Você está na página 1de 56
® Licées Biblicas MATURIDADE DE CRISTA Joveris e Adultos Revista do aluno 2° Trim.92 aticad MATURIDADE CRISTA Publicago Trimestral da Casa Publicadora das Assambléias de Deus Estrada Vicente de Carvalho, 1083 Telefones: (021) 891-4396 6 301-4535 20001 - Rilo de Janeiro, Ru Presidente do Conselho Administrative Luiz Vieirada Siva Diretor Executive Horacio da Silva Jénior Diretor Administrativo Josué Gomes de Souza Diretor de Publicagées Antonio Gilberto Chete da Divisio de Educagdo Crists Adilson Faria Soares Lojas CPAD Rio de Janeiro Tel,: (081) 224-2441 Rua Buenos Aires, 113 - Centro Tol: (021)232-1837 Umberlandia, MG Estrada Vicente de Carvalho, 1083 Ay. Floriano Peixoto, 834 Loja 1 - Centro Tel: (021) 391-4396 Tol.: (034) 234-3540 Rua Maria Freitas, 110 Loja E - Galeria Avatar - Madureira - Tol,: 359-5488 ‘S60 Paulo, SP - Belenzinho Rua Cons.* Cotegipe, 126 6 130 Niteréi, RJ Tel.: (011) 202-1437 Rua Aurelino Leal, 47 Tel.: (021) 722-0072 Cunttiba, PR Rua Senador Xavier da Silva, 450- Centro Nova Iguacu, Ru Civico - Tel.: (041) 233-5998 Ay. Gov. Amaral Peixoto, 427 Lojas 101 @ 108 - Tel.: (021) 767-6744 Distrito Federal Brasilia - DF Recife, PE Super Center Vendincio, 2000/Ioja 135 Av. Dantas Barreto, 1021 - Centro Tel.: (061) 223-4180 Nosea Capa: A missto do evangelista ¢ a de ganhar almas para o reino de Deus, explicando as Escrituras com a Escritura (At €.30-25). ' LANCAMENTOS Relagées Publicas @ Humanas para Lideres Missels sobre Cuba eA sets | Saiba como vencer as f Durante sete anos Cuba | fol atingida por'uma dificuldades de se falar é diferente poderosa em piblico. Um autentico invasdo, executada por ‘Manual de auxilio aos ‘| umeorgesoe desternt, -obreiros ‘de modo geral, do soldado, até cairnas Voo8 ainda encontrara Garras brutais da policia’ -—«neste_‘livro. instrugses. secreta de Fidel Castro, basicas fara(c seuclaca dia. { Cod. 4111 Céd, 3863 Chineses de Deus Perseguidos, mantive- Tam a {6 inabalavel em Cristo, Antes eram trés milhdes de cristéos. Ho- Je, so mais de cin- qdenta milhGes. Cod. 3862 ESCOLHA MAIS LIVROS NA PAGINA SEGUINTE » FAGA AQUI O SEU PEDIDO DE LIVROS. NOME Ne cop .(! (ODD) —_—TELEFONE. [eB ealal (al INSC. EST. LB922T | (0S PRODUTOS AQUI VEICULADOS TERKO SEUS PRECOS DE ACORDO COM A TABELA DO NES DO PEDIDO cODiGd ‘QUANT. CODIGO, QUANT. | CODIGO, QUANT. od VOCE MERECE 0 MELHOR u y ‘ € a Q ( \ ewe Hiotéria doe Hobrove Hiatéria doe Hebreus Volume 1 Volume2 Uma super-cora de Flavio Histoiador judey, vveu ovote, onde. a narra enite7 9 1033.C 0 qv, Svaporsoguigso polos o- durant toda sua vida manos e:sua prisao, Apés sor sollo, escreve a histé- ria dos hebreus, a iberta- Go dos israalilas © sua caminhada até a Tera Prometida sob a direg3o de Moises, ESTES LIVROS NAO PODEM -FALTAR EM SUA BIBLIOTECA 0 Dia em que Naaci de Novo Roolato marcanto de. um Jjovern que se envolveu com drogas, espirtsmo e homossexualismo antes de_conhecer a Cristo. Hoje, totalmente lberto polo poder de Dous, 6 um ‘vangolistaitinorante, Cod, 3201 ave 0 seu povo sob 0 do- minio. de Roma, em 66 4.6, lrompau uma revo ta contra os romanos, Flavio Joseto foi enviado para dirgir as operagdos - ‘contra o inimigo. C64. 2001 © principal propdsito dosielivro é desvendar os, mistérios da Biblia 9 Interprotar 08 tipos do Antigo Testamento que se ‘concretizam no antipo do Novo Testament. Cé¢. 2917 Ofir 0 a8 Macas de Ouro 0 ouro, sua importancia, utiidade, simbobgia © aplicacso no ambilo 6s piritval, "No dominio do ret Nabucodonazor, todo 0 ‘ure pertencento a casa real fol leyado para a a ‘Quom é Deus? Este Ivo 6 um tratado flloséficoteoKsgico que, por carta, levard seus loi- ores a crerna oxisténcia de Deus, alé mesmo os Céticos, Vale a pena experimentar sua leltura. (Cd. 4048 FAGA SEU PEDIDO NO CUPOM DA PAGINA ANTERIOR BabilOnia, desaparecon- do 0,teino de Juda com todo 0 ouro @ todas as riquezas*, (Cd. 2861 ISR-52-1038/86 UP. APT PRES.VARGAS DRIRJ, _ CARTAO RESPOSTA NAO E NECESSARIO SELAR © Selo Sera Pago P, CASA PUBLICADORA DAS | ASSEMBLEIAS DE DEUS eDKOES CPRAD CEP 21210 RIO DE JANEIRO-RJ 6 Licées Biblicas Comentario: GEZIEL NUNES GOMES SUMARIO Licées do 2° Trimestre de 1992 Licho 1 ‘A Certeza da Sua Vinda Ligio 2 Sinais da Sua Vinda Lisio 3 © Salvador Ressurreto Lido 4 ‘Ainda Hé Lugar Ligdo 5 ‘Buscando as Almas Perdidas Ligio 6 ‘Até Que Ele Venha Ligio7 ‘Negociai Até Que Eu Venha Ligio 8 Poder Para Ganhar Almas Ligio 9 ‘Comegando Por Jerusalém Licdo 10 ‘© Pentecoste e a Visdo Missionaria Ligho 11 Evangelizemos o Mundo Ligdo 12 ‘Os Campos Esto Brancos Para a Ceifa Ligdo 13 0 Galardo do Servo Fiel NOSSO OBJETIVO - | EVANGELIZACAO Mais um trimestre se inicia. Estamos em plena Década da Colheita e os resultados comecam a surgir. No entanto, visando uma mobilizacdo maior na obra de evangelizacao, estaremos estudando uma série de licdes sobre o assunto, onde os professores, no seu importantissimo ministério, deverao empenhar-se o mais que puderem, rogandoa ajuda do Espirito Santo, para que haja um grande despertamento missionario em nossas igrejas. Estudemos e continuemos colhendo almas para o senhor Jesus, pois “o que ganha almas sabio é” (Py 11.30b). Ocomentador é um homem a quem Deus tem dado paixao pelas almas e profunda visdo dos campos brancos, além de possuir vasta experiéncia e conhecimento da obra de Deus em nossa Patria e no exterior. Por isso, com muita propriedade, ministra-nos excelentes ligses que, se postas em pratica, trarao como resultado um grande niimero de obreiros despertados para a obra missiondrla, os quais, por sua vez, estartio semeando a genuina mensagem de salvacdo nesta Década da Colheita. Assim sendo, os ensinos deverdo ser colocados imediatamente em pratica, Para tanto, toda a escola, apés o estudo de cada ligdo, deve cooperar com os responsaveis pela mesma € com 0 pastor da igreja, a flm de que sejam realizados trabalhos evangelisticos, “comegando por Jerusalém”, isto €, nas circunvizinhangas dessa igreja. Deste modo, todos podem devem cumprir as tiltimas instrugées do “Ide”, conforme Mc 16.15; Mt 28,19. A igreja deve crescer, conforme nos ensina o profeta Isaias “Amplia o lugar da tua tenda, e as cortinas das tuas habitagdes se estendam; n4o o impegas; alonga as tuas cordas, e firma bem as tuas estacas” (Is 54.2). Queira Deus, utilizar o presente trimestre para manter acesa a chama do ideal missionario em cada cora¢ao. E os que ainda nao foram despertados, que sejam com urgéncia, pois a noite ja se apraxima e ninguém mais podera trabalhar. Qugamos o que diz a letra do hino sacro: “Despertemos fa ¢ dia, trabalhemos com fervor; e levemos, com alegria, muitas almas ao Senhor” (Harpa Crista 16). Os campos Jaest4o brancos, continuemos a celfa até que Ele venha, pois ao fim receberemos 0 nosso galardao. Aleluia! Pr. ADILSON FARIA SOARES CHEFE DEC & A, Ligdo 1 5 de abril de 1992 A CERTEZA DA SUA VINDA TEXTO AUREO wAquele que testifica estas coisas diz: Certamente cedo venho, Amém. Ora vem Senhor Jesus” (Ap 22.20). VERDADE PRATICA "Temos a absoluta certeza da iminente volta do Senhor, porque as Escrituras assim ensinam. LEITURA DIARIA Segunda - 2 Sm 23.2-6 Um concerto eterno Terca-1Jo3.1-5 Uma esperanca purificadora: Quarta -2 Pe 3.8-14 Uma promessa infaltvel Quinta -1 Pe 13-8 Um gozo inefével Sexta - 1Ts5.1-6 ‘Um acontecimento iminente Sabado - 1 Ts 413-18 Uma certeza consoladora TEXTO BIBLICO BASICO 1 Ts 1.9,10; 4.15-18; At 1.10,11; Ap 22.20 1 Ts 1.9 - Porque eles mesmos anunciam de nés qual a entrada que tivemos para convosco, e como dos fdolos vos convertestes a Deus, para servir 0 Deus vivo e verdadelro, 10 -Eesperar doscéusaseu Filho, ‘a quem ressuseltou dos mortos, a saber, Jesus, que nos livra da ira futura. 4.15 - Dizemo-vos, pols, isto pela palavra do Senhor; que nos, 0s que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, no precederemos os que dormem. 16 - Porque o mesmo Senhor descer4 do céu.com alarido, e com voz de arcanjo,e coma trombeta de Deus; e os que morreram em ressuscitarao primeiro. 17 - Depois nds, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuyens, a.encontrar 0 Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. 18 - Portanto, consolal-vos uns ‘aos outros com estas palavras. At 1.10 - E, estando com os olhos fitos no céu, enquanto ele subla, els que Junto deles se puseram dois vardes vestidos de branco, 11 - Os quais Ihes disseram: Vardes galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vos fol recebldo em cima no céu, ha de vir assim como para o céu o vistes Ir. ‘Ap 22.20 - Aquele que testifica estas coisas diz: Certamente cedo venho. Amém. Ora vem, Senhor Jesus. COMENTARIO INTRODUCAO Toda ‘a Biblia testifica da segun- davinda de Cristo a esta terra. O plano completo da redengHo se con- suma, efetivamente, através de duas vindas pessoais do Redentor (Hb 9.27,28). Damesma forma como temos crido na realidade do primeiro advento do Senhor Jesus, estamos absoluta- mente convictos de que Ele voltar& outra vez (Jo 14.18). Por que temos esta certeza? Em que nos baseamos? De onde ela procede? Vamos respon- der: 3 I. AS ESCRITURAS ENSINAM A. SEGUNDA VINDA DE JESUS AEscritura fala da segunda vinda de Cristo oito vezes mais do que fala da primeira. Somenteno Novo Testamento existem cerca de 318 referéncias a esse glorioso acontecimento. Em 24 dos 27 livros do Novo Testamento, a segunda vinda de Jesus é mencionada. Isto €, ‘corre em 216 dos 260 capitulos. Como afirma o escritor William Fitch “Se se retirasse do Novo Testamento a mensagem da segunda vinda somente restariam sombras de sua gloriosa plenitude”. I. O ENSINO ENFATICO NAS PARABOLAS 1. A parabola das dez virgens (Mt 25.1-13). Enfoca a segunda vinda de Jesus, como a auspiciosa chegada do ..No verso 6, temos a maravilhosa chave do evento: “Mas & meia-noite ouviu-se um clamor: af vem 0 esposo, sai-lhe ao encontro.” 2, A pardbola dos dois servos (Mt 24,45-51), Apresenta trés vezes 0 verbo vir, sempre aludindo ao Senhor: a) “O Senhor, quando vier” (v. 46); b) “tarde viré” (v. 48); c) “vird o Senhor” (v. 50). Na primeira citago, temos a afirmagio de que o senhor viré. E uma certeza de sua Vinda. Na segunda, 6 0 servo negligente que diz. que Ele viré, porém, ira demorar, pelo que nao se mantém preparado para recebé-lo, Na terceira citagao, 0 aviso de que a sua vinda serd de repente, ¢ os desavisados serao colhidos de surpresa; € que os fiéis deverdo estar sempre preparados. 3. A parabola dos lavradores maus. Realga, de igual modo, o Senhor da vi- nha que um dia regressaré: “Quando is vier o Senhor da vinha, que fara jucles lavradores?” (Mt 21.40). 4, A parabola dos talentos (Mt 25.14-30). Destaca a grande ligao da atividade dos servos no periodo que precede a vinda do Senhor. O regresso do Senhor esté relacionado com a taco de contas dos servos, por causa dos talentos recebidos. Vejam o verso. 19: “E muito tempo depois veio o Senhor daqueles servos, ¢ fez contas com eles”, Isto posto, entende-se claramente que a 4 doutrina da volta do Senhor Jesus deve ser crida também, porque foi o tema dominante de vrias de suas pardbolas. Mil. AS PROFECIAS REVELAM A SEGUNDA VINDA DE JESUS Quase a metade do texto da Biblia Sagrada é de natureza profética, No livro do Apocalipse Iemos que “o testemunho de Jesus € 0 espirito de profecia” (19.10). 1. O significado das profecias biblicas. As profecias revelam a: sabedoria de Deus ¢ sua maravilhosa presciéncia. Elas fortalecem anossafée tornam cloguente a nossa esperang: profecias sio como a lantema do para os dias em que atravessamos escuros. Blas revelam 6 plano de Deus e nos dao diregao, certeza, confortoe paz. Em sua primeira vinda, Jesus veio como Cordeiro de Deus ¢ sofreu até & morte (Is 53; Jo 1.29), Na segunda vinda, Ele se manifestaraé como o Lefo da ‘Tribo de Juda ¢ estaré coroado de gléria (Mt 24.30). Assim Ele 6 apresentado pelos profetas. 2. Referencias proféticas no Antigo Testamento, De um modo maravilhoso, encontramos no texto do Antigo Testamento ricas referéncias A segunda vinda de Cristo: a) Em Dn 7.13,14, o profeta diz: “Eu estava olhando nas minhas visGes da noite, ¢ eis que vinha nas nuvens do céu um como o filho do homem; ¢ dirigiu-se ao ancifio de dias, ¢ o fizeram chegar até cle. E foi-Ihe dado odominioe ahonra, co reino, para que todos os povos, nagées ¢ linguas o servissem; 0 scu dominio é um dominio eterno, que nfo passaré, ¢ o seu reino o finico que nao ser4 destruido”. b) Por meio do profeta Zacarias, o Senhor disse; “E olharao para mim, a quem trans- assaram” (Zc 12,10). c) E 0 profeta jeremias disse: “Eis que vém dias, dizo Senhor, em que levantarei a Davi um renovo justo; e, sendo rei reinaré, c praticard o juizo c a justiga na terra” (Jr 23.5,6), d) Ainda 0 profeta Zacarias previu aquele dia, dizendo: “E naquele dia estarao os seus pés sobre 0 Monte das Oliveiras, que esté defronte de Jerusalém para o oriente; eo Monte das Oliveiras seré fendido pelo meio, para o oriente e para o ocidente, ¢ haveré um vale muito grande; e metade do monte se apartard para onorte,e aoutrametade dele para o sul” (Zc 14,4). textos acima, podemos notar com que clareza os profetas do Antigo Tes- tamento viram o dia da Segunda Vinda do Senhor Jesus, em poder e gléria. 3. Referencias proféticas no Novo Testamento. Judas, em sua epistola universal, faz refert: auma profecia de Enoque, dizendo: “Eis que vindo o Senhor com milhares de seus santos; para fazer juizo contra todos e condenar dentre eles todos os impios, por todas as suas obras de impiedade, que impiamente ‘cometeram, ¢ por todas as duras palavras que impios pecadores disseram contra ele” (Jd 14,15). Sem divida alguma, Enoque teve a visio da segunda fase da Segunda Vinda de Jesus. Aleluia! No livro de Apocalipse, temos as mais notiveis expressées da Segunda Vinda do Senhor, pois, na visio de Patmos, © apéstolo Joao viu coisas sublimes, além da experiéncia humana, constituidas de fatos jamais acontecidos. A visi ele teve de Jesus foi assi E estava vestido de uma veste salpicada de sangue; eonome pelo qual se chama é a Palavra de Deus. E seguiam-no os exércitos no céu em cavalos brancos, ¢ vestidos de linho fino, branco e puro. Eda sua boca saia uma aguda espada, para ferir com claasnacdes; ¢ cle as regerécomvarade ferro; ¢ ele mesmo € 0 que pisa o lagar do vinho do furore daira de Deus Todo- poderoso” (Ap 19.13-15). O pr io Senhor Jesus afirmou: “E quando o Filho do homem vier em sua gléria, € todos os santos anjos com ele, entéo se assentaré no trono da sua gléria” (Mt 25.31). IV. A CERTEZA VEM DAS PRO- MESSAS DE DEUS 1. A promessa apresentada pelos apéstolos. Vejamos: a)Pedro: “Porque niovos fizemos saber a virtdeeavinda de nosso Senhor Jesus Cristo, seguindo fabulas artificialmente compostas; mas nis mesmos vimos a sua majestade” (2 Pe 1.16). b) Tiago: “Sede vos também pacientes, fortalccei os vossos coragées, porque jé 2 vinda do Senor esta préxima”” Ar (Tg 5.8), c) Paulo: “E a v6s, que sois atribulados, descanso conosco, quando se manifesta v Scnhor Jesus desde o céu com os anjos do seu poder” (2 Ts 1,7). d) Todo: “E agora, filhinhos, permanecei nele; para que, quando ele se manifestar, tenhamos confianga, € nio sejamos confundidos por cle na sua vinda” (1 Jo 2.28). 2. Promessa através dos anjos (At 1.1011). O Pai Eterno providenciou a vinda de dois seres celestiais no exato momento da ascensio do Senhor, en- quanto os discipulos sinda olhavam para cima, Mais uma vez. os anjos ministravam a favor dos que hito de herdar a are e cumpriam as ordens do Eterno (Hb 1.14; SI 103.20). E assim eles trouxeram, também, a promessa da volta de Jesus. 3. A promessa felta por Jesus Cristo. Jesus tratou cuidadosamente de infundir dos discfpulos a doce esperanga ¢ convicefo de sua volta. De a maneira muito especifica, os discursos escatolégicos dos Evangelhos Sinéticos tratam deste tema. Cristo, pessoalmente, prometeu voltar. O texto canénico nio foi encerrado oficialmente até que o Filho de Deus 0 selou com a renovagio da promessa de voltar brevemente, de voltar com certeza. ‘Trés vezes, na tiltima pagina da Biblia, (.20)Jo que deu lugar ® “Oravem, Senhor Jesus.” QUESTIONARIO 1. Qual 0 duplo propésito de nossa salvagio, de acordo com o ensino de Paulo? 2, Em quantos livros e capitulos do Novo Testamento a mensagem da segunda vinda € citada? 3. Mencione duas pardbolas que tratam da volta de Cristo? 4. Mencione dois profetas do Antigo Testamento que predisscram 0 segundo advento de Cristo ? 5. Em que parte da Escritura os anjos falam do regresso de Cristo a este mundo? Ligdo 2 12 de abril de 1992 SINAIS DA SUA VINDA TEXTO AUREO “Quem vencer, herdaré todas as coisas; e euserei seu Deus, e ele seré ‘meu filho” (Ap 21.7). VERDADE PRATICA Emnossos dias, mais do que nunca, os sinais da segunda vinda de Cristo demonstram que ela esté proxima. LEITURA DIARIA Segunda - Mt 24.36; 1 Ts 5.2 Quinta - Dn 12.4 O dia da sua vinda O desenvolvimento da ciéncia Terca-1Ts 53-6 Sexta - Mt 24. 23-26 Os fiéis ndo serdo surpreendidos Aparecerao falsos cristos Quarta - Mt 24.6,7 Sabado - Mt 24.32,33 Guerras e misérias sao sinais A figueira floresceré TEXTO BIBLICO BASICO Le 21.25-30,38; Mt 24.45,46 Le 21.25 - E havers sinais no sole na lua e nas estrelas; e na terra angustia das nacées, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas; 26 - Homens desmaiando de terror, na expectaciio das colsas que sobrevirao a0 mundo. Porquanto as virtudes do céu serio abaladas, 27--E entao-verao vir o Filho do homem numa nuvem, com poder e grande gloria. 28 - Ora, quando estas coisas ‘comegarem a acontecer, olhai para cima e levantal as yossas cabecas, porque a vossa redencio esta proxima. 29 - E disse-Ihes uma parébola: Olhai para a figuelra, e para todas as Sryores; 30-Quandojé temrebentado, vés sabels por vs mesmos, vendo-as, que perto est Ja 0 veriio. 38 - E todoo povo la ter com ele a0 templo, de manha cedo, para o ouvir. ~ Mt24.45- Quem é pois oservofiel e prudente, que 0 Senhor constitulu sobre a sua casa, para dar o sustento a seu tempo? 46-Bem-aventuradoaquele servo que o Senhor, quando vier, achar servindo assim. COMENTARIO INTRODUCAO. ‘A atencio da Igreja est voltada com grande simpatia, interesse ¢ expectativa para os muitos sinais que esto acontecendo nas mais distintas esferas, sinais estes que estdo preditos nas Escrituras como os acontecimentos que se dariam precedendo a volta triunfante do Senhor Jesus. I SINAIS NA AREA POLITICA 1.Guerras (Mt24.6,7;Le21.9,10). a. Entre os anos de 1898 ¢ 1991 houve centenas de conflitos armados no mundo, sendo quemais de 80 ocorreram nos tiltimos 20 anos, ‘b. Durante a] Guerra Mundial morre- ram 8.418.000 militares e 1.300.000 ci- vis. Na 2", morreram 16.933.000 militares ¢ 34,305,000 civis. Isto para nao citar seus efeitos desiruidores ao longo dos anos subseqiientes. Da Segunda Grande Guerra, basta lembrar o massacre dos judeus ¢ os terriveis efeitos causados pelas bombas atdmicas langadas sobre o Tapio. ) O custo material das guerras. Incalculaveis fortunas tem sido gastas em armamentos, aumentando assim o caos que oprime @ raga humana. H4 algum tempo, um grande estadista informou queo custo deum ‘nico missil intercontinental daria: “Para plantar 200 milhées de arvores, irrigar um milhao de hectares de terra, alimentar 80 mi- thoes de pessoas subnutridas, comprar um mhilhao de toneladas de fertilizantes, construir 65 mil centros desatide ou 340 mil escolas primérias”. Recentemente, na Guerra do Golfo Pérsico, foram gas- tos bilhdes de délares em aquisicao de armamentos, que dariam para socorrer milhdes de famintos ¢ desabrigados ¢ construir milhares de habitagdes, hos- itais ¢ escolas em pafses do chamado rerceiro Mundo. Entretanto, toda essa imensa quantia foi usada para des- tmuir vidas e patriménios valiosos, além de causar irrepardveis prejuizos ecolé- gicos. IL SINAIS NA AREA DA NATUREZA 1, Terremotos (Mt 24.7; Le 21.11). O nosso Século tem sido o mais castigado com diferentes tipos de terremotos © tremores de terra. Em 15 de agosto de 1950, registrou-se um dos mais vio- lentos motos da histéria, na fron- tcira da India com a China, na Cor- dilheira do Himalaia. Dezesseis mil quilémetros quadrados de terra fica- tam desolados e completamente des- trufdos, No dia 22 de maio de 1960, no Chile, cerca de 50 mil casas foram destrufdas por um grande terremoto. Hé poucos anos o México foi abalado com terremotos de grandes propor- Ges, Até aqui, em varios lugares do Brasil, tem sido registrados alguns pequenos, mas assustadores abalos sismicos. 2. Dados estatisticos. Eis a estatistica dos terremotos registrados nos tiltimos séculos: Século X, 32; XI, 53; XII, 84; KI, 115; XIV, 137; XV, 174; XVI, 253; XVII, 378; XVIII, 640; XIX, 2119. Vale acrescentar queno Século XX jése registraram mais terremotos que em. todos os demais acima mencionados. 6 SO Il. SINAIS NAS AREAS SOCIAL E MORAL 1. Fomes ¢ flagelos (Le 21.11; Ap 6.8). Milhoes de pessoas na Exi6pia, prin cipalmente criangas, tm morrido devido 4 séria escassez de alimentos. Na provincia de Sidamo, um tergo da populagio est4 atravessando graves necessidades. Em ‘Uganda, milhares de pessoas esto amea- gadas de morrer por desnutrig&o. Em cer- tas regides da India Central, 77% da popu- ago est sofrendo de sérias enfermidades devido & péssima nutri¢ao. No Brasil, a subnutri¢ao € uma realidade inconteste; afome c a miséria séo ameagas constantes, ea tuberculose pulmonar, uma das suas terriveis conseqiiéncias, tem sido ¢ continua sendo a maior responsdvel por intimeras ocorréncias de Sbitos. 2, Violéncia (Gn 6.11,13; He 1.3). Uma onda de violencia cobre o mundo como resultado de uma estratégia setinica para afastar ainda mais a criatura do Criador. Em 1980, nos E.U.A.., registrou- se a seguinte estatistica criminal: um assassinio a cada 23 minutos; um crime violento a cada 24 segundos; roubo a cada 58 segundos; ¢ um assalto violento acada 48 segundos. Também no Brasil, inci te nas grandes capitais, como io de Janeiro ¢ Sao Paulo, a violéncia tem se multiplicado nos tiltimos anos. Assalto, roubos, furtos ¢ latrocfnios, antes praticadas por adultos, so diariamente praticados por criangas de ambos 0s sexos, da faixa de oito'a quinze anos de idade. E a tendéncia é ade que esses crimes e o mimero de menores delingjientes aumentem cada vez mais. 3. Divércio, Emcada 1,000 pessoas no Djibute, 69 sio divorciadas; nos E.U.A,, 5; na URSS, 3; na Suécia, 3, na Dinamarca, 3. Em cada 100 pessoas casadas no Panamé, 34 so divorciadas; naTanzinia, 20; em Botswana, 13; nos E.U.A, 11 e em Uganda 11. No Brasil, também, o mimero de divércios tem aumentado a cada ano. E lamentavel. 4. Orgia, téxicos e perversdes sexuais (Gn 6.1,2; 18.20; Rm 1.27,28). ‘A Organizaco Mundial de Satde declarou que o mundo esté sob os efeitos de uma epidemia de tabagismo, que tende a aumentar. Na Tailandia, entre 1970 ¢ 1990, o consumo de cigarros au- 7 mentou em 704%. Nesse pais, a populagio asta 1/5 de suas rendas com vicio. No rasil, o numero de fumantes estd au- mentandona proporgao de 8% ao ano. O aleoolismo, com seus efeitos destruidores, tem ceifado vidas impiedosamente. Segundo uma estatistica recente de um orgéo do governo, o Brasil em 1991 conta com 1.500.000 (um milhio e quinhetos mil) alcodlatras cadastrados. Uma jornalista americana, recen- temente, descreveu o estado decadente do mundo com as seguintes palavras: “Uma geraciio que se afundou na por- nografia, violencia, profanagaa, abuso do sexo e drogas, Hé uma tragédia que enyolve milhares de adolescentes gré- vidas, pois as cl{nicas de aborto estao proliferando assustadoramente”. O homossexualismo, tanto entre os homens. quanto entre as mulheres, tem crescido assustadoramente em todo o mundo, mesmo as cidades de Sodoma e Gomorra. Os meios de comunicagio, em grande ndimero, esto sendo usados para cultuar a pornografia, a prostituicfo © sexo livre e todo 0 tipo de imoralidades. Eisto em nome da(Cultura c da Arte.) 5. Na tecnologia e na cléncla ém geral. Podemos mencionaradescoberta de fontes alteativas de energia, as pesquisas viagens espaciais, os sofi- sticados aparelhos eletronicos, subma- tinos nucleares, mfsseis _balisticos intercontinentais, substituigaio de filmes fotogrificos por discos, utilizagio dos Taios gama e laser, os consideraveis avangos nas freas da Geologia, Bio- quimica, Genética, Astronduti cina, Oceanografia, etc, A multiplicagio da ciéncia € também um sinal dos tiltimos tempos, preditos em Daniel 12.1-4. IV. SINAIS NA AREA RELIGIOSA 1. Falsos cristos (Mt24.5; Le 21.8). Nos tiltimos 50 anos, cerca de 1.100 Ideres apresentaram-se como cristos ounacondigaode salvadores do mundo, 2, Apostasia, Trata-se da mais hedionda negagfio da f6, da experiéncia de salvacio, regencracio, batismo com © Espirito Santo ¢ tudo mais que faz parte da vida cristi. 3, Falsos lideres (Mt 24.11),0s falsos profetas aqui siocomparados aos falsos lideres da obra de Deus, isto é, pessoas que se promovem a lideres com fins gananciosos, que pregam a mensagem por interesse financeiro, que usurpam ‘0s bens das pessoas simplices, oferecendo em troca béngaos que nao podem dar, pelo que terao de prestar contas ao justo, Juiz de toda a terra. 4. Indoléncia, desfinimo e abandono da fé (1 Tm 4.1,2). “Por se multiplicar ainiqilidade, o amor de muitos esfriara” (M124.12), Eporventuranio é0 que es- tamos vendo abundantemente em nossos dias? Os falsos crentes vivendo em ini- qiiidade, servindo de motivo de esfria- mento espiritual para aqueles que disso se escandalizam? Infelizmente, sim. 5. Descrenca na yinda do Senhor (2 Pe 3.3,4), Uma caracteristica dos ltimos tempos € 0 aparecimento de escarnecedores zombando da vinda do Senhor, por parecer tardia, V. O SINAL DA FIGUEIRA A sobrevivencia do povo judeu através dos milénios,sem divida, €um milagre. 1. Adispersio (Lv 26,33; S144.11), p6s 25 séculos de dispersio, Israel voltou a ter reconhecida sua identidade nacional e hoje habita sua propria terra. A testauracio nacional de Israel é um fato consumado. 2. 0 retorno (Dt 30.3; Is 11.11,12). © retomo dos filhos de Israel’ foi profetizado mil anos antes dadisperséo, por Moisés, e depois por outros profetas, 3. A restauragao (Dt 4.30,31; Jr 31.28). "Deus nio rejeitou o seu povo” (Rm 11.2), Por isso prometeu restauré- Io. A figueira esté brotando, overdo esta préximo! Jesus esté voltando, a nossa redengao esta préxima, Aleluia! QUESTIONARIO 1. Como podemos saber o tempo da vinda de Cristo? 2, Que significa 0 fato de as nagdes falarem em paz ¢ estarem se armando para a guerra? 3. Que sinais da Natureza atestam que Jesus vem breve? 4, Que sinal predito a Daniel esta se cumprindo em nossos dias? 5. Qual o significado do sinal da figueira? Ligdo 3 419 de abril de 1992 O SALVADOR RESSURRETO (Dia da Ressurrei¢ao) TEXTO AUREO “Por que buscais o vivente entre os mortos? Nao esté aqui, mas ressuscitou" (Le 24.5,6). VERDADE PRATICA "A ressurreigao de Cristo nos garante a vitéria sobre a morte, e dé-nos * acerteza de vida eterna, LEITURA DIARIA Segunda - 1 Co 15.12-17 Ofato da ressurreigao de Cristo Terca -Rm 89-1 Em Cristo somos vivificados Quarta - 1 Co 15.41-44 Quinta -1 Co 15.45-51 A ressurreigdo é um mistério Sexta - 1 Co 1551-53 Na ressurrei¢ao, a imortalidade Sdbado - 1 Co 15.54,55 A nossa ressurreicdo seréem gloria A ressurreicao, vitéria final TEXTO B{BLICO BASICO ‘Mt 28.1-105 1 Co 15.20,50-54; 2 Co 5.1; Mt 28.1 - E, no fim do s&bado, quando é despontaya 0 primetro dia semana, Maria Madalenaeaoutra Maria foram ver o sepulcro; 2.- B eis que houvera um grande terremoto, porque um anjo do Senhor, descendo do céu, chegou, removendo a pedra, e sentou-se sobre ela. 3 - Bo seu aspecto era como um reldmpago, ¢ o seu vestido branco co- mo neve. 4-E 0s guardas, com medo dele, - ficaram muito assombrados, e como mortos. 5-Maso anjo,respondendo, disse as mulheres: Nao tenhais medo; pols eu sei que buscais a Jesus, que fol crucificado. 6 - Ele nao est aqui, porque Ja ressuscitou, como havia dito. Vinde, vede o lugar onde o Senhor jazia. 7-1de pois, imediatamente, e dizel aos seus discipulos que j4 ressuscitou dos mortos. E els que ele vai adiante de v6s para a Galiléia; ali o verels. Eis que eu vo-lo tenho dito. 8-E, saindoelas pressurosamente do sepulcro, com temor e correram a anuncié-lo aos seus discfpulos. 9, indo elas, els que Jesus Ihes sal ao encontro, dizendo: Eu vos safido. E elas, chegando, abracaram os seus pés, eo adoraram. 10 - Entéo Jesus disse-lhes: Nao temals; Ide dizer a meus irmaos que vio a Galiléla, e li me verao. 1 Co 15.20 - Mas agora Cristo ressuscitou dos mortos, e fol feito as prim{cias dos que dormem. 50 - Eagora digo isto, irmiios: que acarne eo sangue no podem herdar o reino de Deus, nem a corrupcio herda a incorrupgio. 54 -Eis aqul vos digo um mistério: ‘Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados, 52 - Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a ultima trombeta; porque a trombeta soard, e os mortos ressuscitaro incorruptiveis, e nés seremos transformados. 53 - Porque convém que isto que € corruptivel. se revista. da Incor- ruptibilldade, e que isto que ¢ mortal se revista da imortalidade. ‘54-E, quando isto que é corruptivel se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, entéo cumprir-se-4 a palavra que esté escrita: Tragada foi a morte na vitéria. 2.Co§.1- Porque sabemos que, se a nossa casa terrestre deste taberndculo se desfizer, temos de Deus um edificio, uma casa io felta por mos, eterna, nos céus, COMENTARIO INTRODUCAO Trataremos nesta ligio sobre a Tessurrei¢ao de Cristo, o ponto de apoio da f6 cristae a maior vitdria sobre 0 de Satanfs - a morte (Hb 2.14,15); pois, na ressurreigio, Cristo venceu com plenitude ¢ poder todos os poderes (Ef 1.19-22). Quando Ele ressurgiu, esmagou completamente o inimigo (C12.14,15). Essa é uma promessa para o cristio fiel (Rm 16.20). Gléria a Deus! LA SUPREMA CONFIANCA DO CRISTAO “Agora Cristo ressuscitou” (Versio Brasileira - 1917). “Agora” - advérbio de tempo - mostra gue, no passado nao era. aout porque no V.T. tudo eraespe- tado. Marta tinha conhecimento dessa doutrina, exposta nas sinagogas, pois disse: “Eu sei que ele hé de ressuscitar na ressurrei¢o do tiltimo dia” (Jo 11.24). No Velho Testamento, os judeus figis viviam a espera do grande dia da vitéria pela ressurreicio, assim, disse um dos filhos de ao ee ‘Deus remiré minha alma do poder do Sheol (8149.15 V.B.). Enessa fé ¢ esperanca dormiram, B no foi em vio, pois Cristo veio e triunfou da morte no Calvario. Agora - disse Paulo - Cristo jé ressuscitou! Aqui est abase danossafée esperanca.O mesmo apéstolo, doutrinando acerca da res- surreigao, disse que cada um haveria de ressuscitar, de acordo ordem a saber: 1) Cristo, como as primicias dos que dormem (1 Co 15.20; Mt 27,52,53). Quando Cristo deu o brado na cruz, aqueles que estavam nos timulos, no yam Os seus timulos e apareceram a muitos; nfo a todos. Isto foi o cumpri- mento da profeciatipicade Lv 23.11,15. 2) A ordem da Igreja (1 Ts 4.17,18). 3) Navinda de Cristo parareinar, os mértires da grande tibulaggo receberao vida vitoriosa para reinar com cristo (Ap 10 20.4,5). Todos pertencem 2 primeira ressurreigo, porque venceram a morte por Nosso Senhor Jesus Cristo (1 Co 15,55). Cristo ressuscitoul... Aleluia! O crist&o vive na vit6ria de Cristo (2 Co 2.14), Il. COMO SERA O CORPO RES- SURRETO? Esta foi uma das muitas dividas surgidas nos dias da Igreja Primitiva, ¢ que, para muitos, permanece ainda hoje. Houve muitas doutrinas nesse sentido; alguns pensavam que 0s que mortiam, estavam perdidos, porque s6 os vivos subiriam aos céus (1 Ts 4.13,14). Paulo ensinou: os que dormiram no (morreram) vio ressuscitar primeiro (1 Ts 4.18); ¢, por isso, os crentes, deveriam se alegrar¢ nao ficarem tristes, como os que no tém esperanga (1 Ts 4.13). Quantos crentes ignoram esse ponto: da doutrina crista? O mesmo apéstolo doutrinou que, nio 6 o corpo carnal que vai subir, (carne € o sangue”, a pa fisica), mas See 32 gorpo material, passard por uma metamorfose. Receberemos um corpo espiritual ¢ estaremos si com 0 Senhor (1 Ts 4.17). A Biblia refere-se a dois homens que, pela vontade de Deus, foram arrebatados sem provar a morte: Enoque e Elias (Hb 11.5; 2 Rs 2.11). lem todos dormiremos, mas todos seremos transformados na vinda do Senhor (1 Co 15.51-53). A vitoria de Cristo € 0 triunfo total na vida do crente (1 Co 15.25-28,54,55) Ill. ARESSURREICAO E UMMIS- TERIO Occristio ja vive no triunfo de Cristo ressuscitado (1 Co 2.14). Estamos esperando, a todo instante, o que esté prometido suceder, Isso € um mistério, um segredo; devemos, portanto, estar vigilantes, como os que esperam o seu Senhor (Mt 24.46; Le 21.16), Nem todos, na vinda do Senhor nas nuvens, estarao em condi¢des de subir, com 0 corpo es- piritual glorioso. E necessario estar em extrema vigilincia no Espirito Santo, que tem poder de ‘nosso it para esse dia glorioso (2 Tm 1.12,14). E um mistério; ninguém sabe o dia ea ho- xa; € coisa oculta, Esse éum dos grandes mistérios de Deus para a Sua Igreja. ‘Todos sero transformados, isto €, pas- saro para uma vida transformada, entra- Temos plenamente na vida espiritual com um corpo glorioso (1 Jo3.1-3; Fp 3.21). IV. 0 SOAR DA ULTIMA TROM- BETA (1 Co 15.52) Nesse t6pico, vamos estudar um dos assuntos mais importantes e sérios da Biblia, relacionado as trombetas. No V.T. 08 togues das trombetas eram im- portantes. Israel marchava ao toque das trombetas; € os sacerdotes, em varias solenidades, tocavam as trombetas (Nm 10.1-8). Vejamos: 1) Para solenidade (Nm 10.10; 2 Cr 29.21), 2) Para chamar & guerra (Nm 10.9). 3) Para a manifestacio majestosade Deus (Ex 19.16; Am 3.6). 4) Para juizo (Js 6.13-16). 5) Na edificagdo do templo (Ed 3.10). 6) Convocar ¢ levantar 0 acam- pamento (Nm 10.2). Na vinda do Senhor, o arrebatamento e a ressurreic¢fio serio precedidos dos toques de trombeta (1 Ts 4.16; Mt 24.31). Deve-se notar que, essas trombetas sio jjuizo (Ap 8.1). Muitos {20s do Apocalipse. No toque da ultima trombeta, o mistério sera desvendado. Os que esperam no ‘Senhor, serao arrebatados!... Alcluia! Esse € um dos assuntos mais palpitantes da Biblia, quandoo poder do Espirito Santo permear totalmente nossos: corpos para a redencio final (Bf 1.14). V. CORPO MORTAL REVESTIDO DA IMORTALIDADE O apéstolo nos afirma ser neces- sério o corpo mortal (isto é, sujeito & morte material), ser revestido da imortalidade. Isso se dar4 numa fragio de milésimo do tempo. No v. 52, a palavra traduzida para tempo, no grego, 6 tomo, um tempo reduzidissimo. E como pestanejar. Entio, todos devem estar preparados para esse momento de tempo, como falou o Senhor em Le 21.35,36. A palavra revestido, no original € endusatai, 6 0 estado de glorifica- go do corpo. Isso concorda com 1 Jo 3.1-3. O nosso corpo passaré do mortal para o imortal, nao estaré mais sujeito & morte, e isso de um modo glorioso, H& grande diferenca entre imortalidade € vida ctema. Aquela fala de corpo mortal, ¢ esta, fala do nosso ser espiritual, ao nascermos de novo (Jo 3.3-5; Ef 2.1,2). Todo 0 nosso ser sera revestido de giéria, Teremos, assim, um corpo glorioso, semelhante a0 corpo do Senhor Jesus (i Jo3.1,2; Fp 3.21). Entio seré dado o pleno cumprimento das palavras do Senhor; “Quem vive e eré em mim, jamais: € 0s que morreram, viverao” (Jo 5.24,25; 11.25 ,26). A morte foi tragada na vit6ria de Nosso Senhor Jesus Cristo (v. 54). Deste modo, deixaremos 0 nosso “tabernfculo” ou corpo fisico, para habitarmos uma casa espiritual nos céus (2 Co 5.1). QUESTIONARIO 1, Qualomaior fatorhist6rico da vitéria ide Cristo? 2, Qual 6 a nossa esperanca? 3, Com qual corpo iremos para os céus? 4; Que € um mistério segundo aBiblia? 5, Que sucederé a quem vive e cré no Senhor? 11