Você está na página 1de 100
229 - nov
229 - nov

229 - nov

229 - nov
229 - nov
229 - nov
229 - nov
229 - nov

ÍNDICE

SHOPPING Premiado VITRINE Depois de anos à frente de coleções vendidas em multimarcas, Victoria Beckham
SHOPPING Premiado VITRINE Depois de anos à frente de coleções vendidas em multimarcas, Victoria Beckham
SHOPPING Premiado VITRINE Depois de anos à frente de coleções vendidas em multimarcas, Victoria Beckham
SHOPPING Premiado VITRINE Depois de anos à frente de coleções vendidas em multimarcas, Victoria Beckham
SHOPPING Premiado VITRINE Depois de anos à frente de coleções vendidas em multimarcas, Victoria Beckham
SHOPPING Premiado
SHOPPING Premiado

SHOPPING

Premiado

VITRINE Depois de anos à frente de coleções vendidas em multimarcas, Victoria Beckham finalmente ganhou

VITRINE

Depois de anos à frente de coleções vendidas em multimarcas, Victoria Beckham finalmente ganhou uma flagaship. Conceitual, está instalada numa das ruas mais charmosas de Londres – e tem projeto assinado por

DESIGN

Paisagismo não é só um jardim: é a arte e a técnica de promover o projeto, o planejamento, a gestão e preservação de espaços livres, urbanos ou não, de forma a processar micro e macro

MODA

As principais tendências apresentadas nos desfiles internacionais estão no editorial produzido pela Use Fashion. Cores, formas, texturas, tudo o que foi destaque em Milão, Paris e Nova York você

internacionalmente,

o

Galaxy Soho não é uma

unanimidade arquitetônica em Pequim, na China. Mesmo assim, suas curvas

linhas fluidas se destacam na paisagem e convidam para um passeio. Conheça.

e

Farshid Moussavi.

paisagens.

encontra aqui

ENTREVISTA TECNOLOGIA NOVIDADES Ele já fez caricaturas para capas de revistas, criou jogos de tabuleiros
ENTREVISTA TECNOLOGIA NOVIDADES Ele já fez caricaturas para capas de revistas, criou jogos de tabuleiros
ENTREVISTA TECNOLOGIA NOVIDADES Ele já fez caricaturas para capas de revistas, criou jogos de tabuleiros
ENTREVISTA
TECNOLOGIA
NOVIDADES
Ele já fez caricaturas
para capas de revistas,
criou jogos de tabuleiros
e trabalhou nas principais
agências do país. Hoje, é
“o cara” da publicidade
digital. Com vocês, Eco
Moliterno.
Além de acessórios de
moda, os smartwatches
representam uma nova
leva de equipamentos
inteligentes e super
conectados que devem
ganhar as ruas - tanto
quanto os celulares!
Já pensou em dividir o
seu dia de trabalho com
profissionais de diversas
áreas e empresas, num
ambiente estruturado e,
muitas vezes, descolado?
Essa é a ideia do
coworking, uma nova
modalidade de “empresa
PÁGINAS VERDES.
colaborativa”

229 - nov

229 - nov CARTA DO EDITOR Independente do resultado das Eleições para Presidente da República, pudemos
229 - nov CARTA DO EDITOR Independente do resultado das Eleições para Presidente da República, pudemos

CARTA DO EDITOR

229 - nov CARTA DO EDITOR Independente do resultado das Eleições para Presidente da República, pudemos

Independente do resultado das Eleições para Presidente da República, pudemos constatar que o Brasil está dividido. E em vários aspectos: sociais, ideológicos, culturais e, até, geograficamente. Mas o que mais preocupa é uma divisão de rumos das políticas públicas e econômicas! Não temos dúvidas de que o mercado está capenga, funciona e não funciona. Mês a mês estamos corrigindo rumos pontuais, sem passar para o mercado e para a indústria uma visão clara do que vai acontecer em termos dessas políticas. Por sorte, o Brasil é maior do que estes partidos e do que essas políticas. Que tenhamos um presente e um futuro brilhantes! Estamos, nesta edição, trazendo as mais recentes informações sobre Tecnologia, destacando os relógios inteligentes das principais fabricantes mundiais; esses dispositivos prometem ser uma febre similar à dos smartphones. O tema “geomarketing” surge como mais uma ferramenta de conhecimento do consumidor, possibilitando uma abordagem mais certeira – e resultando em melhores vendas! Palestrante da edição carioca do Brasilshop, Eco Moliterno falou sobre publicidade digital e varejo na nossa entrevista do mês. A temperatura sobe, então é o momento de falarmos sobre os sorvetes e esse extenso mercado. Também visitamos os principais escritórios de coworking para mostrar para você como eles funcionam e em quais situações podem ser úteis para o seu negócio. Nas páginas verdes, Nabil Sahyoun esclarece às dúvidas que permeiam o setor. Dois artigos assinados abordam o Brand Experience e as campanhas de fidelização – com ótimas dicas para serem implantadas já! Muitas novidades, informações e debates para propor novas formas de atuar, sempre pensando no sucesso. Aproveite,

absorva e compartilhe todo esse conteúdo. Abraço. Miguel Benedykt - Publisher

todo esse conteúdo. Abraço. Miguel Benedykt - Publisher Rua Samuel Morse, 120 13º andar - Cj

Rua Samuel Morse, 120 13º andar - Cj 132 - Ed. Itaju CEP: 04576-060 Brooklin - São Paulo - SP +55 11 3284-8493 www.alshop.com.br

- São Paulo - SP +55 11 3284-8493 www.alshop.com.br ALSHOP: Presidente: Sahyoun;Diretor de Nabil Relações
- São Paulo - SP +55 11 3284-8493 www.alshop.com.br ALSHOP: Presidente: Sahyoun;Diretor de Nabil Relações
- São Paulo - SP +55 11 3284-8493 www.alshop.com.br ALSHOP: Presidente: Sahyoun;Diretor de Nabil Relações
- São Paulo - SP +55 11 3284-8493 www.alshop.com.br ALSHOP: Presidente: Sahyoun;Diretor de Nabil Relações
- São Paulo - SP +55 11 3284-8493 www.alshop.com.br ALSHOP: Presidente: Sahyoun;Diretor de Nabil Relações

ALSHOP:

Presidente:

Sahyoun;Diretor

de

Nabil

Relações

Institucionais: Luis Augusto Ildefonso

luis.augusto@alshop.com.br;

Diretor

Jurídico: Marcello Furman - marcello.furman@

alshop.com.br;

Financeiro:

Cleiton

Vieira

– cleiton.vieira@alshop.com.br; NESSGROUP: Diretor –

Cardoso

Miguel

Executivo: Alexandre

alexandre@nessgroup.

Benedykt

miguel@

com.br;

Editor/Publisher:

nessgroup.com.br; Diretora de Redação – Daniela Santos – jobsdani. santos@gmail.com; Comercial: Camila Caparroz – camila@nessgroup. –

Departamento

de Arte:

Reis

Brando

Fernanda Amato

fernanda.amato@

brando.reis@nessgroup.com.br,

Colaboradores:

Felipe

com.br;

nessgroup.com.br,

Coelho

Celina

Bertonha,

celina.coelho@nessgroup.com.br;

– Luciana Ferreira; Projeto Gráfico: Miguel Benedykt – miguel@nessgroup.com.br; Revisão: Regina Manzano; Impressão – Pancrom; Distribuição: Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos; Assinaturas – comercial@nessgroup.com.br; Jornalista Responsável – Daniela Santos; A Editora não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos ou matérias assinadas. A reprodução do conteúdo editorial desta revista só será permitida com autorização da Editora. Todos os direitos reservados e protegidos pelas leis do copyright, sendo vedada a reprodução total ou parcial dos textos publicados nesta revista, salvo expresso consentimento dos seus editores. Tiragem desta edição: 35 mil exemplares. Distribuída em todo o território nacional.

dos seus editores. Tiragem desta edição: 35 mil exemplares. Distribuída em todo o território nacional. EXPEDIENTE
dos seus editores. Tiragem desta edição: 35 mil exemplares. Distribuída em todo o território nacional. EXPEDIENTE
dos seus editores. Tiragem desta edição: 35 mil exemplares. Distribuída em todo o território nacional. EXPEDIENTE
dos seus editores. Tiragem desta edição: 35 mil exemplares. Distribuída em todo o território nacional. EXPEDIENTE

EXPEDIENTE

GALAXY SOHO WWW.GALAXYSOHO.SOHOCHINA.COM/EN

ZAHA HADID ARCHITECTS WWW.ZAHA-HADID.COM

SHOPPING DO FUTURO

SHOPPING DO FUTURO GALAXY SOHO 9

GALAXY SOHO

INTEGRAçãO PROjETO ARqUITETôNICO FLUIDO E CONTÍNUO UNE áREAS COMERCIAIS, VAREjISTAS E DE ENTRETENIMENTO, EM PEqUIM

INTEGRAçãO

INTEGRAçãO PROjETO ARqUITETôNICO FLUIDO E CONTÍNUO UNE áREAS COMERCIAIS, VAREjISTAS E DE ENTRETENIMENTO, EM PEqUIM

PROjETO ARqUITETôNICO FLUIDO E CONTÍNUO UNE áREAS COMERCIAIS, VAREjISTAS E DE ENTRETENIMENTO, EM PEqUIM

Nada de cantos ou transições bruscas de um ambiente para outro: o Galaxy Soho reinventou o clássico pátio chinês. Assinado pelo escritório Zaha Hadid Architects, o empreendimento tem volumes contínuos e fluidos, que geram uma experiência imersiva no envolvente coração de Pequim e combina com a sua grande escala. O complexo de 330 mil metros quadrados agrupa

escritórios, varejo e entretenimento, em quatro “blocos” interligados por pontes e plataformas. Esses volumes se adaptam uns aos outros em todas as direções, gerando uma arquitetura panorâmica única. Conforme os usuários entram mais fundo no edifício, descobrem espaços íntimos que seguem a mesma lógica formal coerente de curvilinearidade contínua.

ALéM DO VAREjO

ALéM DO VAREjO Não se trata exatamente (ou apenas) de um shopping center, mas sim, de

Não se trata exatamente (ou apenas) de um shopping center, mas sim, de um novo modelo de negócios, totalmente alinhado à realidade das megalópoles mundiais. Os três andares inferiores, no subsolo do Galaxy Soho, são dedicados aos varejo e ao entretenimento, enquanto os pisos de 4 a 15

são exclusivos para empresas e escritórios. O topo do edifício

é destinado aos bares, restaurantes e cafés, de onde o visitante consegue observar o movimento de uma das maiores avenidas da cidade. O exterior do edifício é revestido em alumínio

e pedra, enquanto o interior apresenta vidro, terrazzo, aço

inoxidável e vidro reforçado com gesso. Futuristicamente iluminado durante a noite, o empreendimento convida o público para o interior dos seus limites, para que possa caminhar, dançar e gastar o seu tempo livre lá dentro. Esse convite considera o hábito dos chineses, acostumados a despender o seu tempo “fora” de

casa. Entretanto, a poluição de Pequim tem tornado inviável

o passeio pelas ruas, praças e áreas abertas – e o centro

comercial vale-se desse fenômeno para mostrar-se como um

lugar agradável e até mesmo mais saudável.

– e o centro comercial vale-se desse fenômeno para mostrar-se como um lugar agradável e até
– e o centro comercial vale-se desse fenômeno para mostrar-se como um lugar agradável e até

CONTROVERSO

CONTROVERSO “O projeto responde às variadas relações contextuais e às condições dinâmicas de Pequim”, disse

“O projeto responde às variadas relações contextuais e às condições dinâmicas de Pequim”, disse Zaha Hadid, na inauguração. “Nós criamos uma variedade de espaços públicos que se envolvem diretamente com a cidade, reinterpretando o tecido urbano tradicional e os padrões de vida contemporâneos em uma paisagem urbana, sem costura, inspirada na natureza”, pontuou. Ainda controverso dentro de Pequim e da China, por ser considerado “ocidental demais” e acusado de “destruir ruas históricas da cidade”, o projeto arquitetônico do Galaxy Soho tem feito bastante sucesso com a mídia especializada e no meio arquitetônico. Tanto é que, recentemente, foi agraciado com um prêmio pelo Royal Institute of British Architects (RIBA). Os juízes elogiaram a fachada de alumínio branco e vidro, que “dá o desenvolvimento de uma solidez quase geológica”. Eles também saudaram a “democratização” do empreendimento, afirmando que o espaço público que tece entre o complexo “demonstra uma generosidade rara em um país determinado a superar o ocidente em termos de comercialização”. Inaugurado há dois anos – exatamente em 27 de outubro de 2012 – o empreendimento ainda aguarda o interesse das marcas e empresas para ocupá-lo.

em 27 de outubro de 2012 – o empreendimento ainda aguarda o interesse das marcas e

VICTORIA BECkHAM WWW.VICTORIABECkHAM.COM

FARSHID MOUSSAVI ARCHITECTURE WWW.FARSHIDMOUSSAVI.COM

IN-

VITRINE

IN- VITRINE VICTORIA BECkHAM 17

VICTORIA BECkHAM

CASA PRóPRIA

CASA PRóPRIA VICTORIA BECkHAM INAUGURA A PRIMEIRA FLAGSHIP DE SUA MARCA EM LONDRES O número 36

VICTORIA BECkHAM INAUGURA A PRIMEIRA FLAGSHIP DE SUA MARCA EM LONDRES

BECkHAM INAUGURA A PRIMEIRA FLAGSHIP DE SUA MARCA EM LONDRES O número 36 da Dover Street,

O número 36 da Dover Street, em Londres, abriga a primeira flagship da marca Victoria Beckham. A estilista - também conhecida pela carreira musical, com as Spice Girls - escolheu a multipremiada arquiteta Farshid Moussavi para desenvolver o projeto da sua “casa própria”.

O espaço tem três andares que se destacam pelos materiais

refinados, pelo trabalho artesanal e, principalmente, pela moderna linguagem de design.

O projeto da loja está em sintonia com a experiência que a

marca quer transmitir: arrojado e elegante.

19
19

POR DENTRO

POR DENTRO A Dover Street é conhecida como um “empório cult da moda”, dando abrigo a

A Dover Street é conhecida como um “empório cult da

moda”, dando abrigo a uma série de galerias de arte e lojas de diversas marcas. “Eu amo estar em frente a uma das minhas lojas favoritas na cidade”, diz Victoria Beckham. Em frente à megastore de 6 mil metros quadrados observa-se a fachada georgiana. Esse é o ponto de partida do projeto imponente, criado pela arquiteta iraniana, que é mais conhecida pela construção de museus. Vale destacar que Farshid não costuma fazer projetos de retail, mas aceitou o pedido pessoal da Victoria. As referências de Farshid aparecem já na porta

de entrada moldada em concreto para combinar com as proporções das janelas do primeiro andar. Ela desliza se abrindo automaticamente para revelar um espaço fluido no interior, onde grandes declarações gráficas são contrastadas por detalhes delicados e superfícies luminosas.

A escadaria de concreto polido, com quatro metros de largura,

leva a uma projeção gigante na parede no final do andar térreo e ao espetacular teto entrelaçado, moldado em concreto.

Esse é o elemento que une os três andares da flagship, conferindo luminosidade e uma impressionante linha de visão de toda a loja. Elegância e criatividade sustentam um esquema interior flexível, concebido para complementar ao invés de ofuscar os artigos em exposição. Prateleiras extremamente finas retraem nas paredes e, correntes na cor dourada pendem do teto e se movem. Dispostas em faixas, abrem caminho às instalações e separam as diferentes coleções da grife. Superfícies lisas de nogueira americana e vidro verde garrafa acentuam a área, com espaçosos provadores e o setor de pagamento e embalagem, projetada para uma experiência de compras pessoal e discreta. O calor desses materiais é refletido em toda a loja pelo aço inox espelhado imaculado que reveste as paredes, bem como os tetos dos andares térreo e intermediário. Também geram balcões imaculados para roupas dobradas e acessórios. As quatro facetas das colunas de sustentação do andar térreo são revestidas com vidro espelhado para criar expositores de óculos de sol.

colunas de sustentação do andar térreo são revestidas com vidro espelhado para criar expositores de óculos

RENOVAçãO CONSTANTE

RENOVAçãO CONSTANTE Victoria selecionou pessoalmente as peças para ficarem em exposição na inauguração da loja,

Victoria selecionou pessoalmente as peças para ficarem em exposição na inauguração da loja, várias delas exclusivas para clientes da Flagship e do e-commerce da marca. A loja virtual, lançada em abril de 2013, foi preponderante para a decisão da estilista em abrir uma loja própria – até então as suas criações eram comercializadas apenas nas 500 multimarcas, em mais de 60 países. Usando apenas o mais refinado trabalho manual, fabricação e materiais, todas as cinco linhas da Victoria Beckham são desenvolvidas no estúdio de Victoria em Londres. A coleção prêt-à-porter da Victoria Beckham é primariamente feita à mão

no Reino Unido, enquanto que as coleções Victoria, Victoria Beckham e Jeans são feitas em outros países europeus. Os acessórios e os óculos são confeccionados artesanalmente por especialistas na Itália. A cada coleção, Victoria adapta seu próprio estilo pessoal às necessidades e desejos das mulheres do mundo todo, que são devotadas às bajuladas roupas de luxo da grife. Esse deve ser um dos principais diferenciais do ponto de venda, que terá uma nova “cara” a cada mudança de coleção, já que os itens à venda complementam o projeto clean, conferindo cor e forma à decoração.

OSCAR NIEMEYER WWW.NIEMEYER.ORG.BR

PAISAGISMO EM FOCO WWW.PAISAGISMOEMFOCO.COM.BR

CASA COR WWW.CASACOR.COM.BR

DESIGN

DESIGN PAISAGISMO 25

PAISAGISMO

NADA CONCRETO

NADA CONCRETO MAIS DO qUE UM AMONTOADO DE FLORES E PLANTAS, UM BELO PROjETO PAISAGÍSTICO ENVOLVE

MAIS DO qUE UM AMONTOADO DE FLORES E PLANTAS, UM BELO PROjETO PAISAGÍSTICO ENVOLVE PLANEjAMENTO, PROFISSIONALISMO E MUITA INSPIRAçãO

ENVOLVE PLANEjAMENTO, PROFISSIONALISMO E MUITA INSPIRAçãO Você tem um belo espaço externo e deseja fazer um

Você tem um belo espaço externo e deseja fazer um jardim? Ou pretende decorar a sua loja ou escritório e optou pelo uso de plantas? Pois tenha em mente que um projeto paisagístico considera muitos elementos, além das cores e perfumes, e envolve profissionais como arquitetos, biólogos, jardineiros e outros. A “arquitetura paisagística” é a arte e a técnica de promover o projeto, planejamento, gestão e preservação de espaços livres, urbanos ou não, de forma a processar micro e macro paisagens. Já faz parte da grade curricular de muitas

instituições de ensino no Brasil e resgata a ideia de que a paisagem é um elemento a ser construído, tanto quanto os edifícios. O paisagismo, então, deixou de considerar apenas os aspectos estéticos e cênicos do projeto de um lugar e, com o passar do tempo, foi abarcando escalas e propostas maiores. Outro fato que coloca o paisagismo em evidência, atualmente, é a busca pelo bem-estar. A presença de plantas, flores, árvores e afins torna os ambientes mais amigáveis, confortáveis e aconchegantes, além de contribuir com o aspecto sonoro e com a temperatura ambiente.

MAIS DO qUE UM jARDIM

MAIS DO qUE UM jARDIM “Jardinagem é o processo de cultivo do jardim: plantio, adubação, poda,

“Jardinagem é o processo de cultivo do jardim: plantio, adubação, poda, rega e limpeza. Todo o procedimento relacionado ao cultivo e à manutenção do jardim. Paisagismo é o processo de criação e desenvolvimento de um jardim, no qual serão escolhidas as espécies adequadas ao ambiente a ser projetado. Ou seja: o design do jardim”, conceitua a arquiteta Fernanda Sahyoun. Fernanda pondera que “sempre é possível melhorar o ambiente com espécies vegetais, mesmo que não haja área externa”, que é possível inserir a vegetação dentro de lojas e shopping centers por meio de vasos. “Isso melhora muito a qualidade do ambiente. Exemplo dessa transformação pode ser observado comparando shoppings que foram projetados integrando o paisagismo desde sua concepção – como o Shopping Cidade Jardim e o Galeria Shopping, em Campinas – com os shoppings que não possuem essa interação”. Katalin Stammer, arquiteta e professora do curso de Design de Jardins do Centro Europeu, lembra que, ao iniciar o projeto, o paisagista nem sempre utiliza a planta na proporção exata. Isso porque é necessário considerar

na proporção exata. Isso porque é necessário considerar o desenvolvimento da espécie a longo prazo. Esse
na proporção exata. Isso porque é necessário considerar o desenvolvimento da espécie a longo prazo. Esse

o desenvolvimento da espécie a longo prazo. Esse ponto

é primordial para o sucesso de um projeto paisagístico,

principalmente quando se trata de ambientes internos. A escolha das espécies - plantas, flores, vegetações - que serão utilizadas na montagem do ambiente deve considerar

o seu crescimento; a necessidade ou não de sol pleno; a

quantidade de água que precisa para o desenvolvimento saudável, adubação e, até, se a espécie oferece algum perigo para os usuários do espaço. Os cactos, por exemplo, têm bom desenvolvimento dentro de lojas e shopping centers, mas podem provocar ferimentos nos mais desavisados. Também é preciso estar alerta para as espécies venenosas. “Não dá para dizer, aleatoriamente, qual é a melhor opção para cada ambiente”, ressalta Katalin. Segundo ela, algumas plantas são tradicionais na composição dos jardins internos pela sua resistência - caso das palmeiras, amplamente utilizadas em projetos paisagísticos brasileiros. Outra espécie que já esteve na moda e está voltando como uma forte tendência é a samambaia. “O ideal é cada empreendimento utilizar plantas da região e escolher, entre essas, as que combinem com as condições específicas do local”, diz.

IDEIAS & EFEITOS

IDEIAS & EFEITOS Um bom projeto paisagístico pode promover melhoria no ambiente, especialmente na qualidade do

Um bom projeto paisagístico pode promover melhoria no ambiente, especialmente na qualidade do ar e no aspecto visual, proporcionando um local muito mais agradável e fresco. Além de melhorar a produtividade dos

funcionários: pesquisa realizada pela Universidade Queensland descobriu que um ambiente decorado com plantas e flores aumenta em até 15% a produtividade dos funcionários. “Os projetos devem considerar o conjunto arquitetônico e compor a transição da construção com o ambiente, valorizando o espaço”, esclarece Jaqueline Vale, professora de arquitetura e urbanismo do Centro Universitário Newton Paiva. “Os projetos aumentam o bem-estar, criam barreiras acústicas e microclimas dentro da cidade ou do bairro”, reitera.

A

especialista acredita que os shopping centers já estão modificando

o

conceito de criar um ambiente onde os clientes “percam a noção do

tempo”, substituindo-o por outro onde seja agradável permanecer. Assim, a iluminação natural é um dos principais conceitos arquitetônicos adotados nos

projetos mais recentes – o que já viabiliza a utilização de uma gama maior de espécies e vegetação dentro dos malls. Para essas situações, ela recomenda que o projeto invista em cores e texturas, e informa que as jabuticabeiras e outras árvores frutíferas são elementos-chaves.

Já os ambientes externos permitem maior criatividade e efeitos. Jaqueline

lembra que deve haver uma base para o projeto paisagístico (pode ser grama)

e outros elementos que unam todas as espécies que compõem o “jardim”.

“Primeiro determinamos o foco: para onde o olhar vai? A partir disso selecionamos espécies de diferentes altimetria e volumetria”, explica. Ela ainda informa que os elementos de transição são indispensáveis para criar harmonia, e que podem ser desde arbustos e trepadeiras até móveis e outros acessórios como fechos, pedra e água. “Percebo que as pessoas cada vez mais querem um jardim que funcione para contemplar, relaxar e saborear”, pondera Fernanda Sahyoun. “Por isso, os profissionais vêm utilizando ervas, temperos e espécies frutíferas, mantidas de forma natural. Ou seja: sem a utilização de agrotóxicos ou adubos químicos”, finaliza.

COWORkING

COWORkING UM úNICO ESCRITóRIO PARA DEZENAS DE EMPRESAS Já pensou em dividir o seu dia de

UM úNICO ESCRITóRIO PARA DEZENAS DE EMPRESAS

COWORkING UM úNICO ESCRITóRIO PARA DEZENAS DE EMPRESAS Já pensou em dividir o seu dia de

Já pensou em dividir o seu dia de trabalho com

profissionais de diversas áreas e empresas, num ambiente estruturado e, muitas vezes, descolado? Essa é a ideia do coworking, uma modalidade de empresa em que vários profissionais, de diversas áreas e empresas, dividem o mesmo ambiente profissional. A iniciativa surgiu nos Estados Unidos e se espalha pelo mundo todo – com algum sucesso inclusive no Brasil. As empresas de coworking oferecem estrutura operacional – de mesas com telefone, internet, serviço de secretariado, sala de reuniões, motoboy, impressão, telefonia com central de recados e controle das correspondências – até modelos mais elaborados, conhecidos como escritório virtual, no qual o cliente não permanece no ambiente coworking, apenas usufrui da central telefônica e da gestão de correspondência. Isso com uma mensalidade “econômica”, variável de acordo com o pacote de serviços escolhidos.

COWORkERS

A grande vantagem desse sistema de trabalho é a possibilidade

de expansão da rede de relacionamentos. “O Pto de Contato tem um grande foco em Empreendedorismo, então, nós procuramos ajudar todos os nossos coworkers a desenvolver seus negócios,

apresentando parceiros, indicando para eventuais clientes,

promovendo aproximações entre empresas, com investidores e, até mesmo, ajudando na gestão de seus negócios, com opiniões,

críticas (quando cabíveis) e orientações, quando dentro das nossas áreas de atuação”, conta Marcus Trugilho. Em operação desde 2008, o Pto de Contato surgiu da necessidade de empreendedorismo de Fernanda Nudelman. Ela conheceu o conceito anos antes, quando era profissional liberal e buscava uma maneira de trabalhar de maneira autônoma

e,

ainda sim, encontrar outros profissionais para trocar ideias.

O

desejo de abrir um espaço como o Pto de Contato ficou em

gestação durante quatro anos, até finalmente ser colocado em prática. Atualmente, o Pto de Contato já conta com quatro unidades - a mais recente, inaugurada em outubro. Trugilho aponta algumas das vantagens que os espaços coworkings oferecem aos profissionais: a possibilidade de redução de custo, pois o usuário não paga “aluguel” pelo período que não está no escritório; a possibilidade de criar uma rotina de trabalho, separando a casa do local de trabalho, problema muito comum para quem trabalha em home office; e a maior possibilidade de exposição do negócio, “pois além das pessoas que visitam o espaço, o coworker tem o seu negócio divulgado em nosso site e em nossas redes sociais”, revela. Além disso, a empresa promove, regularmente, eventos para esclarecer dúvidas sobre temas relacionados à contabilidade, finanças, design, mídias sociais, e quaisquer outros que os coworkers indiquem ter interesse. “Assim, todos se ajudam e todos crescem”, acredita.

NOVIDADES ESPAçO COMPARTILHADO MODELO DE NEGóCIOS São muitas as categorias de profissionais que procuram o

NOVIDADES

ESPAçO COMPARTILHADO

MODELO DE NEGóCIOS

São muitas as categorias de profissionais que procuram o modelo coworking. Entre eles, jovens empreendedores sem capital para investir em um escritório próprio, advogados, engenheiros, programadores, profissionais de moda, comunicação, etc. “As necessidades dos empreendedores são as mesmas. O que difere são os estilos dos profissionais”, avalia Bruna Lofego, diretora da CWK Coworking. Presente em Minas Gerais e em São Paulo, a CWK abriu o

negócio para o modelo de franquia. “Nesses 4 anos de empresa

já atendemos cerca de 800 clientes, que buscavam desde

apenas uma sala de reunião até uma sala privativa para 10

Já para os profissionais liberais há outros desafios:

privacidade e confidencialidade podem constar na lista. “Nós, como gestores do espaço, temos uma grande preocupação em garantir que a experiência aqui seja muito positiva, então, se vemos que pode haver algum conflito, procuramos conversar com os dois lados e eles acabam alternando dias, horários ou escolhem um posto de trabalho distante do outro”, pondera Trugilho. Para Bruna, o modelo pode não ser interessante para uma empresa que já tenha quatro ou mais funcionários, pois

somando o valor individual, existe a possibilidade de pagar

funcionários. Possuímos 3 unidades e estamos partindo para

o

aluguel de uma sala própria.

franquear o modelo de negócio por todo o Brasil”, revela.

E

se a pessoa tiver dificuldade de concentração, é importante

E mercado não falta. Apenas nos últimos três meses, a procura

por esse tipo de espaço cresceu 15%. A principal razão ao

incremento da procura, para ela, é a maior informação sobre

o compartilhamento dos espaços profissionais. “Em 2010,

quando os primeiros coworkings começaram a funcionar no País, poucos profissionais sabiam o que significava e ainda existia muita apreensão em relação ao uso coletivo do local de trabalho. As pessoas reclamavam do barulho e de outros problemas. Hoje, profissionais de vários setores têm procurado nossos escritórios”, afirma. Cada ponto da CWK conta com um amplo salão, com mobiliário moderno e ergonômico, climatizado por ar condicionado, copa montada com diversos produtos para consumo, recepção com telefonistas e sala de espera, salas de reunião com equipamento completo de multimídia em diferentes configurações e ainda salas privativas que podem ser alugadas para 4, 6, 8 ou 10 pessoas.

DESVANTAGENS

Mas também há desvantagens nesse tipo de empreendimento. Para quem quer montar um escritório de coworking, os desafios passam pela localização, instalação de toda a

infraestrutura e contratação de profissionais – como copeiras

e recepcionistas – que levam a um alto investimento inicial.

que ela saiba que é um ambiente movimentado. Portanto,

o bom senso é indispensável!

a um alto investimento inicial. que ela saiba que é um ambiente movimentado. Portanto, o bom
34

EDITORI

EDITORI MODA DESFILES INTERNACIONAIS VERãO 2015/16 POR GRUPO USEFASHION SABEMOS qUE ATRAVéS DA INSPIRAçãO INTELIGENTE

MODA

EDITORI MODA DESFILES INTERNACIONAIS VERãO 2015/16 POR GRUPO USEFASHION SABEMOS qUE ATRAVéS DA INSPIRAçãO INTELIGENTE
EDITORI MODA DESFILES INTERNACIONAIS VERãO 2015/16 POR GRUPO USEFASHION SABEMOS qUE ATRAVéS DA INSPIRAçãO INTELIGENTE
EDITORI MODA DESFILES INTERNACIONAIS VERãO 2015/16 POR GRUPO USEFASHION SABEMOS qUE ATRAVéS DA INSPIRAçãO INTELIGENTE
EDITORI MODA DESFILES INTERNACIONAIS VERãO 2015/16 POR GRUPO USEFASHION SABEMOS qUE ATRAVéS DA INSPIRAçãO INTELIGENTE
EDITORI MODA DESFILES INTERNACIONAIS VERãO 2015/16 POR GRUPO USEFASHION SABEMOS qUE ATRAVéS DA INSPIRAçãO INTELIGENTE
EDITORI MODA DESFILES INTERNACIONAIS VERãO 2015/16 POR GRUPO USEFASHION SABEMOS qUE ATRAVéS DA INSPIRAçãO INTELIGENTE
EDITORI MODA DESFILES INTERNACIONAIS VERãO 2015/16 POR GRUPO USEFASHION SABEMOS qUE ATRAVéS DA INSPIRAçãO INTELIGENTE
EDITORI MODA DESFILES INTERNACIONAIS VERãO 2015/16 POR GRUPO USEFASHION SABEMOS qUE ATRAVéS DA INSPIRAçãO INTELIGENTE
EDITORI MODA DESFILES INTERNACIONAIS VERãO 2015/16 POR GRUPO USEFASHION SABEMOS qUE ATRAVéS DA INSPIRAçãO INTELIGENTE

DESFILES INTERNACIONAIS VERãO 2015/16

EDITORI MODA DESFILES INTERNACIONAIS VERãO 2015/16 POR GRUPO USEFASHION SABEMOS qUE ATRAVéS DA INSPIRAçãO INTELIGENTE

POR GRUPO USEFASHION SABEMOS qUE ATRAVéS DA INSPIRAçãO INTELIGENTE PODEMOS MUDAR PESSOAS E NEGóCIOS. POR ISSO, Há MAIS DE 15 ANOS SOMOS UMA FONTE DE PESqUISA INESGOTáVEL PARA PROFISSIONAIS DE MODA. ANALISAMOS E DECODIFICAMOS AS TENDÊNCIAS E O COMPORTAMENTO DE CONSUMO DURANTE TODO O CICLO DA MODA, POSSIBILITANDO A TOMADA DE DECISÕES ASSERTIVAS. WWW.USEFASHION.COM FOTOS: AGÊNCIA FOTOSITE E DIVULGAçãO

MILãO Um dos pontos mais expressivos da temporada de Milão foi o uso das flores
MILãO
Um dos pontos mais expressivos da temporada de Milão foi o uso das flores
nos looks: elas apareceram na forma de estampas, aplicações e bordados.
Nos desfiles foram evidenciados vestidos leves, com composições de cores
harmoniosas e modelagens simplificadas.
bluMAriNe
AlbertA Ferretti
eMilio puCCi
Além disso, uma forte influência dos anos 1970 também se destacou. Materiais encorpados como o
Além disso, uma forte influência dos anos 1970 também se destacou.
Materiais encorpados como o couro acamurçado e os tons terrosos reforçaram
o estilo. Camisas, calças encurtadas e capas evidenciadas nessa estética
apresentaram franjas e amarrações.
AlbertA Ferretti
guCCi
etro
PARIS Para o verão 2015/16, alguns desfiles de Paris trouxeram como proposta o estilo militar,
PARIS
Para o verão 2015/16, alguns desfiles de Paris trouxeram como proposta o estilo
militar, que veio um pouco caricato e com um toque de anos 1970. Modelagens
confortáveis apareceram em conjunto com materiais leves ou acamurçados, além
de tonalidades clássicas dessa estética como o verde-musgo e o azul-marinho.
CHANel
ACNe StudioS
SACAi
ACNe StudioS
ACNe StudioS
AkriS
AkriS
Mugler
Mugler

O minimalismo da temporada, assim como o militar, apresentou referências da década de 1970. O visual foi marcado pelos decotes ousados e shapes retos, além da cartela de cores neutras. Pequenos detalhes foram aplicados nas peças, como os bolsos, que para não fugir da estética simplificada, foram demarcados apenas pelas lapelas.

LONDRES Londres apresentou uma grande oferta de peças em alfaiataria, com um visual mais alinhado
LONDRES
Londres apresentou uma grande oferta de peças em alfaiataria, com um visual
mais alinhado e clássico. Entretanto, as modelagens evidenciadas vieram
levemente amplas ou alongadas, reforçando uma estética mais confortável.
O estilo esportivo também ganhou espaço e apresentou um espírito jovem e
contemporâneo. Vestidos evasês ganharam materiais de aspecto esportivo como o
mesh e o neoprene, além de composições de cores neutras com detalhes vibrantes.
MArgAret Howell
teMperley loNdoN
dAvid koMA
NOVA YORk As cores neutras e as modelagens simplificadas do minimalismo apareceram em uma proposta
NOVA YORk
As cores neutras e as modelagens simplificadas do minimalismo apareceram
em uma proposta mais sensual nos desfiles nova-iorquinos. Vestidos em preto
ou branco ganham detalhes como fendas e decotes ousados, agregando um
toque sensual às peças mais simples. A silhueta de cintura marcada e saia
rodada, desta vez, ganharam a companhia do top cropped, atualizando as
produções femininas sem perder a delicadeza.
verSuS
NiCole Miller
MiCHAel korS

SANDáLIAS

BY USEFASHION

SANDáLIAS BY USEFASHION Nas ruas de Milão, considerada uma das principais capitais da moda, a sandália

Nas ruas de Milão, considerada uma das principais capitais da moda, a sandália foi identificada e trazida para as produções de verão em diversos modelos, estilos, ornamentações, cores e materiais. Como protagonista, ela garante frescor para a estação. Entre os modelos vistos, destacam-se tanto os de orientação mais delicada e feminina, quanto os robustos de influência esportiva. Atente para as sandálias em couro, com tonalidade vibrante, solados mais espessos e as gladiadoras.

para as sandálias em couro, com tonalidade vibrante, solados mais espessos e as gladiadoras. FotoS: AgÊNCiA
para as sandálias em couro, com tonalidade vibrante, solados mais espessos e as gladiadoras. FotoS: AgÊNCiA
FotoS: AgÊNCiA FotoSite
FotoS: AgÊNCiA FotoSite
para as sandálias em couro, com tonalidade vibrante, solados mais espessos e as gladiadoras. FotoS: AgÊNCiA
C O M P O R TA M E N T O As sandálias de
C O M P O R TA M E N T O As sandálias de

C O M P O R TA M E N T O

C O M P O R TA M E N T O As sandálias de múltiplas
C O M P O R TA M E N T O As sandálias de múltiplas
C O M P O R TA M E N T O As sandálias de múltiplas

As sandálias de múltiplas tiras no cabedal se destacaram e conferiram elegância às produções. São compostas por diversas tiras finas e delicadas, frequentemente da mesma cor, e acabam exaltando a sensualidade feminina através do calçado. Outro destaque são os modelos com influências esportivas, ressaltando solado tratorado e tiras largas.

do calçado. Outro destaque são os modelos com influências esportivas, ressaltando solado tratorado e tiras largas.
do calçado. Outro destaque são os modelos com influências esportivas, ressaltando solado tratorado e tiras largas.
do calçado. Outro destaque são os modelos com influências esportivas, ressaltando solado tratorado e tiras largas.

GIGANTE NACIONAL

CONTROLADORA DAS LOjAS PONTOFRIO E CASAS BAHIA, VIA VAREjO REGISTROU qUASE R$ 25 BILHÕES DE RECEITA

BAHIA, VIA VAREjO REGISTROU qUASE R$ 25 BILHÕES DE RECEITA A Via Varejo S.A. é a

A Via Varejo S.A. é a empresa responsável pela administração

de duas importantes varejistas brasileiras, a Casas Bahia

e o Pontofrio. Com sede no município de São Caetano do

Sul (SP), posiciona-se como uma das maiores varejistas de eletroeletrônicos do mundo. São mais de 970 lojas presentes em mais de 400 municípios brasileiros, 18 Estados e no Distrito Federal. A empresa tem aproximadamente 69 mil colaboradores, considerando as duas bandeiras, as sedes administrativas, a fábrica de móveis Bartira e a CB Contact Center – central de relacionamento empresa/cliente.

Em 2013, a Via Varejo registrou R$ 24,974 bilhões de receita bruta de vendas, enquanto o lucro líquido no período cresceu 268% e alcançou R$1,175 bilhão. Recentemente, Casas Bahia

e Pontofrio foram avaliadas em mais de R$ 560 milhões,

de acordo com o ranking Best Retail Brand, divulgado pela

consultoria Interbrand. “O que faz dessas marcas big brands

e, consequentemente, da Via Varejo uma empresa referência

no varejo de eletroeletrônicos e móveis, é o cuidado com que desenvolvemos nossas estratégias de negócio, com

muita atenção ao consumidor, acompanhando seus hábitos

e mudanças, sempre atenta a esses movimentos para

oferecer a melhor e mais completa experiência de compra”, afirma Flávia Altheman, diretora-executiva de Marketing e

Inteligência de Mercado da Via Varejo.

de Marketing e Inteligência de Mercado da Via Varejo. DUAS FACES DA MESMA MOEDA O varejo

DUAS FACES DA MESMA MOEDA

O varejo é o meio pelo qual a empresa busca alcançar o

sucesso. Todas as áreas do negócio têm como objetivo final

atender os clientes com dedicação e focados em servir, sempre.

É o caminho escolhido para tornar realidade desejos e sonhos

de milhares de pessoas em todo o Brasil. Em comum, cabe dizer que Casas Bahia e Pontofrio são duas marcas que estão ao lado do consumidor brasileiro há mais de 60 anos, acompanhando seus hábitos, necessidades e a evolução de seu comportamento de compra – que nos últimos

anos passa por importantes mudanças econômicas, estruturais

e tecnológicas. “Com o passar dos anos, e sempre investindo

em pesquisas, benchmarking e tendências, conseguimos ter o suporte necessário para entender nosso consumidor, aperfeiçoar e aprimorar nossa operação, entregando a melhor experiência de compra”, ressalta Flávia.

O modelo de operação de ambas é semelhante, mas com

diferentes posicionamentos, não apenas para atender diferentes públicos, mas também para atender os diferentes momentos de consumo do cliente. Com o tradicional slogan “Dedicação total

a você”, a Casas Bahia é a bandeira que foi pioneira e continua sendo referência no acesso do consumidor brasileiro aos produtos, combinando um mix de produtos e serviços alinhados com as expectativas, anseios e desejos do consumidor, com as diferenciadas formas e prazos de pagamento.

O Pontofrio, que carrega o slogan “Viva a Inovação”, é a

bandeira que representa o ponto de encontro entre o consumidor

e a tecnologia. Com atendimento especializado e também um

mix de produtos e serviços alinhados aos anseios dos clientes, o

Pontofrio oferece a tecnologia mais adequada às necessidades e

os itens que mais se adaptam ao dia a dia do seu público.

BIG BRANDS

BIG BRANDS FUTURO VIRTUOSO As lojas virtuais das duas redes de varejo originaram outra organização, a

FUTURO VIRTUOSO

As lojas virtuais das duas redes de varejo originaram outra organização, a Novapontocom. Assim, vale afirmar que Via Varejo e Novapontocom estão alinhadas, estrategicamente, no que diz respeito ao negócio. Mas, a direção optou por separar os diferentes canais, de forma a dar um olhar mais direcionado para as necessidades específicas do consumidor no seu momento de compra. “Apenas com esse cuidado, cada canal conseguirá atender a expectativa do consumidor, que é diferente em cada canal, e oferecer a melhor experiência de compra, seja no ambiente físico ou no ambiente virtual de venda”, acredita Flavia. Os principais desafios foram relacionados à sinergia na operação e comunicação das marcas. Mas, há o entendimento de que o conhecimento que as marcas sempre tiveram de seu público colaboraram bastante com esse processo, “de forma a garantir que evoluíssemos nesses pontos, sempre melhorando a experiência de compra que queremos oferecer aos nossos clientes”, informa a executiva.

oferecer aos nossos clientes”, informa a executiva. VIA VAREjO A Via Varejo continua ampliando a presença

VIA VAREjO

aos nossos clientes”, informa a executiva. VIA VAREjO A Via Varejo continua ampliando a presença de

A Via Varejo continua ampliando a presença de unidades físicas da Casas Bahia e do Pontofrio e tem um plano de expansão robusto para os próximos anos, com investimentos não apenas em lojas, mas em toda a cadeia, que permitirá à rede continuar oferecendo uma gama variada de produtos e serviços, com preços competitivos. “Apenas em 2014, vamos abrir 70 novas lojas”, decreta Flavia. Ela considera que o varejo está passando por uma fase de amadurecimento no Brasil: “acreditamos que temos um grande potencial de crescimento, nos diferentes canais de venda. Os ‘players’ devem continuar investindo em pesquisas que revelem profundamente os anseios do seu consumidor, para poder oferecer as soluções de atendimento mais adequadas, nas diferentes plataformas”, pontua.

ESTIMULANDO O CONSUMO

ECO MOLITERNO é O CARA DA PUBLICIDADE DIGITAL

Ele já fez caricaturas para capas de revistas, morou na

Dinamarca (onde fez o “colegial”), criou jogos de tabuleiros

e viveu algumas outras aventuras antes de entrar no meio

publicitário. Desde então, destacou-se como criativo, trabalhou nas principais agências do país, ganhou diversos prêmios ao redor do mundo e foi jurado em Cannes. Atualmente, é reconhecido como “o cara” da publicidade digital, tendo assinado algumas das campanhas mais ‘viralizadas’ - e conhecidas - da internet brasileira. Esse é Eco Moliterno, Diretor Executivo de Criação da Africa - palestrante da Brasilshop Regional. Neste bate-papo com a Revista Al Shop, Moliterno disse que as empresas brasileiras deveriam usar a “inteligência dos meios digitais mais para fidelizar quem já é cliente do que para conquistar novos consumidores” e, também, dar exemplos de uso consciente do dinheiro. Conheça mais sobre esse novo ícone da publicidade brasileira nas próximas páginas.

VOCÊ é RECONHECIDO PELA ATUAçãO NO ONLINE. qUAIS SãO AS PRINCIPAIS DIFERENçAS ENTRE CRIAR PARA ON E OFF?

ECO MOLITERNO: A busca pela “Big Idea” continua

e sempre fará parte da nossa profissão. O que mudou, porém,

foi a definição do que é ser “Big”. Antigamente, quando ainda existia essa divisão clara entre on e off, o importante era criar peças que fossem relevantes separadamente, cada uma em seu meio. Hoje, essa diferença só existe no momento de veicular as peças, mas na hora de criá-las é preciso chegar a uma única ideia, capaz de ocupar simultaneamente todas as mídias – sejam elas digitais ou não. Em outras palavras, antes o grande objetivo era ter uma “puta ideia”. Hoje, vale muito mais ter uma “ideia puta”.

INTERNET E REDES SOCIAIS APRESENTAM DESAFIOS DIFERENTES PARA OS PUBLICITáRIOS? E PARA AS MARCAS? qUAIS?

ECO MOLITERNO: As redes sociais fizeram com que

a web deixasse de ser uma mídia segmentada e passasse

a ser uma mídia de massa. Ou seja, pela primeira vez na

história, um segmento da comunicação cruzou a linha que

história, um segmento da comunicação cruzou a linha que divide o “Below The Line” do “Above

divide o “Below The Line” do “Above The Line”, mudando completamente a forma de se criar para internet. Hoje, o raciocínio para desenvolver ações de grande impacto no online está cada vez mais parecido com a forma de se fazer TV, e a prova disso é que os maiores “virais” de marcas brasileiras não foram criados por agências digitais, mas sim por agências ditas “tradicionais”.

qUAIS SãO AS PRINCIPAIS DEFICIÊNCIAS DO SEGMENTO VAREjISTA NA COMUNICAçãO/ PUBLICIDADE ONLINE?

ECO MOLITERNO: Na minha opinião, o varejo online ainda precisa dar aos consumidores o mesmo protagonismo que alguns varejistas “físicos” dão. Ou seja, não basta

ainda precisa dar aos consumidores o mesmo protagonismo que alguns varejistas “físicos” dão. Ou seja, não

ENTREVISTA

ENTREVISTA apenas segmentar seu target por região, idade, hábito de consumo, etc. Isso, cada vez mais,

apenas segmentar seu target por região, idade, hábito de consumo, etc. Isso, cada vez mais, vai virar commodity. No futuro, o grande diferencial será trazer para os meios digitais o conceito da “loja de bairro”, onde o dono conhece os fregueses, tão profundamente, que nem precisa mais perguntar o que eles querem. E sonho com o dia em que poderemos “comprar fiado” pela internet.

O qUE PODERIA SER FEITO E NãO é?

ECO MOLITERNO: Acho que poderia se usar a inteligência dos meios digitais muito mais para fidelizar quem já é cliente do que para conquistar novos consumidores. Em termos gerais, os varejistas brasileiros ainda são muito mais quantitativos do que qualitativos – mas, no futuro, para muitas empresas, ter poucos clientes que gastam muito será mais rentável do que ter muitos clientes que gastam pouco.

ACREDITA qUE A PUBLICIDADE ESTIMULA

O “CONSUMISMO”? COMO EVITAR qUE

CRIANçAS, POR EXEMPLO, SOFRAM COM O APELO CONSUMISTA DAS CAMPANHAS?

ECO MOLITERNO: A função da publicidade é estimular o consumo, não o consumismo. Mas, quando as pessoas – em especial as crianças – começam a comprar mais do que podem ter, todo mundo sai perdendo: os clientes, as empresas, as agências e o próprio país. Por isso, além de informar as vantagens de um produto, a publicidade também precisa ensinar qual é a melhor forma de se obtê-lo. E as promoções do varejo, mais do que apenas incentivar a compra, podem ser exemplos de uso consciente do dinheiro.

O qUE PODE “GARANTIR” qUE O

INTERNAUTA IRá ASSISTIR UM ‘ADS’ NO

YOUTUBE OU qUE IRá CLICAR NUMA CAMPANHA COMPARTILHADA? COMO

ECO MOLITERNO

CRIAR ESTE ENGAjAMENTO PELA ESTRATéGIA CRIATIVA?

ECO MOLITERNO: No formato de mídia do YouTube, denominado “pre-roll”, que aparece antes dos vídeos, os cinco primeiros segundos são vitais para evitar que os internautas pulem seu anúncio. Ou seja, além de mostrar sua marca e, se possível, o posicionamento do seu produto ou serviço, você precisa dar algo para o espectador que seja, no mínimo, tão atrativo quanto o vídeo que ele iria ver. Assim, de certa forma, você precisa fazer logo no início uma “propaganda da propaganda”. E, no final, pra que sua campanha seja cada vez mais compartilhada, vale a pena usar a ferramenta dos “annotations” e criar links no vídeo para outros conteúdos relacionados à sua campanha – garantindo, assim, um maior tempo de contato do consumidor com a sua marca.

A INTERNET IRá ACABAR COM OS OUTROS MEIOS DE COMUNICAçãO? COMO A PUBLICIDADE VÊ OS DIFERENTES VEÍCULOS?

ECO MOLITERNO: Eu não concordo muito com essas ideias “apocalípticas” de que os novos meios de comunicação vão acabar com os antigos. Muito pelo contrário: pra mim, quem vai morrer é o digital. Afinal, como todos os meios já se digitalizaram, não faz mais sentido aplicar essa terminologia a uma mídia só. Além disso, com a digitalização dos veículos, não existem mais desculpas para não se fazer uma campanha 100% integrada. E, acredito que a publicidade, cada vez mais, pode ser o catalisador de todos os meios.

SOBRE CANNES: O qUE FOI MAIS RELEVANTE, VENCER OU jULGAR? POR qUÊ?

ECO MOLITERNO: Com certeza foi julgar, pois só depois de ter tido a experiência de avaliar cases do mundo inteiro, em uma sala com profissionais de países completamente diferentes, eu aprendi o que uma ideia precisa ter pra ser considerada global.

VOCÊ TRABALHOU NA AGÊNCIACLICk, AOL BRASIL, WUNDERMAN, Y&R ATé CHEGAR à AFRICA. O qUE ABSORVEU

VOCÊ TRABALHOU NA AGÊNCIACLICk, AOL BRASIL, WUNDERMAN, Y&R ATé CHEGAR à AFRICA. O qUE ABSORVEU EM CADA UM DESSES LUGARES DE MAIS IMPORTANTE??

ECO MOLITERNO: Cada lugar me ensinou algo bem diferente, o que acabou me dando uma formação

profissional bastante complementar. Na AgênciaClick, eu tive a sorte de aprender, bem no início da internet no Brasil, como criar para os meios interativos. Na AOL, eu entendi, observando os americanos, qual é a melhor forma de se estruturar conteúdos online. Na Wunderman, eu vi como

o marketing direto funciona bem quando está associado às

ferramentas de segmentação da internet. Na Y&R, eu vi de perto o poder que uma grande compradora de mídia tem para gerar resultados pros clientes. E agora, na Africa, eu

descobri como criar hits que atingem milhões de brasileiros

e passam a fazer parte da cultura popular.

VOCÊ ATUOU AO LADO DE GRANDES “GÊNIOS” DA PUBLICIDADE BRASILEIRA. COMO FOI A EXPERIÊNCIA?

ECO MOLITERNO: Eu tive a sorte de trabalhar – e ainda trabalho – com alguns dos maiores publicitários da nossa história. Entre os diretores de arte, quando estava na Wunderman, eu apresentei algumas campanhas e concorrências ao lado do saudoso Tomás Lorente, que até hoje é referência de qualidade visual no Brasil. E, ainda hoje, aprendo todos os dias com o Sergio Gordilho, dono de uma das estéticas mais elegantes e bem apuradas do país. Quanto aos redatores, fui vizinho de sala do Ricardo Chester, com quem pude compartilhar muitas ideias, campanhas e visões sobre a publicidade. E não poderia deixar de citar o Nizan Guanaes, uma lenda viva da propaganda brasileira, com quem tenho a honra de “duplar” algumas vezes – algo que jamais imaginei que um dia fosse acontecer.

MúSICA

“ECLéTICO”

MúSICA “ECLéTICO” Conhecido pelos trabalhos como ator no teatro e na TV, Tiago Abravanel parte em

Conhecido pelos trabalhos como ator no teatro e na TV, Tiago Abravanel

parte em turnê com seu primeiro show musical. Após o lançamento no Rio de Janeiro, Tiago segue para Belém, Brasília, Goiânia, Curitiba, Porto Alegre e São Paulo, onde chega no dia 15 de novembro, para uma apresentação no HSBC Brasil. Dono de uma musicalidade admirável, Tiago seleciona o melhor de vários mundos e leva diferentes conceitos para o palco, em um musical cheio de energia. No palco, o cantor encarna personalidades como Charles Chaplin, Amy Winehouse, Beyoncé, Freddie Mercury, Elvis Presley, Raul Seixas, Tim Maia, John Lennon, e até o avô, Silvio Santos, que já aprovou o trabalho do neto. Seu lado cantor apresenta ao público muitos estilos, outras personalidade, e é esse

o principal objetivo do show. O repertório de Eclético conta com mais de 40

músicas, incluindo hits como ‘Acende o Farol’, ‘Vale Tudo’, ‘O Meu Sangue Ferve Por Você’, ‘O Amor e o Poder’, ‘Menina Veneno’, ‘Pro Dia Nascer Feliz’

e ‘Canto da Cidade’. Os ingressos já estão à venda no site ingressorapido.com.

TEATRO

DA BROADWAY PARA O RIO

Em sua passagem pela Broadway, em 2009,

o espetáculo ‘Chuva constante’, de Keith

Huff, levou ao palco Daniel Craig e Hugh Jackman. Na versão nacional, apresentada no Teatro do Leblon, caberá aos atores Augusto Zacchi e Malvino Salvador a interpretação dos dois policiais, amigos de infância, de personalidades completamente distintas e que veem sua relação arruinada por uma sequência de episódios, narrados por cada um de forma diferente. Um deles é passional e com uma vida

familiar muito bem estruturada. O outro, mais tímido e centrado nas regras, vive o fracasso. É quando um episódio incomum, de violência particular, faz com que os destinos de um e de outro se inverta. E tudo isso acontece em dias de muita chuva. A peça fica em cartaz no Rio de Janeiro até

o dia 21 de dezembro, de quinta a domingo, com ingressos de R$70 a R$90. Para mais informações ligue para (21) 2529-7700.

ARTE

SALVADOR DALÍ NO TOMIE OHTAkE

Após receber mais de 970 mil visitas no Rio de Janeiro,

a Mostra Salvador Dalí chega a São Paulo com uma das

maiores retrospectivas das obras do surrealista Salvador Dalí (1904 - 1989). A exposição fica em cartaz até 11 de

janeiro de 2015, no Instituto Tomie Ohtake. Cerca de 150

itens do artista catalão – entre pinturas, gravuras, desenhos

e filmes – serão exibidos para o público paulista, que

poderá conferir a extravagância típica das obras de Dalí, de

terça a domingo, das 11h às 20h. A entrada é gratuita e serão distribuídas senhas a fim de organizar a entrada dos visitantes. Para garantir a sua, é necessário retirá-la na entrada do Tomie Ohtake. Serão liberadas no máximo duas senhas por pessoa, com opção de

três horários de visitação, 11h, 14h e 17h, e somente para

o dia em que forem retiradas. O Instituto fica na rua dos Coropés, 88, em Pinheiros.

11h, 14h e 17h, e somente para o dia em que forem retiradas. O Instituto fica

CULTURARTE

CULTURARTE BY_LUCIANA FERREIRA ARTE LEONARDO DA VINCI EM RECIFE A exposição “Retratos”, de Leonardo da Vinci

BY_LUCIANA FERREIRA

ARTE

LEONARDO DA VINCI EM RECIFE

A exposição “Retratos”, de Leonardo da Vinci (1452-1519), fica em cartaz até o dia 31 de dezembro, no Instituto de Cultura Brasil-Itália, com reproduções de desenhos do renascentista mais admirado da história. Durante a mostra, os visitantes também podem assistir aos documentários sobre a vida e a obra do artista e desfrutar da riqueza de riscos e invenções que marcaram a trajetória desse homem. Da Vinci é considerado um dos maiores gênios de todos os tempos, pela multiplicidade de talentos nas artes e na ciência. O Instituto de Cultura Brasil-Itália fica na rua Marques Amorim, 46, em Boa Vista. A entrada é gratuita e a exposição pode ser conferida de terça a sexta, das 9h às 21h, e aos sábados, das 9h às 13h.

CINEMA

O HOBBIT:

A BATALHA DOS CINCO EXéRCITOS

9h às 13h. CINEMA O HOBBIT: A BATALHA DOS CINCO EXéRCITOS A Terceira adaptação do livro

A Terceira adaptação do livro “O Hobbit”, de J.R.R. Tolkien, chega a sua última parte em um filme repleto de efeitos especiais – e orçamento de US$ 250 milhões –, sem decepcionar os aficionados pela franquia. Dirigido por Peter Jackson (Trilogia Senhor dos Anéis), a trama leva a uma conclusão épica das aventuras de Bilbo e Thorin Escudo de Carvalho. Ao recuperar sua terra natal do dragão Smaug, eles, involuntariamente, desencadearam uma força mortal para o mundo. Bilbo vai lutar por sua vida e de seus amigos com o futuro da Terra-média em suas mãos. “O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos” chega aos cinemas nacionais em 11 de dezembro.

MúSICA

DEEP PURPLE REVIVE CLáSSICOS DO HEAVY METAL

Considerada umas das maiores bandas da história do Rock, o Deep Purple chega ao Brasil, em novembro, para apresentar a aclamada turnê ‘Now What?’. No setlist, além das novas canções da banda, o público poderá mais uma vez viajar nos clássicos eternizados pelo grupo, como ‘Smoke on The Water’, ‘Hush’, ‘Highway Star’ e ‘Perfect Strangers’, entre outros sucessos. A turnê latina que começou pelo México, chega a Porto Alegre no dia 15 para uma apresentação no Auditório Araújo Viana. Listado pelo Guinness, “como a banda com o som mais alto ao vivo no mundo”, o Deep Purple vai reunir fãs, de todas as idades, para ver Ian Gillan, Roger Glover, Ian Paice, Steve Morse e Don Airey mostrarem porque a banda é uma das pioneiras do heavy metal. Os ingressos custam de R$ 80 a R$ 280 e podem ser adquiridos pelo site Ingresso Rápido.

GELATTO

REFRESCANTE EM qUALqUER MOMENTO

GELATTO REFRESCANTE EM qUALqUER MOMENTO É só a temperatura subir um pouco, que ele volta com
GELATTO REFRESCANTE EM qUALqUER MOMENTO É só a temperatura subir um pouco, que ele volta com

É só a temperatura subir um pouco, que ele volta com tudo

para o cotidiano dos brasileiros: o sorvete! Pode ser de massa, picolé ou saquinho; com grife, artesanal ou industrializado; na

casquinha, no potinho, com ou sem cobertura. Nos momentos de calor, nada melhor do que um sorvete para refrescar!

A Associação Brasileira das Indústrias e do Setor de Sorvete

(ABIS) informa que, em 2013, foram consumidos 1,244 milhão de litros da iguaria no país - algo em torno de 6,19 litros por pessoa, ou 1/3 do consumo per capita da Europa, por exemplo. “Esse é um mercado sazonal: as vendas aumentam até 40% nos períodos mais quentes”, afirma Eduardo Weisberg, presidente da ABIS. “Estamos numa crescente [de vendas], mas a cultura do brasileiro, que não vê o sorvete como um alimento, ainda é um vilão para esse mercado”, avalia. Para quem ainda tem dúvidas, aí vão os dados: 100g de sorvete (aproximadamente 2 bolas) tem 186 calorias, 4,01g de proteína, 8,1g de lipídios, e 144 mg de cálcio. Ou seja: um alimento pouco calórico e rico em nutrientes, ideal para consumo em qualquer idade. E temperatura. “Você já tomou sorvete de vírus? Então! O

sorvete não transmite resfriados e é até recomendado em caso de algumas doenças. E não engorda”, reitera Weisberg.

Atualmente, a ABIS contabiliza 8 mil sorveterias espalhadas em todo o Brasil - que empregam cerca de 100 mil pessoas. O presidente da entidade revela que os sorvetes de fruta são os mais consumidos nas regiões Norte e Nordeste, enquanto os de chocolate são os preferidos no Sul. Ele acredita que cada empresa/indústria/loja sabe encontrar a melhor maneira de enfrentar as sazonalidades - com criatividade. Weisberg vê com

bons olhos a concorrência estrangeira, “isso é bom porque agita

o mercado”, e aposta nas paletas como a principal tendência

do momento. “Acredito que algumas dessas paleterias vão se estabilizar, conquistar a fidelidade dos clientes. Outras vão embora assim que a onda passar”, diz.

MADE IN

A Ben & Jerry’s foi a marca estrangeira a desembarcar mais recentemente no Brasil. Presente em 30 países, inaugurou

a primeira loja, em São Paulo, em setembro. Entre os mais

de 90 sabores criados pela marca americana, 16 estão disponíveis no Brasil. Com o objetivo de proporcionar aos

GASTRONOMIA

GASTRONOMIA paulistanos a experiência do sorvete, que traz qualidade impecável, como massa cremosa e grandes pedaços

paulistanos a experiência do sorvete, que traz qualidade impecável, como massa cremosa e grandes pedaços de brownies, cookies, bananas e amêndoas, a loja conceito da Ben & Jerry’s, a maior já inaugurada pela empresa em todo o mundo, também tem por objetivo ser um local de atividades contínuas, reunindo os amigos e fãs da marca para o debate

sobre a cidade de São Paulo. “Ben & Jerry’s estudou o Brasil por cerca de cinco anos para ter a certeza de que esse era o próximo destino da marca.

SORVETE

agregado, com foco em serem produtos populares. Em geral, são feitas em pequenas empresas familiares, de modo artesanal, mas com o objetivo de sempre baratear o produto”, afirma ele. Chu acrescenta que já trouxeram o produto para o Brasil focando o mercado premium, com qualidade de ingredientes, design, arquitetura, atendimento diferenciado, “ou seja, em uma percepção de qualidade maior para o cliente, não apenas do produto, mas de toda a experiência de compra”, revela.

O empreendedor revela um grande receio antes da abertura

A

busca do consumidor por produtos diferenciados e a

receptividade do país para uma marca que tem em seu DNA uma missão social, foram determinantes para a escolha”, diz Kátia Ambrósio, diretora de Sorvetes da Unilever Brasil. “Ben & Jerry’s também chega ao mercado como uma marca que traz uma história envolvente e grande contribuição para a sociedade”, completa a executiva.

Fundada em 1978, pelos amigos de infância Ben Cohen e Jerry

da unidade piloto – se o negócio realmente vingaria – mas poucas horas após a abertura da primeira loja, já havia fila para consumir o produto. “Isso se deve muito ao estudo que foi feito para a escolha do ponto comercial e a época para abertura. Nossa loja piloto foi aberta no meio da alta temporada de verão, em Balneário Camboriú, uma das cidades turísticas de maior concentração de pessoas nessa

época do ano”, diz o executivo.

A

empresa tem sede em Barracão, no Paraná, local onde está

Greenfield, a empresa se destaca pelo modelo de negócios diferenciado, guiado por valores econômicos e sociais, o que faz com que todas as pessoas envolvidas no processo de

produção e comercialização do sorvete se beneficiem com os lucros da empresa. Na capital paulista, adotou a missão de apoiar a transformação de espaços urbanos e se aliou a pessoas

e

iniciativas que tratam desse tema.

a fábrica. A produção mensal é de 700 mil paletas - e deve chegar a 2 milhões de unidades/mês até o final do ano. A rede pretende finalizar 2014 com 72 unidades e faturamento de R$ 70 milhões. “Nosso foco é em providenciar uma experiência

de consumo memorável aos nossos clientes. Deixamos que a

E

quem foi que disse que sorvete é coisa só de criança?

satisfação deles faça nossa divulgação”, finaliza Chu. Ah: oficialmente, o Dia do Sorvete é 23/09. Mas nada te impede de comemorar hoje.

MéXICO

Sucesso nas ruas e shoppings das principais cidades brasileiras,

as Paletas prometem agitar o verão! Inspiradas no tradicional

sorvete popular mexicano, elas chegaram ao Brasil no final de 2012 - mas só agora ganharam força e público. Por aqui, o

sorvete de palito com recheio cremoso ganhou releituras, mas manteve o conceito natural, sem uso de corantes, saborizantes, aromatizantes e conservantes. “Hoje, possuímos quatro categorias de paletas, divididas entre Frutada, Cremosa, Recheada e Premium. A Frutada não possui lactose ou glúten,

e é feita praticamente apenas com o uso de água, frutas e

açúcar”, revela o Diretor Executivo, Gean Chu, sócio da franquia Los Paleteros. “No México, as paletas são completamente diferentes dos nossos produtos. Lá, as paletas são produtos de baixo valor

México, as paletas são completamente diferentes dos nossos produtos. Lá, as paletas são produtos de baixo

GEOMARkETING

GEOMARkETING ASSERTIVIDADE NA ESCOLHA DOS PONTOS COMERCIAIS, MAPEAMENTO DA EXPANSãO E MONITORAMENTO DA CONCORRÊNCIA SãO

ASSERTIVIDADE NA ESCOLHA DOS PONTOS COMERCIAIS, MAPEAMENTO DA EXPANSãO E MONITORAMENTO DA CONCORRÊNCIA SãO ALGUNS DOS BENEFÍCIOS DESSA ESTRATéGIA DE MARkETING

Imagine que você está pensando em abrir ou expandir os seus negócios. O primeiro passo na direção desse

objetivo é determinar quem é o seu cliente e o seu mercado-alvo. Depois disso, é preciso identificar onde esse público se concentra e, com sorte, encontrar um ponto comercial nessa mesma região.

O

próximo passo é identificar a concorrência. Feito isso, chega a hora de criar campanhas de publicidade

e

atrair o consumidor para o seu ponto de venda. Quanto tempo você levaria fazendo tudo isso sozinho?

O

tempo passa e a sua loja continua sem os resultados esperados. Será que a sua interpretação de todas as

informações que reuniu “na unha” está correta e você fez boas escolhas? Para afastar as dúvidas e diminuir o número de tentativas antes do acerto, uma boa opção é o uso do Geomarketing. A estratégia, conhecida e utilizada nos Estados Unidos desde os anos 1950, baseia-se na divisão do mercado por países ou regiões. Atualmente, com bastante refinamento da segmentação geográfica, é capaz de traçar informações a um nível micro (um quarteirão dentro de uma cidade, por exemplo), revelando dados relevantes dos consumidores. Então, além de contribuir na decisão da instalação de um ponto de venda – ação para a qual já é utilizado há quase duas décadas no Brasil – também permite a criação de campanhas publicitárias e promoções cada vez mais personalizadas, que falam diretamente com o consumidor.

FOCO

“Ainda podemos gerar estratégias para focar totalmente na redução dos custos e aumento da eficiência de uma campanha publicitária”, pontua Leandro Cesar Diniz da Silva, professor de Gestão Comercial do Centro Universitário Newton Paiva. Ele declara que o geomarketing ajuda a maximizar os investimentos na área do ‘P’, de praça, assim como obter retorno dos investimentos em tempo menor. Outras vantagens da estratégia, segundo ele, são a segmentação geográfica do mercado e a adaptação da oferta de produtos às características de uma área ou segmento de mercado. “O maior benefício com o uso do geomarketing é um suporte mais completo para a tomada de decisão”,

avalia o coordenador de expansão da Depyl Action, Dimitri Oliveira. “Com ele, conseguimos identificar

o perfil do nosso público, o DNA geográfico de uma unidade, a área de influência das nossas lojas e

quais os indicadores geográficos são fatores de sucesso para a instalação da Depyl Action em todo território nacional”, complementa. Silva acredita que o empreendedor busca direcionar seus investimentos de forma que a relação investimento x rentabilidade seja maximizada. Por isso, tanto os varejistas, como os empreendedores de shoppings, devem estar atentos ao fato de que, por causa do crescimento exagerado do caos de trânsito e da vida atribulada, há uma tendência das pessoas, no entorno, buscar negócios próximos

a sua vida. “Não adianta o varejista pagar uma publicidade para a cidade toda se sua clientela está no setor norte da cidade! Focar no seu segmento permite a maximização de vendas!”, afirma. Com o uso correto do geomarketing, ele terá que investir menos em captação de clientes.

M k T GEOGRáFICO GEOGRAFIA VIRTUAL Atualmente, os benefícios do geomarketing para a marca, ou

M

k

T

GEOGRáFICO

GEOGRAFIA VIRTUAL

Atualmente, os benefícios do geomarketing para a marca, ou empreendimento comercial, podem ser orientados por programas e softwares criados por empresas especializadas. Um dos mais utilizados pelas marcas de varejo brasileiras

é o OnMaps, da Geofusion. Ele possibilita que empresas

de variados setores desenvolvam análises geográficas de mercado, enquanto monitoram o desempenho da empresa em cada uma das suas áreas, acompanhando online as mudanças nos mercados – desde um quarteirão, dentro de uma cidade, até o país todo. Assim, a empresa pode traçar

ações e estratégias mais assertivas e mensurar os resultados. “Dispomos de informações – públicas e oficiais – de mais de 300 fontes diferentes”, declara a CEO da empresa, Valéria Duarte. Ela conta que, com essas informações,

é possível dizer a média de idade e renda dos moradores

de um bairro, seus hábitos de consumo e outros hábitos que, muitas vezes, são ignorados. “Podemos afirmar, por meio do cruzamento das informações, quantos têm animais de estimação, por exemplo, e o seu engajamento em causas

sociais ou ambientais”, diz. A informação pode fazer toda a diferença no momento da criação de uma campanha publicitária ou de uma promoção. E contribui para um atendimento personalizado, que ajuda a fidelizar os clientes.

“Conhecemos o OnMaps durante uma visita a uma empresa parceira da Tenco”, conta Thiago Guimarães, coordenador de Inteligência de Mercado do Grupo Tenco. Desde então, a empresa utiliza o programa desenvolvido pela GeoFusion nas áreas de Novos Negócios e Comercial. “E o benefício, em ambos os

casos, é a fundamentação das decisões em cada setor”, acredita. Na primeira diretoria, o propósito é levantar dados que permitam realizar uma triagem de terrenos disponíveis. Na Comercial, usam como suporte na argumentação de venda. “As informações extraídas do programa de geomarketing têm nos proporcionado uma base de dados que, adicionada à nossa expertise de mercado do nosso segmento, é uma excelente ferramenta de apoio para

a área de Expansão. Ela nos dá mais segurança para a

estratégia de crescimento de nossa rede”, pondera Nelson Oshiro Hokama, Diretor de Expansão da Multicoisas. “Com os dados em mãos, a decisão do lojista é mais racional. Além de aumentar as chances de sucesso dele e, por consequência, do shopping, a transparência aumenta

a empatia do cliente com o consultor de vendas. Nossas

vendas têm melhorado mesmo em ambiente pouco positivo, como o atual”, ressalta o executivo da Tenco.

TEMPO INTELIGENTE

TEMPO INTELIGENTE A NOVA ONDA DA “TECNOLOGIA DE VESTIR” TRAZ PARA O MERCADO UMA SéRIE DE

A NOVA ONDA DA “TECNOLOGIA DE VESTIR” TRAZ PARA O MERCADO UMA SéRIE DE RELóGIOS INTELIGENTES

TRAZ PARA O MERCADO UMA SéRIE DE RELóGIOS INTELIGENTES Enquanto muitos debatiam se os smartphones eliminariam

Enquanto muitos debatiam se os smartphones eliminariam

o uso de relógios de pulso, eis que uma nova onda de

lançamentos das grandes empresas de tecnologia mostra o contrário: relógios inteligentes que, se não substituem o uso dos smartphones e outros dispositivos móveis, o complementam. Além de acessórios de moda – sim, os smartwatches investiram no design! – representam uma nova leva de equipamentos inteligentes e super conectados que devem ganhar as ruas tanto quanto os celulares. Esses novos equipamentos serão utilizados para receber ligações, mensagens, e-mails e, até, para realizar pagamentos sem a necessidade de cartão de crédito. Saiba mais sobre os modelos das principais marcas.

APPLE WATCH

Sempre pioneira no lançamento de equipamentos eletrônicos

altamente tecnológicos, a Apple anunciou o seu iWatch para

o início de 2015. Na ocasião – provavelmente na época do

Valentine’s Day, nos EUA – a empresa disponibilizará, para venda, três modelos do aparelho: Watch, Watch Sport e Watch Edition. Cada um terá foco em um diferente público e os

modelos se diferenciam pelos materiais e pelo design.

O Apple Watch será vendido em dois tamanhos diferentes.

As telas poderão ser de 38 mm ou 42 mm - estratégia que visa agradar tanto ao público feminino, quanto masculino.

O smartwatch será capaz de mostrar notificações sem que seja

preciso pegar o iPhone. Mensagens, ligações e e-mails são

alguns dos exemplos. Uma informação importante é que será obrigatório estar com um iPhone para usar o Watch. Os ajustes de horário serão feitos no botão lateral, similar aos dos relógios mecânicos. Esse botão terá, ainda, a função de dar zoom e movimentar a tela nos diversos aplicativos. Outra forma de se comunicar com o Apple Watch será o Digital Touch. Com ele, será possível enviar mensagens e desenhos a outras pessoas que também estejam usando esse dispositivo da Apple. Também será possível compartilhar sons, batucadas na tela e até mesmo o batimento cardíaco com outra pessoa.

O Apple Watch conversará com o Apple Play, aplicativo

utilizado como carteira virtual para pagamentos via tecnologia NFC, que dispensa a necessidade de usar um cartão de crédito físico, já que basta cadastrar um no novo aplicativo da Apple e aproximar o relógio de outro dispositivo de cobranças.

TECNOLOGIA SMART WATCHES SONY SMARTWATCH 3 Pioneira no mercado de “wearables”, ou acessórios que podem

TECNOLOGIA

SMART WATCHES

SONY SMARTWATCH 3

Pioneira no mercado de “wearables”, ou acessórios que podem ser ‘vestidos’, a Sony já está na terceira geração de relógios inteligentes. O SmartWatch 3 é, entretanto, o primeiro projetado especificamente para as atualizações do Android Wear - programa criado em parceria com a Google que combina a expertise da Sony com produtos inteligentes vestíveis com os softwares da plataforma Google. Mesmo longe do smartphone Android, o SmartWatch 3 é um acessório divertido e útil, com grande funcionalidade independente. Microfone embutido, além das tecnologias de Acelerômetro, Compass, Gyro e sensor de GPS significam mais precisão e monitoramento digital mais qualificado.

O relógio inteligente possui 4GB de memória local embutida,

o

que significa que é possível sincronizar listas de músicas

e

simplesmente conectar um fone de ouvido Bluetooth para

escutá-las, por exemplo, antes de uma corrida, deixando o smartphone em casa e mantendo o acesso às músicas off-line.

em casa e mantendo o acesso às músicas off-line. LG G WATCH R Apresentado na IFA
em casa e mantendo o acesso às músicas off-line. LG G WATCH R Apresentado na IFA

LG G WATCH R

Apresentado na IFA 2014, o LG G Watch R é o primeiro relógio inteligente a usar o display full circle Plastic OLED, que utiliza 100% do display circular. O visor de 1,3 polegada produz imagens claras (mesmo sob sol forte) e nítidas, independente do ângulo de visualização. Equipado com um processador Snapdragon® 400 de 1.2GHz, o LG G Watch R oferece 4GB de armazenamento, 512MB de memória RAM e uma bateria de longa duração de 410 mAh. O dispositivo exibe notificações e mensagens recebidas por meio de um smartphone conectado a ele via Bluetooth e tem certificação IP67, o que significa que foi criado para operar por até 30 minutos sob um metro de água! “O que notamos no ano dos dispositivos de vestir é que essa categoria não pode ser comparada a smartphones e tablets”, afirma o Dr. Jong-seok Park, presidente e CEO da LG Electronics Mobile Communications Company. “Os dispositivos de vestir funcionam também como acessórios e os consumidores querem ter mais de um para poder variar. Assim, quisemos complementar o design moderno do G Watch original com o visual clássico do G Watch R. Os clientes não terão como errar, não importa o dispositivo escolhido”, diz.

65

SAMSUNG GEAR S O grande diferencial do smartwatch da Samsung, Gear S, é que ele

SAMSUNG GEAR S

O

grande diferencial do smartwatch da Samsung, Gear

S,

é que ele não depende do smartphone para receber

mensagens via internet e realizar ligações de voz. O Samsung Gear S amplia seus recursos de comunicação ao incluir conexão 3G, bem como Bluetooth e Wi-Fi, permitindo que usuários permaneçam informados com notificações das redes sociais, agendas e aplicativos, mesmo quando estão longe do telefone. Com ele, é possível responder às mensagens de forma instantânea,

usando o teclado na tela ou utilizando a funcionalidade

S Voice. O relógio roda o sistema operacional Tizen e

conta com o serviço de mapas Nokia Here. “Com inovação progressiva, a Samsung lidera a categoria de soluções móveis vestíveis – os wearables, que tem crescido rapidamente”, acredita JK Skin, CEO e chefe de TI e comunicação móvel da Samsung Electronics. “O Samsung Gear S redefine a categoria dos wearables

e a cultura da comunicação móvel. Ele permite que os

consumidores fiquem conectados a qualquer hora e em

qualquer lugar”, conclui.

MOTO 360

A “experiência móvel” é o foco da Motorola, que há um

ano trabalha no lançamento de novos aparelhos para o seu público. O destaque vai para o Moto 360, que chegou às lojas brasileiras em outubro. Com design clássico e sistema operacional Android Wear™, o smartwatch mantém o usuário atualizado sem interromper a sua rotina. Resistente à água, o modelo tem bateria de longa duração, possui carregamento sem fio e responde ao comando de voz.

Ao dizer “Ok Google”, o usuário consegue enviar textos, definir lembretes, verificar o tempo, agendar compromissos, entre outras funções. Apesar de não possuir câmera (os concorrentes também não possuem), pode ser sincronizado com o smartphone e tirar fotos a partir do relógio.

O

relógio inteligente possui 4GB de memória local embutida,

o

que significa que é possível sincronizar listas de músicas

e

simplesmente conectar um fone de ouvido Bluetooth para

escutá-las, por exemplo, antes de uma corrida, deixando o smartphone em casa e mantendo o acesso às músicas off-line.

por exemplo, antes de uma corrida, deixando o smartphone em casa e mantendo o acesso às
por exemplo, antes de uma corrida, deixando o smartphone em casa e mantendo o acesso às
ALSHOP BENEFÍCIOS RESPONSABILIDADE CIVIL SEGURO PROTEGE O PATRIMôNIO PESSOAL DOS EXECUTIVOS (ADMINISTRADORES/ACIONISTAS)

ALSHOP BENEFÍCIOS

RESPONSABILIDADE CIVIL

SEGURO PROTEGE O PATRIMôNIO PESSOAL DOS EXECUTIVOS (ADMINISTRADORES/ACIONISTAS) DA EMPRESA EM CASO DE ERRO DE GESTãO

A Alshop, em parceria com a VIS Corretora, oferece

uma nova modalidade de seguros: o de Responsabilidade Civil de Administradores. A iniciativa é mais uma das

facilidades oferecidas pelo programa Alshop Benefícios. Conhecido internacionalmente como “Directors

& Officers Liability Insurance”, ou, simplesmente,

“D&O”, tem por objetivo proteger os bens pessoais dos administradores, dos custos de defesa e eventuais pagamentos de indenizações por conta do exercício de suas funções diretivas na empresa. Comum em países desenvolvidos, o Seguro de Responsabilidade Civil dos Administradores é uma modalidade ainda pouco utilizada no Brasil. Via de regra, os bens dos diretores e membros do conselho de administração não respondem por obrigações ou responsabilidades corporativas. Não obstante, a legislação brasileira estabelece exceções à referida regra geral e, consequentemente, hipóteses de responsabilização pessoal dos administradores decorrente do exercício de suas funções na empresa.

a obrigação de honrar com débitos trabalhistas da empresa,

caso tenham sido esgotadas as possibilidades de localização de bens em nome da pessoa jurídica”.

CASOS E CASES

Dois exemplos práticos em que o Seguro de Responsabilidade Civil de Administradores poderia ser utilizado: recentemente, um juiz penhorou os bens dos executivos da grande empresa de óleo e gás envolvidos nas denúncias relativas à compra da refinaria em Pasadena. Em 2010, os conselheiros de uma grande empresa de alimentos processaram 10 diretores, acusando-os de descumprimento do dever de diligência – a multa estipulada para cada um era de R$ 2,6 milhões. Veridiana Atanes, diretora de produtos financeiros da VIS Corretora, explica que a apólice cobre o custo da defesa

e se, eventualmente, o executivo for condenado a alguma

indenização. “Mas, quando o processo é julgado e o executivo

é condenado por ato doloso ou criminoso – como fraude,

por exemplo - o seguro não cobre o valor da indenização;

e todos os gastos decorrentes do processo precisam ser

ressarcidos à seguradora”, alerta. Ela ressalta que o Seguro de Responsabilidade Civil de Administradores é uma “proteção

ao patrimônio pessoal do executivo e se aplica a qualquer empresa, de qualquer porte”. Para saber mais sobre essa ferramenta, acesse www.alshop.com.br, clique em associados e depois em benefícios ou entre em contato com a VIS Corretora.

em benefícios ou entre em contato com a VIS Corretora. LEIS E REGRAS Há previsões expressas

LEIS E REGRAS

Há previsões expressas de responsabilização pessoal, por exemplo, no Código Civil (Lei 10.406/02), Lei das Sociedades por Ações (Lei 6.404/76), Código de Defesa do Consumidor (Lei 8.708/90), Lei da Política Nacional do Meio Ambiente (Lei 6.938/81), Código Tributário Nacional (Lei 5.172/66), Lei de Recuperação Judicial e Falências (Lei 11.101/05), dentre outras. “Para uma empresa de varejo, o D&O pode ser interessante para dar um conforto adicional aos executivos, principalmente com relação às situações de desconsideração da personalidade jurídica”, afirma o advogado Ricardo Melaré, sócio do escritório Machado Melaré Advogados. Ele explica que, “nesses casos, pode recair sobre os administradores, por exemplo, o dever de recolher tributos em caso da impossibilidade de uma empresa honrar com suas obrigações fiscais; ou ainda,

ness art

ness art Você não pode deixar de anunciar nesta super edição. Atenção lojistas, empresários e fornecedores,
ness art Você não pode deixar de anunciar nesta super edição. Atenção lojistas, empresários e fornecedores,
Você não pode deixar de anunciar nesta super edição.
Você não pode deixar de anunciar nesta super edição.
Atenção lojistas, empresários e fornecedores, estamos com uma edição especial da REVISTA AL SHOP. A
Atenção lojistas, empresários e
fornecedores, estamos com uma edição
especial da REVISTA AL SHOP.
A primeira edição de 2015 será
ALL IN NEW YORK, uma edição totalmente
produzida em New York, com as mais
recentes informações do mundo do varejo
e com a cobertura completa do 104º NRF
Retail’s Big Show, o maior evento de varejo
do mundo, que acontece em janeiro.
Entre em contato
conosco e anuncie.
imagem meramente ilustrativa
em contato conosco e anuncie. imagem meramente ilustrativa Para mais informações entre em contato com o
em contato conosco e anuncie. imagem meramente ilustrativa Para mais informações entre em contato com o
em contato conosco e anuncie. imagem meramente ilustrativa Para mais informações entre em contato com o
em contato conosco e anuncie. imagem meramente ilustrativa Para mais informações entre em contato com o
em contato conosco e anuncie. imagem meramente ilustrativa Para mais informações entre em contato com o
em contato conosco e anuncie. imagem meramente ilustrativa Para mais informações entre em contato com o
em contato conosco e anuncie. imagem meramente ilustrativa Para mais informações entre em contato com o
em contato conosco e anuncie. imagem meramente ilustrativa Para mais informações entre em contato com o
em contato conosco e anuncie. imagem meramente ilustrativa Para mais informações entre em contato com o
em contato conosco e anuncie. imagem meramente ilustrativa Para mais informações entre em contato com o

Para mais informações entre em contato com o Depto. Comercial

telefone: 72 +55 11 3541.9422 / comercial@nessgroup.com.br / www.alshop.com.br

Organização Realização
Organização
Realização
Presidente: Nabil Sahyoun Conselho de Desenvolvimento Estratégico da Alshop: Viktor Ljubtschenko (Any Any), Anderson
Presidente: Nabil Sahyoun Conselho de Desenvolvimento Estratégico da Alshop: Viktor Ljubtschenko (Any Any), Anderson
Presidente: Nabil Sahyoun Conselho de Desenvolvimento Estratégico da Alshop: Viktor Ljubtschenko (Any Any), Anderson
Presidente: Nabil Sahyoun Conselho de Desenvolvimento Estratégico da Alshop: Viktor Ljubtschenko (Any Any), Anderson
Presidente: Nabil Sahyoun Conselho de Desenvolvimento Estratégico da Alshop: Viktor Ljubtschenko (Any Any), Anderson
Presidente: Nabil Sahyoun Conselho de Desenvolvimento Estratégico da Alshop: Viktor Ljubtschenko (Any Any), Anderson

Presidente: Nabil Sahyoun

Conselho de Desenvolvimento Estratégico da Alshop:

Viktor Ljubtschenko (Any Any), Anderson Birman (Arezzo), Bráulio Bacchi (Artefacto), José Valberto Mangabeira (Barred´s), Carivaldo Souto (Bmart Brinquedos), Maurício Freire (Bon Grillê), Eduardo Vargas (Camicado), Álvaro Jabur Maluf (Camisaria Colombo), Caito Maia (Chilli Beans), Marcelo Rezende Bertini (Cinemark), Richard Flores (CNS), Camila Karrer (Cool Case), Rogério Rubini (Contém 1g), Israel Sapiro (Copel Colchões), Luiz Eduardo Falco (CVC Turismo), Ubirajara Pasquotto (Cybelar), Fernando Canizare (Divino Fogão), Leonardo Diniz Jorge (Drogaria Iguatemi), João Marconi Filho (Dunes), Edison de Annunzio (Equus Jeanstyle), Milton Kakumoto (Fast Shop), André Pivetti ( First Class), Arthur Eduardo Alves (Galeto´s), Luiz Fernando Sambugaro (Gateway - Gunnebo), Mariano Luciani (Gelateria Parmalat), Gilberto Pedrone (Gimawa), Washington Umberto Cinel (Gocil), Julio Chian Chin Long (Green), Arnaldo M. Bassi (Guaraná Brasil), Alberto Saraiva (Habib´s), Alexandre Fernandes (Inovathi), Manuel Puig (Jones Lang Lasalle), Abrão Kherlakian (Khelf), Álvaro Sant´Anna Netto (Le Biscuit), Alexandre C. Afrange (Le Lis Blanc), Alessandra Restaino (Le Postiche), Sérgio Milano (Livraria Nobel), Marcílio D´Amico Pousada (Livraria Saraiva), Rodrigo Caseli (Lojas Avenida), Luiza Helena Trajano Rodrigues (Magazine Luiza), Marcelo Rabach (Mc Donald´s), Marilena Pezzo Rossini (MMartan), Ângelo A. Campos Neto (Mob), Miguel Krigsner (O Boticário), Julio Dias Sobrinho (Ortobom Colchões), Salim Maroun (Outback Steakhouse), Marcio Milan (Pão de Açucar), Rubens Augusto Junior (Patroni Pizza), Cecília Mara dos Santos (Pernambucanas), Sérgio Zimerman (Pet Center Marginal), Manoel Kherlakian (Pontal Calçados), Jacques Kann (Postnet), Arab Chafic Zakka (Preçolândia), Antonio Carlos Nasraui (Rei do Mate), Hector Nunes (Ri Happy), Ademir S. Stein (S. Stein), Lourdes Kamilos (Saint Charbel), Victor Giansante (Salad Creations), Jorge Antonio Pinto (Showplay), Mario A. F. Chady (Spoleto), Norman Baines (Starbucks) Regis Dubrule (Tok & Stok), Tito Bessa Jr (TNG), Maurício Santos (Triângulo Moda), Fernando Haidamus (Triton Eyewear), Carlos Alberto Isaac (Vila Romana), Nelson Kaufman (Vivara), Fernando Leite Perri (Vivenda do Camarão), Ladislau Brett (VR Menswear), Eugenio Ferreira (World Tennis), Mauro Razuk (Zelo).

Diretor de Relações Institucionais: Luis Augusto Ildefonso da Silva (luis.augusto@alshop.com.br)

PERGUNTE AO PRESIDENTELuis Augusto Ildefonso da Silva (luis.augusto@alshop.com.br) MERCADO PROPOSTAS BRASILSHOP CE BRASILSHOP Rj RADAR SOCIAL

MERCADOda Silva (luis.augusto@alshop.com.br) PERGUNTE AO PRESIDENTE PROPOSTAS BRASILSHOP CE BRASILSHOP Rj RADAR SOCIAL DIREITOS

PROPOSTAS(luis.augusto@alshop.com.br) PERGUNTE AO PRESIDENTE MERCADO BRASILSHOP CE BRASILSHOP Rj RADAR SOCIAL DIREITOS EXPANSãO

BRASILSHOP CEPERGUNTE AO PRESIDENTE MERCADO PROPOSTAS BRASILSHOP Rj RADAR SOCIAL DIREITOS EXPANSãO REGIONAL NOTAS

BRASILSHOP RjPERGUNTE AO PRESIDENTE MERCADO PROPOSTAS BRASILSHOP CE RADAR SOCIAL DIREITOS EXPANSãO REGIONAL NOTAS NA EDIçãO

RADAR SOCIALAO PRESIDENTE MERCADO PROPOSTAS BRASILSHOP CE BRASILSHOP Rj DIREITOS EXPANSãO REGIONAL NOTAS NA EDIçãO 228, PAG.

DIREITOSMERCADO PROPOSTAS BRASILSHOP CE BRASILSHOP Rj RADAR SOCIAL EXPANSãO REGIONAL NOTAS NA EDIçãO 228, PAG. 92,

EXPANSãOPROPOSTAS BRASILSHOP CE BRASILSHOP Rj RADAR SOCIAL DIREITOS REGIONAL NOTAS NA EDIçãO 228, PAG. 92, PUBLICAMOS

REGIONALBRASILSHOP CE BRASILSHOP Rj RADAR SOCIAL DIREITOS EXPANSãO NOTAS NA EDIçãO 228, PAG. 92, PUBLICAMOS EqUIVOCADAMENTE

NOTASCE BRASILSHOP Rj RADAR SOCIAL DIREITOS EXPANSãO REGIONAL NA EDIçãO 228, PAG. 92, PUBLICAMOS EqUIVOCADAMENTE A

NA EDIçãO 228, PAG. 92, PUBLICAMOS EqUIVOCADAMENTE A FOTO DO SHOPPING MUELLER jOINVILLE AO INVéS DO SHOPPING MUELLER CURITIBA. A FOTO já FOI RETIRADA DA NOSSA VERSãO ONLINE

PERGUNTE AO

EM PAUTA

OS TEMAS qUE MOVIMENTAM A INDúSTRIA DE VAREjO SãO ANALISADOS PELO PRESIDENTE DA ALSHOP, NABIL SAHYOUN

O ano está chegando ao fim, confirmando algumas previsões

negativas no que se refere ao movimento e às vendas no varejo.

A vacância de lojas nos shopping centers é um dos temas mais

alardeados recentemente, mesmo sabendo-se que os shoppings tradicionais continuam trabalhando com um percentual baixo

de lojas vagas. Os novos malls, esses sim, ainda patinam para conquistar as marcas e comercializar os pontos de venda. Mas, o período de Festas, sempre muito aguardado pelos varejistas, se aproxima, trazendo entre as “boas novas” a abertura de vagas temporárias. Novas vagas, novos empregos, novos consumidores. A economia se movimenta e traz mais esperança e otimismo para os empresários e empreendedores, que já começam a vislumbrar o ano de 2015. Depois da Copa do Mundo de Futebol e com as Eleições definidas, os ânimos do mercado se acalmam – e isso pode se refletir diretamente no humor dos consumidores.

O presidente da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping

(Alshop), Nabil Sahyoun, responde nesse mês às principais dúvidas sobre a vacância nos shopping centers brasileiros; as perspectivas de contratação e abertura de vagas temporárias no setor e sobre o projeto de lei paulista, que quer delimitar o tamanho dos lotes à venda.

paulista, que quer delimitar o tamanho dos lotes à venda. O ASSUNTO DO MOMENTO é A

O ASSUNTO DO MOMENTO é A VACâNCIA NOS SHOPPING CENTERS. qUAL é O CENáRIO ATUAL?

NABIL SAHYOUN: Em razão do cenário político econômico atual, que produz queda nas indústrias, abastecimento menor nos estoques das lojas e custos elevados de ocupação, a vacância tem aumentado principalmente em shoppings novos, pois as empresas não conseguem ocupar espaços novos. Além disso, algumas cidades e regiões apresentam uma concentração elevada de centros de compras, maior do que seria necessário, gerando desequilíbrio no mercado. Nos shoppings tradicionais, a vacância é baixa, ao redor de 7%; já nos shoppings novos ela fica acima de 50%.

qUAIS AçÕES PODEM LEVAR à MUDANçA DESSE CENáRIO, COM OS SHOPPINGS ATUANDO COM AS LOjAS TODAS OCUPADAS?

NABIL SAHYOUN: A melhoria da economia, a definição das eleições, equilíbrio maior na negociação entre shoppings e lojistas e acessibilidade a linhas de crédito para pequenos varejistas são situações que, certamente, melhorarão o mercado.

COMO ATRAIR NOVOS EMPREENDEDORES PARA OS MALLS?

NABIL SAHYOUN: Novas marcas, tanto internacionais, quanto as marcas franqueadoras, têm sido

PRESIDENTE

PRESIDENTE atraídas para os centros comerciais em razão que seu público consumidor, em sua maioria, tem

atraídas para os centros comerciais em razão que seu público consumidor, em sua maioria, tem afinidade com

o ambiente de shopping, que oferece conforto, segurança, estacionamento, além de várias modalidades e segmentos de lojas do interesse desse público.

O VAREjO TEVE RESULTADOS ABAIXO

DO ESPERADO DURANTE TODO

O ANO. ESSE CENáRIO IRá INTERFERIR

NA CRIAçãO/ABERTURA DE VAGAS

TEMPORáRIAS NO PERÍODO DAS FESTAS?

NABIL SAHYOUN: O movimento de vendas no

curso de 2014 está abaixo do esperado; vários fatores

– como inflação crescente, elevação nas taxas de juros,

incerteza na política econômica e eleições – fazem com que o consumidor ponha o pé no freio, gerando queda no consumo. Por conta desse desânimo com relação ao aumento das vendas de final de ano, tanto empresas da indústria, como do comércio varejista, deverão diminuir o ritmo de contratação de serviços temporários. A efetivação de vagas também deverá cair no começo de 2015.

qUAL é A EXPECTATIVA DE ABERTURA DE VAGAS EM TODO O BRASIL? qUAL é A RELAçãO COM OS NúMEROS DE 2013?

NABIL SAHYOUN: A expectativa para o preenchimento de vagas temporárias está apenas 2% acima da quantidade de 2013. As oportunidades, portanto, são menores que do ano anterior, tanto para contratação, como para efetivação. A própria efetivação do temporário, que historicamente era de 20 a 25% em anos anteriores, para 2015 deverá ser de 10 a 15%, resultante de menores oportunidades, pois o crescimento da quantidade de lojas está sendo menor.

DE qUE MANEIRA A ABERTURA DESSAS VAGAS IRá INTERFERIR NO CENáRIO ECONôMICO ATUAL?

NABIL SAHYOUN: As novas vagas são sempre um alento para os varejistas, propiciando o bom atendimento e melhor fluidez aos seus clientes, nessa época em que as lojas recebem mais consumidores. Consequentemente, o resultado de vendas não fica prejudicado por eventuais desistências do consumidor pela demora no atendimento.

EM SãO PAULO, UMA LEI PRETENDE LIMITAR O TAMANHO DOS LOTES EM COMERCIALIZAçãO. COMO ISSO PODE AFETAR A INDúSTRIA DE SHOPPING CENTERS?

NABIL SAHYOUN: A nova proposta de zoneamento de São Paulo propõe que a área máxima de um lote seja de 10 mil metros quadrados. Caso seja aprovada, irá afetar diretamente empreendimentos como shoppings e condomínios. Empreendimentos acima de 10 mil metros quadrados deverão passar por um projeto de loteamento e atender determinadas regras de ocupação. A Prefeitura também propõe a cota ambiental:

dependendo do número de árvores e vegetação num terreno, o empreendimento pode ter benefícios, como isenção de impostos. Cada novo lote também deve ter, obrigatoriamente, um número mínimo de vagas para bicicletas e vestiário para ciclistas.

MANDE SUA PERGUNTA PARA:

NABIL SAHYOUN

RUA SAMUEL MORSE, 120 - 13º Cj 132 04576-060 - BROOkLIN - SãO PAULO - SP - BRASIL +55 11 3284.8493

PRESIDENCIA@ALSHOP.COM.BR

WWW.ALSHOP.COM.BR

MERCADO

EXPERIÊNCIA DE CONSUMO

COMO ALIAR O BRAND EXPERIENCE A VENDAS

POR PHILIP kOERNE

Conquistar o consumidor pelo seu coração é o que todas

as marcas desejam. Transformá-lo em um seguidor, ou

até mesmo em um defensor, é o auge do marketing. Mas,

para que isso realmente aconteça, a experiência desse consumidor com essa marca deve ser algo relevante, memorável e único.

O Marketing Experiencial, disciplina que desenvolve a

experiência do consumidor com a marca, segundo Bernd H.

Schmitt – o mais renomado profissional no assunto – tem como principal objetivo estabelecer relacionamentos entre marcas e consumidores. Parte da premissa de que as marcas reforcem sua imagem através de estímulos, entretenimento e emoções positivas com seu consumidor, que podem ser desenvolvidas através de diversas experiências.

A experiência sensorial utiliza-se da estética dos cinco

sentidos para encantar. Uma vitrine atraente tem o poder de abduzir o consumidor em um corredor de shopping; a

experiência olfativa estabelece originalidade e autenticidade

a diversas marcas no varejo. Isso reforça o envolvimento do consumidor com essa marca, e tem o poder de mantê-lo por mais tempo na loja. Quem não sente vontade de tomar um café quando sente aquele cheirinho no ar? Outros sentidos são tradicionalmente explorados, como

o paladar. Lembro da minha infância, no litoral, onde

sempre vinha aquela porção de castanhas para degustação. Além de ser um approach amigável, dava uma vontade louca de comprar. A audição também é muito explorada, principalmente, através de músicas que podem gerar uma certa excitação e venda para marcas modernas, jovens, antenadas ou tranquilidade e calma para espaços como livrarias, cafés e restaurantes. E, por último, mas não o menos importante, o tato. Entre em uma loja de cremes e sabões relaxantes, em Nova York, que você sentirá essa experiência mexer na sua pele e também no seu bolso.

e sabões relaxantes, em Nova York, que você sentirá essa experiência mexer na sua pele e
MEXENDO COM O AFETO Já a experiência afetiva desperta nossas emoções. São palavras, imagens, pessoas,
MEXENDO COM O AFETO Já a experiência afetiva desperta nossas emoções. São palavras, imagens, pessoas,

MEXENDO COM O AFETO

Já a experiência afetiva desperta nossas emoções. São palavras, imagens, pessoas, que nos estimulam e afloram nossos sentimentos, de preferência de forma positiva. Exacerbam nossa alegria, nossa paixão, nosso romantismo, nosso otimismo. As datas comemorativas do varejo são recheadas dessa experiência no dia das mães, dia dos namorados, dia dos pais, dia das crianças. A experiência afetiva está presente fortemente no atendimento. Aquele vendedor que consegue desenvolver uma sintonia com seu cliente através do “experience approach”, ao invés do “selling approach”, conquista e fideliza muito mais. Não tem coisa pior que entrar numa loja e alguém tentar te empurrar algo, sem efetivamente saber o que você precisa, ou qual é o seu perfil. Interagir no padrão de comportamento e no estilo de vida das pessoas é o que faz da experiência comportamental uma das mais poderosas ferramentas utilizadas pelas marcas, para gerar seguidores e, consequentemente, compradores. Consumidores gostam de se expressar através das marcas. As marcas precisam de atitudes verdadeiras e identitárias para se posicionar de forma única para seu público. Isso pode ser feito através de associações com pessoas/celebridades que já possuem um estilo próprio e reconhecido. O apoio

a causas do bem é outra forma de interagir, seja através da

responsabilidade social, ambiental ou econômica, desde que,

qualquer ação ou comunicação, seja efetivamente genuína e pertença à crença e essência dessa marca.

O senso de pertencimento talvez seja o nível mais profundo do marketing experiencial. A experiência relacional tem

o poder de inserir os indivíduos no contexto sociocultural da marca. As marcas conseguem, assim, vender muito mais do que somente produto. Elas inserem seus clientes num

universo que os identifica, que os transforma. São benefícios que vão além das características funcionais dos produtos:

serviços, treinamentos, programas de relacionamento, dicas

e informações que envolvem o cliente de uma forma tão

positiva, que ele vira fã incondicional dessa marca.

E você? Qual é experiência está passando aos seus

consumidores? O primeiro passo é definir bem a mensagem baseada no seu posicionamento e entender qual tipo de experiência se adeque melhor ao seu negócio. Outro ponto importante é utilizar uma comunicação 360 o para reforçar essa experiência em todos os pontos de contato com seu consumidor, dentro ou fora do PDV, pois o cliente é multicanal. Uma coisa é certa, se você quer vender mais, precisa desenvolver ações de brand experience.

PROPOSTAS

MENOS DO MESMO

Com foco no engajamento do consumidor, os shopping centers devem inovar na execução de suas campanhas promocionais – sejam de incentivo, relacionamento ou fidelidade. Um dos pontos cruciais para o engajamento dos consumidores é o relacionamento, sendo sua base a

comunicação. Em uma sociedade onde os clientes estão conectados e estão sendo bombardeados por informações

a todo momento (voz, e-mails, sms, whatsapp, facebook,

twitter, instagram, etc), a comunicação tradicional já não

é suficiente. Faz-se necessário extrapolar a metodologia unidirecional para ações com mecanismos que permitam interação total com seus clientes.

POR DR. FERNANDO GIBOTTI

O grande desafio dos shopping centers está na grande quantidade de clientes que frequentam os seus espaços, pois, com um número elevado de clientes, a interação pessoal, realizada normalmente por promotores de atendimento, torna-se inviável, devido ao alto custo e à fragilidade no controle da qualidade do serviço prestado. Dessa forma, a utilização de tecnologia de autosserviço mostra-se como uma estratégia poderosa para a interação desejada. Por meio de totens sensíveis ao toque, aplicativos em dispositivos móveis e sites específicos para tal fim, é possível cumprirmos todas as etapas de ações que promovam o engajamento dos clientes.

específicos para tal fim, é possível cumprirmos todas as etapas de ações que promovam o engajamento

PARA qUE SERVEM OS TOTENS?

1. CADASTRO E TROCA DE CUPONS

Seguindo a tradição dos shopping centers, com premiações em datas exclusivas, os sistemas de autosserviço são utilizados para cadastro e atualização dos dados do cliente e para a movimentação de compras/ frequência, em substituição das arcaicas ilhas de atendimento com promotores.

2. GAMEFICATION

Jogos interativos que estimulam o hábito dos clientes por meio de desafios divertidos e lúdicos e que envolvem colaboração, competição e cooperação a fim de alcançar objetivos específicos com metas pré-estabelecidas, cuja conquista proporciona a evolução do seu status como cliente. Quanto maior seu status, melhores os benefícios recebidos. Esses jogos conseguem fazer com que os clientes sintam-

se estimulados e felizes durante sua experiência, sendo

a conquista desse sentimento muito mais forte do que

qualquer motivação externa, como, por exemplo, a entrega direta de prêmios ou brindes.

3. PESqUISAS INTERATIVAS ONLINE

Pesquisas interativas permitem captar o sentimento do cliente no momento em que os fatos motivadores

ocorrem. Os dados levantados por meio de autosserviço,

e “a qualquer momento”, tendem a refletir de forma mais

fidedigna os anseios e desejos dos clientes. Por serem permanentes, situacionais e em tempo real, essas pesquisas fornecem informações de extremo valor para a definição das estratégias adotadas pelos shoppings, e pelos lojistas, na busca do engajamento dos clientes.

4. CIRCUITO NO MALL

A utilização de tecnologias de autosserviço para cadastro,

gamefication e microlocalização permite a configuração de ações interativas com objetivo específico de elevação de fluxo de pessoas em áreas específicas do mall.

de fluxo de pessoas em áreas específicas do mall. 5. NANOMARkETING A partir do conhecimento do

5. NANOMARkETING

A partir do conhecimento do perfil do cliente e da sua

localização dentro do mall, as tecnologias de autosserviço podem ser utilizadas para comunicação segmentada com entregas de conteúdos relevantes àquela pessoa: sugestões de produtos, serviços e ofertas realmente exclusivas. Por meio da interação, o cliente pode avaliar o conteúdo, produto, serviço ou oferta e dar feedback, bem como compartilhar com sua rede de relacionamento em tempo real.

6. PROMOVER FACILIDADES PARA O CLIENTE

Ainda com base no perfil do cliente, é possível facilitar a experiência do mesmo na utilização do mall. As tecnologias de autosserviço possibilitam encontrar locais específicos

(fraldário, caixas eletrônicos, banheiros, pontos de acessibilidade, posição do veículo no estacionamento, etc.), verificar a programação de eventos e horários especiais de funcionamento e efetuar pagamentos de valet ou outros serviços oferecidos pelo shopping. Ressalta-se que tais facilidades podem ser avaliadas e compartilhadas pelo cliente em tempo real. De forma geral, a utilização de tecnologias de autosserviço proporciona conforto para o consumidor final que não fica obrigado a enfrentar filas em ilhas de atendimento ou SAC, permite a mensuração de resultados/sentimentos em tempo real e possibilita a detecção do comportamento do consumidor, com base em sua frequência e não somente em suas compras. Sendo assim, serve como fonte de insights poderosos para as estratégias que deverão ser adotadas e é fundamental para o desenvolvimento de ações interativas que visam o engajamento dos clientes.

A utilização dessas tecnologias inovadoras já é realidade e

pode ser experimentada em alguns shopping centers do Brasil, que consideram seus clientes o maior patrimônio que possuem.

BRASILSHOP

A VEZ DO NORDESTE

EDIçãO DO BRASILSHOP EM FORTALEZA DEBATEU AS INCERTEZAS E DESAFIOS DA INDúSTRIA DO SHOPPING

DEBATEU AS INCERTEZAS E DESAFIOS DA INDúSTRIA DO SHOPPING O 3º Brasilshop Congresso do Varejo Edição

O 3º Brasilshop Congresso do Varejo Edição Fortaleza teve

Patrocínio do Sebrae dos Correios; Patrocínio Bronze de Pag

Seguro UOL; Patrocínio Partner do Shopping Befica, Shopping Parangaba, Iguatemi, Shopping Del Paseo, Shopping Aldeota,

North Shopping Fortaleza, North Shopping Jóquei, North Shopping Maracanaú, Via Sul Shopping Fortaleza, North Shopping Sobral; Mídia Partner de Editora Três, UOL e Valor Econômico.

A alta taxa de vacância nos shopping centers foi um dos

temas abordados durante o Brasilshop Fortaleza, realizado em 15 de outubro, no Hotel Gran Marquise. Além de todas as ideias e propostas apresentadas pelos palestrantes, os debates mediados pelo presidente da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), Nabil Sahyoun, chamaram

a atenção dos mais de 300 congressistas. Entre os temas,

muitas vezes indigestos para o setor, esse que é um dos principais temores atuais. “Não existe lojista para tanto shopping center. São 129 mil

pontos de vendas hoje no Brasil. E você tem que colocar 25 mil novos lojistas todo ano no mercado, em função da rotatividade

e da expansão dos novos empreendimentos. Mas, o Brasil é um

país extraordinário. Daqui a pouco, teremos uma retomada da economia e os shoppings voltam a ter o movimento que a gente gostaria”, enfatiza Nabil. Nesse cenário, a interiorização dos shopping centers é mais do que uma tendência: cidades de 100 a

500 mil habitantes já estão na mira de grupos empreendedores e franqueadores, dando novo fôlego ao varejo nacional.

INTERIORIZAçãO E EXPANSãO NO NORDESTE

“As capitais deverão investir na expansão dos empreendimentos já consolidados e em novos malls na periferia”, afirmou Nabil, fazendo alusão ao estudo realizado junto ao Ibope (com divulgação prevista para dezembro), que aponta que o Nordeste receberá 30% dos novos empreendimentos já planejados. O total de investimentos no setor para 2015 beira os R$ 3 bilhões. “Cada prefeito de um município do interior está perdendo receita para o município

vizinho que tem shopping. Por isso, todo município de mais de 80 mil habitantes está fazendo parcerias para ter shoppings”, disse Nabil, pontuando que esses empreendimentos atenderão

o público de todas as classes, de A à E.

“O Nordeste em si tem maior potencial de crescimento do que o resto do País, pois é um mercado que concentra boas oportunidades de varejo e onde o consumo se mostra firme. No contexto geral, o Ceará colaborou muito para o crescimento

do setor, acredito que com uma expansão de 8,5% a 10% no último ano, no Estado”, destacou o presidente da Alshop. “Se o setor tem reduzido o ritmo no resto do Brasil, no Ceará,

a indústria de shoppings está em plena expansão”, acredita

de shoppings está em plena expansão”, acredita Fortaleza o presidente da Associação dos Lojistas de
de shoppings está em plena expansão”, acredita Fortaleza o presidente da Associação dos Lojistas de

Fortaleza

o presidente da Associação dos Lojistas de Shopping Centers do Ceará, Abílio do Carmo. “Nós vamos ter, até o fim do ano, mais quatro shoppings projetados sendo inaugurados no Ceará. O que deve favorecer a abertura de cerca de 1.200 novos pontos de venda, com aproximadamente 8 mil empregos diretos. O grande problema está focado em garantir segurança, estacionamento e conforto para os clientes”, pontuou. O Estado do Ceará tem, hoje, 32 shoppings ativos e cinco em construção, 3.985 lojas em funcionamento e mais de 48 mil pessoas trabalhando no setor.

MODA PARA TODOS

A moda também marcou presença no Brasilshop Fortaleza.

A Diretora de Pesquisa da Use Fashion, Patrícia Souza,

conquistou a atenção da plateia com o tema “Tendências de Moda, Consumo e Varejo - Desafios e Oportunidades”. Ela falou sobre a importância de se estabelecer uma conexão emocional com o cliente e sobre a necessidade de propor inovações. Patrícia também ressaltou o comportamento da terceira idade, cada vez mais ativa, e os múltiplos gêneros, que apontam uma dissociação de características ditas “femininas” ou “masculinas”. Para ficar alerta!

que apontam uma dissociação de características ditas “femininas” ou “masculinas”. Para ficar alerta! 81

BRASILSHOP

VAREjO DINâMICO

ENCERRANDO AS EDIçÕES REGIONAIS, O CONGRESSO BRASILSHOP ESTREIA NO RIO DE jANEIRO

REGIONAIS, O CONGRESSO BRASILSHOP ESTREIA NO RIO DE jANEIRO O tradicional Hotel Copacabana Palace foi o

O tradicional Hotel Copacabana Palace foi o local escolhido para a primeira edição do 1º Brasilshop Congresso do Varejo, no Rio de Janeiro. Realizado em 28 de outubro, o evento atraiu

a participação de mais de 450 congressistas (número recorde

nas edições regionais em 2014), entre acadêmicos, empresários

e profissionais da indústria de shopping centers. A edição

carioca do principal evento da Alshop também contou com o Patrocínio dos Correios; Patrocínio Bronze do Pag Seguro UOL; Patrocínio Palestra da GPA Malls; Patrocínio Partner de Shopping Metropolitano, Rio Sul, Aliansce Shopping Center, Carioca Shopping, Bangu Shopping, Caxias Shopping, Shopping Grande Rio, Via Parque Shopping, Shopping Leblon, Parque Shopping, Multiplan, Boulevard Rio Shopping, Shopping Nova América, Outlet Premium Rio de Janeiro; Mídia Partner de Editora Três, UOL, Valor Econômico. Já na abertura do evento, o presidente da Alshop, Nabil Sahyoun, lembrou que os empresários varejistas estão “se movimentando para driblar a crise” e que esse é uma momento de instabilidade, sim, mas que é transitório.

IDEIAS

A comunicação teve bastante destaque nos painéis apresentados ao longo do dia: já na abertura, Antonio Braquehais, chefe do Departamento de Produtos de Comunicação dos Correios, falou sobre marketing direto,

afirmando que a estratégia “traz vantagens para o consumidor

e para as empresas, facilitando a interação entre ambos”.

Braquehais afirmou que a mala direta ainda é uma ferramenta eficiente, já que o material enviado por correspondência tradicional não disputa a atenção do consumidor, como ocorre nas comunicações feitas pela internet. Hugo Rodrigues, COO & Chief Creative Officer da Publicis

Brasil, abordou o marketing e a melhor maneira de transformar consumidores em propagadores da marca. O especialista alertou os presentes sobre o real perfil do consumidor brasileiro

e os seus interesses, bem diferentes do que supõe a maior parte dos empresários. Segundo ele, a “nova classe média” é a real

consumidora no país e as mulheres detêm o poder de decisão e de compra. Ele pediu aos presentes: “conheça profundamente

e respeite verdadeiramente o consumidor”. Dica fundamental

e respeite verdadeiramente o consumidor”. Dica fundamental Rio de Janeiro no Rio de Janeiro. No primeiro,
e respeite verdadeiramente o consumidor”. Dica fundamental Rio de Janeiro no Rio de Janeiro. No primeiro,

Rio de Janeiro

no Rio de Janeiro. No primeiro, sobre a equação entre a quantidade de novos shoppings x a quantidade de lojas, Nabil recebeu os presidentes da Ancar Ivanhoe, Marcos Carvalho,

para estreitar a relação e fidelizar o cliente.

dos internautas. “A concorrência é cruel”, disse ele, afirmando

e

da Aliansce, Renato Rique. Os executivos afirmaram

Eco Moliterno, Head of Digital da Agência Africa, trouxe um panorama da importância da publicidade nos meios digitais. Moliterno, considerado o principal profissional do segmento no país, explicou as diferenças entre campanhas para as mídias impressas e eletrônicas. Ele contou os “segredos” para criar uma ação de impacto no Youtube e afirmou que os primeiros cinco segundos do vídeo são cruciais para conquistar a atenção

que usuários da internet buscam entretenimento e diversão. Ele explicou, ainda, que é necessário ter “consistência, coerência

que, atualmente, os malls são lugares para “estar”, para se relacionar com a família, para se divertir – e não só para realizar compras. Dessa forma, há outras estratégias que os empreendimentos podem adotar que os tornam muito bem sucedidos, mesmo com grande vacância. “O Brasil é um país de várias oportunidades e tem muitos mercados bons a serem explorados. Os shoppings melhoraram muito a oferta de serviços para os consumidores, que continuam frequentando os malls”, disse Carvalho. No segundo painel mediado por Nabil, o tema foi inovação,

e

persistência” e que o varejo no Brasil ainda não explora

sob o título “Varejo: Inovar é Preciso”. André Davila,

vídeo online como deveria. “O melhor jeito de começar é começando”, finalizou o publicitário.

o

Diretor de Expansões e Operações da Taco; Hugo Bethlem, CEO da Quase Pronti Restaurantes do Brasil e Jorge

A

moda foi outro tema abordado no evento: o último painel

Herzog, Vice-presidente de Operações da Via Varejo, foram

do dia reuniu representantes da Farm, André Carvalhal; da

os participantes do debate.

Cantão, Leonardo Ferreira; e da InBrands, Alexandre Brett, num debate mediado pelo editor de moda da revista Harper’s Bazaar, Luigi Torre, sobre comportamento e tendências.

Uma das inovações apresentadas foram as “lojas de favela”, uma aposta da Via Varejo que já está em operação em Paraisópolis e Vila Nova Cachoeirinha (em São Paulo) e Rio

O

tempo para a criação e execução de uma coleção foi o

das Pedras, Rocinha e Morro do Alemão (no Rio de Janeiro).

mote do debate, já que algumas marcas levam de um ano

“Comparando o benchmark entre as lojas, posso afirmar que

e

meio a dois anos desde a concepção das peças até a sua

essas lojas de favela vão super bem”, declarou Herzog. Ele

disponibilização nas lojas. “Com esse tempo, é difícil despertar

pontuou que a população das comunidades “evoluiu, tem mais

o

desejo de compra”, advertiu Ferreira.

dinheiro no bolso e está atenta às novidades” e que um dos

O

acesso das consumidoras às informações – como tendências,

produtos mais vendidos nessas lojas são os iPhones da Apple.

coleções, etc. – pode, segundo eles, interferir no “timing”

Bethlem lembrou que “novidade não é perene, inovação

necessário para a produção das coleções. Para Brett, a solução

sim”, e que “estamos vivendo a era do consumidor, junto

é

“buscar tendências, ver o que o consumidor quer e colocar

com a era da internet e da mobilidade. Dessa maneira, é

isso nas prateleiras o quanto antes. Moda, essencialmente,

indispensável usarmos o omni-channel, que quebra todas as

é propor novidades”, disse. Sobre a “concorrência” das

lojas físicas com as virtuais, Ferreira foi categórico: “o encantamento é a chave do negócio”.

EFEITOS

O presidente da Alshop participou, junto com os

empreendedores locais, de dois painéis também realizados

barreiras entre as lojas físicas e virtuais”. Os presentes também abordaram algumas inovações que prometeram revolucionar

o varejo, mas que nunca chegaram a ter o efeito desejado.

Ao final da conversa, ficou clara a necessidade de conhecer o consumidor e de valorizar o trabalho dos vendedores, que hoje são verdadeiros consultores - e não mais meros anotadores de pedidos. “Ouça o som do rio e você vai pegar o peixe”, profetizou Bethlem, reforçando que as relações - com clientes

e colaboradores - só são sustentáveis se houver transparência.

RADAR SOCIAL

SHOPPINGS EM AçãO

SHOPPINGS ADEREM àS AçÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

A palavra responsabilidade nunca esteve tão em voga nos shopping centers brasileiros. Assim, ações sociais

e ambientais se inserem no cotidiano dos empreendimentos,

desde a construção e por todos os momentos da operação. Preocupações com a sustentabilidade e com o fortalecimento da comunidade ao redor são os destaques do Grupo JCPM, que desde 2005 incluiu as ações de responsabilidade no dia

a dia de suas operações. Nos malls da Aliansce, as ações

de sustentabilidade estão em foco, propiciando o reuso dos recursos naturais, poupando a natureza. Apresentamos um panorama das principais atividades desenvolvidas para mostrar que sim, é possível realizar inovações.

DESDE A PLANTA

Os projetos do Grupo JCPM construídos a partir de 2005 passaram a incorporar, em sua arquitetura, iniciativas que privilegiam a redução de consumo natural e uma relação diferenciada com o entorno. Ações de sustentabilidade, além de programa de capacitação para gerar emprego para os moradores das comunidades próximas, são hoje, características desses empreendimentos. Exemplo é o RioMar Recife, construído para se adaptar ao meio - e não o contrário - que ocupa uma área onde antes existiam galpões desativados da fábrica da Bacardi (fechada na década de

contrário - que ocupa uma área onde antes existiam galpões desativados da fábrica da Bacardi (fechada

80). Durante as obras, houve o reaproveitamento dos entulhos da demolição e o cuidado de reduzir ao máximo a demanda por recursos naturais ao longo da operação do empreendimento. Outro cuidado foi com o manguezal localizado nas proximidades, que deu origem a um parque de 40 mil metros quadrados, inserido entre o mangue e o shopping. O empreendimento, além de plantar 2 mil árvores, construiu um píer, utilizado pelos pescadores do Rio Jordão e do Rio Capibaribe. Em parceria com a Colônia de Pescadores, o RioMar promoveu o projeto Amigos do Mangue. A meta era retirar resíduos de lixo encontrados no local. Sacos plásticos, garrafas pet, pneus, e todo resquício de embalagens industrializadas que, descartadas em algum ponto do rio, terminam seguindo para as margens dos mangues. Além do conceito ambiental, o programa ainda serviu de fonte de renda para os pescadores envolvidos. Foi programado para ser realizado no período de defeso, quando a pesca está proibida e a renda das famílias envolvidas com a pesca fica escassa. Foram retiradas 58 toneladas de lixo entre 2011 e 2012 da área próxima à construção.

PENSANDO NA COMUNIDADE

O Grupo JCPM também realizou outras ações em prol da comunidade que cerca o empreendimento. Houve preparação profissional para os moradores, que foram capacitados para o trabalho na construção civil - e empregados na obra de construção do shopping, em curso ministrado em parceira com o SENAI. Ao todo, 1.927 pessoas foram beneficiadas com os cursos gratuitos. A preparação profissional foi além das atividades no canteiro de obras e incluiu reforço de escolaridade e aulas de informática. Como resultado, 70% dos capacitados nos cursos de pedreiro, carpinteiro e armador foram inseridos na construção. Outro grupo foi treinado, em ação desenvolvida junto com o SENAC, para a atuação no varejo. Entre as formações foram listadas operador de caixa, vendedor, operador de computador, almoxarife, recepcionista, entre outros. 3.971 pessoas participaram das aulas. Após a conclusão, montou-se um banco de dados com todos aqueles que participaram dos cursos e constantemente, as lojas demandam currículos ao JCPM. “Hoje, mais de mil pessoas da comunidade trabalham no shopping, graças a esse programa de capacitação e direcionamento dos jovens para as vagas”, ressalta a assessora de comunicação do grupo, Carla Seixas. Além do RioMar Recife, o Grupo desenvolve ações de cunho social e ambiental nos shoppings RioMar Fortaleza e Salvador Shopping.

nos shoppings RioMar Fortaleza e Salvador Shopping. SEM LIXO A Política Aliansce de Sustentabilidade envolve

SEM LIXO

A Política Aliansce de Sustentabilidade envolve ações

para maximizar o aproveitamento dos recursos naturais, investindo no consumo eficiente de água e energia, realizando

a gestão adequada dos resíduos e monitorando a emissão

de GEE (Gases de Efeito Estufa) de cada um dos shoppings administrados pelo grupo. Entre as ações desenvolvidas estão a Eficiência no uso da água, que incentiva o uso racional da água, com foco na redução do consumo de água potável,

aproveitamento da água da chuva e alternativas de tratamento

e reuso de águas; o uso de materiais e recursos de baixo

impacto ambiental, com conteúdo reciclado, regional, madeira certificada FSC, etc; qualidade ambiental interna, que se baseia na utilização de materiais com baixa emissão de compostos orgânicos voláteis (COVs); a implantação de um plano de controle da qualidade do ar durante a obra,

e a priorização de espaços que permitam que os usuários do

edifício tenham vista para o exterior e que permitam a entrada de luz natural; e eficiência energética nas edificações, por meio de estratégias simples e inovadoras, como, por exemplo,

a utilização de vidros de alto desempenho térmico nas fachadas

do edifício, sistema de iluminação eficiente, equipamentos de

ar condicionado de alto desempenho, entre outros.

Essa política foi aprovada em outubro de 2012 e implementada

desde então. “Não há um investimento fechado para todos os shoppings do grupo. Cada shopping pode promover as ações mais adequadas ao seu perfil e região”, revela a Gerente de Marketing do grupo, Ana Paula Niemeyer. Ela conta que o

Caxias Shopping Sustentável, projeto de reciclagem de todos

os resíduos gerados em dependências do Caxias Shopping

(RJ) – plástico, papelão, alumínios, papel, restos de alimentos, óleo de cozinha e água – já recebeu mais de R$ 1,5 milhão em

investimentos sem qualquer incentivo fiscal. Somente em 2013, foram gerenciados e enviados para a reciclagem 135.986 kg de resíduos no empreendimento. Na área de eficiência energética, o gasto total de energia em 2013, pelos empreendimentos da Aliansce, foi à ordem de 247.469.869 kw, o que representa cerca de 329,96 kw por m 2 de ABL. Em 2012, foi gasto um total de 229.403.817 kw, ou cerca de 334,59 kw por m 2 de ABL. “Assim, a Aliansce apresenta um indicador positivo em relação ao exercício anterior, já que aumentou sua economia em quase 2% se considerarmos a relação KW x ABL”, ressalta Ana Paula.

DIREITOS

CUIDADOS COM A MARCA – BREVES CONSIDERAçÕES

DIREITOS CUIDADOS COM A MARCA – BREVES CONSIDERAçÕES POR DR. MARCELLO FURMANN Todo empresário reconhece que

POR DR. MARCELLO FURMANN

Todo empresário reconhece que a marca de um produto ou serviço é um item valioso de qualquer comércio e possui um peso considerável dentre os elementos necessários ao sucesso da atividade desenvolvida. Apesar do reconhecimento, nem todos os empreendedores têm a devida cautela na hora de escolher um nome para seus produtos ou serviços. Simplesmente direcionam

seus olhares para os aspectos de marketing sem, contudo, se ater às questões legais. E isso pode significar um futuro amargo, aliás, bem amargo. Recentemente tivemos a notícia de que a justiça, em uma disputa entre uma conhecida empresa de soluções de meios eletrônicos de pagamentos (famosas maquininhas de cartões) e um renomado atleta olímpico brasileiro, deu ganho de causa ao atleta, decretando nulos os registros da marca com o sobrenome daquele e determinando a interrupção da utilização da marca pela empresa sob pena de eventual pagamento de multa diária de R$ 50 mil. Em que pese à sentença do caso ser passível de recurso em instâncias superiores, uso de alerta a muitos empresários que não dão a devida importância na hora de construir a marca de seus produtos. Já me deparei com todo tipo de situações: empresas que não registram a marca, que registram e com o passar dos anos não renovam, marcas desenvolvidas sem nenhuma preocupação com possíveis conflitos no mercado, e por aí vai. Inicialmente, costumo dizer que quando o assunto é marca, o marketing e o jurídico devem andar de mãos dadas. Um sem

o outro, as chances de desastre são grandes. Sob o ponto de

vista jurídico, que é o que nos interessa nessa coluna, as marcas

e as patentes são reguladas no Brasil, primordialmente, pela

Lei nº 9.279/96. Na legislação em comento, notadamente no artigo 124, encontramos uma vasta gama de situações em que não se permitem o registro. Cito algumas das mais comuns:

“II - letra, algarismo e data, isoladamente, salvo quando revestidos de suficiente forma distintiva;”, “V - reprodução ou

imitação de elemento característico ou diferenciador de título de estabelecimento ou nome de empresa de terceiros, suscetível de causar confusão ou associação com estes sinais distintivos;”,

“ VIII - cores e suas denominações, salvo se dispostas ou

combinadas de modo peculiar e distintivo;”, “XV - nome civil ou sua assinatura, nome de família ou patronímico e imagem de terceiros, salvo com consentimento do titular, herdeiros

ou sucessores;” “XVI - pseudônimo ou apelido notoriamente conhecidos, nome artístico singular ou coletivo, salvo com consentimento do titular, herdeiros ou sucessores;” entre outras. E, já que estamos falando de registro, bom ressaltar que a propriedade de uma marca é adquirida pelo registro de validade expedido (art. 129 da Lei), que pode ser requerido por pessoas físicas ou jurídicas, com prazo de validade de 10 anos, contados da data da concessão do registro, prorrogável por períodos iguais. No que concerne às marcas propriamente ditas, elas podem ter apresentação nominativa, figurativa, mista ou tridimensional. Não pretendo me aprofundar, ao menos nesta matéria, sobre as classes de marcas (futuramente o farei), pois esse não é o meu objetivo, mas sim, introduzir o assunto para que os empresários voltem um pouco de suas atenções a algo que é precioso nos negócios. Uma boa marca contribui, sensivelmente, para o sucesso de um empreendimento. Não há o porquê perdê-la. Meu conselho é, antes de tudo, realizar uma pesquisa aprofundada dos nomes e símbolos que pretende registrar. Além disso, caso exista algo semelhante, verificar o ramo de atividade em que aquela marca está registrada. Costumo ter uma opinião conservadora quando oriento meus clientes e associados e, nesses casos, quando há algo semelhante, ainda que em ramos completamente distintos, prefiro não arriscar. Realizar o registro é ato imperativo e não deve ser adiado sob nenhuma desculpa. Controlar o tempo de vigência também. São atos relativamente simples que garantirão a tranquilidade do empresário. Por fim, aconselho a contratar um advogado e um profissional de marketing para auxílio no desenvolvimento e registro da marca pretendida.

MARCELLO FURMAN, DIRETOR DO DEPTO. jURÍDICO DA ALSHOP

DúVIDAS E PERGUNTAS:

MARCELLO.FURMAN@ALSHOP.COM.BR

RUA SAMUEL MORSE, 120 - 13º Cj 132 04576-060 - BROOkLIN - SãO PAULO - SP - BRASIL +55 11 3284.8493

Invista no shopping mais aguardado da região central de Brasília. Mais que transformação , inovação.
Invista no shopping mais aguardado da região central de Brasília. Mais que transformação , inovação.

Invista no shopping mais aguardado da região central de Brasília.

no shopping mais aguardado da região central de Brasília. Mais que transformação , inovação. Futura fachada
no shopping mais aguardado da região central de Brasília. Mais que transformação , inovação. Futura fachada
no shopping mais aguardado da região central de Brasília. Mais que transformação , inovação. Futura fachada

Mais que transformação,

inovação.

central de Brasília. Mais que transformação , inovação. Futura fachada shopping Inauguração 1 a etapa Piso
central de Brasília. Mais que transformação , inovação. Futura fachada shopping Inauguração 1 a etapa Piso
central de Brasília. Mais que transformação , inovação. Futura fachada shopping Inauguração 1 a etapa Piso
central de Brasília. Mais que transformação , inovação. Futura fachada shopping Inauguração 1 a etapa Piso
central de Brasília. Mais que transformação , inovação. Futura fachada shopping Inauguração 1 a etapa Piso
central de Brasília. Mais que transformação , inovação. Futura fachada shopping Inauguração 1 a etapa Piso
central de Brasília. Mais que transformação , inovação. Futura fachada shopping Inauguração 1 a etapa Piso
Futura fachada shopping
Futura fachada shopping

Inauguração 1 a etapa

Piso alimentação em dezembro de 2014 - 80% comercializado

Inauguração total em setembro de 2015

Contemporâneo, pulsante e plural.

O novo Venâncio - Shopping, Escritórios e Gastronomia traz em seu conceito um complexo multiuso inovador no centro comercial e financeiro mais importante da capital federal. Tudo em preparação para atender perfis diferenciados de investidores, parceiros e consumidores. Venha fazer parte desse sucesso.

• Shopping com 15 mil m 2 ABL • Mais de 150 lojas • Varanda Gastronômica • 2 Praças de Alimentação • Complexo Empresarial • Lajes Corporativas • 650 salas comerciais para locação • Tecnologia de ponta em segurança predial • 40 mil pessoas/dia • Estacionamento com 1000 vagas rotativas

89

Comercialização shopping: RA Participações • ABL Prime • (61) 3208-2000 • (61) 9981-5356

EXPANSãO

VIASHOPPING DOBRA ABL

SHOPPING MULTIUSO ENTREGA A PRIMEIRA ETAPA DA OBRA DE EXPANSãO E SE CONSOLIDA COMO PRINCIPAL EMPREENDIMENTO COMERCIAL DO BARREIRO. CONCLUSãO DAS OBRAS SERá EM 2017

COMERCIAL DO BARREIRO. CONCLUSãO DAS OBRAS SERá EM 2017 Inaugurado em maio de 2003, o ViaShopping

Inaugurado em maio de 2003, o ViaShopping Barreiro se prepara para entregar a primeira etapa das obras de expansão que irá dobrar sua Área Bruta Locável. O shopping, que já nasceu integrado à Estação BHBus, fruto de uma inédita parceria público- privada entre o Grupo VS e a Prefeitura de Belo Horizonte, se destaca como o principal empreendimento comercial do Barreiro, uma das regiões mais movimentadas de Belo Horizonte. O mall é o primeiro empreendimento do Grupo VS, que tem sua origem no Grupo EPA Supermercados (DMA Distribuidora SA) – atuante no mercado varejista mineiro há 56 anos. Com um fluxo anual de cerca de 12 milhões de visitantes, o shopping foi construído numa área de 35 mil m² na Av. Afonso Vaz de Melo, uma das principais da região, e está num espaço de influência aproximado de 750 mil habitantes, com uma renda média total de R$3.199,00. Atualmente, o ViaShopping possui quatro andares e abriga cerca de 170 operações, cinco salas de cinema, sendo uma em

3D, um hipermercado e uma vasta gama de serviços. Entre eles estão a Estação BHBus Barreiro, um posto Uai para emissão de documentos (similar ao Poupatempo), Correios, Banco do Brasil, uma unidade do Centro Universitário UNA – Unatec e o colégio Metrópole. As mulheres são o principal público do ViaShopping, representando 52% das pessoas que circulam pelo mall. Assim como as classes B e C que, juntas, somam 92% dos clientes. Entre as principais lojas encontram-se a Marisa, Lojas Americanas, Ricardo Eletro, Pontofrio, Casas Bahia, Leitura, Hipermercado Viabrasil, McDonald’s, Centauro e C&A. Para o Diretor Comercial do Grupo VS, Cássio Guilherme Coutinho, “o Barreiro sempre mereceu um centro de compras com todo conforto e estrutura que se pode oferecer, com o que há de melhor em equipamentos, tecnologia e modernidade. E o mercado mostrou que, além de haver espaço, há também a necessidade de um empreendimento como o nosso”, diz.

INVESTIMENTOS E REVITALIZAçãO

Em 2008, o ViaShopping iniciou um processo de revitalização,

quando a administração realizou grandes investimentos para unificar as duas alas do mall, criar uma nova praça de eventos, implantar novas escadas rolantes e consolidar importantes contratos com a C&A, Centauro e McDonald’s. Em 2012, foi realizada a primeira fase de ampliação da Praça de Alimentação e, em 2014, concluída a segunda etapa. Para Coutinho, o primeiro passo desse trabalho foi a procura por novas operações. “Começamos pela adequação do mix de lojas, em que ficamos mais atentos ao público feminino e à revitalização da praça de alimentação. Hoje, contamos com as marcas O Boticário, Hering, Elmo, Polo Wear, Morana, Sketch e Mercatto. Na praça de alimentação, inauguramos o

Mc Donald’s, Burger King, Bob’s, Uau Uau Cachorro Quente,

Spoleto, Chiquinho Sorvetes e, em breve, a Griletto. Temos também, na área de serviços, Banco do Brasil e dois salões de beleza: Beleza Natural e o Privilége. Procuramos escolher

beleza: Beleza Natural e o Privilége. Procuramos escolher marcas fortes e já consolidadas na mente do

marcas fortes e já consolidadas na mente do público”, explica. O vice-presidente do Instituto Beleza Natural, Rogério Assis, conta que a expectativa para a unidade instalada no ViaShopping, desde 18 de julho, é a melhor possível, com um impacto de até 5% no faturamento da marca. “Estar em Belo Horizonte é super estratégico para a Beleza Natural, pois mensalmente, recebíamos centenas de clientes mineiras que vinham ao Rio de Janeiro, exclusivamente para cuidar da beleza conosco”. Para o gerente de expansão da Griletto, Jorge Mariano, uma das franquias que mais cresce no país e conta com cerca de 140 lojas instaladas exclusivamente, em praças de alimentação dos melhores shoppings do Brasil, o empreendimento tem muito potencial de venda. “O ViaShopping está passando por uma grande ampliação. Além disso, existe o Batalhão da Polícia Militar, o Corpo de Bombeiro e outras faculdades, como PUC- MG, com mais de 5 mil alunos, em seu entorno”, afirma.

Militar, o Corpo de Bombeiro e outras faculdades, como PUC- MG, com mais de 5 mil

EXPANSãO

EXPANSãO EXPANSãO O ano de 2014 está marcando a história do empreendimento, pois além da conclusão
EXPANSãO EXPANSãO O ano de 2014 está marcando a história do empreendimento, pois além da conclusão

EXPANSãO

O ano de 2014 está marcando a história do empreendimento,

pois além da conclusão das obras de ampliação da praça de alimentação, foram inaugurados o Espaço Família, o serviço de SAC e novos banheiros – femininos e adaptados para portadores de necessidades especiais. Além disso, o shopping iniciou a primeira grande expansão que irá dobrar sua Área Bruta Locável (ABL). A primeira etapa da obra será entregue em novembro de 2014 e a expectativa é de que o shopping finalize

toda a ampliação até 2017. Segundo Coutinho, ao final de todas as fases, o ViaShopping será um dos maiores shoppings de BH, pois terá 65 mil m² de ABL, totalizando uma área de 130 mil m². Além disso, o mall irá oferecer, ao final da expansão, 341 operações e mais de 1.400 vagas de estacionamento.

O investimento total é de 115 milhões. O ViaShopping está

crescendo e ficando ainda melhor! Teremos duas alas totalmente integradas e novidades em todo o mall. Vamos propiciar para

os nossos clientes um novo espaço, amplo, completo e ainda

mais bonito”, finaliza o executivo. Cássio destaca ainda que a comercialização de lojas, quiosques e espaços para publicidade é

realizada em parceria com a Landis Forest City.

VIASHOPPING BARREIRO AV. AFONSO VAZ DE MELO, 640 BARREIRO - BELO HORIZONTE - MG CEP: 30640-070 TEL.: (31)2126-3200 WWW.GRUPOVS.COM.BR

FUNCIONAMENTO SEGUNDA A SáBADO

• AlimentAção e lAzer: dAs 10h às 23h

• demAis lojAs: dAs 10h às 22h

DOMINGOS E FERIADOS

• AlimentAção e lAzer: dAs 12h às 22h

• demAis lojAs: dAs 14h às 20h

COMERCIALIZAçãO DE LOjAS, qUIOSqUES E ESPAçOS PARA PUBLICIDADE LANDIS FOREST CITY WWW.LANDISFORESTCITY.COM.BR

REGIONAL

PRIMEIRO ANIVERSáRIO

NORTH SHOPPING SOBRAL COMEMORA BONS RESULTADOS NO SEU PRIMEIRO ANO DE FUNCIONAMENTO

BONS RESULTADOS NO SEU PRIMEIRO ANO DE FUNCIONAMENTO Inaugurado há pouco mais de um ano, o

Inaugurado há pouco mais de um ano, o North Shopping Sobral comemorou resultados positivos. O shopping vem impulsionando o segmento do varejo, com aumento de renda e empregos para a população de Sobral e cidades vizinhas, além de contribuir para o crescimento do PIB do município. Segundo a Gerente Geral do North Shopping Sobral, Carla Werneck, o fluxo do mall está em constante crescimento. “Desde a inauguração do empreendimento, o fluxo de veículos vem aumentando gradativamente e as vendas do shopping também registram crescimento mês a mês. Comparando ao mesmo período do ano passado, neste ano tivemos um crescimento de 49,8% em vendas e 32,7% em fluxo de veículos. Isso mostra que a população recebeu muito bem o North Shopping Sobral. A nossa expectativa é de que os números só aumentem”, afirma Carla. Sempre preocupado com a comodidade dos clientes, o North Shopping Sobral oferece um ambiente seguro, com diversas opções de compras, entretenimento e serviços em

17.371,41m² de ABL. Atualmente, conta com 158 lojas em funcionamento, dentre elas as âncoras Riachuelo, Lojas Americanas, Marisa e Le Biscuit. O Shopping também conta com um amplo estacionamento, com um total de 1.000 vagas, dividido em área coberta e descoberta. A praça de alimentação dispõe de diversas opções em fast- foods, entre elas a rede americana McDonald’s. O espaço ainda conta com diversos restaurantes, proporcionando deliciosas experiências gastronômicas, agradando todos os gostos e satisfazendo até mesmo o paladar mais exigente. Para 2015, novas operações gastronômicas estarão em funcionamento, é o caso do Spoleto, que irá reabrir, e da Boi Negro Premium, a grande novidade no segmento. O restaurante seguirá a mesma linha do Boi Negro de Fortaleza, porém, com características diferenciadas que o tornará a primeira unidade Premium do grupo, que contará com uma estrutura de alto padrão, com loja de carnes, adega, cachaçaria, além de uma área externa para bar.

PROMOçÕES

Desde a sua inauguração, o North Shopping Sobral está trabalhando com um marketing focado em alavancar as vendas. Neste período, já foram sorteados três carros e quatro motos 0km, contemplando o Natal de 2013, Dias das Mães, Dia dos Namorados e Dia dos Pais. “As promoções sempre são um sucesso, pois estimulam o aumento do fluxo no Shopping. É uma grande satisfação para o North Shopping Sobral presentear os clientes com esses prêmios. Estamos sempre pensando em novas ações e promoções que beneficiem os nossos clientes e lojistas”, ressalta a Gerente de Marketing do North Shopping Sobral, Lílian Moura.

ATRAçÕES

As atrações do North Shopping Sobral já fazem parte do roteiro de entretenimento da cidade. O tradicional Happy Hour movimenta a Praça de Alimentação do Shopping, semanalmente, todas as sextas-feiras e sábados, com música ao vivo. Além disso, o mall está sempre antenado nas datas comemorativas, levando programação especial ao público. Para comemorar o Dia das Crianças, preparou uma programação especial, onde a garotada viajou no mundo dos musicais, com apresentações incríveis dos personagens que são a grande sensação do momento. A programação, que aconteceu na Praça de Alimentação do Shopping, com acesso gratuito, foi um grande

do Shopping, com acesso gratuito, foi um grande sucesso com lotação em todos os dias de

sucesso com lotação em todos os dias de apresentação. Cerca de 40 mil pessoas passaram pelo shopping durante os oito dias de apresentações. Nesse período, as vendas aumentaram em 44,4%, comparando com o mesmo período do ano passado. Para as comemorações natalinas, o North Shopping Sobral já está anunciando a chegada do Papai Noel. O Bom Velhinho chega no dia 8 de novembro, às 18h, no estacionamento externo do shopping. Será um momento de muita emoção, uma noite de cores e magia, com direito a show pirotécnico e apresentação do espetáculo “Um Presente de Natal”. No mesmo dia será inaugurada a decoração natalina.

A criançada poderá visitar o Papai Noel entre os dias 9 de

novembro e 24 de dezembro, de segunda a sexta-feira, das 16h

às

22h, aos sábados das 10h às 22h e aos domingos das 14h30

às

20h30. Oportunidade de vivenciar toda a magia natalina, que

o North Shopping Sobral vai proporcionar neste fim de ano.

PERSPECTIVAS

“Estamos atentos em busca de novidades e novas operações

para o Shopping, sempre pensando nos nossos clientes. Com

as obras já iniciadas, em breve estaremos inaugurando cinco

salas de cinema com alta tecnologia de som e imagem, uma delas com exibição em 3D, além do Boliche que será composto por seis pistas automatizadas. Queremos que o North Shopping Sobral seja a melhor opção para lazer, entretenimento e compras para as famílias, não só de Sobral, mas de toda a Região Norte do Ceará”, ressalta Carla.

e compras para as famílias, não só de Sobral, mas de toda a Região Norte do

NOTAS

MINIMERCADO DE BELEZA

NOTAS MINIMERCADO DE BELEZA Florianópolis foi o local escolhido pela L’Occitane au Brésil, marca do Grupo

Florianópolis foi o local escolhido pela L’Occitane au Brésil, marca do Grupo L’Occitane, para a instalação do seu minimercado. Concebido por Marcelo Rosenbaum, o quiosque de 9 m 2 é inspirado nos mercados municipais e feiras de rua brasileiras, e foi instalado no Aeroporto Internacional Hercílio Luz. O quiosque conta com produtos femininos das linhas Aguapé, Bromélia, Mandacaru, Jenipapo, Vitória-Régia, além de itens masculinos de Araucária. Cada uma delas traz, na embalagem, ilustrações criadas por artistas locais, em parceria com o diretor artístico da L’OCCITANE, Olivier Baussan, com técnicas inusitadas e aspectos que valorizam a cultura do Brasil.

GRUPO ORNATUS EM CAMPINAS

De olho no mercado crescente de Campinas e região,

o Grupo Ornatus inaugurou a 5ª loja da sua rede de

gastronomia asiática, a Jin Jin, na cidade, no Unimart Shopping. “Além de ter mais de 1 milhão de habitantes,

Campinas tem grande potencial de consumo e a Jin Jin Wok oferece excelente suporte para quem deseja empreender

e ter sucesso nos negócios”, afirma Eduardo Morita,

diretor de Desenvolvimento e Negócios do Grupo Ornatus. Atualmente, a Jin Jin Wok está presente no Brasil com 66 unidades. “Oferecemos aos investidores uma opção de franquia rentável, que cresce a cada dia”, declara Morita. O investimento em uma unidade convencional é de cerca de R$ 400 mil, com retorno entre 18 e 24 meses e rentabilidade de 15% a 20%.

CAUSA NOBRE

Pelo segundo ano consecutivo, a Croasonho, rede de franquias especializada em croissants, promoveu o seu “Dia do Bem”. Em 11 de outubro, parte da renda obtida com a venda de um croasonho médio (de qualquer sabor) + suco de uva Perini (ou um refrigerante, água mineral ou suco) foi destinada ao Projeto Teleton, realizado pela AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente). A empresa ainda fez uma doação financeira à entidade durante a apresentação do Teleton, no SBT, que aconteceu recentemente. “Vemos essa oportunidade como uma forma de participarmos de uma ação de cunho social e para envolver a todos que fazem parte de nossa rede: franqueados, fornecedores e clientes”, destaca Eduardo Silva, Diretor e franqueador da Croasonho. A ação ocorreu nas 60 lojas da rede, espalhadas nos 12 Estados brasileiros e teve a marca de sucos Perini como a principal apoiadora.

ELETROPOSTO

PúBLICO

ELETROPOSTO PúBLICO No dia 8 de outubro, o Shopping Pátio Paulista lançou, oficialmente, seu primeiro eletroposto

No dia 8 de outubro, o Shopping Pátio Paulista lançou, oficialmente, seu primeiro eletroposto para recarga de veículos elétricos, com o reabastecimento de um Renault Zoe. O veículo, que tem autonomia aproximada de 210 km, foi levado ao mall pela CPFL Energia com o objetivo de divulgar as conclusões iniciais da primeira fase do Programa de Mobilidade Elétrica, projeto de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) que estuda os impactos da utilização de veículos elétricos. A estação de recarga é a primeira de alta performance instalada pela Schneider Electric em um local de uso público. De utilização simples, a recarga completa dura no máximo 1h30 e pode ser usada gratuitamente, atendendo aos dois tipos de veículos elétricos existentes no Brasil (o americano/chinês e o europeu).

existentes no Brasil (o americano/chinês e o europeu). VIAGEM LúDICA Com a ideia de convidar os

VIAGEM LúDICA

Com a ideia de convidar os clientes para uma viagem saborosa

e lúdica pela Itália, a Spoleto lançou a campanha “Cidades

da Itália”. Ao pedir um dos combos do menu, o consumidor ganha um prato decorado com motivos que remetem às cidades icônicas do país - Roma, Spoleto, Pisa, Florença,

Veneza, Milão - assinado pela artista plástica Kalina Juzwiak.

A promoção será fortalecida com um filme publicitário, de 15

segundos, desenvolvido pela Artplan e veiculado nas principais

emissoras do país. A rede estima um crescimento de 11,5% nas vendas e um aumento de 8% no mix do cardápio, com a oferta dos produtos até 15 de novembro.

DIAMANTES

De 20 de outubro a 22 de novembro, os clientes da joalheria Manoel Bernardes recebem desconto especial na compra

de joias de ouro com diamantes. Há mais de 15 anos a rede

mineira realiza essa promoção, que tem o intuito de facilitar

o acesso às joias com diamante. Além disso, as peças da

Promoção do Diamante poderão ser pagas em até 10 vezes, com 10% de desconto, ou à vista com 20% de desconto. Os clientes podem encontrar, inclusive, peças da nova coleção. “É uma ótima oportunidade de comprar por menos essas peças que possuem valor eterno”, destaca Manoel Bernardes, presidente da empresa.

CONSUMIDOR OTIMISTA

Os consumidores estão mais otimistas em relação a suas dívidas, de acordo com a Pesquisa Perfil do Inadimplente realizada pela Boa Vista SCPC, referente ao 3º trimestre de 2014. A pesquisa mostrou queda de 22% para 16% na fatia dos que consideram que sua situação financeira piorou no trimestre, enquanto 41% afirmaram que a situação está melhor.

A grande maioria (93%) está otimista também em relação aos próximos 12 meses, porcentagem mais alta registrada nas 12 pesquisas realizadas. A percepção de melhoria e otimismo por parte do consumidor surpreende em um contexto de relativa instabilidade, de desaquecimento do mercado de trabalho e de menor concessão de crédito.

NOTAS

CASA NOVA

NOTAS CASA NOVA Cinco mil artigos para casa - cama, mesa, banho e afins - estão
NOTAS CASA NOVA Cinco mil artigos para casa - cama, mesa, banho e afins - estão

Cinco mil artigos para casa - cama, mesa, banho e afins - estão disponíveis na nova loja Habitare Casa, inaugurada em outubro, no Maxi Shopping Jundiaí. São mais de 210m 2 , e mezanino, dedicados a deixar a casa com um ar de descontração e bem-estar. “Como o mix da loja do Maxi Shopping é reduzido, devido a diferença de metragem das lojas, temos um quiosque onde cliente pode comprar também pela loja virtual (www.habitarecasa.com.

comprar também pela loja virtual (www.habitarecasa.com. br); aplicamos o famoso Omni-Channel, que integra lojas

br); aplicamos o famoso Omni-Channel, que integra lojas físicas e virtuais, para que o comprador possa explorar todas as possibilidades de interação com a marca”, afirma a proprietária, Luiza Aniceto. A perspectiva da Habitare Casa é de que esse modelo se replique e possa expandir para outros shopping centers do país e que a marca se torne referência no setor de cama, mesa, banho, decoração, utilidades e lista de casamento.

FASHION TOUR

Um bate-papo animado com Paulo Borges – idealizador da São Paulo Fashion Week – e com a apresentadora Mariana Weickert inaugurou a FFWMAG Fashion Tour, evento promovido pela Aliansce nos empreendimentos do grupo. Depois de passar por Belo Horizonte e Florianópolis, o evento aterrisou em São Paulo, no Santana Parque Shopping, que concedeu aos convidados, pinçados da lista VIP do mall, um talk-show seguido por um coquetel. Em pauta, a importância do jeans para a moda como um todo e o comportamento das consumidoras brasileiras. Além disso, o mall organizou uma exposição de looks inspiradores compostos com jeans, ideais para os mais diversos horários e momentos do dia, que ficou em cartaz até 16 de outubro.“A moda está liberta das amarras, cada vez mais permissiva, deliciosa e libertadora”, disparou Borges durante o bate-papo. “Antes, a moda era ditada. Agora, a moda pergunta para o cliente se ele gosta”, afirmou.

ness art

ness art “NÓS FAZEMOS BOAS CAUSAS SE TORNAREM EXTRAORDINÁRIAS” O empresário mais engajado em ações
ness art “NÓS FAZEMOS BOAS CAUSAS SE TORNAREM EXTRAORDINÁRIAS” O empresário mais engajado em ações
ness art “NÓS FAZEMOS BOAS CAUSAS SE TORNAREM EXTRAORDINÁRIAS” O empresário mais engajado em ações
ness art “NÓS FAZEMOS BOAS CAUSAS SE TORNAREM EXTRAORDINÁRIAS” O empresário mais engajado em ações

“NÓS FAZEMOS BOAS CAUSAS SE TORNAREM EXTRAORDINÁRIAS”

O empresário mais engajado em ações socioambientais será homenageado em um jantar exclusivo no dia 12 de janeiro de 2015, no The Pierre Hotel em NY durante o Retail’s Big Show.

Para mais informações entre em contato com o Radar Social:

Para mais informações entre em contato com o Radar Social: +55 11 4871.3979 / radarsocial@alshop.com.br R

+55 11 4871.3979 / radarsocial@alshop.com.br

com o Radar Social: +55 11 4871.3979 / radarsocial@alshop.com.br R A D A R social ALSHOP

RADAR social

ALSHOP

Abraçando boas causas!

99

100
100

100

100
100