I"

-.

,

cobrados.juros de 6%, às vezes 7%; .QUE os prazos de pagamen,to eram.

,

.'

"

norma1rr).entecurtos, ~e 20(vinte) dias ou até30 (trmta) dias; QUE quando não

.

.

conseguia atender esses prazos, tinha que fa~er a troca dos,cheques dados em

garantia, .preenchendo novo cheque 'com~s

juros atualizados; QUE além' das

-

.

.

,,'

.

.

,

.

.

.

(

\

.

negociações com .GERCIO MARCELINO MENDONÇA JUNIOR, às vezes os

Rua Estevãó de Mendonça, 8,~O- bairro Quilom~o c EdGreen Tow Cui,", . MT . CEP, 78043"",5 • F"n; .(") 3612.5000 • F~. (6~ 3 c

'::"

"

. -I

••

,

MINISTERIO PUBLICO FEDERAL

PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM MATO GROSSO

empréstimo.s eram nego.ciado.s entre o. financeiro., da Santa, Rita co.m ó

. financeiro da GLOBO; QUE o.S cheques emitido.s pela Santa Rita entregues à

GLOBO FOMENTO fo.ram to.do.s co.m. o. fim .depagar o.S e~préstimo.s, pois

.'

,

I

.

nUnca teve nenhuma relÇl.ção.co.mercial co.m a: GLOBO; nem 'éo.m GERCIO,'

nunca co.mprou, pois,' nada de~es; QUEo.s, empréstimo.~ tomado.s perante 'a

MÁxiMO FOMENTO seguiam a mesma linha do.s to.mado.s perante a GLOBO,

"

"

I

isto é, o.S empréstimo.s eram to.mado.s, pela Santa Rita e eram' garantido.s'

.,

mediante cheques ,da Santa Rita, cóm'juros similares; QUE as nego.ciações era

,

,

feitas 'co.m Sérgio. l;eo.nardo. Óup-po.s Braga; QUE tanto. SERGIO, quanto.'

,.

-;

.

."'

. -

>.

'GERCIO andavamaco.mpanhado.s

~.'

~

\,.

por pessoas que,e1.es não. diziam quem

eram, e qt"Ie, parecíam seguranças, mas o. depo.ente. nunca f~i ameaçaçlo. por

nenhum ,deles; QUE' fo.i

com fim de .tentar

-

.

pe~ando. o.s ' emprés~o.s

.

restabelec~ràenipresa, mas nã~ fo.i po.ssíveÍe a Santa Rita fo.i ficando. cada. vez

,

.

mais endividada' com a GLOBO FOMENTO, rum ban~o.s e, também, em

I'

_

/

. menor propo.rção., 'co.m a MAXIMO FOMENTO;' qUE exibida cópia ,do.

instrumento. particular de co.nfissão. de dívidà, cessão.' de crédito.s' e o.utras

avenças reConhece como o. do.cumento. que co.nso.lida o.S valores devido.s,em

razão. do.s etrtpréstimós,às duas facto.rings, GLOBO FOMENTO e 'MÁXIMO

.'

'\

",

'

"

-,

,

".'

/,

'

FOMENTO, confo.rme' co.nfessado. no. próprio. dbcumento., to.talizando.,

respectivarriente ,o.svalo.res,deR$ 3.166.552,45 (três milhões, cento. e ~essenta e

'seis mil, quinhento.s e cinqüerifa fi do.is 'reais e quarent<j. e cinco. centavo.s),'

devido.s à GLOBO, e R$ 2.327.327,29 ('do.ismilhões, trezento.s e vinte e sete mil,

'.

./.'

••.••

'I

,

:

trezento.s e vinte e sete re~ise vinte e'no.ve centavo.s), devido.s à MAXIMO'

FOMENTO; QUE não se reco.rda da ,no.ta promissória' emitida em 16/04/2007

,/.

.

'.

~.'

I

1

.

~

.

~

'

.

no. vaio.r de ~$ R$ 1.665.763,85 (um milhão., seisçento.s e sessenta e cinCo. mil,

~etecento.s e sessenta e três r,eais e o.itenta e 'Cinco. centavos); , QUE mas,

Rua Estevão de Mendonça, 830 -bairro Quilombo'- Ed Gr~e; Tow

Cuiabá - MT. CEP: 78043-4Q5 . ' Fone (65) ~, 3612-5000 - Fax (65) 36 -5005

.

9

/

MINISTÉRIO

PÚBLICO FEDERAL

PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM MATO GRQSSO

recanhece sua assina~rae a das,euf~a,

~OSÉ GUILHERME FONSECA DIAS

RIBEIRO,icoma avalista e cam certeza, sé fai emitida, era parqu~ erà garantiá

. de empréstima; QUE essa dívida canféssada, fai paga mediante a entrega da

fundo de comércia das 10 (dez) pastas da Santa Rita, e êsse pagamenta

faÍ

. ,formalizadó pela cantrato de. compra e venq.ade funda de 'comércia, datada

"

I

de 21/08/2007, cUja cópia a depaente apresenta à autaridade póliciál nesse

mamenta~ que na verdéi~ nãaéumàcamp~a e venda, m<is a daç,ãa da fundó de camércia I (das pastas) e~ pag~menta 'dás 'dívidas .decarrentes das empréstimas tamadas, â' qual faidada ona~e' de "campra:e venda"; QUE

"

"inclusive, nãahá a entrada dos vaIares ali declaragas i.1p caixa da empresa

Se:mtaRita, apenas fai .dado. a named.e :'cmnpra e ve~da" ao negóci? que na .

-

,

.

~

.

 

.

verdade é a

pagátílenta da dívida perante as. duas lactorings; QUE a

I.

 

.

.

.

,

COMERCIAL AMAZONIA. DE PETRÓLEO fai :canstituída justamente para

"

.

'.

.

.

-

.

assúm~" as negócios da Santa Rita, e, inclusive, GERÇIO JUNIOR usau a réizãp

•.

. ~ .

saciál da Santa Rita por urrí tempa, mas nãase re~ordà bem por quanto tempa;' QUE (, Sérgia Leonarda, da MÁXIMO FOMENTO, provavelmente também fai

,"

.

.

.

"'"

,'.

"

.

.

~

.

.'.

beneficiada. cam a negócia, que -er~ ~'das de dares; QUE depois' daquela.' ~paca, nunca mais exerceu atividade na rama de pastc?s de cambustíveis; QUE , desde então, uma Ivei paga a dívida, nunca mais falau' cam GÉRCIO •

'.

.

.

.

f

. MARCELINO . MENDONÇA JUNIOR .ou camSERGIO. LEONARDO

,

CAMPOS BRAGA e nem fai pracurada par eles;(

I

.'

.,

)" (grifa nosso).

_

.

.1

Cumpre destacar a~tra elementa fática produzido no baja do IPL nº 182/2012. que sãaos vári;s indícias da acarrê~ci~ de lavagem de ativas que bratatn da investigaçãa, â exempla das dive~sas traI1$ações atípicas já destacadas em representaçãa anteriar, cama a casa apresentada em. relação aa' çidadão,.de', A YR MARCILINO DE MENDONÇA (fI. 281/286), tjódoinvestig~do Gercia M~tcelina Mend~nçaJunjor.

.

4

.

-

.

,

Ed Green Towet

Cuiabá - MT - CEP: 78043-405 - Fone (65) 3612-50QO - Fax (65) 3612705

Rua Estevão de Mendonça! 830 . bairro Quilombo'-

,

'

10

~.

.1

"

I

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

PROCURADORI~ DA REPÚBLICA EM MATO GROSSO

No ?ojo da representação de 'busca e apreensão nº 1'972-16.2014.4.01.3600,o

Delegado de Polícia Federal concatena aS provas demonstrando çabalmente que: "casos

.

indiCativos de tal prátic~ são bem repres~ritados 'pela aquisição de'imóveis em nome d~ A YR

'~ARCILINO DE N!.ENDONÇA,pelas diversas operações de saque em eSl?éciemediante o

uso de cheques/titulos'ao portador, epel~aquisição do veículo Ferrari~em nome do~osto de

.

,

combustlvel. A e~se respeito dessas operações, remetemos Vossa Excelência ao Anexo I desta

.

.

representação, onde são de,talhados ev~ntos que constituem tipologias. clássicas de lavagem,

de dinheiro, . quais sejam: a) uso de n~me de terceiro; b) m,ovimentaçãó de altas somas de

)'

recursos em espécie; c) ocultação/dissimulação

,

~.

de propriedade e localízação de bem".

.

~.

'Todas ás informações estão claramente descritas nos An~xos le II juÍüadosna

L

,,'

medida cautelar de busca e apree~são nº 1972-16.2014:4.01.3600. ,

.'

.

,

,

~

E mais, diante da, grançle quantidade de' documentos e Informações

\

apreendidos nas buscás realizadas em 12/11/2013,.para fins de otimização àa investigação,

àptou-se por iniciar a anális~ dos dOcumentos aRreendidos nas buscas em relação ao

material apreendido ná sede,da Comercial Amazônia de Petróleo~

,

O fundamento da técnica revesfe-se no, fato de que o maior volume. de

documentos apreendidos 'foi no lpcal apontado; a Cordercial Amazônia Petróleo era utilizada

-

.

.•

para confusão patrimônio' de recursos lítitos ,e ilícitos, bem como é pnde, se concentra as,

maiores 0pcJ;ações de ,transferência. de recursos e, por fipl, neces~idade de análise de

documentos para comprovar que a Comercial Amazônia de Petróleo sucedeu a Globo

Fomento na atividade de operação'clandestina de instituição financeira.

.'

,Neste sentido, I e 19í02/2014, foram cumpridos 23 m,andados de buscas e

apreensão nos seguintes alvOs (1972-16.2014.4.01.3600.-SOVara SJ/MT): Residência de EDER, .

DE MORAES DIAS; , Escritório EDER DE MORAES DIAS; BRISA CONSULTORIA E

ASSESSORIA; Residênciá. de SERGIO LEONARDO CAMPOS BRAGA; SEC

DISTRIBUIDORA DE COMBUSTÍVEIS LIDA; E,esidência de FERNANDO MENDONÇA

,

ç'.

,

.

.

,

/

Rua Estevãode Mendonça, 830', bairro Quilombo c.Ed Greo/l Tower

Cuiabá ~ MT, CEP: 78043-405 - Fone (65) 3612-5000, Fax (65) 3612-5005

11

. ,

,/

.i

' -

'.

.

,

'

-,

",

,

.

, MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM MATO GROSSO
~------------------~-~----------------- J

,

"

FRANÇA; _VALE. FORMOSO' DISTRIBUIÇÃO LIDA; CONFIANÇAP kRTICIP AÇÕES

,

,

EMPRESARIAIS;'F L P ARTICIPAÇOES EMPRÉSARIAIS; CONCREMJ}X --CONCRETO

.

.

ENGENHARIA E SANEAMENTO LIDA; Residencia de JORGE' ANTONIO PIRES DE

E

,

MIRANDA; ,TODESCHINI: 'CONSTRUÇÕES E TERRAPLANJ\GEM; CONSTIL

CONSTl<.UÇÕESE TE1~PLANAGEM; COHABITA CÓNSTRUÇÓES; Residência de EDER

MARCOS D'AGOSTiM; REAL ADMI~ISiRADÓRA DE BENS (D & D FOME;NTO.

, MERCANTIL); USINA SANTA.HELENA DÉ AÇUCAR E ALCOOL; USINA PANTANAL .

.

'

"

.

DE AÇUCAR .E ALCOOL;' USI~AJACIARA S/A; DESTILARIA DE ALCOOL LIBRA;

'PIRAN -- SOCIEDADE, DE 'FOMEr~JT(j MERCANTIL; - PIRAN PARTICIPAÇÕES E,

INVESTIMENTOS LIDA e Résidencia de VALDIR AGOSTINHO PIRAN.

O fundamento fático e probatório apresentados e)'ri juizo encontram~se

demonstrados, no autos nº 1972-16.2014.4.01.3600 - 5ª Vara SJ/MT, bem como nos relatórios

de análise de nº 02 a 07; colacionados no bojo desta cautelar.

Encerrado o cumprimento da. busca e apree~são, tomou-se termos de

.

"-

.

,.

.

declaração do investigado Gercio MarcelinoMendonça Junior, com fundamento na, Notícia.

.

'

de Fato nº L20.0g0.000360/2014-77 '- SIGILOSA, juntados no IPLnesta oportunidade.

Neste ponto da llwestigação, diante dos documentos e materiais apreendidos,

análisé fisca).e bancária, bem como oitivas reaJ,izàda's, o Ministério Público Federàl realizou

" term() de colaboração com o investigado Gercio Marcelino Mendonça Junior,

,

'

I

"

,

"Mediante a análise do termo de declaração prestado por Cercio Mar~elino . Mendonca Jtmior com os _dQcumentos.,apreendidos, nilatóri~s produzidos, verificamos

elementos indicativos da prática de crimes por autoridade com prerrogativà de foro

constitucional, .o que gerou o deslocamento desta investigação áo' Procurador-Geral

República para análise e propositura de desmembramento perànte o STF.

'

.'

'-

~

.

.

da _

,

.

", Desmembrada a investigação, os autos retomaram para continuidade da

.investigação em relação aos suspeitos que não possuem foro por prerrogativa de função, e

/

• Rua Estevãb de Mendonça, 830 - bairro Quilombo - Ed Green Tower Cuiàbá - MT - CEP: 78043-405 - Fone (65) 3612-5000 - Fax (65) 3612-5095

12

i'

•.

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM MATO 'GltOSSO

"

'

realiz~u-se o des~embrarnento em' o)ltras investigaçõ~s,' entre 'elas parte. dos' delitos

. , . ,- .'
.
,
.
,-
.'

praticados por Eder,de Mo~aes Dias ~ demais denunciados nestà peça, 'vez que a autoria e

materialidade encontram-se provadas no tocante aos fatos apontados'.

lU - O SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL E A SUA PRO;rEçÃO' - DO

TRATAMENTO CONSTITUCIONAL E INFRACONSTITUCIONAL DA.MATÉRIA

\

.'.

.

"QUE não foi dado nenhum titulo de crédito como forma de garantia do

.

a conta cOJ'1'e~tedo Governo por'meio de EDERMORAES"- Gércio Marcelino Mendonç~Júníor,día ~5/02/2014, sublh-thamo~

I

'

.' A Constituição da República, em seu artigo lO?,. inciso VI, dispõe

expressament~ que compete aos Juízes Féderais'processal' e julgar o!, crimes

o sistema finan-ceiro e a ordem econômico-financeira,

,

I

contra,

,

,

Com efeito, dada sua televâÍlda. aos interesses nacionais, o preceito

.

I'

c~nstituciôna1 acima .referido estab~lece cornq ~ritério de aferição' da' competência o

fato dt> crime atentar ou não contra a higidez e regularidade do Sistema Financeiro

.

.

J

Nacional, o qual é, por sua vez,coristitucionalmente "estrutu~ado de forma a promover

'0 desenvolvimento equlzibrado do País e servir aos interesses :da coleÚvidacle,~m todas as

partes que o compõem" (art. 192da CF/88).

",

Rua'Estevã~ de Mendonça, 830 - bairro Quilombo - Ed Green Tower

~ Cuiabá-MT - CEP: 78043-405 - Fone (65) 3612-5000 - Fax (65) 3612-500

13

!

\

,/

"

I

MINÚJTÉIUO PÚBLICO FEDERAL

.' 'PROCURADORIA DA REP;úBuCA EM MA tO-GROSSO

.

to

",

:.1

;

"

I"

~'

,

,"

_

'

_

Nesse sentido, o Banco Central, do BrasilcCinceitua oSistema Fin.anceiro

como sendO oI/conjunto de instituições financeiras e instrumentos financeiros' que visam transfe;ir recursos dos 'agente~ econômicos (pessoas, empresas, gover!10) superilVitario$ pata os deficitários" f "

Tecnicamen.te, O Sistema Financeiro' Nacional é composto por dois,

, subsistemas a saber, o Subsistema de Supervisão é o S~bsistema Cooperativo, sendo

-

I

-

.

.

I

'.

que o prim~iro sere5p0nsabiliza por definir as r~gras de transferência de recursos de, uma: parte (superavitária~ a, outra, (d~ficitária),' e o segu~dà toma possível

~

. -,

(operacionaliza) as transferências dos recursos,

Ao que nos interessa, relativaménte ao S~ubsistema Cooperativo, dentre

/

,outros participantes deste subgrupo, témos a figura das Instituições Financeiras as quais são conceituadas, para fins penais, pela Lei'n.º 7,492iS6 como sendo; "Art. 1º Considera-se in~titUição finaPceira, para efeito desta lei, a '

.

.

.

.

".

-

)

.

pessóa ,jurídica de direito' público ou' privado, que tenha cómo atividade principal ou acessó~ia,' cumulativamente ou não,' a captação,

I

_intermediação ,ou aplicaçãoderecu~sos financeiros (Vetado)' de ,terceiros, em moeda; nacional ou estrangeira, o~ a custódia, emissão, distribuição, negociação, intermediação ou administração de valores

I

,

I

.•

,mobiliários.

.:

.-

Parágrafo únicõ. Equipara-se <\ instituição financeira:

, .

,1

Site: www.bcb

. '.

.

~

'

'.

.

."

.

I - ,a pessoa

consórcio,- c'api~aIização ou qualqu~'r tipo dé poupança, ou ~ecursos de terceiros;

',jurídica 'que capte ou' adminis~re segur~s, câmbio, ,

/

gov.br/?BCUNI20060607

.

, ,acessado em 1l!03/~014,. às 14hlOmin.

'.,

"

I'.

Rua Estevão ,de Mendonça, 830 - bairro Quilombo - Ed Green Tower Cuiabá - MT - CEP: 78043-405 - Fone. (65) 3612-5000 - Fax (65),3612-5 5

/

']4

r,

( ) '~ • MINISTÉRIO PÚBLICO FEDÉRAL' • PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM 'MATO GROSSO'
(
)
'~
MINISTÉRIO PÚBLICO FEDÉRAL'
PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM 'MATO GROSSO'
'i.'
~
_
11 - a 'pessoa naturálque exerça quaisquer das ativid.ades referidas
\
'
neste artigo; ainda que, de forma eventuaL" ,
.
(
'
Ao ,conceituar as instihlÍções, financeiras, inchisive eqUlJ?arando às
mesmas' a 'péssoa jurídica que capte ou administre recursos de terceiros e a pessoa

natural que exerce .' quaisquer das atividades referidas !lo citado artigo, a Lei nº 7.492/86buséou tut~lar da maneira mais abrangente 'possível a proteção ao Sistema'

.

'

.

-

.

.

.

.

.

,.

,

Fi,nanceiro Naci~n~l,~specialmer:tt~ no to~antea 'sua higidez, ~egular funcionamento, '

r,

confiabilidade

e equilíbrio, dada a ~ua impOltância para'o desenvolvimento eficiente

das atividades

econômicas e execução' da política econôm!ca ~governamentai.

, Ainda, 'luanto aoberis júrídicostutelados pela Lei nº 7.492186,podemos

'declinar a proteção pública aos -valores mobiliários (públicos e das empr€sas

privadas que atuam neSse setor)eo patrimônio de terceiros (investidores); a higide.z

.

.

~,

.

,

,

.

,

da gestão das instituições finance~ras;, a fé públi~a; ,fé pública de' documentos;, veracidade dos demonstrativos contábeis das instituIções; regular funcionamento do

#'

sistema' financeiro; \eservas g~vername;;'tal.

cambiais;', ex~cução da política econômica

Em cumpr,imento a.o regramento c0r:tstitucional, a Lei n,º 7.492/86 dispôs que ';a ação penal, nos, crimes previstos' nesta lel,' será promovida pelo M{nistério Público

"

,

, Federal, perante a Justiça Federal",

. 1')Jãob~stasse a Constituição da República '(art, 106, inc~so VI) e a Lei nº

I"

~:-. . 7.492/86, (artigo 26),outrodiplomariormátiyo também, assegúra a competência '- \ . 'I, . \
~:-.
.
7.492/86, (artigo 26),outrodiplomariormátiyo
também, assegúra a competência
'-
\
.
'I,
.
\
.
absoluta,da Justiça ,Federal para conhecer e julgar casos de crimes praticadoscentra o
,
.
.
'
.
"
, Sistema Financeir~ Nacional, qual seja aLe~ nº 9.613/98 (dispõe sobre os crimes de
Rua Estevão de Mendonça, 830 - bairro Quilombo - Ed Green Tower
Cuiabá c MT - CEP: 78043 c 405-Fone (65) 3612-5000: Fax (65) 3612-5005
,
15
"
,
.
,

J'

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

PROCURADORIA DA REPÚB.LICA EM MATO GROSSO '

t"

"lavagem" ou. ocultação de bens,

.

.

direitos e valores), prevendo: que:'

_

, li ~rt. 2 Q O p~ocesso e julgament? dos crime~ previstos nesta Lei:

(.J ,#

\

IH - são da competênci~ da Justiça Federal:

,

.

\

a) quándo praticados contra o' sistema financeiro e a ordem éconômico-

financeira, ou "em detrimento de bens, serviços ou interesses da Uitião,

ou de suas entidades autárquitas ou empresas públicas;" ,

.,'

.

.

Ora, tend~ poi balisa"o regramento constitucional (art. 109, VI e 192) e , infraconstihlcional (artigos 26 da Lei n Q 7.492/86 e 2 Q , III, alínea "a" da Lei: n Q

.

.

4

.

"

.

9.613/98), considerando as provas até então produzidas' na Operação Ararath,

cónsubstanciado nos documentos apreendido.s a partir das buscas e apréensões, judiCialmente autorizadas, das inforritaçÇ)espoliciais,'anáiisesté cn lcas e declarações

dos envolvidos, é possível confirmár de forma plena e segura a prática de crill\les

,

,

J

I

'contra o Sistema Financeiro. Nacional' (especialmente, aoperaciopalizàção

de

instituição fihanceir.a clandestina e a' gestão fraudulenta d~ instihiição financéira oficial) e crime de "lavagem" de ocultação de bens eyalores, sendo de co~cluir da competência absoluta da Justiça Federal para mnhecer.é julgar táis deÚtos.

O fundamento dessa conclusão, reveste-se na circunstância ele que as

,

.

".

~

"

,pro~as inequivocamente apontam" para o' fato "da Globo Fomento ,Mercantil e

"

,

Comercial AmazônIa ~ Petróleo, 'além de

pr~vavelmente, . aind~ éstarem sendo) utilizadas, para "confusão ' patrimoniaL. de " ' recur~os lícitos e ilícitbs (ação típica de "lavagem" de capitaiS), com a utilização de inúm:eras opera5ões de transferência e movimentação de recursos financeiros,

outras empresas

terem ' sido' (e,

,

'

"

I \

Rua ,Estevão de Mendonça, 830 - bairro Quilombo - Ed Green Tower

Cuiabá- MT~ CEP: 78043-405 - Fone (65) 3612~5000 - Fax (65) 3612 c 50

.16

•.

/

".

< ,

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

PROCURADüRIA DA REPÚBLICA ~M MATO. GRüSSü

,

,

'

mediante reaiização 'de centenas de .depósitos 'e -s~ques,envolvehdo uma teia de credores 'e devedores' vanados (entre pessoas~físicas e jurídicas), tudo àmargem do

siste~a financeiro oficial, mas com ações,típicame~té financeiras, o,que comprova

. a atividade' de instituição finan.ceira Clandestina" e' paraiela, vez que sem autorização, conhecimento e controle dei Banco Centrál do Brasil.

\

,Ainda, conforme apontam a's, provas' até ,agora coligidas, foram

praticadas, inúmeras' operaçoes ilícitas de empréstimo bancários càm o conhecimento

e colaboração de representantes do Banco Ilóldustrial e Comercial S/A (BICBANCO),

.

.

.

,

.

denotando evideriteatode gest~o fraudulenta de instituição financeira, crime este

,tipificado'na ,legislação reg~nte (art. 4º da Lei n Q 7.492/86). Releva já qe plano afastar qualquer tese ou ilação de que se tratava de

simples crime de usura (tipificado no artigo 4º d~ Lei: nº 1.521/51), já que,

\

.•

.

.

."

flágràntemente, não se estava simplesmente cobrando "juros, comissões ou descontos

""

, percentuais, sobre dividas em dinheIro' superióres à taxa permitida por lei"; mas fazendo

pperarverdadeira instituição financeira clandestina e paralela à oficial (conforme ap6ntam inequivodaménte as prov~s: por meio 1I'inúmerasoperações de transferência e movimentação derecurso~ finànceiros, medianterealizaçã,o de centenas de . depósitos ~ saques/'envolvendo uma teia qe credores e devedores variados - pessoas físicas e jur~dicas). Nesse sentido, destacamos as -declarações de GERCI0 MARCELINO MENDONÇ~ JUNIOR:

,

,

.-

,

-,

"QUE nq início de ,março de 2009, procurou EDER MORAES, na Secretaria de Estado de Fazenda, pois não foi honrado o pagamento de' R$ 4.000.000,00(quatro milhões de reais) mais ~% que cobroú de juros; ,

.

"

.

.

.

\

./

Rua Estevão de Mendonça, 830 - bairro Quilombo - Ed Green Tower

Cuiabá- MT: CEP: 78043-405 - Fone (65) 3612 c 5000 - Fax (65) 3612-5005

.

17

\

\

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

"

PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM MATO GROSSÓ

" QUE na oportunidade EDER MORAES relatou que seria depositado em

, sua cpnta um TED no válor de ~$ 4.750.000,00; QUE o Depoente

ressaltou á ~DER MORAES que o valor a ser depositado seria 'maior do

.

que o devido, mas EDER MORAES o o~entou que recebesse es~e TED

do Escritório Tocantins Advocacia para que depois voltasse a ,-

I

"

c~mversar; QUE O, TED foi depositado em sua conta e 'lá na frente o

Depoente entendeu que na verdade sUa conta corrente foi usada para

movimentar ô dinheiro no interesse de EDÊR MORAES; QUE EDER

.

'

,MORAES informou aÇ>depo~nte, após a realização do -depósito, que

.

desse dinheiro o Depoente deveria ficar apenas com uma Pi1rte, pois

EDER MORAES. ainda tinhaoutrà

.

.parcela, a ,receber do mesmo

.

escritório de advocacia; QUE o Depoente percebeu que EDER MORAES.

tinha dinheiro a. receber 'do referido escritório de advocacia e foi

,

!

.

.'

.

, enrolando o. Depoente para pagar o restante do empréstimo; QUE

EDER. MORAES relatou que tinh q a receber do Tocantis Advocacia

outra parcela da quantia inicial de R$ 9.500.000,00 (nove milhões €i

I

j

'.:.

.-

quinhentos mil reais); QUE o Depoente repassou parte do primeiro

TED n Q 8200153 de 25/03/2009 da' Conta Corrente n Q _64595-8~ Banco

Bradesco,' em um v~lor aproximado. de R$ 2.000.000,00 para E~ER

MORAES, mediante emissão de diversos cheques e'ainda alguns TED's

a favór das empresas e pessoas físicas indicadas por EDER MORAES,-

,

.

tais como REPUBLICA COMUNicAÇÃO e, AbM COMÉRCIO' E

DISTRIBUIDORA DE SERVIÇOS, podendo ser identificado na mesma

conta corrente a partir de 26 de março de 2007 (c/c 64595, do Banco

/

/

Rua Estevão de Mendonça, 830. bairro Quilombo - EdGreen Tower

Cuiabá ~ MT - CEP: 78043-405 - Fon~ (65) 36:L2 c 5000 - Fax (65) 3612-5005

,

,

'18

,

.

\

.,

.'

t

'"

I

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

PROCURADORIA DA REPÚBLICA "EM MATO GROSSO'

---~-----~-~--~~-----"---c----~---'--.

Bradesco, Agência 1263); QUE outros depósitos

\

---o

podem

ser

. identificados entre os dias 25 e 26 de junho de 2~09 em favor de ~EAL

ED~R MORAES relatou que por meio des~es depósitos era para . 'compr<i'depasse de jogadores do Mixto ~sporteClube de Cuiabá; QUE ~er~corda que 110 dia' 24/06/2009 a, pe'dido de EDER MORAES' à

Depoente também transferiu dinhéiro. a pesso~ jurídica LAURA T

COSTA. D~AS ME, de propriedade de LAURA TEREZA, esposa de

~

\

,'.

,

.

EDER' MORAES, no valor de R$ 45.500,00, (fl,uarenta e cinco mil e

quinhentos 'reais); QUE no dia 08/05/2009 EDER MORAES ligou ao

, '

,

.

.

.

Depoente relatando que seria feito um TED no valor de R$ 500.00P.'00 sendo este creditado por Tocantins Advocacia; qUE no' dia' i 1/05/2009 ó

.'

Depo~nte foi até a Secretaria de 'Estado de Fazenda procurar EDER

. MORÁES pois a quantia depositada era infúior ao saldo devedor; QUE

I

,

nessa oportunidáde EDER. MORÃES explicou ao' Depoente que.

,

.

.

I

KLEBER TOCANTINS teria aberto

uma couta

,

.

-

,

conjunta' com"

VANDERLEY TORRES, da CONSTRUTORA TRIMEC, para receberem

.

,

,

o Precatório originário do. Processo nº 29195/93,. exarado na ação'

(,

.•

.

,

~

~

.

orçiinária' de cobrança, tendo, como. parte autora HIDRAPAR, ENGENHARIA CIVIL LIDA e demandando' a COMPANHIA DE SANEAMENTO DO ESTADO DE MATO GROSSO - SANEMAT,'no montante total de R$ 19~000.000,OO(dezenove milhÇ>ês,de reais) a ser pago em duas, parcelas (reexame necessário julgado peJa 1º Câmara CÍvel Acórdão riº. 33478/2007, cuja cópia o Depoente faz ;~nexar do : .

.

,

I

'

.

,

.

.

,

,

,

. Rua Estevão de Mençonçã, 830. bairro.Quilombo - Ed Green Tower

Cuiab~7 MT - CEP: 78043.405! Fone (65) "36I2-5Q(jO - Fax (65) 3612-5005

.

-

19 -

.

'.

MINISTÉRIO PUBLICO FEDERAL

PROÇ.!JRADORIA D-{\ REPÚBLICA EM MATO GROS_S_O

"

,

(

-.-L--

referidQ julgamento); QUE EDER MORAES USA V A ESSA TÉCNICA

DE SEMPRE FICAR DEVENDO ,.o "DEPOENTE PARA FiNS DE

',- ,CORRENTE~';.vEZ QUE

MANTER UM VíNCULO Tipol/CONTA

.,/

.

'1'

.

\"

~.',,'

,,'

SEMPRE FICA V A DEVENDO; Ql,JE P Depoente narra este fato

.

.

,

.

seu primeiro contato com SILVAL BARBOSA e EDER MORAES

'

como

como -

meio.de abertura de pottaspé:lra realiz~ção de futuros empréstimos,

.

,

'

estando

sempre 'o Depoente

abrindo

sua

conta corrente

para

recebimento de valores, sempre a menor,' para quitação -de díYldas;"

,

,

.

'

,

I

efermo de Declarações do dia'2S!02/2014, de~tacamos). '

,

,

.

"

,

,:'QUE OUTROS TED'S A-EMPRESAS INDICADAS POR EDER

MORAES ' SÃO, DECORRENTES DA RELAÇÃO DE CONTA

'CORRENTE QUE ESTE 'CRIOU tOM O, DEPOENTE, a exemplo dá

.

t

(

, CONSTRUTORA -SÃO GABRIEL, BRISA, FORMA NEGOCIOS E

PARTlCIP AÇÕES, AGRO PASTORIL CEDROBOM LTDA, OLIVEIRA

,

'.

'.

1; OLIVEIRA ,ARQuiTETOS, GEOV A FELICIANO, LUIZ

JACARA~DA, :SISTEMÁ ÚNICO DE COMUNICAÇ~O SOCIAL E'

EDITORA, BENETTl P~ESTADORA;" '(Termo de Declarações do dia

25/02/2014; des.tacamos) ,

,/

" A propósito; destacamos que as operaçÕes bancárias e transações'.

financeiras ' envolvendo' empréstim~s ., vultosos . e" 'irreg~lar~s' de GERCI0

.

-

.

.

~

,/

-

.

MARCELINO MENDONÇA JUNIOR (via suas empresas) a EDER .I~E MORAES

DIAS tornou-se algo tão 'Corriqueiro e comum (afinal, estavam aop~racionalizar umá

I

.

-

'

,

,/

Rua Estevão de Me~donça; 830 c bairro QuiÍombo -'Ed Green Tower • Cuiabá - MT - CEP: 78043-405 -~one (65).3612-5000 - Fax (65) 3612-5 5

20

,

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL.

---!ROCURA1?ORIA

DA REPÚBLJCA EM MATO .GROSSO

instituição financeira clandestina), ao pontp daq,uele primeiro não mais exigir

qualquer garantia e/ou dócumento dos valores tomados por esté úl~mo, cl).~gando . ~ GERCIO MARCELINO MENDONÇA JUNIOR afirmar com todas as letras que

operava "A CONTA CORRENTE DO GOVEn.NO por meio deEDER MORAES"

,

.

.

,

,

,

.

~

A propósito, destacou GERCIO MARCELINOMENDONÇAJUNIOR:

t

-

.

_

"QUE EDER MORAES não mais repassou notas promissórias ou

algum título e garantia para empréstimos nestes valores visto. que O DEPOENTE JÁ .OPERAVA NO SISTEMA "CONTA CORRENTE"

RELATADO ACIMA com EDER MORAES; QUE no verso. do

documento Ite~ .40 do Auto de Apreensão realizado na casa'do pai do

"

I

Depoente (GERCIO MARCELINQ DE SOUZA), nü interior dQ Edifício Maktub, localizado, em Várzea Grande/MT, as expressões, iÍ600.000,00

SILVAV e ~'1~?000,00 SIL VAL",' em 30/10/2010, foram empréstimos ,

realizados

a SILVAi BARBOSA, operacionalizados POI: meio de EDER,

.

.

.

¥ORAES, que afirmou, ao Depoente que tinha c9ntasdo. Governador SILVAL para pagar; QUE ~ Depoente esclárece .que ora consta "SINVAL", "SIMVAL" e i'S~LVAL" pois o Depoente tinha dúvidas:da grafia do. nome do Governador, mas esclarece que se h'ata da mesma pessoa,. oU seja, SILVAL BARBOSA; QUE neste periodo EDER MOMES não da~a notas promissórias ou outro título de crédito em garantia 'aos empréstimos, POIS JÁ 'OPERAV~ NO. SISTEMA DE

J

.

.

,

.

,

'

.

.

;'

.'

.

.

.

.

'1

,

,

garantia .que a dívida seria' paga; QUE .

• Rua Estevão de Mendonça, 830 - bairro Quilombo - Ed, Green Tower Cuiabá.- MT- CEP: 78043-405 - Fone (65) 3612-5ÓOO- Fax (65) 3612-50

21

,

,

\

MINISTERIQ PUBLICO FEDERAL

PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM MATO GROSSO

--,'

_

-----~"-~,-------------------

-

,--

durante a c<\mpanha de,2010, por volta do mês de setembro, o então Sem'etário de, Fazenda EDMILSON JOSE- DOS SANTOS, entrou em

.

/,

contato com

o,' Depoente e solü;itou que, fosse pessoalmente, 'em

conjunto .co~

este, ao apartamento de SILV,AL BARBOSA, locàlizado

no Bairro Jardim das AmériCas (quas~ em frente ao .ShoppingTrês Améric~s), em Cuiabá, .época que ainda não morava na cobertura,. no

.

;

período v.espertino e lá se reuniram os três, quais sejain, o Depoente, , ,

EDMILSON e SILVAL; QUE nessa oportunlda<;ie SILVAL BARBOSA

,

.

.

.

.

I,.

.

.

. pediu emprestado à quantia de R,$ ~.OOO.OOO,OO (sete milhões de reais) e explicou que. o dinheiro seria utilizado para fins de campanha eleitoral, já que neste ano era candidato a reeleiç;1o ao Governo ,de Estado de

Mato Grosso, tendo como concorrente Mauro Mendes; QUE o Depoente

emprestou, o dinheiro ao Governador

apenas n.a quantia de, R$

4.000:000,00 (quatro milhões de ~eais), cobrando 3% dê juros ao mês; - , qUE o Depoente emitiu inúme~os cheques da conta .corrente nº 80800,

,

.

~gência 1263, Ba~co Bradesco, em nome de COMERCIAL AMAZÔNI~ DE PETROLEO LIDA de propriedade,do Depm;nte; QUE não foi dado nenhum título de crédito como forma de garantia do empréstimo EM RAZÃO DO DEPOENTE OPERAR A CONTA CORRENTE DO GOVERNO . por' meió, de EDER MORAES; QUE os" ch~ques

,

,

I

~.'

I

.

•.

.

"

,

, compensados em 04/10/2010 na conta corrent~ 80800-8 indicada acima . £or':lmemitidos para execUção do empréstimo, bem coma' foi dp.d,ourna pârte em espécie, bem' corno foram pagas contas a exemplo de KG:M ASSESSORIA 'INSTITUCIONAL, SIOMARA PITTHAN OLIVEIRA,

.

'

,

,

.

/

""

Rua Estevão de Mendonça, 830 - bairro Quilombo - Ed Green Tower Cuiabá - MT - CEP:78043-405 - Fone (65) 3612-5000. Fax (65) 3612-50

22

"

• MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM MATO 'GROSSO

,

'-----

;

.

SETTE LOCAÇÃO' DE SOM' LUZ, vez que eram apresentadas ao

,~

.,

o,.

Depoe~te as notas fiscais pará qüe ~quitasse a dívida; QUE o Depoente declara que a sequência de cheques compensados de04/l0/2010 a

-'

lo'

.,

29/'10/2010 (nºs 628 a . 732) I foram, utilizados pàra realização'

.'

<

-

••

1

'

,

do,

empréstimo" (Termo de decl~ração do dia 25/02/2014, destacçmi.os).

:;1",'

'.

"

 

.

"

. "QUE, apresentadas as, ánotações apreendida~ no item 29 do Auto de

Apreensão- referen~e a busca realizada na ca~ado pai ~o Depoente,

.

,

ÇERCIO MAB,CELINO MENDONÇA,

o Depoente esclarece' que as'

.

anotações ,manuscritas que iniciam com O' valor 4423.122.688,00 -'

"

,

,

.

,

.

30/05/2011" e encerra com JJ 6.952.832,00 30/07/2014" MATERIALIZA À ,

EXPLICAÇÃO' DO SrSTEMA ÇONTAÇORRENTE G.ERIDO POR

, EDE'R MORAES; QUE as anotações'for~

,

.

,

realizadas' pelo próprio

punho do Dépoente; QUE,o D~poeQte esclarece que o valor de R$' 23,122.688,00se refere ao saldo devedor ae EDER MORAES no sistema

,

.-

".

.

.

.

\

.

/'

conta corrente em 90/05/2011, e que os~ valores incluem os valores emprestados, pelo Depoente a EDER MORAES, bem como os valores fomectdos a este e que foram obtid~s mediante empréstÚnos' tomad~

I

.

.

.

. pela Comerciai Amazônia riO interesse

e.a pedido de EDER MORAES;

QUE o Depoente assevera que este documento' se ' refere às !Íltimas prestações 'de 'conta do sistemáde conta corrente entre este e EDER MORA~~:S;QUE ,a \ anotàção seguinte. "24.056.844,00 30/07/2011" . , representa ~' valor anterio~mente mendo~ado acrescido' dos jur,os I . ,deccirrentes do fato deter passado 'dois meses sem que a dívida tenha

.

.

•.

'

I

\

.

.

:',

•.

-

.

.' .

Rua Estevão qe Mendonça, 830 - bairro. Quilombo - Ed Green To~et

, : ,Cuiabá ~ MT - CEP: 78043-405 - Fone (65) 3612-5000 - fax (65) 3612-5'0

r

,

I

 

"

\

23

'--

I,

sido abatida;" (Termo de deClaração datado de 27/02/2014, destacamos)

Importante relembrarmos;comC? feito DO iníCio deste tópico, que entre

.

I

,

_

_

-.

.

as atividades típicas e naturais de uma instituição financeira, seja cqmd atividade ,

principal ou ' acessória, cum~lativamenfe Qunão,

INTERMEDIAÇÃO OU APLICAÇÃO DE RECURSOS FINANCEIROS~ DE

,

está

a "CAPTAÇÃO, .

.' 'TERCEIROS, em moeda nacional ou estrangeii:'a~ou' a 'cl;lstódia, emissão,

.

\.

.

.

.'

"

,/

distribuição, negociação, intermediação ou administração de valores mobiliárjos",

sendo equiparado tamb~m a ,instituição financeira a' "PESSOA ,JURÍDICA QUE

, '.

CAPTE OU ADMINIStRE seguros, câmbio, consórcio, capitalização ou qualquer

AÍNDA QuE DE FORMA EVENTUAL" (~rtigo 1º da Lei nº 7;492186).

,

"

Ora, a Qtganiz~ção, àiminõsa eintela fez' inúmeras, operações 'de

transferência e mov~mentação de recUrsos financeiros, mediante' reali~açãb de

centenas de depósitos e saques,~ envolvendo uma teia, de credores e devedores

variad;s

oficial, - mas _C?rrl ações hpic~mJnte financeifas,' o que co~prova a, atividade de

.',

-'

.

.

(entre p~ssoas físicas é jurídicas), tudo à margem qo sistema' financeiro

'I instituição financeir,a ciandestina e. paralela, vez que 'sem autorização/conhecimento

e controle ,do ,Bancó Central do Brasil.

"Nesta vertente, o investigado GERCIO MARCELINO MENDONÇA

,;JUNIOR afirmou:

-I

':QUEna relação de conta conta corrente entre o Depoente e EJ)ER,

MORAES, os pagamentos para abatimento .da dívida nunca tinham

"

,"

/

Rya Estevão de Mendonça, 830" bairro Quilombo - Ed Green Tower

Cuiabá _ MT - CEP: 78043-405 - Foné (65) 3612-5900 _ Fax (65) 3612-5005

24

,

,

,

"

'

~~~~_

\

"

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM ¥ATO GROSSb

,

origem deEDER MORAÉS, mas o. RECURSO 'PARA PAGAMENTO SEMPRE VINHA [>E UM, TERCEIRO; , QUE ,A RELAÇÃO ,DE

.

\

.

.'

PAGAMENT.o' ERA S~MPRÉ TRiANGULAR, POIS, O CRÉOITO,

, V1NHA 'DE 'UM TERCEIRO PARA ABATIMENTO DO CONTA

.

. ~

"

.",

~.

.'

,

,

.

CORRENTE;" (Termode'declar.ação do dia 27(02/2014, destacamos)

/

Constata-se, assim, ter havido verdadeira atividilde de instihIição

financeira ,clan,destina, em. que as ,empresas do investigado GERCIO MARCELINO

,

MENDONÇA JUNIOR fu'ncionavam como verdadeira institiJ,içãó ban~ária éin um ,

"

'o

I'

.

,

sistema par~lelo ao oficial, realizapdo inúmeros pagamentos e: recebendo ;aIOl:es, , en'\>olvendorelação de créditos do Governo do Estado de Mato Grosso tOln terceiros

,

'~

.

-

.

.

(pessoas físicas e jurídicas), tudo sem qualquer contr?lee auf~rização do Banco' CeI)tral do Brásil e à margem do Sistema FinanceiÍ'ó oficial. '

/

Nesta

vereda, referendando a gestão fraudulenta de ,~stituição,

,

,

financeira (pelo BICBANCO) destacamos os trechos do depoimento de GERCIO

MARCELINO MENDONÇA JUNIOR: , . "9 UEa ,periodicidadede'contato

çom'EOER MORAES era ~ma média

, Rua Estevão de Mendonça,830 - bair;o Quilombo -'.Ed Green Tower , Cuia!Já - MT -CEP: 78043--405- Fone (65) 31112-5000- Fax (65) 3612-~OO

25 "

-.

"

\

,

.

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

---- ---~---~~-------~,---------' PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM ,MATO GROSSO

-----'---'------

I

de'uma o~ dua.s vezes áo mês, por telef011e"seja'diretamel:)-tepor EDER ,

\

.

MORAES ou por este utilizanÇio-se de sua secretária, da Secretaria de'

Fazenda, chamada MÁRÇIA; QYE regra geral, os encontros ocorriam

,

.

.

.

. no gabinete de EDER MORAES na SEFAZ!:MT;QU~ grande pà~te

destes encontros e negócios -ocorreram quando EDER MORAES era

.,

.

.

r

S~ctetário de Estado de Fazenda, na gestão do governo de BLAIRO

'

!.

.

'""'"- , MAGGI; QUE os negócios relatados acima se referem a pedidos de

empréstimo, prorrogação de 'pàgamento, 'e •pagamento - de contas,

",

/

-

\

- ,ALÉM DE PEDIR PARA' USAR ,'A EMPRESA COMERCIAL AMAZÔNIA DE PETRÓLEO PÂRA FINS DE
- ,ALÉM DE PEDIR PARA' USAR ,'A EMPRESA COMERCIAL
AMAZÔNIA DE PETRÓLEO PÂRA FINS DE SOLICITACÃO DE
EMPRÉSTIMO PERANTE O BANCO Ble, SEM QUE O RECURSO
. .
.'
.
.
LEVANTADO FOSSE UTILIZADO EM FAV01(DA
EMPRESA;
.'
QUE o Dep~ente entregava e'm mãos de EDER MQRAES cheques cujo ,
emitente e nqmitlal-seriaa Comercial Amazônia, e que, algumas' vezes,
EDER MORAES dizia que o dinh~iro ,seria utilizado pa,ra.
I,
"compromiss?s que ele ,tinhaéom o ,sistema"" e que o Depoente
. entendia c6mo' "sistema'" onúcl~o ~olítico do estado de Mato Grosso;'
-
,
QUE embor~ EDER MORAES nem sempre especificasse a finalidade_
dos recursos. levantados com o Depoente; este sabia gue . estava
fazendo algo errado, tendo em vista os v~loies ~ovimenta,dos; QUE'O
. DEPOENTE SENTIA-SE AMARRADO A EDER MORAES, POIS
NÃO CONSEGUIA SE' DESVINCULAR DA REALIZACÃO DE
,
--------
NOVOS EMPRÉSTIMOS, VEZ QUE, PARA RECEBER UMA PARTE
DO, CONTA CORRENTE (SALDO DEVEDOR), EDER MoRAES O
7

Rua Estevão de Mendonça, 830 - bairro Quilombo - Ed Green Tower Cuiabá -MT - CEP: 7sà43-405 - Fone. (65) 3612-5000 - Fax (65) 3612-5 5

(

26

.

,

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM MATO GROSSO

-*

CONVENCIA A FAZER NOVOS EMPRÉSTIMOS PARA BAIXAR Ó. SALDO DEVEDOR; QUE EDER MORAES, . MUITAS
CONVENCIA A FAZER NOVOS EMPRÉSTIMOS PARA BAIXAR Ó.
SALDO DEVEDOR;
QUE
EDER MORAES, . MUITAS VEZES
PROCURAVA O DEPOENTE E, O ,CONVENCIA
A FAZER O
EMPRÉSTIMO' PERANTE O BIC BANCO JUSTAMENTE PARA
QÚEPARTE DO VALOR LEVANTADO DOS RECURSOS FOSSE
'UTILIZADO PARA SALDAR PARTE DA DÍVIDA DO CONTA
CORRENTE E, A OUTRA PARTE, ERA ENTREGUE A EDÉR
MORAES EM CHEQUES TENDO COMO EMITENTE E NOMINAL
COMERCIAL AMAZÔNIA DE PETRÓLEO,. FAZENDO USO.
,
,
DESTES;' QUE O ACORDO
ENTRE O DEPOENTE
E EDER
MORAES ERA OE QUE ESTE ÚLTIMO SERIA O RESPONSÁVEL
POR QUITAR A DÍVIDA DO EMPRÉSTIMO PERANTE O BANCO
BICt (Termo 'de Declaração do dia 27/02/2014, destac~mos)
. "QUE. a anotação seguinte 1/5.000.000,0.0 JRI/ . significa que EDER
MORAES providenciaria o abatimento deste valor a favor do Depoente;
. QUE o ~epoente não se recorda 'como esse pagamento seria féito, mas
sabe que, até o momento, não foi feito; QUE A ANOTAÇÃO
SEGUINTE "2.300.000,00 BIC" SIGNI,FICA QUE EDER MORAES
~
,
PAGARIA TAMBÉM AO BIC BANCO O VALOR ÚÉ R$ 2.300.000,OÓ~
REFERENTE A UM DOS EMPRÉSTIMOS TOMADOS PELA
COMERCIAL AMAZÔNIA PETRÓLEO, E QUE POR ISSO-ASOMA
.
.
DOS DOIS VALORES ACIMA, TOT ALIZANDO R$ 7.300.000,00,
&
••
SERIA ABATIDA DO SALDO I?EVEDOR DO CONTA CORRENTE,

"

-

Rua Estevão de Mendonça, 830 - bairro Quilombo - Ed Green Tower Cuiabá - MT - CEP: 78043-405 - Fone (65) 3612-5000 - Fi.lx(65) 3612-5 5 , 27

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM' MATO GROSSO

DE MODO QUE O SALDO DEV.EDOR PASSARIA A SER DE R$

16.756.844,00 EM 30 DE JULHO DE 2011, CONFORME ANOTAÇÃO SUB SE QUENTE; QUE A ANOTAÇÃO "19.773.076,00 30/07/2012"

,

'.

.

/

-

~',

.

SE REFERE AO SALDO DEVEDOR DA CONTA CORRENTE NA

DATA MENCIONADA NA ANOTAÇÃO;" (Termo de Declaração do

dia 27/02/2014, destacamos)

Tais empréstimos bancários tomados de forma fraudulenta e de forma

\.

.

reiterada em nome da empresa Comercial Amazônia de Petróleo, de propriedade de

GERCIO MÀRCE~INO MENDONÇA JUNIOR, a partir. de' articulação e d~terminação de EDER. DE MORAES DIAS, contaya càm O' conheciménto; colaboração e conivência do Gerente do BICBANCO, Sr. LUIZ CARLOS CU2ZIOL,

circunstância' esta que caracteriza o crime de gestão fraudulenta de. instituição

.

.

I

. ,financeirá (artigo 4 da Lei'n. 7.492/86), o qual, ápesar sercri~e próprio, também deve

/

ser imputado a EDER DE MORAES DIAS, já. que este. era seu principal articulador (artigo 29 do Código Penalr . Nesse sentido, vale transcrever outro trecho das declarações de G?RCIO MARCELINO MENDONÇA JUNIOR:. "QUE POR MEIO DE EOER MORAES, O DEPOENTE TOMOU

,

-

\

.'

\

.

'.

.

"

'p

.

CONHECIMENTO QUE O BANCO BIC, A PEDIDO' DE EDER. MORAES, REALIZOU OPERAÇÃO DE EMPRÉSTIMO 'A EMPRESA GEMINI CONSTRUTORA; QUE EDER MORAES TAMBEM

~

.

.

'\

,.,

F:M RECUPERAÇÃO IUDICIA't, ASSIM O .BANCO. BIC TER~A

Rua Estevã9 de Mendonça, 830 - bairro Quilombo - Ed Green Tower

Cuiabá - MT - CEP: 78043-405 - Fone (65) 3612-5000 - Fax (65) 3612-50

28'

.

.

/

"

,

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM MATO GROSSO

COBRADO A EDER MORAES PARA QUE ELE RESOLVESSE EST

PROBLEM,À POIS O B1C' BANCO NÃO" QUERIA ENTRAR NA

RECUPERAÇÃO' JUDICIAL,

EDER

JÁ QUE TERIA

SIDO

O

~

:MORAES 'QUE TERIA DETERMINADO AO BI~ BANCO QUE

.

FIZESSE O EMPRÉSTIMO PARA GEIVIINI; QUE EDER MORAES'

CHAMOU O DEPOENTE EM SEU GABINETES NA SEFAZ, PARA

RESOLVER MAIS UMA "BUCHA", ASSIMPEDIU AO DEPOENTE

QUE ADQUIRISSE'O

,

CRÉDITO 'DO" BICBANCO

PERANTE A

QUITANDO. O DÉBITO DA

. EMPRESA"GEMINI" CONSTRUTORA; QUE PARA TANTO, EDER

GEMINI, AUTOMATICÁMENTE

MORAES APRESENTOU' AO DEPOENTE UM INSTRUMENTO

PARTICULAR DE CESSÃO DE CRÉDITO ENTRE O BIC BANCO, A

COMERCIAL AMAZÔNIA E A GEMINI CONSTRUTORA; .Que

apresentado ao Depoente o Instrumento

Particular d~ Cessão

de'

Crédito, datado de 14/10/2009, apreendido no item .5,~do Auto

de

.

.

~preensão nº 300/2013, na busca realizada na sede administrativa da

Comercial Amazônia , de . Petróleo;

-FOI

ASSINADO" NO BIC BANCO, NA PRESENÇA DE LUIZ CARLOS.

QUE

O' REFERIDO

INSTRUMENTO PARTICULAR DE' CESSÃO DÉCRÉDITO

ATENDER AO PEDIDO DE EDER MORAES O DINHEIRO PARA

PAGAR O BIC BANCO TEM COMO ORIGEM

EMPRÉSTIMO (Nº 1072183) REALIZADO NO BIC BANCO A

O PRIMEIRO,

PEDIDO E INTERESSE DE EDER MORAES NO DJAl4110/2009;

. -/

Rua Estevão de Mendonça, 830 - bairro Quilombo - Ed Green Tower Cuiabá - MT - CEP: 78043-405 - Fone (65)3612-5000 - Fax (65) 3612-5 5

29

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM MATO GROSSO

----~--~.---------------,-

-----

QUE NA REFERIDA DATA O DEPOENTE HAVIA OBTIDO, A

.

.

.

.•

.

.

.

PEDIDO DE EDER MORAES, O EMP:RÉSTIMO NO VALORDER$

3.000.000,00, E NA MESMA DATA CONFIRMA' ~ DÍgITO 'DE R$

529.745,14, REFERENTE A COMPRÁ DO CRÉDITO DO BIC BANCO

PERANTE A GEMINI' 'CONSTRUTORA;

,

'.

QUE e~

relaçã~ às'

anotações de EDER MORAES que continham o desenho da "estrela de

'.

"I

Davi", uma' vez questionado ., pelo Depoente, EDER MOR.L\ES teria dito

.

,

.

'qu~ era um controle pessoal;" . (Termo de declaração do dia 27/02/2014,

\

destacamos).

"QUE apresentado' ao Depoent,e o documento do item 48, ,tio Auto de

Apreensão referente a busca realizada na casa do. pai do Depoente,

GERCIO MAR~ELINO MENDONÇA, comprovanté de depósito em

.'

.

.

.

"I.

cheque nº 107, emitido pela Comercial AmazÔnia de Petróleo, da c/~

, I

,

.

80800-8, Agência 1263, Banco Bradesco, r~alizado no dia 13/11/2009, NO

VALOR DER$

PELO

DEPOENTE A PEDIDO DE EDER MORAES, SENDO O VALOR

DEPOSITADO EM UMA CONTA DA EMPRESA PCH SÃO TADEU,

,

388.5.00,00, EM FAVOR DE' sAo TADEU.

'ENERGÉTICA. (PCH . SÃO TADEU),' FOIREÁUZADO

.

~'

.

,.

.,.

,

,.

NO BANCO BIC; QUE ESTE EMPRESTIMO

LANÇADO NO "SISTEMA CONTA-CORRENTE" . MANTIDO

ENTRE O DEPOENTE E EDER MORAÉS. (n.) QUE O DEPOENTE

ESCLARECE QUE A TRANSFERÊNCIA

TAMBEM FOI

NO VALOR

DE R$

-

,

1.000.000,00, DA COMERCIAL AMAZÔNIA DE PETRÓLEO LTDA?

J -

-

.

Rua Estevão de Mendon1;a,.830 - bairro Quilombo - Ed Green Tower