Você está na página 1de 2
ParóquiaParóquiaParóquiaParóquia SãoSãoSãoSão JoãoJoãoJoãoJoão BatistaBatistaBatistaBatista ––––

ParóquiaParóquiaParóquiaParóquia SãoSãoSãoSão JoãoJoãoJoãoJoão BatistaBatistaBatistaBatista –––– VilaVilaVilaVila IpojIpojucaIpojIpojucaucauca

Cânticos para a Quaresma

IpojIpojucaIpojIpojucaucauca Cânticos para a Quaresma 01 – CONVERTER AO EVANGELHO 3. Ó senhor, Deus

01

– CONVERTER AO EVANGELHO

3.

Ó senhor, Deus poderoso, não esqueçais o vosso povo a

1.

Converter ao Evangelho, na palavra acreditar, caridade

sofrer na escravidão. Nos livrai do cativeiro, qual chuvada de janeiro alagando o sertão.

e

penitência, quem as cinzas abraçar. //Não esqueças:

somos pó e ao pó vamos voltar.// (2x)

2. Não as vestes, mas o peito o senhor manda rasgar.

“Jejuai, mudai de vida em sua face a chorar.” //Não

esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar.// (2x)

3. Quão bondoso é nosso Deus, inclinado a perdoar. Quem

dos males se arrepende, compaixão vai encontrar. //Não

esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar.// (2x)

4. Chora e diz o sacerdote entre a porta e o altar: “pela

vida do meu povo vão meus lábios suplicar.” //Não

esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar.// (2x)

5. Convertei-vos, povo meu, do Senhor vamos lembrar.

Eis o tempo prometido, as ovelhas vem salvar. //Não

esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar.// (2x)

02 – EIS O TEMPO DE CONVERSÃO

Eis o tempo de conversão, eis o dia da salvação: ao Pai voltemos, juntos andemos, eis o tempo de conversão!

1. Os caminhos do Senhor são verdade, são amor. Dirigi

os passos meus: em vós espero, ó Senhor! Ele guia ao bom caminho quem errou e quer voltar: Ele é bom, fiel e justo, Ele busca e vem salvar.

2. Viverei com o Senhor: Ele é o meu sustento. Eu

confio, mesmo quando minha dor não mais aguento. Tem valor aos olhos seus meu sofrer e meu morrer: libertai o vosso servo e fazei-o reviver!

3. A palavra do Senhor é a luz do meu caminho. Ela é

vida, é alegria: vou guardá-la com carinho. Sua lei, seu mandamento é viver a caridade: caminhemos todos

juntos, construindo a unidade!

03 – SÊ BENDITO, SENHOR, PARA SEMPRE

1. Sê bendito, Senhor, para sempre, pelos frutos das

nossas jornadas! Repartidos na mesa do reino anunciam a paz almejada!

Senhor da vida, tu és a nossa salvação! Ao prepararmos a tua mesa, em ti buscamos ressurreição!

2.

Sê bendito, Senhor, para sempre, pelos mares, os rios e

as

fontes! Nos recordam a tua justiça, que nos levam a um

novo horizonte!

3. Sê bendito, Senhor, para sempre, pelas bênçãos qual

chuva torrente! Tu fecundas o chão desta vida, que abriga

uma nova semente!

04 - TODO POVO SOFREDOR

Todo povo sofredor o seu pranto esquecerá, //pois o que plantou na dor na alegria colherá.// (2x)

1. Retornar do cativeiro fez-se sonho verdadeiro, sonho

de libertação. Ao voltar os exilados, Deus trazendo os

deportados, libertados pra Sião!

2. Nós ficamos tão felizes, nossa boca foi sorriso, nossos

lábios só canções. Nós vibramos de alegria, o Senhor fez

maravilhas, publicaram as nações!

4. Semeando na agonia, espalhando cada dia, a semente

do amanhã. A colheita é uma alegria, muito canto e euforia, é fartura, é Canaã.

05 – BENDITO ÉS TU

1. Bendito és Tu, ó Deus criador, revestes o mundo da

mais fina flor. Restauras o fraco que a ti se confia, e junto

aos irmãos, em paz, o envias.

Ó, Deus do universo, és Pai e Senhor, por Tua bondade recebe o louvor! (bis)

2. Bendito és tu, ó Deus criador, por quem aprendeu o

gesto de amor: colher a fartura e ter a beleza de ser a partilha dos frutos na mesa!

3. Bendito és tu, ó Deus criador, fecundas a terra com

vida e amor! A quem aguardava um canto de festa, a mesa promete eterna seresta!

06 – AGORA O TEMPO SE CUMPRIU

Agora o tempo se cumpriu, o reino já chegou. Irmãos, convertam-se e creiam firmes no Evangelho.

1. Feliz aquele homem que não anda, conforme os conselhos dos perversos.

2. Que não entra nos caminhos dos malvados, nem junto

aos zombadores vai sentar-se.

3.

Mas encontra seu prazer na lei de Deus, e a medita, dia

e

noite, sem cessar.

4.

Eis que ele é semelhante a uma árvore, que à beira da

torrente está plantada

5. Ela sempre dá seus frutos a seu tempo e jamais as suas

folhas vão murchar.

6. Pois Deus vigia o caminho dos eleitos, mas a estrada

dos malvados leva à morte.

07 – ENTÃO, DA NUVEM LUMINOSA

Então, da nuvem luminosa dizia uma voz: “Este é meu filho amado, escutem sempre o que Ele diz!”

1.

Transborda um poema do meu coração: vou cantar-vos,

ó

rei, esta minha canção,

2.

Sois tão belo, o mais belo entre os filhos dos homens!

Porque deus, para sempre, vos deu sua benção.

3. Levai vossa espada de glória no flanco, herói valoroso,

no vosso esplendor;

4. Saí para a luta no carro de guerra, em defesa da fé, da

justiça e verdade!

5. Vosso trono, ó Deus, é eterno, sem fim; vosso cetro

real é sinal de justiça.

6. Vós amais a justiça e odiais a maldade. É por isso que

Deus vos ungiu com seu óleo.

7. Cantarei vosso nome de idade em idade, para sempre

haverão de louvar-vos os povos!

08 – QUEM VIVE À SOMBRA DO SENHOR

Quem vive à sombra do Senhor, lhe diz na oração: “Sois meu Senhor e Deus, no qual confio inteiramente”!

1. Nenhum mal há de chegar perto de ti, nem a desgraça

baterá á tua porta.

2. Pois o Senhor deu uma ordem a seus anjos, para em

todos os caminhos te guardarem.

3. Haverão de te levar em suas mãos, para o teu pé não se

ferir n’alguma pedra:

4. Passarás por sobre cobras e serpentes, pisarás sobre

leões e outras feras.

5. “Porque a mim se confiou, hei de livrá-lo, e protegê-lo,

pois meu nome ele conhece.

6. Ao invocar-me hei de ouvi-lo e atendê-lo, e a seu lado

eu estarei em suas dores.

09 – SE O GRÃO DE TRIGO NÃO MORRER

Se o grão de trigo não morrer, sozinho vai ficar. Mas se morrer no chão, dará, com o tempo, muito fruto.

1. Eu vos amo, ó Senhor, sois minha força, minha rocha,

meu refúgio e salvador.

2. Ondas da morte me envolveram totalmente, as torrentes

da maldade me aterraram.

3. Ao Senhor eu invoquei na minha angústia e elevei o

meu clamor para meu Deus.

4. De seu templo ele escutou a minha voz e chegou a seus

ouvidos meu grito.

5. O Senhor recompensou minha justiça e a pureza que

encontrou em minhas mãos.

6. Pois salvais, ó Senhor Deus, o povo humilde, mas os

olhos dos soberbos humilhais.

7. Ó Senhor, fazeis brilhar a minha lâmpada , ó meu

Deus, iluminais as minhas trevas.

8. Concedeis ao vosso rei grandes vitórias e mostrais

misericórdia ao vosso ungido.

10 – EU VIM PARA QUE TODOS TENHAM VIDA

“Eu vim para que todos tenham vida, que todos tenham vida plenamente”.

1. Reconstrói a tua vida em comunhão com teu Senhor,

reconstrói a tua vida em comunhão com teu irmão: onde está o teu irmão, eu estou presente nele.

2. “Eu passei fazendo o bem, eu curei todos os males”,

hoje és minha presença junto a todo sofredor: onde sofre o teu irmão, eu estou sofrendo nele.

3. “Entreguei a minha vida pela salvação de todos”.

Reconstrói, protege a vida de indefesos e inocentes: onde morre o teu irmão, eu estou morrendo nele.

4. “Vim salvar e vim buscar o que estava já perdido”.

Busca, salva e reconduze a quem perdeu toda a esperança:

onde salvas teu irmão, tu me estás salvando nele.

5. “Este pão, meu corpo e vida para a salvação do

mundo”. É presença e alimento nesta santa comunhão:

onde está o teu irmão, eu estou, também, com ele.

6. “Salvará a sua vida quem a perde, quem a doa, eu não

deixo perecer nenhum daqueles que são meus”. Onde

salvas teu irmão, tu me estás salvando nele.

7. “Da ovelha desgarrada eu me fiz o bom pastor”

reconduze, acolhe e guia a quem de mim se extraviou:

onde acolhes teu irmão, tu me acolhes também, nele.

11 – ELA MUITO AMOU

1. Tanto que esperou pudesse um dia, chegar bem perto,

dizendo tudo! Se não conseguiu como queria, o seu

silêncio não ficou mudo.

Ela muito amou, tem a minha paz, vai seguir caminho sem temor! Sabe quem eu sou, e será capaz, de espalhar na terra o meu amor!

2. Ela ultrapassou toda medida, não lhe bastando meros

preceitos. Lágrimas, perfume - que acolhida! Nem se importando com preconceitos.

3. Se ninguém ousou dizer bem claro, o que pensava daquele

gesto. Ele revelou como era raro, esse carinho tão manifesto.

4. Ele é sempre mais que um convidado, se põe à mesa,

nutrindo a vida. Olha os corações e põe de lado, toda

aparência, cura a ferida!

12 – JOÃO BATISTA CLAMOU NO DESERTO

1. João Batista clamou no deserto: preparai ao senhor uma

estrada! Eis que o reino de Deus está perto, escutai, geração transviada!

Mudai de vida, mudai, convertei-vos de coração! Fazei a vontade do pai, amai, servi aos irmãos. Fazei a vontade do pai, lutai por um mundo de irmãos. Fazei a vontade do pai, o chão é de todos e o pão!

2. Jesus Cristo, o Filho de Deus, batizado por João no Jordão,

inaugura o reino do pai, co’este santo e solene pregão:

se

3. Pentecostes

animaram pelo Espírito Santo de Deus e à multidão anunciaram:

4. Escutai, ó Igreja de Deus: eis, o tempo da graça

chegou. É o Senhor da justiça que passa, sua páscoa entre nós começou.

13 – PIEDADE, Ó SENHOR, TENDE PIEDADE

foi

naquele

dia

que

os

apóstolos

Piedade, ó Senhor, tende piedade, pois pecamos contra vós!

1. Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia! Na imensidão

de vosso amor, purificai-me! Do meu pecado, todo inteiro,

me lavai e apagai completamente a minha culpa.

2. Eu reconheço toda a minha iniquidade, o meu pecado

está sempre à minha frente. Foi contra vós, só contra vós

que eu pequei e pratiquei o que é mau aos vossos olhos!

3. Criai em mim um coração que seja puro, dai-me de

novo um espírito decidido. Ó Senhor, não me afasteis de

vossa face nem retireis de mim o vosso Santo Espírito!

4. Dai-me de novo a alegria de ser salvo e confirmai-me com

espírito generoso! Abri meus lábios, ó Senhor, para cantar e

minha boca anunciará vosso louvor!

14 – MISERICÓRDIA, SENHOR, MISERICÓRDIA

Misericórdia, Senhor, misericórdia! Misericórdia!

Senhor escuta o lamento e tem de nós compaixão. Ao povo dá novo alento, a tua graça e perdão!