Você está na página 1de 50
Instrumentação Industrial Autor: Perez 1 Arquitetura&Simbologia
Instrumentação Industrial Autor: Perez 1 Arquitetura&Simbologia

Instrumentação Industrial Autor: Perez

1

Arquitetura&Simbologia

AULA I - Arquitetura de sistemas de automação - Representação de instrumentos e sistemas de
AULA I - Arquitetura de sistemas de automação - Representação de instrumentos e sistemas de

AULA I

- Arquitetura de sistemas de automação

- Representação de instrumentos e sistemas de automação

- Simbologia

2

Arquitetura&Simbologia

Objetivos para a operação automática de uma Planta Industrial

para a operação automática de uma Planta Industrial Atender aos requisitos de desempenho estabelecidos em
para a operação automática de uma Planta Industrial Atender aos requisitos de desempenho estabelecidos em

Atender aos requisitos de desempenho estabelecidos em projeto

Garantir a estabilidade

Garantir a segurança

Automatizar procedimentos

Requisitos mínimos para um bom desempenho operacional

Requisitos mínimos para um bom desempenho operacional - equipamentos e sistemas dimensionados adequadamente - bombas,
Requisitos mínimos para um bom desempenho operacional - equipamentos e sistemas dimensionados adequadamente - bombas,

- equipamentos e sistemas dimensionados adequadamente

- bombas, compressores

- tubulações

- vasos, torres, tanques

- trocadores de calor, fornos

- reatores

- seleção de instrumentos de medição adequados, especialmente os medidores de vazão

Requisitos mínimos para um bom desempenho operacional

Requisitos mínimos para um bom desempenho operacional - instrumentos instalados e calibrados de forma adequada -
Requisitos mínimos para um bom desempenho operacional - instrumentos instalados e calibrados de forma adequada -

- instrumentos instalados e calibrados de forma adequada

- controladores bem sintonizados

- válvulas de controle operando dentro das faixas para as quais foram projetadas

Histórico: Operação Local

Histórico: Operação Local Arquitetura&Simbologia 6
Histórico: Operação Local Arquitetura&Simbologia 6
Histórico: Operação Local Arquitetura&Simbologia 6

Painel de Controle

Painel de Controle Arquitetura&Simbologia 7
Painel de Controle Arquitetura&Simbologia 7
Painel de Controle Arquitetura&Simbologia 7

Centro Integrado de Controle

Centro Integrado de Controle Arquitetura&Simbologia 8
Centro Integrado de Controle Arquitetura&Simbologia 8
Centro Integrado de Controle Arquitetura&Simbologia 8

Arquitetura dos Sistemas de I/A

Arquitetura dos Sistemas de I/A Arquitetura&Simbologia 9
Arquitetura dos Sistemas de I/A Arquitetura&Simbologia 9
Arquitetura dos Sistemas de I/A Arquitetura&Simbologia 9

Arquitetura dos Sistemas de I/A

Arquitetura dos Sistemas de I/A Rede Corporativa Supervisão A outros níveis Banco de Dados NÍVEL DE
Arquitetura dos Sistemas de I/A Rede Corporativa Supervisão A outros níveis Banco de Dados NÍVEL DE
Rede Corporativa Supervisão A outros níveis Banco de Dados NÍVEL DE PLANTA Rede de Planta
Rede Corporativa
Supervisão
A outros níveis
Banco de
Dados
NÍVEL DE
PLANTA
Rede de Planta
Rede de Controle
NÍVEL DE
CONTROLE
NÍVEL DE
CAMPO
Rede de
Campo

Arquitetura dos Sistemas de I/A

Arquitetura dos Sistemas de I/A Arquitetura&Simbologia 11
Arquitetura dos Sistemas de I/A Arquitetura&Simbologia 11
Arquitetura dos Sistemas de I/A Arquitetura&Simbologia 11

Telas de Sistemas Digitais de Operação

Telas de Sistemas Digitais de Operação Arquitetura&Simbologia 12
Telas de Sistemas Digitais de Operação Arquitetura&Simbologia 12
Telas de Sistemas Digitais de Operação Arquitetura&Simbologia 12

Telas de Sistemas Digitais de Operação

Telas de Sistemas Digitais de Operação Arquitetura&Simbologia 13
Telas de Sistemas Digitais de Operação Arquitetura&Simbologia 13
Telas de Sistemas Digitais de Operação Arquitetura&Simbologia 13

Telas de Sistemas Digitais de Operação

Telas de Sistemas Digitais de Operação Arquitetura&Simbologia 14
Telas de Sistemas Digitais de Operação Arquitetura&Simbologia 14
Telas de Sistemas Digitais de Operação Arquitetura&Simbologia 14

Telas de Sistemas Digitais de Operação

Telas de Sistemas Digitais de Operação Arquitetura&Simbologia 15
Telas de Sistemas Digitais de Operação Arquitetura&Simbologia 15
Telas de Sistemas Digitais de Operação Arquitetura&Simbologia 15

Telas de Sistemas Digitais de Operação

Telas de Sistemas Digitais de Operação Arquitetura&Simbologia 16
Telas de Sistemas Digitais de Operação Arquitetura&Simbologia 16
Telas de Sistemas Digitais de Operação Arquitetura&Simbologia 16

Telas de Sistemas Digitais de Operação

Telas de Sistemas Digitais de Operação Arquitetura&Simbologia 17
Telas de Sistemas Digitais de Operação Arquitetura&Simbologia 17
Telas de Sistemas Digitais de Operação Arquitetura&Simbologia 17

Elementos de um Sistema de I/A

Elementos de um Sistema de I/A Sensores - Temperatura: termopares, bimetálicos - Pressão: tubo de Bourdon,
Elementos de um Sistema de I/A Sensores - Temperatura: termopares, bimetálicos - Pressão: tubo de Bourdon,

Sensores

- Temperatura: termopares, bimetálicos

- Pressão: tubo de Bourdon, capacitivo

- Vazão: placa de orifício, vortex, coriólis

- Nível: displacer, radar, ultrasônico

- Propriedades físicas

- Propriedades químicas Transdutores / transmissores Cabos e multicabos

Elementos de um Sistema de I/A

Elementos de um Sistema de I/A Sistemas de Aquisição de Dados e Controle - Sistemas de
Elementos de um Sistema de I/A Sistemas de Aquisição de Dados e Controle - Sistemas de

Sistemas de Aquisição de Dados e Controle

- Sistemas de Supervisão e Controle (Supervisório+PLC)

- “Supervisory Control and Data Acquisition System” (SCADA)

- Sistemas Digitais de Controle Distribuído (SDCD)

Elementos de um Sistema de I/A

Elementos de um Sistema de I/A Componentes dos Sistemas de Supervisão e Controle - Unidades Terminais
Elementos de um Sistema de I/A Componentes dos Sistemas de Supervisão e Controle - Unidades Terminais

Componentes dos Sistemas de Supervisão e Controle

- Unidades Terminais Remotas (UTR) – CLP+Comunicação via rádio

- Controladores Lógicos Programáveis (CLP)

- Sistemas Eletrônicos Programáveis (PES)

- Softwares de Supervisão e Controle em Tempo Real (iFIX, VXL, etc)

Elementos de um Sistema de I/A

Elementos de um Sistema de I/A Elementos Finais de Controle e Intertravamento - Válvulas de controle
Elementos de um Sistema de I/A Elementos Finais de Controle e Intertravamento - Válvulas de controle

Elementos Finais de Controle e Intertravamento

- Válvulas de controle

- Válvulas “ON-OFF”

- Variadores de velocidade de motores

- Governadores de turbina

- Válvulas motorizadas

- Válvulas solenóide

Arquitetura Fieldbus

Arquitetura Fieldbus Arquitetura&Simbologia 22
Arquitetura Fieldbus Arquitetura&Simbologia 22
Arquitetura Fieldbus Arquitetura&Simbologia 22

Arquitetura Fieldbus

Arquitetura Fieldbus Funções centralizadas são transfer idas para o instrumento de campo (ex: blocos de cálculo,
Arquitetura Fieldbus Funções centralizadas são transfer idas para o instrumento de campo (ex: blocos de cálculo,

Funções centralizadas são transferidas para o instrumento de campo (ex: blocos de cálculo, controlador)

Função do transmissor deixa de existir

Alteração da interligação ponto a ponto por rede digital de comunicação

Função de diagnóstico disponibilizado para todos os instrumentos

Mudança nas práticas de projeto de detalhamento (diagramas de malha, lista de cabos, plantas de encaminhamento, painéis de rearranjo, etc)

Mudança nas práticas de configuração

Eliminação de conversores A/D e D/A

Arquitetura Fieldbus

Arquitetura Fieldbus Protocolo de mestres ativos – Se o mestre ativo falhar, sua função é passada
Arquitetura Fieldbus Protocolo de mestres ativos – Se o mestre ativo falhar, sua função é passada

Protocolo de mestres ativos – Se o mestre ativo falhar, sua função é passada para outro integrante da rede e assim sucessivamente.

Foundation FieldBus: organização que suporta o protocolo FieldBus (associação com mais de 150 empresas)

Temos 2 redes de comunicação:

Rede HI – Baixa velocidade (31,25 kbits/seg)

Rede HSE – Alta velocidade (Ethernet)

Arquitetura Global

Arquitetura Global Exemplo de arquitetura do sistema de automação e controle Arquitetura&Simbologia 25
Arquitetura Global Exemplo de arquitetura do sistema de automação e controle Arquitetura&Simbologia 25

Exemplo de arquitetura do sistema de automação e controle

Arquitetura de Sistemas de I/A

Arquitetura de Sistemas de I/A Resumo - Arquiteturas dos sistemas podem ser abertas ou dedicadas -
Arquitetura de Sistemas de I/A Resumo - Arquiteturas dos sistemas podem ser abertas ou dedicadas -

Resumo

-

Arquiteturas dos sistemas podem ser abertas ou dedicadas

-

Arquiteturas abertas requerem serviço de integração entre os sistemas de aquisição de dados e controle com os sistemas de supervisão que realizam a interface com a operação (IHM)

-

Arquiteturas dedicadas são características dos SDCDs, utilizados principalmente nas plantas do refino devido a complexidade das funções de controle regulatório.

-

Arquiteturas baseadas em rede são uma tendência para serviços de monitoração e malhas mais simples de controle regulatório.

-

Existe uma tendência a se utilizar o padrão Fieldbus Foundation para as redes de campo na indústria de processamento

Arquitetura de Sistemas de I/A

Arquitetura de Sistemas de I/A Resumo - Serviços da área de segurança (intertravamento) mantém a arquitetura
Arquitetura de Sistemas de I/A Resumo - Serviços da área de segurança (intertravamento) mantém a arquitetura

Resumo

-

Serviços da área de segurança (intertravamento) mantém a arquitetura de ligação ponto a ponto para um PES ou PLC dedicado para funções de segurança.

-

Sistemas de monitoração cobrindo longas distâncias são implementados por meio de arquiteturas utilizando enlaces de rádio, linhas privativas de telefonia, ou satélites. Estes sistemas são conhecidos como Sistemas SCADA.

-

As filosofias de comunicação entre equipamentos, incluindo aspectos de redundância variam de acordo com as culturas dos segmentos de E&P, transporte e refino, sendo estas definidas em conjunto com o projetista e o cliente final, mediado eventualmente por especialistas da área corporativa.

Representação de Malhas de I/A

(ANSI/ISA 5.1 – Instruments Symbols and Identification)

(ANSI/ISA 5.1 – Instruments Symbols and Identification) Identificação de um instrumento (TAG) Primeira Letra:
(ANSI/ISA 5.1 – Instruments Symbols and Identification) Identificação de um instrumento (TAG) Primeira Letra:

Identificação de um instrumento (TAG)

Primeira Letra: Variável monitorada ou medidaand Identification) Identificação de um instrumento (TAG) Segunda Letra (opcional): Variável modificadora Terceira

Segunda Letra (opcional): Variável modificadora(TAG) Primeira Letra: Variável monitorada ou medida Terceira Letra: Função Quarta Letra: Modificadora da letra

Terceira Letra: Funçãoou medida Segunda Letra (opcional): Variável modificadora Quarta Letra: Modificadora da letra anterior Número que

Quarta Letra: Modificadora da letra anterior(opcional): Variável modificadora Terceira Letra: Função Número que define a unidade Seqüencial

Número que define a unidadeTerceira Letra: Função Quarta Letra: Modificadora da letra anterior Seqüencial Arquitetura&Simbologia 28

SeqüencialLetra: Função Quarta Letra: Modificadora da letra anterior Número que define a unidade Arquitetura&Simbologia 28

Representação de Malhas de I/A

(ANSI/ISA 5.1 – Instruments Symbols and Identification)

(ANSI/ISA 5.1 – Instruments Symbols and Identification) Variáveis de monitoraçã o ou variáveis medidas -
(ANSI/ISA 5.1 – Instruments Symbols and Identification) Variáveis de monitoraçã o ou variáveis medidas -

Variáveis de monitoração ou variáveis medidas

- Temperatura (T)

- Pressão (P)

- Vazão (F)

- Nível (L)

- Posição (Z)

- Análise (A)

- Ação pelo operador (H)

- Não classificada (X)

- Parada de emergência (SD)

Representação de Malhas de I/A

(ANSI/ISA 5.1 – Instruments Symbols and Identification)

(ANSI/ISA 5.1 – Instruments Symbols and Identification) Variáveis modificadoras - Diferencial (D)
(ANSI/ISA 5.1 – Instruments Symbols and Identification) Variáveis modificadoras - Diferencial (D)

Variáveis modificadoras - Diferencial (D)

Representação de Malhas de I/A

(ANSI/ISA 5.1 – Instruments Symbols and Identification)

(ANSI/ISA 5.1 – Instruments Symbols and Identification) Funções do Instrumento - Elemento primário (E) -
(ANSI/ISA 5.1 – Instruments Symbols and Identification) Funções do Instrumento - Elemento primário (E) -

Funções do Instrumento

- Elemento primário (E)

- Transmissão (T)

- Indicação (I)

- Registro (R)

- Controle (C)

- Alarme (A)

- Blocos lógicos (Y)

- Válvula (V)

 

PRIMEIRA LETRA

 

LETRAS SUBSEQÜENTES

Variável Medida ou Iniciadora

 

Leitura

Função

 

Modificadora

 

ou

de

   

Função

Saída

 

Passiva

 

A

Análise

 

Alarme

B

Queimador,

Escolha do

 

Combustão

Usuário

 

C

Escolha do

Controle

 

Usuário

 

D

Escolha do

Diferencial

 

Usuário

 

E

Tensão

 

Elétrica

 

F

Vazão

Razão

 

(Proporção)

 

G

Escolha do

Vidro, Visor

 

Usuário

 

H

Manual

Alto

I

Corrente

Indicação

 

Elétrica

 

J

Potência

Varredura

Modificadora

PRIMEIRA LETRA

LETRAS SUBSEQÜENTES

Variável Medida ou Iniciadora

 

Leitura

Função

 

Modificadora

ou

de

Modificadora

 

Função

Saída

Passiva

K

Tempo,

Variação no

 

Estação de

 

Seqüência

tempo

Controle

L

Nível

 

Luz

 

Baixa

M

Escolha do

Momentâneo

   

Médio,

Usuário

Intermediário

N

Escolha do

 

Escolha do

Escolha do

Escolha do

Usuário

Usuário

Usuário

Usuário

O

Escolha do

 

Orifício,

   

Usuário

Restrição

P

Pressão,

 

Ponto de

   

Vácuo

Teste

Q

Quantidade

Integrar,

     

Totalizar

R

Radiação

 

Registro

   

S

Velocidade,

Segurança

 

Chave,

 

Freqüência

Comutação

T

Temperatura

   

Transmissão

 

U

Multivariável

Multifunção

Multifunção

Multifunção

Multifunção

           

PRIMEIRA LETRA

LETRAS SUBSEQÜENTES

 

Variável Medida ou Iniciadora

 

Leitura

Função

 

Modificadora

 

ou

de

Modificadora

           

Função

Saída

Passiva

V

Vibração

   

Válvula,

 

Damper

W

Peso, Força

 

Poço

   

X

Não

Eixo dos X

Não

Não

Não

Classificada

Classificada

Classificada

Classificada

Y

Evento,

Eixo dos Y

 

Relé,

 

Estado,

Computação,

Presença

Conversão

Z

Posição,

Eixo dos Z

 

Acionador,

 

Dimensão

Atuador

EXEMPLOSEXEMPLOS DEDE COMBINAÇÕESCOMBINAÇÕES

EXEMPLOS EXEMPLOS DE DE COMBINAÇÕES COMBINAÇÕES Controladores: PIC, FIC Válvulas Auto-Atuadas: PCV Indicadores,
EXEMPLOS EXEMPLOS DE DE COMBINAÇÕES COMBINAÇÕES Controladores: PIC, FIC Válvulas Auto-Atuadas: PCV Indicadores,

Controladores: PIC, FIC Válvulas Auto-Atuadas: PCV Indicadores, Registradores: VI, PI, PR Alarmes: LAL, LAH, LAHH Transmissores: PT, PIT Solenóides, Relés, Dispositivos de Computação: FY Elementos Primários: FE, TE Pontos de Teste: TP, PP Poço: TW, AW Visores: FG, LG Dispositivos de Segurança: PSV, PSE Elemento Final: PV, TV

Representação de Malhas de I/A

(ANSI/ISA 5.1 – Instruments Symbols and Identification)

Representação de Malhas de I/A (ANSI/ISA 5.1 – Instruments Symbols and Identification) Arquitetura&Simbologia 36
Representação de Malhas de I/A (ANSI/ISA 5.1 – Instruments Symbols and Identification) Arquitetura&Simbologia 36
Representação de Malhas de I/A (ANSI/ISA 5.1 – Instruments Symbols and Identification) Arquitetura&Simbologia 36

Representação de Malhas de I/A

(ANSI/ISA 5.1 – Instruments Symbols and Identification)

(ANSI/ISA 5.1 – Instruments Symbols and Identification) Localização - Campo - Painel local - Painel de
(ANSI/ISA 5.1 – Instruments Symbols and Identification) Localização - Campo - Painel local - Painel de

Localização

- Campo

- Painel local

- Painel de controle central

- SDCD

- Controlador programável

SÍMBOLOSSÍMBOLOS

SÍMBOLOS SÍMBOLOS Arquitetura&Simbologia 38
SÍMBOLOS SÍMBOLOS Arquitetura&Simbologia 38
SÍMBOLOS SÍMBOLOS Arquitetura&Simbologia 38

Representação de Malhas de I/A

(ANSI/ISA 5.1 – Instruments Symbols and Identification)

(ANSI/ISA 5.1 – Instruments Symbols and Identification) Sinais de interconexão - Elétrico contínuo - Elétrico
(ANSI/ISA 5.1 – Instruments Symbols and Identification) Sinais de interconexão - Elétrico contínuo - Elétrico

Sinais de interconexão

- Elétrico contínuo

- Elétrico discreto

- Link de software

- Pneumático

SÍMBOLOSSÍMBOLOS

SÍMBOLOS SÍMBOLOS Arquitetura&Simbologia 40
SÍMBOLOS SÍMBOLOS Arquitetura&Simbologia 40
SÍMBOLOS SÍMBOLOS Arquitetura&Simbologia 40

Representação de Instrumentos de Campo

Representação de Instrumentos de Campo Arquitetura&Simbologia 41
Representação de Instrumentos de Campo Arquitetura&Simbologia 41
Representação de Instrumentos de Campo Arquitetura&Simbologia 41

Representação de Malhas de Instrumentos Discretos

Representação de Malhas de Instrumentos Discretos Arquitetura&Simbologia 42
Representação de Malhas de Instrumentos Discretos Arquitetura&Simbologia 42
Representação de Malhas de Instrumentos Discretos Arquitetura&Simbologia 42

Representação de Malhas de Indicação Remota

Representação de Malhas de Indicação Remota Arquitetura&Simbologia 43
Representação de Malhas de Indicação Remota Arquitetura&Simbologia 43
Representação de Malhas de Indicação Remota Arquitetura&Simbologia 43

Representação de Malhas de I/A

Representação de Malhas de I/A - - - Simplificações e convenções normalmente não se representam
Representação de Malhas de I/A - - - Simplificações e convenções normalmente não se representam

-

-

-

Simplificações e convenções

normalmente não se representam elementos sensores

funções de alarme permanecem anexados no canto superior direito dos blocos indicadores e controladores

não se representam conversores I/P em válvulas de controle sem ação de intertravamento

Representação de Malhas de I/A

Representação de Malhas de I/A Não há necessidade Arquitetura&Simbologia 45
Representação de Malhas de I/A Não há necessidade Arquitetura&Simbologia 45

Não há necessidade

Representação de Malhas de I/A Não há necessidade Arquitetura&Simbologia 45

Representação de Malhas de I/A

Representação de Malhas de I/A Outros símbolos bastante comuns de instrumentos e válvulas que aparecem nos
Representação de Malhas de I/A Outros símbolos bastante comuns de instrumentos e válvulas que aparecem nos

Outros símbolos bastante comuns de instrumentos e válvulas que aparecem nos P&I

-

medidores de vazão (placa, venturi, vortex, etc)

-

válvulas angulares, de três vias, auto operadas

-

válvulas solenóide, válvulas de segurança

-

atuadores de dupla ação, eletro-hidráulicos

Numeração de Malhas de I/A

Numeração de Malhas de I/A Uma única numeração para toda a malha Numeração pode se repetir
Numeração de Malhas de I/A Uma única numeração para toda a malha Numeração pode se repetir

Uma única numeração para toda a malha

Numeração pode se repetir desde que em malhas de natureza distinta (ex: FT-001, TT-001)

Folgas entre instrumentos de indicação local e de indicação remota (prática de projeto)

Numeração seqüencial por sistemas de escoamento (prática de projeto)

Numeração de projeto básico X definitiva

Critérios Gerais para Instrumentação de uma Planta Industrial

Gerais para Instrumentação de uma Planta Industrial Trocadores de calor ( Fig. 1 , Fig. 2
Gerais para Instrumentação de uma Planta Industrial Trocadores de calor ( Fig. 1 , Fig. 2

Trocadores de calor (Fig. 1, Fig. 2, Fig. 3)

-

temperatura a montante e jusante para avaliação de rendimento ou controle de temperatura

-

pressão para avaliação de entupimento

Vasos (Fig. 4, Fig. 5)

-

nível para controle de admissão e retirada de produtos

-

nível de interface para controle de retirada do fluido mais denso

-

nível muito alto ou muito baixo para intertravamento

-

pressão para acompanhamento operacional

Critérios Gerais para Instrumentação de uma Plant Industrial

Gerais para Instrumentação de uma Plant Industrial Torres ( Fig. 6 , Fig. 7 , Fig.
Gerais para Instrumentação de uma Plant Industrial Torres ( Fig. 6 , Fig. 7 , Fig.

Torres (Fig. 6, Fig. 7, Fig. 8)

-

nível no fundo e nas bandejas de retirada

-

diferencial de pressão nos recheios

-

temperatura entre as regiões de troca térmica

Fornos (Fig. 9, Fig. 10, Fig. 11, Fig. 12)

-

vazão nos passes

-

temperatura na saída para controle de carga térmica

-

vazão no sistema de combustíveis para controle de carga térmica

-

pressão na câmara e no sistema de combustíveis para intertravamento

-

Chama nos queimadores para proteção contra explosão

Critérios Gerais para Instrumentação de uma Planta Industrial

Gerais para Instrumentação de uma Planta Industrial Sistemas com Bombas ( Fig. 13 ) - pressão
Gerais para Instrumentação de uma Planta Industrial Sistemas com Bombas ( Fig. 13 ) - pressão

Sistemas com Bombas (Fig. 13)

-

pressão para monitoração da descarga e automação do conjunto de bombas

-

diferencial de pressão nos filtros para avaliação de entupimento

-

vazão para controle do sistema

Sistemas com Compressores (Fig. 14)

-

pressão na sucção e descarga para controle de capacidade e proteção da máquina

-

vazão para controle de capacidade e proteção da máquina

-

temperatura para proteção da máquina