Você está na página 1de 6
N-1786 REV. A 10 / 2008 CONTEC Comissão de Normalização Técnica SC - 06 Eletricidade

N-1786

REV. A

N-1786 REV. A 10 / 2008

10 / 2008

N-1786 REV. A 10 / 2008 CONTEC Comissão de Normalização Técnica SC - 06 Eletricidade Pára-Raios

CONTEC

Comissão de Normalização Técnica

SC - 06

Eletricidade

Pára-Raios de Linha

Especificação

Esta Norma substitui e cancela a sua revisão anterior.

Cabe à CONTEC - Subcomissão Autora, a orientação quanto à interpretação do texto desta Norma. O Órgão da PETROBRAS usuário desta Norma é o responsável pela adoção e aplicação das suas seções, subseções e enumerações.

Requisito Técnico: Prescrição estabelecida como a mais adequada e que deve ser utilizada estritamente em conformidade com esta Norma. Uma eventual resolução de não segui-la (“não-conformidade” com esta Norma) deve ter fundamentos técnico-gerenciais e deve ser aprovada e registrada pelo Órgão da PETROBRAS usuário desta Norma. É caracterizada por verbos de caráter impositivo.

Prática Recomendada: Prescrição que pode ser utilizada nas condições previstas por esta Norma, mas que admite (e adverte sobre) a possibilidade de alternativa (não escrita nesta Norma) mais adequada à aplicação específica. A alternativa adotada deve ser aprovada e registrada pelo Órgão da PETROBRAS usuário desta Norma. É caracterizada por verbos de caráter não-impositivo. É indicada pela expressão: [Prática Recomendada].

Cópias dos registros das “não-conformidades” com esta Norma, que possam contribuir para o seu aprimoramento, devem ser enviadas para a CONTEC - Subcomissão Autora.

As propostas para revisão desta Norma devem ser enviadas à CONTEC - Subcomissão Autora, indicando a sua identificação alfanumérica e revisão, a seção, subseção e enumeração a ser revisada, a proposta de redação e a justificativa técnico-econômica. As propostas são apreciadas durante os trabalhos para alteração desta Norma.

“A presente Norma é titularidade exclusiva da PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. - PETROBRAS, de uso interno na Companhia, e qualquer reprodução para utilização ou divulgação externa, sem a prévia e expressa autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis. A circulação externa será regulada mediante cláusula própria de Sigilo e Confidencialidade, nos termos do direito intelectual e propriedade industrial.”

termos do direito intelectual e propriedade industrial.” Apresentação As Normas Técnicas PETROBRAS são elaboradas

Apresentação

As Normas Técnicas PETROBRAS são elaboradas por Grupos de Trabalho - GTs (formados por Técnicos Colaboradores especialistas da Companhia e das suas Subsidiárias), são comentadas pelas Unidades da Companhia e das suas Subsidiárias, são aprovadas pelas Subcomissões Autoras - SCs (formadas por técnicos de uma mesma especialidade, representando as Unidades da Companhia e as suas Subsidiárias) e homologadas pelo Núcleo Executivo (formado pelos representantes das Unidades da Companhia e das suas Subsidiárias). Uma Norma Técnica PETROBRAS está sujeita a revisão em qualquer tempo pela sua Subcomissão Autora e deve ser reanalisada a cada 5 anos para ser revalidada, revisada ou cancelada. As Normas Técnicas PETROBRAS são elaboradas em conformidade com a Norma Técnica PETROBRAS N-1. Para informações completas sobre as Normas Técnicas PETROBRAS, ver Catálogo de Normas Técnicas PETROBRAS.

Prefácio N-1786 REV. A 10 / 2008 Esta Norma PETROBRAS N-1786 REV. A 10/ 2008

Prefácio

N-1786

REV. A

N-1786 REV. A 10 / 2008

10 / 2008

Esta Norma PETROBRAS N-1786 REV. A 10/2008 é a Revalidação da PETROBRAS N-1786 06/1981, não tendo sido alterado o seu conteúdo.

1 Escopo

1.1 Esta Norma fixa as condições exigíveis para aquisição de pára-raios de linha, tipo resistor não

linear ou válvula.

1.2 Esta Norma se aplica a procedimentos iniciados a partir da data de sua edição.

1.3 Esta Norma contém somente Requisitos Técnicos.

2 Referências Normativas

Os documentos relacionados a seguir são indispensáveis à aplicação desta Norma. Para referências datadas, aplicam-se somente as edições citadas. Para referências não datadas, aplicam-se as edições mais recentes dos referidos documentos (incluindo emendas).

PETROBRAS N-1787 - Pára-Raios de Linha - Folha de Dados.

3 Condições Gerais

3.1 As

PETROBRAS N-1787.

características

específicas

do

pára-raios

são

as

indicadas

na

Folha

de

Dados

da

3.2 Os itens em branco da Folha de Dados da PETROBRAS N-1787 devem ser preenchidos pelo

fornecedor, que a deve devolver à PETROBRAS devidamente autenticada. O fornecedor é responsável por todas as informações contidas na Folha de Dados.

3.3 Quando houver divergência entre a Folha de Dados da PETROBRAS N-1787 e esta Norma,

prevalecem as informações contidas na primeira.

3.4 Qualquer alternativa apresentada pelo proponente deve ser explicitamente indicada em sua

proposta.

3.5 Características Construtivas

3.5.1 Qualquer parte metálica não condutora deve ser de aço zincado a quente.

3.5.2 Os pára-raios devem ser de unidades monopolares; a quantidade de corpos isoladores e a cor,

estão indicados na Folha de Dados.

3.5.3 Os terminais de linha devem ser próprios para conectores em liga de cobre.

N-1786 REV. A 10 / 2008 3.5.4 Os terminais de aterramento devem ser fornecidos com

N-1786

REV. A

N-1786 REV. A 10 / 2008

10 / 2008

3.5.4 Os terminais de aterramento devem ser fornecidos com conectores adequados a cabos de

cobre nú, encordoados, de bitola indicada na Folha de Dados.

3.5.5 A placa de identificação (e/ou placa suplementar) deve ser de aço inoxidável, contendo as

seguintes informações:

a) PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. - PETROBRAS;

b) nome do Órgão;

c) nome da Unidade;

d) número do pára-raios;

e) número da Requisição de Material (RM);

f) número do Padrão de Descrição de Materiais (PDM);

g) Número do Material (NM);

h) nome do fabricante;

i) tipo e/ou n o de catálogo;

j) tensão nominal;

k) corrente nominal de descarga;

l) freqüência nominal;

m) tensão disruptiva à freqüência industrial;

n) tensão disruptiva ao impulso;

o) tensão residual de descarga sob corrente nominal;

p) ano de fabricação do pára-raios;

q) ajuste de centelhador série externo, quando usado;

r) classe de alívio de sobrepressão, no caso de pára-raios, provido de protetor contra sobrepressões;

s) classe de descarga de linhas de transmissão no caso de pára-raios - 10 000 A - serviço pesado.

4 Testes e Inspeção

4.1 O fabricante deve comunicar, por escrito, no mínimo, com 15 dias de antecedência, as datas de

cada fase de inspeção ou teste.

4.2 Todos os testes devem ser feitos de acordo com as recomendações das normas aplicáveis em

sua última revisão.

5 Condições de Fornecimento

5.1 O fabricante deve enviar, até 10 dias após a realização dos ensaios de recebimento, caso estes

estejam especificados na Folha de Dados, 5 cópias dos relatórios dos mesmos. Aos inspetores, o fabricante deve fornecer 5 cópias dos relatórios dos ensaios testemunhados por eles.

5.2 A PETROBRAS pode, a seu critério e em qualquer época, desistir da execução dos ensaios

especificados sem que caiba à mesma nenhum ônus e sendo abatidos os respectivos preços dos testes.

5.3 Juntamente com a proposta o fabricante deve fornecer um desenho mostrando as dimensões do

equipamento, peso etc., bem como catálogos técnicos referentes às suas partes componentes. Com

base nos resultados dos ensaios de tipo relacionados na Folha de Dados, deve fornecer a curva característica “tensão disruptiva de impulso atmosférico - tempo”. O fabricante deve fornecer documentação comprovando os ensaios de tipo descritos em 5.3.1 a 5.3.4.

5.3.1 Tensão disruptiva de impulso manobra tempo.

N-1786 REV. A 10 / 2008 5.3.2 Corrente suportável de impulso: a) corrente elevada; b)

N-1786

REV. A

N-1786 REV. A 10 / 2008

10 / 2008

5.3.2 Corrente suportável de impulso:

a) corrente elevada;

b) corrente de longa duração (impulso retangular);

c) corrente de longa duração (descarga de linha de transmissão).

5.3.3 Ensaio de ciclo de operação.

5.3.4 Ensaio de sobrepressão interna:

a) corrente elevada;

b) corrente reduzida.

5.4 O

fabricante

deve

fornecer

a

PETROBRAS

5

cópias

heliográficas

dos

desenhos

dos

equipamentos,

devidamente

detalhados,

para

comentários

e/ou

aprovação,

15

dias

após

o

recebimento.

5.5 O fabricante deve fornecer à PETROBRAS 1 cópia reproduzível em poliéster ou similar, de boa

qualidade, ou original dos desenhos certificados e 3 cópias heliográficas, 15 dias após o recebimento

dos desenhos devidamente comentados e aprovados.

5.6 Estes desenhos devem conter, no mínimo, as seguintes informações:

a) PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. - PETROBRAS;

b) nome do Órgão;

c) nome da Unidade;

d) número do pára-raios;

e) RM;

f) PDM;

g) NM;

h) nome do fabricante;

i) número de fabricação do equipamento;

j) tipo e/ou n o do catálogo;

k) ano de fabricação do pára-raios;

l) tensão nominal;

m) corrente de descarga nominal;

n) dimensões gerais do pára-raios;

o) peso do pára-raios;

p) locação de furação da base para fixação em suporte de concreto;

q) valor de ajuste do centelhador série externo, quando usado;

r) classe de alívio de sobrepressão no caso de pára-raios providos de protetor contra sobrepressões;

s) classe de descarga de Linha de Transmissão no caso de pára-raios para 10 000 A - serviço pesado;

t) série (A ou B) no caso de pára-raios para 5 000 A;

u) serviço (pesado ou leve) no caso de pára-raios de 10 000 A.

5.7 Manuais

Juntamente com o equipamento, o fabricante deve fornecer 10 cópias do Manual de Instalação e Manutenção do pára-raios, contendo os princípios de operação do mesmo.

5.8 Garantias N-1786 REV. A 10 / 2008 O fabricante deve garantir o reparo e/ou

5.8 Garantias

N-1786

REV. A

N-1786 REV. A 10 / 2008

10 / 2008

O fabricante deve garantir o reparo e/ou substituição, sob suas expensas de todo o material em que se constatar defeito de projeto ou fabricação durante o período de 24 meses a partir da data de sua entrega ou 12 meses a partir da data de início de seu funcionamento.

N-1786 REV. A 10 / 2008 ÍNDICE DE REVISÕES REV. A Partes Atingidas Descrição da

N-1786

REV. A

N-1786 REV. A 10 / 2008

10 / 2008

ÍNDICE DE REVISÕES REV. A Partes Atingidas Descrição da Alteração Revalidação
ÍNDICE DE REVISÕES
REV. A
Partes Atingidas
Descrição da Alteração
Revalidação